Busca

Tag: capacitação


10:49 · 11.09.2018 / atualizado às 10:49 · 11.09.2018 por
Ao todo, 26 voluntários participam da capacitação. (Foto: Divulgação/SAAEC)

Crato. Com o objetivo de capacitar e trabalhar na prevenção e combate a incêndios florestais, foi iniciada ontem (10) o curso de formação de brigadistas que acontece na sede da Floresta Nacional do Araripe (FLONA). Estão sendo treinados, ao todo, 26 voluntários, sendo 10 colaboradores da SAAEC e 16 guardas civis. A formação termina nesta terça-feira (11).

A atividade é uma ação conjunta entre SAAEC e Secretaria de Segurança Pública do Crato no sentido de minimizar ao máximo a possibilidade de queimadas na Chapada da Araripe.

Os incêndios florestais são mais suscetíveis a acontecer durante o segundo semestre do ano devido as elevadas temperaturas e a imprudência e negligência de moradores da região que realizam queima de lixo e renovação de pastagens, segundo dados levantados pelo ICMBio. Portanto, além da formação de brigadistas é necessário que proprietários rurais se comprometam com a defesa de suas propriedades para inibir qualquer foco que possa se alastrar.

Os danos causados pelas queimadas são imensos. O solo fica desprotegido dificultando a absorção da água das chuvas desencadeando desmoronamentos. Outro fator preocupante é o impacto sobre a fauna, principalmente, o Soldadinho do Araripe, ave endêmica ameaçada de extinção que se encontra em fase de reprodução nesse período mais crítico do ano com relação aos incêndios.

08:43 · 23.08.2018 / atualizado às 13:44 · 23.08.2018 por
Ao todo, 10 municípios e 86 comunidades foram beneficiadas. (Foto: Divulgação)

Campos Sales. O Projeto de Capacitação em Acesso às Políticas Públicas no Território Cariri Oeste chegou ao fim, na manhã de ontem (22), com evento de encerramento ocorrido no auditório do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ao todo, 10 municípios e 86 comunidades foram beneficiadas.

O Projeto, executado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), tem como objetivo promover ações de capacitação e educação sobre as políticas públicas disponíveis para a população do semiárido. A organização é referência em estratégias de desenvolvimento no meio rural.

 Aos participantes, foi aplicado uma abordagem pedagógica utilizada ao longo de 10 anos de experiência da Adel com atividades de capacitação com agricultores e jovens rurais. Essa metodologia zela pelo engajamento e pelo envolvimento constante de quem participa, de forma dinâmica, bastante prática, simples, com linguagem adequada e formas devidamente contextualizadas para que as pessoas possam realmente se apropriar ao que está sendo informado.

Projeto Paulo Freire

O projeto tem por objetivo contribuir para a redução da pobreza rural em 31 municípios cearenses por meio do desenvolvimento do capital humano e social e do desenvolvimento produtivo sustentável pautado na geração de renda, no âmbito agrícola e não-agrícola, com foco principal em jovens e mulheres.

13:56 · 24.07.2018 / atualizado às 14:48 · 24.07.2018 por
Na última sexta-feira (20), técnicos da Anvisa estiveram em Juazeiro do Norte realizando a capacitação. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. A Secretaria Municipal de Saúde, começou a emitir, a partir desta segunda-feira (23), o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP).  Com isso, o Município é a primeira cidade do interior do Ceará a emitir o documento, que é exigido para entrada em alguns países e comprova a vacinação contra doenças, conforme Regulamento Sanitário Internacional.

A emissão do CIVP está sendo feita no Departamento de Vigilância Sanitária (VISA), localizado no Centro de Dermatologia, de segunda à sexta-feira, no horário de 8h30 às 11h30 e de 14h às 16h. O documento é emitido na hora, mediante apresentação do cartão nacional de vacinação, documento de identificação original com foto e comprovante de viagem ou escala/conexão em país com exigência do certificado.

Capacitação

Na última sexta-feira (20), técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estiveram em Juazeiro do Norte realizando a capacitação da equipe de Vigilância Santinária municipal para emissão do CIVP.

A expedição do certificado não é exclusiva para quem mora em Juazeiro do Norte, mas sim para todos aqueles que necessitarem. A implantação do serviço irá facilitar e agilizar as viagens de quem antes precisaria se deslocar até Fortaleza ou outra capital para emitir o certificado.

05:25 · 28.06.2018 / atualizado às 23:55 · 27.06.2018 por
Cerca de 100 profissionais foram capacitados para atender necessidades especiais. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Juazeiro do Norte. A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) realizou, na manhã da última terça-feira (26), a segunda formação para cuidadores que atuam através do Atendimento Educacional Especializado (AEE), na rede local de ensino. O evento, realizado no no Instituto de Ensino Superior (Ijes), contou com cerca de 100 profissionais que lidam diretamente com crianças com necessidades especiais. Neste módulo foi tratado o tema Autismo.

De acordo com a gerente da Educação Inclusiva da Seduc, Maria José Lopes, a deficiência de maior incidência atualmente, em Juazeiro do Norte, é o Autismo. Ela explica que essa formação se faz necessária porque os cuidadores fazem parte do processo de desenvolvimento da pessoa com deficiência.

Os cuidadores receberam orientações de como trabalhar com os laudos fornecidos pelos médicos que determinam o grau de autismo da criança e as classificações utilizadas atualmente para se definir o Transtorno do Espectro Autista (TEA), que se dividem em 3 graus: autismo leve, autismo moderado e autismo severo.

O objetivo dessas formações é proporcionar aos cuidadores subsídios para desenvolverem seu trabalho de forma que possam despertar a compreensão das situações específicas de cada criança, auxiliando no seu desenvolvimento como ser humano e na vida escolar.

O prefeito Arnon Bezerra, presente na capacitação, frisou a importância do acompanhamento de um profissional dedicado na vida dessas crianças, contribuindo para o seu desenvolvimento, trazendo orientações e dando oportunidades para a criação de laços afetivos. “Em cada fase da vida a criança precisa de atenção, de orientação e cuidado”, afirmou.

A secretária de Educação Maria Loureto destacou a missão especial do cuidador dentro da Educação, devido ao fato das crianças com deficiência precisarem que esse trabalho seja feito com dedicação e maestria. Ela revelou que alguns pais têm buscado a rede municipal de ensino ao tomarem conhecimento que o trabalho desenvolvido possui um diferencial na qualidade e na atenção dedicada às crianças.

09:03 · 15.02.2018 / atualizado às 09:03 · 15.02.2018 por
O curso será ofertado pelo IFCE Crato. (Foto: Divulgação/IFCE)

Nova Olinda. Será firmado, nesta quinta-feira (15), às 18, no Centro de Eventos José Ariovaldo Sampaio, um convênio entre o Instituto Federal do Ceará, campus de Crato, e a Prefeitura Municipal, para capacitar cerca de 100 professores da rede municipal em um curso de atualização em Língua Portuguesa. O curso terá início ainda é fevereiro. A ideia é que, no futuro, a formação seja ampliada para outros municípios da região do Cariri.

Professor de português e servidor do IFCE no Crato, Augusto Monteiro será o responsável pelas aulas. Segundo Monteiro, o objetivo é contribuir para o aperfeiçoamento do ensino fundamental do município. “O IFCE tem a preocupação de capacitar esses professores para que eles tenham um conhecimento mais aprofundado e mais contextualizado da língua portuguesa. Os professores de ensino fundamental precisam ter outro olhar sobre a língua, principalmente no aspecto da contextualização, para fazer do aluno um participante no processo criativo.”

Ele explica que o curso é composto de 240 horas de aulas práticas e teóricas, influenciadas pelo contexto em que alunos e professores estão inseridos. “É um estudo bem aprofundado da língua portuguesa, mas sem complicação, de modo que, ao fazer o curso, os professores terão um conhecimento maior da teoria que envolve a área”, completa Monteiro.

Com professores mais bem capacitados na rede básica de ensino, os alunos se sairão melhor na sala de aula. Uma boa interpretação de texto, por exemplo, ajuda-os a compreender com mais facilidade o conteúdo e as questões de outras disciplinas, como ciências e matemática.

O diretor-geral do IFCE no Crato, Joaquim Rufino Neto, explica que a atualização em Língua Portuguesa é um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC), uma das modalidades de ensino ofertadas pelo instituto. “Ações do tipo devem ser feitas de forma gradativa, por meio desse ‘braço’ do governo federal, no sentido de levar à melhoria da educação de nível básico nos nossos municípios”.

Monteiro e Rufino indicam que a formação deve ainda preparar os professores – e, como consequência, os alunos – para a reforma no ensino. Com a mudança do ensino médio determinada pelo governo federal, as escolas passarão a oferecer, nos dois últimos anos, formação aprofundada em curso técnico ou em áreas eletivas como linguagens e suas tecnologias ou matemática e suas tecnologias, entre outras. Embora o ensino médio não seja responsabilidade da gestão municipal, a preparação no ensino básico é fundamental para os anos seguintes da educação.

A expectativa pelo desenvolvimento do ensino no município é compartilhada pela secretária de educação de Nova Olinda, Ana Célia Matos: “Foi fantástica a iniciativa. Nós professores precisamos estudar bastante e o curso vai fortalecer o conhecimento da nossa equipe de educadores”.

Serviço

Assinatura de convênio entre IFCE Crato e Prefeitura de Nova Olinda

Curso de atualização em língua portuguesa

Quinta-feira (15/02), 18h

No Centro de Eventos José Ariovaldo Sampaio, em Nova Olinda

Rua Alvin Alves, s/n, centro

09:23 · 06.12.2016 / atualizado às 09:23 · 06.12.2016 por

_MG_0145O Governo do Ceará, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Idosos e as Pessoas com Deficiência do Gabinete do Governador, realiza, a partir desta segunda-feira (5), no Crato, o Curso de Gestão e Sustentabilidade: Repensando as Organizações Não Governamentais das Pessoas com Deficiência. O curso acontecerá até 16 de dezembro na Universidade Regional do Cariri (Urca) e será voltado para representantes de ONGs de pessoas com deficiência, órgãos governamentais e sociedade civil.

A capacitação já foi realizada nas cidades de Fortaleza (3 a 17/11), na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), e em Sobral, no Centro de Educação à Distância do Ceará (CED), de 21 de novembro a dois de dezembro. O curso é realizado de 8h às 17h, com 80 horas/aula. Entre os temas abordados nas oficinas estão os marcos legais da pessoa com deficiência, contextualização de todo o processo histórico da pessoa com deficiência no cenário nacional, gerenciamento de projetos, captação de recursos e elaboração de projetos.

Segundo a coordenadora Especial de Políticas Públicas para os Idosos e as Pessoas com Deficiência do Gabinete do Governador, Rebecca Cortez, um projeto com pauta na pessoa com deficiência foi criado na oficina de Fortaleza, foi aperfeiçoado no curso de Sobral e também na capacitação no Crato. “Esse projeto será fruto das três oficinas. No fim vamos receber o projeto e levar a demanda para o Governo. É muito importante esse momento porque é um esforço coletivo e as pessoas estão pondo em prática todo o aprendizado da oficina. É importante para que eles adquiram o conhecimento, se capacitem e se tornem protagonistas do processo de inclusão”, pontuou Rebecca.

A assistente social Cleide Barbosa, voluntária do Instituto Transformar (INTRA), ONG que milita na defesa dos direitos das pessoas surdas do Cariri, considera muito importante que a capacitação seja realizada na Região do Cariri. “Aqui não temos tantas pessoas capacitadas e envolvidas dentro das ONGs para captação de recursos. O curso veio suprir nesse momento todas as necessidades que nós que estamos dentro da ONGs. Precisávamos desse curso para começar na atuação de captar recursos”, destacou. Ela ainda ressaltou a importância do contato das ONGs com a Coordenadoria. “Foi muito importante ter esse contato direto com a Coordenadoria, poder contar com esse assessoramento. Nós sentimos que o Estado veio até nós. Não precisamos sair daqui do Cariri, o Estado veio até a gente através da Coordenadoria”, completou.

A Coordenadoria também realizou, em 2016, o Curso Básico de Capacitação na Língua Brasileira de Sinais (Libras). E, em 2017, estão previstas mais 10 oficinas de capacitação para criação e fortalecimento dos Conselhos Municipais de Direitos das Pessoas com Deficiência, além da realização de mais um Curso Básico de Capacitação na Língua Brasileira de Sinais (Libras), previsto para o primeiro semestre do próximo ano, também na Região do Cariri.

Serviço
Curso de Gestão e Sustentabilidade: Repensando as Organizações Não Governamentais das Pessoas com Deficiência: 5 a 16 de dezembro
Horário: 8h às 17h
Local: Universidade Regional do Cariri (Urca) – Rua Cel. Antônio Luis, 1161, Pimenta, Crato

19:27 · 01.04.2016 / atualizado às 19:27 · 01.04.2016 por

Cursos integram um conjunto de ações que visam fortalecer as inter-relações sociais, econômicas e ambientais das comunidades que residem na faixa de obra do projeto

 Equipes do Projeto de Integração do Rio São Francisco realizaram, esta semana, cursos de capacitação em ‘Sustentabilidade em vilas produtivas rurais’ para 39 moradores assentados nas vilas Ipê, em Jati (CE), e Retiro, no município de Penaforte (CE). A atividade destinada a agricultores tem como objetivo qualificar a participação comunitária nas discussões sobre o plano de sustentabilidade das vilas, a partir do conhecimento da própria realidade.

O presidente da Associação de moradores da vila produtiva Retiro, Antônio José Taveira, elogiou a metodologia do curso, que propõe às famílias um debate sobre questões importantes do dia a dia da comunidade. “Ao destacar pontos críticos, por exemplo, começamos de imediato a conversar sobre como podemos melhorar”, resumiu o líder comunitário.

Moradora da vila Ipê, Devani dos Santos Xavier também ficou bastante satisfeita com a apresentação oferecida ao seu grupo. “Vamos nos unir mais a partir de agora, justamente porque compreendemos as vantagens que podemos ter com a organização da comunidade”, disse.

As oficinas realizadas ao longo do Projeto São Francisco já contemplaram mais de três mil pessoas nos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Cursos e oficinas são realizados em módulos diferenciados. A formação abrange temas como mobilização, participação social e organização comunitária, produção e sustentabilidade, relações institucionais e implementação de projetos. A meta a ser alcançada é o fortalecimento, protagonismo e autonomia das famílias.

Vida em comum

A maioria dos assentados nas vilas produtivas rurais do Projeto São Francisco vivia em casas distantes umas das outras. Morar em uma vila com sede para a associação já construída tem proporcionado organização comunitária, que pode levar a outras facilidades da vida em comum. Atualmente, 623 famílias já estão reassentadas em 16 vilas produtivas.

As vilas são constituídas por um setor residencial e um setor produtivo. O primeiro é composto por casas de alvenaria de 99 m² de área construída em lotes de cinco mil metros quadrados, com rede de água, esgoto e energia elétrica instalada. A vila possui posto de saúde, escola, espaço de lazer – praça e campo de futebol – e áreas destinadas ao comércio e à construção de templos religiosos.

O setor produtivo tem cinco hectares por família, no mínimo, sendo 1ha destinado à irrigação e os outros 4ha definidos conforme a vocação produtiva de cada grupo. Essa habilidade pode ser acordada a partir das capacitações e cursos oferecidos por equipes do projeto.

09:37 · 11.09.2014 / atualizado às 09:37 · 11.09.2014 por

47Crato. Tendo como foco o crescimento industrial e comercial do Crato e fazendo parte do Programa de Desenvolvimento do Crato (PRODECRATO), o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SDET), realizou na noite de terça-feira, 9, no auditório do Senac, o lançamento da proposta do Sistema Integrado de Capacitação Profissional (SICP).

Na ocasião, o gestor da SDET, Venâncio Saraiva, apresentou a proposta, que visa levar mais capacitação para as pessoas, proporcionando mais desenvolvimento para a população e para o município do Crato, e explicou como funcionará o programa. “Nós teremos que fazer esse trabalho a nível regional, trabalhando com a demanda da indústria e do comércio”, frisou Venâncio.

De acordo com o secretário, o SICP é formado por uma unidade gerencial, que será o elo entre a oferta e a demanda; por uma assessoria de relações institucionais, que fará o trabalho de coleta de informações para montar uma parceria estratégica para gerar cursos; e por uma assessoria de marketing, que divulgará as ações.

Também estavam presentes no encontro, representantes da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), através da Coordenadoria do PRONATEC; do Sistema FIEC (Sistema da Federação das Indústrias do Estado do Ceará; do Sest/Senat; do SINE/IDT; de construtoras; e empresários.

09:23 · 23.07.2014 / atualizado às 09:23 · 23.07.2014 por

Crato. A Secretária Municipal de Educação do Crato, através da Coordenadoria de Desenvolvimento da Escola, estará realizando no período de 24 a 26 de julho formação para os gestores, coordenadores e professores da rede municipal de ensino. O evento é idealizado e organizado pela Secretaria de Educação, com objetivo aprimorar o conhecimento de suas equipes e destacar a importância do papel que desempenham dentro do processo educativo.

O encontro acontecerá para os professores de humanas, do fundamental I e II, com formação do material afro indígena, no dia 24, das 8h às 11h30, no Buffet Garden Palace, Mirandão. No mesmo dia, os professores de creches, com formação no PAIC- SEDUC estarão recebendo a capacitação, na Escola 18 de Maio, das 7h30 às 16h30.

No dia 25, o evento acontecerá para os professores da Pré-Escola, com formação PAIC-SEDUC, na Escola 18 de Maio, das 7h30 às 16h30. Ainda no dia 25, os diretores e coordenadores da Secretaria de Educação estarão participando da formação no clube Serrano, a partir das 13h30.

A formação será finalizada no sábado, 26, com os professores do PNAIC – 1º ao 3º ANO, na Escola 18 de Maio, das 7h30 às 12h30. As escolas da rede municipal de ensino do Crato estarão retornando as suas atividades escolares na próxima segunda-feira, 28 de julho.

09:58 · 27.05.2014 / atualizado às 09:58 · 27.05.2014 por

Crato. Com o propósito de desenvolver um trabalho de acolhimento com os moradores de rua do Crato, a Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), através do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), realizou nos dias 22 e 23 de maio, no auditório da OAB, capacitação com coordenadores e assistentes sociais para o Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP).

O Centro POP constitui-se em uma unidade pública e estatal de referência da PSE de média complexidade, voltando-se para o atendimento especializado à população em situação de rua.

No primeiro dia de capacitação, a secretária em exercício da SMTDS, Ana Lúcia Gomes, explanou questões sobre como entender o perfil do morador de rua; a cidadania, o direito ao voto; o perfil do coordenador desta unidade, as principais razões pelas quais essas pessoas estão em situação de rua; e quais os benefícios que muitos deles recebem, bem como aposentadoria e Bolsa Família.

Durante o segundo dia, a Coordenadora do CREAS, Adriana Lacerda, trabalhou a questão de como abordar essas pessoas. Também estavam presentes no encontro, representantes dos CRAS, Centro de Referência da Mulher, Conselho Municipal da Mulher Cratense, Bolsa Família, Telecentro e PRONATEC.