Busca

Categoria: Cultura


21:38 · 16.08.2018 / atualizado às 11:37 · 18.08.2018 por
“O Menino do Tambor” é o primeiro de oito espetáculos do projeto “Volta ao Mundo em 8 histórias”. (Foto: Wandeallyson Landim)

Juazeiro do Norte. O espetáculo juazeirense “O Menino do Tambor ” representou o Cariri no XI Festival de Teatro Tecendo Risos, em Concórdia, Santa Catarina, subindo ao palco nesta quinta-feira (16). O festival nacional está acontecendo desde o último dia 5 e vai até o próximo sábado. Com mais de 40 inscritos, apenas 10 espetáculos foram selecionados para o evento, que reúne profissionais da arte cênica de todo País.

O objetivo do Festival é promover e estimular o teatro e a cultura, proporcionando intercâmbio entre os grupos, artistas e o público, assim como, revelar novos expoentes das artes cênicas no âmbito local e nacional. O evento é uma realização da Associação dos Grupos de Concórdia (SC) em parceria com a Secretaria de Cultura do Município.

Sobre o espetáculo

“O menino e o Tambor” é o resultado final da primeira etapa de um projeto maior, idealizado pela professora de Artes Cênicas da Universidade Regional do Cariri (URCA), Andreia Paris, intitulado “Volta ao Mundo em 8 histórias”. Seu objetivo é apresentar e conhecer o mundo por meio de oito histórias de diferentes regiões do planeta: Índia, África, Austrália, Rússia, Oriente Médio, Itália, Brasil e China, por meio da representação teatral.

Assim, pretende-se criar oito espetáculos, cada um a partir de uma história, apresentando as particularidades de cada lugar: a sua música, comida, comportamento e relações humanas, explorando a diversidade do mundo. “O menino do Tambor”, primeiro espetáculo desta jornada, trata-se de uma aventura livremente inspirada no conto tradicional indiano “O Tocador de Tambor” do estado de Guzerate, costa ocidental da Índia .

Protagonizado pela personagem Fuinha, o espetáculo propõe uma versão “palhacística” introduzindo o público às particularidades da comida, da música, da dança, da vestimenta e dos cheiros indianos. Esta montagem é resultado de mais de um ano de pesquisas e ensaios, ficando pronto em outubro de 2016. Desde então, vem realizando apresentações em espaços da região do Cariri, bem como do estado do Ceará.

Ficha Técnica
Atriz/Palhaça: Andreia Paris
Direção: Drica Santos
Produção executiva: Éder S. Rodrigues
Arte Gráfica: Tarcila Zanata
Música Original: Fernando Bresolin
Iluminação: Alex Souza
Concepção de Figurino e Cenário: Andréia Paris e Drica Santos
Assessoria de Dança Indiana: Paloma Bianchi
Aulas de Percussão/tambor: André Farias
Adaptação de texto: Andreia Paris

11:02 · 14.08.2018 / atualizado às 11:02 · 14.08.2018 por
O cantor e compositor paulistano possui oito discos solo. (Foto: Divulgação)

Juazeiro do Norte. O cantor Nando Reis estará pela terceira vez no Cariri com apresentação única no Verdes Vales Praia Park, no próximo dia 25 de agosto. O artista paulista, autor de oito discos em sua carreira solo, desembarca no na Terra do Padre Cícero após passagens pela Europa. No mesmo dia, o cantor e compositor pernambucano Nando Cordel sobe ao palco.

Ao lado de sua banda, Nando Reis apresenta um show recheado com canções de toda a sua carreira. Na apresentação, o público poderá ouvir músicas como “All Star”, “O Segundo Sol”, “Relicário”, “Marvin” e “Sou Dela”, entre outras. Além disso, o cantor inclui no set list, a canção “Só Posso Dizer”, destaque do último álbum.

Durante todo o ano de 2017, Nando Reis viajou o Brasil com a turnê “Jardim Pomar”, baseada no álbum de mesmo nome, lançado no final de 2016. O ano foi dedicado também ao projeto Trinca de Ases, ao lado de Gal Costa e Gilberto Gil. Além de algumas apresentações pelo Brasil, o trio viajou para a Europa, com shows em Paris, Porto, Lisboa, Amsterdam, Zurich e Hamburgo.

Serviço

Local: Verdes Vales Praia Park

Data: dia 25 de agosto | sábado

Horário: 23h

Preço:

Pista | R$25 (meia) e R$52 (inteira)

VIP | R$50 (meia) e R$102 (inteira)

Mesa Prata | R$180 (meia) e R$360 (inteira)

Mesa Ouro | R$250 (meia) e R$500 (inteira)

Vendas no site

11:46 · 10.08.2018 / atualizado às 11:46 · 10.08.2018 por
Serão mais de 30 automóveis expostos para visitação. (Foto: Divulgação/Cariri Garden Shopping)

Juazeiro do Norte. A partir desta sexta-feira (10), às 17h, o estacionamento do Cariri Garden Shopping, ao lado do Mercadinho São Luiz, será um ponto de encontro dos amantes do automobilismo e também um passeio pela história através da “Exposição de Carros Antigos”. Serão mais de 30 automóveis, entre eles raridades como o inglês Stand Car de 1947 e o Fusca de 1953. Os veículos estarão expostos até o próximo domingo (12) e a entrada é gratuita.

Ao longo desses três dias, os visitantes terão oportunidade de se deparar ainda com automóveis esportivos como o Mustang Shelby Cobra, produzido no Reino Unido durante a década de 60. Uma curiosidade sobre o esportivo, em perfeito estado, é que sua carroceria era construída à mão com um chassi tubular de aço, e os painéis da carroceria eram de alumínio moldados com uma roda inglesa. O motor era um projeto da BMW do período pré-guerra.

Os clássicos pertence ao Clube de Auto e Clássicos Dr Floro Bartolomeu, formado por médicos da região do Cariri. Além dos automóveis, até o final do mês de agosto, o Clube estará expondo dentro do shopping, antiguidades e miniaturas de carros. O evento é aberto ao público.Ótima oportunidade para celebrar o Dia dos Pais em família e com muita diversão e ainda aproveitar para registrar a data no letreiro gigante que estará a disposição dos visitantes

Para melhor receber os convidados, tendas com comidas e bebidas serão armadas na área externa com direito a música ao vivo. Já a criançada poderá aproveitar o momento de se divertir dos brinquedos infláveis e pula-pula, gratuitamente. Já no domingo,a partir das 15h, o Carri Garden apresenta o Espetáculo “João e Maria”, um dos maiores clássicos infantis para diversão de toda a família na Praça de Alimentação.

 Serviço: Exposição de Carros Antigos

Local: Estacionamento do Cariri Garden, ao lado do Mercadinho São Luis

Data: De 10 a 12 de agosto

05:10 · 09.08.2018 / atualizado às 19:45 · 08.08.2018 por
Nascido no Rio de Janeiro, Cícero já possui quatro discos. (Foto: Eduardo Magalhães)

Juazeiro do Norte. Com quatro discos lançados, em uma obra sólida desde 2011, o cantor carioca Cícero se apresenta no dia 18 de agosto na Terra do Padre Cícero, no O Cangaço Bar. Seu novo show será acompanhado do músico Bruno Schulz, apresentando intimamente  suas canções e forma de pensar música.

O artista agora vê uma oportunidade de revisitar ao vivo sua obra expondo como surgem as raízes de sua música, de onde germinam as ideias, de onde vêm os acordes, as linhas que se conectam e que tecem o seu traço e assinatura como compositor. A sua obra é composta pelos discos: “Canções de Apartamento” (2011); “Sábado” (2013); “A Praia” (2015); “Cícero & Albatroz” (2017),

Com voz, violão e as máquinas, a experiência de ver ao vivo suas músicas se estende para um show íntimo, porém grande em camadas, nuances musicais e linguagens sonoras. Sucessos do primeiro disco como “Açúcar ou Adoçante”, “Ensaio sobre ela” e “Tempo de Pipa” devem ser lembrados, assim como as mais recentes obras “À Deriva”, “A Praia” e “De Passagem”.

Serviço:

Local: O Cangaço Bar

Endereço: Avenida Padre Cícero, 1751 – Centro – Juazeiro do Norte
Data: 18 de agosto (sábado)

Horários: 21h
Ingressos:  R$20,00 (meia-entrada) | R$30,00 (inteira)

Venda online

Mais informações na página.

09:15 · 08.08.2018 / atualizado às 11:31 · 08.08.2018 por
Zé Viola é uma das atrações. (Foto: Thercles Silva)

Juazeiro do Norte. O teatro do Cento Cultural Banco do Nordeste (CCBNB-Cariri) receberá, nesta quarta-feira (08), músicos de todo o Brasil, que irão se apresentar na 15ª edição do Festival Nacional da Viola e Poesia. As apresentações começam a partir das 18h30 e a entrada é gratuita.

Entre os cantadores convidados para o Festival, farão presença as duplas Zé Viola e Zé Cardoso, João Lourenço e Natanael Cordeiro, Gilvan Granjeiro e Ismael Pereira, Fenelon Dantas e Zé da Luz, entre outros. Ao todo, o evento reunirá 20 musicistas regionais e nacionais. Também haverá declamação de poemas, a ser realizada por cinco participantes.

A viola caipira ou sertaneja é um instrumento parecido com o violão. Trazida pelos portugueses, é oriunda de instrumentos árabes, como o alaúde. Os jesuítas a utilizavam na catequese dos indígenas. Aos poucos, foi sendo adaptada pelos sertanejos, tornando-se símbolo dos habitantes do interior do País. Atualmente, está associada à música popular brasileira.

 Serviço:

 XV Festival Nacional de Viola e Poesia

Dia: 8 de agosto, quarta.

Horário: 18h30.

Classificação: livre.

Duração: 120min.

Local: Rua São Pedro, 337 – Juazeiro do Norte (CE).

11:09 · 06.08.2018 / atualizado às 11:09 · 06.08.2018 por
Ação social aconteceu no bairro Frei Damião – terceiro bairro mais populoso – com 14.677 habitantes. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest) em parceria com as secretarias de Saúde (Sesau) e  Esporte e Juventude (Sejuv) realizaram uma ação social, no último sábado (04), que atendeu mais de 1.500 pessoas do bairro Frei Damião. O Polo de Convivência Social Dra. Rosiane Limaverde contou com atendimento em saúde e lazer.

Pelo menos 530 pessoas passaram por orientações médicas, aplicação de flúor e vacinas, testes rápidos para hepatite, HIV e sífilis, atendimento da casa do povo, bolsa família, massoterapia, fisioterapia, atendimento jurídico, jogos e muito mais.

A ação, organizada pela Proteção Social Básica da Sedest, terá continuidade em outros bairros e equipamentos socioassistenciais do município. Segundo a secretária de Saúde, Francimones Albuquerque, as ações intersetoriais proporcionam um processo de interação maior entre a administração e a sociedade, com uma atuação mais enérgica nos pontos mais fragilizados, proporcionando assim condições dignas de saúde a população juazeirense.

05:45 · 02.08.2018 / atualizado às 12:41 · 02.08.2018 por
A proposta do curso de Cinema ainda deverá ser avaliadas e aprovada pelo Conselho Superior Pro tempore (Consup). (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Vislumbrando a possível chegada de uma graduação em Cinema e Mídias Digitais na Universidade Federal do Cariri (UFCA), a comissão de criação deste curso, junto com a Revista Sétima de Cinema, realizarão, na próxima quarta-feira (08), às 19h, no mini-auditório da instituição, um debate sobre a produção e exibição de cinema nos meios digitais. Para a discussão, foram convidados os cineastas caririenses Jefferson de Albuquerque e Pedro Jorge de Castro.

Leia Mais: Federal do Cariri comemora cinco anos em plena expansão

Além de discutir os novos meios digitais, o evento também debaterá a importância dos espaços de formação na região do Cariri.  Por isso, a atividade é voltada, principalmente, para realizadores, estudantes, professores e ao público em geral interessado em cinema. A entrada é franca. “Os dois cineastas debaterão sobre os espaços de ensino e de suas práticas de realização no cinema. Ambos tem larga experiência cinematográfica e fazem parte dos precursores da região”, garante a professora Adriana Botelho.

A docente conta que, a partir da criação da Universidade Federal do Cariri, em 2013, professores, estudantes e técnicos administrativos reuniram-se em assembleias para pensar a ampliação e desenvolvimento das áreas de estudo e pesquisa acadêmicas. “Foi a partir desses encontros, que formou-se um grupo que desde então vem organizando atividades para pensar a criação do curso de Cinema e Mídias digitais”, explica Adriana.

A professora Adriana acredita que o cinema, como “arte da modernidade industrial”, se soma às discussões acadêmicas e produções culturais da região para contribuir com o fortalecimento local e nacional. “O Cariri é uma região que se destaca por suas manifestações culturais e históricas e entendendo que na contemporaneidade a disputa pela legitimação dos discursos e elaboração imagética que acontece nos espaços sociais passa necessariamente pelos novos meios digitais e tecnológicos”, justifica.

Os palestrantes

Nascido em Aurora, Pedro Jorge de Castro, 74, é diretor, roteirista e professor. Dirigiu alguns filmes como “O Calor da Pele” (1994), “Brasília, a última utopia” (1989),  “Tigipió, uma questão de honra” (1987). Já Jefferson de Albuquerque, 70,  natural de Crato, também é diretor, diretor de arte e ambientalista. Dirigiu produções como “Dona Ciça do Barro Cru (1981)”, “Músicos Camponeses” (1983), “Patativa do Assaré, um poeta do povo” (1984), “O Cinematógrafo Herege” (2011), “Uma História da Terra” (2012).

05:35 · 02.08.2018 / atualizado às 23:13 · 01.08.2018 por
Professor, músico e poeta, Silvino lança livro na URCA. (Foto: Divulgação)

Crato. O livro “A Cor das Palavras”, de Francisco de Assis Silvino da Silva, será lançado na noite desta quinta-feira (02), a partir das 19h30, no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA). Essa é a primeira publicação individual do poeta que também é músico e professor.

Francisco Silvino utiliza a escrita como uma ferramenta de construção da paz. Ele acredita que sua produção é resultado das inúmeras leituras que realiza. “Muito dos poetas que eu li, estão presentes nos poemas deste livro. Escrevo por um mundo melhor,  por um mundo de paz e espero que minha poesia seja um instrumento para isso”, ressalta.

O evento acontecerá dentro da programação do I Seminário Regional de Literaturas Lusófonas, que homenageia os 130 anos de nascimento de Fernando Pessoa, realizado pelo Curso de Letras da Urca. Na oportunidade, haverá um sarau lítero-musical, uma vez que algumas poesias do livro são, também, canções, que contarão com o acompanhamento do violão do músico Cleivan Paiva. A mediação ficará por conta do professor de literatura, Flávio Queiroz, que também faz a apresentação do livro.

O autor 

Natural de Fortaleza, Francisco de Assis Silvino da Silva mora há 30 anos em Crato. Filho de uma família musical, desde criança convive com a arte. Toca gaita cromática e tem em seu currículo a realização de vários shows instrumentais no Cariri e na capital cearense. Ele também é professor efetivo do curso de Direito da Universidade Regional do Cariri (URCA), onde também é aluno de licenciatura em Letras.

Serviço:

Lançamento do livro “A Cor das Palavras”, de Francisco de Assis Silvino da Silva

Quinta-feira, 02 de agosto, de 2018, às 19h30.

Local: Salão de Atos da Urca, Campus Pimenta, Crato-CE.

(I Seminário Regional de Literaturas Lusófonas (130 anos de nascimento de Fernando Pessoa).

05:28 · 31.07.2018 / atualizado às 09:43 · 31.07.2018 por
Parque inaugurado em 2014 recebe competição de 22 a 26 de agosto. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Brejo Santo. Na última sexta-feira (27), o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Brejo Santo, firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Prefeitura Municipal e organizadores da ExpoBrejo2018 a fim de garantir o bem-estar dos animais participantes da vaquejada que ocorrerá durante o evento, que acontece de 22 a 26 de agosto.

Segundo o promotor de Justiça Muriel Vasconcelos, o TAC foi promovido com o intuito de garantir o cumprimento da Lei Estadual n.º 16.321/2017 que regulamenta a vaquejada como prática desportiva e cultural e assegurando o bem-estar dos animais no Estado do Ceará. O Termo cita diversas obrigações de fazer e não fazer de acordo com a legislação estadual.

A organização da vaquejada se comprometeu a: proporcionar que a competição seja realizada em espaço físico apropriado, com dimensões e formato que propiciem segurança aos vaqueiros, animais e ao público em geral; proibição da participação de qualquer animal que possua ferimentos com sangramentos; proibição ao uso de bois com chifres pontiagudos, que ofereçam riscos aos competidores e/ou cavalos, exceto bovino com protetor de chifres; utilização de arreios que não causem ferimentos ao cavalo; transporte dos animais em veículos apropriados; proibição do uso de objetos perfurantes, cortantes e de choques no gado bovino; é vedada a participação de bovino sem o protetor de cauda; dentre diversos outros compromissos.

Os competidores deverão, obrigatoriamente, usar de capacete apropriado para o esporte equestre, calça comprida, botas e luvas; proibição do uso de objetos perfurocortantes na lida com os animais na pista. Após a apresentação, não será permitido o açoite, freios bruscos e solavancos ásperos nas rédeas que possam lesionar o animal e o vaqueiro que provocar maus-tratos nos animais, em qualquer momento do evento e não obedecer à solicitação de contenção dos organizadores será desclassificado, sem prejuízo de sua responsabilização civil e/ou criminal.

Os organizadores deverão oferecer atendimento de primeiros socorros e uma ambulância de plantão durante o evento e médico veterinário com estrutura para atendimento de emergência durante as provas, que atuará como responsável pelo bem-estar animal e, portanto, fiscalizará a atuação dos competidores e da equipe de apoio no trato com os animais, podendo suspender a participação dos concorrentes quando, por qualquer motivo, incorrerem em descumprimento dos preceitos previstos na legislação.

‘Paredões’

Além disso, também estão proibidas a utilização de sons de carro e dos chamados “paredões de som” na área dos animais, sem prejuízo da realização de eventos musicais em seus locais apropriados. Assinaram o acordo a prefeita de Brejo Santo, Teresa Maia Landim, o assessor jurídico do município, Israel Alves, e o organizador da vaquejada, José Leopoldo Leite. Também estiveram presentes, no momento da assinatura, representantes da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) e da Associação Protetora dos Animais Carentes do Cariri (Apac).

13:20 · 30.07.2018 / atualizado às 13:20 · 30.07.2018 por
Serão cinco dias de atividades que resgatam costumes antigos. (Foto: Divulgação)

Crato. Entre os dias 22 a 26 de agosto, acontecerá a I Mostra do Brincar, na comunidade do Gesso, neste Município do Cariri cearense. Diversas instituições do Cariri estão mobilizadas para transformar o lugar, durante cinco dias, num espaço para brincadeiras e jogos populares. O objetivo do evento é mostrar que estas atividades são um importante instrumento para o desenvolvimento social e intelectual das crianças, por isso, merece ser incentivada.

A Mostra será composta por oficinas, maratonas de brincadeiras coordenadas pelas crianças, apresentações de grupos artísticos, feira de sustentabilidade, exibições de filmes, rodas de poesias, intervenções urbanas e o passeio ciclístico munganga.

Para a narradora e educadora Elisabete Pacheco, que integra o Coletivo Camaradas, a Mostra do Brincar possibilitará a desaceleração da vida e criará possibilidades de partilha, união e trocas afetivas. “O Coletivo faz isso o tempo inteiro, brinca com as palavras nas rodas de poesia, brinca nos muros com os grafites e as crianças estão sempre ocupando as ruas com as suas brincadeiras”, destaca Elisabete.

A pedagoga Evecris Keylla, que coordena a Brinquedoteca Popular do Coletivo Camaradas,  destaca que esse evento é uma forma de juntar o velho e o novo resgatando as brincadeiras antigas e descobrindo novas formas de brincar . “A Mostra tem a importância de contribuir para a construção dos indivíduos”, ressalta.

O evento é uma idealização do Coletivo Camaradas e conta com a parceria do Projeto Nova Vida, SCAN, SOAFAMC, Museu e Escolas de Artes (MEARC), Universidade Regional do Cariri (URCA), Universidade Federal do Cariri (UFCA), Prefeitura Municipal do Crato, Narradores do Cariri, SAAEC, Aldeias, Incubadora Tecnológica  de Empreendimentos Populares e Solidários (ITEPS), Mistério da Cultura  e escolas do Território Criativo do Gesso.