Busca

Categoria: Polícia


17:39 · 20.06.2018 / atualizado às 19:12 · 20.06.2018 por

Juazeiro do Norte. A Polícia Militar afastou, nesta quarta-feira (20), os três policiais que foram gravados agredindo um homem suspeito de roubo, que já estava algemado. No vídeo, os agentes são flagrados dando socos e pontapés, antes de colocar o rapaz, já rendido, dentro da viatura.

Segundo o Major Luciano Rodrigues, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, os policiais ficarão afastados da função até que os inquéritos, policial e administrativo, sejam concluídos. O oficial também confirmou que os três estão tendo acompanhamento jurídico e que o processo deve durar cerca de 30 dias.

A agressão aconteceu na última segunda-feira (18). O homem tentou roubar uma mulher no bairro Triângulo, na Avenida Leão Sampaio, próximo a unidade do Senai. Os policiais que passavam próximo ao local o capturaram em flagrante. O vídeo, feito por uma pessoa que passava na garupa de uma moto, mostra a ação dos três agentes.

Major Luciano Rodrigues afirma que dois deles são recém ingressados na Polícia Militar, mas sempre “apresentaram uma conduta boa”, acrescenta o oficial.

 

18:10 · 19.06.2018 / atualizado às 19:31 · 19.06.2018 por
Buraco de aproximadamente 50 cm serviu de fuga para os presos. Chinelos ficaram no local. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Detentos da Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), localizada neste Município do Cariri cearense, fugiram por meio de um túnel por volta das 16h desta terça-feira (19). O primeiro detento que foi capturado pela Polícia afirmou que cerca de 20 presos escaparam. No entanto, são especulados cerca 30 fugitivos – a maior fuga da unidade prisional desde sua fundação, em 2000.

A Polícia foi acionada pela penitenciária por volta das 16h20 e já conseguiu capturar pelo menos 11 detentos. Muitos deles estavam escondidos na área próxima ao presídio, onde tem uma extensa mata fechada. Um dos policias confirmou que foram feitos alguns disparos durante a ação para intimidá-los, mas ninguém se feriu. Alguns se entregaram ao ouvir os estampidos.

Seis motos do BPRaio estiveram na procura dos fugitivos. Sete foram pegos com a equipe.

Inclusive, alguns oficiais reclamaram da ausência do helicóptero da Coordenadoria Integrada De Operações Aéreas (Ciopaer) na ação de captura, que contou com o apoio do Comando Tático Rural (Cotar), BPRaio e da Força Tática de Apoio (FTA).

Os presos construíram um túnel que levava para fora da penitenciária com saída encostada ao muro, com aproximadamente 50 cm de largura. No buraco, a Polícia Militar encontrou ainda um par de chinelos dos fugitivos.

Tentativa anterior

A fuga de hoje quase aconteceu no mês de junho do ano passado, quando pelo menos 30 detentos escavaram um túnel de 18 metros de extensão e estava a dois metros da muralha do presídio. A estrutura foi descoberta no dia 29, durante uma vistoria de rotina. Nenhum dos 774 presos conseguiu fugir. A última fuga foi há pouco mais de três anos. Dois homens escaparam.

Com informações de Antonio Rodrigues.

10:18 · 13.06.2018 / atualizado às 10:20 · 13.06.2018 por
As fraudes ocorriam a partir de repasses do banco para a Casa Lotérica Trevo da Sorte. (Foto: Divulgação)

Crato. O Ministério Público Federal (MPF) conseguiu a condenação de quatro acusados de desviar dinheiro da Caixa Econômica Federal e fraudar financiamentos para compra e construção de imóveis neste Município, no Cariri cearense. Um deles era o ex-gerente da agência. As penas variam de 16 a 24 anos de prisão, pelos crimes de formação de quadrilha, crime contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. O grupo atuou no período de 2007 a 2009.

As fraudes ocorriam a partir de repasses do banco para a Casa Lotérica Trevo da Sorte. Segundo a sentença da Justiça Federal, o então gerente de uma agência do município, Jurandir Bezerra Filho, autorizou indevidamente e de forma repetida a liberação de recursos para a lotérica em valores acima do necessário.

A proprietária do estabelecimento, Nilda Borges Rodrigues, em conluio com o gerente, utilizava parte do dinheiro para financiar empreendimentos imobiliários com outros dois réus da ação, Ana Célia Soares de Sousa Félix e Cícero dos Santos Félix, ambos do ramo da construção civil.

O esquema foi descoberto pelo próprio banco e denunciado à Justiça pelo MPF em 2010. Durante as investigações, ficou comprovado que Jurandir Bezerra não só tinha consciência de que o dinheiro dado à Casa Lotérica estava sendo desviado para compra e venda de imóveis, como também realizava depósitos de dinheiro da Caixa em contas pessoais próprias e empréstimos em seu nome.

Para burlar a fiscalização, a ré Nilda Borges registrava os imóveis em nomes de terceiros, que atuavam como vendedores “laranjas” dos imóveis residenciais, cujas vendas eram financiadas pela própria Caixa Econômica. Jurandir Bezerra, na condição de gerente, agilizava e aprovava os pedidos de financiamentos imobiliários ligados à quadrilha.

O relacionamento de proximidade entre o gerente e a proprietária da casa lotérica chamou a atenção de funcionários da agência. Testemunhas relataram situações de tratamento diferenciado, acesso a locais restritos da agência e atendimento em horários fora do expediente. Os relatos incluem conversas e até mesmo discussões dentro da agência sobre vendas e financiamentos de imóveis.

Quinto réu

No mesmo processo, o MPF obteve a condenação de um quinto réu, Ricardo Lopes Pereira, proprietário de uma loja de materiais de construção. Juntamente com Jurandir Bezerra e Nilda Borges, ele participou da fraude de um empréstimo da linha de crédito Construcard para suprir déficit na casa lotérica. Ricardo foi enquadrado em crime contra o sistema financeiro e condenado à prestação de serviço comunitário e pagamento de multa. Todos os réus poderão recorrer da sentença em liberdade.

10:32 · 04.06.2018 / atualizado às 15:05 · 04.06.2018 por
A vítima foi socorrida pelo SAMU e levada ao Hospital Regional do Cariri. (Foto: Felipe Azevedo)

Juazeiro do Norte. Uma mulher, identificada como Antônia Alves de Oliveira, de 52 anos, foi atropelada pelo Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), o popular Metrô do Cariri, na manhã desta segunda-feira (04). O acidente aconteceu nas proximidades da EEEP Raimundo Saraiva Coelho, na Avenida Paulo Maia, onde fica uma das estações. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no fim da manhã.

O acidente aconteceu por volta das 8h50. Segundo testemunhas, Antônia tentava atravessar os trilhos quando foi colhida pelo veículo. A vítima trabalhava como empregada doméstica próximo ao local da colisão. O maquinista chegou a acionar os freios de emergência, mas não foi suficiente para evitar o choque. A mulher foi atingida na parte lateral do corpo e ficou caída até receber o atendimento.

Rapidamente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local socorrer a mulher, que foi levada ao Hospital Regional do Cariri (HRC) em estado grave. Ela faleceu às 11h49. Segundo a assessoria o Hospital, Antônia teve trauma craniano grave e fratura exposta no tornozelo.

O VLT faz, diariamente, o trajeto entre Juazeiro do Norte e Crato, ao longo de 13,6 km. No total, são nove estações. Em alguns trechos, há cancelas para evitar a passagem de veículos.

Em nota, a Cia Cearense de Transportes Metropolitano informou que o VLT estava operando dentro dos padrões, não havendo nenhuma alteração em seu funcionamento, mas abriu processo de investigação do caso. Além disso, conforme o órgão, os procedimentos de emergência foram realizados, com acionamento de buzina e de freios, na tentativa de evitar o acidente.

14:51 · 30.05.2018 / atualizado às 14:51 · 30.05.2018 por
109 kg de maconha foram pegos no quadrimestre. (Foto: Divulgação)

Juazeiro do Norte. O combate ao tráfico de drogas na região resultou na apreensão de 131kg de entorpecentes nos últimos quatro meses, através dos esforços empreendidos pelas forças de segurança. Os números, divulgados na última segunda-feira (28), indicam  toda a Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), que corresponde a 25 municípios do Cariri.

Os dados estatísticos divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apontam que no período de janeiro a abril de 2018 foram apreendidos 109 kg de maconha, 11,49 kg de cocaína e 9,94 de crack.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues de Oliveira, a Polícia Militar vem desempenhando um papel importante na desarticulação do tráfico de drogas no Cariri, uma vez que diariamente são realizadas apreensões de entorpecentes.

Reforço

No último dia 20 de abril, o pacto Ceará Pacífico foi assinado pelo governador Camilo Santana e o prefeito Arnon Bezerra. Com isso, Juazeiro do Norte receberá uma série de pacotes de investimentos em segurança e ações sociais em seis bairros mais vulneráveis.

Além disso, foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento será ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública. O Município viu se efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

 

13:43 · 18.05.2018 / atualizado às 13:44 · 18.05.2018 por
Só no mês de abril, foram retirada 64 armas de circulação. Uma média acima de duas armas por dia. (Foto: Divulgação/RP2ºBPM)

Juazeiro do Norte. Nos últimos quatro meses, através da atuação das forças de segurança, foram retiradas de circulação 230 armas de fogo na região do Cariri. Estes dados, divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) (SSPDS), apontam que o mês de abril foi o período em que mais houve apreensões: 64. Em seguida, está o mês de janeiro com 63, fevereiro com 58 e março com 45.

De acordo com o Comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues de Oliveira, a Polícia Militar tem realizado um trabalho dinâmico e efetivo de combate a criminalidade. As ações decorrem de abordagens que visam coibir, entre outros aspectos, condutas ilícitas como o porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com dados estatísticos produzidos pelo 2º BPM, na maior cidade do Cariri cearense, Juazeiro do Norte, a Polícia Militar retirou de circulação 63 armas de fogo, no período de janeiro a abril de 2018. A maior parte das armas de fogo apreendidas, trata-se de revólver, seguida de espingardas e pistolas.

Reforço

No último mês de abril o efetivo policial ganhou o reforço de 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária com a chegada da Unidade Integrada de Segurança (Uniseg). No mês de dezembro, o município de Crato também ganhou mais 37 policiais do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), o auxílio de 16 motos e uma viatura 4×4.

12:40 · 15.05.2018 / atualizado às 12:54 · 15.05.2018 por
Teogenes Vicente de Medeiros está preso por tráfico de drogas.

Juazeiro do Norte. A Polícia Civil ouviu, na tarde ontem (14), Teogenes Vicente de Medeiros, de 22 anos, suspeito de ser o mandante dos quatro ataques no Município no último fim de semana. Ele foi autuado em flagrante, mas já se encontrava preso por tráfico de drogas na Penitencia Industrial Regional do Cariri (Pirc). Na sua ficha, há outras acusações por roubo, assalto e homicídio.

Natural de Juazeiro do Norte, Teogenes negou envolvimento nos ataques, mas confirmou que conhece alguns dos cinco homens, detidos no último domingo (13), suspeitos de praticaram diretamente a ação criminosa. Segundo o delegado Juliano Marcula, ele é ligado à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE). A Polícia Militar solicitou à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) sua transferência para Fortaleza.

Ataques

No último sábado (11), dois ônibus foram incendiados em Juazeiro. No primeiro, um coletivo da empresa Viametro, que fazia linha entre Barbalha e Juazeiro, foi incendiado, na Avenida Leão Sampaio (CE-060), que liga os dois municípios. Mais cedo, outro ônibus ficou parcialmente queimado na garagem de uma empresa, no bairro Franciscanos.

Ônibus da Viametro foi alvo na noite de sábado. (Foto: Antonio Rodrigues)

No dia seguinte, por volta das 6h, atearam fogo em uma caminhonete estacionada no pátio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), que ficou completamente destruída. Além disso, o Teatro Municipal Marquise Branca foi alvo de um coquetel molotov, contudo, não houve muitos prejuízos.

Prisão

Quatro suspeitos de participação foram presos pela, ainda no domingo,  além um adolescente, de 16 anos, também foi apreendido pelas investidas. Os adultos são irmãos Marcos Felipe Santos da Silva, 19, e Luiz Fernando Santos da Silva, 18. O adolescente teria sido flagrado portando uma garrafa com gasolina. Além deles, outros dois irmãos, identificados como Daniel da Silva Souza, 20, e Marciel da Silva Souza, 19, foram também presos suspeitos de participar dos ataques criminosos.

Entenda o caso

Na última sexta-feira (11), a 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte cancelou as visitas íntimas de familiares, o pernoite do Dia das Mães, que aconteceria de sábado para domingo, declarando inconstitucional e ilegal. A medida é autorizada pela Portaria 01/2018 da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). Isso gerou insatisfação entre os detentos.

A decisão partiu do juiz de execuções penais, Péricles Victor Galvão de Oliveira, com base na Lei 7.210/84. Hoje, a Pirc possui 709 presos, mas sua capacidade é para 549 internos. Por isso, o magistrado acredita que o equipamento não tenha agentes penitenciários suficientes para garantir a segurança nestes dois dias já que, com as visitas, o número de pessoas no local poderia dobrar.

Facções 

Na última sexta-feira (11), circulou nas redes sociais uma nota que, supostamente, teria sido escrita pela facção criminosa GDE. No texto, o grupo mostra a insatisfação com a decisão da Justiça e ordena o ataque às “delegacias, órgãos públicos e queimando ônibus para ter atenção desses imoral (sic) do Governo”, diz. Além disso, faz questão ressaltar que estes ataques seriam apenas em Juazeiro do Norte.

No vídeo gravado durante o primeiro ataque, ao ônibus que se encontrava estacionado na garagem da Empresa Lobo, no bairro Franciscanos, o autor faz cita a GDE enaltecendo a ação. Além disso, a nota foi analisada por dois membros do Laboratório de Estudos da Violência (Lev), da Universidade Federal do Ceará (UFC). Ambos disseram ser provável que o texto seja verdadeiro e confirma que outra facção criminosa, o Comando Vermelho, também atua em quase toda região do Cariri.

 

11:08 · 13.05.2018 / atualizado às 16:39 · 13.05.2018 por
Mesmo vizinho à vários órgãos de segurança, Demutran foi alvo de ataques. (Foto: VC/Repórter)

Juazeiro do Norte. Dois prédios públicos registraram ataques na manhã deste domingo (13), neste Município no Cariri cearense. Por volta das 6h, atearam fogo em uma caminhonete estacionada no pátio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), que ficou completamente destruído.  Além disso, o Teatro Municipal Marquise Branca foi alvo de um coquetel molotov, mas não houve muitos prejuízos. A Polícia suspeita que os crimes tenham envolvimento com os ataques aos ônibus de ontem (12). Já são quatro, em menos de 24h na cidade.

A Polícia prendeu quatros suspeitos de participação nos ataques, além de apreender um adolescente de 16 anos, e disse ter tido acesso a vídeos que mostram a ação deles. Primeiramente, um trio, composto por irmãos, incluindo o menor de idade, foi encontrado na casa da mãe deles, no bairro João Cabral, e levado à delegacia de Juazeiro do Norte. Um detento seria o mandante das ações criminosas. Ele já teria sido identificado.

Com o adolescente apreendido, foi encontrada garrafa com gasolina (Foto: Antônio Rodrigues)

Em depoimento à Polícia, a mãe dos suspeitos nega a participação dos filhos no ataque e alega que eles estavam com ela. Os dois adultos  foram identificados como Marcos Felipe Santos, de 19 anos, e Luiz Fernando Santos da Silva, de 18 anos. Já o adolescente foi flagrado, segundo a Polícia, com garrafa que continha gasolina.

Outros dois irmãos também foram presos suspeitos de participar dos ataques.  Eles foram identificados como Daniel da Silva Souza e Marciel da Silva Souza.

Todos os suspeitos foram levados à delegacia de Juazeiro do Norte (Foto: Antônio Rodrigues)

No Demutran, a caminhonete destruída era a única responsável pela recuperação dos semáforos. No entanto, as chamas atingiram outro veículo, um caminhão que faz a pintura das ruas, responsável pela sinalização horizontal. Este último, ficou parcialmente queimado. O órgão municipal fica vizinho à Guarda Civil Municipal, ao Corpo de Bombeiros, à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte e ao 2º Batalhão da Polícia Militar. A ação foi rápida e não houve tempo do fogo ser contido.

Um pouco mais tarde, por volta das 6h30, um coquetel molotov – artefato geralmente feita com garrafas e combustível – foi arremessada no Teatro Marquise Branca, no bairro Santa Tereza. Funcionários se assustaram com a bola de fogo que veio do teto, mas conseguiram conter as chamas antes que se espalhassem pelo prédio.

Ataques eram previstos, diz Polícia

O comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, major Luciano Rodrigues, disse que os ataques já eram previstos desde a última sexta-feira (11), quando uma decisão da Justiça impediu que visitas aos detentos da Penitencia Industrial Regional do Cariri (Pirc), em Juazeiro do Norte, acontecessem neste fim de semana.

Por isso, um grande efetivo de policiais está nas ruas, principalmente em Juazeiro do Norte, alvo dos ataques até agora. O oficial garantiu que só vai tirar quando a população se sentir segura. “A gente fez a operação esperando alguma retaliação, imaginando algo ainda pior”, explica o major Luciano Rodrigues.

Entenda o caso

A Polícia suspeita que os incêndios dos dois ônibus partiram de ordens dos presidiários da Penitencia Industrial Regional do Cariri (Pirc). Na última sexta-feira (11), a 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte cancelou as visitas íntimas de familiares, o pernoite do Dia das Mães, que aconteceriam de sábado até domingo, declarando inconstitucional e ilegal. A medida é autorizada pela Portaria 01/2018 da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus).

A decisão partiu do juiz de execuções penais, Péricles Victor Galvão de Oliveira, com base na Lei 7.210/84. Hoje, a Pirc possui 709 presos, mas sua capacidade é para 549 internos. Por isso, o magistrado acredita que o equipamento não tenha agentes penitenciários suficientes para garantir a segurança nestes dois dias já que, com as visitas, o número de pessoas no local poderia dobrar. Os presidiários foram pegos de surpresa, assim como seus familiares, que fariam a visita na manhã de sábado (12). Muitos vieram de outras cidades e reclamaram que não foram avisados.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou, por meio de nota, que cinco suspeitos envolvidos nos ataques cometidos contra dois ônibus e dois prédios públicos, foram capturados, na manhã deste domingo (13). A Pasta também destacou a investigação sobre a participação de uma sexta pessoa, que seria a mandante dos crimes, e que se se encontra recolhida em uma unidade prisional do Município. O detento já teria sido identificado e conduzido à Delegacia.  Conforme a SSPDS, as polícias Militar e Civil permanecem em diligências com o objetivo de capturar outros envolvidos nas ações criminosas registradas na manhã deste domingo (13) e também nesse sábado (12).
“Além do Policiamento Ostensivo Geral (POG), as atuações do Batalhão de Divisas e do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) também foram intensificadas. A SSPDS ressalta também que a aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) realiza sobrevoos na  região, auxiliando o trabalho das forças de segurança. Já a parte investigativa está a cargo da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte”, informou a nota.
01:24 · 13.05.2018 / atualizado às 01:32 · 13.05.2018 por
Ônibus da Viametro ficou completamente destruído após a ação. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Um ônibus da empresa Viametro, que fazia linha entre Barbalha e Juazeiro, foi incendiado na noite deste sábado (12), na Avenida Leão Sampaio (CE-060), que liga os dois municípios. Ninguém se feriu. Segundo testemunhas, dois homens armados renderam motorista, cobrador e passageiros, obrigando todos a descer. Em seguida, jogaram gasolina e atearam fogo no veículo que ficou completamente destruído. Mais cedo, outro ônibus ficou parcialmente queimado na garagem de uma empresa, no bairro Franciscanos. Polícia suspeita de facções criminosas.

O episódio aconteceu por volta das 21h30. A princípio, os passageiros pensaram ser um assalto, mas um dos homens armados mandou o motorista parar o veículo e anunciou que ateariam fogo. Com galões de gasolina, eles espalharam o líquido inflamável no ônibus e, em seguida, fugiram. Na rapidez da ação, o cobrador perdeu todos seus documentos, consumidos pelas chamas.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados. A rodovia ficou totalmente interditada nas proximidades do Posto Casarão. O fogo só foi totalmente apagado por volta das 23h30 minutos. A Polícia Rodoviária Estadual continua no local e uma das faixas foi liberada para o tráfego.

Suspeita

A Polícia suspeita que os incêndios dos dois ônibus partiram de ordens dos presidiários da Penitencia Industrial Regional do Cariri (Pirc). Na última sexta-feira (11), a 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte cancelou as visitas íntimas de familiares, o pernoite do Dia das Mães, que aconteceriam de sábado até domingo, declarando inconstitucional e ilegal. A medida é autorizada pela Portaria 01/2018 da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus).

A decisão partiu do juiz de execuções penais, Péricles Victor Galvão de Oliveira, com base na Lei 7.210/84. Hoje, a Pirc possui 709 presos, mas sua capacidade é para 549 internos. Por isso, o magistrado acredita que o equipamento não tenha agentes penitenciários suficientes para garantir a segurança nestes dois dias já que, com as visitas, o número de pessoas no local poderia dobrar.

Os internos da Pirc foram pegos de surpresa, assim como seus familiares, que fariam a visita na manhã de sábado (12). Muitos vieram de outras cidades e reclamaram que não foram avisados. Por isso, temendo alguma represália, a Polícia Militar organizou uma operação na região do Cariri e, desde cedo, muitas viaturas tem circulado nos municípios, principalmente, em Juazeiro do Norte. “A gente fez a operação já alguma retaliação, esperando algo ainda pior”, explica o comandante do 2º Batalhão da PM, Major Luciano Rodrigues.

10:22 · 04.05.2018 / atualizado às 10:31 · 04.05.2018 por
O PM deve ficar sob custódia no 2ºBPM até a audiência. (Foto: Antonio Rodrigues)

Crato. Um policial militar e um dentista foram presos na manhã desta sexta-feira (04), neste Município do Cariri cearense. A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça, mas ainda não se sabe o teor da investigação. Os dois foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. O PM detido é conhecido por Cabo Azevedo, que atua no Serviço de Inteligência local.

A Polícia Civil afirmou que não vai se pronunciar sobre o caso, pois a investigação se encontra sob sigilo. A Secretaria de Segurança Pública deve trazer mais informações. A Controladoria Geral de Disciplina (CGD) esteve na Delegacia Regional de Crato na manhã de hoje. O PM deve ser transferido para o 2º Batalhão da Polícia Militar (2ºBPM), em Juazeiro do Norte, onde aguardará sua audiência sob custódia.

O Major Luciano Rodrigues, comandante do 2º BPM, disse que foi surpreendido com a prisão do policial que, segundo ele, atua há mais de 10 anos na corporação. “Sua ficha tem bastante elogios, mas temos a convicção que o ser humano está sujeito à erros na sua atividade. Nós vamos garantir a neutralidade nas investigações”, afirmou.

O oficial confirmou que o alvo das investigações está sob sigilo e que não tem conhecimento do que se trata e, tampouco, o que motivou as prisões. “Respeitamos a Polícia Civil, a Justiça e a Controladoria Geral de Disciplina, e estamos aguardando o desenrolar dos fatos para, aí sim, tomar alguma medida administrativa disciplinar”, completa o Major Luciano.

No entanto, o comandante garantiu que a Polícia Militar vai dar apoio jurídico ao Cabo Azevedo. “A Justiça decretou sua prisão preventiva com certeza com motivações jurídicas. Nossa Associação de Cabos e Soldados está acompanhando o policial neste momento”, conclui.