Busca

Categoria: Sem categoria


14:59 · 14.03.2017 / atualizado às 15:00 · 14.03.2017 por

Juazeiro do Norte. A Coordenação de Atenção Especializada inicia hoje,14, a realização de cirurgias gerais eletivas que estavam na fila de espera. Os procedimentos serão realizados no Hospital Maternidade São Lucas, e o objetivo é atingir o resultado de cerca de 80 cirurgias por mês, reduzindo, ao máximo, ou até zerando essa fila.

Inicialmente, são três médicos realizando atendimento pré-cirúrgico, avaliando os pacientes e exames, e operando. Quando o paciente está com toda a documentação e relação de exames regularizada, já sai do atendimento com a data da cirurgia marcada.

De acordo com o coordenador do setor, Lucimilton Macedo, segundo os próprios pacientes, a maioria deles já estava na fila de espera há pelo menos um ano. Neste momento inicial, estão sendo priorizados aqueles que já estão com a documentação regularizada. Quem não se encontra nesta situação, está sendo chamado através do setor responsável para atualização dos exames e documentos. Para isso, foi feita uma espécie de triagem, identificando os pacientes com demanda reprimida.

Através da realização dessas cirurgias, a Secretaria de Saúde espera acabar com a demanda reprimida de cirurgias eletivas até o mês de dezembro. Os procedimentos que não são necessariamente realizados por médicos especialistas, como retirada de hérnias, vesículas, tumores superficiais, entre outros, são os que serão realizados a partir desta terça-feira.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

16:58 · 10.02.2017 / atualizado às 16:58 · 10.02.2017 por
Foto André Costa

Crato. O Governo do Ceará foi condenado a pagar indenização de R$ 300 mil por danos morais coletivos por violações de direitos trabalhistas na Expocrato, maior feira de agronegócios do estado. A sentença da 2ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho é resultado de uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE), a fim de garantir condições dignas para os trabalhadores em relação à estrutura física – com alojamentos, refeitórios e banheiros adequados – e combater a exploração de crianças e adolescentes no evento.

A decisão considera que o Estado do Ceará – como proprietário do parque de exposições e principal beneficiário do evento – deve garantir o ambiente de trabalho seguro e saudável durante o evento. Além dos riscos de acidentes e à saúde dos trabalhadores, a juíza do Trabalho Regiane Silva ressalta, na sentença, as consequências psicológicas do tratamento desumano. “[trabalhadores] são expostos ao público visitante em condições análogas aos animais e, nesse caso, em condição de inferioridade, visto que os animais são tratados de forma digna, considerando-se sua condição de seres irracionais, uma vez que são bem alimentados e têm a higiene adequada a sua espécie”.

Entenda o caso
Entre 2012 e 2015, foram detectadas diversas violações das normas de saúde e segurança no parque de exposições de propriedade do estado do Ceará, que resultaram em 90 autos de infração pelo Ministério do Trabalho e Emprego. “O MPT-CE instaurou inquérito civil, ainda em 2012, e o Governo do Estado assumiu o compromisso de sanar as irregularidades e melhorar a estrutura para a realização da feira, no ano seguinte”, explica a procuradora do Trabalho autora da ação, Lorena Camarotti. “No entanto, uma nova fiscalização flagrou uma série de violações de direitos”, ressalta.

Por falta de alojamento adequado, trabalhadores dormiam em redes, nos currais ou galpões que serviam de estábulos. Faziam as refeições dividindo espaço com os animais, sem condições básicas de higiene. Os auditores encontraram também roupas e outros objetos pessoais misturados a sacos de ração, instalações elétricas com fios expostos e crianças ocupadas com o trato de bovinos ou em atividades comerciais.

No texto da sentença, a juíza aponta que “o Estado, mesmo após firmar um TAC [Termo de Ajustamento de Conduta] para tentar adequar-se às obrigações legais em 2013, continuou a violá-las”. A intervenção do Poder Judiciário levou a organização da feira a construir alojamentos e banheiros para os empregados em caráter de urgência, em 2016. Mesmo assim, na última edição do evento, foram constatadas irregularidades, principalmente no que diz respeito ao trabalho infantil. O valor da indenização por danos morais será revertido para projetos sociais em defesa da infância.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

09:08 · 10.02.2017 / atualizado às 10:23 · 10.02.2017 por
Chuva voltou a cair com intensidade no Cariri após dez dias (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Voltou a chover com intensidade no Estado após dez dias. Nas últimas 24 horas a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou pluviosidade em pelo menos 66 municípios cearenses. Os maiores volumes foram verificados no Cariri, região que também teve a maior quantidade de cidades banhadas pelas chuvas, 17 ao total.

O município de Porteiras  liderou o ranking com 128 milímetros registrados no Sítio Saco, seguido por Brejo Santo com 82.2 milímetros; Missão Velha, no posto Jamacaru (75 mm); Porteiras, na sede do município, (69.6 mm) e Jati, no Sítio Macapa (69.2 mm), todos localizados no Cariri cearense. Com volume de chuva de 48.8 milímetros, a cidade de Limoeiro do Norte, na região Jaguaribana, é a primeira fora do Cariri que aparece no ranking das mais chuvosas.

Nas três maiores cidades do Cariri, a chuva não veio com intensidade. Em Juazeiro do Norte choveu 14 mm no posto Vila São Gonçalo; em Barbalha, 12.5 milímetros e na cidade do Crato, no posto Lameiro, foi registrado 7 mm. Na capital cearense foi verificado apenas 5 mm no pluviômetro instalado em Messejana.

A previsão para as próximas horas desta sexta-feira, segundo a Funceme, é de nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as regiões do estado. Para o fim de semana o órgão prevê pancadas de chuva em todo o Estado.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

 

12:29 · 09.02.2017 / atualizado às 13:50 · 09.02.2017 por
Letreiro instalado na manhã desta quinta-feira (Foto Henrique Macêdo)

Juazeiro do Norte. O mais importante e conhecido dos letreiros que estampam os nomes das cidades está localizado no Mount Lee em Hollywood. Construído em 1921 e inaugurado dois anos depois com o objetivo de impulsionar as vendas de casas de um condomínio erguido naquela região, o letreiro se tornou símbolo da cidade e virou ponto turístico.

Passados quase cem anos, a ideia se espalhou por vários países e hoje, no Brasil, diversas cidades estampam letreiros com seus respectivos nomes. Em Juazeiro do Norte, maior cidade do interior cearense, um letreiro – bem mais discreto do pomposo letreiro hollywoodiano – foi construído na rotatória próximo ao aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Nos próximos dias o local ganhará iluminação especial.

O entorno do equipamento aeroportuário têm sofrido intervenções nos últimos meses. A pista que dá acesso ao aeroporto foi ampliada e restaurada, o estacionamento ganhou novas vagas, a iluminação também sofreu melhorias e foi iniciado processo de arborização no local.

Veja outros letreiros:

O mais famoso dos letreiros em todo o mundo

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

14:25 · 23.01.2017 / atualizado às 14:25 · 23.01.2017 por
(Foto André Costa/Agência Diário)
Céu ficou nublado em alguns dias mas a chuva não veio (Foto André Costa/Agência Diário)

Juazeiro do Norte. As chuvas perderam intensidade no Cariri após a última semana ter sido marcada por intensas precipitações que banharam várias cidades da região. Neste município, por exemplo, choveu três dias seguidos, o que não acontecei desde março do ano passado, conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Entre os dias 17 e 19, o órgão registrou a soma de 79 milímetros em Juazeiro. Agora, a cidade já acumula quatro dias sem precipitações. Já na cidade de Várzea Alegre, o registro de 100 milímetros na zona rural na na terça (17) passada foi o último de grande intensidade no município.

A explicação para a ausência de chuvas na região é devido ao distanciamento de um vórtice ciclônico que, na semana passada, estava sobre a região. Esse fenômeno, segundo o meteorologista da Funceme, Raul Fritz, que influencia na incidência de chuvas, é “instável e desloca com facilidade”.

Precipitações
Nas últimas 24 horas, no entanto, o órgão registrou pluviosidade e 10 municípios do Cariri. No Estado, ao todo, foram 76 cidades banhadas. O maior volume estadual foi apontado em Acopiara (76 mm), no Centro-Sul cearense, seguido por Senador Sá (57.6 mm) e Morada Nova (42.6 mm). No Cariri, a maior intensidade foi verificada no Baixio, com 30 milímetros.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br