Busca

Carnaval de Crato reúne reisado, coco, frevo e samba

12:00 · 13.02.2018 / atualizado às 13:10 · 13.02.2018 por
Mestre Aldernir comandou o reisado no terceiro dia de Carnaval. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Crato. Os grupos de tradição popular não ficaram de fora do Carnaval cratense. Na noite de ontem (12), o reisado do Mestre Aldenir coloriu a Praça Siqueira Campos, antes da roda de coco e a banda de frevo. O Grupo Quinteto encerrou a noite com muito samba e axé dos anos 90, até a meia noite. Hoje (13), a partir das 18h, um grande encontro de tambores encerra a festa junto com apresentações de bandas locais.

Os grupos, selecionados pelo projeto “Tambores do Cariri”, que vai até abril de 2018, reuniu maracatus e afoxés, desde a última sexta-feira. Para o secretário de Cultura de Crato, Wilton Dedê, houve um considerável aumento de público e, também, de participação de grupos, em relação ao ano passado. “A festa está muito acima do esperado. Desde a sexta-feira, já foram mais de 20 grupos”, pontua o titular da Pasta.

O estudante Franklin Arruda acredita que o poder público, finalmente, viu o potencial do carnaval de rua no Município. “O Carnaval do Crato tá sendo muito bom. Se tocaram que dá certo, é legal, é interessante. Enfim, é felicidade, brincadeira e alegria”, completa o folião.

Nestes quatro dias de festa não foram identificados nenhum incidente, até agora. A celebração da festa acontecerá com um grande encontro de tambores, reunindo banda cabaçal, maracatu e afoxés. “Vamos prezar pela africanidade presente no Crato que sempre esteve na periferia. Pela primeira vez, ela veio para o coração da cidade”, exalta Wilton Dedê. Além disso, cinco bandas encerrarão a festa.

 

Comentários 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jose Wilmar

13/02/2018 as 15:57

O Crato não é de hoje, que tem grande peso nas festas populares da região. Seus carnavais de clube do passado marcaram época. Eu mesmo sou testemunha, do quanto era bom, o promovido pelo Crato Tênis Clube. Agora é promover nas ruas, sempre prezando pela segurança e harmonia entre todos.