Categoria: Turismo e Romaria


15:39 · 15.07.2019 / atualizado às 15:41 · 15.07.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

A Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Crato (Seturdes) está distribuindo um folder com o mapa turístico do Município para os visitantes da 68ª Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados, a popular Expocrato. O material estará no stand da Prefeitura e também em restaurantes, hotéis e banca de revistas espalhadas pela cidade. A tiragem é de 10 mil exemplares.

Leia Mais: 10 lugares da ‘Princesa do Cariri’ que você precisa conhecer

Segundo o titular da Seturdes, Luis Carlos Saraiva, o trabalho vem sendo realizado há dois anos e mostra, além de pontos turísticos, lugares religiosos, praças e, também, locais de serviço, como hospitais e restaurantes. “A gente começou, a princípio, a criar vários trabalhos virtuais”, explica o secretário.

Com objetivo de preservar o meio ambiente, a Secretaria também trouxe o mapa para as plataformas digitais e também criou o aplicativo “Crato Amado”, para o sistema Android. “Sempre tivemos esta vistão de que deveríamos economizar o máximo de papel”, justifica.

O mapa turístico do Crato está disponível para download AQUI. Também pode ser acessado neste LINK. O aplicativo “Crato Amado está disponível para download na Play Store ou neste SITE.

Outro trabalho interessante, desta vez, desenvolvido pela Secretaria de Cultura, é a Cartografia Cultural do Crato, que traz equipamentos, grupos culturais e artistas importantes do Município.

20:34 · 08.07.2019 / atualizado às 20:35 · 08.07.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes iniciou as vendas de bilhetes para a rota direta entre Juazeiro do Norte e Fortaleza. Os clientes terão à disposição voos diretos, diariamente, a partir de 2 de setembro. Os bilhetes para o novo voo estão disponíveis a partir de R$ 99,99 o trecho (sem taxas) em todos os canais da companhia – aplicativo e site, nas lojas VoeGOL e nas agências de viagem.

A partida de Fortaleza para Juazeiro do Norte será às 23h55. O voo é diário, exceto aos sábados. Já o embarque da terra do Padre Cícero até a capital cearense acontece às 4h05, diariamente, com exceção dos domingos.

“Juazeiro do Norte é a maior cidade do interior cearense e um importante polo de negócios regional. Além disso, a capital é estratégica para a GOL. O aeroporto local abriga nosso Hub, inaugurado no ano passado, que permite que os clientes das regiões Norte e Nordeste façam conexões rápidas e eficientes para outras cidades do Brasil e destinos internacionais”, diz Rafael Araujo, diretor de Planejamento de malha da GOL.

Atualmente a GOL disponibiliza cerca de 430 frequências semanais no Ceará (pousos e decolagens). A companhia opera em três aeroportos do Estado, Fortaleza, Jericoacoara e Juazeiro do Norte e lidera em decolagens no Ceará com 36% da oferta de assentos.

Os clientes terão à disposição os serviços já oferecidos nos voos domésticos da companhia, como serviço de bordo com snacks e bebidas gratuitas, mais espaços entre as poltronas e a sua plataforma de conectividade e entretenimento com filmes, séries e TV ao vivo, sem custo adicional.

Além disso, o passageiro também pode se conectar à internet durante o voo, o que permite a ele enviar e receber mensagens, acessar as redes sociais e atualizar o e-mail, por exemplo.

15:11 · 01.07.2019 / atualizado às 15:20 · 01.07.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

Com mais 500 mil pessoas esperadas circulando no Festival Expocrato e na 68ª Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados, que acontecem paralelos no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti, a previsão é de aumento no fluxo de passageiros no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, e nos terminais rodoviários da região. De 13 a 21 de julho, o evento transformará o Crato no principal polo econômico e turístico do Cariri.

Segundo a Infraero, desde o final de junho até o início de agosto são esperados cerca de 54 mil passageiros, entre embarques e desembarques, no Aeroporto de Juazeiro do Norte, um dos mais movimentados do Nordeste. Durante esse período, a expectativa é que o terminal registre 884 operações de pousos e decolagens, o dobro do registrado em maio deste ano.

Já nos terminais rodoviários, a empresa Guanabara se prepara para sua maior operação dos últimos anos a fim de atender a demanda de clientes para a Expocrato. Segundo dados oficiais, serão 68 viagens diárias durante o período do evento, em média, considerando o itinerário Juazeiro do Norte – Fortaleza.

Durante o período de Expocrato, a empresa dobrará a oferta de horários, passando para 34, com previsão de chegar a 40 horários nos dias 18 e 19 de julho, quinta e sexta-feira, respectivamente.

Promovido pela Multi Entretenimento e Mega Som, o Festival Expocrato 2019, que acontece paralelo à feira agropecuária, é um dos maiores e mais tradicionais eventos do gênero no Brasil. Ao todo, serão mais de 50 atrações, entre as principais duplas, bandas e artistas nacionais da atualidade. Entre elas estão Marília Mendonça, Anitta, Nando Reis, Wesley Safadão, Zé Neto e Cristiano, Xand Avião, Gusttavo Lima, Leo Santana e muito mais.

A programação completa você confere no SITE. As vendas acontecem pela Bilheteria Virtual ou pelas lojas oficiais em Crato (Rua Doutor Miguel Lima Verde, 503, no Centro), Juazeiro do Norte (Cariri Garden Shopping, Loja 71) e Fortaleza (Ticket Shop, nos shoppings Iguatemi e RioMar Kennedy).

13:41 · 27.06.2019 / atualizado às 14:02 · 27.06.2019 por
(Foto: Antonio Rodrigues)

O governador Camilo Santana sancionou a Lei (nº 16.906), de 18 de junho de 2019, que inclui a Romaria da Menina Benigna, em Santana do Cariri, no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Ceará. A celebração acontece de 15 a 24 de outubro. Considerada santa popular no Município, a adolescente, assassinada aos 13 anos de idade, foi aclamada “Serva de Deus” pela Igreja Católica e seu processo de beatificação está em andamento.

Proposta pelo deputado estadual Nizo Costa (PSB), a inclusão da romaria no Calendário Oficial de eventos permite que a festa ganhe mais importância e pode garantir o crescimento da romaria. No dia 24 de outubro, data da morte de Benigna, cerca 30 mil pessoas participam de uma peregrinação até o distrito de Inhumas, a 3 km da sede do Município, local onde foi assassinada.

Martírio

“Heroína da Castidade” como é aclamada em Santana do Cariri, Benigna Cardoso da Silva foi brutalmente assassinada, aos 13 anos de idade, em 1941, a golpes de faca por outro adolescente que a assediava, depois que recusou ter relações sexuais com ele. Para a população, “ela deu a vida para não cometer pecado”. 

A Diocese de Crato abriu o processo para sua beatificação em 2011. Dois anos depois, ele foi aceito e a jovem foi nomeada “Serva de Deus” pela Igreja Católica. Depois de cinco anos de estudos sobre sua história e devoção, sua causa foi aprovada na Comissão dos Teólogos da Congregação para as Causas dos Santos, em Roma, ano passado. Agora, agora cabe à avaliação da Comissão dos Cardeais e, em seguida, ao parecer do Papa Francisco.

Nesta fase inicial, os teólogos investigaram as virtudes ou o martírio, detalhando as circunstâncias da morte. A comprovação de um milagre, critério necessário para ser reconhecido como beato, é dispensando no caso de Benigna, pois, sua morte é considerada um martírio.

“É claro que a expectativa é grande. Agora, depende do calendário da Congregação. Evidentemente que deve obedecer a todo um protocolo, mas penso que não haverá muita dificuldade, pois é um caso de martírio. Esperamos que aconteça logo. Agora, só depende de Roma”, explica o bispo Dom Gilberto Pastana, titular da Diocese de Crato.

Outras inserções

Além da Romaria da Menina Benigna, também foram inseridos a encenação teatral da Paixão de Cristo, realizada durante a Semana Santa no município de Milagres, e os festejos de Nossa Senhora do Rosário, padroeira de Russas, que acontece no período entre 27 de setembro e 7 de outubro.

18:59 · 21.06.2019 / atualizado às 21:42 · 21.06.2019 por

O Crato completa 255 anos de emancipação política nesta sexta-feira (21). A data marca o dia que a povoação de Miranda elevou-se à categoria de vila, como Vila Real do Crato, instalada em 21 de junho de 1764, sendo desmembrada de Icó. Depois, se tornou cidade pela Lei Provincial nº 628, de 17 de outubro de 1853.

Com uma rica história, belezas naturais, personagens marcantes e manifestações populares pulsantes, o Município é batizado como “A cidade da cultura”. Por tudo isso, é um excelente destino turístico cearense. A cidade fica a uma distância de 19 quilômetros do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, na cidade vizinha, Juazeiro do Norte.

Abaixo, você conhece alguns lugares marcantes do Crato:

Caldeirão da Santa Cruz do Deserto

Localizado a 33 quilômetros da sede do Município, a comunidade do Caldeirão da Santa Cruz, liderada pelo Beato José Lourenço, acolheu cerca de 1700 pessoas que fugiram da seca. Lá havia fartura, riqueza espiritual e abundância de comida. As tarefas, seja no campo ou nas oficinas, eram distribuídas igualmente, assim como a produção. Temendo que a comunidade se tornasse um movimento messiânico, o Governo Federal, em 1937, ordenou que as Forças Armadas e a Polícia Militar do Ceará invadissem o local e o destruíssem. 

Parte dos moradores foram mortos e os sobreviventes expulsos de suas terras. O beato José Lourenço e seus seguidores fugiram. Até hoje, muitos corpos não foram encontrados e não há nenhum registro oficial do número exato de vítimas. Anualmente, o lugar recebe milhares de pessoas, no mês de setembro, em Romaria. 

Romaria no Caldeirão da Santa Cruz. (Foto: Antonio Rodrigues)

Museu Histórico do Crato J Figueiredo Filho

Além de importante acervo, o Museu Histórico de Crato funciona na antiga Casa de Câmara e Cadeia do Município. É um das poucas edificações deste tipo que estão de pé no Ceará. Há registros que o início da construção foi em 1817. Como peculiaridade, o prédio possui uma enxovia em forma de abóbada, onde ficavam os presos mais perigosos. Está localizado em frente a Praça da Sé.

Porém, o prédio encontra-se com problemas estruturais, apresenta rachaduras e o piso da parte superior, onde funcionava o Museu de Artes, foi retirado. A Secretaria de Cultura de Crato tem um projeto de reforma para o local. Os técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) fizeram visitas e produziram uma planta arquitetônica.

Museu Histórico do Crato foi antiga Casa de Câmara e Cadeia e ainda preserva o brasão do Império. (Foto: Antonio Rodrigues

Capela de São Sebastião

Em 1862, o surto de cólera chegou no Cariri, matando cerca de 2 mil pessoas. No Crato, foram 1.100 pessoas. Importante ressaltar que o centro urbano do Município tinha, na época, entre 6 a 8 mil moradores. Dois anos depois, o surto voltou a acontecer, mas matando cerca de 500 pessoas.

O Major Felipe Teles de Mendonça, temendo que a doença chegasse ao Sítio Riacho Seco – atual Sítio Currais -, prometeu que ergueria uma capela para São Sebastião caso ninguém de sua família e de seus moradores morressem. E assim aconteceu. Em 1863 começou a construção, que só foi finalizada em 1888, após sua morte. O pequeno templo fica nas margens da CE-386, a seis quilômetros do Centro da cidade.

Capela de São Sebastião erguida há 151 anos. (Foto: Antonio Rodrigues)

Sítio Chico Gomes

Cultura, culinária, agroecologia e aventura. No sopé da Chapada do Araripe, a 7,5 quilômetros da sede de Crato, fica a comunidade de Chico Gomes, que trabalha, há 10 anos, com turismo rural. A localidade conta com trilhas, levadas de água, mirante e nascentes. Além disso, com forte ligação com a cultura indígena, preserva um grupo de meizinheiras que utilizam plantas medicinais e técnicas seculares na fitoterapia.

A organização comunitária começou com seu grupo de jovens articulado, desde 2006, na quadrilha junina. Depois, sentiu a necessidade de resgatar as manifestações culturais tradicionais, como as danças e canções de seus antepassados. Deste trabalho, surgiu o grupo Urucongo de Artes, que já realizou apresentações em várias partes do  Cariri.

As trilhas do Chico Gomes contam com pequenas quedas d’água que atraem turistas do Brasil e de outros países. (Foto: Antonio Rodrigues)

Casarão dos Esmeraldo

No Sítio Bebida Nova ainda permanece de pé uma das construções mais imponentes do Cariri, o casarão da família Esmeraldo, construído entre das décadas de 1870 e 1880, por Antônio Esmeraldo da Silva. O complexo também era formado por um engenho, que chegou a ser um dos mais ativos da região.

Sua localização, dá uma privilegiada visão do vale do Cariri e auxiliava na proteção do imóvel contra possíveis invasores ou ataques de famílias rivais. Seu estado de conservação é muito bom. O imóvel fica a cerca de 6 quilômetros da sede do Município.

Casarão chama atenção por seu estado de conservação. (Foto: Antonio Rodrigues)

Santa Cruz da Baixa Rasa

Com 105 anos de tradição, a Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa é uma das principais celebrações de Crato e acontece, anualmente, no dia 25 de janeiro. A pé ou a cavalo, centenas de pessoas percorrem quilômetros, vindos até de cidades vizinhas, para participar do evento que ganha, cada vez mais, o caráter de romaria.

Tombada como Patrimônio Material e Imaterial do Município, a festa reconta a história de um suposto vaqueiro, vindo de Pernambuco, que montado a cavalo se perdeu de seu grupo na atual Floresta Nacional do Araripe. Os mais velhos contam que ele passou dias sem rumo e morreu de fome e de sede. Dias depois, foi enterrado ali mesmo, onde faleceu.

Uma missa no seu túmulo foi realizada e, com o tempo, a peregrinação cresceu. Ao lado de sua cova, várias outras surgiram, na medida que os fiéis pediam para ser enterradas por lá. Um verdadeiro cemitério popular no meio da floresta.

Santa Cruz onde estaria sepultado o homem que morreu de fome e de sede na Floresta Nacional do Araripe. (Foto: Antonio Rodrigues)

Museu Luiz Gonzaga

Mesmo falecido há 30 anos, Luiz Gonzaga ainda inspira muitas pessoas. Não foi diferente com o menino Pedro Lucas Feitosa, 14, que criou sozinho, no distrito de Dom Quintino, a 27 quilômetros do Centro de Crato, um museu dedicado ao “Rei do Baião”.

Inspirado no Parque Aza Branca, em Exu (PE), o garoto inaugurou seu museu aos oito anos de idade. Lá, reúne objetos antigos como rádio, ferramentas, máquina de escrever e, claro, fotos, cartazes, jornais, folhetos, discos e CD’s de Luiz Gonzaga. A maioria dos objetos foram doados a partir da divulgação do seu trabalho. A média de visitantes é de cinco mil por ano.

Pedro Lucas inaugurou o museu aos oito anos de idade. (Foto: Antonio Rodrigues)

Baixio das Palmeiras

O distrito de Baixio das Palmeiras, distante 7 quilômetros da sede Crato, fica próxima do limite com Barbalha. Em território de vale, vários riachos cortam o sítio que se tornou uma importante área agrícola. Lá, também foi território de povos indígenas e é possível encontrar escrituras e pedras usadas na fabricação de ferramentas. Por causa disso, foi identificado um sítio arqueológico batizado com o mesmo nome do distrito.

O lugar possui trilhas como a do Riacho do Pinga que, no período das chuvas, forma uma bela cachoeira. Também  preserva uma casa de taipa do Século XIX, que pertenceu a dona Quitéria e foi importante rota dos cangaceiros no último século, principalmente os “Marcelinos”, que rondavam a região. Já no Baixio do Muquém, que também pertence ao distrito, há uma casa de farinha de 80 anos ainda com sua estrutura mecânica manual preservada.

Casa de Farinha no Sítio Muquém, no distrito Baixio das Palmeiras, tem 80 anos e ainda preserva estrutura mecânica manual. (Foto: Antonio Rodrigues)

Primeira usina hidrelétrica do Cariri

Inaugurada em 4 de dezembro de 1938, a primeira usina hidrelétrica do Cariri foi feita na nascente do Rio batateira. Ela foi responsável por fornecer, pela primeira vez, energia elétrica ao Crato, que funcionava apenas durante a noite. No local, na década de 1980, foi criado o Balneário da Nascente.

De lá para cá, houve pouca manutenção física e, atualmente, está abandonado. A antiga casa de força da usina está em ruínas e o maquinário largado ao tempo. O mato tomou de conta. A Secretaria Municipal de Cultura planeja que o local seja tombado pelo IPHAN e tem um projeto para sua restauração. Mesmo assim, o prédio mantém seu formato original e vale a pena conhecer por sua importância histórica.

Casa de força da antiga usina está em ruínas, mas ainda preserva sua estrutura original. (Foto: Antonio Rodrigues)

Cascata do Lameiro

Abaixo da usina, ainda no Rio Batateira, está a Cascata do Lameiro, que fica a aproximadamente 3 quilômetros da sede de Crato. Entre pedras e vegetação, se forma uma queda d’água de aproximadamente oito metros de altura. Nos primeiros meses do ano, quando mais chove, o local atrai muitos visitantes.

O acesso é livre por uma escada ou por uma pequena trilha, na beira da estrada. Abaixo da principal queda d’água, forma-se uma área ideal para banho com aproximadamente 2,5 metros de profundidade. Alguns banhistas se arriscam pulando de árvores e rochas dentro do rio.

A Cascata do Lameiro é um dos principais destinos turísticos do Crato. (Foto: Antonio Rodrigues)
05:21 · 30.05.2019 / atualizado às 05:21 · 30.05.2019 por
Foto: Elizângela Santos

Será inaugurado, nesta sexta-feira (21), às 18 horas, o Alameda Juazeiro – Centro de Gastronomia Rita Araújo da Silva, conjunto de lojas onde funcionava o antigo terminal de ônibus de Juazeiro do Norte. Colorido e resgatando as fachadas dos casarões antigos que ficavam ao redor da Praça Padre Cícero, o espaço promete ser um novo ponto turístico do Cento da cidade.

Com 43 lojas e três banheiros, o local abrigará um calçadão com bares e restaurantes, além de vendas de artesanatos, fomentando, assim, a atividade econômica e turística na terra do Padre Cícero. As obras fazem parte do mesmo projeto de reforma da Praça Padre Cícero, que já foi entregue em setembro de 2018, resgatando o traçado da década de 1960 do equipamento.

O noval terá três novos banheiros. (Foto: Elizângela Santos)

Com investimento de R$ 4,5 milhões dos governos Federal, Estadual e Municipal, a praça recebeu obras paisagismo e instalação de postes coloniais. Além disso, foram colocados piso com ladrilhos, bancos de granilite e 18 novas lixeiras. A obra também contemplou as ruas no entorno com pavimentação em piso intertravado e drenagem. 

Coluna da Hora

Ainda resta no projeto a recuperação da Coluna da Hora e da estátua do Padre Cícero de bronze, que já foi licitado. Nela, será feita a restauração completa da máquina mecânica do relógio, incluindo a confecção de novas peças do mostruário, limpeza, adaptação e restauração dos sistemas, revitalização dos cabos de aço, restauração do indicador das fases da lua, além de outras peças como satélite e gabinete.  

16:26 · 23.05.2019 / atualizado às 16:28 · 23.05.2019 por
Fotos: Lino Fly

A pintura dos novos quiosques localizados onde funcionava o antigo terminal de ônibus intermunicipal, em Juazeiro do Norte, já está sendo concluída. A previsão é que a obra seja entregue até o dia 31 deste mês. Colorido e resgatando as fachadas dos casarões antigos que ficavam ao redor da Praça Padre Cícero, o espaço promete ser um novo ponto turístico do Cento da cidade.

Com 43 lojas e três banheiros, o local abrigará um calçadão com bares e restaurantes, além de vendas de artesanatos, fomentando, assim, a atividade econômica e turística na terra do Padre Cícero. As obras fazem parte do mesmo projeto de reforma da Praça Padre Cícero, que já foi entregue em setembro de 2018, resgatando o traçado da década de 1960 do equipamento.

Com investimento de R$ 4,5 milhões dos governos Federal, Estadual e Municipal, a praça recebeu obras paisagismo e instalação de postes coloniais. Além disso, foram colocados piso com ladrilhos, bancos de granilite e 18 novas lixeiras. A obra também contemplou as ruas no entorno com pavimentação em piso intertravado e drenagem. 

Coluna da Hora

Ainda resta no projeto a recuperação da Coluna da Hora e da estátua do Padre Cícero de bronze, que já foi licitado. Nela, será feita a restauração completa da máquina mecânica do relógio, incluindo a confecção de novas peças do mostruário, limpeza, adaptação e restauração dos sistemas, revitalização dos cabos de aço, restauração do indicador das fases da lua, além de outras peças como satélite e gabinete.  

12:47 · 20.05.2019 / atualizado às 13:19 · 20.05.2019 por
Foto: Lino Fly

A Secretaria de Infraestrutura de Juazeiro do Norte (Seinfra) informou que a reforma dos quiosques localizados onde antes funcionava o antigo terminal de ônibus intermunicipal será concluída até o fim deste mês. De acordo com a empresa responsável pela obra, o equipamento será entregue ao Município até o próximo dia 31 de maio, com 43 lojas e três banheiros.

O espaço reproduz, como réplica, os casarões com os traçados antigos da cidade, recuperando um pouco da história e possibilitando a valorização da área central do Município. Lá, abrigará bares e restaurantes, além de vendas de artesanatos, fomentando, assim, a atividade econômica e turística em Juazeiro do Norte.

A reforma faz parte do mesmo projeto de reforma da Praça Padre Cícero, entregue em setembro de 2018. Com investimento de R$ 4,5 milhões dos governos Federal, Estadual e Municipal, o equipamento apresenta o traçado antigo, sobretudo, da década de 1960. A praça recebeu paisagismo e instalação de postes coloniais. Além disso, foram colocados piso com ladrilho hidráulico, bancos de granilite e a 18 novas lixeiras. A obra também contemplou as ruas no entorno com pavimentação em piso intertravado e drenagem. 

Coluna da Hora

Ainda resta a recuperação da Coluna da Hora e da estátua do Padre Cícero de bronze já foi licitado. Nela, será feita a restauração completa da máquina mecânica do relógio, incluindo a confecção de novas peças do mostruário, limpeza, adaptação e restauração dos sistemas, revitalização dos cabos de aço, restauração do indicador das fases da lua, além de outras peças como satélite e gabinete.  

11:25 · 08.05.2019 / atualizado às 14:56 · 08.05.2019 por
O governador Camilo Santana e o prefeito Arnon Bezerra se encontraram no Palácio da Abolição para assinar o convênio. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Juazeiro do Norte e o Governo do Estado assinaram, ontem (07), no Palácio da Abolição, o convênio para dar início ao projeto do teleférico na terra do Padre Cícero. O equipamento terá capacidade para transportar até mil passageiros por hora, seis por cabine, ligando o Centro Multiuso à Colina do Horto. Avaliado em cerca R$ 77 milhões, a construção deve ser iniciada no mês de junho.

Leia Mais: Teleférico de Juazeiro do Norte divide opinião entre moradores

Idealizado para impulsionar o turismo religioso em Juazeiro do Norte, o teleférico terá estrutura de metal e concreto armado, com área total de 1,3 mil metros quadrados e peso de 140 toneladas, percorrerá cerca de 1.982 metros e 504 metros de altura. O projeto também inclui a urbanização do entorno da estátua do Padre Cícero com instalação de piso intertravado. A obra deve ser entregue em até três anos.

Projeto antigo

“Há 30 anos que escuto essa história”, conta o fotógrafo juazeirense Cícero do Nascimento, que trabalha na Colina do Horto há 26 anos. O projeto do “bondinho”, como é chamado popularmente, começou a ser articulado no início do mandato do governador Camilo Santana, já inspirado na obra similar que acontece no distrito de Caldas, em Barbalha, que ainda não foi concluída.

O projeto do teleférico de Juazeiro do Norte começou a ser articulado, em 2017, pelo prefeito Arnon Bezerra e pelo governador Camilo Santana (PT). Inicialmente, a obra foi estimada em R$ 45 milhões, valor 72% menor que o orçamento atual. O aumento estaria ligado a desapropriações de casas na área por onde passará o equipamento.

Em julho de 2017, o prefeito Arnon Bezerra viajou para a Europa para visitar fábricas de teleféricos e verificar a tecnologia desses equipamentos. O gestor municipal acredita o projeto vai incrementar não apenas as romarias que acontecem na cidade, mas fortalecer o turismo de uma forma geral.

15:43 · 03.05.2019 / atualizado às 15:48 · 03.05.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

A festa de Nossa Senhora de Fátima, em Crato, começa neste sábado (04), com programação diária e a Santa Missa, às 19 horas, sob pés do monumento erguido no Município. O evento celebra os 102 anos da apararição da santa aos pastorinhos, em Portugal. Até o dia 13 de maio, haverá o terço e a novena, às 18 horas, antecedendo a celebração e finalizando com a quermesse, às 20 horas.

Além disso, haverá o sorteio de uma moto no valor de R$ 10 mil através de uma rifa que está sendo vendida por R$ 5,00. A tradicional procissão luminosa, com o tema “Por fim, o meu imaculado coração triunfará”, encerra os festejos.

A festa contará com a presença de três bispos, Dom Gilberto Pastana, da Diocese de Crato, Dom Fernando Panico, bispo emérito da mesma Diocese, e Dom Edimilson Neves, da Diocese de Tianguá.

Inaugurada há quase cinco anos, a Estátua de Nossa Senhora de Fátima tem atraído a atenção de muitos fiéis, em especial, neste mês de maio. Com 45 metros de altura, o monumento supera o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, que tem 38 metros, e a imagem de Padre Cícero, na cidade vizinha de Juazeiro do Norte, com 27 metros.

Em julho do passado, foi inaugurada a urbanização do Horto de Nossa Senhora de Fátima. A intervenção recebeu investimento de cerca de R$ 2 milhões do Tesouro do Estado. A obra contemplou a construção de um estacionamento, espaço ecumênico, além de iluminação, obras de paisagismo, urbanização com acessibilidade de 19 mil m², oferecendo melhores condições de trabalho para os comerciantes locais e infraestrutura para o turismo religioso.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags