Busca

Tag: economia


15:03 · 10.10.2016 / atualizado às 15:06 · 10.10.2016 por

Será realizado nos dias 17 e 18 de novembro, o minicurso “Economia para Jornalistas”, no auditório do Geopark Araripe. O curso será realizado por meio do Departamento de Economia, da Universidade Regional do Cariri (URCA), das 13 h às 17 h. Já com a terceira turma, o curso será realizado por meio da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), ministrado pelo professor do curso de Economia, Pedro José Rebouças Filho.

O curso destina-se a Jornalistas e profissionais da área de Comunicação Social e estudantes sensíveis à relevância do conhecimento econômico, no seu desenvolvimento profissional. O objetivo é introduzir e atualizar o público sobre temas econômicos recorrentes no noticiário, além de desenvolver senso crítico sobre as políticas econômicas adotadas no Brasil.

Será fornecida uma apostila e nenhum conhecimento prévio será exigido. Com duração de oito horas, o minicurso terá como conteúdo os conceitos básicos de economia; taxa de juros; política econômica; balanço de pagamentos e dívida pública, além de tratar outros temas como mercado financeiro, inflação e fontes de informação econômica. O minicurso será gratuito e com certificado da PROEX/URCA.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

10:45 · 22.07.2016 / atualizado às 10:14 · 22.07.2016 por

Comercio Jauzeiro Natal (7)Juazeiro do Norte. Uma das maiores forças econômicas deste município é o comércio varejista. A cidade conta com a peculiaridade de receber, todos os anos, 2,5 milhões de romeiros que, consequentemente, mantém a economia em constante movimentação. Com o intenso fluxo de pessoas durante quase todos os meses do ano, o comércio – sobretudo o varejista – de Juazeiro se fortificou. Atualmente, a projeção no crescimento das vendas no setor gira em torno de 3,5% ao ano, segundo dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro.

Comércio em alta

Manter tal crescimento mesmo diante da retração econômica brasileira mostra a força e singularidade da economia local. Para Michel Araújo, presidente da CDL de Juazeiro, a cidade não foi afetada pela crise pois tem uma “demanda retraída muito grande”. Ele lembra que Juazeiro atende diversas cidades caririenses e, ainda, recebe com frequência, consumidores de três estados: Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

Comercio Jauzeiro Natal (1)“Costumo dizer que aqui é um Oásis. É uma cidade bem localizada, com periódica movimentação por consequência das inúmeras romarias e a economia está pulverizada, diferente do que aconteceu no tempo do ouro e do couro, por exemplo. Se um setor passa por uma dificuldade, esta crise não atinge o todo”, acrescentou Araújo. O retrato deste cenário é o crescimento econômico. O primeiro semestre do ano, se comparado ao mesmo período de 2015, cresceu 3%.

Especial 105 anos: Construção Civil impulsiona crescimento de Juazeiro do Norte

Este número, conforme avalia Michel, é ainda mais relevante se lembrado que para os mesmos seis meses de 2016, houve retração de 4% no varejo nacional. “Olhar para o primeiro semestre e ver um crescimento acima das expectativas anima, pois o segundo semestre é tradicionalmente mais forte, devido as datas festivas”, acrescentou.

Diante de um comércio tão promissor e diversificado, o Produto Interno Bruto (PIB) se destaca dentre as outras cidades cearenses, inclusive a capital Fortaleza. No ano passado, enquanto se registrou queda na economia em todo o país e discreto crescimento de 0,9% no PIB do Estado, os números de Juazeiro foram além. Em 2015, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o PIB da cidade cresceu 3,5%.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

17:18 · 28.06.2016 / atualizado às 17:23 · 28.06.2016 por

Prefeitura de JuazeiroAtendendo uma exigência da Lei de Improbidade Administrativa os servidores municipais da prefeitura de Juazeiro do Norte terão que apresentar documentos com declarações de bens e rendas. Segundo o Coordenador Especial de Administração da Secretaria de Gestão, Luiz Nobre Dourado, o prazo final para recolhimento será até a próxima quinta-feira, dia 30 de junho, podendo até ser uma xérox do que foi declarado perante a Receita Federal este ano.

A medida envolve os servidores efetivos, comissionados e contratados os quais deverão entregar as declarações de bens e rendas na repartição onde o mesmo é lotado. De acordo com Dourado, a não entrega acarretará, dentre outras sanções, na suspensão do pagamento dos vencimentos até a regularização da situação. A Prefeitura de Juazeiro possui mais de sete mil funcionários e a maioria já tratou de entregar suas declarações em nome do cumprimento ao que se encontra posto na legislação brasileira.

15:22 · 27.06.2016 / atualizado às 17:01 · 27.06.2016 por

O SENAI Juazeiro do Norte está na reta final das inscrições para seleção do inédito curso Técnico em Calçados. O prazo vai até o dia 30 de junho. Os interessados podem se inscrever até 30 de junho, na Unidade do SENAI em Juazeiro do Norte (Av. Leão Sampaio, 839, Triângulo), no horário fas 8h às 11h, 13h às 16 e 18h às 19h. São ofertadas 130 vagas no total. Não será cobrada taxa de inscrição.

Para realizar a inscrição, o candidato deve apresentar os seguintes documentos: identidade original e CPF; declaração de que está cursando o ensino médio a partir do 2º ano ou certificado de conclusão do ensino médio (original); 1 foto 3 x 4 colorida recente (não serão aceitas cópias); ficha de inscrição devidamente preenchida (que será entregue na própria Unidade Escolar). A prova de seleção vai ocorrer no 1° de julho.

O edital completo já está disponível no seguinte link: http://www.senai-ce.org.br/95768/processosseletivos/edital-022016-cursos-tecnicos-senai-juazeiro-do-norte.O início das aulas será no dia 1º de agosto.

Saiba mais
O curso inédito atenderá o mercado de profissionais capacitados no seguimento tecnológico couro e calçados e abrangerá disciplinas voltadas para a produção de calçados tais como modelagem de calçados, corte, costura e acabamento de calçados, produção de solados e palmilhas e prototipagem. Além disso, o curso terá disciplinas voltadas à gestão, melhoria, planejamento e controle da produção, além de materiais, máquinas, equipamentos, ferramentas e procedimentos técnicos, de segurança e ambientais empregados.

O curso atende o mercado de umas das vocações industriais da Região. O setor de calçados é o que mais emprega no Cariri. Cerca de 50% da produção do estado parte da região, com pequenas e médias empresas voltadas para o mercado regional e nacional e empresas de médio e grande porte direcionadas à exportação.
O projeto do curso foi elaborado em 2015 e aprovado no início deste ano e contou com um investimento de mais de 1 milhão de reais em equipamentos por meio de recursos do BNDES. A unidade ainda conta com um laboratório completo para testes físico-mecânicos em couro e calçados, avaliando a resistência dos produtos à tração, desgaste, temperatura, etc.

Atualmente, a unidade já atende o setor calçadista através dos cursos de confeccionador de calçados nas modalidades aprendizagem e qualificação profissional.

Para mais informações: (88) 3102.5750

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

10:51 · 02.06.2016 / atualizado às 10:54 · 02.06.2016 por

1Crato. Tem início hoje a 16ª edição da Exposição de Produtos da Agricultura Familiar (Exproaf) realizada no parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti, neste município. A abertura oficial do evento que é promovido pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), em parceria com a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Ceará (Fetraece), acontecerá as 17 horas, no Parque de Exposições.

De acordo com o coordenador geral da Fetraece Cariri, Joathan de Sousa Magalhães, a Feira que tem por objetivo fortalecer a produção de base familiar por meio da abertura de novos canais de negociação e comercialização, deve reunir cerca de 140 expositores de 28 municípios do Cariri e da cidade de Exu, no Pernambucano, os quais expõe barracas com comidas típicas da região, frutas, verduras e hortaliças produzidas no quintal da casa dos próprios agricultores familiares.

Ainda conforme o coordenador, até o dia 05 de junho, data do encerramento da Exproaf, devem ser movimentados cerca de R$ 600 mil. O agricultor brejo-santense Cícero Barroso, 56, participa da feira há quatro anos e, apesar do atual cenário financeiro do país, se mostra otimista com a Exproaf. “Muito se fala de crise, mas acredito que teremos boas vendas. Nossos produtos são de qualidade e sem agrotóxicos, o que é raro de se encontrar no dia a dia”, avaliou.

O último Censo Agropecuário, realizado pelo IBGE em 2006, mostrou a importância da agricultura familiar na economia nacional. O Brasil possui 5,1 milhões de estabelecimentos rurais, dos quais 4,3 milhões são de agricultores familiares. Em apenas 24% das terras em produção, esses estabelecimentos ocupam 74% de todo o pessoal que trabalha no campo, o que significa 12 milhões de pessoas. “São os pequenos produtores que fazem a nossa economia girar”, avaliou Joathan Magalhães.

Programação
Durante os quatro dias, os visitantes poderão visitar, além das barracas com produtos agrícolas, artesanatos e animais, as unidades de produção montadas dentro do parque. No Engenho de Cana, os visitantes podem acompanhar todo o processo de produção da rapadura e do alfinim. Já a Fazendinha, idealizada pela Ematerce, mostra o jeito sertanejo de viver, reproduzindo uma unidade produtiva da agricultura familiar.

Na Casa de Farinha, uma das mais tradicionais da exposição, será possível comprar goma fresca, bejiu, bolo e a conhecida tapioca feita na hora. O comerciante José Sebastião Agostinho, que coordena os trabalhos na Casa, conta que o evento “é uma prévia da Expocrato”, maior evento voltado à agropecuária do Nordeste que terá inicio no próximo dia 10 de julho. “Este ano a expectativa é vender algo em torno de 18 a 20 mil reais”, acrescenta Agostinho.

Joathan ressaltou que a Exproaf vai além da comercialização de produtos e valorização do potencial da agricultura familiar no Ceará. “O evento é diversificado”, conta ele. “Teremos apresentações artísticas com grupos regionais de reisado e maneiro pau, por exemplo, oficinas de bioágua, ministrada pelo Instituto Flor do Piqui e Acb; de segurança alimentar, pela Ematerce; de beneficiamento de leite, ministrada pelo Instituto Agropolos e oficina de orçamento público, ministrada pela Epuca”, acrescenta o coordenador da Fetraece Cariri.

Serviço
XVI Exproaf
De 02 a 9 de junho
Local: Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti
Rua Major José Gonçalves – Crato/CE
Horário: 7h às 22h

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018