Busca

Categoria: Cultura


10:43 · 17.08.2017 / atualizado às 10:43 · 17.08.2017 por

Crato. Uma das mais tradicionais festas do interior cearense no tocante a diversidade sexual acontece amanhã, a partir das 16 horas, na praça do Detran, bairro São Miguel, neste Município. A 14ª edição da parada da diversidade LGBT contará com participação do ator e repórter David Brazil e a apresentadora Regininha Duarte.

De acordo com o promotor do evento, o blogueiro André Lacerda a parada percorrerá as ruas do Crato, do bairro São Miguel até o Largo da RFFSA onde acontecerá um show com a cantora Valesca Popozuda. “Será uma festa de alegria e celebração da diversidade e do não a intolerância”. Destaca. Instituições como o Sesc Crato e o Governo do Estado do Ceará também são parceiros nesse acontecimento.

10:09 · 15.08.2017 / atualizado às 10:09 · 15.08.2017 por
Fotos: Samuel Macedo

A despedida a um dos mais antigos mestres da cultura popular de Juazeiro do Norte foi marcada por um clima de comoção e, ao mesmo tempo, de beleza e reconhecimento ao legado de Manoel Antônio da Silva. Mestre Bigode, como era mais conhecido, foi o precursor da arte do bacamarte em Juazeiro do Norte ao fundar, há quase de 50 anos, o Grupo de Bacamarteiros Padre Cícero.

Com diversas homenagens, o corpo do mestre da Cultura Popular, reconhecido pelo seu notório saber, foi sepultado por volta do meio-dia, no Cemitério São João Batista.

Ontem, o cortejo fúnebre de Mestre Bigode, que faleceu no último sábado, dia 12 de agosto, foi acompanhado por grupos e brincantes da cultura popular, muitos deles, seus discípulos na arte do bacamarte e do maneiro pau, outro folguedo a que o Mestre Bigode dedicava. Por todo o percurso os estampidos dos bacamartes homenageavam o brincante que fez escola e dezenas de discípulos.

O cortejo saiu de sua residência, no bairro Cidade de Deus, acompanhado por automóveis e motocicletas até o cruzamento das avenidas Castelo Branco e Humberto Bezerra, no bairro Novo Juazeiro. A partir daí, o restante do trajeto foi realizado a pé até o cemitério São João Batista, com grupos da tradição (reisados, banda cabaçal e os bacamarteiros da paz), representantes da Secretaria de Cultura do Estado, Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte e outras autoridades municipais, Serviço Social do Comércio SESC, unidade Juazeiro do Norte, além de familiares, amigos e admiradores do Mestre Bigode.

Expressividade
O Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, Alemberg Quindins, afirma que o Mestre Bigode é um dos grandes representantes da Cultura Popular do Cariri. “As flores mais coloridas desse Cariri são os grupos das tradições e, dentro desse contexto, está o Mestre Bigode que se tornou uma pessoa expressiva pela sua performance e estética. Ele passou a ser um símbolo da cultura popular e uma das estrelas mais expressivas do Cariri, uma figura que representava o colorido e toda a expressividade dessa Região”, destaca.

A coordenadora do escritório regional da Secult Ceará no Cariri, Dane de Jade, considera que o Mestre Bigode carregava consigo um saber muito importante a respeito das tradições populares. Ela destaca que ele foi o primeiro bacamarteiro do Brasil, exímio embolador e um grande brincante de Maneiro Pau. “Ele leva um saber de três manifestações da nossa cultura, um saber que fica na nossa memória. Acredito que o Mestre Bigode deixa um legado importante na tradição popular de Juazeiro do Norte e do Cariri”, destaca a coordenadora.

Segundo Dane de Jade, a esposa do Mestre Bigode, conhecida como Maria Bonita, fez vários registros de suas atividades artísticas que servirão como fonte de pesquisa para outras gerações. “Essa memória precisa ser salvaguardada para que novas gerações possam ter acesso a esse acervo”, reforça Dane de Jade. Francisco Gomes Novais, conhecido como Mestre Nena, líder do grupo Bacamarteiros da Paz, amigo e discípulo do Mestre Bigode, lembra que ele também fundou o primeiro grupo de Maneiro Pau de Juazeiro do Norte. “Ele foi uma pessoa muito importante e vai fazer muita falta para a cultura de Juazeiro do Norte”, diz Mestre Nena.

 

13:44 · 14.08.2017 / atualizado às 13:44 · 14.08.2017 por
Foto: Samuel Macedo

A cultura de Juazeiro do Norte e do Cariri está de luto pela morte de Manoel Antônio da Silva – Mestre Bigode, que faleceu, aos 94 anos, no último sábado, no Município. O corpo do Mestre Bacamarteiro e do Maneiro Pau foi velado em sua residência, na rua Rua Maria Otília, 726 – Cidade de Deus, em Juazeiro do Norte. O sepultamento aconteceu às 11 horas desta segunda, no cemitério São João Batista..

Hoje, às 10 horas, um cortejo com os grupos de tradição saiu pela Avenida Castelo Branco, a partir das proximidades da rádio Tempo, até o cemitério, numa última homenagem ao Mestre Bigode. Também houve salva de tiros no adeus dos integrantes do Grupo de Bacamarteiros Padre Cícero, criado por ele há cerca de cinco décadas.

Defensor do Padre Cícero
Manoel Antônio da Silva nasceu em 4/07/1923, na cidade de Iguatu. Aos vinte anos veio residir em Juazeiro do Norte e desde então dedicou a vida a trabalhar com a cultura popular. Na arte do Maneiro Pau e dos Bacamarteiros se tornou o Mestre Bigode.

Na década de 90 durante as romarias, Mestre Bigode com o seu grupo de Bacamarteiros recebia os romeiros no largo do Socorro fazendo uma salva de tiros ao nascer do sol. Uma grande roda se formava para assistir aquele grupo de homens que dançavam e cantavam vestidos de cangaceiros. No centro da roda uma faixa estava escrita: ‘Meu padim, estamos aqui para te defender’. A fé e o trabalho defendem a arte.

Cidadão Juazeirense
Em 2004, Mestre Bigode recebeu do Governo do Estado do Ceará o Certificado de Mestre da Cultura e, em 2017, a Universidade do Estadual do Ceará (UECE) concedeu o Título de Notório Saber em Cultura Popular, um reconhecimento como um Patrimônio da Cultura Cearense. Em 2013, recebeu o Título de Cidadão Juazeirense.

“Nos despedimos de um Mestre da Cultura com reconhecimento e gratidão”, disse a Diretora do Núcleo de Arte, Educação e Cultura Marcus Jussier, Maria Gomide, em nome da Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte. “Desejamos força a seus familiares que, nesse momento, recebem o abraço de todos os brincantes da arte Cariri. Que a arte de Mestre Bigode siga viva em nossas memórias”, ressalta.

11:59 · 10.08.2017 / atualizado às 11:59 · 10.08.2017 por

Dirigido pelo ator Lázaro Ramos, o espetáculo “Namíbia, Não!” será encenado no teatro do Centro Cultural do Banco do Nordeste (CCBNB-Cariri), nos dias 11 e 12 de agosto, em três sessões. A entrada é gratuita.

A trama se passa no ano de 2016, quando o governo brasileiro decreta uma medida provisória que determina que todas as pessoas de “melanina acentuada” devem ser capturadas e enviadas para a África. Entretanto, para evitar o crime de ‘invasão a domicílio’, as pessoas só podem ser capturadas na rua. Desta forma, os personagens principais, André e Antônio, passam a viver trancados em seu apartamento, debatendo questões econômicas e sociais da vida e refletindo sobre como seria voltar ao continente africano.

A produção estreou em 2011, na Bahia, e já foi apresentada para mais de 100 mil espectadores em todo o Brasil. A formação original conta com os atores Aldri Anunciação e Flávio Bauraqui, que se revezam com Sergio Menezes e Fernando Santana nos papéis principais de André e Antônio.

A encenação Namíbia, Não! representou o Brasil em Portugal, em 2013, durante evento promovido pelo Ministério da Cultura. O espetáculo já recebeu prêmios de melhor texto e indicação por melhor direção no Prêmio Braskem de Teatro de Salvador. E também já foi publicado em livro pela Editora Edufba, recebendo prêmio de primeiro lugar na categoria ficção do Prêmio Jabuti.

Serviço:
Espetáculo Namíbia, Não!
Data: 11 de agosto de 2017, sexta-feira, às 19h30
12 de agosto de 2017, sábado, às 16h30 e 19h30
Local: Teatro Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri
Entrada Gratuita

10:37 · 10.07.2017 / atualizado às 07:23 · 12.07.2017 por

Crato. As redes e mídias sociais têm se constituído numa importante ferramenta no resgate cultural e artístico. Neste Município, na região do Cariri, o documentarista Laerto Xenofonte, 48, lançou no mês passado um canal no YouTube cujo objetivo “é resgatar, disseminar e fortalecer a cultura regional e nacional, distribuindo e exibindo conteúdos audiovisuais informativos, culturais e educativos”.

No canal Museu de Arte Kariri, o internauta pode conferir inúmeros vídeos de grandes shows que marcaram época na região, além de documentários e entrevistas com personalidade da terras, como por exemplo Patativa do Assaré e Abdoral Jamacaru. “São centenas de vídeos que carrego comigo ao longo da minha trajetória iniciada na década de 80 e hoje decidi divulgá-los por entender que essas obras pertencem ao grande público. Além disso, os vídeos servirão para que as novas gerações conheçam o que marcou época”, completa Xenofonte.

O canal já conta com quase 30 vídeos publicados e, segundo Laerto, a expectativa é lançar pelo menos dois novos vídeos a cada semana. “O acervo é grande. Tenho quase uma milhar de gravações em meus arquivos. Relíquias que até então estavam privadas somente a mim, passarei a compartilhar com o Cariri e com o mundo, através do YouTube”, disse.

Dentre as publicações, algumas pérolas, como no dia em que Naná Vasconcelos saiu de Nova York diretamente para o Cariri. O canal conta ai com trechos de shows de Cassia Eller, Engenheiros do Hawaii, Paralamas do Sucesso, Caviar com Rapadura, Fagner, João do Crato, Irmãos Aniceto. “O internauta também poderá ver a qualidade das gravações. Mesmo que naquela época os equipamentos não fossem tão sofisticados e tecnológicos como são hoje, conseguíamos atingir um excelente grau de profissionalismo”, recorda Laerto Xenofonte

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

10:46 · 06.07.2017 / atualizado às 10:46 · 06.07.2017 por

O Diretor do Teatro Marquise Branca, Leonardo de Luna, em reunião com a Pró-Reitora de Extensão da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professora Arlene Pessoa, firmou parceria que deverá beneficiar jovens de Juazeiro do Norte com a oferta de um curso de artes cênicas, ministrado por alunos bolsistas da URCA. As aulas devem ter início em agosto.

De acordo com Leonardo de Luna, a ideia inicial é realizar uma ação em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEDEST). O diretor do Teatro Marquise Branca irá propor que jovens atendidos pela SEDEST sejam indicados para serem alunos do curso.

Na oportunidade, ficou definido também que as dependências e estrutura do Teatro Marquise Branca servirão como laboratório para o curso de Licenciatura em Teatro da URCA.

12:19 · 05.07.2017 / atualizado às 12:19 · 05.07.2017 por

O universo feminino, interpretado com imagens corporais e linguagens cênicas, dialoga na apresentação do espetáculo “Sobre Ancas”. A montagem faz parte do projeto Arte Encena realizado pelo Sesc, na Unidade Juazeiro do Norte. A entrada é gratuita.

O espetáculo “Sobre Ancas” nasceu da força da mulher, numa reflexão poética e caleidoscópica sobre facetas do mundo feminino. Com criação e interpretação da artista Ana Guasque, o público confere a dança contemporânea com uma bailarina que perpassa as teias da história transitando pelas espirais dos tempos.

A adaptação é inspirada em textos do livro “Mulheres que correm com Lobos” de Clarissa Estés Pinkola, juntamente com textos de Ana Guasque. A linguagem trata do corpo múltiplo, sagaz, capaz de manifestar e corporificar a reflexão.

SERVIÇO
Arte Encena: Sobre Ancas – Criação Ana Guasque
Local: Unidade Juazeiro do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Data: 10/7
Horário: 16h
Informações: (88) 3587.1065
Gratuito

16:06 · 16.06.2017 / atualizado às 16:06 · 16.06.2017 por

A tradição das quadrilhas chega à Unidade Juazeiro do Norte do Sesc na terça-feira (20), com o início do Circuito Sesc de Mostra Junina. O evento recebe apresentações de 17 grupos de diversas cidades do Ceará, que em três dias de muita festa animam o Ginásio da Unidade. A entrada é gratuita.

Contribuindo para a preservação da memória cultural cearense e do movimento junino, o Circuito premia os destaques. Os três melhores grupos recebem premiação em dinheiro e troféus e os quesitos individuais (casal de noivos, marcador, casamento, rainha e repertório musical) são agraciados com medalhas. Os troféus e medalhas são elaborados pelo Mestre Espedito Seleiro.

SERVIÇO
Circuito Sesc de Mostra Junina
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Data: 20, 21 e 22/6
Informações: (88) 3512.3355

17:04 · 14.06.2017 / atualizado às 17:04 · 14.06.2017 por

Juazeiro do Norte. O Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri apresenta o espetáculo Sebastiana e Severina, baseado no livro homônimo do pernambucano André Neves. A montagem conta com adaptação dramatúrgica e encenação de Claudio Lira e foi contemplada com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2013. As apresentações acontecem nesta sexta-feira, dia 16, às 19h30, e sábado, 17 de junho, às 15h30.

O enredo relata a história das rendeiras Sebastiana e Severina que, apesar de não possuírem mais o frescor da juventude, ainda acalentam o desejo de se casar. Sebastiana e Severina, já não dispunham da beleza da juventude, mas tinham um sonho: encontrar “um príncipe encantado”.

A chegada do forasteiro Chico, na cidade de Umbuzeiro (PB), desperta logo o interesse das duas moças. O moço era bonito, alto e inteligente e para cativar o coração do visitante valia tudo: cantar belas canções, fazer a renda mais bonita da festa e até, invocar os poderes mágicos da grande feiticeira da cidade, D. Zefinha. Mas o destino lhes prega uma peça, através do feitiço de amor que a benzedeira propôs às duas. É neste momento que as rendeiras descobrem o valor da verdadeira amizade.

A história é temperada com elementos da cultura do sertão brasileiro e, ainda, com o clima festivo das comemorações do dia do padroeiro da cidade de São Sebastião do Umbuzeiro, na Paraíba: São Sebastião. O espetáculo é indicado para todas as idades, com recomendações para crianças a partir dos oito anos de idade.

As apresentações acontecem no Teatro do Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri, localizado na Rua São Pedro, 337, Centro de Juazeiro do Norte. Os ingressos são distribuídos na recepção a partir das 13h.

10:24 · 13.06.2017 / atualizado às 10:24 · 13.06.2017 por
Foto Patrícia Silva

Barbalha. Iniciada no último dia 28 de maio, a festa de Santo Antônio, padroeiro deste município, chega ao fim hoje (13), com missa solene realizada nesta manhã e, a tarde, procissão pelas principais ruas de Barbalha. Os festejos deste ano tiveram por tema de reflexão “Santo Antônio, servo fiel da Virgem Maria”. A celebração solene da Missa na Paróquia de Santo Antônio foi presidida por dom Gilberto Pastana de Oliveira.

A tarde, acontece a tradicional procissão que marca o encerramento da festa do Santo Casamenteiro. O cortejo terá início às 16 horas, com saída da residência de Marciano Teles Duarte. O percurso segue pela Avenida Cel. João Coelho; Avenida Paulo Mauricio; na Avenida Pio Sampaio; rua T 06; rua Lídio de Freitas; rua Adão Apolinário; rua Padre Ibiapina; rua Pedro Coelho; rua Neroly Filgueira; rua Padre Ibiapina; rua da Matriz.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br