Busca

Tag: acidente


13:34 · 30.10.2017 / atualizado às 09:30 · 02.11.2017 por
A lesão aconteceu após desentendimento entre a criança e sua a prima, de 11 anos. (Foto: VCRepórter)

Barbalha. Internada há três dias no Hospital Maternidade Santo Antônio, a menina Dávila Chaylane Duarte, de oito anos, faleceu na última sexta-feira (27), após ser atingida na cabeça por um tamanco de madeira. De acordo com o Hospital, ela sofreu traumatismo craniano encefálico (TCE).

Segundo a Polícia Civil, a lesão aconteceu dentro de casa, no bairro Malvinas, em Barbalha.  Após passarem a tarde brincando a criança, de 8 anos, e sua prima, de 11, se desentenderam. A mais velha arremessou o tamanco e a atingiu.

A criança deu entrada, na tarde da última terça-feira (24), desmaiada e foi levada diretamente a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No entanto, ela não resistiu a pancada, que causou o traumatismo e morreu por volta das 14h30, na última sexta-feira (27).

O corpo de Dávila Chaylane foi sepultado na manhã de domingo. A Delegacia Regional de Barbalha está apurando os fatos. No entanto, as medidas socioeducativas não serão aplicadas, já que a criança, autora da agressão, tem apenas 11 anos. De acordo  Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990, diz que menores de 12 anos são considerados crianças e são inimputáveis penalmente, ou seja, não podem sofrer nenhum tipo de penalidade. Enquanto as medidas socioeducativas podem ser aplicadas apenas para adolescentes, que são os menores de 12 a 18 anos.

10:11 · 23.07.2017 / atualizado às 10:40 · 23.07.2017 por
Foto: VcRepórter

Juazeiro do Norte. Uma mulher de 69 anos de idade e seus dois filhos, morreram na noite deste sábado (22), em uma grave acidente de trânsito, no cruzamento das Avenidas Deputado Duarte Júnior com Virgílio Távora, bairro Aeroporto, neste Município, a 490 quilômetros de Fortaleza. Segundo testemunhas, o acidente teria sido ocasionado após um suposto “racha” entre dois veículos.

De acordo com a Polícia, a aposentada Maria Angelita da Silva, e sua filha, a professora Socorro Lucilene Marques Silva, 41 anos, tiveram morte imediata. Ambas ficaram presas às ferragens. Elas seguiam num veículo Gol, de placas HVD-2798, que era conduzido pelo segundo filha de Angelita, o jovem Gleyson Wesleu Soares Rocha. Ele foi socorrido por um equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional do Cariri (HRC), no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de ingressar no centro cirurgico.

O trio teria sido atingido por um veículo Passat Villace, de placas BRL-9761 (inscrição de Natal-RN), que trafegava pela Avenida em alta velocidade, num suposto “racha” – corrida ilícita praticada em áreas urbanas, também conhecida popularmente como “pega”. O condutor, que ainda não teve seu nome divulgado, está internado, em estado grave.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

12:48 · 19.07.2017 / atualizado às 13:23 · 19.07.2017 por
Criança teve morte imediata (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Uma criança de apenas cinco anos de idade morreu atropelada por um micro-ônibus na Avenida Padre Cícero, neste Município, por volta do meio-dia desta quarta-feira (19). De acordo com a mãe do jovem, ela estava parada no semáforo, com a criança na garupa da motoneta, uma Yamaha Crypton 50 cilindradas, quando ao sair, foi colhida pelo veículo. “Assim que o sinal ficou verde, nós saímos pelo acostamento e eu senti a pancada da batida”, contou Marciele Botelho, em estado de choque.

O jovem Jorchua Botelho, teve morte imediata. Ele usava capacete e um cinto de segurança infantil para moto. “Após a pancada, o micro-ônibus passou por cima do garotinho”, acrescentou uma testemunha. A mãe da vítima sofreu apenas escoriações leves pelo corpo e foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Jorchua era o único filho dela.

Apesar dos equipamentos de segurança, segundo o Código Brasileiro de Trânsito, é proibido “conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança”.

O motorista do micro-ônibus de placas OCJ-5027, pertencente a Cooperativa dos Transportes Alternativos de Santana do Cariri. (Coopertasc), identificado como Cícero Alcione Soares, permaneceu dentro do veículo até a chegada da polícia. Ele temia ser linchado por populares. O condutor foi encaminhado a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte (20ª Região). Questionado sobre como teria ocorrido o acidente, Cícero disse que só falaria ao Delegado plantonista.

De acordo com agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Juazeiro do Norte, será feito uma perícia para identificar as reais causas do acidente. “Não podemos afirmar, de imediato, quem estava errado”, pontuou o agente.

Mortes no trânsito
No Brasil, o trânsito é a principal causa de morte “acidental” entre crianças de zero a 14 anos de idade. De acordo com dados do Ministério da Saúde, há três anos, 1.654 crianças dessa faixa etária morreram devido a esse tipo de incidente no país. A ONG Criança Segura mostrou, através de estudo, que, naquele ano, a média nacional de mortes no trânsito desse segmento da população foi de 3,76 a cada 100 mil crianças e adolescentes de zero a 14 anos.

“No Brasil, aproximadamente quatro crianças morrem todos os dias vítimas de acidentes de trânsito. Esse número poderia ser muito menor se algumas medidas de prevenção fossem adotadas, como a redução do limite máximo de velocidade nas vias e o aumento da fiscalização do uso da cadeirinha”, explica Mariana Lorencinho, coordenadora de projetos da Criança Segura.

Entre 2014 e 2015, no entanto, houve discreta redução nos dados. Ainda conforme a ONG, a redução foi de 16,02%. Entretante, apesar dos números alcançado diante o trabalho de prevenção e conscientização acerca da importância da segurança, o trânsito ainda continua sendo a principal causa de morte de crianças e adolescentes até 14 anos. Entre 2001 e 2015, por exemplo, a redução foi de 42%.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

13:04 · 22.06.2017 / atualizado às 13:28 · 22.06.2017 por

Caririaçu/Juazeiro do Norte. Duas pessoas ficaram feridas nesta manhã (22) em um acidente de trânsito na Rodovia Padre Cícero (CE-060), entre os municípios de Caririaçu e Juazeiro. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista da camionete teria saído da pista e caído em uma ribanceira ao perder o controle do veículo. O condutor seguia viagem de Fortaleza com sua irmã. Ambos ficaram presos nas ferragens do automóvel e foram retirados com apoio do Corpo de Bombeiros.

O homem foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a mulher pelo helicóptero Fênix 02, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) para o Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte. As vítimas estão conscientes. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as vítimas, que não tiveram suas identidades reveladas, estão conscientes e não correm risco de morte.

Foto André Costa
17:36 · 18.04.2017 / atualizado às 17:38 · 18.04.2017 por

Porteiras. Manifestantes interditaram na manhã desta terça-feira, dia 18, a CE-347, que liga os municípios de Porteiras a Brejo Santo, na região do Cariri. Cerca de 100 pessoas atearam fogo em pneus velhos e galhos de árvores, deixando as duas mãos da rodovia intransitáveis por 3 horas, nas proximidades do Sítio Muquém.

A principal reivindicação do grupo está relacionada aos constantes acidentes que estão ocorrendo naquele trecho da CE, “devido a areia das obras do Cinturão das Águas que invadiu a pista”, conforme relatou o agricultor Antônio Márcio Silvestre. Ele mora bem próximo do local onde, na última sexta-feira, um jovem de 24 anos morreu vítima de acidente de trânsito.

Luan Vieira Alves, que também residia no Sítio Muquém, teria capotado o carro na rodovia após perder o controle do veículo durante uma conversão. “O condutor vem na pista e quando dobra, já dá de cara com a pista cheia de areia. Está muito perigoso”, acrescenta Márcio. Luan Alves chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas não resistiu aos ferimentos. Ele trafegava sozinho, em um veículo Caravan de placas HWT – 1767 (inscrição de Brejo Santo-CE).

De acordo com o Cabo Tavares, do destacamento da Polícia Militar de Brejo Santo, o protesto foi encerrado após negociações com a polícia. “Estivemos no local, juntamente com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e negociamos a desobstrução da pista, que inciou por volta das 6h30”, disse. Os manifestantes portaram faixas e cartazes, pedindo melhor sinalização na via, além de reivindicarem “a imediata limpeza da CE”. Ainda segundo o militar, “o congestionamento não foi maior devido as várias estradas vicinais que cortam a rodovia estadual”.

Em contato com a Secretaria de Recursos Hídricos do Governo do Estado do Ceará, o Diário do Nordeste foi informado, através da assessoria de imprensa, que “a empresa responsável pelas obras já entrou em entendimento com os moradores da comunidade e a situação está contornada”.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

18:02 · 10.03.2017 / atualizado às 18:13 · 10.03.2017 por
Foto: VcRepórter/Diário do Nordeste

Juazeiro do Norte. Duas crianças de nove e cinco anos e uma adolescente de 16, ficaram feridas após o teto da lavandeira pública deste município desabar na tarde de hoje. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, o acidente aconteceu por volta das 14h30. As vítimas foram socorridas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Limoeiro e, ainda conforme a assessoria, não correm risco de vida.

“A adolescente já foi liberada e as duas crianças estão sendo atendidas por uma pediatra. Devem ter alta no início da noite”, informou a comunicação da prefeitura. A entrada de crianças e adolescentes não era recomendada para o local em que ocorreu o acidente. A gestão municipal irá apurar quem autorizou o ingresso das vítimas no equipamento público.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e fará uma perícia técnica no local para identificar as causas do desabamento. A última reforma realizada no prédio aconteceu há mais de dez anos. “A Secretária de Infraestrutura do município iniciou no mês passado uma avaliação de todos os prédios públicos da cidade para identificar quais estão precisam de reforma”, informou a assessoria.

De acordo com o João Fábio Rocha, diretor do setor de engenharia de Juazeiro do Norte, a lavandeira estava dentro dos imóveis que seriam inspecionados dentro de um prazo máximo de 15 dias. Ainda segundo ele, três prédios públicos já foram interditados devido às péssimas condições estruturais. A Lavandeira ficará fechada por tempo indeterminado até a realização de um novo projeto para o local.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

19:37 · 28.12.2016 / atualizado às 12:17 · 29.12.2016 por
Chuva durou cerca de 1 horas (Foto André Costa)
Chuva durou cerca de 1h15 em Juazeiro do Norte (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Quem mora nas cidades que compõe a Região Metropolitana do Cariri (RMC) foram surpreendidos com uma chuva torrencial caída no final da tarde desta última quarta-feira do ano. A chuva durou pouco mais de uma hora e teve maior intensidade nas cidades de Juazeiro do Norte e Crato. Em ambos os municípios, não chovia desde o último dia 20, de acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Em Juazeiro do Norte, a chuva veio anunciada com muitos trovões. Por volta das 17 horas, as nuvens pesadas rapidamente se formaram e, em seguida, 1h15 de intensa chuva. Alguns semáforos da cidade ficaram inoperantes por alguns instantes, como foi o caso dos equipamentos instalados no cruzamento das Avenidas Castelo Branco e Padre Cícero, próximo ao shopping da cidade.

Ninguém ficou gravemente ferido. O motociclista sofreu apenas escoriações leves (Foto André Costa)
Ninguém ficou gravemente ferido. O motociclista sofreu apenas escoriações leves (Foto André Costa)

Apesar de o trecho ser um dos mais movimentados da cidade, não houve registros de acidentes, conforme o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran). Nas outras localidades da cidade, o órgão também não registrou incidentes mais graves. A reportagem do Diário do Nordeste, no entanto, flagrou um acidente envolvendo uma moto e um carro, na Avenida Padre Cícero. Devido a pista molhada e baixa visibilidade, o condutor da moto não conseguiu desviar do carro que fazia conversação à esquerda. Ninguém ficou gravemente ferido.

Foto: Henrique Macedo/Diário Cariri
Foto: Henrique Mâcedo/Diário Cariri

A chuva também se fez acompanhar de fortes ventos. Na Avenida Castelo Branco, após o Estádio Romeirão, uma árvore não suportou o vendaval e caiu por cima de um carro. Não havia ninguém dentro do veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a remoção da árvore. O trânsito ficou lento naquele trecho.

Em alguns bairros da cidade, ruas ficaram alagadas. “O lixo tampou os bueiros e água não conseguiu escorrer”, pontuou o comerciante Mário Álvaro, que possui um mercantil no bairro Timbaúbas. Em Crato, onde a chuva também foi de boa intensidade, não houve registro de congestionamento, sinais desligados ou queda de árvores.

Ainda segundo a Funceme, ao longo do dia desta quinta-feira, há possibilidade de chuva isolada no centro-norte do Ceará. No sul, céu parcialmente nublado.

 

Confira imagens:

Trânsito ficou lento devido a inoperância do semáforo no cruzamento das Av Castelo Branco e Padre Cícero (Foto André Costa)
Trânsito ficou lento devido a inoperância do semáforo no cruzamento das Av Castelo Branco e Padre Cícero (Foto André Costa)
Trânsito ficou lento devido a inoperância do semáforo no cruzamento das Av Castelo Branco e Padre Cícero (Foto André Costa)
Trânsito ficou lento devido a inoperância do semáforo no cruzamento das Av Castelo Branco e Padre Cícero (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
A chuva em Juazeiro do Norte foi a de maior intensidade dentre as cidades da RMC (Foto André Costa)
A chuva em Juazeiro do Norte foi a de maior intensidade dentre as cidades da RMC (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
Chuva deixou várias ruas alagadas (Foto André Costa)
Em Crato também foi houve registro de bons volumes (Foto Thiberio Cesar)
Em Crato também foi houve registro de bons volumes (Foto Thiberio Cesar)

 

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

 

10:59 · 06.12.2016 / atualizado às 10:59 · 06.12.2016 por

passarela

Juazeiro do Norte. A passarela sobre a Avenida Padre Cícero, localizada em frente a uma escola deste município, está sendo reformada. O equipamento foi inaugurado há cerca de 15 anos e nunca tinha recebido nenhum tipo de manutenção. Pedestres reclamavam que a passarela não oferecia as devidas condições de segurança para a travessia.

A recuperação do equipamento era considerado fundamental devido ao intenso fluxo de veículos que trafegam, diariamente, pela rodovia estadual que une as cidades de Crato e Juazeiro. Os serviços começaram por uma revisão ampla da infraestrutura tanto do piso por onde passam as pessoas, quanto das proteções laterais. Em algumas partes foi detectado corrosões em virtude da ação do tempo. A conclusão do reparo deve ser finalizada na próxima semana.

10:28 · 01.12.2016 / atualizado às 12:03 · 01.12.2016 por
Imagem que circulou nas redes sociais, segundo a administração da Colina do Horto, "não procede"
Imagem que circulou nas redes sociais, segundo a administração da Colina do Horto, “não procede”


Juazeiro do Norte.
A estátua do Padre Cícero, na Colina do Horto, que costuma receber iluminação de acordo com datas pontuais, como o “Outubro Rosa” e “Novembro Azul”, desta vez, não foi iluminada na cor verde, em homenagem às vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.

Segundo a administração do Horto, “já estava prevista a iluminação na cor vermelha para o mês de dezembro”, fato que impossibilitou a homenagem no monumento do patriarca juazeirense, considerado Santo por muitos nordestinos católicos.

Nas redes sociais, no entanto, circula uma imagem da estátua na cor verde. “Não procede. A homenagem seria justa, mas a estátua não ficou verde nesses dias”, afirma Iolanda Oliveira, da administração da Colina do Horto. Neste mês, o monumento de 27 metros recebe a cor vermelha, em alusão ao mês marcado pela prevenção da AIDS, apoio e tratamento aos portadores do HIV.

Onda de comoção
As homenagens prestadas às vítimas do acidente com o avião do time da Chapecoense não param de se multiplicar Brasil afora. A tragédia que deixou 71 mortos, dentre os quais, 19 eram jogadores da equipe catarinense, gerou uma onda de solidariedade ao redor do mundo.

Monumento do patriarca juazeirense ficará na cor vermelha, em alusão ao período natalino
Monumento do patriarca juazeirense ficará na cor vermelha, em alusão ao tratamento do HIV 

As homenagens são diversas. Vigílias, orações e minutos de silêncio em jogos de vários campeonatos do mundo emocionaram. Estádios e monumentos foram iluminados na cor verde, em alusão ao “Chape”. O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; o estádio Wembley, em Londres e o Palácio do Planalto, em Brasília; são alguns exemplos das homenagens.

Ontem, milhares de pessoas compareceram ao estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia, para prestar homenagem às vítimas. O estádio seria o local da partida entre o Chapecoense e o Atlético Nacional, o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana.

No horário em que começaria o jogo, às 21h45 (horário de Brasília) o estádio já estava em sua capacidade máxima, com pessoas vestidas de branco e com uma vela acesa.

No fim das homenagens, crianças entraram em campo com balões brancos e os soltaram enquanto os apresentadores liam os nomes das 71 vítimas. Da arquibancada, o público jogou flores no campo.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

 

 

07:33 · 29.11.2016 / atualizado às 10:19 · 29.11.2016 por
Foto Reprodução
Foto Reprodução

A Polícia de Medellín, na Colômbia, já confirmou a morte de 76 pessoas que estavam no avião com a delegação da equipe catarinenses de Chapecó. Seis pessoas foram socorridas – quatro jogadores e dois jornalistas. O goleiro Danilo, socorrido com vida, não resistiu e morreu no hospital. No voo, estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas da Fox TV, TV Globo, RBS e rádios, além de três convidados, e tripulação.

Momento do embarque da delegação (Foto: reprodução do facebook do jornalista Rafael Henzel)
Momento do embarque da delegação (Foto: reprodução do facebook do jornalista Rafael Henzel)

A tripulação saiu de Guarulhos, em São Paulo, para Bolívia em voo comercial. Após escala técnica, deixou Santa Cruz de La Sierra em direção a Medellín. Quando sobrevoava a região de Antióquia perdeu contato com o aeroporto, que confirmou o acidente. A causa do acidente teria sido uma pane elétrica. Ainda de acordo com a imprensa local, o piloto teria liberado combustível para evitar explosão após o pouso forçado. Essa já é a maior tragédia envolvendo um clube de futebol no mundo.

Segundo noticiou a imprensa colombiana, o local em que o avião caiu seria de difícil acesso. Além disso, o mau tempo na região metropolitana de Medellín atrapalharia ainda mais o resgate. Dois helicópteros da força aérea do país sobrevoam a área para auxiliar no trabalho das equipes de resgate. Dentre as mortes já confirmadas, está o atacante e ex-jogador do Icasa, Lucas Gomes. Ele passou pelo time juazeirense em 2014, com 22 jogos e seis gols.

Entre as mortes já confirmadas, alguns tiveram passagens pelo futebol cearense, além de Lucas Gomes. O também atacante Kempes, passou pelo Ceará em 2007; o zagueiro Thiego, jogou no Vovô em 2012 e fez um gol em 31 jogos, e o ex-treinador, e agora comentarista, Mário Sérgio, treinou a equipe alvinegra em 2010.

O modelo do avião é o Avro Regional Jet 85, também conhecido como Jumbolino, de matrícula CP-2933, produzido pela British Aerospace. A equipe disputaria, na quarta-feira, a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o colombiano Atlético Nacional.

lucas
Atacante Lucas Gomes

Jogadores da Chapecoense que estavam no voo:
Goleiros: Danilo e Follman (sobrevivente)
Laterais: Gimenez, Dener, Alan Ruschel (sobrevivente) e Caramelo
Zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto (sobrevivente)
Volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco
Meias: Cleber Santana e Arthur Maia
Atacantes:: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel, Canela

Com informações Uol e AFP.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018