Busca

Categoria: Juazeiro do Norte


09:01 · 21.09.2017 / atualizado às 09:01 · 21.09.2017 por
Foto: Samuel Macedo

Juazeiro do Norte. O Centro de Atenção Psicossocial – CAPS AD III de Juazeiro do Norte, com o apoio do núcleo de Mobilização Social da Secretaria de Saúde, promoveu nesta quarta-feira (20) uma ação social na Praça Padre Cícero, dando continuidade às atividades da campanha de conscientização a prevenção do suicídio: o “Setembro Amarelo”.

A equipe de profissionais, composta por enfermeiros, técnicos em Enfermagem, Educador Físico, Fonoaudiólogo, Assistentes Sociais e Psicólogos, ofereceu para a população serviços de aferição de pressão arterial e avaliação física.

Desta forma, as pessoas foram incentivadas a ficarem atentas com os cuidados básicos relacionados à saúde, evitando assim um desencadeamento de problemas mais graves que podem levar a um quadro de depressão. Segundo a Secretaria de Saúde, o suicídio ainda é um tema tabu para a sociedade e, apenas com o devido esclarecimento da população, este grave problema de saúde pública poderá ser evitado.

Os psicólogos do CAPS AD, em conversas com a população, estiveram orientando sobre os sinais que uma pessoa com tendências suicidas pode apresentar e a formas de ajudar quem está sofrendo desse mal. Com este tipo de ação, a campanha busca abrir espaço para o debate do assunto e alertar as pessoas sobre a sua importância.

Na quinta-feira, 21, haverá ação itinerante na sede do CAPS AD III José Valdir Sabiá, momento em que serão feitos atendimentos com os profissionais e a atualização do prontuário dos pacientes. Será oferecido ainda corte de cabelo para os pacientes do CAPS e seus familiares, como forma de estimular a autoestima e o bem-estar dos mesmos.

08:49 · 21.09.2017 / atualizado às 08:53 · 21.09.2017 por

Juazeiro do Norte. Nesta quarta-feira (20), no Teatro Patativa do Assaré, a Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte (Seduc) e a unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Juazeiro do Norte, iniciaram parceria para desenvolver a Educação Inclusiva no Município. A colaboração se dará entre o setor de Educação do Sesc (Educar Sesc), através do Atendimento Educacional Especializado (AEE), um serviço da ensino especial que identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade, que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando suas necessidades específicas.

Nesta parceria, 20 alunos com necessidades especiais da Educar Sesc irão frequentar, em momentos específicos, as salas de AEE da rede municipal de educação e terão acompanhamento especializado de professores, através do Núcleo de Educação Inclusiva da Seduc. O atendimento inclui acompanhamento de especialistas como Psicólogo, Assistente Social e Psicopedagogo.

Já a Educar Sesc, através de seu programa Formação Contínua de Educadores, irá ministrar gratuitamente cursos de capacitação para os professores do Município. Além disso, uma vez por mês, uma aula será ministrada aos docentes que fazem parte da parceria. São cursos modulares de 4 horas presenciais e 16 horas de estudo e produção, totalizando 120 horas. Todos os participantes receberão certificados. Já na abertura, foi ministrado o curso Legislação da Educação Inclusiva, ministrado pelo advogado Felipe Neri.

A Secretaria de Educação, Maria Loureto de Lima, falou sobre a importância da Educação Inclusiva e do profissional que atua na área. Lembrou da necessidade de que cada professor desenvolva suas competências de forma que também se inclua dentro desse processo educacional voltado para crianças com necessidades especiais. Loureto acredita que essa parceria é uma dádiva e que deve ampliar a atuação da SEDUC em Juazeiro do Norte.  “Hoje nós consolidamos essa parceria com o Sesc dentro de uma compreensão ampla. Essa parceria significa um caminhar para o sucesso da educação do Município”, comentou a Secretária.

A coordenadora da Educar Sesc Juazeiro, Mara Betânia, considera a parceria de fundamental importância para as partes envolvidas, uma vez que o intuito é trazer benefícios para as crianças. “Nossas crianças são nossa prioridade, são o futuro do nosso Município. Queremos tratá-las com todo carinho, amor e todos os direitos que elas merecem”, disse Mara Betânia.

18:14 · 20.09.2017 / atualizado às 18:16 · 20.09.2017 por
Guarda Civil terá cinco dias de capacitações práticas e teóricas. (Foto: Pedro Paulo)

Juazeiro do Norte. Na última terça-feira (19), a Secretaria de Segurança Pública e Cidadania (SESP)  iniciou o curso qualificatório para os agentes de segurança municipal. Em parceria com a 3ª Cia do Batalhão de Policiamento do RAIO, os guardas civis e agentes de trânsito estão aprendendo a manuseio de armas longas em veículos. As aulas acontecem no auditório da secretaria.

O curso terá duração de cinco dias e será dividido em duas partes: teórica e prática. A parte teórica será realizada no auditório da SESP e a prática nas dependências do 2º Batalhão da Polícia Militar. Para Ivoneide Antunes, Secretária executiva da pasta, a parceria com o RAIO é inovadora e muito importante. “Esse é um dos muitos cursos que estamos trazendo para a GCM e para o Demutran, a parceria trará grandes resultados para Juazeiro do Norte”, disse.

Já no mês de outubro, os agentes terão o curso de escolta sobre motocicleta, que também será ministrado pelo RAIO para os servidores do Demutran e da GCM. Segundo a SESP, o trabalho faz parte da requalificação e reestruturação dos órgãos de segurança, com parcerias para curso e aquisição de equipamentos.

Equipamentos

No dia 26 de agosto, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Juazeiro do Norte recebeu cinco espingardas calibre 12 não letais. As armas estão regulamentados a partir da lei Federal 13.060/2014, disciplina o uso de equipamentos não letais para agentes de segurança. A lei ainda diz que “os órgãos de segurança pública deverão priorizar a utilização dos instrumentos de menor potencial ofensivo (não letais), desde que o seu uso não coloque em risco a integridade física ou psíquica”.

 

 

09:05 · 19.09.2017 / atualizado às 09:05 · 19.09.2017 por

Juazeiro do Norte. Na manhã da última segunda-feira (18), membros do Comitê Municipal de Combate ao Aedes aegypti visitaram a Escola de Ensino Fundamental Jerônimo Freire dos Santos, no bairro João Cabral, mais populoso do Município (cerca de 17.859 habitantes), para dar prosseguimento à articulação de parcerias e projetos que visam somar forças à luta contra o mosquito.

A equipe do Comitê reuniu-se com representantes da Escola Jerônimo Freire dos Santos, da Unidade Básica de Saúde – UBS e Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, do bairro João Cabral, para apresentar uma proposta de ação naquele bairro, que foi escolhido por ser populoso e também por apresentar grande índice de casos de dengue e chikungunya.

A proposta inicial é que se construa um projeto de limpeza, no qual será escolhida uma quadra de ruas daquele bairro que, em parceria com a população e com os equipamentos públicos citados, deverá ser transformada em uma quadra modelo para o Município, no que diz respeito à limpeza urbana e aos cuidados contra a proliferação de focos de reprodução do Aedes aegypti.

Em outubro haverá nova reunião, dessa vez com a participação da população, para, juntamente com o núcleo gestor, docentes e discentes da Escola Jerônimo Freire, além do apoio da UBS e do CRAS, dar início à efetivação das ações previstas no projeto.

08:46 · 19.09.2017 / atualizado às 08:46 · 19.09.2017 por
Os dois grupos se apresentaram na Romaria de Nossa Senhora das Dores, na última sexta-feira (15) (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Neste mês de setembro, artistas do Rio de janeiro e do Cariri estão reunidos, durante residência artística, no I Encontro de Artes do Cariri, que está sendo realizado em Juazeiro do Norte. Com apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, a visita trouxe os grupos Barracão Centelha e o bloco de carnaval Terreirada Cearense, que se apresentaram na Procissão de Nossa Senhora das Dores, no 15 de setembro. Os trabalhos estão sendo desenvolvidos por meio de mobilização do Centro de Artes do Cariri, dirigido pela Cia. Carroça de Mamulengos.

O I Encontro é um acolhimento do grupo carioca, formado por 24 componentes. Entre eles pesquisadores, arte educadores e atores que trabalham diretamente com a Cultura Popular. O evento tem a propostas de promover uma troca de saberes e vivências com mestres da tradição de Juazeiro do Norte.

De acordo com a Diretora do Núcleo de Arte e Cultura Marcus Jussier, Maria Gomide, a residência consiste no compartilhamento de saberes tradicionais, e promove a perpetuação dos saberes da cultura popular, através de convivências dentro de uma dinâmica próxima à vida.  Baseado nessa ideia, esse encontro é o primeiro de outros que estão por vir. Com isso, serão proporcionados encontros vivenciais entre esses grupos que vêm de fora e mestres da tradição popular do Cariri. Além do convívio diário, são realizadas apresentações, oficinas e brincadeiras.

O objetivo da gestão é fazer com esse tipo de residência possa abrir portas para grupos e artistas de Juazeiro do Norte fazerem o mesmo em outras regiões do país.

Arte e transformação social

Uma das coordenadoras do grupo de artistas residentes, Raquel Poti, disse que conheceu a Cia. Carroça de Mamulengos em 2009 e se encantou com o seu trabalho. Segundo ela, vai além de um trabalho artístico. Ela visualizou na arte desenvolvida pela Cia. uma intenção de transformação social. A partir de então, sentiu inspiração para criação de um grupo que pudesse seguir a mesma linha de trabalho e, após três anos de atuação, passaram a estudar a Cultura do Cariri.

Até o momento, eles realizaram três apresentações abertas ao público. Além da Procissão de Nossa Senhora das Dores, outras duas aconteceram na praça da Igreja da Mãe Rainha, no bairro Pirajá, nas proximidades de onde estão alojados, com o espetáculo “Vida de Viajante”.

16:10 · 18.09.2017 / atualizado às 16:10 · 18.09.2017 por

Juazeiro do Norte. A Semana Nacional do Trânsito deu início, em todo país, nesta segunda-feira (18). Em Juazeiro do Norte, a a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Segurança Pública e Cidadania (SESP), pelo Setor de Educação e Estatística do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), preparou uma programação com uma série de atividades educativas aos motoristas e pedestres. Pela manhã, foi realizada palestra sobre direção defensiva e teve blitz educativa, em frente ao Cariri Garden Shopping.

As ações serão irão até o dia 25 e o objetivo da ação é conscientizar o cidadão que a segurança no trânsito é direito e dever de todos. Serão realizadas blitz, palestras educativas em empresas privadas, escolas, universidades e apresentações teatrais com o núcleo de educação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

A programação é resultado de parcerias firmadas entre os Governos Estadual e Municipal. Além disso, conta com apoio da Secretaria de Educação (Seduc), Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e o Detran-Ce.

 

21:15 · 15.09.2017 / atualizado às 08:47 · 19.09.2017 por
Muitas lágrimas dos romeiros na bênção dos chapéus. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Muita emoção marcou o encerramento da Romaria de Nossa Senhora das Dores, nesta sexta-feira (15). Pela manhã, a Basílica Menor ficou lotada para a Missa Solene em homenagem à padroeira e, em seguida, foi realizada a tradicional bênção dos chapéus. Mais tarde, às 17 horas, a festa tomou as ruas da cidade durante a procissão que percorreu algumas das principais vias da cidade. A despedida dos fiéis aconteceu à noite, na Praça do Romeiro, com celebração religiosa e show pirotécnico.

A programação da Romaria de Nossa Senhora das Dores, a segunda maior do Ceará, começou desde o dia 26 de agosto. No entanto, entre os dias 10 e 15 de setembro é que a cidade recebe o maior número de pessoas. Segundo a Secretaria de Turismo e Romaria, mais de 300 mil pessoas passaram por Juazeiro durante a semana.  De acordo com o titular da Pasta, Júnior Feitosa, a festa valorizou a cultura do Município. “O movimento foi  muito forte, a Prefeitura fez com que todos os grupos culturais locais participassem e que a população abraçasse os romeiros na cidade”, avalia.

O prefeito Arnon Bezerra, que participou da procissão, acredita que a Romaria tem ganhado força e organização e esteve de acordo com a expectativa de todos que trabalharam na festa. “Estamos envaidecidos. Tivemos a colaboração da Igreja e a cidade esteve limpa, o romeiro se comportou. A emoção que senti está estampada em cada romeiro que veio para a gente, elogiou a cidade ou deu sua sugestão. Tudo no sentido de termos algo ainda melhor”, conta o Chefe do Executivo.

As mudanças que a cidade passou como a reforma de praças e, principalmente, do Estacionamento do Romeiro, agradou os visitantes, como o motorista Francisco de Assis, que veio Araruna (PB), junto com outros 50 romeiros. “Eu achei bom, mas outros (motoristas) procuraram outro local para estacionar, porque ficou distante dos ranchos”, conta.

A primeira vez que Francisco de Assis veio à Juazeiro foi em 1975, na época, como romeiro. Hoje, ele trabalha fretando ônibus para a festa da “Mãe das Dores” e aproveita para levar presentes da cidade. “Toda vida a gente leva uma lembrancinha para a família: um santinho, um quadro, um brinquedo paro neto, terço”, completa.

Já o aposentado José Morais, de Canhotinho (PE), visita Juazeiro há 45 anos e acredita que o número de romeiros, este ano, diminuiu em relação as romarias anteriores. “Eu pensei de ser mais gente, porque na minha região passou muito carro desde os dias 07 e 08 (setembro). Aí, sempre dizia ‘Juazeiro deve ter muita gente’, mas aqui eu não vi esse povo todo”, conta o romeiro. Apesar disso, José Morais gostou da festa e aproveitou, também, presentear os conterrâneos, levando rapadura comprada na Terra do Padre Cícero.

A procissão

A caminhada começou às 17 horas, na Basílica de Nossa Senhora das Dores e contou com a participação de seis grupos de reisado locais, quatro fanfarras e os coletivos Barracão Centelha e o bloco de carnaval Terreirada Cearense, vindos do Rio de Janeiro e que visitam Juazeiro do Norte. Tomando as ruas da cidade, a procissão deu cores ao início na noite no Centro e atraiu milhares de moradores nas calçadas, acompanhando os festejos.

O cortejo de Nossa Senhora das Dores agradou a pedagoga Socorro Oliveira, que mora em Juazeiro do Norte e todos os anos acompanha a procissão de encerramento. “ A matriz fez uma festa belíssima. Estamos vendo a presença de muitas pessoas, grupos culturais que fazem parte da nossa terra. Isso faz abrilhantar, ainda mais, a festa. Cada reisado com uma performance diferente. Mas o que me deixa mais feliz é participação da população, junto com os romeiros”, exalta.

Atendimento médico

Desde o dia 08 de setembro foi montada um Posto de Saúde, no Centro Paroquial de Assistência ao Romeiro, ao lado da Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores. A partir da segunda-feira (10), quando o fluxo de romeiros na cidade aumenta, o posto registrou, em média, 300 atendimentos por dia.

De acordo com a técnica de enfermagem, Myrla Cardozo, a maioria dos atendimentos envolveram desmaios, desidratação e intoxicação alimentar. No entanto, também houveram atendimentos mais graves, como fraturas, traumatismo cranioencefálico, acidente vascular cerebral e até infarto. Todos os casos encaminhados para o Hospital Regional do Cariri. Felizmente, ninguém chegou a óbito. Ao contrário do ano passado que registrou três mortes durante a Romaria.

“O calor é um inimigo, principalmente, para os romeiros mais idosos. A pressão eleva, alguns desmaiam, tem diarreia ou apresentam outros sintomas. Muitos não tomam líquido, se hidratam ou se alimenta regularmente. Outros não tomam medicamento no horário correto”, explica Myrla.

09:36 · 15.09.2017 / atualizado às 09:42 · 15.09.2017 por

Juazeiro do Norte. Nesta sexta-feira (15), dia Nossa Senhora das Dores, padroeira da cidade, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes,  completa 63 anos de atividade. Com capacidade para atender 800 mil passageiros por ano, o terminal é um dos maiores e mais movimentados no interior nordestino, se destacando pelo turismo religioso. Além do Cariri e Centro- Sul, o equipamento atende passageiros vindos do interior da Paraíba, Pernambuco e Piauí.

A cidade atrai de milhares de fiéis do padre Cícero Romão Batista, procedentes de diversos pontos do país, que desembarcam no aeroporto para as romarias. Hoje, o aeroporto conta com voos para Petrolina e Recife (PE), Campinas e Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Brasília (DF), operados por três companhias. No total, são 18 operações diárias entre pousos e decolagens. No ano passado, mais de 534 mil passageiros passaram pelo terminal juazeirense.

O superintendente do aeroporto, Rodrigo Siebra, afirma que o terminal é de extrema importância para o desenvolvimento do turismo religioso e negócios da região, terceiro maior polo da indústria calçadista do Brasil. “Um imprescindível equipamento para o desenvolvimento e fomento de toda a região do Cariri e demais cidades atendidas pelo aeroporto”, diz.

O aeroporto vem passando por melhorias, principalmente, a partir de 2012, quando a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) assumiu a sua administração. Em julho do ano passado, um novo estacionamento foi inaugurado, ampliando as vagas dos veículos de 80 para 200. A Avenida Virgílio Távora, próxima ao terminal, também passou por duplicação. Atualmente, o sítio aeroportuário compreende uma área de 1,28 milhão de m², e a pista de pousos e decolagens tem 1.800 metros de cumprimento por 45 metros de largura.

Reforma
No mês de junho o Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, anunciou reforma no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. As obras terão início em outubro deste ano, com conclusão prevista para março de 2018. Serão investidos R$ 30 milhões na ampliação do pátio e recuperação de duas taxiways – faixas que permitem o taxiamento dos aviões -, que permitirá ao terminal receber aviões de grande porte.
18:53 · 14.09.2017 / atualizado às 18:58 · 14.09.2017 por
Coletiva de imprensa anunciou a data do pagamento dos precatórios. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. A secretária de Educação Maria Loureto Lima anunciou, na tarde desta quinta-feira (14), na sede da secretaria, a data do pagamento do precatório dos professores municipais: 25 de outubro de 2017. O recurso é do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb). No entanto, o prefeito Arnon Bezerra comunicou à imprensa e aos servidores que 15% do valor total está bloqueado pela Justiça, aguardando a decisão de um processo movimentado pelos advogados contratados pela Prefeitura, em 2006.

Mais cedo, o Tribunal Regional Federal (TRF), na 5ª Região, em Recife, julgou e reconheceu, por unanimidade, a ilegalidade da Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (APEOC) na representatividade dos docentes do Município e determinou a liberação do precatório. O Fundeb concedeu um recurso, pelo recálculo, em cerca de R$ 128 milhões. Destes, 60% ficariam com os professores e 40% com a Prefeitura, para serem investidos em equipamentos para educação.

O impasse agora está sobre 15% do valor que foi descontado pelos honorários de advogados de Recife, contratados pela Prefeitura Municipal, na gestão de 2006. Segundo Arnon Bezerra, o Ministério Público Federal entende que o valor integral deve ser entregue ao Município. “A gente recebe agora e continua brigando pelos 15%. A prefeitura também precisa desses recursos para as escolas, para adquirir equipamentos de tecnologia para os estudante”, explicou o prefeito Arnon Bezerra. Mesmo com o desconto, o pagamento acontecerá no próximo mês. Por enquanto, pela nova cálculo da Prefeitura, do total de R$ 108 milhões, cerca de R$ 65 milhões serão destinados ao magistério e R$ 43 milhões à Prefeitura.

 

Desde 2006, o Município tenta obter a liberação do precatório do Fundeb. Ano passado, a APEOC entrou com recurso o que gerou o bloqueio do recurso devido à decisão liminar do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5).  Como o processo tramita na Justiça Federal, na época, o Ministério Público Estadual ficou impossibilitado de mediar as negociações.  A partir de então, a PGM pediu a extinção do processo movido pela entidade, alegando a ilegitimidade do sindicato em representar o magistério de Juazeiro do Norte, pois os professores não reconhecem o sindicato como seu representante.

 

15:10 · 13.09.2017 / atualizado às 16:52 · 13.09.2017 por
Em julho, servidores municipais protestaram em frente à sede da Prefeitura (Foto: Henrique Macedo)

Juazeiro do Norte. O desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), concedeu liminar, na manhã desta quarta-feira (13), que determina a suspensão da greve de servidores das áreas da saúde, educação e segurança de Juazeiro do Norte. A decisão do magistrado foi proferida após as partes não chegarem ao acordo durante audiência de conciliação no Tribunal, em Fortaleza.

O desembargador afirmou que não foi respeitada o artigo 11 da Lei n° 7.783/1989 ,dizendo que “a obrigação de apresentação de plano de atendimento das necessidades essenciais, exatamente para impedir a paralisação absoluta das atividades, impedindo o acesso da população ao serviço público”. Com a medida, o retorno ao trabalho deve ser imediato.

O Município entrou na Justiça com o processo para que fosse considerada ilegal e abusiva a paralisação de profissionais dos seguintes sindicatos: dos Servidores Públicos Municipais (Sisemjun), dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias da Regional XXI (Sindracse/XXI), dos Agentes Municipais de Trânsito e Transportes no Ceará (Siatrans) e dos Agentes Municipais de Segurança Pública do Estado (Sindiguardas). O ente público também pediu os descontos nos salários pelos dias não trabalhados.

O Município alegou que o Sisemjun não teria legitimidade para deflagrar greve em nome dos servidores do magistério daquela municipalidade e que os demais sindicatos não teriam comunicado, previamente, a paralisação iniciada no final de julho. A audiência de conciliação foi marcada para esta quarta-feira, no TJCE, com a participação do Ministério Público.

Estiveram presentes, além do subprocurador do Município, Adailton de Oliveira Filho; o chefe de gabinete da Prefeitura, Nildo Rodrigues; o secretário de Administração e Finanças, Evaldo Soares. Além de representantes dos sindicatos citados no processo. As partes não chegaram ao consenso.

Sem o acordo, o desembargador Paulo Albuquerque, que presidiu a sessão, concedeu a liminar. “Configurada, portanto, a probabilidade do direito e o perigo da demora, ante a paralisação dos serviços públicos de natureza essencial ligados notadamente à educação, à saúde e à segurança”, destacou o desembargador. Os envolvidos saíram do Tribunal já intimados sobre a decisão, que também fixa multa diária de R$ 10 mil para cada sindicato, caso não voltem às atividades imediatamente. A contestação deve ser feita em até cinco dias, a partir da data da audiência.

A greve dos servidores municipais já dura mais de dois meses. Os funcionários, conforme o Sindicato, reivindicam reajuste salarial e majoração de gratificações, melhoria de condição de trabalho, realização de concursos públicos e criação de um calendário anual de pagamento salarial. O Sindicato dos Servidores Municipais de Juazeiro do Norte (Sinsemjum) exige reposição da inflação no valor de 6,58%.