Busca

Tag: aeroporto orlando bezerra de menezes


11:08 · 19.09.2018 / atualizado às 11:08 · 19.09.2018 por
Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes também tem registrado aumento de passageiros nos últimos quatro anos. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. A Terra do Padre Cícero registrou o maior crescimento na busca por passagens aéreas pelos usuários da plataforma Kayak, uma ferramenta de planejamento de viagens. Entre os meses de abril e setembro, o aumento chegou a 270%. Com isso, o Município ficou à frente de cidades como Bariloche (ARG), Porto Alegre, Santiago (CHI) e Fortaleza.

Leia Mais: Aeroporto de Juazeiro receberá aviões maiores

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Michel Araújo, os números apontam a boa fase de crescimento do município, que vem se consolidando como polo turístico, econômico, educacional e cultural na região. “Esse multissetorialismo existente no Cariri, em especial em Juazeiro do Norte, incide diretamente nesta maximização da busca de viagens para o nosso município”, reitera.

Na avaliação do chefe da pasta, paralelamente a esta estatística, estão as medidas de fomento às iniciativas nas áreas de tecnologia, inovação e empreendedorismo, comércio e indústria. Tais segmentos tem recebido uma atenção especial por parte da administração do município, que tem impulsionado estratégias de desenvolvimento para o território, com foco na integração e participação das cidades.

A abrangência interestadual da qual o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes faz parte, também é vista como fator de influência, pois atende a um fluxo de passageiros de vários estados do Nordeste, como Paraíba, Piauí e Pernambuco.

Reforço

Com a finalização das obras no pátio de estacionamento de aeronaves do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, agora serão permitidos os pousos de aeronaves maiores como A320 e Boeing 737-00 sem qualquer restrição. Atualmente, o terminal conta com voos para Campinas, Guarulhos (São Paulo), Fortaleza (Ceará), Brasília (Distrito Federal), Petrolina e Recife (Pernambuco). Em média, são 16 operações diárias, entre pousos e decolagens comerciais regulares, de três companhias aéreas (Gol, Avianca e Azul).

13:18 · 17.09.2018 / atualizado às 13:20 · 17.09.2018 por
Obras no pátio foram iniciadas em março deste ano. (Foto: Divulgação/Infraero)

Juazeiro do Norte. Iniciadas em março, a Infraero entregou no final do último mês as obras no pátio de estacionamento de aeronaves do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Com investimentos de R$ 2,6 milhões, o terminal cearense conta agora com pavimentos apropriados para receber aeronaves mais pesadas. A previsão para conclusão era de seis meses.

Agora, o equipamento local vai poder receber aeronaves maiores como da Avianca modelo A320, que no último dia 31 de agosto, realizou o primeiro pouso no terminal após a entrega das obras. De origem de Fortaleza e com destino a Guarulhos (SP) o voo ONE6377, com capacidade para 162 passageiros, pousou às 11h com total segurança no aeroporto.

Além da ampliação da capacidade de carga, a obra permitiu também o acréscimo de mais uma posição de pátio, passando de 3 para 4 posições de estacionamento. As modificações são de extrema importância para permitir que o aeroporto continue a atender a atual demanda de aeronaves, sem restrição na quantidade de passageiros ou de carga, e ainda possa oferecer novos voos.

Localizado na região do Cariri, a apenas seis quilômetros do centro da cidade e a oito da rodoviária, o terminal tem capacidade para atender a até 1,7 milhões passageiros por ano, sendo um dos maiores e mais movimentados do interior nordestino. Em 2017, mais de 530 mil passageiros embarcaram e desembarcaram no terminal. Até julho deste ano já foram registrados aproximadamente 321 mil.

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Campinas, Guarulhos (SP), Fortaleza (CE),Brasília (DF), Petrolina e Recife (PE). Em média são 8 operações diárias, entre pousos e decolagens comerciais regulares, de três companhias aéreas (Gol, Avianca e Azul)

13:48 · 08.09.2018 / atualizado às 14:25 · 08.09.2018 por
Ao lado do governador Camilo Santana, Ciro Gomes seguiu até o Crato. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, participou de uma carreata na manhã deste sábado (08). O presidenciável desembarcou no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes e foi recebido por uma multidão, que estava concentrada desde as 8h. De lá, seguiu até o Crato, mesmo sob sol forte, acompanhado por centenas de veículos.

“Eu não acredito na violência, na arma, na cultura de ódio”, comentou Ciro Gomes sobre o ataque sofrido pelo seu adversário, Jair Bolsonaro, na última quinta-feira (06). Na passagem pelo Cariri, o candidato classificou as diferenças com o seu rival como “intransponíveis”, mas desejou sua recuperação. “Espero que ele venha são e salvo, para a gente estabelecer o debate e o povo abençoado escolher o que é melhor”, acrescentou o presidenciável.

Ciro Gomes conversou com a imprensa por cinco minutos.

Acompanhado do governado Camilo Santana, do presidente do seu partido, Carlos Lupi, do candidato ao Senado e ex-governador, Cid Gomes, do prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra, do prefeito de Crato, José Ailton Brasil, e de outros candidatos, parlamentares e ex-prefeitos da Região, Ciro Gomes cumprimentou seus eleitores no Aeroporto e seguiu de caminhão até o Crato.

De lá, Ciro Gomes viajou para Campina Grande e Monteiro, na Paraíba, para visitar o Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, obra que disse ter “muito orgulho”. Por outro lado, criticou que a demora para a chegada da água no Ceará.“É incrível que falte 3% para conclusão e não tenha chegado ainda ao Ceará”, afirmou.

No entanto, o candidato garantiu que se o atual governo não concluir o Eixo Norte, vai terminá-la em três meses quando assumir. “Nós tivemos um inverno mais ou menos precário em cima de extensos anos de seca”, justificou.

08:07 · 01.08.2018 / atualizado às 22:35 · 01.08.2018 por
Terreno em frente passa por adequação para se tornar estacionamento. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. O Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito para apurar possíveis irregularidades na concessão de um terreno da União, no bairro Aeroporto, onde existem uma praça, vias públicas e estacionamento construídas pelo Município. A área, localizada em frente ao Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, teria sido cedida, sem abertura do devido processo licitatório, a uma empresa privada pela Superintendência da Infraero.

Para o procurador da República Celso Leal, responsável pelo inquérito, o caso pode configurar ato de improbidade administrativa, caso se confirme a cessão do terreno público a empresa privada sem a devida licitação e sem justificativa plausível.

No inquérito, o MPF pede ao superintendente da Infraero em Juazeiro do Norte que encaminhe cópia integral de processo licitatório, justificando a não realização em caso de inexistência. O MPF também pede cópia integral de processo de dispensa de licitação, além de estudos atuariais e de viabilidade econômica, de custos e fixação de preço público ao consumidor, preparatório à concessão.

De acordo com o procurador, a Infraero também deverá apresentar ato normativo da União que teria promovido a desafetação da área de uso comum do povo. O inquérito tramita na Procuradoria da República em Juazeiro do Norte.

16:32 · 31.05.2018 / atualizado às 16:36 · 31.05.2018 por
Equipamento convive com falta de combustível desde a última quinta-feira. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. O Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, neste Município, no Cariri cearense, voltou a receber combustível na tarde desta quinta-feira (31). Dois caminhões, com 45 mil litros cada, chegaram por volta das 14h, trazendo querosene de aviação (QAV) para abastecer as aeronaves. Desde a última quinta-feira (24), voos têm sido cancelados. Abastecimento foi comprometido pelos bloqueios nas rodovias nos últimos dias.

O combustível veio de Guamaré (RN), mas devem estar chegando novos caminhões durante todos os dias. A situação deve ser normalizada a partir da próxima segunda-feira. No entanto, a Infraero não confirmou até quando a quantidade recebida é suficiente. Hoje, o Aeroporto de Juazeiro do Norte não registrou nenhum atraso ou cancelamento de voos.

Caminhões chegaram do Rio Grande do Norte. (Foto: Edson Freitas)

Na última sexta-feira (25), só estavam sendo autorizadas aterrissagens e decolagens com autonomia de combustível, ou seja, que chegassem ao Aeroporto local com combustível suficiente para seguir até seu destino. Por causa disso, alguns voos, como entre Campinas e Juazeiro do Norte, sofreram atrasos de até uma hora, diariamente, pois seguiam até Fortaleza para abastecer.

Por outro lado, os passageiros sofreram com alguns cancelamentos, a partir da última quinta-feira (24), com dois voos entre Juazeiro e Recife. No último sábado (26), muitos passageiros foram impedidos de decolar por não ter garantia de chegar ao destino na sua escala. Outro voo que vinha de Recife, da Azul Linhas Aéreas, foi cancelado. Alguns clientes foram remanejados para outros aviões.

15:31 · 26.05.2018 / atualizado às 15:38 · 26.05.2018 por
Estoque deve durar até domingo. (Foto: Charmeson Campos)

Juazeiro do Norte. A greve dos caminhoneiros, pelo sexto dia consecutivo, começou a agravar a situação neste Município. Pela manhã, oito postos tiveram seu combustível esgotado e, com a alta procura, muitos formaram filas de veículos, na manhã deste sábado (26), em vários pontos da cidade. No Crato, a maioria estão fechados. Estoque não deve durar até amanhã (27), segundo os donos.

Com o bloqueio da Base de Distribuição de Crato, no fim da tarde da última quinta-feira (24), alguns postos já tinham esgotado sua gasolina, principalmente em Farias Brito, Brejo Santo, Porteiras e Mauriti. Algumas pessoas que trabalham nestas cidades, mas moram em Crato ou Juazeiro ficaram impedidas de retornar para casa porque o transporte coletivo estava desabastecido.

Ônibus

A Viametro informou na tarde de ontem (25) que sua frota de ônibus foi diminuída pela metade pela falta de diesel. A empresa adotou o racionamento para evitar de circular, mas já antecipou que só tem autonomia de combustível até este domingo (27). Ela atua no transporte municipal e intermunicipal entre Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha. Cerca de 42 mil pessoas utilizam o serviço diariamente nestas quatro cidades. Na rodoviária, a empresa Guanabara cancelou todas as rotas que vêm da Paraíba.

Aeroporto

Por causa da greve dos caminhoneiros, dois voos foram cancelados no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Ontem, neste mesmo equipamento, só voos com autonomia de combustível puderam aterrissar e decolar, porque o querosene esgotou. Já neste sábado (26), muitos passageiros foram impedidos de decolar por não ter garantia de chegar ao destino em sua escala. Um voo que vinha de Recife, da Azul Linhas Aéreas, foi cancelado.

Pau da Bandeira

A Festa de Santo Antônio de Barbalha, que tem início neste sábado (26), com a “Noite das Solteironas”, está com programação mantida, até agora. A assessoria da Prefeitura confirmou que nenhum show foi cancelado e que todos os artistas estarão amanhã, no dia do hasteamento do Pau da Bandeira, espalhados pelos quatro palcos na cidade.

No entanto, a organização dos movimentos afirmam amanhã (27), pela manhã, dia que concentra maior número de visitantes, haverá bloqueios em duas entradas para a cidade: na CE- 060, que liga à Juazeiro, e na CE-293, rodovia que dá acesso por Missão Velha. Na última sexta (25), o prefeito Argemiro Sampaio afirmou que os manifestantes poderão ser presos caso impeçam a passagem de turistas que chegaram à cidade. Todos os órgãos de segurança estarão a postos.

05:11 · 20.02.2018 / atualizado às 11:48 · 20.02.2018 por
O ministro Maurício Quintella assinou a ordem de serviço. Obra já começa hoje. (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Com presença de políticos, prefeitos e secretários de diversos Municípios da região do Cariri, foi assinada, na noite de ontem (19), na unidade local da Coordenadoria Integrada De Operações Aéreas (Ciopaer), a ordem de serviço para a obra de reforço do pátio de aeronaves do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Com a reforma, o equipamento poderá receber aeronaves maiores, sem nenhuma restrição, e ampliar o movimento.

Serão investidos cerca de R$ 2,6 milhões no reforço e ampliação do pátio, além da recuperação de duas taxiways – faixas que permitem o taxiamento dos aviões. Com previsão de terminar, no máximo, no mês de setembro deste ano, a obra classificará o pátio com o mesmo PCN (índice de resistência do pavimento) da pista, permitindo o pouso de aeronaves maiores como A 320 e Boeing 737-800, sem qualquer restrição.

Segundo o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, com a reforma, terá um aumento na capacidade de passageiros e, também, para transporte de cargas. “Vai tornar um aeroporto mais competitivo e um impacto econômico muito importante pra região. O aeroporto do Cariri é um dos que mais cresce no País e havia este problema (restrição)”, explica, antecipando que estão previstos para o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes o investimento de R$ 50 milhões.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, comemorou a chegada da obra que, segundo ele, era aguardada há muito tempo pela população. “Às vezes, a burocracia impede que as coisas venham na velocidade que desejamos. Agora, vai oferecer mais segurança e ampliar os nossos horizontes na região”, exalta o Chefe do Executivo local.

Senador Eunício Oliveira destacou em discurso mais de R$ 500 milhões conquistados em convênios para o Ceará.

Já o governador Camilo Santana, também presente na solenidade, destacou que o aeroporto é um dos principais equipamentos do Nordeste, pois atende os estados vizinhos. “O Cariri é o centro do Nordeste brasileiro. Aqui, embarcam pessoas da Paraíba, Pernambuco, Piauí. É fundamental que esse aeroporto passasse por essa reforma importante. Ele foi um dos que mais cresceu no Brasil e vamos encontrar o caminho para fazer a grande transformação”, completou.

O Aeroporto

Com 63 anos, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes tem capacidade para atender 800 mil passageiros por ano e conta com voos diretos para Petrolina e Recife (PE), Fortaleza (CE), Campinas e Guarulhos (SP) e Brasília (DF). Três companhias operam no aeroporto: Azul, Gol e Avianca. Pela localização centralizada de Juazeiro do Norte, quase equidistante para seis capitais, o terminal recebe, também, passageiros do interior de Pernambuco, Paraíba e Piauí.

No ano passado, o equipamento teve um fluxo de 541,89 mil, um aumento de 1,34% nos embarques e desembarques, comparado ao ano de 2016. Os números indicaram um crescimento na taxa de ocupação dos aviões, já que a média diária de movimentação de aeronaves comerciais caiu de 22, em 2016, para 16, no ano passado.

17:35 · 17.01.2018 / atualizado às 09:15 · 18.01.2018 por

 

Além do aumento de passageiros, o terminal cresceu no transporte de cargas. (Foto: Elizangela Santos)

Juazeiro do Norte. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) divulgou, nesta quarta-feira (17), que movimentação de passageiros no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, subiu de 534,7 mil, em 2016, para 541,89 mil, ano passado. Isso mostra um aumento de 1,34% nos embarques e desembarques. Além disso, no porão das aeronaves, foi movimentada 1,6 tonelada de cargas em 2017, um crescimento de 62% em relação à registrada em 2016, de 994,3 kg.

Os números indicam um aumento na taxa de ocupação dos aviões, já que a média diária de movimentação de aeronaves comerciais caiu de 22, em 2016, para 16, no ano passado. Para o superintendente do terminal, Rodrigo Siebra, isso demonstra o potencial da região do Cariri. “Aqui tem polo de educação bem forte e de negócios. Empresários vêm e vão. Além, claro, do turismo religioso”, acredita.

O equipamento apresenta este crescimento pelo quarto ano seguido, “mesmo com o cenário econômico um pouco adverso. A gente não foi tão impactado”, pontua Rodrigo Siebra. A expectativa é que, em 2018, os números sejam ainda melhores, porque deve haver a troca de aviões por algumas empresas, ofertando um número maior de assentos. Por outro lado, a quantidade de voos diários não deve aumentar como neste mês de janeiro, que opera com quatro movimentações a mais, graças ao período de férias.

Com 63 anos, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes tem capacidade para atender 800 mil passageiros por ano e conta com voos diretos para Petrolina e Recife (PE), Fortaleza (CE), Campinas e Guarulhos (SP) e Brasília (DF). Três companhias operam no aeroporto: Azul, Gol e Avianca. Pela localização centralizada de Juazeiro do Norte, quase equidistante para seis capitais, o terminal recebe, também, passageiros do interior de Pernambuco, Paraíba e Piauí.

14:05 · 27.11.2014 / atualizado às 14:05 · 27.11.2014 por

Juazeiro do Norte. A Justiça Federal, através da 16ª Vara, intermediou uma nova etapa nas negociações das indenizações da área de desapropriação para ampliação do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Os acordos realizados foram homologados pelo Judiciário e o valor da indenização poderá ser levantado pelos expropriados, por meio de alvará judicial, nos dias 02 e 03 de dezembro. Neste segundo lote, o valor total a ser liberado é de R$2.232.088,64.

Assim como aconteceu na primeira rodada de negociações, a entrega será realizada através de um cronograma organizado por ordem alfabética de acordo com as iniciais dos nomes dos beneficiários. Os 101 alvarás serão entregues na secretaria da 16ª Vara Federal das 9h às 18h, localizada a Rua Jonas de Souza, s/n – Lagoa Seca.

Os beneficiados que receberem o alvará deverão levantar o valor na Caixa Econômica Federal, agência Juazeiro do Norte.

09:11 · 14.11.2014 / atualizado às 09:11 · 14.11.2014 por

imageUm pouso de emergência foi provocado por uma pane ocorrida com aeronave que saiu na manhã de ontem, do aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, em direção a Guarulhos, em São Paulo. O avião da Avianca teve que fazer o pouso forçado no aeroporto de Salvador. A suspeita era de que um pássaro poderia ter atingido a turbina.

Na aeronave estavam 101 passageiros. O voo saiu às 10h15 de Juazeiro do Norte, e deveria chegar às 14h15 (horário de Brasília) em Guarulhos, São Paulo, mas às 12h40 a aeronave pousou em Salvador após protocolar uma solicitação de pouso de emergência à Infraero. Equipes médicas e do Corpo de Bombeiros aguardavam a aeronave, que desembarcou os passageiros pouco depois. De acordo com a Avianca, o piloto suspeitou da “injeção de um pássaro” na turbina e, por precaução, decidiu pousar em Salvador.

A aeronave teve que passar por manutenção no Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, para investigar se houve ou não a “injeção de um pássaro” na turbina. A companhia afirmou que 45 dos 101 passageiros embarcariam às 14h57 em um voo que parte de Salvador com direção a Guarulhos. Os demais passageiros seriam remanejados em outros voos nas próximas horas.