Busca

Tag: funceme


10:01 · 18.03.2017 / atualizado às 10:09 · 18.03.2017 por
Foto VcRepórter

Assaré. O medo de que uma nova enchente inunda ruas e casas, deste município, é latente. Após a precipitação de 88 milímetros registrada ontem, pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que culminou no rompimento do açude dos Montes, choveu forte novamente. O volume observado de70 mm foi o maior do Estado entre sexta-feira e hoje, dia 18. O acumulado nos primeiros 18 dias de março em Assaré já supera a média histórica para todo o mês, que é de 182.3 mm.

Pluviômetros registraram chuvas de quase 170 mm

Ontem, por volta das 5h30, uma tromba d’água caiu sobre a cidade causando o rompimento do açude. A força da água inundou ruas e bairros próximos ao reservatório que não estourada há quase duas décadas. De acordo com o gestor municipal, Evanderto Almeida, “mais de 50 famílias estão desabrigadas”. Segundo conta, a correnteza destruiu plantações, arrastou animais e veículos e inundou diversas casas.

Chuvas de março já atingem 71% da média histórica no CE

Açudes estratégicos ainda sem aporte significativo

“Acima do açude dos Montes, existem várias outras barragens e pequenos açudes. A gente ainda não tem a noção exata de como eles estão, mas o temor é de que um ou vários deles possa estourar e o estrago ficar ainda maior”, completa o prefeito. De acordo com ele, o Governador do Estado, Camilo Santana, enviou ontem a Defesa Civil do Estado para auxiliar os trabalhos de recuperação das áreas mais afetadas. Em algumas localidades, como o Centro Comunitário e bairro Laranjeiras, o nível da água em casas chegou a quase 1 metro.

Evanderto ressalta que, apesar de a Funceme ter registrado de forma oficial volume de 88 mm ontem e 70 mm hoje, os números são bem superiores. “Vários agricultores têm instalados em suas casas pluviômetros que apontaram ontem chuvas com volume entre 170 e 180 milímetros”, diz. A prefeitura disponibilizou veículos para remoção de móveis e objetos e um galpão para que estes fossem guardados. “As famílias que tiveram que sair de casas estão sendo abrigadas em casas de familiares”, conclui o prefeito. Não houve feridos.

Estado
Entre as 7 horas desta sexta-feira e 7 horas de hoje, a Funceme registrou chuvas em pelo menos 52 municípios. O maior volume foi observado em Assaré (70 mm), seguido por Granja (44 mm); Pires Ferreira (42 mm); Crato (35 mm); Arneiroz (32.3 mm) e Pedra Branca (31 mm). No decorrer do dia, a previsão é de nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as regiões do estado. Amanhã, dia de São José, padroeiro do Estado, a Funceme aponta possibilidade de chuvas isoladas em todas as regiões cearenses.

O volume dos 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh) segue subindo, ainda que timidamente. Hoje o nível chegou a 8,52%, melhor índice dos últimos cinco meses. Quatro açudes estão sangrando (Acaraú Mirim, Caldeirões, Maranguapinho e Tijuquinja) e 122 estão com capacidade abaixo dos 30%, dentre os quais 46 estão no volume morto e 22 estão secos.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

 

09:30 · 17.03.2017 / atualizado às 09:40 · 17.03.2017 por
Em Juazeiro do Norte amanheceu mais uma vez chovendo. A chuva de 31 milímetros deixou novamente algumas ruas alagadas durante a manhã desta sexta-feira (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Choveu em mais de cem municípios cearenses nas últimas 24 horas conforme dados do boletim diário da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Todas as regiões do Estado foram banhadas, com destaque para o Cariri, Litoral Norte e Sertão Central. Os três maiores volumes foram observados nestas regiões. Missão Velha, com 74 milímetros, liderou, seguido por Cruz (56 mm) e Ibaretama (56 mm).

Na região da Ibiapa, a cidade de Pires Ferreira teve o maior índice, com 51 mm. Na Jaguaribana, o município de Jaguaretama liderou com 33.4 mm e no Maciço do Baturité, Redenção, com 50.4 mm, foi o destaque. Já no Cariri, além de registrar a maior chuva do Estado, outros 15 municípios foram banhados pelas chuvas.

Este é o quinto dia consecutivo que amanhece chovendo na região. Abaiara (38 mm), Juazeiro do Norte (31 mm), Cariús (31 mm), Jucás (20 mm), Barbalha (18 mm) e Crato (16.4 mm), foram as cidades com maiores índices pluviométricos das últimas horas no Cariri. A previsão para hoje, segundo a Funceme, é de nebulosidade variável com eventos de chuva ao longo do dia no maciço de Baturité e nos litorais do Pecém e Fortaleza. Nas demais regiões, céu nublado com chuva. O fim de semana também deve ter chuvas isoladas em todo o Estado.

Açudes
Ainda que esteja em situação crítica, o nível dos reservatórios cearenses continua a apresentar elevação com as chuvas de março. Segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh), o volume subiu de 8,06% na quarta-feira para 8,5% nesta sexta. Já são quatro açudes sangrando: Acaraú Mirim, em Massapê; Caldeirões, na cidade de Saboeiro; Maranguapinho, em Maranguape; e o Tijuquinja, na cidade de Baturité. Em contrapartida, outros 123 reservatórios ainda estão com volume inferior a 30%.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

11:56 · 13.03.2017 / atualizado às 12:02 · 13.03.2017 por
Temperatura despencou após forte chuva (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. A chuva que caiu com intensidade no final da madrugada e início da manhã desta segunda-feira (13) fez com que a temperatura no município despencasse. Por volta das 10h30, alguns termômetros registram 21º Celsius. Neste horário, a média de temperatura das últimas semanas, segundo o site ClimaTempo, girou em torno dos 29ºC, com sensação térmica que ultrapassou a casa dos 30ºC.

A última vez que a temperatura tinha caído a este ponto foi em janeiro último. Naquele mês, em duas ocasiões, os termômetros registram 20ºC ao meio-dia. Já segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a média histórica da cidade nos primeiros meses do ano gira em torno dos 33ºC, com picos que podem chegar a 35ºC, com sensação térmica acima dos 38ºC.

>>Juazeiro do Norte amanhece sob forte chuva; veja vídeo

Essas quedas se aproximam das mais baixas temperaturas registradas durante todo o ano passado na região do Cariri. Em agosto de 2016, o órgão registrou em 17.6ºC em Barbalha, com sensação térmica de 15ºC e 18.7ºC em Campos Sales, com sensação abaixo dos 17ºC.

A diferença, no entanto, se dá pela época em que as temperaturas foram registras. Em Campos Sales e Barbalha, aconteceu durante “uma época do ano que é comum haver redução de temperatura devido ao período de inverno no hemisfério sul, região do planeta onde o Ceará está situado, iniciado em junho”, explicou Raul Fritz, meteorologista da Funceme.

A explicação para a redução na temperatura em Juazeiro, portanto, está associação a intensidade dos ventos somadas ao volume pluviométrico verificado durante o final da madrugada e início de toda a manhã.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

10:14 · 05.03.2017 / atualizado às 10:32 · 05.03.2017 por
Em Juazeiro do Norte choveu 9mm. O domingo amanheceu nublado (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. Choveu em todas as regiões do Estado nas últimas 24 horas, de acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Os maiores volumes pluviométricos foram registrados no Cariri, com destaque para as cidades de Milagres, com 95.2 milímetros e Missão Velha, com 64.4mm. Ao todo, choveu em pelo menos 60 municípios cearenses.

Na região da Ibiapaba, o município de Ararendá liderou com 17 mm. Na Jaguaribana, a cidade de Itaiçaba obteve o maior índice com 9.8 milímetros. Já na região litorânea, Maranguape teve o maior registro com chuvas de 30 mm. No Maciço do Baturité, Redenção, com 14.2 mm, foi o destaque e no Centro-Sul, Iguatu liderou com 45 milímetros.

De acordo com especialistas da Funceme, as chuvas estão sendo ocasionadas pela presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um fenômeno de baixa pressão atmosférica que é o principal indutor das chuvas na quadra invernosa do Estado. A previsão do órgão para amanhã é de nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas em todo o estado do Ceará.

Reservatórios
De sábado para domingo, foi registrado aporte de água em 63 açudes. Nestes reservatórios houve um aumento de 4.883.837 m³ no volume armazenado. Considerando a estimativa do volume evaporado e o volume liberado neste período, houve aporte de 31.673.916 m³.

Ainda conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), os açudes do Caldeirões, em Saboeiro, e Maranguapinho, em Maranguape, são os únicos que estão sangrando. Outros 132 reservatórios estão com volume inferior a 30% da capacidade de armazenamento total.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

 

08:06 · 25.02.2017 / atualizado às 09:53 · 25.02.2017 por
Em Juazeiro do Norte a chuva começou no final da noite e se estendeu por toda madrugada (Foto André Costa)

Juazeiro do Norte. A noite da sexta-feira de carnaval foi marcada não apenas pela folia do Rei Momo, mas também pela intensa chuva que caiu em diversas cidades do Estado, com destaque para a região do Cariri. De acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) choveu em pelo menos 45 municípios.

O cariri registrou seis dos sete maiores volumes pluviométricos. Missão Velha, com 88.6 milímetros liderou, seguido por Cariús (78 mm); Ibiapina (66.5 mm); Altaneira (64 mm); Crato (58.2 mm), Barbalha (56 mm) e Cedro (46 mm). Segundo o órgão, as chuvas foram ocasionadas pela presença do fenômeno Cavado de Altos Níveis. Já a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), responsável pelas chuvas na quadra invernosa, continua atuando em parte do Estado.

Com isso, a previsão para hoje é de nebulosidade variável com chuvas isoladas no noroeste, região Jaguaribana e Carirí. Nas demais regiões, há possibilidade de chuvas. A folia no domingo também deverá ser marcada por chuvas isoladas em todo o estado.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br