Categoria: Agricultura e Pecuária


11:46 · 12.10.2018 / atualizado às 11:46 · 12.10.2018 por
As inscrições são gratuitas. (Foto: Geo Brasil)

Crato. Estão abertas as inscrições para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SEMATEC), realizada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), campus Crato, que acontece de 16 a 19 de outubro. A programação de palestras e minicursos é gratuita e aberta a todos os interessados nas áreas de Tecnologia da Informação, Agropecuária e Zootecnia.

Ao todo, são 35 minicursos que tratam de temas como automação residencial para reuso de água, criação de e-commerces, testes de softwares, manutenção de computadores, criação de equinos e de galinhas caipiras, nutrição de bovinos e jardinagem e paisagismo, entre outras opções. A programação conta ainda com palestras sobre empreendedorismo, desenvolvimento web e os desafios da irrigação no século XXI, por exemplo.

Entre os palestrantes estão o secretário de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro do Norte, Michel Araújo, que vai falar sobre o conceito de Smart City (Cidades Inteligentes), a professora do Instituto Federal de Pernambuco, Raquel Lira, que abordará, em workshop, sobre os problemas encontrados em negócios,  e o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ramon Araújo, que trabalhará a integração entre lavoura e pecuária.

As inscrições podem ser feitas através deste link. A programação completa está disponível do site.

11:50 · 18.09.2018 / atualizado às 11:50 · 18.09.2018 por
Competição premiará maior mandioca do Município. (Foto: Antonio Rodrigues)

Salitre. Com solenidade, seminário, feira, música e competições, a “Capital da Mandioca” no Ceará recebe a Mandioc Fest 2018, na próxima sexta-feira (21). Em sua terceira edição, o evento trem atraído muitos produtores rurais, expositores e empresários que potencializam a produção do tubérculo na região. A expectativa é que reúna mais de 7 mil pessoas.

A programação começa pela manhã, na Câmara Municipal, às 9h, com a entrega de diplomas de “Honra ao mérico” a imprensa regional. Em seguida, será apresentado o título de “Capital cearense da mandioca”, sancionada pela Lei nº 16.571, no último dia 11 de junho. Já durante a tarde, a partir das 14h, acontecerá um seminário com o tema “Mandiocultura e seu potencial”, realizado numa tenda montada na Praça Mãe Rainha.

Paralelo a isso, na Praça Mãe Rainha acontecerá uma feira com agricultores familiares expondo produtos oriundos da mandioca, como bolo de puba, tapioca, filhós. Além disso, uma competição que premiará o maior tubérculo e também seus derivados. A noite, a partir das 22h, o forró toma conta da Praça da Prefeitura reunindo nomes como Toca do Vale, Lucas Barão, Lance Love, Raphael Alencar e Grupo D10.

Um dos maiores produtores de mandioca do Ceará, Salitre possui mais de 120 casas de farinha mecanizadas e 80% do tubérculo é produzido pela agricultura familiar. Mais de 30 mil sacas de farinha são fabricadas por mês, além da goma que é muito comercializada. Ano passado, a Mandioc Fest reuniu mais de 4 mil pessoas.

 

08:43 · 23.08.2018 / atualizado às 13:44 · 23.08.2018 por
Ao todo, 10 municípios e 86 comunidades foram beneficiadas. (Foto: Divulgação)

Campos Sales. O Projeto de Capacitação em Acesso às Políticas Públicas no Território Cariri Oeste chegou ao fim, na manhã de ontem (22), com evento de encerramento ocorrido no auditório do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ao todo, 10 municípios e 86 comunidades foram beneficiadas.

O Projeto, executado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), tem como objetivo promover ações de capacitação e educação sobre as políticas públicas disponíveis para a população do semiárido. A organização é referência em estratégias de desenvolvimento no meio rural.

 Aos participantes, foi aplicado uma abordagem pedagógica utilizada ao longo de 10 anos de experiência da Adel com atividades de capacitação com agricultores e jovens rurais. Essa metodologia zela pelo engajamento e pelo envolvimento constante de quem participa, de forma dinâmica, bastante prática, simples, com linguagem adequada e formas devidamente contextualizadas para que as pessoas possam realmente se apropriar ao que está sendo informado.

Projeto Paulo Freire

O projeto tem por objetivo contribuir para a redução da pobreza rural em 31 municípios cearenses por meio do desenvolvimento do capital humano e social e do desenvolvimento produtivo sustentável pautado na geração de renda, no âmbito agrícola e não-agrícola, com foco principal em jovens e mulheres.

11:16 · 13.08.2018 / atualizado às 11:16 · 13.08.2018 por
Foram visitados as comunidades Assentamento 10 de abril, Caldeirão e Gonçalo. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos (SMDA) esteve durante a última semana, entre 6 e 10 de agosto, visitando algumas localidades para o desenvolvimento de um projeto de recuperação dos açudes nas comunidades que compreendem as famílias de agricultores familiares.

