Busca

Categoria: Crato


08:24 · 05.05.2017 / atualizado às 10:57 · 05.05.2017 por

A reunião regional será encerrada nesta sexta-feira, com palestras e mesas redondas que serão realizadas durante todo o dia, além da SBPC Jovem, que acontece das 9 horas às 17 horas, no Ginásio Poliesportivo. A Programação Cultural contará com apresentação de Reisado do Congo do Mestre Aldenir e da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, às 19 horas, no Picadeiro do Parque Pedro Felício Cavalcante. Também estão abertas à visitação até o final da reunião regional, as exposições Expo – Lira e Patativa do Assaré – de Poeta Matuto a Poeta Doutor. A feira de artes e produtos orgânicos, Cariri Criativo, e feira de artesanato podem ser vistas no local.

A RR tem mobilizado cerca de 200 palestrantes e quase 4 mil pessoas inscritas no evento. É a primeira vez que acontece no interior do Estado, tendo a Universidade como sede, no campus do Pimenta, em Crato, com instituições de curso superior, públicas e privadas da região, como parceiras. A reunião está sendo promovida pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência. Tecnologia e Educação Superior (SECITECE).

O evento foi aberto na última terça-feira, no Centro de Convenções do Cariri, com a presença do Governador do Estado, Camilo Santana, o Secretário de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (SECITECE), Inácio Arruda, a presidente da SBPC, Helena Nader, o Reitor da URCA, Patrício Melo, e o Vice-Reitor, Francisco do Ò Lima Júnior, entre outas autoridades.

PROGRAMAÇÃO SEXTA-FEIRA

Mesas-redondas

Nesta sexta-feira estão sendo realizadas mesas-redondas sobre Biodiversidade e Biotecnologia aliadas no Desenvolvimento de Novas Tecnologias para o Aproveitamento de Alimentos, com os palestrantes Henrique Douglas de Melo (URCA), Maria de Fátima Gossi de Sá (CENARGEN) e Ruy Caldas (UCDB), no auditório Missão Velha (Miniauditório do Renasf); Empreendedorismo Regional e Desenvolvimento Territorial do Geopark Araripe, com o Reitor José Patrício Pereira Melo (URCA) e Édio Callou (SEBRAE), no auditório Barbalha (Auditório do Geopark Araripe); Cultura, Memória e Contemporaneidade, com Francisco Regis Lopes (UFC), Alexandre Almeida Barbalho (UECE) e Rosilene Alves de Melo (UFCG), no auditório Nova Olinda (I Semestre de Biologia); O Papel da Pesquisa na Formação e na Prática dos Professores, com Marcelo Câmara dos Santos (CAPES), Luiz Roberto Liza Curi(CNE), Izolda Cela (vice-governadora do Estado) e José Fernandes de Lima (UFS), no auditório Crato (Salão de Atos).

Ainda serão abordados os temas Os impactos da Intersecção da Arte e Sociedade na Formação e Transformação de Sujeitos-Cidadãos-Pensantes, A Seca e os Desafios na Gestão de Recursos Hídricos no Semiárido Nordestino.

Conferências encerram programação Científica, a partir das 14h

A programação de conferências será aberta às 14 horas desta sexta-feira, com Física para os Poetas, com Adilson J.A. de Oliveira (UFRGS), no auditório Barbalha (Geopark Araripe); Água, Fonte de Múltiplos Usos, com Plínio Barbosa de Camargo (USP), no auditório Juazeiro do Norte (Prédio da Bioprospecção Molecular); Produtividade de Florestas de Rápido Crescimento no Semiarido Brasileiro, tendo como conferencista José Antônio Aleixo da Silva (SBPC/UFRPE).

Às 15h30, a RR entra na sua fase final, com as conferências sobre Saneamento básico: situação atual no Nordeste Brasileiro, com o conferencista Álvaro José Menezes da Costa (ABES), no auditório Juazeiro do Norte (Prédio da Bioprospecção Molecular); Economia, Território e Desenvolvimento Econômico do Nordeste, com o Professor Doutor Wilson Cano (Unicamp), no auditório Barbalha (Geopark Araripe), fechando com a conferência Ciência e Pós-Graduação: A Glória , A Virtude e a Loucura (Ou “As nossas missões em tempos de incertezas), com o conferencista Adalberto Ramon Vieira (UFRJ).

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

12:08 · 28.12.2016 / atualizado às 12:12 · 28.12.2016 por
 dom Gilberto Pastana
dom Gilberto Pastana

O papa Francisc aceitou, hoje (28), o pedido de renúncia do governo pastoral da diocese de Crato apresentado por dom Fernando Panico. Em consequência, o papa nomeou novo bispo para diocese. Assumirá o pastoreio da Igreja particular o bispo coadjutor, dom Gilberto Pastana de Oliveira.

No discurso de “gratidão e esperança”, Dom Gilberto, sexto bispo diocesano, comprometeu-se em prosseguir à obra de Dom Fernando, de fazer caminhar e crescer, ainda mais, a diocese romeira e missionária, com a ajuda evangelizadora de todos os padres, diáconos permanentes, religiosas, leigas e leigos consagradas, todas as pastorais, movimentos e equipes de serviço. “Para vocês eu sou bispo e com vocês eu sou irmão”, disse, citando Santo Agostinho.

O novo bispo também afirmou sentir uma profunda gratidão pela tarefa confiada por Deus e os meses de convivência, ensinamentos e pastoreio com Dom Fernando. Pediu ainda que “toda força humana, religiosa e evangelizadora” que até então tem construído a caminhada pastoral continue a fazê-lo. “Eu preciso e, certamente, contarei para que essa diocese continue a sua missão”.

A celebração litúrgica quer marcará a passagem do báculo pastoral será no próximo dia 1º de janeiro, às 17h, na Igreja Catedral de Crato.

Na trajetória antes do episcopado, Dom Gilberto atuou como vigário paroquial, reitor de seminário, coordenador diocesano de pastoral. Foi coordenador do departamento de Filosofia e Teologia no Instituto de Pastoral Regional (Ipar), em Belém (PA), e diretor da Rede Vida de Televisão, de 2000 a 2005.

Dom Fernando Panico agradeceu os quinze anos e seis meses de pastoreio, as orações a ele dirigidas à época de sua enfermidade e convidou a todos para “louvar e agradecer à misericórdia de Deus pelo dom do nosso novo bispo”.

“Com grande alegria, agora, posso comunicar-lhes que, hoje, o Papa Francisco confirmou e efetua a sucessão de Dom Gilberto Pastana à cátedra episcopal desta amada diocese. A Dom Gilberto desejo expressar o meu agradecimento fraterno e a sua colaboração a mim prestada no pastoreio”, afirmou.

Trajetória
Natural de Boim (PA), dom Gilberto Pastana nasceu em 29 de julho de 1956. Tendo sido ordenado presbítero em 27 de julho de 1985, em Santarém (PA), foi nomeado bispo de Imperatriz (MA) em 03 de agosto de 2005 e escolheu o lema episcopal “Venha o teu reino”. É mestre em Teologia, com especialização em Teologia Espiritual, no Teresianum, em Roma, Itália.

Na trajetória antes do episcopado, dom Gilberto atuou como vigário paroquial, reitor de seminário, coordenador diocesano de pastoral. Foi coordenador do departamento de Filosofia e Teologia no Instituto de Pastoral Regional (Ipar), em Belém (PA), e diretor da Rede Vida de Televisão, de 2000 a 2005.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

15:24 · 23.09.2016 / atualizado às 15:36 · 23.09.2016 por

 

Estudantes do curso de Medicina da Estácio FMJ participaram​ de uma viagem diferenciada. Trata-se de uma avaliação dos espaços de degradação e acúmulo de lixo ao longo da linha férrea, situada entre as cidades de Crato e Juazeiro do Norte, no trajeto do Metrô do Cariri. O evento aconteceu na tarde de ontem.metrô do cariri (1)

 

O trajeto​, de quase 10 km, traz à tona diversas preocupações socioambientais e é provocativa para os alunos, diante de uma realidade que tem preocupado ecologistas. No entorno da linha férrea estão inseridas diversas comunidades, nos dois municípios. Para o Professor Djailson Ricardo Malheiro, esse é um momento de reflexão para os estudantes, no que diz respeito à saúde ambiental.

 

Ele afirma que essa não é a primeira vez que leva seus alunos a fazerem o percurso. Sempre tem sido algo interessante e um aprendizado para os acadêmicos. “Uma realidade que desperta a reflexão e busca contribuir com formas de tentar reverter essa dura realidade, por meio de uma visão mais ampla e apurada desse processo”, explica. Vários trabalhos de sala são desenvolvidos com temas diversificados para serem aproveitados como possibilidade de minimizar o impacto ao meio ambiente.

 

Os alunos estarão concentrados no estacionamento do Hiper Bom Preço, em Juazeiro do Norte, a partir das 13h30, desta quinta-feira. De lá seguirão para a estação do Metrô do Cariri, de onde iniciarão a viagem.

 

18:39 · 09.08.2016 / atualizado às 19:22 · 09.08.2016 por
Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

Crato. Após sucessivos casos de estupro investigados nos últimos pela Polícia Civil deste município, a 400 quilômetros de Fortaleza, entidades de movimentos sociais e grupos de defesa à mulher promoveram um debate, na manhã desta terça-feira (9), na Câmara de Vereadores da cidade no intuito de cobrar “providências sobre os casos e segurança, sobretudo às mulheres”, conforme a secretária Conselho Municipal dos Direitos da Mulher Cratense (CMDMC), Verônica Isidório.

De acordo com Delegacia de Defesa da Mulher, foram três casos registrados nos últimos quatro dias. Para Verônica, no entanto, além dos casos denunciados “outras mulheres sofreram tentativas nas últimas semanas”o que trouxe, segundo ela, “temor à população”. A feminista adverte que o maior objetivo dos movimentos sociais é “mobilizar o poder público para que ele tome para si a responsabilidade de garantir segurança para todos”.

Para o conselho, “tais casos não são aleatórios, nem exceção. Não se trata simplesmente de maníacos que estão pontualmente atacando as mulheres. Trata-se de uma cultura patriarcal altamente naturalizada na sociedade de que o corpo da mulher não pertence a ela própria. Se houvesse segurança e justiça quem deveria ter cuidado e temer seriam os estupradores, não nós, mulheres”.

Apesar do sentimento de medo, Verônica afirma que diante dos últimos acontecimentos, os grupos devem se organizar e lutar por uma sociedade menos machista e mais segura. “Não nos calaremos, não nos trancaremos em casa. Estamos nas ruas para exigir segurança dos órgãos policiais, para exigir das câmaras legislativas e da administração política políticas públicas de prevenção à violência de gênero. Por isso, chamamos toda a sociedade a dizer basta aos estupros e à cultura do estupro”.

Para o delegado Diogo Galindo, responsável pelas investigações dos dois estupros cometidos no último sábado, dia 06, “os casos não possuem ligação entre si e não há razão para pânico”. Segundo explica, “muitas pessoas têm espalhado boatos nas redes sociais, afirmando que um homem em um carro preto está praticando esses crimes, o que não é verdade. Apenas um caso a vítima relatou um veículo preto, nos outros, não há essa referência”.

A escrivã, Nívea Freitas, acrescentou que um dos suspeitos já foi preso e os outros dois estão sendo procurados. Quanto a possíveis tentativas de estupro divulgadas nas redes sociais, ela ressalta que “estão divulgando informações falsas”. “Uma mulher recentemente se assustou ao ver um carro parado próxima a ela no centro do Crato, correu e quebrou o tornozelo. Muitas pessoas já afirmaram ter sido uma tentativa de estupro, quando na verdade não foi”, concluiu.

No próximo sábado, dia 13, a Frente das Mulheres dos Movimentos do Cariri, o Conselho Municipal de Defesa dos Diretos da Mulher Cratense e Grupo de Valorização Negra do Cariri (Grunec) realizarão um ato público, as 8 horas, em frente à prefeitura do Crato perindo segurança e cobrando “políticas públicas que combatam a cultura do estupro”, finalizou Verônica.

15:18 · 13.03.2016 / atualizado às 22:03 · 13.03.2016 por
Muitos eleitores do Crato estão deixando para os últimos a realização do cadastramento biométrico Foto : Elizangela Santos
Muitos eleitores do Crato estão deixando para os últimos dias a realização do recadastramento biométrico Foto : Elizangela Santos

Uma força-tarefa para realizar o recadastramento biométrico dos eleitores de Crato está sendo realizada nesses últimos dias do prazo de atualização dos cadastros, que se encerra no próximo dia 18, sem prorrogação.

Cerca de 30 servidores estiveram realizando, neste final de semana, atendimento no Fórum Eleitoral da cidade, no bairro Mirandão. Durante esta semana, foram atendidas cerca de 600 pessoas por dia, no último sábado com atendimento extra, das 8 às 14 horas, conforme a chefia de cartório. As pessoas, em grande parte, estão deixando o recadastramento para os últimos dias.

Os atendimentos estão sendo realizados para quem faz agendamento antecipado, além das senhas, distribuídas no local. Mês passado, juízes e chefes de cartório de dez zonas eleitorais da Região do Cariri, estiveram reunidos no intuito de aprimorar os trabalhos e intensificar o atendimento aos eleitores.

A corregedora regional eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, vem percorrendo os 46 municípios do Estado que encerram no próximo dia 18 de março os trabalhos de identificação biométrica dos eleitores, visando às eleições deste ano.

Algumas medidas estão sendo tomadas pelo TRE-CE para reforçar o atendimento aos eleitores. Uma delas foi o deslocamento da Unidade Móvel do tribunal para o município de Barbalha. A desembargadora fez um alerta aos eleitores dos 46 municípios que realizam o recadastramento: “Todos devem ficar atentos ao prazo de 18 de março, porque, depois desta data, a Justiça Eleitoral cancelará os títulos dos eleitores faltosos e não queremos que esses eleitores fiquem prejudicados, pois sabemos da obrigatoriedade do título e da sua importância na vida de cada um”, disse.

 

12:42 · 09.03.2016 / atualizado às 15:18 · 09.03.2016 por
Foto André Costa
Foto André Costa

Juazeiro do Norte. Pela primeira vez no mês de março, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações superiores aos 100 milímetros, o que não ocorria desde o último dia 22 de janeiro, quando o órgão apontou volume de 112 mm na cidade de Senador Sá. Entre as 7 horas de ontem e 7 horas desta quarta-feira (09), choveu em 85 dos 184 municípios cearenses.

O maior volume pluviométrico foi registrado na cidade de Umari (125 mm), na região do Cariri, que pelo segundo dia consecutivo teve várias municípios banhados pela chuva. Iguatu (86 mm) e Quixelô (82 mm), ambos no Centro-Sul obtiveram o segundo e terceiro maior volume do Estado, respectivamente.

23 cidades tiveram registros pluviométricos

No cariri cearense, região em que não chovia há quase duas semanas, 23 cidades tiveram registros pluviométricos. No triângulo Crajubar, entretanto, os índices foram discretos, não ultrapassando a marca de quatro milímetros. De acordo com o meteorologista da Funceme, Raul Fritz, no somatório de janeiro e fevereiro, o Cariri apresentou desvio negativo de 21,7%. “Foi a única região do Estado a apresentar desvio negativo nos dois primeiros meses do ano”, acrescentou Fritz.

Ainda conforme o meteorologista, as chuvas devem reaparecer com alguma intensidade a partir da segunda quinzena de março em todas as regiões do Estado. “Historicamente, nos anos em que o El Ñino, por exemplo, atua com maior intensidade, a segunda quinzena de março costuma ser mais chuvosa”, finaliza Fritz.

A previsão para as próximas horas é de nebulosidade variável com chuvas em todo o Ceará. As chuvas decorrem, segundo a Funceme, por causa da atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), cujo centro está sobre o Oceano Atlântico e sua borda sobre o Nordeste do Brasil (NEB).

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

12:11 · 09.11.2015 / atualizado às 12:44 · 09.11.2015 por

1Crato. Segundo os moradores, o incêndio começou no Sítio Coqueiro, Zona rural de Crato, por volta do meio dia de sexta-feira (06) e se alastrou rapidamente. Logo que notaram o fogo, a população acionou o corpo de bombeiros que realizou uma ação conjunta com 15 brigadistas do Instituto Chico Mendes de conservação da Biodiversidade (ICMBio) no combate ao fogo.

Moradores relataram que o calor era muito forte e a fumaça espessa dava pra ser vista de longe. Com os fortes ventos e alta temperatura as chamas se espalharam rapidamente, o que dificultou o trabalho dos profissionais. Mesmo assim os bombeiros chegaram a controlar no mesmo dia. Mas na madrugada do sábado (07) o fogo voltou a aparecer na mata, em vários pontos diferentes, o que seria um indicativo de uma ação criminosa, de acordo com o comandante do corpo de bombeiros, capitão Leoni Granjeiro. “Não é comum aparecer tantos focos assim ao mesmo tempo”. O fogo só foi contido na manhã do domingo(08).
Hoje, nenhum foco foi encontrado. O corpo de bombeiros e brigadistas do ICMBio fazem nesse momento um trabalho de monitoramento nas áreas atingidas. “Não podemos concluir ainda que o incêndio está extinto, é preciso finalizar os trabalhos de monitoramento, mas a probabilidade de reacender é mínima”, afirma Vicente Alves Moreira, Gerente de Fogo da Floresta Nacional do Araripe.

2Reforço:
O corpo de bombeiros recebeu na tarde do domingo (09) um reforço com 15 profissionais do comando geral do corpo de bombeiros de Fortaleza para ajudar a combater o incêndio, caso fosse preciso. Moradores e populares sensibilizados com a situação ajudaram a combater o fogo usando mangueiras, tambores e garrafas pet para jogar água.
Segundo o capitão Leoni, foi verificado 30 hectares atingidos, sendo 25 na Área de Proteção Ambiental Chapada do Araripe e 05 na Floresta Nacional do Araripe.
O fogo não atingiu a tubulação de abastecimento, o que deixaria algumas localidades sem água, como a população temia. A assessoria de imprensa da Sociedade Anônima de Água e Esgoto de Crato (SAAEC) informou ao Diário do Nordeste que “o abastecimento mantém-se na normalidade”.

Impactos:
Segundo a gerência de fogo da floresta nacional do Araripe, a brigada de prevenção e combate a incêndios florestais já realizou 10 operações de combate desde julho, sendo 04 dentro e 06 fora da unidade de conservação,  mas com riscos de atingi-la.
No total, os incêndios atingiram 208 hectares, o que equivale a 208 campos de futebol.
“O mais grave nos incêndios que atingem a floresta é o impacto sobre o soldadinho-do- Araripe, que está em fase de reprodução. É um retrocesso, os danos para o meio ambiente são imensos. Com a floresta destruída, o solo fica desprotegido e deixa de absorver as águas das chuvas, ou seja, a água bate e escorre, causando desmoronamentos”.
Os dados levantados pelo ICMBio revelam que os incêndios florestais são 100% causados por imperícia, imprudência, negligência e dolo humanos. “Os incêndio são provocados, na maioria das vezes, com a queima de lixo e renovação de pastagem”, afirma Vicente Alves Moreira.
Para resolver o problema, o instituto sugere que os proprietários rurais se comprometam com a defesa de suas propriedades e que as prefeituras de Crato, Barbalha, Missão Velha e Jardim formem suas brigadas ou contratem bombeiros civis.
É preciso, ainda segundo o instituto, que o Governo do Estado amplie o efetivo do corpo de bombeiros do Cariri.

20:40 · 07.11.2015 / atualizado às 20:52 · 07.11.2015 por

 

 

IMG_7134Crato. O incêndio, segundo os moradores, teve início no Sítio Coqueiro por volta do meio dia de sexta-feira (06)e se alastrou rapidamente. Vários focos foram contidos ontem mesmo, mas hoje o fogo voltou a aparecer na mata, o que seria um indicativo de que o incêndio seja uma ação criminosa, de acordo com o comandante do corpo de bombeiros, capitão Leoni Granjeiro.

Mais de 30 profissionais, entre eles bombeiros e brigadistas do Instituto Chico Mendes de conservação da Biodiversidade (ICMBio), fazem o trabalho para controlar o incêndio que já dura mais de 24 horas. Segundo o corpo de bombeiros, o fogo já se encontra próximo ao clube Granjeiro e atingiu áreas de proteção ambiental. Ninguém ficou ferido, mas a população teme que o fogo atinja outras comunidade.