Busca

Tag: apreensão


11:39 · 19.04.2018 / atualizado às 11:48 · 19.04.2018 por
41 Tabletes de Maconha totalizando 36,790kg; 143g de Cocaína; 188g de pasta base, dois celulares e duas balanças de precisão foram apreendidas. (Foto: VCRepórter).

Juazeiro do Norte. Por volta das 6h da manhã, as equipes da Força Tática e do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) prenderam o casal Ítalo Samir da Silva, 23, e Maiara Rocha de Souza, 24, no bairro São José. Com eles, foram apreendidos 36,7 quilos de maconha, embalados em 41 tabletes, além de uma pequena quantidade de cocaína, pasta base e duas balanças de precisão.

Segundo Tenente Ramalho, comandante da Força Tática, os dois já vinham sendo monitorados e, através de denúncias anônimas e do o apoio do Serviço de Inteligência do 2º BPM, foram flagrados com essa quantidade de drogas. “A população tem ajudado muito”, exalta o oficial.

A polícia acredita que o local era ponto de venda de drogas. Ao chegar à residência, os policiais se depararam com o casal e, depois, localizaram a grande quantidade de tabletes de maconha dentro de duas caixas de papelão, além de 143 gramas cocaína e e 188 gramas pasta base escondidas em uma gaveta de guarda roupas.

Ítalo Samir disse à polícia que o material pertencia a um homem conhecido como “Val” que, segundo ele, está preso na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC). O acusado informou, ainda, que os dois eram responsáveis por guardar e distribuir a droga de acordo com as ordens do proprietário.

Junto com o casal, uma criança de três anos foi encontrada. Ela foi levada pelo Conselho Tutelar e entregue aos avós. Já os acusados foram conduzidos para a Delegacia Regional da Polícia Civil de Juazeiro do Norte (20ª região), onde foram autuados em flagrante por Tráfico Ilícito de Drogas e Associação para o Tráfico. Os dois não têm passagens pela polícia.

10:36 · 16.03.2018 / atualizado às 10:36 · 16.03.2018 por

Juazeiro do Norte. Nas últimas 36 horas, a Polícia Militar tirou de circulação cerca de quatro quilos de entorpecentes na Ária Integrada de Segurança 19 (AIS 19), que compreende 25 municípios da região do Cariri.  O material foi localizado durante buscas realizadas nesta quarta-feira (14) no bairro Timbaúbas.

O Batalhão de Polícia Ambiental e do Serviço de Inteligência do 2º BPM foram acionados até à Rua do Capim. Lá, os militares flagraram um adolescente ao lado de vasto material entorpecente, entre eles, 3,885 kg de maconha, 0,109kg de crack e 0,014kg de cocaína, acondicionadas em embalagens plásticas para comercialização.

A ação ocorreu após denúncias de que três indivíduos estavam no local, mas apenas um adolescente foi localizado e apresentado na 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte.

11:11 · 08.11.2017 / atualizado às 11:14 · 08.11.2017 por
80 caixas de cigarros foram encontradas no veículo. (Foto: VCRepórter)

Assaré. A Polícia Militar prendeu, na noite de ontem (07), quatro integrantes de uma quadrilha que contrabandeava cigarros fabricados no Paraguai. Os policiais encontraram o material, com valor aproximado de R$ 75 mil, no fundo falso de um caminhão. Quatro pessoas foram detidas, duas delas do Ceará e duas do Maranhão. A operação aconteceu por volta das 23 horas.

Segundo o depoimento dos suspeitos, a carga vinha de Imperatriz, no Maranhão, e teria sido enviada por uma pessoa identificada como “Alexandre”, dono do caminhão baú. Antes de chegar em Assaré, os acusados teriam entregado parte dos cigarros em Tauá e Antonina do Norte.

A Polícia Militar encontrou o material enquanto realizava ronda ostensiva e preventiva no Município, quando se deparou com o veículo, que parecia perdido nas ruas da cidade. Durante a abordagem, o motorista e o passageiro indicaram que estaria buscando uma “mudança”. Em seguida, um carro de modelo Fiat Uno, com dois ocupantes, foi até o encontro do caminhão.

Toda a ação levantou a suspeita dos policiais, que averiguaram o veículo e encontraram 80 caixas de cigarros produzidos no Paraguai no fundo falso do caminhão. Eles estavam escondidos atrás de caixas de plástico. A Polícia prendeu em flagrante Jair Raimundo Filho e Lucival Rodrigues de Moura, naturais de Caxias (MA), e também Francisco Dias Alcântara Filho, que seria o comprador da mercadoria, e Leonardo Ferreira Leite. Os dois últimos são moradores de Assaré.

Além dos veículos, foram apreendidos R$ 1.260. Os acusados foram levados à Delegacia da Polícia Civil de Assaré (19ª Região), onde será feito o inquérito para investigar. (Colaborou: Amaury Alencar)

10:41 · 01.11.2017 / atualizado às 12:10 · 01.11.2017 por
Material encontrado pela Polícia Civil nesta quarta-feira. (Foto: VCRepórter)

Crato. A Polícia Civil realizou, na manhã desta quarta-feira (01), o cumprimento do 17 mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão em residências e pontos comerciais. Os suspeitos são de Crato e Juazeiro do Norte. Todos eles envolvidos com tráfico de drogas e falsificação de produtos. A ação faz parte Operação Medellín, que chega a sua quarta fase e desde janeiro do ano passado já realizou 77 prisões na região do Cariri.

De acordo com o delegado Manuel Inácio Torres Neto, a ação contou com a participação de 120 policiais civis e 25 viaturas e conseguiu a apreender duas armas, munições, balança de precisão, computadores e discos rígidos. As máquinas eram utilizadas para falsificação de mídias e produção de CD’s e DVD’s piratas. Os suspeitos estão detidos na Delegacia Regional de Crato.

Operação Medellín do Cariri

A operação foi iniciada pelo delegado Giuliano Vieira Sena, quando estava a frente da Delegacia Regional de Crato. Na primeira ação, realizada no dia 7 de janeiro de 2016, foram capturadas 43 pessoas e 112 mandados de prisão, busca e apreensão foram cumpridos. Na segunda fase, deflagrada em julho do mesmo ano, a polícia apreendeu 20 armas de fogo e mais de 2,5 mil munições de calibres e nove pessoas foram presas por envolvimento no comércio e porte ilegal de armas. A terceira fase, realizada em setembro do ano passado, teve o cumprimento de 8 mandados de prisão preventiva e 15 de busca e apreensão.

O nome da operação “Medellín” é uma alusão ao Cartel de Medellín,  que operou na década de 1980 e 1990 no tráfico internacional de drogas, principalmente com cocaína levada da Colômbia até os Estados Unidos. A rede de era chefiada pelo famoso narcotraficante Pablo Escobar.

10:01 · 19.09.2017 / atualizado às 10:01 · 19.09.2017 por
A caminhonete seguia com a droga até Fortaleza. (Foto: VC Repórter/Whatsapp)

Penaforte. A Polícia Militar (PM-CE) apreendeu um carregamento de cerca 170 quilos de maconha, na madrugada desta terça-feira (19), no município de Penaforte. A operação, integrada com a Polícia Civil, prendeu Márcio Alves Couto em flagrante. Segundo a Polícia, o acusado  trazia o carregamento de Governador Valadares (MG).

Nas proximidades do Posto de Fiscalização de Penaforte, divisa entre os estados de Ceará e Pernambuco, a equipe da Força Tática de Apoio (FTA), da Polícia Militar, suspeitou do comportamento do motorista e o abordou. Na carroceria da caminhonete de cor branca, conduzida pelo suspeito, foi descoberta a droga embalada em tijolos. Além da maconha, uma pequena quantidade de crack também foi encontrada.

O motorista foi conduzido até Delegacia Regional de Brejo Santo (21ª Região) e lá disse a polícia que o carregamento pertencia a outro homem, que o havia pago para transportar até Fortaleza (CE). Ele foi autuado por tráfico interestadual de drogas e transferido para a cadeia pública de Penaforte.

Esta foi a maior apreensão de drogas, este ano, registrada na Região do Cariri. A Polícia Militar instaurou um inquérito para investigar o caso e descobrir o destino do carregamento.

10:39 · 12.07.2017 / atualizado às 10:41 · 12.07.2017 por

A Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), localizada na Região do Cariri, lidera as apreensões de armas de fogo no Estado do Ceará durante o primeiro semestre do ano. De janeiro a junho, já foram retiradas de circulação 391 armas de fogo, segundo os dados estatísticos divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Os dados apontam que o mês de março teve o maior índice de apreensão, ou seja, 96 armas de fogo foram retiradas das ruas. Em janeiro foram registradas 73 apreensões, em fevereiro foram contabilizadas 77, em abril o total foi de 52, em maio e junho foram apreendidas 45 e 48 armas, respectivamente. Entre os principais tipos de armas apreendidos pela Polícia Militar estão os revólveres, pistolas e espingardas.

De acordo com o comandante do 2º BPM, Tenente Coronel Paulo Hermann Fernandes Macedo, o trabalho da Polícia Militar em 2017 tem sido intenso no sentido de combater a criminalidade e garantir a tranquilidade da população. Segundo o Oficial, as ações de combate ao porte ilegal de arma de fogo são realizadas através de abordagens e saturações em locais e horários estratégicos, além da averiguação de denúncias por parte da população.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

15:06 · 10.04.2017 / atualizado às 15:06 · 10.04.2017 por

Durante o primeiro trimestre do ano foram apreendidas 246 armas de fogo na região do Cariri segundo dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). De acordo com o balanço, as cidades onde mais se registrou esse tipo de ocorrência foram Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Brejo Santo e Campos Sales.

O mês de março apresentou o maior índice de apreensões em relação aos meses anteriores, totalizando 96 armas de fogo. Em janeiro e fevereiro, os índices chegaram a 73 e 77 apreensões, respectivamente, resultando numa média mensal de 82 armas de fogo retiradas de circulação.

De acordo com o comandante do 2º BPM, Tenente Coronel Paulo Hermann Fernandes Macedo, a Polícia Militar atua no combate ao porte e a posse ilegal de armas de fogo nos 25 municípios da Região do Cariri que integram a área de abrangência do 2º Batalhão. As ações objetivam garantir a preservação da ordem pública e o aumento da sensação de segurança para a população caririense.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

14:45 · 29.03.2017 / atualizado às 14:45 · 29.03.2017 por

A Polícia Militar registrou a apreensão da 15ª e 16ª arma de fogo, durante o mês de março, em Juazeiro do Norte através das ações realizadas pelo Policiamento Ostensivo Geral (POG), Ronda do Quarteirão e BPRAIO.

Nesta terça-feira, um revólver da marca winchester, calibre 32, foi apreendido durante uma abordagem realizada no bairro Vila Real por policiais do Ronda Tática de Apoio. A ação policial teve início por volta das 12h45 após denúncia de que um homem residente naquela localidade mantinha uma arma de fogo escondida.

Durante uma busca realizada no imóvel, a composição policial localizou a arma de fogo, uma pequena quantidade de maconha, balança de precisão e aparelhos eletrônicos como tablet e celulares. Um adolescente de 16 anos que se encontrava na residência foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil.

No mesmo dia, uma composição do BPRAIO realizava saturações no bairro Tiradentes quando localizou dois indivíduos em atitude suspeita. No decorrer da abordagem foi constatado que se tratava de dois adolescentes com 15 e 16 anos, respectivamente. Com o mais jovem, a composição militar apreendeu um revólver da marca Taurus, calibre 32, municiado com seis cartuchos intactos, e com o mais velho foi localizado um aparelho celular de origem duvidosa. Ambos foram apresentados na 20ª Delegacia de Polícia Civil em Juazeiro do Norte.

A apreensão de armas de fogo tem sido um dos principais resultados obtidos em prol da segurança pública em toda a Região do Cariri. De acordo com o comandante do 2º BPM, Tenente Coronel Paulo Hermann Fernandes, a Polícia Militar tem atuado de forma sistemática pela preservação da ordem e da paz social, combatendo a criminalidade em todas as suas formas.

11:58 · 15.03.2017 / atualizado às 11:58 · 15.03.2017 por
A Polícia Militar registrou a apreensão de dez armas de fogo nas últimas 24 horas na região do Cariri, que corresponde a Área de Integrada 11 (AIS 11). As ações de combate a criminalidade foram desencadeadas nas cidades de Jati, Brejo Santo, Crato e Juazeiro do Norte, através das distintas unidades operacionais da Polícia Militar que na Região do Cariri.
 
Por volta das 11h30 de ontem, o Policiamento Ostensivo Geral (POG) da cidade de Jati foi acionado para averiguar uma denúncia anônima sobre a existência de armas de fogo na residência de Alaíde Ana de Sousa, 62 anos, conhecida como “Lalá”, residente no Sítio Baião, zona rural do município.
 
No local, a Polícia Militar encontrou duas espingardas de fabricação caseira, quatro recipientes com espoletas e 32 cartuchos de diferentes calibres.  Além disso, foram encontrados 2,600kg de chumbo, 320 gramas de pólvora e 250 gramas de sementes de maconha. Todo o material estava enterrado no quintal da residência. Durante a ação policial foi constatado que a senhora em referência é mãe de Cícero da Silva Sousa, conhecido como “Cícero de Lalá”, que foi preso no dia anterior pelo crime de tráfico de drogas naquela cidade.
 
Três horas mais tarde, militares da cidade de Brejo Santo realizaram uma abordagem no centro da cidade que culminou na apreensão de um revólver calibre 38. A arma estava dentro de uma mochila conduzida por Magnólia Gomes dos Santos, 37 anos, a qual foi apresentada na delegacia de polícia civil. Segundo ela, a arma seria entregue a um sobrinho que é suspeito de realizar tráfico de drogas na cidade.
 
Outras diligências da Polícia Militar resultaram na abordagem do sobrinho de Magnólia Gomes por volta das 17h30, no bairro Morro Dourado em Brejo Santo. O adolescente de iniciais G.A.S., de 17 anos, trafegava em uma motocicleta Sundow/Hunter quando recebeu voz de parada pela equipe policial. O mesmo portava 37 trouxinhas de maconha e 121 pedras de crack.
 
Em sua residência, os militares localizaram um tablete de maconha pesando 120 gramas, dois tabletes de crack pesando 92 gramas, balança de precisão e um triturador de maconha. Além disso foi localizada uma espingarda de calibre 12, nove cartuchos de calibres diversos, recipientes com pólvora, chumbo, espoleta e dinheiro.
 
Na cidade do Crato, uma equipe do Batalhão de Divisas realizava patrulhamento no Sítio Bela Vista, por volta das 19h, quando abordou um grupo de pessoas em atitude suspeita. Durante a ação, foram localizados um revólver calibre 32, uma pistola de calibre 7,65, 480 gramas de maconha e uma motocicleta CBX Twister com registro de roubo/furto. Os suspeitos José Edvaldo Garcia Silva, 55 anos, Aldenir Gomes da Silva, 52 anos e Valdeir Alexandre Cavalcante, 35 anos, foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil.
 
Ainda na cidade do Crato, uma equipe do BPRaio recebeu denúncias de que dois indivíduos estavam armados na comunidade do gesso. No local, a equipe abordou C.G.M.N, de 17 anos e P.F.M.B, de 14 anos. Na residência deste último, a polícia localizou dois revólveres, sendo um de calibre 32 e outro de calibre 38, além de seis cartuchos. Os adolescentes foram apresentados na delegacia juntamente com seus responsáveis para adoção dos procedimentos legais.
 
No final da noite, equipes do Ronda Tático de Apoio e do POG de Juazeiro do Norte se deslocaram para o bairro Vila Nova após denúncias de no local havia um homem armado. As equipes localizaram Damião da Silva, 24 anos, o qual foi preso por posse irregular de uma espingarda socadeira de fabricação artesanal e uma pistola calibre 22, além de um cartucho CBC de calibre 12. O mesmo foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de Juazeiro do Norte.
19:10 · 01.03.2017 / atualizado às 19:12 · 01.03.2017 por
Foto: VcRepórter

Juazeiro do Norte. Quatro pessoas foram presas na manhã de hoje com quase 100 kg de drogas que estavam escondida numa chácara localizada no bairro Timbaúbas, neste município. O local, segundo militares da Polícia Ambiental, funcionava com um “laboratório de entorpecentes”.

Dentro do imóvel, os policiais encontraram 80 kg de maconha, 4 kg de pasta base de cocaína, 4 kg de crack e 2,5kg de cocaína prontos para comercialização. Além do entorpecente que seria distribuído na região do Cariri, os militares encontraram revólveres, colete à prova de bala,  carcaça de uma moto e um papagaio. Parte da droga estava enterrada.

Foram presos em flagrante os donos da chácara, José Ivan Gomes da Silva, de 28 anos, e sua companheira Cícera da Silva Figueiredo, de 33 anos, conhecida como “Cícera Fuzil”, seu irmão Alberto da Silva, 23, que chegou no local com uma barra de maconha no momento da abordagem e o jovem Caio Henrique de Sá Alexandre, 25. Ele seria o encarregado por levar a droga à cidades vizinhas.

Essa foi a maior apreensão de droga no ano na cidade de Juazeiro do Norte. Um negócio extremamente lucrativo para os bandidos. De acordo com agentes federais, o quilo da cocaína já refinada com a pasta-base custa em torno dos R$ 12.500. A droga pura, sai por R$ 20 mil. Já com a venda da maconha, o lucro ultrapassa 1.500% em algumas regiões do país.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br