502 Bad Gateway

502 Bad Gateway


nginx

Categoria: Barbalha


17:02 · 23.05.2019 / atualizado às 17:08 · 23.05.2019 por
Fotos: Carmem Souza

Uma festa de aniversário que, geralmente, é um momento familiar, foi compartilhado pelo casal Gustavo Moreira e Andressa Bringel com Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), de Barbalha. Suas filhas, as gêmeas Maria Beatriz e Maria Paula, que completaram um ano nesta quinta-feira (23), tiveram na sua celebração a companhia de 18 crianças que lutam contra o câncer.

A ideia surgiu para levar um pouco de alegria para as crianças que são acolhidas pela instituição, enquanto fazem o tratamento contra a doença no Hospital São Vicente de Paulo, referência em oncologia no Cariri. Ao todo, são 58 pacientes recebidos, mas, no momento da festa, apenas 18 estavam presentes.

Com o tema “Chapeuzinho Vermelho”, a festa trouxe os personagens do conto infantil para interagir com os pequenos, além de oferecer brincadeiras e muita comida para as crianças do IACC. “A gente quis unir a alegria de comemorar o aniversário das nossas filhas e o lado solidário. Alegrar esses pequenos guerreiros, que estão lutando pela vida”, justificou o empresário Gustavo Moreira, pai das gêmeas.

A aposentada Maria do Carmo, avó de Pedro Lucas, de 7 anos, acolhido pela instituição, ficou muito feliz com a iniciativa do casal e destacou a felicidade do neto de participar deste momento. “Eu vi a ação com muito amor. É uma alegria pra nós. É Deus que proporciona essa felicidade”, acredita.

Já a diretora do IACC, Fátima Regina, acredita que a alegria é uma das formas de amenizar os efeitos colaterais do tratamento contra o câncer, que já é bem delicado. “A gente deixa este espaço aberto para quem também quiser compartilhar esses momentos conosco. É muito importante para eles”, finaliza.

13:57 · 17.05.2019 / atualizado às 14:00 · 17.05.2019 por
Foto: Lorena Tavares/SVM

A quinze dias do início oficial da Festa de Santo Antônio, em Barbalha, um dos momentos mais simbólicos aconteceu, na manhã desta sexta-feira (17), com o corte da árvore que servirá de mastro para erguer a bandeira do seu padroeiro. Com 26 metros de comprimento, o angico escolhido pesa cerca de duas toneladas. A retirada do tronco aconteceu no Sítio Flores, a oito quilômetros da sede do Município.

Como uma grande confraternização, a concentração começou cedinho, às 6h30, no Mercado Central, onde é servido um tradicional café da manhã para os carregadores. Em seguida, o grupo partiu para a Igreja Matriz de Santo Antônio, onde é realizada a bênção.

Os carregadores, então, partiram em caminhada até o Sítio Flores, onde o angico já tinha sido escolhido. “A gente já vem namorando com essa árvore há um mês e meio”, explica o capitão dos carregadores, Rildo Teles. O tronco foi escolhido por ser reto. “Embora seja bastante pesada, vamos poder dividir com os carregadores. Há um compromisso. O desafio é grande, mas vamos conseguir”, reforça Rildo.

Carregadores seguem até a Matriz para receber a bênção. (Foto: Lorena Tavares/SVM)

Aproximadamente 200 carregadores farão parte do cortejo do pau da bandeira de Santo Antônio, no dia 2 de junho, principal data da festa. A árvore passará 15 dias descansando na “cama”, como foi batizado o local onde o angico fica exposto para secar e perder líquido, consequentemente, ficar mais leve.

“A renovação é dada pela nossa fé e principalmente pelo respeito a nossa tradição. Repetir algo feito mais de uma centena de vezes. Nesse período, tem o sentimento de fazer o melhor por sua cidade. Barbalha é única no país. Para nós, é motivo de alegria. Hoje, estamos dando início oficialmente. Aqui é motivo de confraternização. Há uma irmandade entre os carregadores”, garante Rildo.

