Busca

Tag: Missão Velha


11:03 · 27.03.2018 / atualizado às 11:03 · 27.03.2018 por
São 122 vagas a serem ocupadas temporariamente segundo o MPCE. (Foto Antonio Rodrigues)

Missão Velha. A Prefeitura Municipal atendeu à recomendação do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Missão Velha, e lançou, na última quinta-feira (22), o edital do concurso para professores municipais. Com isso, os docentes selecionados irão ocupar as vagas temporárias carentes na rede de ensino local.

No último dia 9 de março, a Promotoria de Justiça recebeu requerimento de vereadores solicitando providências com relação à seleção organizada pela Secretaria Municipal de Educação, tendo em vista a existência de concurso vigente para ocupação de cargo definitivo para professores aprovados no concurso regido pelo Edital nº 001/2015. Ainda segundo os legisladores municipais, o edital “se apresentava de forma genérica” e não foi amplamente divulgado.

Após análise, o promotor de Justiça Alcides Luiz Fonseca expediu a recomendação nº 03/2018 para que o processo seletivo fosse suspenso, tendo em vista o exíguo prazo para inscrição (apenas três dias), por não ter sido amplamente divulgado e ainda a não observância do artigo 13, § 2º da Lei Municipal nº 016/2009, que versa sobre a possibilidade de ampliação de carga horária dos professores concursados para ocuparem vagas temporárias.

A Promotoria de Justiça requereu, ainda, informações à Secretaria Municipal de Educação para averiguar a real existência da carência temporária, constatando que existem, atualmente, 122 vagas a serem ocupadas temporariamente.

São oito carências de licenças sem vencimentos; 24 carências em função de limitação temporária que impede o exercício de regência de classe; seis carências temporárias em razão de licença maternidade; uma carência em razão de redução de carga horária com fundamento na Lei Municipal nº 301/2015; cinco carências de professores cedidos ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais; e 78 carências em razão de ocupação de cargo de confiança (diretores e coordenadores).

“O procedimento preparatório seguirá seus trâmites e, caso seja constatada alguma irregularidade nas futuras contratações dos aprovados, adotaremos as providências porventura cabíveis”, ressalta Alcides Fonseca.

10:38 · 20.03.2018 / atualizado às 10:38 · 20.03.2018 por
Carro-andor carregou São José pelas principais ruas da cidade em procissão. (Foto: Antonio Rodrigues)

Missão Velha. Desde o dia 10 de março, a festa de São José movimenta este município, no Cariri cearense. Diariamente, o Santuário de São José recebeu centenas de fiéis durante as celebrações. No fim da tarde desta segunda-feira(19), a procissão ao padroeiro marcou o encerramento da festa. O cortejo começou às 17h30, após a missa, e percorreu as principais ruas da cidade, retornando à paróquia para o show pirotécnico.

Santos das diversas capelas e igrejas de Missão Velha acompanharam a peregrinação a São José, carregados em andor, por membros de suas comunidades. No largo da Matriz, o Palco Cultural Cícero Batista Xavier, o Cicéu, que homenageia o músico local, falecido em 2012, recebeu o cantor Maurício Jorge no encerramento. Comidas típicas, parque de diversão e a barraquinha do padroeiro reuniram as famílias desde o início da festa.

A aposentada Inês Maria Clemente percorreu 9,5 km do distrito de Jamacaru até a sede do Município em devoção a São José. Há quatro anos, ela participa da procissão pela cura do padroeiro. “Quando fiquei doente, me peguei com ele e enquanto vida tivesse não ia perder a procissão dele. Acho muito lindo porque dá muita gente”, exalta.

Paróquia mais antiga do Cariri cearense, o Santuário de São José completa 270 anos em 2018. No dia 3 de maio de 1760, foi autorizada, pelo bispo de Olinda, a construção Igreja Matriz de São José, no lugar da capelinha. “São José da Missão Velha do Cariri”, nome da aldeia até sua emancipação, o santo permaneceu como padroeiro da cidade, que antes teve Nossa Senhora da Luz regendo a fé local.

Mas o santo é muito ligado ao Município, desde sua fundação e permanece na fé do povo. “Ele é um santo próximo, porque é um homem de trabalho e o nordestino se identifica muito com isso”, acredita o padre Antônio Luís do Nascimento, pároco da Igreja Matriz de São José.

Inverno

Na zona rural, o santo tem alimentado a esperança dos agricultores de Missão Velha. A chuva entre os dias 18 e 19 de março, as chamadas “chuvas de São José”, segundo o padre Antônio Luís, animaram os moradores para um bom inverno. “O pessoal acredita muito na intercessão de São José. Este ano, com a graça de Deus houve uma boa chuva, e a gente, que anda pelos sítios, vê que o pessoal está animado com a água”, completa.

(mais…)

14:00 · 19.03.2018 / atualizado às 14:00 · 19.03.2018 por
Juazeiro do Norte registrou a quarta maior chuva do Ceará com 30 milímetros. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Após 13 dias sem cair água em mais de 10 cidades do Cariri, de ontem para hoje (19), dia de São José, as precipitações voltaram a acontecer na região. Ao todo, 18 postos pluviométricos, em 11 municípios, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registraram chuvas na macrorregião.

A maior delas aconteceu no distrito de Ingazeiras, em Aurora, com 36 milímetros. Em seguida, Juazeiro do Norte, que recebeu 30 milímetros de chuvas na sede do Município. Completam a lista Mauriti (22 mm), Umari (19 mm), Abaiara (18 mm). Em Missão Velha, que tem São José como padroeiro, foram registradas chuvas no distrito de Jamacaru  (16,2 mm) e em sua sede. (14,5 mm).

Em todo o estado, entre as 7h de domingo e às 7h desta segunda-feira, as chuvas no distrito de Ingazeiras, em Aurora, só foram menores que em Santa Quitéria, na Região Norte, que registrou 40,1 mm. Juazeiro do Norte foi a quarta maior precipitação, ficando atrás de Pacujá (35,4 mm)

Previsão

No decorrer desta segunda-feira (19), terá nebulosidade variável com períodos de chuva na faixa litorânea, na serra da Ibiapaba, no sertão do Inhamus e no Cariri. Nas demais regiões, há possibilidade de chuva. Amanhã (20), a Funceme prevê nebulosidade com possibilidade de chuva no litoral, serra da Ibiapaba e região Jaguaribana. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado. Na quarta-feira (21), poderá voltar a chover no sul do estado e também na faixa litorânea.
11:55 · 22.02.2018 / atualizado às 13:09 · 22.02.2018 por
Cerca de 3km da sede do Município, a cachoeira tem quedas d´água de, aproximadamente, 12 metros. (Foto: Antonio Rodrigues)

Missão Velha. Apesar de ter chovido pouco, apenas 2,2 milímetros, entre 7h de quarta-feira e às 7h desta quinta-feira (22), neste Município do Cariri cearense, as chuvas da última semana tem formado um grande volume de água na Cachoeira de Missão Velha. A maior precipitação na terra de São José aconteceu na última segunda-feira (19), com 47 milímetros.

No entanto, as chuvas na cidade vizinha de Juazeiro do Norte, também, tem contribuído para o volume de queda d’água. Por outro lado, a água do Rio Salgado tem sido barrenta, formando uma forte correnteza, algo comum nos dias de grandes precipitações.

O banho na Cachoeira, nessa época do ano, é muito perigoso. No último dia 11 de fevereiro, um adolescente de 15 anos morreu afogado, às 16h, após escorregar de uma pedra. Seu corpo foi levado pela correnteza e localizado no fim da tarde pelo Corpo de Bombeiros. Na época, o volume de água era bem menor que o atual.

O Rio Salgado tem 308 km de extensão, sendo um dos afluentes do Rio Jaguaribe, que desagua no Açude Castanhão, que abastece a Região Metropolitana de Fortaleza. O rio que banha o Cariri nasce na Chapada do Araripe, em Crato, e deságua em Icó, na região Centro-Sul.

A cachoeira

Localizado no Sítio Cachoeira, a 3km da sede do Município de Missão Velha, o lugar é um dos geossítios que compõe o Geopark Araripe. Suas quedas d’água tem, aproximadamente, 12 metros de altura, formadas pelo Rio Salgado. Ele está inserido no Parque Natural Municipal da Cachoeira de Missão Velha/Bioparque e é tombado como Monumento Natural Cachoeira do Rio Salgado.

A história da Cachoeira de Missão Velha é relacionada a escassez no Sertão, pois lá era um dos poucos lugares que poderia encontrar água durante todo ano. O local também é motivo de várias lendas e histórias de encantamentos. Lá, existem vestígios de populações indígenas que remontam os tempos pré-históricos. A queda d’água deve ter servido de cerimônias e é citado como ponto de encontro dos cangaceiros no início do século XX.

19:46 · 06.02.2018 / atualizado às 19:46 · 06.02.2018 por
Ao todo, 21 comarcas foram representadas. (Foto: Samuel Macedo)

Juazeiro do Norte. Na última segunda-feira (05), aconteceu uma audiência pública para mobilizar a região do Cariri a criarem, regulamentarem e implementarem, por meio de lei, o Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal (SIM). O encontro, realizado no auditório da Faculdade Paraíso, foi convocado pelo  Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Unidade Descentralizada do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon). Ao todo, participaram representantes de 21 municípios.

Segundo a promotora de Justiça Efigênia Coelho, que é coordenadora do Decon em Juazeiro do Norte, os municípios têm o dever de fiscalizar a produção, processamento e comercialização dos alimentos de origem animal para proporcionar maior qualidade, segurança e higiene dos produtos finais que chegam à mesa dos cidadãos. Para isso, cada cidade deve ter um SIM, com técnicos especializados e espaço físico apropriado para realização das atividades.

O evento contou com palestras  do auditor fiscal Ives Tavares, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e da gerente auditora da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Adrianne Paixão. Nas apresentações, eles ressaltaram a importância do tema para a saúde pública e para a proteção ambiental e reforçaram a necessidade de fiscalização prévia dos alimentos de origem animal e de formalização do SIM, com base no Decreto n.º 9.013/2017, na Lei Estadual nº 11.988/1992, no Código de Defesa do Consumidor.

Como encaminhamento, cada município será notificado para informar à Promotoria de Justiça da sua Comarca quais medidas serão adotadas para implantação do SIM ou se o Serviço já foi implementado. Em caso de resposta afirmativa, eles deverão apresentar lei e decreto de criação e regulamentação do SIM, a equipe que ficará responsável pela inspeção, com médicos veterinários oficiais e auxiliares, qual a estrutura física e laboratório disponíveis, dentre outras ações necessárias ao pleno funcionamento do órgão municipal de inspeção.

Participaram da audiência prefeitos e representantes das Secretarias Municipais de Agricultura, órgãos da Vigilância Sanitária e membros do MPCE, pela unidade do DECON, de Crato, Santana do Cariri, Assaré, Campos Sales, Araripe, Barbalha, Caririaçu, Farias Brito, Missão Velha, Jardim, Milagres, Brejo Santo, Jati, Porteiras, Mauriti, Barro, Ipaumirim, Aurora, Nova Olinda e Antonina do Norte.

08:52 · 06.02.2018 / atualizado às 08:59 · 06.02.2018 por
Até o mês de janeiro, mais de 3 mil pessoas já tinham sido cadastradas. (Foto: Antonio Rodrigues)

Barbalha/Crato. Serão lançados, nesta terça-feira (06), os postos de cadastramento do Bilhete Único do Cariri nestes dois Municípios. Em Barbalha, ele funcionará na Rua Edmundo Sá, na Praça Engenheiro Dória, próximo à Estação Ferroviária, no Centro. A cerimônia acontece às 9h. Em seguida, às 10h30, será a vez do Crato, que terá a unidade instalada na Rua Ratisbona, Centro, no Largo da RFFSA, próximo a caixa d’água.

Os convidados farão o translado entre Barbalha e Crato em ônibus intermunicipal de passageiros fazendo a integração em Juazeiro do Norte para demonstrar a utilização do Bilhete Único. Será uma linha regular, parando normalmente em todas as pontos.

Em Juazeiro do Norte, os usuários podem solicitar seu cartão, gratuitamente, na unidade móvel que se encontra estacionada na Praça José Feijó (Giradouro), de frente ao Hospital Regional do Cariri, das 8h às 17h e também no container, na Praça do Memorial.

Bilhete Único

Lançado no último dia 29 de dezembro, o Bilhete Único Metropolitano do Cariri permite que os passageiros façam a integração nos ônibus intermunicipais em um intervalo de até duas horas, pagando uma única tarifa. Isso é válido para as linhas metropolitanas, que interligam as cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha, e as linhas urbanas, que percorrem os bairros na Terra do Padre Cícero.

Ao embarcar no primeiro ônibus, o passageiro deverá apresentar o Bilhete Único Metropolitano do Cariri e o pagamento é feito normalmente, nesta primeira viagem. Após o embarque, ele tem até duas horas para seguir no próximo veículo, utilizando o cartão. Estudantes têm direito à meia tarifa, assim como a integração.

Para se cadastrar, o usuário deve levar um documento de identidade original e cópia simples, assim como o CPF e um comprovante de residência. Em até 10 dias úteis, ele receberá o cartão do Bilhete Único. É necessário, durante o desbloqueio, fazer uma recarga inicial de R$ 10, que pode ser utilizada a qualquer momento.

Diariamente, cerca de 42 mil usuários utilizam o transporte público em Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha. Com a implantação do programa, o Governo do Estado irá investir R$ 6,5 milhões por ano. Na segunda etapa, o Bilhete Único poderá ser usado nas vans e, na terceira etapa, no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

10:40 · 31.01.2018 / atualizado às 23:09 · 01.02.2018 por
O reitor da URCA José Patrício Melo, representou o Geopark Araripe no México. (Foto: Divulgação/URCA)

Crato. Entre os dias 21 e 25 de janeiro, aconteceu o 1º Encontro da Rede de Geoparques da América Latina e do Caribe, em El Chico, Comarca de Minera, México. A Universidade Regional do Cariri (URCA) esteve presente, representando o Geopark Araripe, o primeiro das Américas, com o seu reitor, José Patrício Melo. Ele apresentou vídeos institucionais da área, mostrando o reconhecimento do território. No ano que vem, em março, será a vez do Cariri receber o evento.

A apresentação do Reitor esteve pautada nas estratégias educação ambiental e visibilidade, material, cartografia cultural e todo o trabalho político em torno da diversificação, para que os participantes do evento tivessem ideia do que está sendo desenvolvido. “Eles ficaram impressionados com todo o trabalho e a ampla gama de parceiros e as divulgações nas redes” afirmou Patrício. Além disso, ressaltou o alcance do vídeo sobre o GA divulgado em emissora local, com um grande número de acessos.

Em 10 de setembro deste ano, na Itália, o Geopark terá representação durante a Conferência Global de Geoparques. Na ocasião, acontecerá reunião com integrantes das redes. Também esteve participando da viagem, o diretor do Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens – URCA, Sérgio Vilaça. Na oportunidade, ele participou, junto com o Reitor, de importantes encontros relacionados a museus, voltados para a preservação de patrimônio científico.

Geoparques

A América Latina conta atualmente com quatro geoparques, dois deles no México (Comarca Minera e Mixteca Alta), um no Uruguai (Grutas Del Palacio) e outro no Brasil, pioneiro com a criação do Geopark Araripe. Durante a reunião, foi realizada a eleição e posse da primeira diretoria, com a elaboração do estatuto da Rede Latino-americana de Geoparks.

Segundo o Reitor, atualmente existem seis candidaturas a geoparques na América Latina, para a Rede Global da Unesco, podendo chegar a 10. A previsão é que haja apenas inscrições do Brasil somente este ano. “Esse foi o objetivo do nosso encontro e a minha fala era sobre o Geopark Araripe”, disse Patrício Melo, que faz parte do Conselho da Unesco.

Muitos projetos relacionados à educação não foram apresentados, mas ele destaca a diversidade de atuação que já vem sendo empreendida. O Reitor esteve participando como membro fundador da rede e palestrante. Foi eleito coordenador o Geoparque da Comarca Minera, no México, Carlos Cane, geofísico, como vice-coordenador, Patrício Melo, do GA. O secretário adjunto e tesoureiro, de Grutas do Palácio, além do vocal, do Mixteca Alta.

No final do encontro, foi realizada reunião para a apresentação dos primeiros resultados durante o encontro e de todos os aspirantes. Aqueles que ainda não apresentaram candidatura à Unesco estão apenas como projetos. O presidente da GGN e representante da Unesco também marcaram presença no encontro.

O Reitor destaca a importância da realização de uma conferência da rede latino americana no Cariri. Para ele, esse encontro foi importante para avanços em várias frentes, com a continuidade das ações, para a organização da rede. O Professor Patrício Melo esteve realizando visitas aos museus, com o diretor do Museu de Paleontologia da URCA, Sérgio Vilaça, e à Universidade Autônoma do México (UNAM), para trocar experiências de trabalho. Foi visitado também o Instituto de Geografia e Geofísica, onde estão sediados os projetos de Geoparque.

Rede

A Rede de Geoparques Mundiais da Unesco para a América Latina e Caribe foi fundada em maio de 2017, pelos quatro Geoparques Mundiais da Unesco. Ela, assim como algumas criadas em contentes como a Ásia e Europa, com construções de redes em sentido regional, se regem por seus estatutos, em consonância e sem prejuízos aos estatutos da Rede Global de Geoparques (GGN).

09:54 · 29.12.2017 / atualizado às 11:41 · 29.12.2017 por
Bilhete Único pode beneficiar 42 mil pessoas. (Foto: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Com solenidade, será lançado, nesta sexta-feira (29), às 18 horas, na Praça Padre Cícero, o Bilhete Único Metropolitano no Cariri. Com a implantação, os passageiros que utilizarem as linhas de ônibus metropolitanas pagarão uma única tarifa quando fizerem a integração com outras linhas metropolitanas e também quando fizerem a integração com as linhas de ônibus urbanas de Juazeiro do Norte. O intervalo para realização da integração é de até duas horas.

Diariamente, cerca de 42 mil usuários utilizam o transporte público rodoviário nos municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha, inseridos na Região Metropolitana do Cariri. Dessa forma, todos eles poderão ser beneficiados com a implementação do programa. O investimento total do Governo é de aproximadamente R$ 6,5 milhões ao ano.

Atualmente, o Bilhete Único Metropolitano está em vigor na Região Metropolitana de Fortaleza, desde o dia 1º de junho de 2016. Ao todo, os números já ultrapassam os 67 mil inscritos e as 9 milhões de viagens.

Com a ampliação do Bilhete Único Metropolitano para a região do Cariri, o Governo do Estado do Ceará e a Secretaria das Cidades, através do DETRAN, reforçam o seu compromisso com a população em oferecer transporte de qualidade com tarifas acessíveis, facilitando o deslocamento e gerando economia no orçamento doméstico de milhares de cearenses.

Na Prática

O benefício é válido para viagens de uma linha de ônibus metropolitana (I) para outra linha de ônibus metropolitana, ou de uma linha de ônibus urbana de Juazeiro do Norte(II) para uma linha de ônibus metropolitana ou ainda de uma linha de ônibus metropolitana para uma linha de ônibus urbana de Juazeiro do Norte.

Ao embarcar no 1º ônibus, o passageiro deverá apresentar o Bilhete Único Metropolitano do Cariri. O pagamento da tarifa é feito normalmente nesta primeira viagem. Após o embarque no primeiro ônibus, ele tem até duas horas para embarcar no próximo ônibus e apresentar o seu Bilhete Único. No momento em que ele utiliza o Bilhete Único no 2º ônibus, realizará a integração dessas viagens sem pagara nova tarifa, viajando gratuitamente neste último percurso.

I – Linhas Metropolitanas – Aquelas que interligam os municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha
II – Linhas Urbanas – Aquelas que interligam os bairros da Cidade de Juazeiro do Norte

Economia

Atualmente, os passageiros do município do Crato que realizam diariamente viagens de ida e volta iniciam o deslocamento através das linhas de ônibus metropolitanas pagando a tarifa de R$ 2,25 e, ao utilizar as linhas de ônibus urbanas de Juazeiro do Norte, pagam mais R$ 2,20. Assim, o custo total diário de ida e volta é de R$ 8,90.

Com o Bilhete Único Metropolitano do Cariri, os passageiros pagam a tarifa da primeira viagem (R$ 2,25) e realizam a integração com as linhas de ônibus urbanas de Juazeiro do Norte, sem nova cobrança de tarifa. Na volta, eles pagam a tarifa das linhas de ônibus urbanas de Juazeiro (R$ 2,20) e, na integração com as linhas de ônibus metropolitanas, não realizarão nenhum pagamento, tendo o custo total diário de ida e volta de R$ 4,45. Assim, com o Bilhete Único Metropolitano do Cariri, os passageiros terão uma economia diária de 50%.

Na primeira etapa, o Cartão Bilhete Único Metropolitano do Cariri pode ser usado nas linhas de ônibus metropolitanas e nas linhas de ônibus urbanas de Juazeiro do Norte. Na segunda etapa, poderá ser usado também nas vans que fazem o transporte metropolitano e urbano complementar; e na terceira etapa de implementação, no VLT – Veículo Leve sobre Trilhos.

Cadastramento

O cadastramento e o cartão do Bilhete Único Metropolitano do Cariri serão gratuitos. Em 10 dias úteis após realização do cadastro, os passageiros poderão receber o cartão com nome e foto, uma vez que o mesmo é pessoal e intransferível, no ponto onde efetuaram o cadastramento. Idosos e estudantes continuam com os seus benefícios tarifários relacionados ao transporte.

Ponto de Cadastramento

Juazeiro do Norte
Carreta do DETRAN:
Praça José Feijó (Giradouro)
Av. Leão Sampaio / Bairro Triângulo
Estacionamento do recuo da praça em frente ao Hospital Regional do Cariri

Documentos para Cadastro

Os documentos necessários para cadastro no Bilhete Único Metropolitano do Cariri são:
1 – Original e cópia simples da Identidade (RG)
2 – Original e cópia simples do CPF
3 – Original e cópia simples de um comprovante de residência em um dos municípios atendidos pelo Bilhete Único do Cariri (Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha), em nome do próprio usuário. (caso o comprovante seja em nome de um parente de 1° grau, a comprovação de parentesco será feita com o documento de identidade; e caso seja no nome de um terceiro, tem que ser apresentada a declaração de residência emitida pelo terceiro, afirmando na forma e sob penas da lei, o local de domicílio do usuário)
4 – Realizar a captura de imagem (biometria facial) para efeito de controle.

Linhas integradas pelo Bilhete Único Metropolitano do Cariri

1) Linhas do Sistema Metropolitano do Cariri
38801 – Juazeiro do Norte/Crato via Seminário
38802 – Juazeiro do Norte/Crato via Urca
38803 – Juazeiro do Norte/Barbalha
38804 – Juazeiro do Norte/Missão Velha

2) Linhas do Sistema Urbano de Juazeiro do Norte
01 – Centro/Novo Juazeiro (Via Brejo Seco)
02 – Centro/Tiradentes (Via Centro)
04 – Centro/São Jose (Via Centro)
05 – Parque Frei Damião/Parque São Geraldo (Via Centro)
06 – Parque Antônio Vieira/Aeroporto (Via Centro)
07 – Centro/João Cabral (Via Pirajá)
08 – Centro/Cidade Universitária ( Via Rua São Paulo )
09 – Centro/Cidade Universitária (Via Rua Limoeiro)
10 – Centro/Cidade Universitária (Via Rua Padre Cicero)
11 – Centro/Cidade universitária (Via Av. Cel. Humberto Bezerra)
12 – Centro/Cidade Universitária (Via Rua Rui Barbosa)

15:16 · 25.12.2017 / atualizado às 15:23 · 25.12.2017 por

Jati. Após cumprir agenda mais cedo, em Crato, no lançamento do BPRaio, o governador Camilo Santana esteve, na tarde do último sábado (23), visitando o Cinturão das Águas do Ceará (CAC). Antes disso, de helicóptero, o Chefe do Executivo cearense foi até Salgueiro (PE), acompanhar a Transposição do Rio São Francisco. Preocupada com a chegada das águas do ‘Velho Chico’ ao açude Castanhão, a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) corre para  concluir eixo emergencial de 53 km.

Camilo pousou em Jati e acompanhou os lotes em construção, de carro, até Missão Velha. Lá, conheceu o Riacho Seco, que levará água até o Rio Salgado, depois de percorrer cerca 13 km. Por gravidade, ela chegará até o Açude Castanhão, através do Rio Jaguaribe. Hoje, o reservatório que abastece Fortaleza tem menos de 3% de sua capacidade. A expectativa é de que pudesse dobrar o volume atual com o recurso hídrico do Rio São Francisco, numa vazão de 12 metros cúbicos por segundo.

Leia Mais: Cinturão das Águas aguarda transposição do Rio São Francisco

Com 68% concluído, o eixo emergencial se concentra nos lotes 1, 2 e 5, do Trecho 1 do Cinturão das Águas. A previsão é que seja concluído em maio 2018. Por outro lado, as chuvas podem atrapalhar o cronograma da obra e o Cinturão das Águas apresenta um número reduzido de trabalhadores e equipamentos. De toda primeira etapa, de Jati à Nova Olinda, com 149 km, pouco mais da metade foi feito.

Chuvas podem atrapalhar o cronograma da obra. (Foto: Antonio Rodrigues)

Até a próxima quinta-feira (28), o Governo do Estado aguarda R$ 65 milhões para o Cinturão das Águas. A verba, do Governo Federal, vem para pagar dívidas com empreiteiras que trabalharam entre outubro e dezembro. O restante do montante, cerca de R$ 22 milhões, será utilizado na obra a partir de janeiro. De acordo com a SRH, reuniões periódicas estão sendo realizadas com o Ministério da Integração Nacional, em Brasília, para garantir o investimento financeiro até o fim da construção.

A Transposição do Rio São Francisco para o Ceará é que continua incerta. Nos canteiro visitado por Camilo Santana, em Salgueiro (PE), a obra que deveria acontecer nos três períodos só está sendo realizada pela manhã. A situação é pior em Penaforte (CE), onde faltam equipamentos e o número de operários é reduzido. O mato já toma conta do eixo central do canal.

18:33 · 20.12.2017 / atualizado às 18:39 · 20.12.2017 por
Decreto irá regulamentar o Bilhete Único no Cariri. (Foto Divulgação/Viametro)

Juazeiro do Norte. Foi divulgada ontem (19), no Diário Oficial do Estado, a assinatura do Projeto de Lei (Nº16.460), que cria o Bilhete Único na Região Metropolitana do Cariri (RMC). O PL, aprovado na última quinta-feira (14), permite a integração dos modais rodoviário e metroferroviário para a população. Com isso, o usuário poderá utilizar os sistemas municipais de transporte, no intervalo de duas horas, pagando somente uma passagem denominada de “Tarifa Metropolitana Integrada da Região Metropolitana do Cariri”. Decreto ainda definirá valor, implantação e a regulamentação do serviço.

No anúncio do projeto, no último dia 28 de novembro, o governador Camilo Santana afirmou que o objetivo é reduzir os custos para quem depende do serviço de transporte na região. “Isso representa uma economia no bolso da população”, reconheceu. “Já beneficiamos milhares de pessoas na Região Metropolitana de Fortaleza e, agora, vamos beneficiar a região do Cariri”, relacionou. Na RMF, o Bilhete Único Metropolitano passou a valer no último dia 1º de junho, interligando os 19 municípios que integram a macrorregião.

Hoje, quem opera o transporte municipal e intermunicipais em Juazeiro do Norte é a empresa Viametro. No dia 1º de outubro, o preço das passagens sofreu reajuste. As linhas entre Crato/Juazeiro, Barbalha/Juazeiro custam R$ 2,25. Já entre as cidades de Missão Velha e Juazeiro e Missão Velha e Barbalha, preço do transporte é de R$4,30 e R$ 2,90, respectivamente. Enquanto o Metrô do Cariri, VLT administrado pela mesma empresa, o valor é de R$ 1.

Os contratos firmados entre as empresas operadoras e o Governo do Estado preveem a correção anual das tarifas, seja através da modalidade de reajuste, que considera os índices inflacionários, ou de revisão, conforme variação dos insumos e parâmetros técnicos sobre os custos da prestação do serviço.