Categoria: Polícia


10:37 · 11.12.2018 / atualizado às 10:37 · 11.12.2018 por
Base móvel comunitária reforça a segurança em Juazeiro do Norte desde o mês de abril. (Foto: Antonio Rodrigues)

No último mês de novembro foram registrados 25 homicídios na Região do Cariri, configurando uma redução de 26% em relação ao mesmo período do ano passado quando foram contabilizados 34 crimes dessa natureza. Os dados estatísticos são da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

Esse é o terceiro mês consecutivo que a região do Cariri reduz o índice de crimes contra a vida. Em outubro de 2018, foram registrados 20 homicídios configurando uma redução de 45%, uma vez que foram registrados 37 crimes dessa natureza no mesmo período de 2017. Já em setembro, foram registrados 18 homicídios configurando uma redução de 37%, uma vez que foram registrados 29 crimes dessa natureza no mesmo período em 2017.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues de Oliveira, as forças de segurança estão empenhadas em salvar vidas e proteger a sociedade em toda a Área Integrada de Segurança 19 (AIS-19) que corresponde 25 municípios. Além disso, o oficial justifica que a polícia tem atuado de forma estratégica visando reduzir os índices criminais e proporcionar segurança pública de qualidade para os cidadãos.

Reforço

No mês de abril, Juazeiro do Norte recebeu uma série de pacotes de investimentos em segurança e ações sociais em seis bairros mais vulneráveis, através do Pacto Ceará Pacífico. Foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento foi ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública. O Município também viu se efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

17:47 · 13.11.2018 / atualizado às 17:56 · 13.11.2018 por
A Operação acontece nos 26 estados do País e no Distrito Federal. (Foto: Antonio Rodrigues)

A Polícia Civil de Juazeiro do Norte participou de uma operação nacional, nesta terça-feira (13), que resultou na prisão de 20 pessoas e na apreensão de um menor. Destes, 19 são suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, um de homicídio e o adolescente de roubo. Todos eles foram transferidos para a Cadeia Pública do Município.

Batizada de “Anjos da Lei”, o delegado Juliano Marcula explica que as prisões fazem parte de uma operação nacional que está dentro do cronograma do Ministério da Justiça. “Nas outras vezes, cumprimos mandados por homicídio, feminicídio, roubo e crimes contra o patrimônio”, conta.

Ao todo, foram 19 prisões em Juazeiro do Norte e uma no município de Altaneira. No entanto, a operação também mobilizou outros lugares do estado. No Ceará, ao todo, 89 policiais civis autuaram no cumprimento de mandados de busca e apreensão.

O objetivo da operação é o combate ao tráfico de drogas dentro e nas proximidades de escolas públicas e privadas. Em Juazeiro do Norte, não houveram apreensões de armas, munições, drogas e dinheiro como em outros lugares. Esta é a quarta ação coordenada pelo Sistema Único de Segurança Pública (Susp) em que policiais civis atuam com a coordenação do Ministério da Segurança Pública.

15:07 · 07.11.2018 / atualizado às 17:27 · 08.11.2018 por
O homem praticou violência sexual contra duas meninas de 9 e 11 anos. (Foto: Antonio Rodrigues)

Um homem foi preso, na manhã de ontem (06), em Juazeiro do Norte, acusado de estuprar a própria enteada, que na época tinha 10 anos de idade. O acusado, que confessou o crime, também molestava a irmã caçula, de 9 anos. Ele também admitiu que é paciente soropositivo e manteve relações sexuais com a criança mais velha por duas vezes. Outro suspeito, que é companheiro da avó das meninas, se encontra foragido.

Em depoimento à Polícia Civil, a mãe das crianças contou que os assédios aconteciam desde agosto do ano passado e só foi descoberto, um ano depois, quando teve uma conversa com as filhas sobre “pecado” e catecismo. Foi aí que as meninas contaram que o padrasto e o companheiro da avó as beijavam e as acariciavam, inclusive tocando em seus órgãos genitais. “Esses crimes aconteciam quando elas estavam na casa da avó, de dia, ou a noite, quando ficavam sozinhas com o padrasto, enquanto a mãe trabalhava”, conta a delegada Deborah Gurgel, titular da Delegacia da Defesa da Mulher de Juazeiro do Norte.

O homem admitiu que teve relações sexuais com a filha mais velha de sua companheira, que hoje tem 11 anos. “Ele disse que foram dois atos e alegou que usou preservativo”, conta a delegada. Contudo, a criança disse que aconteceu várias vezes, até mesmo sem perceber, pois, teria o sono pesado. O exame de corpo de delito constatou a ruptura himenal.

A Polícia Civil instaurou o inquérito policial em agosto, quando a família descobriu que o companheiro da avó estava abusando das meninas. No mês seguinte, a mãe descobriu que seu companheiro também abusava de suas filhas. O mandado de prisão preventiva contra os dois suspeitos foi expedido no mês de outubro. “Quando tomamos conhecimento dos fatos, nós, imediatamente, representamos pela prisão preventiva dos dois”, conta a delegada.

O padrasto foi localizado na manhã de ontem, em uma igreja evangélica no bairro Pedrinhas, em Juazeiro do Norte. Ele já tinha sido preso em flagrante por crime de ameaça. O companheiro da avó segue foragido. Os dois foram indiciados por estupro de vulnerável, com aumento de pena por conta da relação familiar que existia com as vítimas. Já as crianças, foram encaminhadas para o Hospital São Lucas, onde foram examinadas e estão sob cuidados da mãe.

15:30 · 06.11.2018 / atualizado às 15:36 · 06.11.2018 por
A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu duas horas depois. (Foto: VCRepórter)

Uma mulher morreu, na manhã desta terça-feira (06), após ter sido atropelada pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), o popular “Metrô do Cariri”, no bairro Santa Tereza, em Juazeiro do Norte. Luiza Luzimar Duarte Bezerra, de 51 anos, ainda chegou a ser socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada para o Hospital Regional do Cariri, mas não resistiu.

O acidente aconteceu por volta 9h. Segundo testemunhas, a mulher estava atravessando o trilho sem perceber que o VLT se aproximava. O trem chegou a buzinar e iniciar a freagem, mas não impediu a colisão. Luzimar ficou embaixo veículo por alguns minutos.

A equipe do SAMU conseguiu retirá-la debaixo do VLT e encaminhar a vítima para o Hospital Regional no Cariri. No entanto, ela chegou em estado grave e morreu, duas horas depois, após sofrer uma parada cardiorrespiratória

O “Metrô do Cariri” deixou de funcionar por cerca de 17 minutos, enquanto a mulher era socorrida, mas voltou a operar normalmente. O VLT é responsável por percorrer 13,6 km entre os municípios de Crato e Juazeiro do Norte. Ao longo do percurso, há cancelas e sinais sonoros para evitar a passagem de veículos e pedestres.

11:05 · 31.10.2018 / atualizado às 18:19 · 31.10.2018 por
A maior parte do material apreendido é maconha. (Foto: Relações Públicas do 2º BPM)

Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), já foram apreendidos 219,92 kg de entorpecentes na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), que compreende 25 municípios do Cariri, no período de janeiro a setembro de 2018. Desse total, 23,89 kg são de cocaína, 21,76 kg são de crack e 174,27 kg de maconha.

A Polícia Militar tem obtido bons resultados no combate ao tráfico de drogas na Região. Diversas apreensões de entorpecentes e prisões de suspeitos foram realizadas através de informações oriundas de denúncias anônimas feitas pela população. De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues de Oliveira, a parceria entre a Polícia Militar e a sociedade tem se fortalecido cada vez mais.

“Quando o cidadão faz uma denúncia sobre uma prática criminosa, a Polícia Militar vai averiguar a veracidade das informações. Havendo flagrante, o material ilícito é apreendido e os suspeitos são conduzidos para a delegacia de Polícia Civil. Qualquer cidadão pode contribuir com o trabalho da Polícia Militar através de denúncias pelo número 190, o sigilo é garantido”, esclarece o oficial.

Reforço

No mês de abril, o Cariri recebeu uma série de pacotes de investimentos em segurança. Em Juazeiro do Norte, foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento foi ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública. O Município também viu se efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

Já no mês de julho, Barbalha recebeu uma unidade do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). Ao todo, foram o Município recebeu 37 policiais, com o apoio de 16 motos é uma viatura 4×4.

09:43 · 24.10.2018 / atualizado às 10:24 · 24.10.2018 por
Estudante ficou com marcas por todo corpo. (Foto: Reprodução)

Um jovem universitário de 21 anos foi agredido a socos, pontapés e golpes com fio elétrico por supostos apoiadores do candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), no início da noite de ontem (23), no bairro Triângulo, em Juazeiro do Norte. Mateus Lira de Souza estava saindo de casa para trabalhar como barman quando três homens o abordaram.

Segundo o estudante, o crime aconteceu por volta das 19h. Os agressores estavam em carro branco e começaram a xingá-lo de “comunista safado” ao vê-lo com um adesivo do candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT). “Eu ignorei porque estava sozinho numa rua escura. Mesmo assim, insistiram”, conta Lira.

Os homens desceram do veículo e imediatamente deram um soco. Depois, começaram a dar pontapés no jovem. Neste momento, um senhor que estava numa carroça passando pela rua pediu para os três parassem as agressões. “Aí eles foram embora”, conta o estudante. Antes de partirem, Lira garante que um dos agressores gritou: “Quando Bolsonaro ganhar, vamos acabar com esses viado tudo”, lembra.

Lira ficou com escoriações nas costas, no joelho e cortes no rosto e no braço. O estudante foi até a Delegacia de Polícia Civil de Juazeiro do Norte e registrou um Boletim de Ocorrência. Hoje pela manhã, foi realizar exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal de Juazeiro do Norte.

13:45 · 18.10.2018 / atualizado às 13:45 · 18.10.2018 por
Ano passado, em todo estado, mais de 6 mil armas foram tiradas de circulação. (Foto: VC Repórter)

Juazeiro do Norte. Até o mês de setembro, 519 armas de fogo foram apreendidas na Área Integrada de Segurança 19 (AIS-19), que abrange 25 municípios do Cariri cearense. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ano passado, mas de 6 mil foram tiradas de circulação em todo Ceará.

No Cariri, no primeiro trimestre do ano, foram apreendidas 166 armas de fogo, no segundo trimestre foram registradas 175 apreensões e no terceiro trimestre esse número chegou a 178.

Segundo o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues, o combate ao porte ilegal de arma de fogo tem sido uma das estratégias para reduzir os índices criminais na Região do Cariri.

O oficial garante que a Polícia Militar tem atuado de diferentes maneiras no enfrentamento à criminalidade. “O combate ao porte ilegal de arma entre outros fatores, reduzir os crimes contra o patrimônio e salvar vidas”, completa Major Luciano.

13:24 · 18.10.2018 / atualizado às 13:24 · 18.10.2018 por
Desde o último ano, os agente tem recebido capacitação para utilizar as armas não-letais. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. A Secretaria Municipal de Segurança Pública entregou, na manhã da última quarta-feira (17), 10 armas não letais à sua Guarda Civil. Os equipamentos adquiridos pelo Município são da marca Spark modelo Z 2.0, armamento que imobiliza o agressor por meio de choque elétrico. O dispositivo será utilizado em pessoas agressivas com distúrbios psicológicos e também na captura de criminosos.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Coronel Jarbas, a arma dispara um dardo que penetra no corpo do agressor e aplica 50 mil volts imobilizando imediatamente a pessoa, sem risco à sua vida. “Esse equipamento representa um avanço no campo da segurança pública. Ajuda o guarda municipal a cumprir a lei e preserva a vida e tem a finalidade de contenção de eventuais desordens que ofereçam risco à segurança de terceiros ou do próprio agente”, justifica.

O secretário destacou a criação do Centro de Capacitação para o efetivo e a criação do Centro Integrado de Operações, que engloba as forças municipais, Guarda Municipal, Departamento Municipal de Trânsito e Defesa Civil, criando assim uma rede de segurança para a população que pode realizar denúncias através do número 153.

Já o prefeito Zé Ailton Brasil ressaltou que o foco é tirar os agentes dos prédios públicos e levar para as ruas, garantindo assim uma segurança de maior qualidade para a população. Segundo ele, o trabalho feito pelo efetivo tem mostrado resultados. “A guarda tem feito um extraordinário trabalho e esse armamento vem para proteger o cidadão e até mesmo os próprios servidores”, ressaltou ele.

13:07 · 16.10.2018 / atualizado às 13:08 · 16.10.2018 por
A Delegacia de Defesa da Mulher vai concluir em até 10 dias o procedimento do crime de ameaça. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. O homem identificado por Fernando Francisco da Silva, pedreiro, de 28 anos, preso em flagrante por ameaça de morte, na noite do último domingo (14), poderá responder por estupro de vulnerável de duas crianças de 12 e 13 anos, que foram companheiras dele por pelo menos dois meses. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), de Juazeiro do Norte.

Segundo a Polícia Civil, militares foram até a residência de Fernando, no bairro Frei Damião, onde morava e mantinha relações sexuais com a criança de 12 anos, atender a ocorrência sobre a agressão. A vítima já se encontrava na casa de sua mãe. No entanto, outra menina, de 13 anos, foi encontrada no quarto do suspeito. Ela disse que também teve uma relacionamento com ele por pelo menos dois meses. As duas jovens fizeram exames na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). O resultado deverá auxiliar nas apurações do caso. 

Em depoimento à Polícia Civil, a criança de 12 anos disse que estava morando com o suspeito há dois meses e que esta foi a primeira vez que Fernando foi agressivo com ela. O pedreiro não teria aceitado o fim do relacionamento e a agrediu no último sábado com uma faca, riscando a menina nos braços e testa. Já no domingo, a ameaçou de morte. 

A delegada Débora Gurgel, titular da DDM de Juazeiro do Norte, conta que ele foi autuado somente pelo crime de ameaça, porque a lesão corporal se deu no dia anterior, mas que também será apurado por meio de portaria. “Também sob a incidência da lei Maria da Penha porque ele convivia com a menina de 12 anos”, explica. Para a outra vítima, foi expedida uma guia de crime sexual, mas não foi autuado em flagrante porque não ficou constatado no exame que eles tinham praticado relação sexual no naquele dia. 

Esta segunda vítima, de 13 anos, disse que estava em sua companhia para consumir maconha, mas não teve nenhuma relação sexual com o homem. “Estou tombando um novo inquérito policial para apurar esses outros fatos. Nós temos que investigar crimes sexuais: dois crimes de estupro de vulnerável. Mesmo ele tendo convivido com elas, elas são menores de 14 anos”, justifica a delegada. Caso seja constatado o estupro de vulnerável, a pena pode chegar de 8 a 15 anos de reclusão.

No inquérito de ameaça, ainda serão ouvidas duas pessoas, a mãe e uma vizinha, e este procedimento tem até 10 dias para ser concluído. “Quando tivermos os laudos do exame de corpo de delito e concluir o procedimento, vamos remeter para a Justiça e quem sabe até com uma representação preventiva, vamos verificar as circunstâncias”, explica Débora. 

Fernando já responde pelo crime de roubo. Ele está recolhido na Cadeia Pública de Juazeiro do Norte. A Polícia Civil deseja que ele aguarde a investigação preso. Já as duas meninas estão com seus familiares. Elas foram acompanhadas de suas mães prestar depoimento na Delegacia e encaminhadas para o Centro de Referência de Assistência Social (CREAS) “para ter um atendimento mais especializado”, acredita a delegada. 

Comum

De acordo com a agente, a DDM de Juazeiro do Norte tem recebido muitas denúncias de crimes sexuais que envolvem crianças e adolescentes. As ocorrências acontecem tanto no âmbito familiar, envolvendo pais, padrastos e tios, por exemplo, como entre namorados. “Mesmo assim, é importante esclarecer que a lei tipificou esse crime como estupro de vulnerável independente do consentimento da vítima. Para a lei, essa menor de 14 anos não tem condições de consentir. Mesmo que permita, queira, esse agressor será punido pelo crime”, explica Débora. . 

11:34 · 11.10.2018 / atualizado às 11:34 · 11.10.2018 por
Juazeiro teve seu efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. O índice de homicídios registrados na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), que corresponde a 25 municípios do Cariri, apresentou redução de 34% em setembro. Em 2017 foram contabilizados 29 crimes dessa natureza neste período, sendo que, este ano, o número de homicídios caiu para 18.

Em Juazeiro do Norte, maior cidade da Região, redução foi de 75%, já que foram registrados 12 homicídios em setembro de 2017 e apenas 3 no mês passado.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Luciano Rodrigues, a tropa policial militar vem atuando de forma estratégica no combate à criminalidade na Região do Cariri e, de forma, mais intensa, em Juazeiro do Norte. “O trabalho da Polícia Militar está focado na segurança e tranquilidade da sociedade caririense”, destaca o oficial.

Reforço

No mês de abril, Juazeiro do Norte recebeu uma série de pacotes de investimentos em segurança e ações sociais em seis bairros mais vulneráveis, através do Pacto Ceará Pacífico. Foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento foi ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública. O Município também viu se efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região do Cariri, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags