Categoria: Aurora


14:16 · 09.11.2018 / atualizado às 14:16 · 09.11.2018 por
A atriz Cláudia Alencar deve interpretar a dona de uma casa de prostituição. (Foto: Divulgação)

O cineasta caririense Lamarck Dias está produzindo mais um filme que deverá ser gravado, ano que vem, no município de Aurora. “O Último Virgem do Ceará”, trata-se de uma produção independente que deverá contar com atores nacionais como João Vitti, Cláudia Alencar, Daniel Dias da Silva, Suyanne Moreira e Luciano Lopes. Misturando drama e comédia, o trabalho deve explorar os costumes nordestinos e a figura feminina no sertão.

O filme trará a linguagem regionalista com proposta de valorização dentro da trama literária cearense “Iracema”, de José de Alencar.  “É um filme que já vem sendo pensado há algum tempo. Ele traz uma linguagem própria. Tem três vertentes: o humor regional, a mitologia da obra ‘Iracema’ e a gente vai ter também um pouco de drama, virando jogo que do que é a figura da mulher sertaneja nessa sociedade patriarcal”, explica o cineasta.

“Acredito muito no compromisso social do cinema. Como será uma comédia bem escrachada, resolvi colocar esse drama que é uma denúncia”, acrescenta Lamarck Dias. Na trama, a personagem Dona Divina, que deverá ser interpretada pela atriz Cláudia Alencar, é dona de um casa de prostituição, mas luta para defender o direito das mulheres que trabalham com ela.

A previsão é que o filme seja rodado em julho de 2019. “Vai depender muito da questão financeira. Estamos trabalhando no projeto de impulsão do filme. Já consegui alguns apoios e patrocínios”, explica Lamarck. O núcleo principal das gravações será em Aurora, assim como foi seu último trabalho, Os Olhos de Alice (2018). Contudo, deverão aparecer outras cidades, como Eusébio e Juazeiro do Norte, mas isso depende de parcerias com as prefeituras destes municípios.

A trilha sonora exclusiva do filme será feita pelo cantor e compositor paraibano Pedro Carpelli, autor do sucesso “Juramento do dedinho”, gravado pelo forrozeiro Mano Walter.

Roteiro

O filme mostra três irmãos do interior cearense, Cícero, João Paulo e Antônio Carlos, que tentam ganhar a vida no Cariri em busca de empregos ou algum ganha pão. Após se decepcionarem várias vezes, um deles tem a “brilhante” ideia de arrumar um carro e colocar um grande alto-falante no veículo para sair pelo sertão pedindo esmolas para um falso doente. Ao longo do percurso, os três se envolvem em muitas confusões e conflitos para tentar ajudar o caçula a perder sua virgindade.

14:34 · 24.08.2018 / atualizado às 14:34 · 24.08.2018 por
Francisco Erivan Rangel Filho, conhecido por “Pantico”, marido da vítima, forjou assalto seguido de morte para ficar com dinheiro de seguro da esposa. (Foto: VC Repórter)

Aurora. Na última quarta-feira (22), o juiz da Comarca local, João Pimentel Brito, encaminhou os réus Francisco Erivan Rangel Filho, conhecido por “Pantico” e José Ribeiro Duarte, vulgo “Rogai” a julgamento por júri popular. Os dois são acusados de assassinar Aparecida Ferreira Lima Rangel, esposa de Erivan.

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) no dia 8 de março, por intermédio da Promotoria de Justiça de Aurora, Pantico contratou Rogai por R$ 400 para simular um assalto e, aproveitando o domínio da vítima pelo comparsa, desferiu golpes contra Aparecida com uma barra de ferro. O caso aconteceu no dia 14 de janeiro deste ano.

José Ribeiro Duarte, vulgo “Rogai” , foi responsável por desferir golpes na vítima.

Descobriu-se ainda que Erivan fez um seguro de vida para vítima, em novembro de 2017, colocando-se como beneficiário de um prêmio no valor de R$ 800 mil Para o promotor de Justiça Luiz Cogan, o caso apresenta traços de crueldade. O magistrado acolheu a denúncia com quatro qualificadoras requeridas pelo MPCE, que aumentam a pena dos acusados em caso de condenação: feminicídio, promessa de recompensa, meio cruel e meio que impossibilitou a defesa da vítima. Ele manteve, ainda, as ordens de prisões preventiva e negou o direito dos réus de recorrerem em liberdade.

“O denunciado José Ribeiro (Rogai) mencionou ter aceito a proposta de R$ 400,00 para fins de auxiliar no homicídio da vítima (promessa de recompensa). A morte da vítima visava a obtenção do prêmio, sendo tal motivo abjeto e repugnante (motivo torpe). Os algozes, de forma desumana e causando desnecessário sofrimento à vítima, executaram sua morte com múltiplos e brutais golpes de barra de ferro contra a cabeça, com a vítima deitada e indefesa (meio cruel). Ademais, os denunciados cometeram o brutal homicídio contra a vítima-mulher, por razões da condição de sexo feminino (feminicídio)”, consta na denúncia do promotor de Justiça Luiz Cogan.

14:34 · 24.07.2018 / atualizado às 17:04 · 24.07.2018 por
Valmir foi o terceiro vereador mais votado de Aurora. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Aurora)

Umari. A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (24), o médico Valmir Costa Gonçalves, 46, suspeito de estuprar uma criança de 11 anos,  no último dia 11 de julho, durante um de seus plantões dentro de uma unidade hospitalar neste Município do Centro-Sul cearense. Dr. Valmir, como é conhecido, é  diretor clínico do Hospital Regional do Icó e cumpre mandato de vereador no município de Aurora, na região do Cariri. Ele foi encaminhado para a Delegacia Municipal do Cedro, onde ficará à disposição da Justiça durante a conclusão das investigações.

A ação foi feita pela Polícia Civil de Ipaumirim, que cumpriu mandado de prisão temporária expedida pela Justiça. Segundo o delegado responsável pelo caso, Fellipe Lira, a prisão tem o prazo de 30 dias, podendo ser prorrogada por igual período, visando preservar a continuidade das investigações. Porém, no momento, o agente disse que não pode repassar mais detalhes do crime para não atrapalhar o andamento do Inquérito Policial e preservar a imagem e a intimidade da vítima.

Natural de Porto Velho (RO), o médico Valmir Costa Gonçalves (PSD) foi o terceiro vereador mais votado no Município de Aurora, com 1.280 votos (7,72% dos votos válidos), nas eleições de 2016. Ele cumpre mandato até 2020. Na Câmara, é relator da Comissão de Orçamento e Finanças e membro da Comissão de Justiça e Redação.

12:56 · 06.07.2018 / atualizado às 12:56 · 06.07.2018 por
Caso não cumpra, prefeito Júnior Macêdo será multado em R$ 1 mil por dia. (Foto: Renato Brito)

Aurora. O juiz de Direito da Comarca local, João Pimentel Brito, determinou, na última quarta-feira (4), que o prefeito Júnior Macêdo disponibilize psicólogo, psicopedagogo, terapeuta ocupacional, fonoterapeuta e neuropsicólogo para acompanhar o desenvolvimento de uma criança autista e outras em situações semelhantes identificadas pela Secretaria de Saúde. Caso não cumpra em 30 dias, receberá multa diária de R$ 1 mil.

A decisão, em caráter liminar, atende a uma Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do promotor de Justiça Luiz Alexandre Cyrilo Pinheiro Machado Cogan. A ação requereu a destinação de uma equipe multidisciplinar, promovida pelo município de Aurora, para acompanhar crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), bem como os medicamentos e nutrição necessários ao controle da patologia. O Município deve, ainda, organizar e estruturar a atenção básica a tornar apta ao atendimento multidisciplinar.

Na ação, o promotor de Justiça solicita que seja concluído, no edital de concurso público municipal, os profissionais mencionados, com vagas e salário de mercado, tudo sob pena de multa diária. O inquérito civil público que originou a ação apurou ausência de fonoterapeuta, psicoterapeuta, psicopedagogo e terapeuta ocupacional naquele município, o que tem prejudicado o desenvolvimento educacional de crianças com deficiência.

Luiz Cogan buscou resolver a questão de forma extrajudicial, contudo o município acionado não o fez, afirmando que restou frustrada a contratação dos profissionais, como também disse que havia outras crianças e adolescentes em situação semelhante. O promotor de Justiça acrescentou que não foram disponibilizadas vagas para o cargo de psicopedagogo, bem como foi ofertada uma vaga para o cargo de terapeuta ocupacional. Todavia, não houve aprovados, tudo no processo seletivo realizado pelo Poder Público.

10:59 · 17.04.2018 / atualizado às 11:13 · 17.04.2018 por
No dia 19 de maio, uma grande procissão acontecerá a partir das 17h. (Fotos: Henrique Macedo)

Aurora. No último sábado (14), teve início a festa de Santo Expedito neste Município com missa que reuniu cerca de 3.500 pessoas, no largo da Igreja Matriz Senhor Menino Deus, segundo a organização. A programação acontece até a próxima quinta-feira (19), dia em que o santo é celebrado. No entanto, um mês depois, uma grande procissão parte para o Sítio Espinheiro, onde uma capela está sendo construída.

Esta é a primeira vez que Santo Expedito está sendo festejado em Aurora e, durante os próximos três dias, terá celebrações na Igreja Matriz, às 19h, com a presença de párocos de vários municípios da região. Na abertura, aconteceu a Missa da Misericórdia presidida pelo padre Monteiro da comunidade Filhos Amados do Céu, e concelebrada pelos padres Cícero Alencar e Raimundo Ribeiro.

Em seu primeiro ano, o festejo trás o seguinte tema: “Santo Expedito ajudai-nos na superação da violência”. No entanto, não pôde ser realizado no Sítio Espinheiro, localidade em que é padroeiro, em virtude das cheias nos riachos locais, que tem registrado um grande volume de água.

No dia 19 de maio, a 3ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar vai escoltar a imagem de santo Expedito até a localidade, em uma grande procissão, onde está sendo erguida a capela. Após a missa, que será realizada às 19h, terá um leilão e apresentações culturais. Como teve que ser adiada por causa das chuvas, a organização ainda está fechando a programação dos shows que aconteceriam nesta quinta-feira.

Segundo o professor Tony Albuquerque, que coordena a construção da capela no Sítio Espinheiro, a edificação começou a partir da promessa sua mãe, Elita Alves Bezerra. Ele assumiu a obra junto com Francisca Baptista, sua sobra. O terreno, o material e toda a mão de obra está sendo doada pela comunidade. Os construtores pagam do próprio bolso o combustível para se deslocar e trabalhar aos domingos.

“A presença do santo está cada vez mais forte e com a presença da imagem, a gente está percebendo que ele tem muitos devotos em Aurora”, garante Tony. O professor afirma que, quando a capela for erguida, a comunidade vai pleitear para que se torne um santuário.

Programação

Dia 17/04 (terça-feira)

Missa celebrada pelo pároco de Milagres, Padre Ronaldo Nascimento.

Dia 18/04 (quarta-feira)

Missa celebrada pelo pároco de Aurora, Padre Alencar, tendo como pregador o diácono Janduí Gonçalves.

Dia 19/04 (quinta-feira)

Dia de Santo Expedito

Missa celebrada pelo Vigário Padre Ribeiro e concelebrada pelo Padre Alencar.

Todas as celebrações a partir das 19h

Dia 19/05 (sábado)

Procissão partindo da Igreja Matriz até o Sítio Espinheiro às 17h,

Missa, leilão e apresentações culturais, a partir das 19h

09:14 · 10.04.2018 / atualizado às 10:00 · 10.04.2018 por
Aurora recebeu 85 milímetros de chuva. (Foto: Henrique Macedo)

Aurora. O Ceará voltou a registrar chuvas em pelo menos 96 municípios no período das 7h de segunda-feira e às 7h desta terça-feira (10). Enquanto este Município no Cariri cearense recebeu a quinta maior precipitação do Estado – a maior do região -, com 85 milímetros. A água que caiu ontem e hoje fez o Rio Salgado apresentar um bom volume de águas.

A maior chuva caiu no posto pluviométrico da Vila Santa Vitória. No Sítio Tipi também choveu, recebendo um volume de 28,7 milímetros. Ontem, três postos também registraram chuvas em Aurora. O levantamento é da a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Toda essa água contribui com o bom volume que o Rio Salgado apresenta desde o fim de semana após as fortes chuvas que caíram na região. Com 308 km de extensão, o Rio Salgado nasce na Chapada do Araripe, em Crato, e deságua no Rio Jaguaribe, em Icó. Depois disso, a água que banha o Cariri percorre mais de 100 km para abastecer o Açude Castanhão – hoje apresenta volume de 4,44%.

Previsão

Hoje (10), o dia deve permanecer nublado em todo Estado com possibilidade de chuvas. Para esta quarta-feira (11), a expectativa é de céu nublado com eventos de chuva em todo o Ceará. Já na quinta-feira (12), a Funceme também projeta precipitações em todo o Estado e nebulosidade variável.
14:00 · 19.03.2018 / atualizado às 14:00 · 19.03.2018 por
Juazeiro do Norte registrou a quarta maior chuva do Ceará com 30 milímetros. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Após 13 dias sem cair água em mais de 10 cidades do Cariri, de ontem para hoje (19), dia de São José, as precipitações voltaram a acontecer na região. Ao todo, 18 postos pluviométricos, em 11 municípios, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registraram chuvas na macrorregião.

A maior delas aconteceu no distrito de Ingazeiras, em Aurora, com 36 milímetros. Em seguida, Juazeiro do Norte, que recebeu 30 milímetros de chuvas na sede do Município. Completam a lista Mauriti (22 mm), Umari (19 mm), Abaiara (18 mm). Em Missão Velha, que tem São José como padroeiro, foram registradas chuvas no distrito de Jamacaru  (16,2 mm) e em sua sede. (14,5 mm).

Em todo o estado, entre as 7h de domingo e às 7h desta segunda-feira, as chuvas no distrito de Ingazeiras, em Aurora, só foram menores que em Santa Quitéria, na Região Norte, que registrou 40,1 mm. Juazeiro do Norte foi a quarta maior precipitação, ficando atrás de Pacujá (35,4 mm)

Previsão

No decorrer desta segunda-feira (19), terá nebulosidade variável com períodos de chuva na faixa litorânea, na serra da Ibiapaba, no sertão do Inhamus e no Cariri. Nas demais regiões, há possibilidade de chuva. Amanhã (20), a Funceme prevê nebulosidade com possibilidade de chuva no litoral, serra da Ibiapaba e região Jaguaribana. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado. Na quarta-feira (21), poderá voltar a chover no sul do estado e também na faixa litorânea.
05:02 · 20.02.2018 / atualizado às 03:46 · 20.02.2018 por
MPCE pede que prefeito Júnior Macedo pague multas pelo descumprimento de TAC. (Foto: Divulgação/Prefeitura)
Aurora. Duas ações judiciais foram ajuizadas, na última sexta-feira (16), pelo Ministério Público Estadual do Ceará (MPCE), através da Promotoria de Justiça da Comarca local. A primeira é contra o próprio Município, com objetivo de obrigar o cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que compromete a Gestão Municipal a realizar concurso público. A segunda, contra o prefeito Júnior Macedo, é requerido o pagamento de R$ 520 mil de multas diárias pelo descumprimento do TAC.

No TAC, celebrado no dia 21 de setembro de 2017, a Prefeitura de Aurora se comprometeu a realizar e encerrar, com a devida homologação, no prazo de seis meses, concurso público para preenchimento de todos os cargos vagos e remanescentes de concursos anteriores, com a substituição de todos os empregados contratados temporariamente, sob pena de aplicação de multa pessoal ao prefeito no valor de R$ 1.000,00 por cada dia de atraso. Foi acordado ainda, entre outras coisas, que, em até 60 dias, seria realizado processo seletivo para as contratações temporárias permitidas em lei, bem como para formação de cadastro de reserva, tudo devidamente previsto em edital, previamente apresentado a Promotoria de Justiça de Aurora.

Na petição em que requer a execução do TAC, o promotor de Justiça Luiz Cogan informa que, no último dia 23 de janeiro, o procurador-geral do Município, Helliosman Leite da Silva e o procurador do Município, Sebastião Rangel Filho, relataram que não houve licitação para contratação da empresa realizadora do certame, nem perspectiva do processo licitatório para realização do concurso.

Segundo o promotor Luiz Cogan, o prefeito de Aurora, Júnior Macedo, se omitiu do exercício da função, sobretudo, em deixar de cumprir, sem qualquer justificativa, o TAC acertado. “O executado está causando efetivo dano ao erário público, na medida em que, por conta do descumprimento do TAC, continua a utilizar servidores não concursados, sendo que já poderia ter substituído na forma da lei”, completa.

Atraso

Após reunião realizada no último dia 29 de janeiro, entre do membro do MPCE, o prefeito de Aurora e representantes da Fundação de Desenvolvimento Tecnológico do Cariri (FUNDETEC), da Universidade Regional do Cariri (URCA), no intuito de efetivamente viabilizar o cumprimento do TAC, o gestor municipal informou que apresentaria cronograma concreto e detalhado ao MPCE o quanto antes, mas, até o momento, o processo seletivo e o concurso não foram efetivamente viabilizados.

Por isso, é requerida a determinação judicial para o cumprimento de todos os termos acordados no TAC, com a constrição patrimonial suficiente a viabilizar o processo seletivo e concurso público e para que o Município deflagre, imediatamente, o processo seletivo que se comprometeu a realizar com o MPCE, apresentando cronograma detalhado de todas as etapas, no prazo máximo de 30 dias.

15:15 · 19.02.2018 / atualizado às 15:30 · 19.02.2018 por
Rio corta centro de Aurora e muitas pessoas aproveitam para pescar. (Fotos: Emídio Clebson Batista)

Aurora. As chuvas na quadra invernosa já animam a população no Cariri cearense, sobretudo, os pescadores que utilizam o Rio Salgado como meio de subsistência, neste Município no Cariri cearense. Um dos afluentes do Rio Jaguaribe, a água que banha o Cariri percorre mais de 100 km para desaguar no Açude Castanhão, que abastece a Região Metropolitana de Fortaleza.

Em Aurora, os pescadores aproveitam a cheia do Rio Salgado para pegar o maior número de peixes. Nas tradicionais tarrafas, nesta época eles ficam mais fáceis de serem pescados. De ontem (18) para hoje (19), as chuvas registradas na cidade vizinha de Missão Velha (47mm) e no distrito de Ingazeiras (34,6 mm) e na sede do Município (31 mm), alimentam o flúmen que percorre o Cariri.

Com 308 km de extensão, o Rio Salgado nasce na Chapada do Araripe, em Crato, e deságua no Rio Jaguaribe, em Icó. Sua água permitirá recarga nos açudes de Orós, que está com 5,7% de volume, e Castanhão, que apresenta 2,1% de carga atual.

Cinturão das Águas

Mesmo com as chuvas, a expectativa é que, até o primeiro semestre deste ano, o trecho emergencial do Cinturão das Águas, de 53 km, seja concluído. A obra levará água pelo Riacho Seco, em Missão Velha, até o Rio Salgado, seguindo por gravidade até o Rio Jaguaribe, que abastece o Açude Castanhão. A Superintendência de Obras Hídricas (Sohidra), acredita que com uma vazão de 12 m³/s da Transposição do Rio São Francisco garantirá água para a Região Metropolitana de Fortaleza.

18:56 · 06.02.2018 / atualizado às 19:07 · 06.02.2018 por
Atualmente, cerca de 300 estudantes aurorenses dependem dos ônibus da Prefeitura. (Foto: Henrique Macêdo)

Aurora. Ônibus quebrado e dezenas de estudantes universitários aguardando o conserto. É a terceira vez que este episódio se repete neste Município, no Cariri cearense. Diariamente, os alunos percorrem 79 km até Cajazeira (PB) para estudar e conseguir o tão sonhado diploma de Ensino Superior. A empresa que opera o transporte é a mesma do ano passado que, de acordo com os usuários, frequentemente tem comprometido a presença deles nas aulas.

Os problemas mecânicos se repetiram na terça-feira e sexta-feira, da semana passada, e também na manhã de ontem (05), antes mesmo do embarque, na Praça Padre Cícero. De acordo com o estudante de Direito, Emídio Clebson Baptista, ele e seus colegas já vêm sofrendo com este descaso desde ano passado. Em alguns casos, o trajeto foi interrompido por falta de combustível. “Se juntar o ano passado, a gente faltou uns 50 dias de aula”, denuncia.

Na sexta-feira passada (02), os problemas mecânicos aconteceram durante o trajeto e alguns alunos chegaram a pedir carona nas margens da BR-116. “Se expondo, correndo risco”, conta Emídio. As aulas em Cajazeiras começaram na semana passada e, em seis dias letivos, os estudantes perderam a metade. “Ninguém quer ônibus com ar condicionado, quer que pelo menos dê o serviço que preste”, completa o acadêmico.

Segundo o prefeito Júnior Macedo, ele está ciente dos problemas enfrentados pelos alunos e disse que emitiu uma advertência para empresa licitada que oferece o serviço. Ele se reuniu, na manhã de hoje (06), com o proprietário da operadora de transporte para cobrar seu funcionamento. “Se os ônibus não funcionarem, que aluguem outros”, exigiu o chefe do Executivo.

Ele acrescenta que os dias nos quais os veículos não funcionaram serão descontados no pagamento. “Não me agrada. A gente já paga com muita dificuldade, isso me deixa triste”, lamentou Júnior Macedo. O prefeito acrescenta que todas as medidas legais serão feitas, incluindo multas ou até rompimento do contrato. Atualmente, mais de 300 pessoas saem de Aurora nos ônibus fornecidos pela Prefeitura para estudarem em Cajazeira (PB), Juazeiro do Norte (CE), Barbalha (CE) e Crato (CE).

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região do Cariri, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags