Busca

09:20 · 18.09.2018 / atualizado às 11:20 · 18.09.2018 por
Aplicativo oferece informações sobre a flora nativa. (Foto: Antonio Rodrigues)

Crato. Criado por estudantes e professores do campus do IFCE local, o projeto Ecomapss, um aplicativo de mapeamento ambiental para unidades de conservação, estará disponível para visitantes do Parque do Cocó, em Fortaleza, a partir da próxima semana. O lançamento oficial da iniciativa será realizado às 8h30 hna sexta-feira, 21, em que é celebrado o Dia da Árvore.

Na ocasião, acontece uma caminhada com um grupo do Instituto dos Cegos, que testará o app que garante acessibilidade para pessoas com deficiência visual, auditiva e com mobilidade reduzida. As placas com os códigos estão disponibilizadas em braile, com sinalização em libras e sonorização, além de colocadas a um metro de distância do solo.

O Ecomapss disponibiliza informações e curiosidades sobre fauna, flora e outros pontos de interesse das unidades de conservação beneficiadas pelo projeto. Para ter acesso a nome científico, origem e utilidades de uma planta, por exemplo, basta o visitante fazer o download do aplicativo na Play Store – depois de baixado, ele funciona offline – e apontar o celular para o código QR que está na placa de identificação de cada um dos pontos mapeados. No Cocó, são 58 pontos mapeados, entre plantas, pontos históricos e animais.

Criado por professores e estudantes do campus de Crato do IFCE, a iniciativa vem crescendo e se espalhando pelo Ceará, graças a uma parceria com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Em janeiro, o app foi lançado no Parque Estadual Sítio Fundão, no Crato, e, em setembro, começou a funcionar também na Área de Relevante Interesse Ecológico das Águas Emendadas, em Tauá, em uma parceria com o campus do IFCE no município. Depois do lançamento no Cocó, a equipe do projeto realizará o levantamento florístico do Parque Botânico, em Caucaia.

O app pode ser uma ferramenta valiosa para ações de educação ambiental. Além de informar os visitantes, é também fonte de pesquisa. Segundo os professores responsáveis pelo projeto, iniciativas do tipo ajudam despertar para a importância do aprendizado sobre a diversidade da flora nativa e apoiar projetos de educação ambiental, unindo meio ambiente e tecnologia.

Serviço

Lançamento do ECOMAPSS

Quando: Dia 21 de setembro de 2018, às 8h30

Onde: Parque Estadual do Cocó, na Avenida Padre Antônio Tomas, s/n, Fortaleza/CE.

13:18 · 17.09.2018 / atualizado às 13:20 · 17.09.2018 por
Obras no pátio foram iniciadas em março deste ano. (Foto: Divulgação/Infraero)

Juazeiro do Norte. Iniciadas em março, a Infraero entregou no final do último mês as obras no pátio de estacionamento de aeronaves do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Com investimentos de R$ 2,6 milhões, o terminal cearense conta agora com pavimentos apropriados para receber aeronaves mais pesadas. A previsão para conclusão era de seis meses.

Agora, o equipamento local vai poder receber aeronaves maiores como da Avianca modelo A320, que no último dia 31 de agosto, realizou o primeiro pouso no terminal após a entrega das obras. De origem de Fortaleza e com destino a Guarulhos (SP) o voo ONE6377, com capacidade para 162 passageiros, pousou às 11h com total segurança no aeroporto.

Além da ampliação da capacidade de carga, a obra permitiu também o acréscimo de mais uma posição de pátio, passando de 3 para 4 posições de estacionamento. As modificações são de extrema importância para permitir que o aeroporto continue a atender a atual demanda de aeronaves, sem restrição na quantidade de passageiros ou de carga, e ainda possa oferecer novos voos.

Localizado na região do Cariri, a apenas seis quilômetros do centro da cidade e a oito da rodoviária, o terminal tem capacidade para atender a até 1,7 milhões passageiros por ano, sendo um dos maiores e mais movimentados do interior nordestino. Em 2017, mais de 530 mil passageiros embarcaram e desembarcaram no terminal. Até julho deste ano já foram registrados aproximadamente 321 mil.

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Campinas, Guarulhos (SP), Fortaleza (CE),Brasília (DF), Petrolina e Recife (PE). Em média são 8 operações diárias, entre pousos e decolagens comerciais regulares, de três companhias aéreas (Gol, Avianca e Azul)

08:22 · 17.09.2018 / atualizado às 13:40 · 17.09.2018 por
O artista cearense Daniel Peixoto participa de mesa redonda e trilha de desfile. (Foto: Divulgação)

Juazeiro do Norte. Dentro do Garden Fashion Cariri, realizado pelo Cariri Garden Shopping, o sistema Fecomércio, através das unidades do Sesc e do Senac, integram a programação do evento a partir desta segunda-feira (17). A ideia é estimular o mercado local para produção de moda autoral trazendo oficinas, palestras, mesas redondas, desfiles e muitas curiosidades sobre o mundo da moda até o próximo domingo (23).

A iniciativa de incentivar a moda autoral na região do Cariri surgiu após pesquisa realizada pela Fecomércio, em 2016. Segundo o levantamento, cerca de 40% do comércio varejista dos municípios de Juazeiro do Norte e Crato é composto pelos itens de vestuário, calçados e assessórios. No entanto, observou-se que a maior parte destes produtos comercializados vem de outras regiões.

De acordo com Cristiano Saraiva, gerente da unidade do Senac em Crato, muitos jovens já buscam qualificação na área de moda para abrir seu ateliê e criar sua própria marca. “A maior procura é para cursos como os de Figurinista, Desenhista de Moda, Modelista e Costureiro, além dos aperfeiçoamentos que são ofertados nos dois laboratórios de moda do Senac”, explicou.

Um pouco do resultado destes cursos, pontua Cristiano, pode ser visto através dos desfiles que irão acontecer durante a programação do Garden Fashion Cariri na praça de eventos do Cariri Garden Shopping. Todas as peças dos desfiles “Cara Cariri”, “Raízes: Uma homenagem ao Mestre Noza” e “Eu não sou um rótulo” foram criação de alunos do Senac.

O Sesc também integra a programação dos desfiles, com apresentações culturais alinhadas ao conceito das coleções a serem apresentadas na passarela. Geraldo Júnior, Dj Samuca e Daniel Peixoto foram os artistas convidados pelo Sesc para o projeto. “A trilha sonora foi escolhida pensando no conceito de moda criado em cada coleção, permitindo um casamento entre a moda e a música”, explica Cristiano.

O envolvimento dos jovens também se estende para outras áreas. Os alunos dos cursos da área da Beleza, como Cabelereiro e Maquiador comandam o backstage dos desfiles, com acompanhamento da equipe de instrutores.

Toda programação do Garden Fashion Cariri é gratuita e aberto ao público. Para participar basta fazer a inscrição no site do Cariri Garden Shopping.

Programação

17 a 19 de setembro (segunda a quarta-feira)

16h00 às 18h00 – Oficina: Colares Trançados

19h00 às 21h00 – Oficina: Upcycling

20 de setembro (quinta-feira)

19h00 – Mesa Redonda: Diversidade na Moda

Eveline Costa – SENAC

Cleo do Vale – UFCA

Daniel Peixoto

Mediação: Charles W

20h30 – Palestra Magna: Moda autoral e processo Criativo por Lindemberg Fernandes

21h30 – Encerramento

21 de setembro (sexta-feira)

19h00 às 19h30 – Desfile Cara Cariri

Trilha Sonora: Junu Geraldo Júnior

22 de setembro (sábado)

19h00 às 19h30 – Desfile “Raízes: Uma homenagem ao Mestre Noza”

Trilha Sonora: DJ Samuca

23 de setembro (domingo)

17h00 às 17h30 – Desfile “Eu não sou um rótulo”

Trilha Sonora: Daniel Peixoto

15:28 · 15.09.2018 / atualizado às 15:30 · 15.09.2018 por
Celebração emocionante encerrou romaria que reuniu mais de 200 mil pessoas. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. A Basílica Santuário ficou pequena, no início da tarde deste sábado (15), para o número de romeiros que aproveitaram o último dia de romaria para celebrar Nossa Senhora das Dores, padroeira do Município. A tradicional bênção dos chapéus emocionou milhares de devotos que se despediram da Terra do Padre Cícero. Mais tarde, às 17h, a festa toma as ruas da cidade durante a procissão de encerramento. 

Leia Mais: Procissão enche Juazeiro de cores

A programação da Romaria de Nossa Senhora das Dores – a segunda maior do Ceará – começou desde o dia 25 de agosto. A Basílica de Nossa Senhora das Dores estima que mais de 200 mil pessoas passaram por Juazeiro do Norte até este sábado. Pelos número oficiais, romeiros de 10 estados estiveram no evento religioso. 

Com lágrimas nos olhos, a comerciante Silvia Souza, viajou para Juazeiro do Norte pelo trigésimo ano consecutivo. Natural de Maceió (AL), ela atribui a emoção a gratidão que tem à “Mãe das Dores” e ao “padrinho”, que realizaram muitas graças na sua vida.  “A cura de leucemia da milha filha. Ela está em tratamento, mas não toma mais medicação. Está curada, graças a Deus”, garante. Criada por seus avô, que fretava transporte para a romaria, Silvia deu continuidade a tradição. “Eu venho desde criança em janeiro e setembro”, completa.

‘Inexplicável’

O bispo da Diocese de Crato, dom Gilberto Pastana, que celebrou a bênção dos chapéus, acredita que a vivência dos romeiros é difícil de explicar, mas demonstra nos sentimentos, nas lágrimas, a presença de Deus em suas vidas. “A gente não explica aquilo a gente vive. A gente interpreta aquilo que se vive. O que a gente experimenta é essa vivência de alegria, felicidade, pureza de coração”, descreve.

Na celebração, o sacerdote demonstra a expectativa dos romeiros para as próximas romarias. “É difícil para eles viver essa distância de um ano. É preciso estar sempre próximo. O romeiro é aquele que se aproxima, gosta de estar junto, é solidário. É isso que esperamos da romaria”, pede o dom Gilberto.

Premiação

Durante a celebração, foram entregues os troféus para as melhores decorações apresentadas pelos veículos durante a Procissão dos Transportes dos Romeiros, realizada ontem. A família da dona-de-casa Joana D’Arc Corrêa foi uma das vencedoras. A romeira, natural de Maceió (AL), conta que foram três horas para enfeitar o caminhão. “Somos devotos de Nossa Senhora de gerações. Já vem dos nossos avós, nossos pais e há mais e 10 anos viemos para cá. A gente faz a decoração do carro com muito amor, carinho para homenagear a Virgem Santíssima”, explica.

09:54 · 14.09.2018 / atualizado às 09:56 · 14.09.2018 por
Estabelecimento comercial rebateu sobre a responsabilidade no caso. (Foto: Divulgação)

Juazeiro do Norte.  Em vídeo que circulou nas redes sociais, nesta quinta-feira (13), uma mãe conta que seu filho de 12 anos teve seu relógio roubado dentro do Cariri Garden Shopping. Revoltada, a mulher denuncia que o estabelecimento não deu nenhum suporte a vítima. Em nota, o centro comercial disse que prestou atendimento ao garoto que se encontrava sozinho dentro de uma operação de entretenimento.

Na gravação, a mulher diz que o relógio foi “tirado” da criança e que deseja “lutar por meus direitos de mãe e consumidora”, afirma. O Cariri Garden Shopping rebateu, alegando que não houve roubo, pois essa ação consiste na ocorrência de ameaça ou violência contra a vítima “o que não ocorreu”, garante. A administração do centro comercial conta que o adolescente esqueceu o objeto sobre um brinquedo e não o encontrou no local quando retornou.

Nas imagens, a mulher expõe o gerente de uma operação que oferece brinquedos e jogos e conta que deixou a criança no local. “Ele foi roubado aqui dentro e disseram que neste estabelecimento não tem câmeras”, afirma.”Da mesma forma que ele foi roubado, tendo vigias, seguranças, gerente, ele poderia também ser sequestrado”, desabafa a mãe.

A administração do Cariri Garden Shopping, todavia, informou que não possui nenhuma loja ou operação, que funcione com o serviço de cuidados com menores sob sua responsabilidade. “Em casos de roubos ou furtos é aconselhado que o convidado busque o órgão competente, no caso a Polícia, para que seja registrado um Boletim de Ocorrência e o fato seja investigado”, explica no documento.

09:12 · 14.09.2018 / atualizado às 09:12 · 14.09.2018 por
Casa do Mestre Antônio Luiz se tornou museu orgânico. (Foto: Samuel Macêdo)

Potengi.  Um território vivo de cultura popular, alinhado pela preservação de memórias com desígnios de arquitetura da afetividade são algumas das características que denotam os espaços chamados de Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. Este projeto será lançado na próxima terça-feira (18), a partir das 16h, com a inauguração do Museu Orgânico Casa do Mestre Antônio Luíz, no Sítio Sassaré.

Em contraste com as tradicionais instituições que usam peças extraídas para serem organizadas num espaço diferente do originário, nos museus orgânicos os visitantes vivenciam uma experiência ímpar. Isso porque na própria residência dos mestres de cultura é desenvolvido um acervo vivo, onde é possível interagir e até mesmo prosear com anfitrião para conhecer a manifestação da sua arte e entender sobre seu saber.

Com o reconhecimento dos museus orgânicos, as casas dos mestres da cultura tradicional são aprimoradas como lugares de memória para o fortalecimento das raízes culturais, preservando a história, a memória, a sabedoria dos ícones da cultura de tradição. No Museu Orgânico Casa do Mestre Antônio Luíz, todo o acervo é disposto, seja de vestimentas, fotografias, instrumentos e tudo que contribuiu para a criação do seu grupo Reisado de Caretas de Couro, de Potengi, com a tradição cultural das Máscaras.

Mestre Antônio Luiz e o Grupo Reis de Couro

Filho de Luiz Gonzaga de Souza e Neuza Francisca de Souza, Antônio Luiz de Souza, o Mestre Antônio Luiz nasceu em Potengi, em 1957, cidade em que mora até hoje. Aos 61 anos de idade, é referência como Mestre de Cultura, idealizador e brincante do Reisado de Máscaras, no Sítio de Sassaré, em Potengi, região do Cariri.

O gosto pela prática da cultura de tradição começou quando era menino e ouvia as histórias de sua avó como brincante de reisado pela longínqua década de 1930. O Mestre Luiz Antônio integrou o primeiro reisado ainda jovem na região como brincante. Com o tempo tornou-se o mestre do mesmo grupo, o Reisado de Caretas de Couro, que brincava desde 1975, o qual comanda há mais de 30 anos.

O grupo o qual ele está à frente traz referências diferenciadas em relação a outros reisados, como o Velho Bacurau e a Velha Quitéra, acompanhadas pelos caretas, um boi, um urubu, uma burrinha, um jegue, um cavalo, um carneiro e uma ema. O enredo se dá por meio de sons e ruídos produzidos pelos personagens e brincantes, construindo uma linguagem própria do grupo, que pelo uso das caretas de madeira de “mulugum” (árvore nativa da região), contribui para que os sons entoados se caracterizem como uma melodia peculiar no universo dos reisados.

O projeto

O projeto nasceu com o amadurecimento da parceira com a Fundação Casa Grande, localizada na cidade de Nova Olinda, para o fortalecimento de uma rede formada por lugares de memória, sendo o Sesc um ativador desses espaços. Assim como a casa do Mestre Antônio Luiz, os demais museus orgânicos que integram o projeto passam por pesquisa e estudo consistentes a respeito de cada tradição cultural, suas referências coletivas e o impacto na comunidade.

Deste modo, são organizados os espaços com os acervos de vestimentas, fotografias e instrumentos utilizados pelos Mestres e seus brincantes, dentro da perspectiva de arquitetura do afeto e memória afetiva. As intervenções durante o desenvolvimento do Museu Orgânico foram realizadas de maneira colaborativa da equipe do Sesc Ceará junto ao acompanhamento do Mestre e de sua família.

Para selecionar os Mestres, o Sesc Ceará foi a campo para visitar espaço a espaço com o intuito de entender suas histórias e a sua importância enquanto patrimônio imaterial. Até 2019, o Sesc Ceará fará a implementação de todos os 16 museus integrantes do projeto.

Programação

16h Recepção do público com Grupo Bacamarteiros da Paz

16h45 Apresentação do Reisado Discípulos do Mestre Pedro

17h Início da cerimônia de inauguração do Museu

17h30 Visitação ao Museu Orgânico Casa do Mestre Antônio Luíz

18h Reisado de Caretas de Couro (Mestre Antônio Luiz)

18:21 · 13.09.2018 / atualizado às 18:24 · 13.09.2018 por
Agentes discutiam com artista a sua retirada do local, aproximando muitos curiosos. (Foto: Reprodução)

Juazeiro do Norte. A Secretaria de Segurança Pública e Cidadania informou, nesta quinta-feira (13), que um agente da Guarda Civil Municipal foi afastado de suas funções depois de usar spray de pimenta contra um artista de rua e romeiros. O episódio aconteceu na noite de ontem (12), na Praça Padre Cícero.

O homem atuava como “estátua humana” na praça quando foi abordado por três guardas civis, que tentaram retirá-lo do local. Segundo testemunhas, os agentes argumentavam que a legislação  municipal não permite esse tipo de atuação. No entanto, o artista não concordou, pois, segundo ele, sua atividade era legítima no âmbito federal.

Neste momento, alguns romeiros que frequentavam o equipamento público se aproximaram para acompanhar a ação. Muitos deles, manifestavam apoio à continuidade da atividade do artista. Minutos depois, um agente utilizou o spray de pimenta, dispersando o grupo. Em vídeo que circulou nas redes sociais, uma visitante afirma que o gás atingiu crianças. “É assim que Juazeiro recebe o romeiro?”, protestou.

Em nota, a Prefeitura de Juazeiro do Norte informou que o afastamento do servidor foi uma medida cautelar. A Corregedoria da Guarda Municipal abriu sindicância para apurar as devidas responsabilidades. “A Secretaria de Segurança Pública e Cidadania não acata, no âmbito da Corporação, esse tipo de procedimento equivocado, uma vez que o objetivo da pasta é promover a cidadania e o bem-estar social”, disse.

Depois de oito meses de reforma, a Praça Padre Cícero foi reaberta para circulação de pessoas no último sábado (8). No entanto, em acordo com os comerciantes, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos determinou que não haverá mais comércio ambulante sobre o equipamento. Os permissionários dividirão as laterais da praça com trailers para não congestionar o local.

17:21 · 13.09.2018 / atualizado às 17:25 · 13.09.2018 por
Mais de 400 pessoas se reuniram em frente ao escritório da Cagece. (Foto: Luiz Carlos de Souza)

Penaforte. Mais de 400 pessoas se reuniram no escritório da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) deste Município, na manhã desta quinta-feira (13), em protesto contra a falta de abastecimento de água na cidade. A população conta que, em alguns bairros, o fornecimento está paralisado há duas semanas.

De maneira pacífica, a população se juntou levando baldes, tambores e outros reservatórios simbolizando a falta de água nas torneiras. A movimentação começou às 8h e, de forma pacífica, seguiu pelo resto da manhã. Representantes da igreja e políticos se uniram na manifestação.

Segundo o representante dos moradores, o diácono Dernival Oliveira, o problema com abastecimento acontece há 20 anos. Por isso, a população foi convocada ontem através de carros de som. “Tomamos a iniciativa de promover esse primeiro encontro e reivindicar que o abastecimento chegue em toda casa, para todo povo. Nós pagamos a nossa conta. Dentro disso, não podemos ficar sem água”, conta.

Moradores usaram baldes secos para demonstrar a falta de água. (Fotos: Luiz Carlos de Souza)

A população elencou três reivindicações. A primeira, a diminuição do pagamento da água no mês de setembro já que algumas casas não estão sendo abastecidas há 12 dias. “Se nós não usamos, não devemos pagar por ela. Na próxima fatura, deve vir 35% a menos comparado com agosto”, acredita Dernival. O segundo pedido é que a Cagece disponibilize carro-pipa para os bairros mais carentes. Por último, os moradores exigem a realização de uma audiência pública no próximo dia 20, na Câmara Municipal. “Um dos vereadores vai protocolar o pedido”, completa.

Em nota, a Cagece informou que o abastecimento já foi retomado. A distribuição de água havia sido suspensa emergencialmente para a retirada de vazamentos na adutora que abastece a cidade. Como o sistema funciona por pressão, o equilíbrio total do sistema deverá ocorrer em até 72h do término do serviço.

Além disso, a Companhia disse que até o final deste ano estão previstas ações de melhorias no sistema de distribuição, como a substituição de 1200 metros de adutora e instalação de equipamentos de proteção para evitar a ocorrência de vazamentos.

(Colaborou: Luiz Carlos de Souza)

13:26 · 13.09.2018 / atualizado às 18:58 · 13.09.2018 por
O Reisado de Caretas, de Potengi é uma das atrações. (Foto: Divulgação/Sesc)

Potengi/Salitre. Nesta sexta-feira (14) e sábado (15), o Circuito de Terreiradas, promovido pelo projeto Sesc Cultura de Raiz, desembarca nestes dois municípios do Cariri. Dentro dele, o público confere a I Mostra de Cinema Africano do Cariri, com exibições de curtas, apresentações de reisado e ainda show musical do João do Crato. A programação é gratuita.

Os reisados são o grande destaque da iniciativa. O público é convidado a conferir a tradição e folclore dos grupos de músicos, cantores e dançarinos que percorrem as ruas dos municípios, de porta em porta, anunciando a chegada do Messias, pedindo prendas e fazendo louvações. Os colonizadores portugueses trouxeram para o Brasil a prática cristã do reisado, que se tornou referência do berço cultural do Cariri cearense.

A manifestação cultural rememora a visita dos Três Reis Magos ao recém-nascido Jesus Cristo. Embora a essência permaneça inalterada, a manifestação se adaptou ao longo dos séculos e misturou-se às histórias folclóricas regionais.

Programação
14/9 (sexta-feira)
Local: Terreiro do Mestre Antônio (Potengi)
18h – I Mostra de Cinema africano do Cariri
O vendedor de histórias (Guiné-Bissau, 2017), direção de Flora Gomes.
Phatima (Moçambique, 2010), direção de Luiz Chave.
Os pestinhas e o ladrão de brinquedo (Moçambique, 2013), direção de Nido Essá.
 19h – Reisado do Boi Crioulo
19h30 – Reisado de Caretas
20h – Coco do Toré
15/9 (sábado)
Local: Lagoa dos Crioulos (Salitre)
18h – I Mostra de Cinema africano do Cariri
O vendedor de histórias (Guiné-Bissau, 2017), direção de Flora Gomes.
Phatima (Moçambique, 2010), direção de Luiz Chave.
Os pestinhas e o ladrão de brinquedo (Moçambique, 2013), direção de Nido Essá.
 19h – Reisado do Boi Crioulo
 19h30 – Show João do Crato
Serviço
Sesc Cultura de Raiz – Circuito de Terreiradas no Crato
Data: 14 e 15/9
Horário: a partir de 18h
Local: Potengi e Salitre
Entrada gratuita
Informações: (88) 3523.4444
07:56 · 13.09.2018 / atualizado às 08:03 · 13.09.2018 por
Agência ficou totalmente destruída. (Foto: VC Repórter)

Farias Brito. Assaltantes fortemente armados explodiram a agência do Banco do Brasil de Farias Brito, município a 470 km de Fortaleza, na madrugada desta quinta-feira (13). A unidade ficou completamente destruída. Os criminosos fizeram alguns moradores de reféns, mas ninguém se feriu.  A Polícia Militar acredita que conseguiram levar alguma quantidade de dinheiro.

A ação aconteceu por volta das 2h. Segundo testemunhas, o grupo utilizou dois carros, um de modelo Hilux, outro Ecosport e várias motos. O segundo veículo, inclusive, foi encontrado completamente queimado no lixão do município. A gerência do banco ainda não confirmou a quantia levada.

Carro que possivelmente foi utilizado na ação. (Foto: VC Repórter)

Na BR-230, os suspeitos colocaram grampos para impedir a perseguição policial. Por isso, a Polícia Militar acredita que os criminosos fugiram para Várzea Alegre. O Comando Tático Rural (Cotar) e o Batalhão de Divisas iniciaram as buscas pelo grupo ainda nesta madrugada.

Esta é a segunda vez em menos de três anos que a agência de Farias Brito é atacada. No dia 1º de fevereiro de 2016, dois homens arrombaram dois cofres e conseguiram levar todo o dinheiro. Ação aconteceu de madrugada, mas os funcionários só perceberam por volta das 7h. Por causa do crime, a unidade passou mais de um ano sem atender a população com todos serviços bancários.

Diário do Nordeste

Desculpe-nos o transtorno. O Diário do Nordeste voltará em breve, mas enquanto não voltamos, acompanhe os principais acontecimentos em nossas Redes Sociais.