Busca

Tag: brigadistas


10:49 · 11.09.2018 / atualizado às 10:49 · 11.09.2018 por
Ao todo, 26 voluntários participam da capacitação. (Foto: Divulgação/SAAEC)

Crato. Com o objetivo de capacitar e trabalhar na prevenção e combate a incêndios florestais, foi iniciada ontem (10) o curso de formação de brigadistas que acontece na sede da Floresta Nacional do Araripe (FLONA). Estão sendo treinados, ao todo, 26 voluntários, sendo 10 colaboradores da SAAEC e 16 guardas civis. A formação termina nesta terça-feira (11).

A atividade é uma ação conjunta entre SAAEC e Secretaria de Segurança Pública do Crato no sentido de minimizar ao máximo a possibilidade de queimadas na Chapada da Araripe.

Os incêndios florestais são mais suscetíveis a acontecer durante o segundo semestre do ano devido as elevadas temperaturas e a imprudência e negligência de moradores da região que realizam queima de lixo e renovação de pastagens, segundo dados levantados pelo ICMBio. Portanto, além da formação de brigadistas é necessário que proprietários rurais se comprometam com a defesa de suas propriedades para inibir qualquer foco que possa se alastrar.

Os danos causados pelas queimadas são imensos. O solo fica desprotegido dificultando a absorção da água das chuvas desencadeando desmoronamentos. Outro fator preocupante é o impacto sobre a fauna, principalmente, o Soldadinho do Araripe, ave endêmica ameaçada de extinção que se encontra em fase de reprodução nesse período mais crítico do ano com relação aos incêndios.

13:01 · 04.09.2018 / atualizado às 13:01 · 04.09.2018 por
A reunião de planejamento contou com representantes da FLONA, SAAEC e Secretaria Municipal de Segurança Pública. (Foto: Divulgação)

Crato. A Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC) se reuniu, nesta segunda-feira (03), com a diretoria da Floresta Nacional do Araripe (FLONA) e a Secretaria Municipal de Segurança Pública para planejar o curso de formação de brigadistas que acontecerá nos próximos dias 10 e 11 de setembro na sede da FLONA. Ao todo, serão treinados 26 voluntários, sendo 10 colaboradores da empresa e 16 guardas civis.

O objetivo da capacitação é trabalhar na prevenção e combate a incêndios. A atividade é uma ação conjunta entre SAAEC e Secretaria de Segurança Pública do Crato no sentido de minimizar ao máximo a possibilidade de queimadas na chapada.

Os incêndios florestais são mais suscetíveis a acontecer durante o segundo semestre do ano devido as elevadas temperaturas e a imprudência e negligência de moradores da região que realizam queima de lixo e renovação de pastagens, segundo dados levantados pelo ICMBio. Portanto, além da formação de brigadistas é necessário que proprietários rurais se comprometam com a defesa de suas propriedades para inibir qualquer foco que possa se alastrar.

Os danos causados pelas queimadas são imensos, o solo fica desprotegido dificultando a absorção da água das chuvas desencadeando desmoronamentos. Outro fator preocupante é o impacto sobre a fauna, principalmente o Soldadinho do Araripe, ave endêmica ameaçada de extinção que se encontra em fase de reprodução nesse período mais crítico do ano com relação aos incêndios.

20:40 · 07.11.2015 / atualizado às 20:52 · 07.11.2015 por

 

 

IMG_7134Crato. O incêndio, segundo os moradores, teve início no Sítio Coqueiro por volta do meio dia de sexta-feira (06)e se alastrou rapidamente. Vários focos foram contidos ontem mesmo, mas hoje o fogo voltou a aparecer na mata, o que seria um indicativo de que o incêndio seja uma ação criminosa, de acordo com o comandante do corpo de bombeiros, capitão Leoni Granjeiro.

Mais de 30 profissionais, entre eles bombeiros e brigadistas do Instituto Chico Mendes de conservação da Biodiversidade (ICMBio), fazem o trabalho para controlar o incêndio que já dura mais de 24 horas. Segundo o corpo de bombeiros, o fogo já se encontra próximo ao clube Granjeiro e atingiu áreas de proteção ambiental. Ninguém ficou ferido, mas a população teme que o fogo atinja outras comunidade.