Inicialmente foram feitas medições dos açudes das seguintes comunidades: Assentamento 10 de abril, Caldeirão e Gonçalo. Nesta semana, as equipes visitarão o Sítio Jenipapo.

De acordo com o titular da SMDA, Zilcélio Alves, serão priorizadas as áreas de assentamento para produção de frutas, verduras e melhoria da água para animais. “Já fizemos a medição de algumas áreas e nessa semana continuaremos o trabalho, nossa meta é recuperar pelo menos 10 pequenos açudes esse ano”, ressaltou o secretário.

O projeto de recuperação de pequenos açudes visa auxiliar a pecuária local e fortalecer a agricultura familiar, o que representa mais oportunidades para os cratenses.

06:17 · 12.07.2018 / atualizado às 06:17 · 12.07.2018 por
O objetivo do projeto é implantar 254 hortas orgânicas. Até o final do ano, a meta é deixar pelo menos 54 delas já instaladas. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. O projeto “Saúde na Mesa”, que faz parte do Programa de Agricultura Urbana, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Seagri), já instalou seis hortas nos equipamentos públicos do Município, como escolas e CRAS. Agora, as ações acontecem nas cozinhas comunitárias. O objetivo é implantar 254 hortas orgânicas. Até o final do ano, a meta é deixar pelo menos 54 delas já instaladas.

Para chegar a essa finalidade, a Seagri conta com a parceira das Secretarias de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), Educação (Seduc) e Cultura (Secult). Das quatros cozinhas comunitárias, três já tiveram as hortas instaladas: nos bairros Aeroporto, Horto e  Frei Damião.

São plantadas diversas culturas, de acordo com a necessidade do equipamento onde a horta está instalada. Outro objetivo do projeto, é oferecer a população alimentos naturais e orgânicos para as refeições, como acontece no Restaurante Popular, onde tudo que é plantado, chega a ser consumido pelos usuários do equipamento.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Romão França, o trabalho, além de social, promove a educação ambiental e alimentar para os usuários e a população em geral. “Trabalhar as hortas além de conscientizar sobre uma alimentação saudável, propõe um papel integrador, com saberes, ensinamentos, aprendizados, práticas sustentáveis e o trabalho de cooperação”, ressalta.

Outros projetos

Dentro do Programa de Agricultura Urbana, mais dois projetos estão inseridos: “Farmácia Verde” e “Jardins Florestais”. O primeiro implantará nos postos de saúde do município hortas com plantas medicinais, aproveitando a cultura da meisinheiras que é forte na região.  Já o segundo, plantará em praças e outros equipamentos públicos plantas frutíferas e nativas da região.

11:40 · 15.06.2018 / atualizado às 11:42 · 15.06.2018 por
Devido as chuvas abaixo da média, produção caiu mais da metade. (Foto: André Costa)

Salitre. Na última segunda-feira (11), entrou em vigor o projeto de Lei (nº 16.571), de autoria do deputado estadual Agenor Ribeiro (PSDC), que reconhece este Município, no Cariri cearense, como a “Capital da Mandioca no Estado do Ceará”. O título foi sancionado pelo governador Camilo Santana.

Com pouco mais de 16 mil habitantes, Salitre está localizada no Cariri Oeste, na divisa do Ceará com Pernambuco e Piauí, a 530 km de Fortaleza. Há alguns anos, figurava entre os maiores produtores do tubérculo no Estado – maior da região -, com mais de 16 mil hectares plantados e quase 200 casas de farinhas.  Atualmente, é o 13º município cearense com o maior índice de pobreza.

Crise

No entanto, o Município tem enfrentado, nos últimos 13 anos, chuvas abaixo da média, fazendo com o plantio de mandioca fosse reduzido em mais da metade e diversas casas de fossem farinha fechadas. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Salitre enfrenta a pior seca desde a sua fundação, em 1988. A última vez que choveu acima da média na localidade foi em 2005, quando foram registrados 666,5mm.

A situação é agravada pela posição geográfica, pois, o relevo contribui para a escassez de chuva. O Município é relativamente alto e muito próximo à Chapada do Araripe, por isso, as chuvas que chegam do Leste geralmente tendem a cair antes de Salitre, atingindo cidades como Juazeiro do Norte e Crato. Este ano, Salitre registrou um volume de 446 milímetros acumulados de janeiro a maio.

10:16 · 11.06.2018 / atualizado às 10:16 · 11.06.2018 por
Ao todo, deverão ser instaladas 256 hortas em creches, escolas, cozinhas comunitárias e nos CRAS. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. O projeto “Saúde na Mesa”, que integra o Programa de Agricultura Urbana, da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Seagri), instalou mais uma horta no Município. A plantação foi feita na Creche Irmã Neli, que fica no bairro Limoeiro. A expectativa é que sejam implementadas, ao todo, 256 hortas em creches, escolas, cozinhas comunitárias e nos Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Na manhã da última sexta-feira (08), alguns dos técnicos da Seagri, juntamente com os alunos, iniciaram o plantio na horta sediada na creche. Foram plantadas as seguintes culturas: cebolinha, rúcula, coentro, tomate cereja, alface, manjericão, açaí, goiaba, maracujá, alguma plantas medicinais.

Para o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Romão França, o trabalho, além de social, promove a educação ambiental para os estudantes, com vivências na escola, que podem ser levadas para as suas comunidades. “Trabalhar as hortas além de conscientizar sobre uma alimentação saudável, propõe um papel integrador, com disciplinas, saberes, ensinamentos, aprendizados, práticas sustentáveis e o trabalho de cooperação”, ressalta.

Um dos objetivos do programa é trazer para a zona urbana um pouco da zona rural, para que crianças, jovens e adultos conheçam o processo de produção do alimento, do plantio até a colheita. O programa tem como parceiras as  secretarias de Educação (Seduc) e de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest).

O Programa

O trabalho começou a ser desenvolvido em 2017, quando a equipe da Seagri, de veterinários, agrônomos, zootecnistas e técnicos agropecuários passou por capacitação. O resultado foi a elaboração do Programa de Agricultura Urbana, que conta com três projetos. O “Saúde na Mesa” foi iniciada no Restaurante Popular no mês de fevereiro e já teve algumas colheitas.

Dentro do Programa de Agricultura Urbana, mais dois projetos estão inseridos: “Farmácia Verde” e “Jardins Florestais”. O primeiro implantará, nos postos de saúde, hortas com plantas medicinais, aproveitando a cultura da meisinheiras, que é forte na região. O outro plantará em praças e outros espaços públicos plantas frutíferas e nativas.

11:19 · 01.06.2018 / atualizado às 11:20 · 01.06.2018 por
Mais de 80 produtores da agricultura familiar estão expondo seus produtos. (Fotos: Divulgação/Prefeitura)

Crato. A agricultura familiar de vários municípios da região do Cariri comercializando produtos agrícolas, artesanato e comidas típicas, tudo ao som de apresentações folclóricas e shows culturais. Esta é a Exposição dos Produtos da Agricultura Familiar do Cariri (Exproaf), que foi iniciada ontem (31), e vai até o dia 3 de junho, realizada no largo da RFFSA. Este ano, a feira comemora 18 anos de criação.

A Exproaf é organizada pela Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece), com o apoio dos sindicatos da região do Cariri, da Prefeitura Municipal de Crato e do Governo do Estado. Além da feira e da parte cultural, a exposição contará com a realização de seminários voltados para os trabalhadores do campo, onde terão a oportunidade de compartilhar conhecimentos e discutir melhorias para o segmento.

O presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece), Raimundo Martins, destacou o apoio para realizar a exposição e relembrou sua criação, pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Crato, ampliada e incorporada às ações da entidade há 10 anos.

“A feira é referência na região e no Estado estando, inclusive, no calendário estadual, e envolve parceiros estratégicos nesta ação. Ela tem uma importância muito grande, pois oportuniza os agricultores a exporem seus produtos, mostra a potencialidade da agricultura familiar da região e permite a venda de produtos de qualidade sem atravessadores”, comenta Raimundo.

Presente no lançamento, o prefeito José Ailton destacou a importância da exposição para a atividade agrícola familiar. Lembrou de sua origem, que muito se assemelha com os expositores, e ressaltou o trabalho articulado entre o Governo do Estado e Município para desenvolver ações como a Exproaf. “A parceria acontece em todos os momentos para fortalecermos o agricultor familiar e, futuramente, possamos ampliar esta feira”, afirmou.

Na ocasião, a equipe da Vigilância Sanitária e Ambiental realizou o trabalho de vistoria e orientou os expositores quanto a manipulação de alimentos que serão ofertados durante os três dias de feira na RFFSA.

Este ano, a Exproaf não pôde ser realizada no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante, pois está passando por reforma. O equipamento deve ser entregue no dia 6 de julho. “A partir de agosto realizaremos semanalmente uma feira da agricultura familiar no novo parque, para dar mais oportunidade aos pequenos produtores”, antecipou José Ailton.

Investimentos

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Francisco de Assis Diniz, que prestigiou o lançamento da Exproaf, aproveitou a ocasião para anunciar investimentos do Governo do Estado em projetos ligados a agricultura familiar, como o Projeto São José, que custará R$ 500 milhões; e o Projeto Paulo Freire, que será ampliado com o recebimento de R$ 200 milhões.

12:36 · 28.05.2018 / atualizado às 10:08 · 11.06.2018 por
A expectativa é que sejam implementadas 256 plantações, em creches, escolas, cozinhas comunitárias e nos CRAS. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seagri), em parceria com a Secretaria de Educação (Seduc), implantaram mais uma horta no Município. Dessa vez, foi instalada na Escola de Ensino Fundamental Lili Neri, no bairro João Cabral, na última sexta-feira (25). A ação faz parte do projeto “Saúde na Mesa”, que integra o Programa de Agricultura Urbana. A expectativa é que sejam implementadas 256 plantações, em creches, escolas, cozinhas comunitárias e nos Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Os técnicos da Seagri, juntamente com os alunos iniciaram o plantio de cebolinha, rúcula, coentro, tomate cereja, alface, manjericão, hortelã, alguma plantas medicinais. Um dos objetivos do Programa é trazer para a zona urbana da cidade um pouco da zona rural, fazendo com que crianças, jovens e adultos conheçam o processo de produção do alimento, do plantio até a colheita. Ele conta com a parceira a Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest).

Para o Secretário Romão França, o trabalho, além de social, promove a educação ambiental para os estudantes, com vivências na escola, que podem ser levadas para as suas comunidades. “Trabalhar as hortas além de conscientizar sobre uma alimentação saudável, propõe um papel integrador, com disciplinas, saberes, ensinamentos, aprendizados, práticas sustentáveis e o trabalho de cooperação”, ressalta.

O Programa

O trabalho começou a ser desenvolvido em 2017, quando a equipe da Seagri, de veterinários, agrônomos, zootecnistas e técnicos agropecuários passou por capacitação. O resultado foi a elaboração do Programa de Agricultura Urbana, que conta com três projetos. O “Saúde na Mesa” foi iniciada no Restaurante Popular no mês de fevereiro e já teve algumas colheitas.

Dentro do Programa de Agricultura Urbana, mais dois projetos estão inseridos: “Farmácia Verde” e “Jardins Florestais”. O primeiro implantará, nos postos de saúde, hortas com plantas medicinais, aproveitando a cultura da meisinheiras, que é forte na região. O outro plantará em praças e outros espaços públicos plantas frutíferas e nativas.

18:48 · 11.05.2018 / atualizado às 18:48 · 11.05.2018 por
São 35 vagas para estudantes que concluíram o Ensino Médio e desejam se profissionalizar. (Foto: Divulgação/IFCE)

Crato. As inscrições para o processo seletivo 2018.2 do campus de Crato do Instituto Federal do Ceará (IFCE) começam na próxima segunda-feira (14) e vão até o dia 28 de maio. São 35 vagas para o curso técnico gratuito em Agropecuária na modalidade subsequente, para quem já concluiu o Ensino Médio. Outros 19 campi do IFCE participam do processo, que oferta 1570 vagas no total.

As inscrições podem ser feitas pelo site  em que também está disponível o edital completo. A seleção é feita por meio da análise do histórico escolar dos candidatos e não é necessário fazer prova. A previsão é de que o resultado final seja divulgado no dia 15 de junho, com matrículas nos dias 18 a 20 de junho e chamada dos classificáveis no dia 28 de junho. As aulas estão previstas para começar no dia 30 de julho.

Documentação 

Depois de realizada a inscrição pela internet, o candidato precisa entregar até às 17h do dia 29 de maio, no setor de registros acadêmicos (secretaria) do campus, a documentação solicitada no edital: protocolo gerado no ato da inscrição online, documento de identificação oficial e histórico escolar ou documento equivalente. A inscrição é confirmada apenas com a entrega da documentação.

O curso 

O curso técnico subsequente em Agropecuária tem duração de um ano e meio e tem como público-alvo quem já concluiu o Ensino Médio e deseja uma formação profissional. O Técnico em Agropecuária planeja, executa, acompanha e fiscaliza projetos agropecuários e administra propriedades rurais. Elabora, aplica e monitora programas preventivos de sanitização na produção animal, vegetal e agroindustrial, além de fiscalizar produtos da área. Realiza medição, demarcação e levantamentos topográficos rurais e atua em programas de assistência técnica, extensão rural e pesquisa.

Serviço

Processo Seletivo 2018.2 – IFCE Crato  Curso Técnico em Agropecuária (para quem já concluiu o EM)

Inscrições de 14 a 28 de maio, pelo site: qselecao.ifce.edu.br

Entrega da documentação no campus até 29 de maio

Endereço: Setor de Registros Acadêmicos/Secretaria (Rodovia CE 292, km 15, bairro Gisélia Pinheiro)

Contato: (88) 3586-8169 | ccaifcrato@gmail.com
Mais informações: www.ifce.edu.br/crato

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags