Busca

Tag: campanha


08:31 · 16.05.2017 / atualizado às 08:31 · 16.05.2017 por

Juazeiro do Norte. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEDEST) realiza a Semana de Combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Nesse contexto, durante toda a semana serão desenvolvidas atividades e rodas de conversas nos nove Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Juazeiro do Norte e em algumas escolas municipais. Na quinta-feira, 18, acontecerá grande Caminhada ‘Faça Bonito’, em alusão ao dia nacional de combate.

A proposta da campanha é sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, que conta com um número ainda alarmante no Brasil, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

A campanha ‘Faça Bonito’ tem o objetivo de buscar formas para garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade. As denúncias podem ser feitas através do Disque Denúncia Nacional (Disque 100), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), a Ouvidoria do Município e dos Conselhos Tutelares. “Onde a prevenção não consegue chegar, é importantíssimo que a população denuncie e se mobilize para combater essa infeliz realidade”, afirmou a Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Isabela Bezerra. As denúncias serão encaminhadas para os órgãos que trabalham com a prevenção e o combate desse tipo de exploração.

Caminhada 18 de maio
Em alusão ao Dia Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, a SEDEST irá promover uma caminhada para alertar e conscientizar a população acerca dessa problemática. A concentração acontecerá às 8h, na Praça da Prefeitura e irá percorrer a Rua São Pedro até a Praça Padre Cícero. A Secretaria de Desenvolvimento Social convida toda a população para somar forças nessa luta, que é de todos.

Entenda o que é exploração sexual de crianças e adolescentes
A violência sexual praticada contra a criança e o adolescente envolve vários fatores de risco e vulnerabilidade quando se considera as relações de geração, de gênero, de etnia, de orientação sexual, de classe social e de condições econômicas. Nessa violação, são estabelecidas relações diversas de poder, nas quais tanto pessoas e/ou redes utilizam crianças e adolescentes para satisfazerem seus desejos e fantasias sexuais e/ou obterem vantagens financeiras e lucros.

Telefones para denúncias:
CREAS 35871104
Conselho Tutelar 35873349
Ouvidoria do Município 3571-5208
DISQUE 100

14:30 · 21.04.2017 / atualizado às 14:30 · 21.04.2017 por
Marcos é deficiente físico e mora sozinho, de aluguel, na cidade de Campos Sales

Carro, casa, estabilidade financeira, viagem pela Europa… Esses são alguns dos sonhos de muitos brasileiros. Sonhar, inclusive, é o que move muita gente e os leva a superar obstáculos. Um jovem da cidade de Campos Sales, na região do Cariri, no entanto, tem um sonho diferente, porém, igualmente grande e digno de luta.

Deficiente físico, com problemas financeiros e morando sozinho em uma casa sem nenhuma adaptação para suas limitações físicas, Marcos, de 22 anos, lançou uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro. “Preciso de uma cadeira de rodas motorizada”, diz ele, sentado no chão, no início do vídeo.

“Quero concluir meus estudos e não tem ninguém para me levar até a escola. Está muito complicado ”, acrescenta o jovem. Ao longo do vídeo com duração de quase 3 minutos, Marcos mostra a casa em que mora de aluguel e que não dispõe de acessibilidade. “Nada é adaptado para mim o que torna as coisas ainda mais difíceis”, pontua.

A cadeira de rodas utilizada atualmente por ele, de modelo simples, “está velha e as rodas da frente estão emperrando”, mostra o deficiente. Ao fim do vídeo, Marcos pede para que, quem não puder ajudar financeiramente, compartilhe o vídeo para que outras pessoas possam ver. “Essa cadeira de rodas motorizada é meu grande sonho. Com ela eu vou poder concluir meus estudos, sair sem depender de ninguém, vou poder viver de forma mais independente”, finaliza.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

08:49 · 04.04.2017 / atualizado às 08:58 · 04.04.2017 por

Juazeiro do Norte. Começa hoje, dia 04, a campanha “Evite acidentes, não deixe seu animal solto”, realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses e Núcleo de Mobilização Social. O objetivo é conscientizar a população sobre os riscos de permitir que os animais de estimação estejam fora do limite dos cercados nas estradas da zona rural. Inicialmente, três áreas serão visitadas pela equipe do Centro.

Hoje os agentes do CCZ visitam o Sítio Amaro Coelho, com um carro de som e conversando com os moradores sobre a posse responsável, mostrando que deixar os animais soltos pode causar acidentes e prejuízos aos animais e transeuntes. O projeto continua no dia 06, no Sitio Umari, e no dia 11 no Sítio Gavião.

Animais deixados fora da área da residência podem causar acidentes graves a motoristas, motociclistas e ciclistas. Depois de alguns casos que recorreram ao Centro de Controle de Zoonoses, a coordenação decidiu realizar uma campanha de conscientização, informando também que os animais soltos serão recolhidos em outra oportunidade, e só serão liberados depois do pagamento de multa, de acordo com a legislação vigente.

A Campanha é, segundo a direção do CCZ, mais uma estratégia de fazer com que a população tenha consciência sobre seus direitos e deveres em relação aos animais, sabendo principalmente que algumas ações podem ser caracterizadas como crime.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

09:57 · 22.03.2017 / atualizado às 09:57 · 22.03.2017 por
Alimentos já arrecadados (Foto Divulgação)

O Sesc, através da sua Unidade Crato, está em campanha para receber doações de alimentos, vestimentas e acessórios de cama e banho para a população atingida pela enchente em Assaré, na região do Cariri. A unidade está em plantão 24h para facilitar as contribuições.

O material arrecadado é distribuído diariamente na Secretaria de Ação Social de Assaré e na paróquia da cidade. Até o momento, foram obtidos 500 kg de alimentos, mais de 1.500 peças de vestuários, como roupas e calçados, além de toalhas e lençóis.

A enchente aconteceu por conta do rompimento na barragem do Açude dos Montes, devido às fortes chuvas do dia 17 de março. Na cidade, várias casas e prédios públicos foram atingidos, deixando mais de 200 famílias desabrigadas.

SERVIÇO
Campanha de doação de alimentos e itens de vestuário para a população de Assaré
Local: Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Informações: (88) 3586.9150

10:42 · 22.02.2017 / atualizado às 10:43 · 22.02.2017 por

Juazeiro do Norte. A partir da próxima segunda-feira, dia 27, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) realizará uma campanha de coleta de sangue. A ação a ser realizada no Ginásio Poliesportivo, neste município, terá duração de dois. A data foi pensada para coincidir com o retiro espirital da Comunidade Católica Shalom, o Renascer Cariri.

Devido ao grande número de pessoas que estarão durante esse período no local e pelo aumento da demanda nessa época do ano, o Hemoce aproveitou o momento para abastecer o banco de sangue. O Hemoce também firmou parceria com a Secretaria de Esporte, Juventude e Cultura (Sejuc) para realizar outras ações após o carnaval no intuito de aumentar o número de campanhas de coleta de sangue, nos eventos realizados no Ginásio. Como muita gente utiliza o local para a prática esportiva, a Sejuc quer que essas pessoas além atletas, sejam doadoras.

Quem pode ser doador?
– É preciso estar saudável e bem alimentado (evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem à doação)
– Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas
– Pesar acima de 50kg e ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos