Busca

Categoria: Crato


09:10 · 23.04.2018 / atualizado às 09:10 · 23.04.2018 por
Os campos apresentam dimensão de 85 m por 60 m. Crato receberá outra unidade. (Fotos: Nívia Uchôa)

Crato. Em partida comemorativa de futebol, com a presença do governador Camilo Santana, foi inaugurada, na última sexta-feira (20), a primeira das 49 Areninhas que serão implantadas em 44 municípios cearenses. O equipamento esportivo fica no bairro do Seminário – o mais popular do Município.

A Areninha é um campo esportivo de futebol com grama sintética, com área total de 7.980,00m² (sete mil, novecentos e oitenta metros quadrados). O projeto, é do Governo do Estado, com a contrapartida do município, que fez a doação do terreno e 20% do valor da obra, cujo valor completo foi de aproximadamente, R$ 1,6 milhão.

Em seu primeiro jogo, foi realizado um amistoso com times representando Estado e Município, contando com a participação do prefeito José Ailton Brasil, deputados, secretários estaduais e servidores estaduais e municipais. A partida também teve a presença de ex-jogadores de sucesso nacional nacional Nasa e Ronaldo Angelim. O placar terminou Estado 3 X 1 Município.

De acordo com o governador Camilo Santana, outra Areninha está prevista para o município do Cariri. “Esse equipamento é para o lazer dos esportistas, da juventude, e vai funcionar pela manhã, à tarde e à noite. E campo é todo no padrão da Federação Internacional de Futebol (Fifa)”, destacou. “Além disso, a prefeitura do Crato vai desapropriar o terreno que fica aqui vizinho para fazer uma quadra de vôlei”, antecipou.

O prefeito Zé Ailton agradeceu o apoio do governador e enfatizou que a comunidade do Seminário é merecedora deste equipamento. “Estaremos trabalhando constantemente por melhorias para o nosso povo”, destacou o chefe do Executivo cratense.

O estudante Caio Borges, de 15 anos, mora bem perto de onde a Areninha está instalada, no bairro Seminário. Ele conta que o equipamento vai atrair a juventude da cidade, que até então não tinha um espaço urbanizado e iluminado para “bater uma bolinha”. “Ter um espaço como esse é muito bom para a população, porque as crianças e os jovens ficam brincando de bola no meio da rua”, alertou. E continuou: “e não é só para jogar futebol, pode ser qualquer prática esportiva. O espaço é grande, dá para aproveitar bem”.

E quem concorda com isso é José Carvalho Leite, de 60 anos. O aposentado caminha pelo bairro de segunda à sexta com a esposa Maria Nádia Rolim, de 56 anos. Ele destacou que as Areninhas são complementares às Escolas Estaduais de Tempo Integral para “tirar o jovem da ociosidade”. “Vai ter uma adesão muito grande, e não só pelos jovens”, afirmou. “E dá pra fazer (no espaço), ainda, festa junina, quadrilha, né?”, emendou.

O projeto

Lançado em setembro último, o Projeto Areninha do Ceará pretende dar uma nova dinâmica social às cidades cearenses, possibilitando uma estrutura para prática esportiva e lazer da população. Cada Areninha terá gramado sintético, bancos de reserva, alambrados, rede de proteção, iluminação, vestiário, depósito para materiais rampa de acesso para cadeirantes, paisagismo e pavimentação no entorno. O investimento total do projeto é da ordem de R$ 100 milhões, financiados com recursos do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares III) – mesmo programa que financia as Praças Mais Infância e outras estruturas do Estado.

As obras são realizadas pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e do Departamento de Arquitetura e Engenharia do Estado do Ceará (DAE). Os terrenos são cedidos pelas prefeituras na zona urbana da cidade e têm, em média, área de 95 metros por 73 metros. Os campos apresentam dimensão de 85 m por 60 m.

Areninhas

No Cariri, além de Crato, que terá uma nova unidade, as Areninhas também estão sendo construídas em Juazeiro do Norte, que também terá dois destes equipamentos, Barbalha e Brejo Santo. Além das Areninhas, o Governo do Ceará finaliza licitação para a construção de mais de 100 Campinhos – equipamentos com estrutura menor que a de uma Areninha, similar a um campo society.

14:12 · 20.04.2018 / atualizado às 14:12 · 20.04.2018 por
A Floresta Nacional do Araripe é uma das mais antigas Unidades de Conservação do País. (Foto: Cid Barbosa)

Crato. No Dia Mundial da Terra, comemorado neste domingo (22), o GeoPark Araripe promoverá a 1ª Gincana de Coleta de Material Reciclável e Reutilizável na Floresta Nacional do Araripe (Flona). O evento é uma iniciativa da Unesco, através do Programa de Geoparques e conta com o apoio e a parceria da Flona, ICMBio, Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial do Crato, Pró-Reitoria de Extensão da URCA e Voluntariado ICMBio.

Aberto ao público, a Gincana consiste na coleta de materiais recicláveis e reutilizáveis ao longo da estrada vicinal da Casa da guarda do Belmonte até o Caririzinho, na Flona, pelas equipes participantes. Os três grupos que coletarem mais materiais serão premiados.

A professora do curso de Educação Física da URCA, Geysa Cachate Araújo juntamente com estudantes do curso vão orientar os participantes sobre a postura ideal para o recolhimento manual dos materiais. O momento terá início às 8h, na FLONA, com concentração e saída da sede do GA às 7h.

Confira a programação:

7h – Concentração e saída do GeoPark Araripe;

7h30m – Exposição oral sobre os objetivos da atividade em alusão ao dia Mundial da Terra na casa da guarda da FLONA ARARIPE no Belmonte;

8h – Orientação para os participantes da 1ª Gincana sobre a postura ideal para recolhimento manual de plásticos e outros resíduos encontrados ao longo da Estrada vicinal, Casa da guarda do Belmonte até o Caririzinho, seguido de lanche;

8h20min – Distribuição das equipes nos trechos pré-determinados ao longo de 10km;

11h – Recolhimento das equipes e dos materiais para pesagem;

11h30min – Encerramento da atividade com a Premiação dos membros das

equipes vencedoras.

09:50 · 17.04.2018 / atualizado às 09:50 · 17.04.2018 por
O encontro contou com representantes de várias instituições. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. Na última sexta-feira (13), foi realizada uma reunião, na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos, para tratar da implantação de uma feira de animais no Município. Do encontro, uma comissão organizadora foi criada para elaborar um projeto que será apresentado ao prefeito José Ailton Brasil.

De iniciativa do titular da Pasta, Zilcélio Alves, a reunião contou com representantes da Associação dos Criadores; Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri); Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce); Instituto Flor do Piqui; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE); Instituto Agropólos e Núcleo Gestor da Expocrato.

Foram discutidos os aspectos dos procedimentos corretos para a realização de uma feira de animais, levando em conta infraestrutura, saúde do animal, organização e periodicidade. “Feiras funcionam como vitrine de uma temática especial de diferentes expositores que, durante um período de tempo e em um espaço determinado e organizado para tal, podem mostrar suas potencialidades. Dessa forma poderemos promover o desenvolvimento agrário do nosso Crato e do Cariri de uma forma geral”, enfatizou o secretário Zilcélio.

PAA

No dia anterior, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos debateu o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), onde foi tratado o cadastramento do PAA Leite. O encontro com produtores rurais do Município buscou promover o crescimento dos produtos da agricultura familiar. Na ocasião, Zilcélio propôs o registro das entidades para seja feito o lançamento do programa nos próximos dias.

08:48 · 16.04.2018 / atualizado às 08:49 · 16.04.2018 por
No Pares Sítio Fundão corre o Rio Granjeiro, que pode ser área do caranguejo. (Foto: Antonio Rodrigues)

Crato. Na próxima quinta-feira (19), o Parque Estadual Sítio Fundão realizará a II Expedição Científica. Desta vez, os objetivo é identificar as áreas de ocorrência do caranguejo Kingsleya attenboroughi na Unidade de Conservação. A ação acontecerá das 19h às 22h em uma parceria entre a Universidade Regional do Cariri e Secretaria do Meio Ambiente (SEMA).

A expedição será coordenada por Lucineide dos Santos Lima, mestranda em Bioprospecção Molecular na linha de pesquisa em Biodiversidade. É recomendado que os participantes estejam devidamente equipados, portando lanterna e com vestimenta adequada, como bota, calça, perneira, etc.

Sobre o caranguejo

A espécie de caranguejo, de nome científico kingsleya attenboroughi, foi descoberta no território do Geopark Araripe, no Ceará. Ela foi achada pelos pesquisadores Alysson Pinheiro, da Universidade Regional do Cariri (URCA) e Willian Santana, da Universidade do Sagrado Coração (USC), de Bauru (SP).

Trata-se de uma espécie de caranguejo de água doce. Segundo os pesquisadores, ele já foi descoberto em condição de ameaça de extinção. O caranguejo existe em pouquíssimos lugares, com um número reduzido de espécimes e recebeu esse nome em homenagem ao grande naturalista inglês Sir. David Attenborough, que completa 92 anos em 2018, considerado o padrinho do soldadinho- do-araripe.

08:13 · 16.04.2018 / atualizado às 08:13 · 16.04.2018 por
Camilo visitou obras no Parque na manhã de sábado. (Foto: Nívia Uchôa)

Crato. Apesar de das obras terem iniciadas desde o mês de janeiro, foi assinada na noite do último sábado (14) a ordem de serviço da reforma e ampliação do Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, que anualmente recebe a Exposição Agropecuária do Crato (Expocrato). Após a reforma, o local será o maior da área de todo o Brasil ainda em 2018. A solenidade contou com a presença do governador Camilo Santana, que também autorizou a reforma do sistema de abastecimento d’água da cidade.

Orçada em R$ 35 milhões, a expectativa é que a reforma fique, em parte, pronta até julho, para a Expocrato “do jeito que o povo da cidade merece”, disse Camilo. De acordo com governador, a antiga casa do Corpo de Bombeiros, vizinha ao parque, será preservada e se tornará um patrimônio histórico. “Deixaremos esse o maior parque de exposição pecuária do Nordeste. A parte que ninguém conhece vai passar a conhecer, essa áreas de shows vai ficar ainda mais bonita”, completou.

As obras do novo Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, cujo terreno onde vai ser construído foi conferido de perto pelo governador no turno da tarde, ficarão a cargo da Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa). O equipamento terá um total de 21 edifícios, dedicados às diferentes funções, como recepção, boxes para artesanato, sala multifunções/exposições/museu, e uma sala dedicada aos engenhos de rapadura que fazem parte da história local.

Com a reforma, o Parque de Exposições terá duas grandes zonas; a zona do recinto da feira, onde se concentram os edifícios e constitui o principal programa permanente, e a zona de parque/eventos temporários, constituídas maioritariamente por zonas livre e áreas verdes, destinadas a acomodar grandes eventos complementares às boxes dedicadas às exposições e feiras. As obras serão fiscalizadas pelo Departamento de Arquitetura e Engenharia do Ceará (DAE).

Centro Cultural do Cariri

Durante o evento, o governador reforçou a ideia da construção do Centro Cultural do Cariri. “Será algo semelhante ao que o Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura representa para Fortaleza. A ideia é fazer uma grande arena, com teatro, cinema, área de lazer, parque de exposições. Estamos comprando o Teatro Rachel de Queiroz, que iria a leilão. O projeto está lindo, pronto para licitar. E, se Deus quiser, virei aqui em breve para dar a ordem de serviço” anunciou o chefe do Executivo cearense.

Visita a obras

Antes da solenidade, o governador Camilo Santana visitou várias obras na região do Cariri, incluindo a reforma da estrada que liga Missão Velha até Juazeiro do Norte, do teleférico do distrito de Caldas, em Barbalha; a estrada que liga Nova Olinda e Crato; a urbanização do entorno do Horto de Nossa Senhora de Fátima, no Crato; a policlínica e o camelódromo do município. Ele também se comprometeu com a reforma do estádio Romeirão, em Juazeiro.

22:30 · 11.04.2018 / atualizado às 11:08 · 13.04.2018 por
Moto ficou com a frente toda destruída. (Foto: VC Repórter)

Crato. Por volta das 18h, desta quarta-feira (11), um grave acidente na CE-292, nas proximidades do campus local do IFCE, matou um casal que vinham numa motocicleta. O veículo se chocou com um carro Fiat Uno na cor prata, que capotou. Antônia Félix de Lima e José Erivaldo, ambos do Município, morreram no local. O motorista do carro foi socorrido com escoriações.

O casal descia a caminho de Crato, enquanto o carro seguia no sentido oposto. Erivaldo guiava a moto quando aconteceu a colisão. Seu corpo e de sua esposa foram mutilados com o impacto da batida. Já o outro veículo capotou e ficou com os pneus para cima. O motorista foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levado ao Hospital São Camilo.

Os familiares do casal estiveram no local e identificaram as vítimas. Antônia Félix de Lima era professora da rede municipal e ensinava na Escola Otacílio Correia de Lima, no distrito de Santa Fé. Já seu marido, José Erivaldo, trabalhava como pedreiro.

O acidente atraiu muitos curiosos e o trânsito chegou a ficar paralisado em alguns momentos. A perícia chegou ao local no início da noite. A CE-292 está sendo reformada, a pista foi ampliada e a pavimentação já tinha sido concluída. Neste trecho, conhecido como “ladeira das Guaribas”, já aconteceram vários acidentes. Em dezembro de 2015, por exemplo, quatro pessoas morreram quando um caminhão ficou sem freio e colidiu com quatro carros e uma moto.

10:29 · 09.04.2018 / atualizado às 10:39 · 09.04.2018 por
Seminário recebeu propostas para o Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos (Foto: Divulgação/URCA)

Crato. O Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA) recebeu, na última sexta-feira (6), o I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Cariri. O objetivo do evento é coletar propostas para o Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos, que pretende estruturar uma série de iniciativas promovidas pelo Governo do Estado do Ceará.

A Solenidade de abertura contou com a presença da Pró-Reitora de Assuntos Estudantis da URCA, Socorro Vieira, representando o Reitor; o Coordenador Especial dos Direitos Humanos do Estado do Ceará, Demitri Cruz, a Secretária de Educação de Crato, Otonite Cortez, e a Coordenadora Edvânia Gonçalves.

O evento foi uma parceria do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos, com a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e com a URCA.

Segundo Demitri Cruz, esse encontro, além de fazer parte de uma série de seminários que estão sendo realizados em todo o Ceará, tem entre seus objetivos constituir uma rede de apoio a projetos na área de educação em direitos humanos. “Nós, da Coordenadoria de Direitos Humanos do Gabinete do Governador, entendemos nesse momento histórico de tanta intolerância, tanto ódio, que é essencial o fortalecimento das ferramentas de educação em direitos humanos”, destacou.

Durante o evento aconteceu a investigação temática, com uma mesa composta pelos representantes dos grupos GEPAFRO, Maria Yasmim, GRUNEC, Valéria Carvalho, Juventude, Zé Antônio, Coletivo Camaradas, Alexandre Lucas, e Mulheres Cratenses, Verônica Isidoro. A abordagem esteve relacionada aos Direitos Humanos e Defesa da Democracia.

O segundo momento aconteceu com a tematização, onde houve registro das denúncias para articulação, reforçando o papel do Estado como garantia do direito. Ficou decidido propor uma agenda com ouvidoria, e realizar visitas aos locais onde são identificados violação de direitos humanos durante os meses de maio e junho. O plano é importante, pois serve como instrumento de cobrança para as organizações sociais.

08:51 · 09.04.2018 / atualizado às 11:04 · 09.04.2018 por
Estudantes lembraram o assassinato da vereadora Marielle Franco, no último dia 14 de março, e e outros ativistas. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. Uma grande caminhada marcou o encerramento da I Semana da Paz e Superação da Violência no Município, na última sexta-feira (6). A concentração aconteceu na Praça São Vicente e seguiu até a Praça da Sé. Com decreto assinado (nº: 2303002/2018), no último dia 23 de março, o evento agora faz parte do calendário municipal e será celebrado anualmente.

Na Igreja de São Vicente, o prefeito Zé Ailton Brasil saudou os presentes desejando “que essa semana nos faça refletir o quão importante é o respeito mútuo para a conquista da paz”, disse. Em seguida, crianças, jovens e adultos seguiram em caminhada levando faixas, cartazes e muita criatividade, celebrando juntos pela paz na cidade.

Participaram ativamente 14 escolas da rede municipal de ensino, com cerca de 500 estudantes motivados pela temática da semana, usando de símbolos e cores, da diversidade e da união entre os povo. Na Praça da Sé, a secretária de Educação, Otonite Cortez, enalteceu a participação dos docentes e alunos das escolas do município, ressaltando que uma das premissas na educação cratense é ensinar e aprender continuadamente a cultura de Paz.

Já a Secretária Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, Edvânia Costa, disse estar emocionada com esse momento ímpar da celebração da paz, e sobretudo em ver as crianças entendendo o real motivo da semana. Para finalizar, houveram apresentações artísticas idealizadas pela Diocese de Crato e pelas secretarias de Educação e Cultura do Município.

20:51 · 06.04.2018 / atualizado às 20:51 · 06.04.2018 por
Manifestantes tomaram a avenida Leão Sampaio. Ato não registrou incidentes. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Cerca de 500 pessoas se reuniram, na Praça do Giradouro, em manifestação contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A concentração começou a partir das 16h e, por volta das 17:30, o grupo tomou a Avenida Leão Sampaio – via que dar acesso ao Município para quem chega de Barbalha e Crato. O trânsito por uma hora, mas não houve nenhum incidente. Alguns motoristas buzinaram, demonstrando apoio ao ato, que encerrou às 19h.

A manifestação foi organizada pelos representantes das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que reuniu militantes do PT, PC do B, PSOL e PDT, além sindicatos, trabalhadores rurais, professores e organizações de juventude. No ato, também estiveram lideranças locais, como os vereadores de Crato, Amadeu de Freitas e Pedro Lobo. Nas falas no microfone, muitos disseram que a prisão do ex-presidente representa um “ataque à democracia” e uma “farsa jurídica”. Outros lembraram o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco.

Segundo o vereador Pedro Lobo, a manifestação denuncia o que chamou de “onda fascista” e “perseguição à Lula”. O parlamentar reafirmou o desejo de que ele possa disputar as eleições “e contribuir com a democracia”, disse. “Isso demonstra o ódio, autoritarismo que está sendo disseminado que foi iniciado em 2014, após a derrota nas eleições”, acredita o parlamentar.

Enquanto a agricultora Aline da Hora, afirma que é importante demonstrar as conquistas que os trabalhadores rurais tiveram durante o governo de Lula. “As políticas públicas, como de cisternas e várias outras foram importantes pra gente. Estamos junto e unidos é para mostrar a força. É dele que precisamos nas próximas eleições. Se não for ele, não tem outra pessoa”, garante.

O professor Edson Xavier ponderou a necessidade de lutar contra uma das “facetas do golpe”, se referindo ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “Mesmo com todas as críticas ao PT, é necessário que façamos uma defesa e lutar contra os desdobramentos do golpe. Também avançar contra a reorganização dos movimentos sindicais, de classe. Não vamos ficar calados, passivo do que está acontecendo, vamos levantar novamente e dizer um ‘não’”, disse.

Crato

Mais cedo, pela manhã, cerca de uma centena de pessoas organizaram uma rápida manifestação, no Crato, contra a prisão do ex-presidente Lula. O grupo paralisou por alguns minutos o trânsito na Rua Coronel Antônio Luiz, em frente ao campus do Pimenta da Universidade Regional do Cariri (URCA). A maioria eram professores, servidores, sindicalistas, estudantes e representantes de movimentos sociais que participavam do I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Cariri.

11:38 · 06.04.2018 / atualizado às 11:38 · 06.04.2018 por
José dos Santos (ao centro) doou para serem instalados nas comunidades rurais. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. Na última quinta-feira, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário recebeu 18 pluviômetros que serão instalados nas comunidades rurais do Município. O equipamento foi entregue pelo técnico agrícola cratense José dos Santos Filho, que hoje reside em Anápoles (GO), onde presta consultoria agrícola.

O Secretário de Desenvolvimento Agrário, Zilcélio Alves, destaca que será discutido com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Crato, quais as comunidades que poderão ser implantados esses pluviômetros. Segundo o gestor, esse equipamento irá servir para que no final de cada inverno, possa ser feito uma base pluviométrica nas comunidades, para que seja comparado com os dados oficiais dos pluviômetros do governo.

“Para nós, da Secretaria é uma satisfação muito grande. O município está recebendo essa parceria, onde vamos levar esses dados para as comunidades rurais para que o próprio agricultor possa fazer o acompanhamento das chuvas caídas em cada localidade rural”, disse

Projeto Paulo Freire

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Município esteve, na última terça-feira (3), participando da prestação de contas do Projeto Paulo Freire. Zilcélio representou o município ao lado de 350 lideranças de comunidades rurais no qual o projeto tem atuado. Na ocasião, o titular reforçou o apoio da Gestão Municipal após a renovação dos convênios entre as entidades que atuam no projeto e o governo cearense.

O projeto Paulo Freire, do Governo do Estado em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), tem como objetivo capacitar pessoas e famílias para o desenvolvimento de projetos produtivos que possam gerar renda e consequentemente melhorar a qualidade de vida. Foram 600 comunidades beneficiadas.