Busca

Categoria: Economia


10:51 · 28.12.2016 / atualizado às 10:59 · 28.12.2016 por

Salitre. Com a participação de autoridades estaduais, municipais, agricultores dos dez municípios que compõe a região do cariri Oeste, lideres comunitários e representantes de entidades de classes, foi aberto ontem no município de Salitre,o II Circuito Regional de Negócios. O evento ocorre até amanhã, dia 29, no parque de eventos da cidade.

O Circuito visa movimentar toda a cadeia produtiva regional além de fortalecer o incremento e a geração do emprego e renda, e estimular a comercialização dos produtos da agricultura familiar. O coordenador do projeto, Silvio Pinto Lima, acrescentou que o “evento visa inserir os municípios no setor de comercialização tendo em vista ser importante movimentar a densa cadeia produtiva que tem a região do Cariri Oeste”.

Ele explicou ainda que nesse circuito serão expostos todos os produtos derivados da mandiocultura, a ovinocaprinocultura e o artesanato que é produzido como forma de valorização dos produtos locais. “Além de unir os produtores para que eles possam ter uma renda maior, possibilitando com isso um maior incentivo para que eles possam expandir os produtos dentro do esteio da comercialização até mesmo para outros estados circunvizinhos, esse projeto possa ser a base do sustentáculo de renda para a manutenção das famílias regionais”, pontuou Lima.

O prefeito Rondilson Ribeiro de Alencar, disse que a realização deste circuito de negócios, “é uma oportunidade para se prospectar o desenvolvimento regional visto que está trazendo uma oportunidade para que os produtores rurais, possam fazer bons negócios, além de estimular a produtividade rural que há em nosso município”.

Todos os municípios do Cariri Oeste, deverão ser contemplados com a realização destes circuitos. “Com isso iremos atender algo em torno de mais 168 comunidades rurais”, concluiu Silvio Pinto.  (Com informações do colaborar Amaury Alencar)

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

19:27 · 19.12.2016 / atualizado às 19:32 · 19.12.2016 por

1A partir de hoje os lojistas de duas das principais ruas centrais da cidade do Crato poderão manter seus estabelecimentos comerciais abertos até às 20 horas.  A ação faz parte da campanha “Comprar no Crato é um Barato”, lançada pela Câmera de Dirigentes Lojistas (CDL) do Crato e parceiros no último dia 7 de dezembro. A iniciativa abrange, a princípio, as ruas Dr. João Pessoa e Miguel Limaverde.

Dentre outras ações a serem desenvolvidas no projeto, a abertura das lojas até mais tarde é, segundo o presidente da CDL,  José Lobo, “uma estratégia para que o público oriundo de distritos e municípios vizinhos, bem como moradores da cidade, possam aproveitar a noite e estender o horário de compra”. Ainda segundo ele, “ao fornecer mais possibilidades ao consumir, o consumidor está aumentando suas chances de vendas, um fator relevante diante do momento de crise”.

Conforme prevê a Convenção Coletiva do biênio 2016/2017, o lojista pode adicionar duas horas extras por dia na carga horária da sua empresa, sem representar ônus para seus colaboradores. A instituição indica, no entanto, que cada empresa divida suas equipes  com turnos diferentes. “É importante que cada lojista comunique ao sindicato como será o seu novo regime”, adverte Lobo.

Além disso, a CDL Crato aconselha aos lojistas, “promoções para o período noturno”, como forma de atraí-los. “Temos que criar estratégias criativas para que os consumidores venham curtir o nosso centro”, concluiu o presidente da instituição.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

17:36 · 22.07.2016 / atualizado às 15:43 · 25.07.2016 por

27836504184_fdce2fb52c_zCrato. O ministro das Cidades, Bruno Araújo, entregou, nesta sexta-feira (22), 596 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) para famílias deste município. As moradias são destinadas às pessoas com renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil. Esta é a segunda entrega que o ministro realiza nesta semana.

No início da solenidade, o ministro Bruno Araújo afirmou que hoje é um dia de festa, dia de comemorar essa entrega de unidades na cidade. “Quero dizer ao governador, aos deputados e, sobretudo, aos cearenses que se preparem, pois nós vamos fazer mais residências no Ceará. No mês passado, R$ 20 milhões de recursos foram anunciados para dar continuidade às obras no Estado. E ontem autorizei o pagamento de mais de R$ 6 milhões para obras importantes”, destacou.

Segundo Araújo, o programa está sendo aprimorado e segue firme e forte. “Nós estamos tocando milhares de unidades no Brasil todo. Havia 50 mil unidades que estavam paralisadas no governo anterior e o presidente Michel Temer autorizou a retomada dos recursos de aproximadamente R$ 1 bilhão e 200 milhões de reais para as obras. Vamos lançar também a faixa 1,5 do MCMV nas próximas semanas. Antes de qualquer lançamento de novas obras, faremos o pagamento para a conclusão das obras que estão sendo executadas com recursos do Governo Federal”, afirmou.

De acordo com o ministro, há no Brasil mais de 500 mil obras como essa em andamento. “A construção desse conjunto habitacional teve uma grande participação coletiva. O MCMV não é mais programa de governo, mas sim de toda a sociedade brasileira. Gostaria de lembrar o que já foi dito anteriormente em outras entregas sobre a importância de pagar as prestações. Quando nós pagamos em dia as prestações, ninguém corre o risco de perder o direito de sua casa por ficarem inadimplentes e isso é muito importante”, frisou.

O ministro Bruno Araújo disse ainda que, em breve, será lançado um novo programa social para ajudar no déficit de qualidade habitacional. “Com o anúncio desse programa, as famílias que já possuem a sua casa própria poderão receber recursos do Governo Federal para a reforma habitacional, ou seja, reforma do reboco, do teto e da parte hidráulica e sanitária, por exemplo”, finalizou.

Com investimento de R$ 40,23 milhões, o Residencial Monsenhor Montenegro conta com casas geminadas avaliadas no valor de R$ 59 mil, e cada unidade possui 42,78 m² de área privativa. Ao todo, 18 imóveis são adaptados para pessoas com deficiência. Além disso, atendendo às exigências de qualidade do programa, o empreendimento é equipado com infraestrutura completa, pavimentação, rede de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica.

Investimentos – Desde 2003, o governo federal mantém, por meio do Ministério das Cidades, uma carteira de investimentos de R$ 255,45 milhões somente em Crato. Desse total, R$ 171,86 milhões para a contratação de 2.556 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida. No Estado do Ceará, os investimentos totalizam R$ 19,86 bilhões, sendo R$ 8,70 bilhões para a contratação de 127.865 unidades. Em todo o país, os valores ultrapassam R$ 572,11 bilhões, com a contratação de mais de quatro milhões de unidades habitacionais e entrega de aproximadamente três milhões de moradias.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

16:06 · 06.07.2016 / atualizado às 17:22 · 06.07.2016 por
Baias estão sendo finalizadas para receber os animais (Foto André Costa)
Baias estão sendo finalizadas para receber os animais (Foto André Costa)

Crato. A retração na economia brasileira e o quinto ano seguido de estiagem no Estado parece não ter afetado de forma acentuada a maior feira agropecuária do Estado, a Exposição Centro-Nordestina de Animais e Produtos Derivados (Expocrato). A 4 dias de começar a 72ª edição do evento, mais de 90% dos standes já estão comercializados. De acordo com o presidente da Comissão Gestora da Expcrato, Luiz Gonzaga de Melo, a edição deste ano deve movimentar, só no agronegócio, R$ 10 milhões.

Movimentação
Estima-se que 400 mil pessoas passem pelo Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante durante os oito dias de evento. “A comissão organizadora trabalha com um número estimado de 50 mil pessoas por dia”, afirmou Gonzaga. Os organizadores esperam ainda que cerca de 10 mil animais sejam expostos, dentre os quais, cinco mil serão caprinos, ovinos e equinos.

As novas baias estão sendo finalizadas (Foto André Costa)
As novas baias estão sendo finalizadas (Foto André Costa)

Para este ano, quatro leilões de equinos e bovinos de raça e exposição pan-americana de cães já estão confirmados, superando o número do ano passado. “Geralmente são 3 leilões, este ano teremos um a mais”, acrescentou Luiz Gonzaga. O número de baias também sofreu alteração. “Serão 30 novas baias fixas de equinos e 70 novas baias fixas para ovinos e caprinos”, completou o presidente Comissão Gestora. Ao todo, serão 240 baias fixas.

Shows
Na parte cultural, a feira reunirá 25 atrações nacionais, entre elas Marília Mendonça, Wesley Safadão, Aviões do Forró, Biquini Cavadão, Bruno e Marrone e outras. O evento acontece entre os dias 10 a 17 de julho, sendo a abertura oficial no domingo, 10.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

18:04 · 10.06.2016 / atualizado às 10:00 · 11.06.2016 por
Foto André Costa
Foto André Costa

O Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o governador do Estado, Camilo Santana (PT) desembarcaram hoje em Juazeiro do Norte para realizarem uma série de visitas aos dois eixos das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, Norte e Leste. O objetivo do governo federal é dar funcionalidade ao Projeto e fazer com que a água chegue o quanto antes às torneiras das casas e às plantações de quem quer produzir, beneficiando 12 milhões de brasileiros da região do semiárido nordestino.

O ministro garantiu que as obras físicas do Projeto serão entregues em dezembro e a partir de então os reservatórios serão gradativamente enchidos, enquanto obras complementares, em parceria com os estados, serão executadas, fazendo chegar água à população.  “Determinamos às construtoras que ampliem ao máximo a capacidade de execução das obras para que cumpramos o prazo dado pelo presidente Michel Temer”, frisou o ministro.

Camilo Santana acrescentou que o Governo Estadual irá entregar um novo plano do projeto do Cinturão das Águas para que as obras avancem e o primeiro trecho possa ser entregue junto ao Projeto de Integração do Rio São Francisco, até dezembro deste ano. “A intenção é obter mais recursos para que a gente possa dar velocidade a essa obra importante para o Cariri”.  O Cinturão prevê a construção de 1,3 mil quilômetros de canais, sifões e túneis que levarão água para 12 bacias hidrográficas do Ceará.

As primeiras visitas foram realizadas em pontos estratégicos do Eixo Norte do Projeto: o túnel Cuncas 1, em São José de Piranhas (PB); a barragem de Jati, no município cearense de mesmo nome; e a primeira estação de bombeamento (EBI-1), em Cabrobó (PE). Amanhã, a comitiva que também inclui equipes técnicas do ministério e de empresas responsáveis pelas obras, visitam o Eixo Leste, que tem 217 quilômetros de extensão e, quando concluído, levará água aos estados de Pernambuco e Paraíba. Campina Grande, por exemplo, será uma das cidades beneficiadas.

Beneficiados
O Projeto São Francisco vai garantir o abastecimento constante de água a uma população de 12 milhões de pessoas em 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, que possuem períodos cíclicos de estiagem. O Projeto capta a água do manancial em Cabrobó (PE) e, pelo canal de aproximação, faz chegar até a primeira estação de bombeamento (EBI-1) do Eixo Norte. A estrutura eleva a água em 36 metros, altura equivalente a um edifício de 12 andares. De lá, segue por gravidade até a segunda estação (EBI-2) do eixo, num trajeto de 51,6 quilômetros.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018