Categoria: Barbalha


15:32 · 02.07.2019 / atualizado às 15:35 · 02.07.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

O frio do sopé da Chapada do Araripe combinado com a música é a receita certa para a realização, pelo segundo ano consecutivo, do Festival Arajara Jazz & Blues, que tem início nesta quinta-feira (04). O evento acontece no distrito de Arajara, a 14 quilômetros da sede do Município. A programação musical, toda gratuita, segue até o domingo (07).

O Festival é voltado não só à música instrumental, mas também a apreciação culinária e a novos hábitos e gestos de cuidado com o meio ambiente. Tudo isso “em um clima frio, de cima da serra, com uma comida boa, uma população acolhedora junto ao swing dos ritmos jazz e blues, de origem norte-americana”, como destaca Adriano Lima, um dos diretores e curadores do projeto.

Nesta edição, o Festival Arajara Jazz & Blues está ainda mais robusto, com 16 atrações que passarão pelo palco Soldadinho do Araripe.

Na primeira noite, nesta quinta-feira, a partir das 20 horas, sobem ao palco o Quinteto de Cordas Vila, Via Veritas e Iara Portela & Arajara Jazz Band. No dia seguinte, a partir das 19 horas, se apresentam Stefanie Pontes e Trio Jazz, Ney Alencar, Luciano Bryner e Trio, Calazans e Trimúrti, Fábio Carneirinho.

No sábado, o show fica por conta de Di Freitas, Sarah Lopes, Blues In, Fernando Félix e Banda, Gustavo Cocentino & Blue Mountain. O encerramento do festival começa um pouco mais cedo, a partir das 17 horas, com Fornalha & Status Rock, Pedro Paulo Ribeiro, Cacá Malaquias e Banda Inteira, Libério e Banda, Fatinha Gomes e Duo Contemple.

Além das atrações musicais, o evento contará com uma tenda da Escola de Saberes de Barbalha, folclore, apresentações teatrais, exposição de fotografias, oficinas e trilha ecológica.

Ainda será instalada a tenda discotecagem, com apresentações dos DJ’s Ariel, Monica Vit, Lub Lub e Sapoti Soundz. Paralelo a programação musical, ficará à disposição do público participante, em um preço bem acessível, uma trilha ecológica para o Cruzeiro, Sítio Farias e Picoto da Macaúba, com nível moderado e distância de cerca de sete quilômetros.

Nesta edição, a coordenação também colocará um ponto de coleta de alimentos não perecíveis, que, após o encerramento, serão distribuídos para as famílias carentes da comunidade de Arajara.

O evento é uma realização do Centro Pró-memória de Barbalha Josafá Magalhães, da JA Lima e MB Produções. Tem o patrocínio do Ministério da Cidadania do Governo Federal, da Secretaria de Cultura do Estado, da Casa Civil, Farmace, Banco do Nordeste e Cagece. O apoio cultural do GeoPark Araripe, Sesc e Balaius.

19:33 · 18.06.2019 / atualizado às 19:33 · 18.06.2019 por
Foto: Elizângela Santos

A Justiça determinou a suspensão provisória do contrato entre a URS – Tratamento de Resíduos LTDA e a Prefeitura de Barbalha após o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) apontar diversas irregularidades na forma de seleção e contratação da empresa. Em caso de descumprimento, o poder público municipal deverá pagar R$ 1 mil por dia.

A Ação Civil Pública (ACP), assinada pelo promotor de Justiça Nivaldo Magalhães Martins, aponta que a usina de pirólise foi selecionada através da modalidade “Chamamento Público”, porém, de acordo com a Lei Nº 8.987/95, a Prefeitura deveria ter realizado a modalidade licitatória “Concorrência”, tendo em vista que a concessão seria um contrato duradouro.

“Desejamos amenizar os riscos e prejuízos ao meio ambiente e a que estão expostos também a população barbalhense; e que os gestores municipais deem uma solução responsável e ambientalmente adequada ao lixão de Barbalha”, disse o promotor de Justiça.

Outra irregularidade apontada pela Promotoria de Justiça é a ausência de licença ambiental. “Em face da demora na obtenção da licença ambiental, tem-se que a atividade de pirólise desenvolvida pela empresa gera riscos ao meio ambiente, devendo se ter a cautela necessária à luz do princípio da precaução, bem como vai de encontro ao que prescreve a Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei n. 12.305/10)”, consta na ação.

A ACP foi ajuizada no dia 15 de maio e a decisão foi emitida pela Justiça no dia 27 do mesmo mês. Os citados na ação têm 15 dias para oferecer contestação e, caso o prazo esgote sem apresentação de defesa, a Justiça considerará verdadeiras as ilegalidades apontadas pelo Ministério Público.

19:07 · 17.06.2019 / atualizado às 19:14 · 17.06.2019 por
Projeto realizou ação na Festa de Santo Antônio, em Barbalha. (Foto: Honório Barbosa)

Preservar o meio ambiente e realizar uma ação solidária são os objetivos do projeto Eco Juá, realizado pela empresa Sabão Juá, há três anos, em parceria com o Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), em Barbalha. O trabalho acontece através do recolhimento do óleo de cozinha usado por restaurantes, ambulantes e residências. A quantidade é revertida em dinheiro doado para a instituição que acolhe crianças diagnosticadas com câncer no Cariri.

A Secretaria de Saúde de Barbalha participa da ação conscientizando comerciantes ambulantes que trabalham no Município. “Nós fazemos a inspeções e abordagens. Aproveitamos e recomendamos que não os reutilize no dia seguinte”, explica a coordenadora de Vigilância Sanitária, Nayara Rodrigues.

O óleo recolhido é colocado em um recipiente e enviado para a empresa que o utiliza na fabricação do sabão. Cada litro é convertido em 80 centavos para o IACC. Ano passado, foram arrecadados mais de 33 mil litros, que gerou um repasse de quase R$ 27 mil para a instituição.

Este ano, o trabalho de divulgação, mais uma vez, foi feito na Festa de Santo Antônio, em Barbalha. Apenas nos dois primeiros dias, mais 220 litros foram coletados. Valor acima que o total em todo festejo do ano passado. Mas a ideia é ampliar. “Vamos distribuir alguns pontos de coleta, inclusive na sede da Secretaria de Saúde”, garante Nayara.

Segundo o coordenador o projeto, Magérbio Veríssimo, funcionário da empresa Sabão Juá, a previsão para 2019 é que sejam arrecadados mais de 50 mil litros em toda região do Cariri, que traria ao IACC uma doação de R$ 40 mil.

“A região já abraçou o projeto. Agora, vamos focar muito nas escolas. Isso é importante, porque proporciona um produto de qualidade, contribui para o meio ambiente para não fazer o descarte e ainda é solidário”, completa.

Para se tornar um doador, é só entrar em contato pelo telefone: (88) 3572 7500 ou pelo e-mail: contato@sabaojua.com.br.

O IACC

Fundado há mais de 15 anos, o IACC é uma organização não governamental e sem fins lucrativos que atende às necessidades psicossociais de crianças e jovens em tratamento contra o câncer. Lá, são acolhidas pessoas de 0 a 19 anos, oferecendo hospedagem, alimentação e apoio também aos seus cuidadores. Atualmente, são 58 pacientes atendidos vindos várias cidades do Cariri. A instituição fica na Rua Divino Salvador, 222, Centro, Barbalha.

08:23 · 02.06.2019 / atualizado às 08:28 · 02.06.2019 por
Bodega da Solteirona (Fotos: Toni Sousa)

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, começou na noite de ontem, dia 1º, com a já conhecida “Noite das Solteironas”. A manifestação popular, que celebra as simpatias de casamento para o padroeiro da terra dos “Verdes Canaviais”, chegou a sua 20ª edição, atraindo milhares de pessoas na Praça da Estação. Os festejos seguem neste domingo (02), com o hasteamento do pau, que deve atrair 350 mil pessoas no Centro Histórico.

Criada pela advogada Socorro Luna, 64, conhecida como “a solteirona mais famosa do Brasil”, a “Noite das Solteironas” sempre acontece no sábado que antecede o cortejo do pau da bandeira. “Estamos fazendo 20 anos de muita garra, muita luta, vencendo as dificuldades, mas quando chega o momento é gratificante”, acredita Socorro.

Tem a pinga Xô Caritó, o pó Cata-Marido e um kit com a casca do pau da bandeira, uma oração, uma medalha do santo padroeiro e uma fitinha com os seguintes dizeres: “Santo Antônio, tende piedade de nós, as solteironas”. Da casca do angico, que servirá de mastro, é feito um chá, que é servido gratuitamente para quem quer subir ao altar.

Este ano, a novidade foi a simpatia batizada de “comeu casou”, bolo feito com resina de jatobá e uma alusão ao doce tradicional dos matrimônios, o bem casado. “Mas tem que ter fé. Sem fé, não consegue nada”, adverte Socorro. Mas o “carro-chefe” da Noite das Solteironas ainda é o kit. “Esse já casou tanta gente. Não só do Cariri”. lembra a advogada.

Muito forró animou a “Noite das Solteironas” com Fábio Carneirinho, Caboclo Nordestino e Joquinha Gonzaga.  Já neste domingo, serão três palcos espalhados pela cidade. No largo do Rosário, à tarde, tem shows com Chambinho do Acordeon, Flávio Leandro e Forró Tapera. Paralelo a isso, no Marco Zero, sobem ao palco o sanfoneiro Waldonys e os cantores Gean Farra e Ítalo Queiroz. A partir das 19 horas, ainda no domingo, o Parque da Cidade recebe Mano Walter, Jonas Esticado, Lagosta Bronzeada e Elite Forrozeira. Em todos estes shows a entrada é gratuita.

Reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, em 2015, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, deve fazer circular cerca de 600 mil pessoas no Município até o dia 13 de junho, quando acontece a procissão e o encerramento da celebração.

16:57 · 31.05.2019 / atualizado às 16:59 · 31.05.2019 por
Chambinho do Acordeon é uma das atrações oferecidas pelo Sesc. (Foto: Antonio Rodrigues)

O Serviço Social do Comércio Ceará (Sesc-CE) está com programação na Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, que acontece de 1º a 13 de junho. Durante cinco dias, a entidade oferece sete shows de forró e apresentações de grupos de tradição popular na cidade. O destaque fica por conta dos músicos Fábio Carneirinho e Chambinho do Acordeon.

A diversão começa na tarde deste sábado, dia 1º, no Pré-Pau da Bandeira do Arajara Park. A partir das 14h, tem zabumba, triângulo e sanfona do grupo “Os 3 Daqui”, fazendo o forró pé de serra. Mais tarde, na “Noite das Solteironas”, tradição realizada há 20 anos em que os devotos fazem simpatias a Santo Antônio, tem quermesse na Praça da Estação, onde o Sesc promove o show gratuito do forrozeiro Fábio Carneirinho, com início a partir da meia-noite.

No dia seguinte, de 8h ao meio dia, acontece o cortejo da tradição popular, organizado pelo Sesc em parceria com a Secretaria de Cultura de Barbalha, com mais de 60 grupos da região. Pelas ruas, desfilam o coco, capoeira, maculelê, lapinhas, reisado, maneiro-pau, a dança da fita, bandas cabaçais e diversas manifestações da cultura cearense.

Cortejo dos grupos culturais acontece em parceria do Sesc e Prefeitura de Barbalha. (Foto: Antonio Rodrigues)

Às 17h, o Terreiro de Socorro de Luna, organizadora da Noite das Solteironas, recebe o arrasta-pé com o forró de Edu Sales. Às 20h, no Largo do Rosário, a atração musical é o show de Chambinho do Acordeon.

Os shows promovidos pelo Sesc nas festas do padroeiro de Barbalha continuam durante a semana seguinte ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio. Na próxima quarta-feira (5), o “Forró Ká Com Nois” anima a festa a partir da meia noite. No domingo seguinte, no dia 9, apresentam-se Joquinha Gonzaga e Banda. Já na segunda-feira (10), é a vez da Banda Tribaião.

Programação 

01/06 (sábado)

Forró pé de serra com Grupo “Os 3 Daqui”
Horário: 14h
Local: Arajara Park (Sítio Farias e Santo Antônio, s/n Zona Rural, Barbalha)
Ingresso: R$ 38,00. (desconto de 30%  com o Cartão Sesc)

Fábio Carneirinho E Banda
Horário: A partir da meia-noite

Local: Praça da Estação

Noite das Solteironas

Gratuito

02/06 (domingo)

Cortejo da Tradição Popular
Horário: 8h às 12h

Local: Ruas da cidade de Barbalha
Gratuito

Forró pé de serra Edu Sales e Banda
Horário: 17h

Local: Terreiro das Solteironas (Casa de Socorro de Luna Rua do Vidéo)
Gratuito
Chambinho do Acordeon e Banda
Horário: 20h
Local: Largo do Rosário
Gratuito

05/06 (quarta-feira)

Forro pé de serra “Forró Ká Com Nois”
Horário: A partir da meia-noite

Local: ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio
Gratuito

09/06 (domingo)
Joquinha Gonzaga e Banda
Horário: 21h30
Local: ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio
Gratuito

10/06 (segunda-feira)

Forró Pé de Serra Com Banda Tribaião
Horário: 22h30
Local: ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio
Gratuito

17:22 · 24.05.2019 / atualizado às 17:28 · 24.05.2019 por
Fotos: Adriano Duarte

Estudantes de três escolas do Cariri participaram, na manhã desta sexta-feira, (24), do plantio de 200 mudas no Sítio Flores, em Barbalha. O local escolhido foi onde retiraram o angico de 26 metros de comprimento, que servirá de mastro para Festa de de Santo Antônio. A iniciativa faz parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado entre o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a Prefeitura Municipal e os carregadores do pau da bandeira.

A ação contou com a participação do analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o engenheiro agrônomo William Brito, que facilitou uma roda de conversa sobre a sustentabilidade e os cuidados com o meio ambiente para as futuras gerações. Os alunos do Colégio Militar de Juazeiro do Norte e da rede municipal de ensino participaram do replantio.

Brito destacou que a iniciativa é importante, pois, poderia reverter problemas ambientais, como enchentes e aumento das temperatura. “As crianças vivem este momento, sentem esse riacho e percebem que é uma dádiva dessa floresta. Quero que elas sintam como nossa vida depende da árvore”, justifica.

Como exemplo, o agrônomo ressaltou a importância da replantação na sobrevivência humana. “São necessárias 22 árvores para garantir o ar que uma pessoa respira. Cada árvore adulta, trabalha por 10 aparelhos de ar-condicionado. São benefícios que a gente chama de serviço ambiental, que muitas pessoas não se dão contam, não valorizam. Fora o uso das plantas como medicamentos, na conservação dos solos”, enumera.

O estudante Guilherme Leite, de 14 anos, gostou da iniciativa. Aliás, não é a primeira vez que o adolescente participa do replantio de árvores nativas. “As árvores são importantes para a gente, para nossa respiração. Faz bem e sempre que puder, vou ajudar, como em outras vezes”, conta.

O corte do angico de 26 metros de comprimento, pesando cerca de duas toneladas, aconteceu no último dia 17 e reuniu dezenas de barbalhenses numa tradicional celebração que começou ainda cedinho, pela manhã. O transporte do mastro, que contará com mais de 200 carregadores, será no próximo dia 2 de junho, dia da abertura oficial da festa do padroeiro. Apenas neste dia, são esperadas 350 mil pessoas nas ruas do Centro Histórico.

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, é reconhecida como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Ceará. A decisão do IPHAN ocorreu no dia 13 de dezembro do ano passado. O ato permite ao governo estadual implementar uma política efetiva voltada para o evento, com ações de salvaguarda por seu valor histórico, cultural e religioso. Em 2015, o festejo  entrou no livro das celebrações registradas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, a primeira no Estado a ter esse reconhecimento.

17:02 · 23.05.2019 / atualizado às 17:08 · 23.05.2019 por
Fotos: Carmem Souza

Uma festa de aniversário que, geralmente, é um momento familiar, foi compartilhado pelo casal Gustavo Moreira e Andressa Bringel com Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), de Barbalha. Suas filhas, as gêmeas Maria Beatriz e Maria Paula, que completaram um ano nesta quinta-feira (23), tiveram na sua celebração a companhia de 18 crianças que lutam contra o câncer.

A ideia surgiu para levar um pouco de alegria para as crianças que são acolhidas pela instituição, enquanto fazem o tratamento contra a doença no Hospital São Vicente de Paulo, referência em oncologia no Cariri. Ao todo, são 58 pacientes recebidos, mas, no momento da festa, apenas 18 estavam presentes.

Com o tema “Chapeuzinho Vermelho”, a festa trouxe os personagens do conto infantil para interagir com os pequenos, além de oferecer brincadeiras e muita comida para as crianças do IACC. “A gente quis unir a alegria de comemorar o aniversário das nossas filhas e o lado solidário. Alegrar esses pequenos guerreiros, que estão lutando pela vida”, justificou o empresário Gustavo Moreira, pai das gêmeas.

A aposentada Maria do Carmo, avó de Pedro Lucas, de 7 anos, acolhido pela instituição, ficou muito feliz com a iniciativa do casal e destacou a felicidade do neto de participar deste momento. “Eu vi a ação com muito amor. É uma alegria pra nós. É Deus que proporciona essa felicidade”, acredita.

Já a diretora do IACC, Fátima Regina, acredita que a alegria é uma das formas de amenizar os efeitos colaterais do tratamento contra o câncer, que já é bem delicado. “A gente deixa este espaço aberto para quem também quiser compartilhar esses momentos conosco. É muito importante para eles”, finaliza.

13:57 · 17.05.2019 / atualizado às 14:00 · 17.05.2019 por
Foto: Lorena Tavares/SVM

A quinze dias do início oficial da Festa de Santo Antônio, em Barbalha, um dos momentos mais simbólicos aconteceu, na manhã desta sexta-feira (17), com o corte da árvore que servirá de mastro para erguer a bandeira do seu padroeiro. Com 26 metros de comprimento, o angico escolhido pesa cerca de duas toneladas. A retirada do tronco aconteceu no Sítio Flores, a oito quilômetros da sede do Município.

Como uma grande confraternização, a concentração começou cedinho, às 6h30, no Mercado Central, onde é servido um tradicional café da manhã para os carregadores. Em seguida, o grupo partiu para a Igreja Matriz de Santo Antônio, onde é realizada a bênção.

Os carregadores, então, partiram em caminhada até o Sítio Flores, onde o angico já tinha sido escolhido. “A gente já vem namorando com essa árvore há um mês e meio”, explica o capitão dos carregadores, Rildo Teles. O tronco foi escolhido por ser reto. “Embora seja bastante pesada, vamos poder dividir com os carregadores. Há um compromisso. O desafio é grande, mas vamos conseguir”, reforça Rildo.

Carregadores seguem até a Matriz para receber a bênção. (Foto: Lorena Tavares/SVM)

Aproximadamente 200 carregadores farão parte do cortejo do pau da bandeira de Santo Antônio, no dia 2 de junho, principal data da festa. A árvore passará 15 dias descansando na “cama”, como foi batizado o local onde o angico fica exposto para secar e perder líquido, consequentemente, ficar mais leve.

“A renovação é dada pela nossa fé e principalmente pelo respeito a nossa tradição. Repetir algo feito mais de uma centena de vezes. Nesse período, tem o sentimento de fazer o melhor por sua cidade. Barbalha é única no país. Para nós, é motivo de alegria. Hoje, estamos dando início oficialmente. Aqui é motivo de confraternização. Há uma irmandade entre os carregadores”, garante Rildo.

A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas, na Festa de Santo Antônio de Barbalha, que acontece entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperados 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações que fazem parte da programação.

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, é reconhecida como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Ceará. A decisão do IPHAN ocorreu no dia 13 de dezembro do ano passado. O ato permite ao governo estadual implementar uma política efetiva voltada para o evento, com ações de salvaguarda por seu valor histórico, cultural e religioso. Em 2015, o festejo  entrou no livro das celebrações registradas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, a primeira no Estado a ter esse reconhecimento.

20:18 · 16.05.2019 / atualizado às 20:21 · 16.05.2019 por
Foto: André Costa

Um dos momentos mais marcantes da Festa de Santo Antônio, em Barbalha, acontece nesta sexta-feira (17), com o corte do pau da bandeira. A árvore escolhida é um angico, com 26 metros de comprimento, que pesa cerca de duas toneladas. A concentração acontece às 6h30, no Mercado Central. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) acompanha o processo junto da Secretaria de Cultura do Município.

A madeira, extraída no Sítio Flores, passará por um processo de secagem até o dia 2 de junho, quando acontece o carregamento e o hasteamento do pau da bandeira. Ao todo, cerca de 200 carregadores participam do cortejo.

O ritual começa por volta das seis horas da manhã com uma oração feita pelos carregadores mais antigos, antes mesmo de colocarem o mastro nos ombros. Já em caminhada, um sacerdote realiza a bênção e, durante o percurso, os participantes entoam músicas tradicionais, acompanhados por um carro de som.

A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas, na Festa de Santo Antônio de Barbalha, que acontece entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperados 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações que fazem parte da programação.

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, é reconhecida como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Ceará. A decisão do IPHAN ocorreu no dia 13 de dezembro do ano passado. O ato permite ao governo estadual implementar uma política efetiva voltada para o evento, com ações de salvaguarda de todo o seu valor histórico, cultural e religioso. Em 2015, o festejo  entrou no livro das celebrações registradas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, a primeira no Ceará a ter esse reconhecimento.

13:01 · 10.05.2019 / atualizado às 13:06 · 10.05.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

Iniciando os festejos juninos no país, a Prefeitura de Barbalha anunciou, na noite de ontem (09), a programação oficial da festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio. A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperadas 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações.

A festa começa a partir do dia 1º, no sábado, com a Noite das Solteironas, quando se apresentam Fábio Carneirinho, Caboclo Nordestino e Joquinha Gonzaga. Já no domingo, serão três palcos espalhados pela cidade. No largo do Rosário, à tarde, tem shows com Chambinho do Acordeon, Flávio Leandro e Forró Tapera. Paralelo a isso, no Marco Zero, sobem ao palco o sanfoneiro Waldonys e os cantores Gean Farra e Ítalo Queiroz.

A partir das 19 horas, ainda no domingo, o Parque da Cidade recebe Mano Walter, Jonas Esticado, Lagosta Bronzeada e Elite Forrozeira. Em todos estes shows a entrada é gratuita.

Durante a semana, a festa retorna ao Parque da Cidade, mas, dessa vez, os shows são pagos. A gratuidade é válida somente aos barbalhenses que realizaram o cadastramento biométrico. Até agora, quase 20 mil moradores estão aptos a acompanhar os shows.

Na quarta-feira, dia 5, se apresentam Saia Rodada, Gabriel Diniz, Thullio Milionário e Forró Esquematizado. Já no dia seguinte, a grande atração é o cantor Xand Avião, com Avini Vinny, Thales Lessa e Paulo Breno completando a programação. O encerramento da festa no Parque da Cidade acontece no sábado, dia 8, com Toca do Vale, Arreio de Ouro, Cielo Rodrigues e Maninho Saraiva.

O evento é provido pelo grupo Yuri do Paredão, vencedor do processo de licitação. A Prefeitura ainda aguarda fechar parcerias com cervejarias para fortalecer a festa. “Estamos continuando esse processo de fortalecimento e revitalização da Festa de Santo Antônio. Desde 2017, é realizada com parceria pública e privada”, afirma Cícero Santos, coordenador de projetos do Centro Integrado de Educação e Cultura (CIEC), uma das organizadoras.

A festa segue até o dia 13, com programação desenvolvida na Rua da Matriz de Santo Antônio e diversos pontos de atividades por toda a cidade. Na antiga estação, por exemplo, haverá um palco com apresentação de mais de 50 grupos da própria Barbalha, além de festival de quadrilhas e manifestações populares. “Aqui é a abertura dos festejos juninos no Brasil. São várias festas em uma festa só”, resume o prefeito Argemiro Sampaio.

Patrimônio imaterial da humanidade, a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha conseguiu captar R$ 2 milhões da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, R$ 250 mil do Governo do Estado, além de recursos da iniciativa privada e do Município. Para Argemiro Sampaio, a intenção é que, ao longo do tempo, a festa possa se tornar autossustentável com recursos apenas da iniciativa privada.

Segurança

No domingo, dia 2, que concentra o maior número de visitantes, a Prefeitura repetirá o esquema de segurança do ano passado, onde os visitantes foram revistados em todas as entradas para o Centro Histórico. Além disso, haverá forte apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. “Conseguimos inibir bastante os pequenos furtos e não houve nenhum crime grave, como nos anos anteriores”, reforça Argemiro.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags