Categoria: Cultura


11:08 · 11.12.2018 / atualizado às 11:08 · 11.12.2018 por
É o quinto DVD de Fábio Carneirinho. (Foto: Divulgação)

Até o dia 31 de dezembro, estarão abertas as inscrições para o 1º Festival de Talentos do Cariri para o Mundo, idealizado pelo músico caririense Fábio Carneirinho. O vencedor vai viajar para a França, com tudo pago pelos patrocinadores e apoiadores do projeto, e ainda garantir a gravação de uma música no próximo DVD do artista, no jardim da Torre Eiffel, em Paris.

Depois de seis turnês internacionais, com 15 anos de carreira, Fábio voltará à França para gravar seu quinto DVD, tipo documentário, em março de 2019. “Cada vez que viajo à Europa vejo quanto o público francês, em especial, está encantado com a música nordestina. É uma oportunidade para os estudantes da rede pública municipal, estadual e dos institutos federais, apenas do Cariri, que querem mostrar seu talento para o mundo”, conta o idealizador do festival.

Critérios

As inscrições são voltadas para estudantes da rede pública (municipal, estadual e federal) que tenham entre 14 e 20 anos. Para participar, é preciso gravar e enviar vídeo de até três minutos, cantando uma música de qualquer estilo e/ou tocando qualquer instrumento. Além da música, o candidato deve dizer no vídeo: nome, idade e escola onde estuda. Só serão aceitos vídeos com o link disponível no youtube (exclusivamente) e o envio será apenas pelo site do músico.

Mais informações

1º Festival de Talentos do Cariri para o Mundo

Período de inscrições: 10 a 31 de dezembro de 2018

Site para inscrições:  www.fabiocarneirinho.com.br/festival

Grande final: 10 de fevereiro de 2019

Viagem: março de 2019

Inscrição gratuita e apenas pela internet

10:57 · 10.12.2018 / atualizado às 10:58 · 10.12.2018 por
(Foto: Reprodução/Instagram)

A retirada de tickets para o show de Anitta, que acontece no dia 13 de janeiro, em Crato, teve início nesta segunda-feira (10), no campus Lagoa Seca, do Centro Universitário Doutor Leão Sampaio, em Juazeiro do Norte. Uma estrutura especial foi montada no Auditório do Bloco A. A entrega acontece, de segunda a sexta, das 9h às 20h. Já no sábado (15), o atendimento acontece das 9h, às 16h, no mesmo local.

Para a retirada do ticket de ingresso, o interessado em participar da festa, que se inscreveu no site, deverá se dirigir ao local da entrega dos ingressos com um documento oficial com foto. Esse mesmo documento deverá ser apresentado na entrada do evento. Em ambos os casos, não serão aceitas cópias, apenas originais. A organização da atividade não aceitará boletim de ocorrência em substituição ao documento oficial.

Os tickets de ingresso entregues serão nominais, intransferíveis e de venda proibida, conforme o regulamento do evento, disponível no site.

Solidariedade

Todos os inscritos deverão contribuir com pelo menos uma das doações solicitadas no site da festa. O critério de doação mínimo é a entrega de 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal), de 2 litros de água mineral ou a apresentação do comprovante de doação de sangue, que deverá ter sido realizada no período de 6 a 21 de dezembro. Para participar, basta escolher apenas uma das opções, embora seja facultada a colaboração além da exigência mínima.

A organização do evento irá verificar a data de validade dos alimentos e das garrafas de água doados. Por isso, é importante verificar se os donativos estão dentro do prazo de validade.

Mais informações

Unileão FestSolidário

Data: 13 de janeiro

Horário: 16h

Local: Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti, Crato

10:08 · 10.12.2018 / atualizado às 15:56 · 10.12.2018 por
Com vasta carreira na Itália, Tatiana já foi premiada em diversos concursos. (Foto: Divulgação)

A cantora cratense Tatiana Vanderlei de Figueiredo foi premiada, no último dia 2 de dezembro, em uma competição de Canto Lírico, dentro do festival internacional Chorus Inside, realizada em Roma, na Itália. A brasileira foi a vencedora absoluta no Grand Prix, tendo concorrido com vozes da Itália, Sérvia, Rússia, Romênia, Gana, Bulgária e Estados Unidos. A disputa também é dedicada à modalidade de Canto Coral.

Bacharel em Direito pela Universidade Regional do Cariri (URCA), Tatiana resolveu se dedicar a música, se graduando na classe de Canto com a professora Neyde Thomas e pós-graduando em Performance do Canto Lírico pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em Curitiba (PR).

Mudou-se para a Itália para aperfeiçoar o repertório e interpretação de personagens líricos e concluiu o mestrado em Canto no mesmo País, no Conservatório Alfredo Casella. Lá, trabalhou sua técnica com os professores e maestros como Edda Moser (Alemanha), Antonella Cesari (Italia), Alberto Zedda (maestro e diretor do Festival Rossini – Italia) e Luciana Serra (Italia).

Desde então, tem sido convidada para vários recitais no Brasil, Itália, Áustria, França, Alemanha, Inglaterra, Bélgica, Holanda, Espanha, México e Estados Unidos. Ao lado da pianista Roberta Terchi-Necentini e do trompetista Valerio Marcangeli, forma, desde 2008, o trio Suoincanto, com execução de repertório barroco. Além disso, Tatiana foi finalista e vencedora de vários concursos, principalmente na “Terra da Bota” e no Brasil.

13:15 · 16.11.2018 / atualizado às 13:25 · 16.11.2018 por
Espedito confirmou ontem (15) a participação no carnaval carioca. (Foto: Alana Soares)

O artesão de couro Espedito Seleiro será homenageado em uma das alas da escola de samba carioca União da Ilha do Governador, no Carnaval 2019. “A Moda de Espedito Seleiro”, será a 24ª ala da agremiação, que desfilará no sambódromo da Marquês de Sapucaí no dia 4 de março, na segunda-feira de carnaval. Tesouro Vivo cearense, Espedito também estará em um dos carros alegóricos, ao lado de outros dois estilistas cearenses.

Reconhecido como Mestre da Cultura cearense em 2008, Espedito autorizou que a escola desenhasse as roupas da ala inspiradas em suas peças. “Já que estão oferecendo essa homenagem, por que não aceitar com todo carinho, com todo prazer?”, garantiu o artesão. O caririense estará no carro alegórico junto com o estilista Ivanildo Nunes e do designer de moda, Lindebergue Fernandes.

Com o enredo “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, celebrando a literatura e cultura popular do Estado, a União da Ilha promete levar para a avenida cerca de 10 mil peças de artesanato cearense. Além de homenagear Espedito Seleiro, há uma expectativa que o Mestre Noza, artesão de madeira que se notabilizou em Juazeiro do Norte, também seja lembrado. No mês de setembro, o carnavalesco Severo Luzardo visitou o Cariri.

Natural de Arneiroz, mas estabelecido desde jovem em Nova Olinda, Espedito Veloso de Carvalho, 79, começou seu trabalho com o couro aos oitos anos, ajudando seu pai na produção de selas, gibão e outros equipamentos de vaqueiros. Hoje, é um dos artesãos mais reconhecidos em todo Brasil. Suas peças como bolsas, sandálias, chinelos e carteiras já estiveram em desfiles nacionais e até em filmes.

17:47 · 14.11.2018 / atualizado às 17:47 · 14.11.2018 por
São esperadas mais de 30 mil pessoas no show. (Foto: Livio Campos)

Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo darão início à 20ª edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas. O show do projeto O Grande Encontro, formado pelo trio, acontece nesta sexta-feira (16), às 21 h, no Largo da Basílica de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte. Cerca de 30 mil pessoas são esperadas.

Os três artistas nordestinos comemoram vinte anos de parceria e cantam juntos em Juazeiro do Norte pela segunda vez. Há dois anos o projeto “O Grande Encontro” está em turnê pelo Brasil, tendo se apresentado em Portugal em julho. O repertório com os sucessos da cantora paraibana e dos dois cantores e compositores pernambucanos foi gravado em CD e DVD em 2016 e teve mais de quarenta mil cópias vendidas.

Na nova versão do show, os arranjos ganham a energia das guitarras, violões e da percussão, sempre coroados pela melodia da sanfona que acompanha Elba, Geraldo e Alceu em duetos, trio ou em solos.

Os fãs podem esperar as músicas: “Anunciação”, “Banho de Cheiro”, “Dia Branco”, “Tropicana”, “Moça Bonita”, “Caravana”, “Belle de Jour”, “Canção da Despedida”, “Coração Bobo”, “Táxi Lunar”, “Bicho de Sete Cabeças”, “Chão de Giz” e “Frevo Mulher”.

Retorno

Em 2016, Alceu Valença se apresentou no encerramento da Mostra Sesc Cariri de Culturas. Em 2015, Elba Ramalho cantou para mais de 15 mil pessoas no Crato, durante a abertura da 17ª edição desta que é uma das maiores iniciativas culturais do Sesc em todo o País.

“Falo por mim e com certeza em nome dos meus companheiros de palco. Já tive oportunidade de participar da Mostra Sesc Cariri de Culturas e se trata de um evento da maior grandeza para a nossa cultura. Poder participar desta ação é levar cultura, diversão e arte para onde o povo está”, diz Elba.

Nascida no sertão paraibano, a cantora lembra das tradições nordestinas  que marcaram sua infância na cidade de Conceição. “Era nas festas das Igrejas, nas quermesses, nos reisados e no São João que eu tinha contato com as festas populares, com as mais genuínas expressões culturais da nossa terra”, recorda ela.

A Mostra Sesc incentiva a cultura popular em toda a região: 108 grupos com mais de 1.800 brincantes de reisado, maracatu, bandas cabaçais, coco, maneiro pau, entre outros, são cadastrados ao Sesc Ceará e participam da Mostra, formando uma vasta rede de identidades e manifestações artísticas populares em 26 cidades, de 16 a 20 de novembro.

Circuito

Na lista de atrações musicais convidadas pelo Sesc  estão músicos nordestinos consagrados, bandas e  artistas da nova cena musical  brasileira. O circuito “Tem Forró no Cariri” faz parte da programação da Mostra e terá a participação do cantor e compositor de forró pé-de-serra Flávio Leandro, ele canta no dia 16 de novembro na cidade de Brejo Santo.

No dia 17, é a vez das cantoras Amelinha e Ana Paula Nogueira se apresentarem na cidade de Campos Sales. No dia 18, Chambinho do Arcordeon e Orquestra de Sanfonas do Ceará fazem show na cidade de Tarrafas.

No dia 19 de novembro, às 20h30, no Largo da RFFSA, no Crato, acontece o show da banda pernambucana Eddie, que comemora 30 anos de carreira. Em seguida, às 22h, a cantora paulista Tiê apresenta seu quarto álbum Gaya. Já em Juazeiro do Norte, no terreiro da Mestra Margarida, acontece, a partir das 20 h, os shows do artista caririense Luiz Carlos Salatiel & Los Fractais e do jovem maranhense Phill Veras.

Milton Nascimento canta no show de encerramento da Mostra Sesc Cariri de Culturas. “Semente da Terra” é o trabalho que o grande cantor mineiro apresenta ao público caririense no dia 20 de novembro, às 21h, no Largo da RFFSA, na cidade do Crato.

Solidariedade

Com o compromisso de estimular a solidariedade, a Mostra Sesc Cariri de Culturas estimula a doação de 2kg de alimentos para o acesso ao show de abertura e espetáculos em espaços fechados, de 16 a 20 de novembro. Uma hora antes da apresentação é dado início a entrega de ingresso e, nesse momento, o espectador poderá contribuir. Todos os alimentos arrecadados serão destinados às instituições sociais beneficiadas pelo Programa Mesa Brasil Sesc Cariri.

Mais informações

20ª Mostra Sesc Cariri de Culturas

Período: 16 a 20 de novembro

Local: Região do Cariri (Polos Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Nova Olinda)

Programação: Site e no aplicativo de celular “Mostra Sesc Cariri”, disponível para Android e iOS

11:08 · 12.11.2018 / atualizado às 16:21 · 12.11.2018 por
Os bacamarteiros serão tema do projeto. (Foto: Antonio Rodrigues)

A Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte (Secult) está desenvolvendo um projeto para realizar um registro do patrimônio imaterial e cultural do Município. Intitulado “Patrimônio Cultural de Juazeiro. Imagens e palavras de A a Z”, o trabalho busca destacar a riqueza do Patrimônio Imaterial na figura dos seus Mestres, das manifestações da cultura popular e dos saberes acumulados pelas diferentes gerações.

O projeto é uma iniciativa do Departamento de Patrimônio Cultural da Secult, com pesquisa histórica de Regivania Rodrigues e Lis Cordeiro, juntamente com a Diretoria de Comunicação, com fotografias e edição de Augusto Pessoa. Durante o trabalho, está prevista a produção de filipetas digitais para divulgação nas redes sociais, que serão publicadas semanalmente nos canais oficiais da Prefeitura (site, Facebook e Instagram).

Através de textos e fotografias, são revelados a importância patrimonial da cultura popular do Município, com destaque para os homens e as mulheres que lutam para manter viva as tradições, forjadas desde as origens da cidade de Juazeiro do Norte e sua pelicular evolução social e urbana que orbita a figura do seu fundador, o Padre Cícero Romão Batista.

“A ideia é mostrar manifestações, lugares e saberes que compõem o rico Patrimônio Cultural de Juazeiro do Norte. São textos curtos e objetivos que buscam ressaltar o valor de cada tema abordado através do olhar patrimonial, apontando os aspectos que fazem daquela manifestação específica algo digno de ser preservado”, ressalta Augusto Pessoa.

Memória resguardada

Para o secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, Renato Fernandes, o registro das manifestações culturais garante a memória desse grande patrimônio, considerada uma das maiores riquezas do Município. Inicialmente, serão trabalhados como temas os penitentes, as rezadeiras, os reisados, o Centro Mestre Noza, os benditos, as romarias, os bacamarteiros e os lugares sagrados. A sequência de publicações terá início a partir do dia 1º de dezembro deste ano.

17:09 · 09.11.2018 / atualizado às 17:14 · 09.11.2018 por
Nascido em São Paulo, mas erradicado em Juazeiro do Norte, o forrozeiro é a atração do evento. (Foto: Samuel Macedo)

A Aliança de Misericórdia realizará, no próximo domingo (11), ao meio dia, na Escola de Evangelização, em Barbalha, uma feijoada beneficente para arrecadar fundos para a construção da Casa de Triagem da Casa de Acolhida São João Batista. O evento contará com um show do músico Fábio Carneirinho. Além da apresentação musical, o ingresso, que custa R$ 50, dá acesso à comida e bebidas (não-alcoólicas).

Há 11 anos, a Associação realiza um trabalho de recuperação com dependentes químicos e pessoas em situação de rua em Barbalha. Hoje, o espaço tem capacidade para receber 45 homens maiores de 18 anos, que se recuperam da dependência do álcool e drogas ou que vivem em situação de rua. “Nosso desejo é oferecer um serviço melhor, mais eficaz”, explica o padre João Fernando.

Na Casa de Triagem, as pessoas interessadas na recuperação terão um tempo de adaptação às regras e dinâmica do espaço antes de se preparar para a vivência na Casa de Acolhida São João Batista. O equipamento será construído em um terreno separado do local que hoje recebe estes dependentes. Todo trabalho oferecido pela Aliança de Misericórdia é gratuito.

Com repertório vasto e influência de grandes artistas do forró, Fábio Carneirinho abrilhantará o evento. Músico desde os 12 anos de idade, o cantor erradicado no Cariri já realizou turnê na Europa e tem sete discos e três DVD’s gravados. “As pessoas vão ter oportunidade de aproveitar um almoço delicioso, curtir uma música boa e ainda fazer o bem”, finaliza padre João.

Mais informações

Feijoada Beneficente da Aliança de Misericórdia

Data: 11 de novembro (domingo)

Horário: 12h

Local: Escola de Evangelização – Corredor da AABB, 420, Sítio Venha Ver – Barbalha/CE

Valor: R$ 50,00 (por pessoa); incluso: bebida (refrigerante, suco e água), feijoada e o show.

Contato: (88) 99937-0043 // misericordiaceara@gmail.com⠀

 

14:16 · 09.11.2018 / atualizado às 14:16 · 09.11.2018 por
A atriz Cláudia Alencar deve interpretar a dona de uma casa de prostituição. (Foto: Divulgação)

O cineasta caririense Lamarck Dias está produzindo mais um filme que deverá ser gravado, ano que vem, no município de Aurora. “O Último Virgem do Ceará”, trata-se de uma produção independente que deverá contar com atores nacionais como João Vitti, Cláudia Alencar, Daniel Dias da Silva, Suyanne Moreira e Luciano Lopes. Misturando drama e comédia, o trabalho deve explorar os costumes nordestinos e a figura feminina no sertão.

O filme trará a linguagem regionalista com proposta de valorização dentro da trama literária cearense “Iracema”, de José de Alencar.  “É um filme que já vem sendo pensado há algum tempo. Ele traz uma linguagem própria. Tem três vertentes: o humor regional, a mitologia da obra ‘Iracema’ e a gente vai ter também um pouco de drama, virando jogo que do que é a figura da mulher sertaneja nessa sociedade patriarcal”, explica o cineasta.

“Acredito muito no compromisso social do cinema. Como será uma comédia bem escrachada, resolvi colocar esse drama que é uma denúncia”, acrescenta Lamarck Dias. Na trama, a personagem Dona Divina, que deverá ser interpretada pela atriz Cláudia Alencar, é dona de um casa de prostituição, mas luta para defender o direito das mulheres que trabalham com ela.

A previsão é que o filme seja rodado em julho de 2019. “Vai depender muito da questão financeira. Estamos trabalhando no projeto de impulsão do filme. Já consegui alguns apoios e patrocínios”, explica Lamarck. O núcleo principal das gravações será em Aurora, assim como foi seu último trabalho, Os Olhos de Alice (2018). Contudo, deverão aparecer outras cidades, como Eusébio e Juazeiro do Norte, mas isso depende de parcerias com as prefeituras destes municípios.

A trilha sonora exclusiva do filme será feita pelo cantor e compositor paraibano Pedro Carpelli, autor do sucesso “Juramento do dedinho”, gravado pelo forrozeiro Mano Walter.

Roteiro

O filme mostra três irmãos do interior cearense, Cícero, João Paulo e Antônio Carlos, que tentam ganhar a vida no Cariri em busca de empregos ou algum ganha pão. Após se decepcionarem várias vezes, um deles tem a “brilhante” ideia de arrumar um carro e colocar um grande alto-falante no veículo para sair pelo sertão pedindo esmolas para um falso doente. Ao longo do percurso, os três se envolvem em muitas confusões e conflitos para tentar ajudar o caçula a perder sua virgindade.

13:33 · 06.11.2018 / atualizado às 13:34 · 06.11.2018 por
Mestre Fraçuili tem uma frota de 32 aeronaves. (Foto: Samuel Macedo)

O projeto Museus Orgânicos dos Mestres da Cultura Tradicional do Cariri, apoiado pelo Sesc Ceará e pela Fundação Casa Grande, inaugura seu segundo espaço no próximo dia 15 de novembro, às 16h. O Museu Oficina Mestre Françuili, em Potengi, contempla a história do mestre flandeiro Francisco Dias de Oliveira, inventor que cria miniaturas de aviões com lâmina de metal.

Nos olhos, o fascínio por aviões e, nas mãos, a habilidade de moldar objetos, essa combinação transformou o agricultor Francisco Dias de Oliveira em mestre da cultura. Com uma lâmina flexível de metal, material conhecido como flandre, tudo o que Mestre Françuili imagina se materializa. Hoje, ele tem uma frota de 32 aeronaves e um grande acervo de objetos que simbolizam o sertão. Sua casa tem espaço para guardar ultraleves, helicópteros, foguetes e até disco voador, algumas até motorizadas, que ele reproduziu só de olhar.

Agora, sua oficina estará inserido em uma rede de espaços de memória promovimento o turismo social e a economia criativa. Seu museu vivo se tornará um centro cultural para visitação de estudantes, turistas e também seus conterrâneos da cidade de Potengi, sua terra-natal. Com a proposta orgânica do espaço de memória, os visitantes são convidados a vivenciar a rotina do mestre, conversar sobre sua artesania, histórias e causos.

História

Quando criança, Françuili vivia dividido entre o trabalho na roça e a feitura dos aviõezinhos. Desde esta época, ele já tinha ciência da importância daquela arte, o que foi aos poucos mostrando para sua família e o povo da cidade. “Desde de pequeno tenho o desejo de deixar uma história aqui e trabalhei até conseguir isso. A história está feita! Agora é um museu, que se Deus quiser agora vai até o fim”, diz Mestre Françuili.

Além dos brinquedos, ele constrói utensílios e equipamentos, como fornos e pás, também adaptou baldes para coletar água nas estreitas cacimbas do sertão. Inventou tubos de armazenar legumes e até hoje sabe fazer os candeeiros que antigamente flamejavam para alumiar as casas.

O aprendiz deste ofício é o filho do artesão, conhecido na cidade como José de Françuili, ele leva adiante a experiência de seu pai na manufatura dos pequenos aviões e dos objetos domésticos, que são vendidos tanto na loja do Museu, quanto no comércio local. “Meu pai me ensinou a arte, estou muito agradecido e vou seguir a história dele. A inteligência que ele me ensinou não é todo mundo que aprende não”, diz José, que agora é responsável pelo museu.

Museus Orgânicos

Objetos pessoais, fotografias, vestimentas, instrumentos são alguns dos elementos que integram os acervos dos 16 Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. Em setembro, foi inaugurado o primeiro deles, o Museu do Reisado de Couro dos Caretas, também em Potengi, do Mestre Antônio Luiz. A iniciativa tem a missão de trazer a um circuito de turismo social e cultural e fomentar uma rede de espaços de memória, fortalecendo essas expressões tradicionais, já reconhecidas pela comunidade em que cada Mestre vive e construiu sua história.

O projeto surgiu através de Alemberg Quindins, da Fundação Casa Grande, responsável por duas experiências em Nova Olinda: o Museu do Ciclo do Couro: Memorial Expedito Seleiro e o Museu Casa Antônio Jeremias. Os dois espaços movimentaram ainda mais a quantidade de visitantes na cidade, integrando um roteiro turístico local. Com o sucesso, a proposta foi apresentada ao Sesc que topou ampliar.  

13:04 · 06.11.2018 / atualizado às 13:04 · 06.11.2018 por
Ao todo, são 250 obras de artistas estrangeiros e brasileiros. (Foto: Hélio Filho)

Foi aberta, nesta segunda-feira (05), em Juazeiro do Norte, a exposição “Novos Olhares para Monalisa e a Cultura Regional”, que ficará aberta até o final de Romaria de Candeias, em Fevereiro, na entrada da Fundação Memorial Padre Cícero. O trabalho reúne obras que fazem uma releitura da clássica pintura Mona Lisa, do artista plástico italiano Leonardo da Vinci.

As obras fazem parte do acervo particular da colecionadora Veridiana Brasileiro, de Fortaleza. A coleção evidencia o mistério e o enigma dessa personagem histórica na interpretação e identidade de cada artista, enaltecendo a beleza e estimulando o interesse e sensibilidade às artes. Ao todo, são 250 trabalhos feitos sob sua encomenda.

A exposição traz dezenas de releituras da pintura de Mona Lisa a partir do olhar de vários artistas visuais estrangeiros e brasileiros, em sua grande maioria do Nordeste. Da região do Cariri, vários os nomes que compõe o acervo como o artesão de couro Expedito Seleiro, o artesão de madeira Panta Tavares, e o xilógrafo José Lourenço.

A curadora da Exposição, Andréa Dall’olio, explica que a releitura da obra de arte é uma forma de interpretação do artista e a possibilidade de ele exercitar a sua criatividade, através de sua técnica e estilo artístico. A exposição é um recorte da coleção que busca representar a cultura e os costumes do povo brasileiro.

Em parceria com Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri, a colecionadora Veridiana Brasileiro abrirá ainda a “Exposição Monalisa entre o pop e o contemporâneo”, nesta terça-feira (06), a partir das 17h30, com entrada franca.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região do Cariri, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags