Busca

Categoria: Cultura


10:59 · 17.04.2018 / atualizado às 11:13 · 17.04.2018 por
No dia 19 de maio, uma grande procissão acontecerá a partir das 17h. (Fotos: Henrique Macedo)

Aurora. No último sábado (14), teve início a festa de Santo Expedito neste Município com missa que reuniu cerca de 3.500 pessoas, no largo da Igreja Matriz Senhor Menino Deus, segundo a organização. A programação acontece até a próxima quinta-feira (19), dia em que o santo é celebrado. No entanto, um mês depois, uma grande procissão parte para o Sítio Espinheiro, onde uma capela está sendo construída.

Esta é a primeira vez que Santo Expedito está sendo festejado em Aurora e, durante os próximos três dias, terá celebrações na Igreja Matriz, às 19h, com a presença de párocos de vários municípios da região. Na abertura, aconteceu a Missa da Misericórdia presidida pelo padre Monteiro da comunidade Filhos Amados do Céu, e concelebrada pelos padres Cícero Alencar e Raimundo Ribeiro.

Em seu primeiro ano, o festejo trás o seguinte tema: “Santo Expedito ajudai-nos na superação da violência”. No entanto, não pôde ser realizado no Sítio Espinheiro, localidade em que é padroeiro, em virtude das cheias nos riachos locais, que tem registrado um grande volume de água.

No dia 19 de maio, a 3ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar vai escoltar a imagem de santo Expedito até a localidade, em uma grande procissão, onde está sendo erguida a capela. Após a missa, que será realizada às 19h, terá um leilão e apresentações culturais. Como teve que ser adiada por causa das chuvas, a organização ainda está fechando a programação dos shows que aconteceriam nesta quinta-feira.

Segundo o professor Tony Albuquerque, que coordena a construção da capela no Sítio Espinheiro, a edificação começou a partir da promessa sua mãe, Elita Alves Bezerra. Ele assumiu a obra junto com Francisca Baptista, sua sobra. O terreno, o material e toda a mão de obra está sendo doada pela comunidade. Os construtores pagam do próprio bolso o combustível para se deslocar e trabalhar aos domingos.

“A presença do santo está cada vez mais forte e com a presença da imagem, a gente está percebendo que ele tem muitos devotos em Aurora”, garante Tony. O professor afirma que, quando a capela for erguida, a comunidade vai pleitear para que se torne um santuário.

Programação

Dia 17/04 (terça-feira)

Missa celebrada pelo pároco de Milagres, Padre Ronaldo Nascimento.

Dia 18/04 (quarta-feira)

Missa celebrada pelo pároco de Aurora, Padre Alencar, tendo como pregador o diácono Janduí Gonçalves.

Dia 19/04 (quinta-feira)

Dia de Santo Expedito

Missa celebrada pelo Vigário Padre Ribeiro e concelebrada pelo Padre Alencar.

Todas as celebrações a partir das 19h

Dia 19/05 (sábado)

Procissão partindo da Igreja Matriz até o Sítio Espinheiro às 17h,

Missa, leilão e apresentações culturais, a partir das 19h

08:13 · 16.04.2018 / atualizado às 08:13 · 16.04.2018 por
Camilo visitou obras no Parque na manhã de sábado. (Foto: Nívia Uchôa)

Crato. Apesar de das obras terem iniciadas desde o mês de janeiro, foi assinada na noite do último sábado (14) a ordem de serviço da reforma e ampliação do Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, que anualmente recebe a Exposição Agropecuária do Crato (Expocrato). Após a reforma, o local será o maior da área de todo o Brasil ainda em 2018. A solenidade contou com a presença do governador Camilo Santana, que também autorizou a reforma do sistema de abastecimento d’água da cidade.

Orçada em R$ 35 milhões, a expectativa é que a reforma fique, em parte, pronta até julho, para a Expocrato “do jeito que o povo da cidade merece”, disse Camilo. De acordo com governador, a antiga casa do Corpo de Bombeiros, vizinha ao parque, será preservada e se tornará um patrimônio histórico. “Deixaremos esse o maior parque de exposição pecuária do Nordeste. A parte que ninguém conhece vai passar a conhecer, essa áreas de shows vai ficar ainda mais bonita”, completou.

As obras do novo Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, cujo terreno onde vai ser construído foi conferido de perto pelo governador no turno da tarde, ficarão a cargo da Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa). O equipamento terá um total de 21 edifícios, dedicados às diferentes funções, como recepção, boxes para artesanato, sala multifunções/exposições/museu, e uma sala dedicada aos engenhos de rapadura que fazem parte da história local.

Com a reforma, o Parque de Exposições terá duas grandes zonas; a zona do recinto da feira, onde se concentram os edifícios e constitui o principal programa permanente, e a zona de parque/eventos temporários, constituídas maioritariamente por zonas livre e áreas verdes, destinadas a acomodar grandes eventos complementares às boxes dedicadas às exposições e feiras. As obras serão fiscalizadas pelo Departamento de Arquitetura e Engenharia do Ceará (DAE).

Centro Cultural do Cariri

Durante o evento, o governador reforçou a ideia da construção do Centro Cultural do Cariri. “Será algo semelhante ao que o Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura representa para Fortaleza. A ideia é fazer uma grande arena, com teatro, cinema, área de lazer, parque de exposições. Estamos comprando o Teatro Rachel de Queiroz, que iria a leilão. O projeto está lindo, pronto para licitar. E, se Deus quiser, virei aqui em breve para dar a ordem de serviço” anunciou o chefe do Executivo cearense.

Visita a obras

Antes da solenidade, o governador Camilo Santana visitou várias obras na região do Cariri, incluindo a reforma da estrada que liga Missão Velha até Juazeiro do Norte, do teleférico do distrito de Caldas, em Barbalha; a estrada que liga Nova Olinda e Crato; a urbanização do entorno do Horto de Nossa Senhora de Fátima, no Crato; a policlínica e o camelódromo do município. Ele também se comprometeu com a reforma do estádio Romeirão, em Juazeiro.

08:31 · 11.04.2018 / atualizado às 08:31 · 11.04.2018 por
A partir de maio, o local receberá parte da programação do CCBNB. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) firmou parceria com o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) para, a partir do mês de maio, o Núcleo de Arte, Cultura e Educação Marcus Jussier receba espetáculos. O Núcleo, que fica no bairro Pirajá, receberá parte da programação da entidade com a ideia de descentralizar o acesso às artes cênicas.

O primeiro espetáculo está previsto para o dia 18 de maio, dentro do Projeto Arte sem Fronteiras. A ideia é que esse projeto seja executado em um espaço público que esteja inserido em local onde haja concentração de manifestações da cultura popular.

De acordo com a Diretora do Núcleo Marcus Jussier, Maria Gomide, o projeto busca dialogar com a arte contemporânea, com arte popular e o trabalho desenvolvimento neste espaço público junto aos grupos locais da tradição, tornando-o apropriado para receber essas atividades.

Maria Gomide explica ainda que o objetivo é aprimorar os trabalhados realizados no Marcus Jussier, favorecendo a melhora na qualidade das ações da Secult neste setor e a realização de novas parcerias com outros órgãos que também desenvolvem cultura em Juazeiro do Norte.

“Nós queremos fomentar a cultura do Município e todas as pessoas que desenvolvem e querem desenvolver Cultura são bem-vindas para trabalharmos juntos. Para nós, é uma grande alegria contar com essa aproximação com o Centro Cultural Banco do Nordeste que vem fortalecer e ampliar nossas ações”, ressalta Maria Gomide.

05:08 · 04.04.2018 / atualizado às 01:41 · 04.04.2018 por
Espetáculo ‘Para sempre teu’ abriu o evento na noite de ontem. (Foto: Divulgação)

Crato/Juazeiro do Norte. Teve início na última terça-feira (3) a IX Semana Dança Cariri: A dança não finda, que acontece nos dois municípios até o dia 14 de abril. Se caracterizando pela diversidade artística, o evento é uma realização da Associação Dança Cariri (ADC) juntamente com o Sesc Ceará, a partir das unidades locais. O objetivo é proporcionar a acessibilidade e oportuniza um espaço de aprendizado, diálogo, valorização das artes e de formação de plateias para a dança.

Com entrada franca de 1kg de alimento voluntário, a programação privilegia todas as faixas etárias, profissionais da dança e o público interessado em artes com danças urbanas, debates, espetáculos e oficinas. Além disso, um dos destaques é a participação de Angel Vianna, bailarina e um dos principais nomes da dança no Brasil

Todas as atividades são gratuitas, entre elas 10 oficinas e 24 espetáculos para fomentar a educação e o desenvolvimento da consciência cênica, promovendo o intercâmbio entre público local e renomados artistas nacionais. Nesta edição, acontece o lançamento do livro “Angel Vianna: Uma Biografia de Dança Contemporânea” junto com uma noite de autógrafos da autora Ana Vitória.

Programação
 
4/4 – Crato
Oficina Dança| Manifesto com Isabel Marques e Nigel Anderson (SP)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 9h
A Notícia – Caleidos Cia de Dança (SP)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h
 
Que Corpo é Esse? – Coletivo Incomum (PE)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 20h
5/4 – Crato
Oficina Dança Arquetípica – Dakini Alencar participação do músico Renê Danton
Local: Sala de Ginástica da Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 9h
Epifanias Outros Jeitos de Usar a Boca – Dakini Cia de Dança (CE)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h
 
Translocadas (Oitão Cênico/CE)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 20h
 
6/4 – Crato
N’outros Corpos: desconstruções, descobertas e outras possibilidades corporais com Verônica Navarro (ARG)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 9h
Sertão Poeta – Cia Jovem Dança Cariri (CE)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h
 
Redoma com Guilherme Veloso (RJ)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h30
 
7/4 – Crato
Ofélia Territórios Movediços com Camila Fersi (RJ-MG)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h
 
Três solos em um tempo – Denise Stutz (RJ)
Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi – Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 19h45
 
 
7 e 8/4 – Juazeiro do Norte
 
Workshop de Balé para professores com Helena Matriciano (RJ)
Inscrições: até de 02/4 pelo email associacaodancacariri@gmail.com
Local: Associação de Dança do Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 14hs às 17hs
8/4 – Juazeiro do Norte
 
Baiaum D´Sincko Dakini Alencar, Mestre Di Freita e Renê Dalton (CE)
Local: Associação de Dança do Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 18h30
 
Sobre coisas Cruas – Debate criação em Dança com Guilherme Veloso e Camila Fersi (RJ)
Local: Associação de Dança do Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 18h30
 
10/4 – Juazeiro do Norte
 
Aula de Balé para profissionais com Wilemara Barros (CE)
Inscrições: Coordenação de Cultura do Sesc
Local: Associação Dança Cariri
Horário: 9h30
10/4 – Juazeiro do Norte
 
Oficina Corpo Presente com Denise Stutz (RJ)
Inscrições: Coordenação de Cultura do Sesc
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 9h30
Apresentação de Hip Hop Associação Dança Cariri
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h30
 
A Morte dos Cisnes – Wilemara Barros (CE)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
 
FINITA – Denise Stutz (RJ)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
 
11/4 – Juazeiro do Norte
 
Oficina de Dança Contemporânea com Romero Mota (PB)
Inscrições: Coordenação de Cultura do Sesc
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 9h30
 
Dança do Ventre – Associação Dança Cariri
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
 
Move – Cia Foco de Dança (CE)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
 
Metal – Balé da Cidade de Campina Grande
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
12/4 – Juazeiro do Norte
 
Oficina Laboratório de formação e investigação criativa com Ana Vitória
Inscrições: ordem de chegada
Local: Associação Dança Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 9h30
 
Workshop com Angel Vianna
Inscrição: associacaodancacariri@gmail.com
30 vagas
Local: Associação de Dança do Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 15hs
 
Desatar com Aline Vallim (SP) e Alysson Amâncio (CE)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h30
 
Ofelia Territórios Movediços com Camila Fersi (MG/RJ)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h
13/4 – Juazeiro do Norte
 
Oficina Feldenkrais com Priscilla Teixeira (RJ)
Público alvo: bailarinos, atores, pessoas interessadas em práticas corporais
Inscrições: ordem de chegada
Local: Associação de Dança do Cariri (Rua São Francisco, 836, São Miguel)
Horário: 9h30
Lançamento do Livro “Angel Vianna: Uma Biografia de Dança Contemporânea”. Noite de autógrafos com a autora Ana Vitória (RJ) e presença de Angel Vianna
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 18hs
A cadeirinha e eu Fauller – Cia Dita (CE)
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h30
 
O que desagua em mim de Ana Vitória – Cia Alysson Amancio (CE)
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h30
 
14/4 – Juazeiro do Norte
Espetáculo Ferida Sábia de Ana Vitória (RJ)
Local: Teatro Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 19h30
 
Festa de Encerramento – A Dança não finda
Local: Cangaço Bar
Horário: 21h
 
Serviço:
Semana Dança Cariri
Diversos espaços de Juazeiro do Norte e Crato
Entrada: doação voluntária de 1 kg de alimento não perecível
Informações: (88) 3587.1065 / 3586.9163

 

05:04 · 04.04.2018 / atualizado às 01:19 · 04.04.2018 por
Cena de ‘Sonata de Outono’, filme que abre a mostra. (Foto: Reprodução)

Juazeiro do Norte. A partir de hoje (4) começa a primeira sessão do Cine Sesc, desta vez, homenageando o cineasta sueco Ingmar Bergman, celebrando seu centenário. Serão quatro filmes, um a cada semana semana, todos nas quartas-feiras, até o fim do mês de abril. O primeiro, ‘Sonata de Outono’,  será exibido às 19h, no Teatro Sesc Patativa do Assaré, localizado na Unidade Sesc no Município.

Bergman nasceu no ano de 1918 na cidade de Uppsala (Suécia) e morreu em 2007, aos 89 anos. O diretor é considerado um dos principais nomes da história do Cinema e dirigiu, ao longo de 73 anos de carreira, 52 filmes e mais de cem peças teatrais. Na extensa lista de premiações que detém, estão os troféus nos festivais de cinema de Cannes, Berlim, Veneza.

O filme Sonata de Outono mostra as tensões familiares que surgem no reencontro entre a personagem Charlotte e suas filhas. Abandonadas pela famosa pianista, Eva e Helena revivem as feridas causadas pela negligência familiar, enquanto Charlotte reconhece não sentir vocação maternal.

“É um filme que fará o espectador pensar nas relações familiares entre pais e filhos, nas cicatrizes que estão implícitas em nossas memórias”, explica a atriz, roteirista, produtora de cinema e diretora teatral, Cheyenne Alencar. Ao final da sessão, ela faz a mediação de uma conversa com os espectadores sobre o realismo no filme de Bergman e dirige uma cena-viva, em que pessoas da plateia são convidadas a vivenciar o enredo e os sentimentos dos personagens.

Programação

4/4

Sonata de Outono 

Horário: 19h

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré

Mediação: Conversa sobre aspectos marcantes do filme e o olhar do diretor na relação entre cinema e realidade. Cena viva com dois espectadores voluntários para adentrar na ficção de Bergman. Classificação:  14 anos

11/4

Cemitério do Esplendor

Horário: 19h

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré

Mediação: Debate as múltiplas percepções que uma imagem pode despertar. Em Cemitério do Esplendor, as cenas do diretor tailandês Apichatpong Weerasethakul possuem mais do que um significado imediato e escondem diversas interpretações que serão reveladas pelas pessoas da plateia. Classificação: 14 anos.

18/4

Demon 

Horário: 19h

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré

Mediação: Explica como o filme polonês combina as famosas histórias de possessão demoníaca, com as comédias sobre casamentos, e destaca como o diretor Marcin Wrona usa a iluminação do filme para gerar suspense no público. Será proposta a encenação de momentos deste filme que põe fé e razão à prova.

Classificação: 14 anos

25/4

Na Presença de um Palhaço 

Horário: 19h

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré

Mediação: apresenta o filme como uma viagem ao tempo do cinema mudo, em que os atores liam os textos atrás da tela. O filme traz ao público o período de mudança do cinema mudo para o cinema falado e as produções de baixo orçamento que preservam a originalidade ao abordar relações amorosas, perdas, saudade e ilusões.

Classificação: 14 Anos.

08:56 · 30.03.2018 / atualizado às 12:40 · 02.04.2018 por
13 grupos de Abaiara, Barbalha e Várzea Alegre participaram da procissão do fogaréu. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Barbalha. No fim da tarde, as mulheres que compõe as ‘incelenças’ se encontram na casa da líder, a jovem Sueli Matos, no sítio Cabeceiras, a pouco mais de 6 km da sede do Município. A comunidade também concentra outra importante manifestação de tradição popular, os penitentes Irmão da Cruz. De lá, os dois grupos partiram para a Igreja do Rosário, onde se deu início mais uma procissão do fogaréu, realizada na noite de ontem (29), que reúne penitentes de outras cidades do Cariri e percorreu as principais ruas da cidade.

Esta tradição popular com mais de 100 anos se mantém forte em Barbalha e se renova ao longo dos anos. A procissão é culminância da fé e demonstração das práticas destes grupos que fazem dos cânticos e do autoflagelo sua penitência. Com tochas nas mãos, os homens iluminam as vias da cidade.

YouTube Preview Image

Segundo o secretário de Cultura de Barbalha, Rômulo Sampaio, a importância dos penitentes é histórica e vem para lembrar o passado em que o surto de cólera afetou a população do Cariri. “Morreram muita gente. Então, o padre Ibiapina incentivou a criação dos grupos no Cariri que saiam cantando em cemitérios noite a dentro”, conta.

“Senhora Santana, cheia de alegria, nós somos devotos da virgem Maria”, cantam os Irmãos da Cruz, do sítio Cabeceiras. Mas não foi só em Barbalha, dos 13 grupos que participaram da procissão do fogaréu, haviam seis de Várzea Alegre e um de Abaiara. A manifestação popular se expandiu na região no final do Século XIX. Hoje, bisnetos e tataranetos continuam com a tradição.

Segundo o aposentado Epitácio dos Santos, que compõe os Irmãos da Cruz, hoje o grupo possui apenas nove componentes e sofreu com a morte de três líderes nos últimos anos. Mesmo assim, alguns garotos participam. Ele, por exemplo, se tornou penitente aos 12 anos de idade “Eu via e achava bonito, aí pedi pra andar também. Nesse tempo era escondido”, lembra. Hoje, o grupo participa das rezas de terço, renovações e velórios. “Pra mim, isso aqui é muita coisa. A gente anda sem medo de nada, porque é a fé que nós tem. Só em estar rezando, acho muito bom”, completa Epitácio.

Incelença

“A nossa mãe é bendita, dolorosa e imaculada”, cantam as mulheres como lamúria, dor e penitência. O grupo de mulheres faz dos cânticos e reza sua a manifestação de fé. As incelença de Barbalha começou com 17 mulheres, há mais de 30 anos.

De tarde, Incelença fizeram a via sacra até o cruzeiro do sítio Cabeceiras.

Segundo Maria Rodrigues de Lima, a dona Terezinha, 82, primeira líder do grupo, as incelença sempre existiram, mas não andavam trajadas como hoje. Elas estão presente nos terços, procissões e nas igrejas. “Pra mim, representa a religião, é muito bonito, muito bom. Só entende quem conhece”, garante.

Terezinha passou a liderança para sua sobrinha, Sueli Matos, 36, que mantém o grupo como uma tradição familiar de sua mãe e tia. Hoje, sua filha também participa com anjo. “Até hoje estamos mantendo a tradição. É importante porque é uma coisa de família, há 30 anos, já estamos na quarta geração”, descreve.

Atualmente, 12 mulheres permanecem na tradição. “Mantém a fé, coisa de família mesmo, que aprenderam com a avó. Na idade que estou e minha está é uma honra manter o grupo. Ao menos a gente se ocupa, fazendo bem ao próximo e a si mesmo”, explica Sueli.

Programação

Nesta sexta-feira (30), os penitentes Irmãos da Cruz visitam o Cemitério do Sítio Cabeceira. Lá também, a partir das 19h, na Capelinha, será exibido o filme Paixão de Cristo. Amanhã (31), é a vez da Praça Filgueira Sampaio receber o filme no mesmo horário.

05:24 · 28.03.2018 / atualizado às 03:28 · 28.03.2018 por

Juazeiro do Norte. A Secretaria Municipal de Cultura, através da Biblioteca Pública Municipal Dr. Possidônio da Silva Bem, promoveu uma roda de conversa com quadrinhistas, desenhistas, escritores e ativistas Geek, representados pelo Coletivo Estação 9. O encontro aconteceu no último domingo (25), durante a Expoanime Cariri.

Um dos pontos debatidos na reunião foi a mobilização para criação de um setor destinado para a área de Literatura Geek e Arte Urbana dentro da Biblioteca Pública Municipal. Os ativistas  trabalham com um segmento da literatura que é os quadrinhos, também conhecido como “HQ’s”, com uma representação imagética de histórias.

De acordo com Rosana Marinho, a ideia que vem sendo trabalhada é a criação de um espaço de trabalho, onde possam fazer oficinas e interagir com o público e que os resultados possam ser compartilhados nas ações culturais e educacionais do município.

Outra pauta debatida, foi a possibilidade de criação e lançamento de um edital público para a viabilização de publicações e realização de oficinas durante a Semana da Criança, em outubro. Para isso, uma série de reuniões e rodas de conversa devem ser realizadas a fim de se estabelecer itens que podem ser contemplados no edital.

11:19 · 27.03.2018 / atualizado às 11:19 · 27.03.2018 por
Seminário recebeu grupos de tradição, estudiosos, xilógrafos e representantes de órgãos parceiros. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Na última quinta-feira (22), aconteceu o “Seminário Lira Nordestina: Diagnósticos e Atualizações”, realizado em favor de mudanças significativas voltadas a um dos maiores patrimônios do Cariri. O encontro reuniu estudiosos para debater alternativas de preservação e manutenção da Gráfica Lira Nordestina. O evento integrou a programação da 36ª Semana Padre Cícero.

O seminário realizado por meio da parceria da Universidade Regional do Cariri (URCA), Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte e Fundação Memorial Padre Cícero, contou com a participação da Associação dos Xilógrafos do Cariri (Axarca). Seu objetivo foi pactuar entre a universidade e Gestão Municipal, ações para o desenvolvimento da Lira Nordestina que, atualmente, funciona no prédio do Centro Multifuncional do Cariri “Vapt Vupt” e está sob a gestão municipal.

A Lira é um equipamento cultural vinculado a Pró-reitoria de Extensão da URCA e é uma referência nacional do cordel e da xilogravura. A Gráfica possibilitou a circulação e popularização dos folhetos de literatura principalmente no Nordeste e no Brasil.

Carta de Pactuação

Uma “carta de pactuação em prol da Lira Nordestina” foi elaborada durante o evento. No documento, as entidades participantes se comprometem a definir um plano de ações que dará novas perspectivas ao trabalho desenvolvido no equipamento. De acordo com a Presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, instituição anfitriã e organizadora do evento, Cristina Holanda, uma série de encontros serão realizados entre as partes envolvidas para se definir esse plano. A perspectiva que esse trabalho esteja pronto ainda no primeiro semestre de 2018.

O Reitor da URCA, Patrício Melo, afirmou que o Seminário entrará para o calendário oficial das ações acadêmicas da URCA em parceria com as Secretarias de Cultura de Juazeiro do Norte e do Estado do Ceará. Para ele, essa primeira edição foi uma oportunidade de discutir o nível de importância da Lira Nordestina e as possibilidades de geração de negócios que ela tem com os artistas que fazem parte do equipamento, na produção de cordéis e reedição de exemplares clássicos, da xilogravura e do artesanato.

Expansão

Um trabalho de expansão de todas as capacidades da Lira Nordestina é defendido pelo Reitor, inclusive o de pesquisa feito pela URCA e outras instituições de ensino superior da Região do Cariri e de outras partes do país. “A nova pactuação deixará clara a responsabilidade que cada entidade envolvida tem com a Lira Nordestina, inclusive o investimento financeiro que cada uma deve fazer”, ressalta.

GeoPark

De acordo com Patrício Melo, o Georpark Araripe se agrega nesse pacto institucional para fortalecer a Lira Nordestina, apoiando financeiramente. A atuação dele dá a possibilidade de ampliar o raio de atuação da gráfica, de modo que ela seja visualizada numa rede internacional que hoje envolve 130 territórios em 37 países dos cincos continentes. “É uma ambição que já é real por já termos um território que é o Araripe Geopark Mundial da Unesco”, ressaltou o Reitor Patrício Melo.

10:42 · 23.03.2018 / atualizado às 10:42 · 23.03.2018 por
Contação de histórias e apresentações de teatro e dança preenchem a programação. (Foto/Divulgação)

Juazeiro do Norte. O Dia Internacional do Síndrome de Down, celebrado no último dia 21 de março, será lembrado neste sábado (24) no Cariri Garden Shopping. Através de uma parceria com a psicóloga infantojuvenil Ticiane Kelly,  responsável pela campanha Março 21, o estacionamento ao lado do São Luiz será palco de uma tarde recheada de atrações. O espaço irá receber várias tendas onde acontecerão ações gratuitas de forma simultânea.

O objetivo é criar um clima de amor, socialização e respeito as diferenças, estimulando o desenvolvimento de crianças e adolescentes para que tenham mais autonomia, além de desmistificar muitas dúvidas que são recorrentes em meio a sociedade.

“O preconceito é algo cultural, não nascemos com ele. Se os adultos tiverem mais conhecimento, o repassarão para os seus filhos que crescerão enxergando o seu próximo como um semelhante e terão uma percepção ampla do mundo que só tende a crescer com a troca de valores”, destacou a psicóloga Ticiane.

Programação

Como forma de eternizar esse momento, o fotografo Júnyou Santos realizará um ensaio fotográfico como as crianças e adolescentes com Down. A empresa Mahogany ofertará um curso de auto maquiagem. Já para os amantes das artes, os alunos do curso de Designer da UFCA realizará uma oficina de desenho e pintura.

Além disso, terá uma contação de história com o projeto Leitura na Praça Recreação e atividade lúdicas e uma apresentação de dança com os adolescentes com Síndrome de Down. Pra finalizar, o grupo Tábua de Pirulito apresentará o espetáculo “A Bela e a Fera”.  Todas as apresentações serão realizadas a partir das 15h.

10:29 · 23.03.2018 / atualizado às 10:31 · 23.03.2018 por
Seminário da Lira Nordestina, realizado durante toda quinta-feira (22), fez parte da programação da Semana. (Foto Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Com início na última terça-feira (20), a 36ª Semana Padre Cícero, celebrada em torno do aniversário de 174 anos do patriarca do Município, movimenta a cidade até o próximo domingo (25). Nos próximos três dias, uma vasta programação cultural, educativa e esportiva encerra e evento.

Fortalecer a tradicional festa, com uma programação diversificada, que inclui cultura, tradição e religiosidade, traços característicos de Juazeiro do Norte, é o intuito do Gestão Municipal. Nesta perspectiva, as secretarias municipais têm desenvolvido ações integradas com valorização da cultura regional e da história do Padre Cícero Romão Batista, fundador do Município.

Nesta sexta-feira (23), a programação inclui a exposição mediada “Padre Azarias Sobreira: o Padim do meu Padim” e às 16h missa na capela de Nossa Senhora do Socorro. Durante à noite, no Largo da Capela do Socorro terá show de Matheuzinho às 19h, seguido pela apresentação da 30ª Seresta do Padre Cícero, que será homenageada com entrega de troféus. Às 22h haverá o concurso do bolo Padre Cícero e a tradicional distribuição do caldo da Nair.

A programação segue com o show de Cila Braz, previsto para iniciar às 22h30, em seguida o cantor Jota Farias conduzirá a festa. À meia-noite show pirotécnico com canto de parabéns em alusão aos 174 anos do Padre Cícero. No sábado (24), acontece show com o cantor Waldonys. Já no domingo, a Meia Maratona, saindo de Crato, encerra as festividades.