Busca

Categoria: Saúde


09:55 · 16.02.2018 / atualizado às 09:56 · 16.02.2018 por
O Instituto de Apoio à Criança com Câncer pediu a realização da discussão. (Foto: Divulgação/IACC)

Barbalha. Na próxima segunda-feira (19), às 17h30, acontecerá uma sessão na Câmara de Vereadores para discutir a doação de um terreno para a construção de uma unidade especializada em oncologia pediátrica. O local serviria para oferecer serviços às crianças e seus familiares que fazem tratamento contra o câncer no Município.

A partir deste ano, dadas as dificuldades enfrentadas pelas crianças durante o tratamento, o Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC) vislumbra a implantação em Barbalha, já que o Município recebem pessoas de várias cidades da região.

A proposta da unidade é promover cursos de capacitação aos profissionais da atenção básica a saúde e médicos que atuem na macrorregião de saúde do Cariri, com o objetivo de diagnosticar precocemente o câncer infanto-juvenil, promover campanhas e palestras para população em geral, sobre o diagnóstico.

O outro objetivo da unidade é oferecer aos assistidos e a seus cuidadores serviços médicos gratuitos de oftalmologia, psicologia, nutrição, fisioterapia, odontologia, exames de imagem e laboratoriais, os quais possuem uma grande demanda por parte dos pacientes. Atualmente, o IACC assiste a 57 crianças e adolescentes do Cariri acometidos pelo câncer, inclusive os que realizam o tratamento em outras cidades, como Fortaleza e São Paulo.

 

 

 

20:52 · 06.02.2018 / atualizado às 22:14 · 06.02.2018 por
O mosquito Anopheles não é encontrado na região, por isso, o risco de transmissão é quase inexistente. (Foto: Divulgação/BioSom)

Juazeiro do Norte. Uma mulher de 25 anos foi diagnosticada com malária neste Município, no Cariri cearense. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ela contraiu a doença no Amazonas, onde morava, mas se mudou para a Terra do Padre Cícero, no último mês de janeiro. No entanto, o risco de transmissão é quase inexistente.

Há quatro anos, a mulher sofre com a doença, mas semana passada ela teve uma crise. A Secretaria Municipal de Saúde providenciou a medicação e o problema já foi controlado. Mesmo assim, ela continua sendo acompanhada. Por precaução, foi recomendado que a paciente faça o uso constante de repelente e permaneça em sua residência.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que, esta semana, o Núcleo de Controle de Endemias realizará o bloqueio químico nas proximidades da casa em que ela reside, no bairro Centro, como forma de prevenção “visto que o Ministério da Saúde diz que nessa situação não é necessário realizar o bloqueio por não estarmos em uma área endêmica e não termos o vetor que transmite a doença aqui na região”, diz.

A malária é causada por protozoários do gênero Plasmodium e transmitida pelo mosquito Anopheles, que não é encontrado na região do Cariri. Ela causa febre, calafrios e tremedeiras. A presença do parasita leva à destruição dos glóbulos vermelho e, consequentemente, anemia. Estima-se que a doença mata cerca de 660.000 pessoas por ano e ainda não existe uma vacina preventiva.

13:56 · 26.01.2018 / atualizado às 13:56 · 26.01.2018 por
O Centro de Controle de Zoonoses de Crato deve ser referência para cidades menores. (Foto: Roberto Crispim)

Crato. O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) ingressou, na última quinta-feira (25), com uma ação civil pública contra o Município, requerendo a reestruturação do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A medida, protocolada pela Promotoria de Justiça do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Crato, pede que o equipamento se adeque ao CCZ – Tipo 2, que atende população de 100 mil a 500 mil habitantes.

De acordo com as Diretrizes para Projetos Físicos de Unidade de Controle de Zoonoses e Fatores Biológicos de Risco, elaborado pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Crato deveria ser referência para municípios de menor porte. Com isso, o MPCE realizou uma série de diligências e audiências com os órgão municipais responsáveis e entidades não governamentais, inclusive vistoria pessoal nas dependências do CCZ, e concluiu que as instalações atuais desatendem grande parte dos requisitos e protocolos estabelecidos na legislação.

O promotor de Justiça Thiago Marques Vieira afirma que ficou bastante preocupado com a situação encontrada no CCZ, especialmente no que diz respeito ao descarte dos animais sacrificados e do material médico veterinário e às precárias condições físicas do ambiente e dos equipamentos disponíveis para a realização de atividades básicas do equipamento.

Além do pedido de adequação ao projeto CCZ – Tipo 2, a ação civil pública ainda requer a adoção de campanhas periódicas sobre vacinação animal, castração, controle e natalidade, construção de abrigo/alojamento para animais, adoção de animais, entre outros.

Procurada, a Prefeitura do Crato, através da Secretaria Municipal de Saúde, informou que já está em fase de elaboração o projeto para a reforma estrutural do Centro de Controle de Zoonoses do Município.

09:13 · 23.01.2018 / atualizado às 09:13 · 23.01.2018 por
Arnon Bezerra está ouvindo as demandas da população. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. O prefeito Arnon Bezerra esteve, na última sexta-feira (19) e nesta segunda-feira (22), atendendo à população na sede da Secretaria de Saúde, ouvindo as demandas. Junto com a titular da Pasta, Nizete Tavares, o chefe do Executivo, que é médico, foi ouvir da população as principais necessidades, proporcionar os devidos encaminhamentos e resolver cada caso. Durante esta semana ele continuará recebendo as pessoas.

Segundo Arnon Bezerra, uma das suas grandes prioridades e preocupações tem sido a área de saúde, minimizando filas e consequentemente as angústias da população em relação aos problemas. Ele afirma que a procura por serviços é muito grande, isso envolvendo exames como os laboratoriais, de imagem, cirurgias, internamentos, o que, diante da variedade enorme, tem angustiado as pessoas, mas ressalta também os avanços consideráveis na área e a redução das filas.

Conforme o Prefeito, os números dos atendimentos realizados desde o ano passado até o momento, mostram a celeridade maior nos encaminhamentos. Uma das preocupações que neste momento tem sido trabalhada, diz respeito às abstenções daquelas pessoas que marcam exames e não buscam os atendimentos. De acordo com o Prefeito Arnon Bezerra, possivelmente isso tem ocorrido em função das pessoas não acreditarem no serviço.

Arnon Bezerra destaca a importância dos usuários também buscarem esclarecer suas dúvidas para resolverem as dificuldades, seja de medicação ou mesmo receita controlada, nos postos ou junto à secretaria.“Nós determinamos que a Secretaria de Saúde agora passe a dar toda a atenção necessária, agilizando, proporcionando uma solução definitiva para os problemas de cada um”, afirma.

Durante o período que reservou para os atendimentos desta segunda-feira, o chefe do Executivo disse que teve a grata surpresa de atender várias pessoas com demandas de serviços que a Prefeitura está oferecendo. “Isso nos dá a certeza que existe uma forma de resolver, e as pessoas estão agora encontrando a sinceridade, o serviço, a resposta, à altura do que precisam”, enfatiza.

10:42 · 18.01.2018 / atualizado às 10:42 · 18.01.2018 por
A capacitação reuniu 35 pessoas. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), em parceria com Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), iniciou, ontem (17), no Centro de Saúde Teodorico Teles, o curso do Programa de Qualificação em Educação Popular em Saúde (EdPopSus), com 17 semanas de duração. Ao todo, 35 profissionais estarão participando da capacitação, das 8h às 17h, entre agentes comunitários de saúde, agentes de vigilância sanitária e de combate às endemias, diversos colaboradores do Sistema Único de Saúde (SUS) e membros de movimentos sociais.

O objetivo é reunir profissionais e grupos a fim de aprender e trocar saberes populares voltados à saúde como, por exemplo, rezas e chás produzidos para fins medicinais.

A Secretária Adjunta da Saúde, Milenna Brasil, esteve presente e reafirmou com os alunos o compromisso da gestão municipal com a saúde pública. “Nós estamos aqui para apoiar e fortalecer os saberes populares, transformando em hábitos saudáveis e curativos para a população. As rezadeiras quando visitam os doentes, além de rezar, também levam soro caseiro. Os ensinamentos se multiplicam”, disse.

A formação conta com os educadores populares, Alex Sampaio e Ivonildo Santos, e com a articuladora institucional, Iracema Mariano. Para o Educador Popular Alex Sampaio, a mobilização social e o diálogo dos movimentos populares quando se unem transformam-se em uma grande força que repercute diretamente na saúde das comunidades. “Não há saber maior ou menor, existem saberes diferentes” ressalta.

Na prática, a educação popular se expressa pelo jeito simples de dialogar, partindo do princípio do saber e da vida dos participantes, valorizando as sabedorias populares, as expressões culturais locais, a participação da comunidade e as ações coletivas.

10:25 · 18.01.2018 / atualizado às 10:25 · 18.01.2018 por
Graças a procura, as vacinas para Febre Amarela só são feitas por agendamento. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) está vacinando a população contra a Febre Amarela, mediante agendamento. A procura teve aumento, nos últimos dias, mesmo a cidade não estando em área endêmica da doença. A imunização acontece no Centro de Dermatologia e o interessado deve apresentar a cópia da passagem que comprove viagem marcada para um local que seja área de risco, para que então a Secretaria de Saúde do Município solicite as vacinas à 21ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRES).

A orientação para quem vai viajar para algum desses locais é que receba a vacina até 10 dias antes da viagem. Se por algum motivo não for possível receber a vacina nesse período, a coordenadora de imunização do Município, Márcia Rejane, orienta que, assim que a pessoa chegar ao destino procure o serviço de saúde, pois a oferta de vacina nesses locais é bem maior. Uma única dose da vacina é necessária para garantir a imunização durante toda a vida.

Desde 2016, alguns estados brasileiros vêm enfrentando um surto de febre amarela. O Ceará não está incluso nas áreas de risco da doença. No entanto, toda pessoa que for viajar para algum local com recomendação de vacinação deve receber a imunização. Por isso, a Secretaria de Saúde do Estado envia pequenas quantidades da vacina para o Município.

10:07 · 18.01.2018 / atualizado às 10:07 · 18.01.2018 por
UBS do João Cabral recebe novos equipamentos. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. Nesta semana, os profissionais do Núcleo Gestor da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) estão visitando as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Município para identificar as necessidades de cada local. Alguns deles estão passando por reestruturação para atender as necessidades de equipamentos e de outros utensílios essenciais ao seu funcionamento.

O mobiliário antigo e danificado está sendo substituído por móveis novos. Além disso, estão sendo verificadas as quantidades e condições dos equipamentos médicos disponíveis, para que, nas UBS onde haja uma quantidade acima da necessária, esses equipamentos sejam remanejados para outra que esteja precisando.

Novos equipamentos

Nesta quarta-feira (17), foi realizada a entrega de novos equipamentos na UBS 09/39, no bairro João Cabral. A UBS recebeu balança digital, escada de 02 degraus, mocho, kit de limpeza, lixeiras, armários, longarinas, cadeiras, mesas, negatoscópio, carro de curativo, entre outros itens.

Nos próximos dias, outras UBS também receberão novos equipamentos, proporcionando assim melhores condições de trabalho aos profissionais, e consequentemente aprimorando o serviço para a população.

15:31 · 17.01.2018 / atualizado às 15:31 · 17.01.2018 por

Juazeiro do Norte. Com o ‘Janeiro Roxo’, campanha mundial de combate à hanseníase, a Secretaria Municipal realiza uma série de ações para alertar a sociedade sobre a importância da prevenção e tratamento correto para a doença. A programação tem atividades entre os dias 22 e 26 de janeiro.

A abertura acontecerá no dia 22, às 08h30, no Centro de Dermatologia, com a presença de autoridades municipais. No dia 23, a partir de 08h30, acontecerá no Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), uma roda de conversa com os pacientes de hanseníase, com o tema “Autocuidado”. O momento será conduzido pela enfermeira Fernanda Cassiano e pelo fisioterapeuta Alexandre Xavier.

Nos dias 24, 25 e 26, de 07h30 às 17h, será realizado o Observatório da Hanseníase, que consistirá em uma capacitação prática para enfermeiros e médicos da Atenção Básica. Durante toda a semana, no Centro de Dermatologia, estará exposto material educativo, com informações acessíveis para a população sobre a doença.

Centro de Dermatologia

Em 2017, foram confirmados 92 casos de hanseníase em Juazeiro do Norte. No Município, o local de referência para realização de exames, diagnóstico, tratamento e reabilitação, é o Centro de Dermatologia, onde os pacientes são acompanhados por uma equipe multiprofissional, composta por enfermeiro, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e médico dermatologista.

06:15 · 15.01.2018 / atualizado às 04:38 · 15.01.2018 por
O local atende crianças e adolescentes com diagnóstico de transtornos mentais graves, severos e persistentes. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. Mantido, desde novembro de 2015, com recursos próprios, o Centro de Atenção Psicossocial infantojuvenil (CAPS i) foi habilitado a receber recurso mensal do Ministério da Saúde. O local receberá a quantia de R$ 32.130,00. Atualmente, 400 crianças e adolescentes são atendidos por lá.

Segundo a Secretária Executiva de Saúde do Município, Francimones Rolim, essa conquista se deve aos esforços da equipe técnica da Secretaria de Saúde, que tem à frente a Secretária Nizete Tavares, e do apoio do Prefeito Arnon Bezerra.

O público atendido tem crianças e adolescentes de até 18 anos, com diagnóstico de transtornos mentais graves, severos e persistentes, são acompanhados no CAPS i por uma equipe multiprofissional composta por médico psiquiatra, assistente social, fisioterapeuta, psicóloga, enfermeiro, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e técnicos de enfermagem.

O local funciona diariamente, de 7h30 às 13h, na rua Manoel Miguel dos Santos, 125 A, no bairro Lagoa Seca. Os pacientes podem ter acesso ao atendimento através de demanda livre ou de encaminhamento.

13:57 · 12.01.2018 / atualizado às 13:57 · 12.01.2018 por
Visitas às UBS’s estão sendo realizadas para diagnostico. (Foto: Reprodução/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. Mais de R$ 7 milhões  em recursos de emendas parlamentares foram conquistados pelo Município para investimento no Fundo Municipal de Saúde, que deverão ser utilizados em 2018. No Piso de Atenção Básica (PAB), as emendas somam R$ 6,3 milhões. Os recursos são de natureza de despesa e de custeio, e deverão ser utilizados para serviços de manutenção das ações da Atenção Básica, como aquisição de material médico-hospitalar e de expediente, por exemplo.

Já para incremento do custeio de Média e Alta Complexidade (MAC), foi creditado o valor de R$ 1.413.184,00, divididos em R$ 30.000,00 para aplicação no Centro de Especialidades Odontológicas Municipal (CEO), R$ 883.184,00 para o Hospital Infantil Maria Amélia Bezerra de Menezes, e R$ 500.000,00 para o Serviço de Assistência Médica Especializada (SAME).

Para aquisição de equipamentos e material permanente, foi creditado o valor de R$ 190.000,00, que será utilizado para compra de 04 veículos para as Unidades Básicas de Saúde do Município (UBS). De acordo com a Secretária Executiva de Saúde do Município, Francimones Rolim, estes recursos proporcionarão melhores condições de trabalho nos locais onde os investimentos serão realizados.

Visita

Os profissionais do Núcleo Gestor da SESAU estão visitando os equipamentos, a fim de identificar as necessidades das UBS. Na última quinta-feira (11), a Secretária Executiva de Saúde, juntamente com uma das coordenadoras de distrito, realizou visitas às UBS dos bairros Franciscanos, Pirajá e João Cabral.

“A grande importância dessas visitas é ouvir a ponta, porque quem está lá é quem realmente sabe da sua necessidade. Queremos saber, junto aos usuários, como é que está o atendimento, o que está faltando e o que a gente pode melhorar, enquanto gestão, tanto no apoio aos profissionais como também na melhoria das condições de trabalho, para que o usuário saia satisfeito”, ressaltou a secretária executiva, Francimones Rolim.