Categoria: Infraestrutura


08:11 · 10.10.2019 / atualizado às 16:21 · 10.10.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) iniciou, nesta semana, a obra de ampliação da rede de abastecimento que irá contemplar os bairros Aeroporto, São José e Triângulo, em Juazeiro do Norte. O serviço conta com o investimento de R$ 7 milhões, oriundos do Orçamento Geral da União (OGU). A expectativa é que o serviço beneficie diretamente cerca de 35 mil pessoas nas localidades.

Ao todo serão instalados nove quilômetros rede, entre adutoras e sistema de distribuição. A obra também inclui as construções de reservatórios, estação de água tratada e reforços de redes. A conclusão das ampliações nos três bairros está prevista para agosto de 2020.

O objetivo aumentar a rede para esses bairros, que estão em expansão na cidade, e otimizar o abastecimento para a população, já que o serviço proporciona melhorias na pressão e na continuidade do abastecimento. Além disso, também previne a incidência de vazamentos, já que evita ocorrências de intermitência no abastecimento de água.

Segundo o gerente da unidade da Cagece em Juazeiro do Norte, Gilberto Júnior, o serviço reafirma o propósito da companhia de levar água tratada para a população. “Esta é uma grande obra da Cagece, com investimento alto, que prevê a implantação de diversos equipamentos para abastecer os moradores dos bairros. São tubulações de maiores diâmetros, novos reservatórios, ramais de água e tantos outros que irão impactar na qualidade de vida das pessoas. E esse é o compromisso da Cagece: levar um serviço de qualidade à população”, conclui.

A obra será executada de forma gradativa e nesta primeira etapa a tubulação da rede será instalada, no bairro Aeroporto, nas ruas Blandina Sobreira, Manoel Gonçalves, Sebastião Lopes, Joaquim Leandro de Souza, Rua SDO e na avenida Virgílio Távora.

18:37 · 09.10.2019 / atualizado às 18:39 · 09.10.2019 por
O chamado “eixo emergencial”, em Missão Velha, está praticamente concluído. (Foto: Antonio Rodrigues)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) anunciou, nesta quarta-feira (09), que efetuou um novo repasse financeiro de R$ 16,6 milhões para as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), executadas pelo Governo do Estado. Por outro lado, a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) não confirmou se este recurso será aplicado no pagamento de pendências com as construtoras ou se dará continuidade nos lotes que estão paralisados.

Ao todo, foram repassados R$ 27,2 milhões para o CAC em 2019. Porém, o Governo do Estado aguarda um recurso de R$ 126 milhões, pelo Governo Federal até o fim deste ano. A dívida com as construturas, por exemplo, é estimada em R$ 41,8 milhões.

Em 2019, a obra já foi paralisada duas vezes, em seu Trecho 1, que vai de Jati à Nova Olinda. Em decreto assinado em agosto e publicado no mês passado, o contrato celebrado com o Consórcio Águas do Cariri, formado pelas Empresas Construtora Marquise S/A e EIT Construções S/A, com sub-rogação para a Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), no valor de R$ 320,9 milhões, foi suspenso até que as dívidas sejam pagas. Antes disso, em maio, as obras neste mesmo trecho foram suspensas.

O Governo do Estado realizou três operações de crédito, mas os recursos são insuficientes para a conclusão do Trecho 1, e aguarda uma liberação maior pelo Governo Federal. Em julho, 260 funcionários foram demitidos no Cariri.

Maior obra hídrica do estado, o CAC possui três trechos e seis ramais. O primeiro deles, que vai de Jati a Nova Olinda, possui cinco lotes. Até agora, o projeto já custou às contas públicas mais de R$ 1,2 bilhão. Dentro dele, há o chamado “eixo emergencial”, que pretende captar água do Eixo Norte  Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) e levar até Açude Castanhão.

O CAC vai captar as águas do Rio São Francisco na Barragem de Jati, no Eixo Norte. A partir desse ponto, a água seguirá por gravidade até Missão Velha, onde encontrará o Riacho Seco e seguirá pelo Rio Salgado até o reservatório Castanhão – responsável pelo atendimento da capital cearense e região Metropolitana. Os 53 quilômetros deste “eixo emergencial” estão praticamente concluídos.

Velho Chico

Com o reinício do bombeamento em 30 de agosto deste ano, as águas do rio São Francisco voltaram a percorrer os canais em direção ao Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A partir da terceira estação de bombeamento do Eixo Norte (EBI-3), seguirão pelas próximas estruturas – que contemplam 60 quilômetros de extensão – até chegar ao Reservatório de Jati, no Ceará, no primeiro trimestre de 2020.

Atualmente, o Eixo Norte apresenta 97,05% de execução física. A expectativa do Ministério do Desenvolvimento Regional é concluir os trabalhos para o transporte de água no trecho neste segundo semestre.

08:45 · 09.10.2019 / atualizado às 19:19 · 09.10.2019 por
(Foto: Júnior Sultério)

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos de Santana do Cariri anunciou, nesta quarta-feira (09), que recuperará estradas vicinais que dão acesso a 21 comunidades da zona rural do município. Os serviços devem contemplar, principalmente, os trajetos do transporte escolar para garantir o acesso dos alunos às salas-de-aula. Em abril deste ano, as aulas foram suspensas por mais de uma semana por conta deste problema.

De acordo com a pasta, existe um calendário que deverá ser iniciado no final deste mês de outubro e cumprido até o final do ano. Duas máquinas serão destinadas para o serviço, uma delas está em manutenção e a segunda está sendo utilizada.

A comunidade do Sítio Saco do Angelim será a primeira a receber os reparos. De lá, as máquinas seguem para o Saco do Capelão, Pé de Galinha, Boa Vista, Ponta da Serra, Latão de Dentro, Mocó, Serra do São Gonçalo, Serra da Cruzinha, Serra da Canafístula, Cajueiro, Perua, Dom Leme, Serra dos Bois, Codema, Encruzilhada, Zé Felix, Cedro, Assentamento, Serra do Ingar 1 e Serra do Ingar 2.

O secretário da Pasta, Paulo Duarte, afirmou que está  empenhado em solucionar as demandas e garantiu que todas as comunidades receberão os serviços de recuperação das estradas vicinais. O gestor lembra o compromisso de melhorar o acesso dos moradores e pediu a compreensão dos munícipes em relação ao prazo dos serviços, visto que o território de Santana do Cariri é extenso.

Atualmente, está sendo finalizado a obra de construção do chamado “Corredor da Fé”, que liga o Centro da cidade ao bairro de Inhumas, onde está a Capela da Beata Benigna Cardoso, local de peregrinação de milhares de fiéis. A conclusão da obra está prevista para o dia 20 de outubro, quatro dias antes do principal dia da romaria em nome da “Mártir da Castidade”.

Prevenção

As obras poderão evitar episódios como o do último dia 9 abril, quando uma chuva de 70 milímetros no município fez com que as aulas da rede municipal de ensino fossem suspensas por uma semana. As péssimas condições das estradas deixaram estudantes ilhados, antes de chegar nas escolas. Antes da paralisação, alguns jovens da zona rural deixaram de ir ao colégio por até 20 dias. Motoristas também alertaram para o perigo de acidentes.

05:51 · 27.09.2019 / atualizado às 21:25 · 26.09.2019 por
No bairro Campo Alegre, em Juazeiro do Norte, moradores improvisam placas com nome das ruas. (Foto: Antonio Rodrigues)

Com aproximadamente 270 mil habitantes e mais de 96% do seu território urbanizado, Juazeiro do Norte ainda sofre com sua transformação urbana. Na terra do Padre Cícero ainda há muitas novas habitações sendo erguidas e, por isso, segundo a Gerência da Agência dos Correios local, há pelo menos três bairros que, mesmo parcialmente, não recebem entregas domiciliares de postais.

O serviço não contempla, por exemplo, o bairro Campo Alegre, localizado próximo ao limite do município com Barbalha, que até o Censo de 2010 do IBGE, contava com 2.401 habitantes e, agora, ultrapassa 6 mil. Lá, ainda há carência de alguns serviços públicos, como saneamento básico, pavimentação e iluminação pública. “Aqui nunca passou nem agente de saúde para fazer cadastro. Falam que aqui é área descoberta”, garante a dona de casa Antônia Bezerra Silva.

Vizinho ao Campo Alegre está o bairro Monsenhor Murilo de Sá Barreto, que foi criado em 2012, a partir do desmembramento do bairro Brejo Seco, e também não recebe encomendas domiciliares pelos correios. Esta localidade fica próxima ao limite com o município de Missão Velha e, lá, há alguns loteamentos recém-construídos. O número de famílias que não são atendidas ainda é pequeno, em torno de 100.

Já o terceiro bairro afetado pela ausência do serviço dos correios é a Betolândia, mas apenas em parte dele: nos Conjuntos São Sebastião I e II, que foram construídos pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, e entregues em 2017. Ali, há aproximadamente 781 famílias não recebem suas correspondências.

A Gerência dos Correios em Juazeiro do Norte acredita que o problema pode ser sanado nos próximos anos. Contudo, explica que as ruas devem oferecer condições de segurança e acesso para os carteiros e dispor de placas identificadoras, instaladas pelos órgãos municipais, constatando rua e numeração ordenada. Ou seja, a responsabilidade deste problema deve ser compartilhada com os gestores municipais.  

Sem o serviço, à população tem que se dirigir até uma destas cinco unidades dos Correios no município para retirar sua entrega:

Centro

Endereço: Rua da Conceição, 354, aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h

Telefone: (88) 3587 3743;

Centro II

Endereço: Rua Delmiro Gouveia, 16, aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h;

Telefone: (88) 3571-2853;

José Geraldo da Cruz

Endereço: Avenida Maria Ednir Bezerra Mendonça, 775,  aberto de segunda à sexta-feira, das 15h às 17h

Telefone: (88) 3587 3743;

Santa Tereza

Endereço: Avenida Padre Cícero, 2241, aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h

Telefone: (88) 3587-1261;

Socorro

 Endereço: Rua Clóvis Beviláqua, 494, aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h

Telefone: (88) 3511-4471.

06:09 · 24.09.2019 / atualizado às 15:32 · 24.09.2019 por
Foto: Divulgação/Prefeitura de Crato

Iniciada no mês de julho, a construção da ponte que liga o distrito de Ponta da Serra ao sítio Palmeirinha dos Vilar está em fase concretagem. Com 37 metros de extensão e 8,7 metros de largura, a obra demanda um investimento de aproximadamente R$ 541 mil. A expectativa é que a estrutura seja entregue até o final deste ano.

A obra é uma reivindicação antiga dos moradores daquela localidade e garantirá mais segurança para quem transita no local, já que a ponte contará com um guarda-corpo em concreto armado em toda sua extensão. Além disso, facilitará o escoamento da produção da agricultura familiar no município e a vida da população da zona rural.

“Estamos acompanhando diariamente esse importante investimento para a população, buscando o mais rápido possível garantir o direito de ir e vir com a melhor infraestrutura e para que no próximo inverno os danos sejam sanados para todos”, comentou o prefeito Zé Ailton Brasil.

A construção é uma parceria do Governo do Estado e do Governo Municipal. Seu custo total é de R$ 541.067,93 e contrapartida do município de R$ 232.999,06 reais. “A ponte é uma necessidade à população e temos uma previsão de entregar em 180 dias de obras”, informou o secretário interino de Infraestrutura de Crato, Carlos Andson Paiva Marinho.

09:51 · 13.09.2019 / atualizado às 09:51 · 13.09.2019 por
Foto: Kid Júnior

Com o objetivo de garantir o abastecimento de água durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores — uma das três maiores de Juazeiro do Norte — a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) reduzirá o tempo do recurso hídrico nas toneiras, em 17 bairros do município, nos próximos três dias. Do último domingo até o próximo dia 15, data que a padroeira é celebrada, estima-se que 250 mil pessoas circularão na terra do Padre Cícero.

A medida busca equilibrar o consumo nas diversas localidades para garantir a continuidade da distribuição em toda a cidade. Devido ao aumento considerável da população flutuante, os ajustes técnicos serão realizados para garantir água para toda a população local e também para os visitantes.

 

A medida afetará os seguintes bairros: Triângulo, João Cabral, Romeirão, Pirajá, Jardim Gonzaga, Lagoa Seca, Timbaúbas, Pio XII, Limoeiro, Vila Fátima, Antônio Vieira, Santa Teresa, Leandro Bezerra, Parque São Geraldo, Almino Loiola, parte do Novo Juazeiro e parte do Salesianos.

Neste período, a Cagece orienta a população que a água seja consumida com moderação, sempre priorizando as atividades essenciais e o consumo humano.

Para informar sobre ocorrências no abastecimento, o cliente pode entrar em contato com a Cagece pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece App (disponível para Android e iOS) ou por meio Gesse, a assistente virtual da companhia, que atende pelo site.

 

08:38 · 12.09.2019 / atualizado às 08:38 · 12.09.2019 por
(Foto: Antonio Rodrigues)

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) concluiu uma ampliação de 411 metros de nova rede de abastecimento no bairro José Geraldo da Cruz, em Juazeiro do Norte. Agora, as equipes realizam a etapa de instalação dos hidrômetros no imóveis atendidos, que deve ser concluída até amanhã (13). Ao todo, aproximadamente 240 pessoas serão beneficiadas com o serviço.

A nova rede foi instalada nas ruas Vicente Ferreira, Emília Tereza Cavalcante, Escritora Cilene Brito. O objetivo da obra é evitar incidência de ligações clandestinas, já que regulariza as ligações, e atender a comunidade com água tratada e de qualidade. O serviço otimiza também o abastecimento para o bairro Tiradentes, já que permite uma distribuição equilibrada entre os bairros.

De acordo com o supervisor de água de Juazeiro, Caio Mestielly, o trabalho realizado também promove o uso responsável da água, que terá o consumo verificado pelos hidrômetros. “Este serviço evita perdas de água e é importante porque promove qualidade de vida aos moradores do local. A companhia tem realizado este trabalho de melhorias no abastecimento em áreas com incidências de ligações irregulares”, explica.

Ampliação

A Cagece tem realizado trabalhos para evitar ocorrências de ligações irregulares e perdas de água. Em maio deste ano, por exemplo, a companhia ampliou 1,6km de rede para regularização no bairro Campo Alegre. O serviço abrangeu ruas que não dispunham de rede de abastecimento, beneficiando 660 pessoas.

09:05 · 11.09.2019 / atualizado às 19:23 · 11.09.2019 por
Foto: Reprodução/Youtube/DroneSmart

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) iniciou, nesta quarta-feira (11), obra de reforço no abastecimento de Campos Sales. Com investimentos de aproximadamente R$ 500 mil, serão impantados dois quilômetros de uma nova rede de distribuição, com o objetivo de melhorar a oferta de água na cidade. Além disso, o serviço vai contar com a substituição de um quilômetro da rede já existente.

A melhoria no abastecimento vai beneficiar cerca de 15 mil pessoas na cidade. Com a conclusão da obra, prevista para os próximos 60 dias, a população de Campos Sales vai contar com maior oferta e melhor distribuição da água na cidade.

As obras acontecem na Avenida Francisco Veloso Andrade, no trecho localizado entre a Rodovia Adauto Bezerra e a Rua 10 de novembro. No local da intervenção não será necessário desvio de trânsito, tendo em vista que o serviço será executado em faixas alternadas.

De acordo com o coordenador de Serviços e Expansão da Cagece para Bacia do Alto Jaguaribe, Criscélio Costa, o objetivo da obra é melhorar a distribuição de água na cidade e reduzir a incidência de vazamentos na rede. “Além de melhorar o sistema, a nova tubulação é mais resistente a altas pressões e permite a continuidade do abastecimento. Esta execução é o início de várias outras obras que serão executadas ao longo de toda a cidade”, explica.

Saiba Mais

Com a realização da obra, o abastecimento na cidade poderá apresentar intermitência em algumas áreas. Para qualquer ocorrência de intermitência ou desabastecimento, a companhia orienta a população que entre em contato com com a companhia pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece App (disponível para Android e iOS) ou por meio da Gesse, a assistente virtual da companhia, que atende pelo site.

08:12 · 03.09.2019 / atualizado às 21:40 · 03.09.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, anunciou o maior projeto de saneamento básico da história do Município, com recurso total de R$ 478.792.930,14. Através de contrato assinado com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), o valor milionário será investido nos próximos anos para universalizar o sistema de saneamento básico. Uma pesquisa realizada pela Trata Brasil, em 2016, apontou que apenas 21,1% da população juazeirense tem acesso aos serviços de esgoto, enquanto 23,8% tem água tratada.

O encaminhamento do projeto, com contrato assinado entre a Cagece e Governo do Estado, contando com a parceria do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), através do Programa de Parceria de Investimentos – PPI, traz a modelagem de uma parceria público-privada, com a finalidade de atingir a universalização do serviço de esgotamento sanitário, promover melhorias operacionais e reduzir perdas de água nos sistemas, nas regiões metropolitanas do Estado.

Os projetos destacam as ações de Juazeiro do Norte a serem executadas. Isso, com o menor impacto tarifário possível, tendo em vista o contrato de delegação de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário, que venha contemplar a amortização dos investimentos no prazo de 35 anos. Com isso, o período de prestação de serviços da Cagece para a cidade de Juazeiro do Norte passa a ser até 2055.

A Prefeitura de Juazeiro do Norte assina o contrato com a Cagece, tendo em vista realizar o mais importante projeto de saneamento já visto na história do Município, nos últimos anos, universalizando os serviços de água e esgoto, com melhoria para a saúde, meio ambiente, e a qualidade de vida da população.

Os projetos desenvolvidos em Juazeiro do Norte envolvem desde ampliação no sistema de abastecimento nos bairros São José, Aeroporto e Triângulo, a substituições de ligações prediais e redes de abastecimento de água, elaboração de projetos de abastecimento, ampliação e melhoria do sistema, previstas no Plano Municipal de Saneamento Básico, e a universalização do sistema de esgotamento sanitário. Alguns já estão em atividade de preparação de licitação, outros em captação de recursos financeiros.

08:56 · 30.08.2019 / atualizado às 18:11 · 30.08.2019 por
Açude do Junco, que está com 6,71% de sua capacidade, é um dos responsáveis por abastecer o município. (Foto: Jandro Gouveia)

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) iniciou, nesta semana, a instalação de 4,4 km de uma nova adutora de água bruta para ampliar a oferta de água em Granjeiro. Além da adutora, também serão ativados dois poços que, juntos, somam uma vazão de 20m³/h, suficiente para abastecer toda a população de forma satisfatória. A obra soma um investimento de aproximadamente R$ 430 mil com recursos próprios da companhia.

Com a adutora e os poços, a Cagece está estruturando um sistema de abastecimento que envolve a instalação de rede elétrica, de equipamentos eletromecânicos e a urbanização da área do entorno dos novos poços. O objetivo da obra é proporcionar segurança hídrica ao município de Granjeiro, tendo em vista a escassez enfrentada no estado nos últimos anos. A previsão é que o serviço seja concluído em novembro.

De acordo com o gerente da unidade da Cagece na região da Bacia do Salgado, Gilberto Júnior, a proposta é utilizar os dois novos poços para o abastecimento a fim de melhorar a qualidade da água para toda a sede do município, bem como preservar a água do açude Junco, que encontra-se com aproximadamente 6,71% de sua capacidade.

“Com este sistema, que dispõe de adutora, poços e equipamentos eletromecânicos, pretendemos otimizar o abastecimento de Granjeiro, levando água com qualidade e quantidade para toda a população. Esta medida é mais uma ação que visa a garantia hídrica dos municípios onde a companhia opera, uma preocupação constante da Cagece, especialmente devido ao cenário de escassez hídrica enfrentado no estado nos últimos anos”, conclui.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags