Busca

Agentes de Saúde de Missão Velha recebem treinamento sobre diagnóstico de câncer infantojuvenil

06:05 · 12.07.2018 / atualizado às 06:07 · 12.07.2018 por
Cerca de 70 pessoas participaram da palestra ministrada pelo médico Antônio Marlos Duarte. (Foto: IACC)

Missão Velha. “Fique de olho: pode ser câncer infantojuvenil”, este foi o tema do treinamento, realizado na última segunda-feira (09), que o Instituto de Apoio à Criança com Câncer de Barbalha (IACC) promoveu na Câmara Municipal deste Município. A palestra foi voltada para os agentes comunitários de saúde da cidade, com o objetivo de orientar e habilitar esses profissionais para que possam colaborar no diagnóstico precoce do câncer em crianças e adolescentes.

Cerca de 70 agentes de saúde participaram da capacitação ministrada pelo médico Antônio Marlos Duarte. Durante a palestra, os participantes foram informados sobre os sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil, as formas de detectar esses sinais e sintomas e as atitudes a serem tomadas diante de um quadro de suspeita da doença. Além disso, os agentes foram orientados sobre como abordar os pais diante de um quadro de suspeita, reduzindo o tempo entre a apresentação dos sintomas e o início do tratamento.

De acordo com IACC, através dos relatos das mães de crianças em tratamento, percebe-se que grande parte das garotos com câncer inicia o tratamento muito tarde. Isso acontece por causa da dificuldade de diagnóstico da doença. Muitas delas recebem outros diagnósticos e realizam outros tratamentos antes de serem diagnosticadas, fato que faz com que o paciente perca um tempo precioso.

O Câncer Infantojuvenil

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que mais de 70% das crianças com câncer possam ser curadas quando ocorre o diagnóstico precoce. O Instituto estima 12.500 novos casos da doença para 2018, sendo que as regiões Sudeste e Nordeste apresentarão os maiores números de casos novos. O câncer infanto-juvenil já representa a primeira causa de morte (8% do total) por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos.

O IACC

A instituição que realizou a capacitação foi o Instituto de Apoio à Criança com Câncer, de Barbalha, que é uma organização não governamental e sem fins lucrativos que atende às necessidades psicossociais dos portadores de câncer entre zero e dezenove anos de idade, oferecendo suporte também aos seus cuidadores. A capacitação dos agentes de saúde faz parte de uma série de ações da instituição no esforço de tornar o diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil um ponto forte da região do Cariri. Outras capacitações como esta serão realizadas nas outras cidades da região.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *