Busca

Tag: Ceará


10:01 · 08.05.2017 / atualizado às 10:01 · 08.05.2017 por

O fim de semana foi de festa para os moradores de Jardim e Missão Velha, na Região do Cariri. Isso porque o Governo do Ceará realizou a entrega de brinquedopraças e aparelhos de ginástica. A primeira-dama do Estado, Onélia Leite de Santana, e o secretário-adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana, participaram da entrega dos equipamentos.

A primeira-dama Onélia Leite de Santana esteve em Jardim e disse que vai continuar trabalhando com foco nas crianças do Estado. “O Programa Mais Infância Ceará foi idealizado para atender as necessidades das crianças do nosso Estado. Hoje, estamos entregando esse espaço totalmente adequado para receber a garotada do município. Mas a ideia é levar para os 184 municípios alguma ação voltada para o desenvolvimento infantil, como a Praça Mais Infância, brinquedocreches e a brinquedopraça”, informou.

Em Missão Velha, o secretário-adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana, disse que é preciso focar nas crianças para auxiliar na formação pessoal. “É importantíssimo essa sensibilidade da primeira-dama Onélia Leite. Ela, como mãe, pensou logo na primeira infância. Nós temos que ensinar e instruir nossas crianças, pois é a formação delas que está em curso e é a partir do brincar que nossos pequenos aprendem isso”, enfatizou.

A brinquedopraça, espaço voltado para crianças de dois a 12 anos, faz parte das ações do Programa Mais Infância, especificamente do pilar Tempo de Brincar, que assegura o direito das crianças ao desenvolvimento de suas capacidades físicas, cognitivas e psicológicas através do ato de brincar. O novo espaço é cercado e possui uma área de 150m² com brinquedos como casinha dupla com dois escorregadores, casinha dupla com um escorredor, duas gangorras, dois cavalinhos de mola e escorregador com balanço triplo.

O casal Hugo Leal, 25, e Rafaela Alves, 29, que reside em Jardim, levou o pequeno Saulo, de dois anos, para brincar no novo equipamento. “Esse espaço muda muito a rotina das crianças do nosso município, pois, como não tínhamos lugares como esse, elas ficavam muita entretidas na Internet”, afirmou a professora. “Agora, temos um local para passar o tempo, conversar com os vizinhos e ainda divertir nosso filho”, afirmou o agricultor.

Já os equipamentos de ginástica de baixo impacto são aparelhos de alongamento direcionados principalmente à terceira idade e pessoas com deficiência. A ação faz parte do Programa Ceará Acessível e tem a proposta de transformar os espaços públicos em lugares de convivência. Foi o que percebeu o morador de Missão Velha, o aposentado Valdereis Rodrigues Silva, de 74 anos, que disse que “pra manter a idade com saúde é preciso praticar exercício físico” Segundo ele, “os aparelhos de ginástica vieram para auxiliar nesse cuidado”.

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa, destacou a atuação do Poder Executivo. “O Governo do Ceará muito nos orgulha, por ser exemplo para o Brasil de uma gestão bem administrada. E essa atenção dada pelo Estado à infância é muito importante para nosso município”. Quem também parabenizou o trabalho voltado para garotada foi o prefeito de Missão Velha, Diego Gondim. “Quero parabenizar a ilustríssima primeira-dama do Estado, a senhora Onélia Leite, que idealizou esse projeto da brinquedopraça, do Programa Mais Infância Ceará. Foi de uma sensibilidade incrível essa iniciativa, que tem a parceria da prefeitura municipal”, salientou.

A contrapartida das prefeituras é garantir a praça em bom estado de conservação, arborização do local e manutenção dos brinquedos. A população de Crato, Itaitinga, Juazeiro do Norte e Caririaçu já foi contemplada com o equipamento. Ao todo, 40 brinquedopraças serão entregues neste ano pelo Governo do Ceará.

09:57 · 05.04.2017 / atualizado às 10:02 · 05.04.2017 por
Guarani se prepara para o duelo contra o Ceará (Foto André Costa)

Toda a logística para a primeira partida da melhor de três, válida pela semifinal do Campeonato Cearense de 2017, já está definida. O Guarani Esporte Clube, representante de Juazeiro do Norte, receberá o Ceará Sporting Clube hoje a noite, às 21h45, no Estádio Mauro Sampaio, o Romeirão.

O Guarani terminou a fase classificatória em quarto colocado, com 15 pontos. Nas quartas de final, eliminou o Maranguape, empatou a primeira partida em 1×1. No jogo de volta, o leão do mercado venceu 5×1. Junto com Guarani e Ceará, Fortaleza e Ferroviário completam o quarteto que buscam chegar na grande final da competição. Por ser o único representante do interior do Estado, o Guarani já é o Campeão do Interior e receberá a taça Padre Cícero.

A reunião aconteceu no Romeirão na última quinta-feira, 30, e contou com a participação de membros da Secretaria de Esporte, Juventude e Cultura (Sejuc), integrantes da diretoria do Guarani, representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Demutran, Secretaria de Saúde, Vigilância Sanitária e Conselho Tutelar. Todas estas entidades estarão envolvidas de forma direta com a realização do evento.

O principal objetivo do plano de ação é garantir que o espetáculo ocorra dentro da lei, de forma segura antes, durante e após o jogo. Destaca-se a vinda de 25 homens do Batalhão de Eventos da Polícia Militar para reforçar a segurança dentro e no entorno do Estádio.

Para a partida, serão disponibilizados 5.425 ingressos. 1.680 para arquibancada social, 3.280 para arquibancada geral, 75 para cadeiras cativas, 200 gratuidades e 200 cortesias. Apenas 10% dos ingressos serão destinados para a torcida visitante, assim como regulamenta o Estatuto do Torcedor.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

08:58 · 04.04.2017 / atualizado às 08:58 · 04.04.2017 por
Foto: Pedro Chaves/FCF

Juazeiro do Norte. A taça que será entregue ao campeão Cearense de 2017 está em turnê pelas cidades dos semifinalistas do estadual. Guarani, representante de Juazeiro do Norte, mais o Ceará, Ferroviário e Fortaleza, são os quatro semifinalistas que disputam o título do cearense de 2017.

Até amanhã, dia 05, a taça que conta em seu designer com símbolos representativos para o cearense, como a jangada, a bola de futebol e o mapa do Estado, ficará exposta no shopping da cidade. Na quinta-feira, o troféu volta para Fortaleza e continuará sua exposição na capital.

O troféu que será entregue ao campeão Cearense de 2017, foi batizado com o nome do Dr. Mário Henrique. Ele era médico hematologista e oncologista que dedicou 15 anos de sua vida ao futebol cearense. Foi chefe do departamento médico do Fortaleza Esporte Clube, diretor de Futebol Amador e presidente do conselho Deliberativo do Clube.

A taça foi confeccionada pelo artista plástico maranguapense Joaby Garcia. “Pensamos em uma coisa que lembrasse bem a nossa região, que fosse a cara do povo cearense. Nossa ideia foi relacionar a jangada, a bola de futebol e o mapa do estado, ou seja, símbolos que remetem a nossa cultura”, pontuou Joaby Garcia.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

08:13 · 03.04.2017 / atualizado às 08:13 · 03.04.2017 por
A chuva em Juazeiro do Norte ficou 21.6% abaixo da média (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. O mês de março terminou com chuvas um pouco acima da média histórica para o período. Em 31 dias, choveu 205.4 milímetros, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O desvio foi de 1% frente ao volume normal para o mês que é de 203.4 mm. Apesar disso, algumas regiões do Estado não obtiveram  bons índices.

No Cariri, apenas duas cidades ultrapassaram o volume esperado para o mês. Em Farias Brito, choveu 254.2 mm, o que representa desvio positivo de 1.7%. Já a cidade de Altaneira apresentou os melhores volumes da região. A média de 219 milímetros foi ultrapassada em 39.7%, com as chuvas observadas de 305.9 mm. No geral, o Cariri teve desvio negativo de 7.3% com os 137.5 milímetros observados. No ano passado, a Funceme observou 227.1 mm em março, desvio positivo de 4%.

Os maiores déficits de chuva foram registrados em Jardim (- 77.4%) e Jati (- 67.6%). O mês de março também não foi bom para as cidades do Crajubar. Em Juazeiro do Norte, choveu 185 mm, o que significa desvio negativo de 21.6%. Na cidade do Crato, foi observado em 31 dias 147.5 mm (- 40.1%) e, em Barbalha, choveu 138.5 milímetros em março, o que configura desvio negativo de 45.2%.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

15:49 · 31.03.2017 / atualizado às 15:49 · 31.03.2017 por
Embora o site da Funceme não tenha registrado, choveu nos últimos dois dias em Juazeiro do Norte (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Nos últimos dois dias, uma discreta chuva caiu sobre a cidade. Na quarta-feira, a precipitação veio pela manhã. Ontem, dia 30, choveu por volta das 9 horas e também a noite, próximo das 20 horas. Apesar destes eventos, o site oficial da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), órgão estadual incumbido, dentre outras atribuições, por registrar as chuvas nos 184 municípios cearenses, não apontou nenhum volume de chuva em Juazeiro.

De acordo com a Funceme, a última precipitação na terra do Padre Cícero aconteceu há seis dias. Em 25 de março, choveu 11 milímetros. De lá para cá, escassez completa, isso segundo o órgão. A diferença pode ser explicada por dois fatores. O primeiro deles, a intensidade da chuva. O segundo, a localidade onde caiu a precipitação. Isso porque, a Funceme registra o volume através de pluviômetros, que são aparelhos de meteorologia usados para recolher e medir, em milímetros, a quantidade de líquidos precipitados durante um determinado tempo e local.

Em caso de chuva com pouca duração, a quantidade de água caída do céu não é suficiente para que o pluviômetro registre tal precipitações. Em outros casos, o equipamento está instalado em um ponto distante de onde caiu os maiores volumes. Quando isso acontece, a chuva pode não ser registrada ou ter seu volume alterado, conforme aconteceu em Assaré.

No último dia 17, as fortes chuvas romperam a parede de um açude, deixando bairros e casas alagadas. De acordo com a Funceme, choveu 87.5 milímetros naquele dia. Entretanto, medidores instalados por moradores na zona rural da cidade, registraram volumes superiores a 150 milímetros num intervalo de 24 horas.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br