A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas, na Festa de Santo Antônio de Barbalha, que acontece entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperados 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações que fazem parte da programação.

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, é reconhecida como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Ceará. A decisão do IPHAN ocorreu no dia 13 de dezembro do ano passado. O ato permite ao governo estadual implementar uma política efetiva voltada para o evento, com ações de salvaguarda por seu valor histórico, cultural e religioso. Em 2015, o festejo  entrou no livro das celebrações registradas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, a primeira no Estado a ter esse reconhecimento.

20:18 · 16.05.2019 / atualizado às 20:21 · 16.05.2019 por
Foto: André Costa

Um dos momentos mais marcantes da Festa de Santo Antônio, em Barbalha, acontece nesta sexta-feira (17), com o corte do pau da bandeira. A árvore escolhida é um angico, com 26 metros de comprimento, que pesa cerca de duas toneladas. A concentração acontece às 6h30, no Mercado Central. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) acompanha o processo junto da Secretaria de Cultura do Município.

A madeira, extraída no Sítio Flores, passará por um processo de secagem até o dia 2 de junho, quando acontece o carregamento e o hasteamento do pau da bandeira. Ao todo, cerca de 200 carregadores participam do cortejo.

O ritual começa por volta das seis horas da manhã com uma oração feita pelos carregadores mais antigos, antes mesmo de colocarem o mastro nos ombros. Já em caminhada, um sacerdote realiza a bênção e, durante o percurso, os participantes entoam músicas tradicionais, acompanhados por um carro de som.

A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas, na Festa de Santo Antônio de Barbalha, que acontece entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperados 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações que fazem parte da programação.

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, é reconhecida como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Ceará. A decisão do IPHAN ocorreu no dia 13 de dezembro do ano passado. O ato permite ao governo estadual implementar uma política efetiva voltada para o evento, com ações de salvaguarda de todo o seu valor histórico, cultural e religioso. Em 2015, o festejo  entrou no livro das celebrações registradas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, a primeira no Ceará a ter esse reconhecimento.

13:01 · 10.05.2019 / atualizado às 13:06 · 10.05.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

Iniciando os festejos juninos no país, a Prefeitura de Barbalha anunciou, na noite de ontem (09), a programação oficial da festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio. A expectativa é que circulem entre 500 a 600 mil pessoas entre os dias 1º e 13 de junho. Só no dia 2, no domingo, quando ocorre o tradicional carregamento do pau, são esperadas 350 mil brincantes. Mano Walter, Xand Avião, Gabriel Diniz e Jonas Esticado são algumas das atrações.

A festa começa a partir do dia 1º, no sábado, com a Noite das Solteironas, quando se apresentam Fábio Carneirinho, Caboclo Nordestino e Joquinha Gonzaga. Já no domingo, serão três palcos espalhados pela cidade. No largo do Rosário, à tarde, tem shows com Chambinho do Acordeon, Flávio Leandro e Forró Tapera. Paralelo a isso, no Marco Zero, sobem ao palco o sanfoneiro Waldonys e os cantores Gean Farra e Ítalo Queiroz.

A partir das 19 horas, ainda no domingo, o Parque da Cidade recebe Mano Walter, Jonas Esticado, Lagosta Bronzeada e Elite Forrozeira. Em todos estes shows a entrada é gratuita.

Durante a semana, a festa retorna ao Parque da Cidade, mas, dessa vez, os shows são pagos. A gratuidade é válida somente aos barbalhenses que realizaram o cadastramento biométrico. Até agora, quase 20 mil moradores estão aptos a acompanhar os shows.

Na quarta-feira, dia 5, se apresentam Saia Rodada, Gabriel Diniz, Thullio Milionário e Forró Esquematizado. Já no dia seguinte, a grande atração é o cantor Xand Avião, com Avini Vinny, Thales Lessa e Paulo Breno completando a programação. O encerramento da festa no Parque da Cidade acontece no sábado, dia 8, com Toca do Vale, Arreio de Ouro, Cielo Rodrigues e Maninho Saraiva.

O evento é provido pelo grupo Yuri do Paredão, vencedor do processo de licitação. A Prefeitura ainda aguarda fechar parcerias com cervejarias para fortalecer a festa. “Estamos continuando esse processo de fortalecimento e revitalização da Festa de Santo Antônio. Desde 2017, é realizada com parceria pública e privada”, afirma Cícero Santos, coordenador de projetos do Centro Integrado de Educação e Cultura (CIEC), uma das organizadoras.

A festa segue até o dia 13, com programação desenvolvida na Rua da Matriz de Santo Antônio e diversos pontos de atividades por toda a cidade. Na antiga estação, por exemplo, haverá um palco com apresentação de mais de 50 grupos da própria Barbalha, além de festival de quadrilhas e manifestações populares. “Aqui é a abertura dos festejos juninos no Brasil. São várias festas em uma festa só”, resume o prefeito Argemiro Sampaio.

Patrimônio imaterial da humanidade, a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha conseguiu captar R$ 2 milhões da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, R$ 250 mil do Governo do Estado, além de recursos da iniciativa privada e do Município. Para Argemiro Sampaio, a intenção é que, ao longo do tempo, a festa possa se tornar autossustentável com recursos apenas da iniciativa privada.

Segurança

No domingo, dia 2, que concentra o maior número de visitantes, a Prefeitura repetirá o esquema de segurança do ano passado, onde os visitantes foram revistados em todas as entradas para o Centro Histórico. Além disso, haverá forte apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. “Conseguimos inibir bastante os pequenos furtos e não houve nenhum crime grave, como nos anos anteriores”, reforça Argemiro.

09:38 · 07.05.2019 / atualizado às 11:54 · 07.05.2019 por
Reprodução/Redes Sociais

O equipe do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) apreendeu, na manhã desta segunda-feira (06), uma espingarda, que estava escondida dentro de um colhão, e drogas que estavam enterradas no quintal de uma residência, no bairro Malvinas, em Barbalha. O proprietário do imóvel, Cícero Romário Fidélis Santos, de 24 anos, foi preso.

A operação aconteceu após denúncia anônima dando conta que o proprietário da casa estava com posse de arma de fogo. Chegando ao local, a mãe de Cícero Romário permitiu a entrada da equipe da polícia para realizar uma busca no interior da residência.

Após uma vistoria minuciosa, foi encontrada uma espingarda calibre 12 de fabricação caseira. Além disso, os agentes localizaram 23 gramas de cocaína e 14 gramas de crack enterrados no quintal da casa. A mãe do suspeito informou que o material ilícito pertencia ao seu filho, que estava trabalhando no momento da ação. Ela foi conduzida para a Delegacia Municipal de Barbalha para prestar esclarecimentos.

O suspeito foi localizado e também levado à Delegacia. Cícero vai responder por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e tráfico de drogas.

17:00 · 03.05.2019 / atualizado às 17:06 · 03.05.2019 por
Foto: Divulgação

A área externa do Boulevard Buffet, em Barbalha, será palco da primeira edição do Sarau dos Forrozeiros, que acontece neste sábado (04), a partir das 22 horas. O evento tem como principais atrações o cantor e compositor Flávio Leandro e o músico Fábio Carneirinho. Sucesso da nova geração, o cantor Wawa Pinho também promete animar o público. A cantora Ana Paula Nogueira, finalista do programa Ídolos, fará uma participação especial.

Nascido em Bodocó (PE), Flávio Leandro, “o poeta cantador”, tem mais de 30 anos de carreira. Ainda menino, aos 13 anos, começou a compor. Em 1985, participou do primeiro festival, o “Sementes da Terra”, com músicas de sua autoria. Ingressou como vocalista da banda Rio de Laser, em 1992. Cinco anos depois, iniciou a carreira solo.

Atualmente, tem mais de seis discos gravados e emplacou sucessos nas vozes de artistas como Elba Ramalho, Flávio José e Jorge de Altinho. Canções como “No teu abrigo”, “De mala e cuia”, Não é pouco não”, farão parte do repertório.

Já o forrozeiro Fábio Carneirinho é natural de São Caetano do Sul (SP), mas se mudou para Juazeiro do Norte aos quatro anos. Desde dos 12, é músico. Com 15 anos de carreira, o artista já realizou seis turnês internacionais. No último mês de março, gravou seu quinto DVD, em Paris, na França.

As músicas “Parte da minha vida”, “Não vou mais errar”, “Fala” e “Tudo que eu queria”, esta última parceria mais recente com o cantor Tato, da banda Falamansa, farão parte do show.

O evento é uma realização do Boomerang e GR Produções. Os ingressos estão disponíveis na loja online e nos locais abaixo. O preço custa entre R$ 40 e R$ 250, com opções lounge e mesa.

Crato: Empório – Flora Pura, Rua Dr. João Pessoa, 408, Centro

Juazeiro do Norte: Sérgio´s , Cariri Garden Shopping

Barbalha: Armazém Confiança, na Rua do Vidéo, 67, Centro

11:56 · 01.05.2019 / atualizado às 12:58 · 01.05.2019 por
Foto: Adriana Veloso

Ainda estava escuro quando os fiéis começaram a chegar no largo da Igreja do Rosário, em Barbalha, para participar da nona edição da Caminhada por Maria, neste dia 1º de maio. A concentração começou pequena, mas no trajeto de cinco quilômetros, que passou por seis bairros da cidade, o evento chegou a contar com cerca de 1.500 pessoas. Uma missa campal na Igreja Matriz de Santo Antônio encerrou o momento de fé.

O encontro inicial, por volta das 4h30, reuniu cerca de 200 pessoas. Na saída, as 5h30, uma salva de fogos animou os presentes. Em seguida, em procissão, orando e cantando, centenas de pessoas caminharam pelos bairros Centro, Rosário, Vila Santo Antônio, Bela Vista, Cirolândia e Conjunto Nossa Senhora de Fátima, em louvor à Nossa Senhora, mãe de Jesus.

O evento, que acontecia em conjunto com a participação das duas paróquias, este ano, pela primeira vez, foi organizado apenas pela Paróquia de Santo Antônio. Segundo o padre Antônio José, a caminhada ressalta o mês mariano e indica a fé em Nossa Senhora.

Foto: Adriana Veloso

A agricultora Maria da Conceição dos Santos, que mora no Sítio Mata, a 10 quilômetros da sede do Município,  fez questão de estar presente na caminhada. “Vale a pena. Todo ano estou aqui. Esperamos ter um mês abençoado”, conta. Já Vicente Antônio da Silva saiu de Missão Velha, ainda de madrugada, para também participar da celebração. “É um sacrifício gratificante”, resume.

Nas calçadas, muitas pessoas aguardavam a passagem da caminhada e alguns se juntaram a ela. A aposentada Terezinha Macedo, por exemplo, que não pode percorrer o trajeto por problemas de saúde, montou um altar em frente de sua casa a espera da procissão. Depois de três horas, a multidão chegou a Igreja Matriz e participaram da celebração, que deu início a uma vasta programação religiosa neste mês de maio.

13:55 · 25.04.2019 / atualizado às 14:07 · 25.04.2019 por
Foto: Adriano Duarte

Inaugurado em 1960, o Cine Teatro Neroly Filgueira Sampaio, em Barbalha, voltará a exibir filmes, a partir do próximo dia 3 de maio, através do projeto “Cine Popular”. A iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo oferecerá duas sessões gratuitas, toda sexta-feira e todo sábado, com início as 18h e as 20h. O equipamento, recentemente, passou por reforma que envolveu as recuperações do forro, iluminação, climatização, sonorização, além da aquisição de um projetor de alta definição por R$ 4 mil. O local tem capacidade para receber 350 pessoas.

Para ter acesso, a população deverá fazer um cadastro biométrico semelhante aos realizados para meia entrada no Balneário do Caldas e na Festa de Santo Antônio. Um evento teste foi realizado no último dia 17 de abril, com a exibição do filme “A Paixão de Cristo”, que contou com estudantes da rede municipal. “Foi um grande sucesso. Agora, a gente resolveu implantar”, explica o secretário de Cultura e Turismo de Barbalha, Rômulo Sampaio.

“Esse cinema esteve abandonado por 15 anos. Foi até saqueado”, lembra o gestor. O próximo passo é finalizar o contrato com uma distribuidora de filmes. “Vamos passar produções populares. Lançamentos. Além de filmes nacionais de sucesso”, acrescenta Rômulo. Além disso, um carro de som percorrerá os bairros da cidade, divulgando a produção que estará em cartaz, como era feito antigamente.

O equipamento foi construído pelo empresário e político Luiz Filgueiras Sampaio. Em 1972, ele foi adquirido por Expedito Costa, que também foi proprietário dos famosos Cine Plaza e Cine Eldorado, em Juazeiro do Norte, e possuiu 17 salas de cinema no Ceará, Paraíba e Alagoas. “Ele era o melhor do interior. Para se ter uma ideia, na sala tinha uma cabine exclusiva para assistir o filme”, conta Expedito.

“A Morte Ronda na Floresta” (1966) e “A Noite da Emboscada” (1968) inauguraram as exibições de Expedito Costa em Barbalha. “Na época, era um sucesso. Lá, tinha muito engenho. A economia era muito boa”, justifica. O teto do prédio chegou a cair e um dos herdeiros de Luiz Filgueiras não quis vendê-lo. “Eu deixei o projetor para a Prefeitura”, completa o empresário.

Em 1987,  a Prefeitura de Barbalha desapropriou o local, que foi reconstruído e inaugurado como Cine Teatro Municipal Neroly Figueira, e passou também a receber grandes atrações das artes cênicas. “Entre outras atrações, nós trouxemos, no nosso segundo mandato, o famoso teatrólogo Augusto Boal, em 1995”, lembra o jornalista e professor, João Hilário, que foi prefeito nestas duas ocasiões.

08:52 · 09.04.2019 / atualizado às 13:20 · 10.04.2019 por
Foto: Divulgação

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) celebrou, no último dia 29 de março, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a empresa Deltaville Empreendimentos Imobiliários a fim de garantir a conclusão das obras em um loteamento no Sítio Lagoinha, em Barbalha, até agosto de 2021. Segundos os clientes, a empresa não estava cumprindo o cronograma de entrega e 19 pessoas registraram reclamação contra no órgão estadual após tentarem um acordo com a empresa, sem sucesso.

A coordenadora da unidade Descentralizada do Decon em Juazeiro do Norte, a promotora de Justiça Efigênia Coelho, conta que o empreendimento desrespeitou o Código de Defesa do Consumidor, especialmente em relação à informação adequada e clara sobre os produtos e publicidade enganosa e abusiva (arts. 6º, incisos III e IV, 36, 37). Além disso, a empresa cobrou uma taxa de rescisão maior do que a lei permite, de 30%.

Com o TAC, a empresa se comprometeu a concluir as obras projetadas e previstas na legislação (Lei Federal n.º 6.766/79) até 14 de agosto de 2021; e assumiu a obrigação de restituir os valores pagos pelos compradores do loteamento em 10 parcelas durante o ano de 2019. Cada consumidor titular da reclamação, receberá mensalmente o equivalente a 10% do total efetivamente pago, após deduzida taxa de rescisão de 20%.

A Prefeitura de Barbalha se comprometeu a fiscalizar mensalmente as obras do loteamento e enviar relatórios trimestrais à Unidade Descentralizada do Decon em Juazeiro do Norte até agosto de 2021.

11:14 · 01.04.2019 / atualizado às 14:37 · 01.04.2019 por
Loteamento Barão de Araruna é um dos alvos da recomendação. (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) expediu, na última sexta-feira (29), uma recomendação ao prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio Neto, e ao secretário de Obras e Infraestrutura, Roberto Wagner, a fim de adotem as medidas cabíveis para impedir a comercialização e a continuidade de obras em quatro loteamentos no Sítio Lagoa. O pedido afeta os empreendimentos Lagoa Seca 1 e 2, Vale do Kariri e Barão de Araruna.

Através do promotor de Justiça da Comarca de Barbalha, Nivaldo Magalhães Martins, o MPCE pede que os gestores públicos executem medidas administrativas consistentes na interdição, embargo de obras e retirada de todos os anúncios publicitários até que os empreendedores obtenham a regularização do loteamento junto ao Poder Público e realizem as obras necessárias à solução do problema de escoamento das águas das chuvas no sítio Lagoa e que causaram prejuízos aos moradores daquela localidade.

O documento também requisita que o Município de Barbalha realize, no prazo de 15 dias, levantamento da situação urbana e dos danos sofridos na localidade conhecida por sítio Lagoa, acompanhado de registro fotográfico, apontando casa por casa e seus respectivos moradores os danos materiais sofridos por estes em virtude do escoamento das águas das chuvas em suas propriedades.

Os nomes dos sócios dos empreendimentos imobiliários e suas respectivas qualificações devem ser identificados e informados à Promotoria de Justiça, no prazo de 15 dias, a fim de serem responsabilizados solidariamente, nos termos do artigo 47, da Lei 6.766/79, com relação aos danos causados aos adquirentes, moradores prejudicados e ao Poder Público.

Constatada a existência de qualquer outro loteamento clandestino ou irregular no Município, o secretário de Obras e Infraestrutura deverá comunicar o fato, imediatamente, à Promotoria de Justiça.

Segundo a recomendação, a autoridade que se manter inerte, permitindo a continuidade da obra e a comercialização dos loteamentos, sem a devida e prévia regularização ensejará a adoção de ações administrativas, cíveis e criminais, e, ainda, as necessárias à identificação dos respectivos responsáveis nas suas áreas de atuação, tudo em respeito ao ordenamento jurídico nacional, na defesa do meio ambiente, da ordem urbanística e do consumidor.

Já o responsável pelo empreendimento, em persistindo na prática dos fatos relatados, igualmente ensejará em seu desfavor a adoção de medidas cabíveis administrativas, cíveis e criminais.

Para o promotor de Justiça, é necessário que sejam requisitados todos os projetos complementares para execução da obra dos loteamentos do Lagoa Seca 1 e 2, Vale do Kariri e Barão de Araruna, inclusive de drenagem das águas pluviais, esgotamento sanitário, abastecimento de água, energia elétrica, entre outros.

As autoridades da administração pública devem oferecer abrigo aos moradores de casas que foram destruídas (ou com risco de destruição) por conta da força das águas das chuvas no sítio Lagoa e adjacências, no menor espaço de tempo possível, podendo ainda optar por incluí-los no programa assistencial de auxílio aluguel ou removê-los para casas populares construídas com esse fim, desde que os moradores e as famílias concordem com estas opções e preencham os respectivos requisitos legais.

Também direcionado aos loteadores, o documento requer que se abstenham de comercializar qualquer lote até que se efetive a devida regularização perante o Poder Público, mediante a apresentação dos projetos complementares à Prefeitura e a Autarquia do Meio Ambiente de Barbalha (AMASBAR); e executem medidas/obras tendentes a solucionar definitivamente o escoamento das águas pluviais que estão causando problemas de ordem ambiental, urbanística e prejuízos materiais e morais aos moradores do sítio Lagoa.

A diretora da AMASBAR deverá realizar o devido embargo das obras dos loteamentos descritos que estiverem em desacordo com a legislação ambiental. O órgão ambiental também realizará um completo levantamento dos danos ambientais, inclusive com relatório fotográfico dos locais atingidos, demonstrando o impacto ambiental causado pela instalação dos loteamentos, apontando ainda quais medidas são necessárias para a devida recuperação do meio ambiente.

Os adquirentes também devem suspender os pagamentos das prestações aos loteadores, na forma do artigo 38, da Lei n. 6766/79.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags