Busca

Tag: Crato


12:08 · 09.03.2017 / atualizado às 12:08 · 09.03.2017 por

 

Crato. Celebrando 40 anos de carreira,  o cantor Guilherme Arantes se apresenta neste município pelo projeto “Estacionamento da Música”, do Sesc, na próxima quinta-feira, dia 16. Cantor e instrumentista de qualidade, Guilherme Arantes emplacou desde os anos 70 sucessos que embalaram a vida de milhões de pessoas.

Canções como “Meu Mundo e Nada Mais”, “Amanhã” e “Planeta Água”, além de outras músicas eternizadas pelas vozes de Maria Bethania, em “Brincar de Viver”, e Elis Regina em “Aprendendo a Jogar”, estão no vasto repertório do artista.

Os ingressos podem ser adquiridos no setor de Relacionamento com Clientes das Unidades Sesc. As entradas já estão disponíveis. Além de Crato, o cantor se apresente em Sobral, no dia 17 e, em Fortaleza, no dia 18 deste mês.

SERVIÇO
16/3 – Crato
Local: Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)
Horário: 20h30
Entrada: R$ 10 + 1kg de alimento não perecível (comerciário), R$ 15 + 1kg de alimento não perecível (conveniado), R$ 20 + 1kg de alimento não perecível (usuário)
*Vendas a partir do dia 6 de março no setor de Relacionamento com Clientes da Unidade Crato do Sesc

10:06 · 27.02.2017 / atualizado às 10:22 · 27.02.2017 por

O carnaval do Crato foi aberto oficialmente com o desfile do Bloco das Virgens na sexta-feira e de lá pra cá a folia só aumenta. No fim de semana, milhares de brincantes se divertiram com a programação bastante diversificada preparada para o período momino.

No sábado de carnaval, teve baile infantil, banda de música no centro da cidade e batuque Gaviões do Samba. O “bloco dos que ficaram” animou o fim de tarde numa festa com resgate às tradicionais marchinhas de carnaval. A noite o frevo deu o tom da folia.

Ontem a folia começou cedo, com baila de infantil, mela-mela e batuques eletrônicos. A mistura de ritmos e público tem sido a grande marca da festa cratense.

“Está uma festa muito bonita. Tem folia para todos os gostos. É bom ver o Crato resgatando as tradições do carnaval”, disse a advogada Maria Eugênia Gusmão. O domingo foi encerrado com Macaratu e batuque Gaviões do Samba.

Hoje a festa começa com cortejo dos blocos de Muçum de Lama e Meninos Cinzento do Carrapato, as 15 horas. Em seguida, na praça Siquiera Campos, tem Timbalada do Axé, Batuque do Gaviões e Rock à fantasia.

Na zona rural a folia também rola solta. O bloco “CarnaBreá” animou os foliões no Sítio Bréa, distrito de Dom Quintino.

Vai cair na folia? Envie fotos e vídeos para o WhatsApp (85) 9.8736.2018 e faça parte da nossa cobertura especial do Carnaval 2017.

09:38 · 26.02.2017 / atualizado às 09:38 · 26.02.2017 por

O fluxo de pessoas que se deslocam diariamente entre as cidades de Crato e Barbalha, sobretudo pacientes e familiares que buscam atendimento em um dos hospitais da cidade que se tornou referência na área da saúde da região, para tratamentos contra câncer e cardiopatias, por exemplo, têm crescido. Muita dessas pessoas utilizam transporte público que faz escala em Juazeiro do Norte. Ou seja, quem precisa ir até Barbalha, seja para atendimentos médicos ou outros fins, faz uso de duas conduções e, consequentemente, duas passagens. O mesmo acontece para o retorno ao Crato.

Na busca por diminuir o tempo de viagem e o valor gasto com este deslocamento, o médico e vereador do Crato Maurício Almeida (PDT) sugeriu, na sessão da semana passada, a implantação de uma linha direta entre Crato e Barbalha.

“É uma ideia que eu já tinha há muito tempo, porque sabemos que temos centenas de pacientes que procuram a cidade de Barbalha por ela ser hoje um centro médico muito importante na nossa região e o paciente estando internado lá ou que vá buscar remédios e receitas ou mesmo receba visita dos seus familiares, gasta quatro passagens para se dirigir até a Barbalha, quando poderia gastar apenas duas”, argumenta o vereador.

Maurício Almeida sugeriu o modelo praticado em Fortaleza e outras capitais com interligação entre linhas para que os usuários tenham menos despesas com transporte público. “É uma forma de melhorar o salário, porque quando você gasta menos é como se você tivesse melhorando o seu salário”, compara o vereador.

Outra sugestão apresentada pelo parlamentar cratense foi implantar ao menos uma linha direta em cada turno do dia. “As viagens poderiam nem ser tão frequentes, mas que houvesse pelo menos em cada turno uma viagem dessa, sem escala. Acho que seria importantíssimo para essas populações”, conclui o vereador cratense.

 

20:12 · 24.02.2017 / atualizado às 20:20 · 24.02.2017 por
15 mil pessoas participaram do desfile que abre o Carnaval no Cariri (Fotos André Costa)

Crato. A folia de Momo começou! O carnaval na região do Cariri foi aberto oficialmente na tarde desta sexta-feira com o tradicional desfile das Virgens que levou cerca de 15 mil pessoas às ruas deste município, segundo André Lacerda, organizador do evento.  O bloco é um dos mais tradicionais do interior do Estado e há mais de cinco décadas comanda a folia no Crato. “É maior bloco do gênero no interior do Ceará”, acrescenta André.

Pelo quarto ano consecutivo a concentração do desfile aconteceu no bairro Mirandão, em frente ao estádio que dá nome ao bairro.

Os brincantes que, em sua maioria estavam vestidos de mulher, percorreram diversas ruas e avenidas da cidade até a chegada ao largo da Rffsa, num percurso de quase 4 quilômetros.

A festa foi animada por dois trios elétricos. Os foliões foram envolvidos numa mistura de ritmos que uniu a batida da música eletrônica com o tradicional forro, comandado pela cantora Érika Diniz e Mocidade Forrozeira.

 

Irreverência
Alegria e muita irreverência marcaram a festa que teve duração de seis horas. O estudante Bruno Oliveira foi um dos foliões que caprichou na fantasia.

“Moro em Fortaleza mas venho passar os carnavais nas casas dos meus pais que moram em Barbalha e há 6 anos participo deste desfile. É efetivamente o pontapé inicial da folia. E para entrar no clima, a gente brinca com a roupa, faz uma maquiagem diferente e caímos na folia”, conta.

Para André, o “bloco das virgens há muito tempo entrou no calendário das festas da região porunir essa alegria e respeito à diversidade sexual. É uma festa em que todos se divertem, respeitam e celebram a vida”.

 

Segurança
Para garantir a segurança do público, foi montando um esquema de segurança nas ruas em que passou o desfile, no intuito de prevenir acidentes e conter a violência. Guardas Municipais, Agentes de trânsito e Policiais Militares acompanharam todo o trajeto. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também esteve presente durante o desfile.

Vai cair na folia? Envie fotos e vídeos para o WhatsApp (85) 9.8736.2018 e faça parte da nossa cobertura especial do Carnaval 2017.

10:39 · 20.02.2017 / atualizado às 11:36 · 20.02.2017 por

A busca por qualidade de vida é uma preocupação constante que para além da saúde física passa, também, pelo bem-estar psicológico e emocional. Pensando nisso, o campus de Crato do IFCE proporciona para servidores e estudantes um serviço de terapia com o objetivo de ajudá-los a superar comportamentos limitantes que afetam o desempenho no trabalho, na aprendizagem e também na vida pessoal. O projeto, que começou a ser implantado em 2016, é coordenado e desenvolvido pela servidora Verioní Bastos.

Com formação de reconhecimento internacional nas áreas, ela alia programação neurolinguística a técnicas de coaching e de hipnose ericksoniana na terapia, de acordo com cada caso. As técnicas utilizadas pela servidora podem ajudar a melhorar a expressão da raiva, por exemplo, problemas de insônia, deficit de aprendizagem e podem beneficiar até quem quer mudar os hábitos alimentares. Mas há também quem a procure com outros problemas considerados mais graves, como depressão, transtornos de imagem e ou traumas.

“Na programação neurolinguística sistêmica com a qual a gente trabalha, há uma reprogramação mental. O indivíduo quer algo, quer atingir alguma coisa ou tem algum trauma, frustração ou comportamento indesejado. Ele segue padrões que acredita que não consegue superar ou transformar”, explica Verioní. Esses padrões podem gerar problemas mais profundos, como transtornos de imagem e de comportamento. O método ajuda as pessoas a superarem os padrões negativos de pensamento e de comportamento e a ganharem qualidade de vida: “O que a programação neurolinguística e a hipnose ericksoniana fazem é perceber esses comportamentos limitantes e reprogramá-los através de uma compreensão maior do que causou aquele dano. Com algumas técnicas a gente vai acompanhando as pessoas e elas se curam mudando aquele padrão mental. É um trabalho onde você mantém a consciência atingindo diretamente o inconsciente”.

Os estudantes Kamila Rodrigues e Pedro Belo, do curso técnico em Informática para Internet, por exemplo, procuraram o atendimento de Verioní devido a problemas de ansiedade que atrapalhavam o desempenho escolar. “Eu tinha dificuldade de falar em público e com duas sessões já consegui fazer isso”, conta Kamila. Já Pedro afirma que só precisava de um incentivo para superar as dificuldades: “Eu passei a perceber o que não estava enxergando e estou começando a tomar mais atitudes”.

O trabalho deve ter um impacto construtivo no funcionamento do Instituto. Melhorar a qualidade de vida de estudantes e servidores afeta positivamente a comunicação e a convivência entre eles, contribuindo para a sua satisfação no ambiente de estudo/trabalho e, consequentemente, para um melhor desempenho nas atividades. “Estando bem com ela mesma, é mais fácil para a pessoa enfrentar qualquer adversidade e superar qualquer desafio para atingir suas metas”, afirma Verioní. Para ela, o projeto proporciona ainda uma satisfação sistêmica entre os setores, ajudando a diminuir também a desconfiança que existe em relação ao serviço público nos segmentos que compõem o IFCE.

Geralmente, quem procura o serviço passa por cinco sessões de terapia com a servidora. Depois, eles se reencontram para uma avaliação das influências do tratamento no comportamento. Hoje, uma média de trinta pessoas são atendidas pelo projeto. Sem fórmula definida, o atendimento é aberto para a comunidade do campus e para os familiares de servidores e estudantes. Por enquanto, os atendimentos são individuais, mas workshops coletivos com docentes e servidores técnico-administrativos estão sendo planejados ainda para este semestre.