Busca

Tag: projeto


18:37 · 03.03.2017 / atualizado às 18:37 · 03.03.2017 por
Clique para ampliar

Juazeiro do Norte. Acadêmicos deste município desenvolveram um aplicativo cujo objetivo é maximar a venda de produtos dos agricultores da região do Cariri. Segundo os alunos, o “Du Sítio” é o primeiro aplicativo social para venda de produtos agrícolas. “Ele liga produtores diretamente aos consumidores diminuindo os custos agregados aos produtos e garantindo sua procedência”. Os produtos são entregues na casa do consumidor ou no estabelecimento comercial e o pagamento é realizado apenas quando o consumidor recebe o produto. “Desta forma é ainda mais segura a comercialização”, acrescentam.

Os jovens integram o time Enactus Leão Sampaio, um projeto internacional sem fins lucrativos presente em 36 países, que é formado por estudantes, acadêmicos e líderes de negócios que estão comprometidos a usar o poder da ação empreendedora para promover o desenvolvimento comunitário através de projetos sociais que visam o desenvolvimento econômico, social e ambiental das comunidades.

A aplicativo foi criado a partir de dois projetos desenvolvidos pelos jovens. Segundo conta, o “Viver de Terra” e o “Sonhos de Maria” foram os propulsores do app “Du Sítio”. O “Viver de Terra”, projeto que é realizado na comunidade do sítio Salobra, em Missão Velha, tem o objetivo de capacitar agricultores para a produção de frutas, hortaliças e peixes de forma sustentável, através do uso de materiais recicláveis e de alternativas naturais para o plantio, auxiliando assim, na redução dos impactos ambientais causados por essas atividades.

Já o “Sonhos de Maria”, que tem seu foco voltado para a capacitação e o empoderamento de mulheres também residentes da comunidade do sítio Salobra, surgiu para minimizar o desperdício de alimentos no transporte e pós-venda dos produtos do Projeto Viver da Terra, que chegavam à cerca de 30%, foi implantada a cozinha Sonhas de Maria, que produz 20 produtos diferentes, tais como: bolos, doces e salgados.

Atualmente o aplicativo está em funcionamento apenas na cidade de Juazeiro do Norte, mas os alunos já estudam a expansão para as demais cidades do Cariri.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018 ou ligue para nossa redação: (88) 3572-4214. Sua sugestão também pode ser enviada para o e-mail: andre.costa@diariodonordeste.com.br

15:20 · 26.10.2016 / atualizado às 15:20 · 26.10.2016 por

Juazeiro do Norte. Será realizado hoje a noite, às 19 horas, no condomínio Residencial Central Park, localizado na Rua Professora Maria Nilde Couto Bem, bairro Triângulo, o evento Expo Park, com o tem “O Lixo vira ouro”. O projeto é pioneiro no que se refere a coleta seletiva em condomínios da cidade de Juazeiro do Norte.

O professor pós-doutor em engenharia de produção, Rodolfo Sabiá, acrescenta que o evento objetiva ainda congregar o poder público municipal à academia, os condomínios, as associações e cooperativas de resíduos e empresas de limpeza pública e de reciclagem para que “mais a frente, baseado nesse pioneiro projeto, possa a cidade de Juazeiro do Norte ter uma lei e um sistema de Coleta Seletiva para condomínios”.

Na oportunidade será realizado uma exposição de diversos materiais recicláveis, sensibilização de moradores do condomínio Central Park Residencial, com a presença de diversas autoridades do poder Público Municipal, da Universidade Regional do Cariri (URCA), da Associação Engenho do Lixo, bem como diversas empresas de diferentes setores interessadas na questão.

14:02 · 24.10.2016 / atualizado às 16:16 · 25.10.2016 por

Crato. O Coletivo Camaradas pretende ampliar os Pontos de Leituras nas Bodegas da Comunidade do Gesso. A intenção é atingir 20 pontos até o final deste ano. A ideia bastante simples e inspirada no trabalho do comerciante “Seu Higino” que criou pontos de leitura de cordel no Crato visa democratizar a leitura colocando obras a disposição da população. O trabalho já foi um finalistas no Prêmio nacional Vivaleitura 2014.

O historiador e integrante do Camaradas, Francisco do Nascimento, que coordenará os trabalhos dos Pontos de Leituras na Comunidade destaca que essa ação pretende não só contribuir para a democratização da leitura, mas também criar formas de participação e organização comunitária. Ele frisa que os pontos são voltados para uma literatura infantil.

Nascimento enfatiza que ampliação dos Pontos de Leituras é fruto do Prêmio “Todos por Brasil de Leitores” que o Coletivo Camaradas foi selecionado pelo Ministério da Cultura no Governo da Dilma. Ele diz que cada ponto receberá um suporte de zinco para livros, acervo de livros infantis e uma placa de identificação do Ponto.

Cada ponto tem o seu acervo renovado a cada 15 dias, o que favorece a circulação de livros e a ampliação das possibilidades de leitura por parte das crianças. Para fazer parte da rede dos Pontos de Leituras nas Bodegas na Comunidade do Gesso basta entrar em contato com o Coletivo Camaradas e agendar uma visitar.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

07:45 · 18.10.2016 / atualizado às 10:03 · 18.10.2016 por

MÍDIAS SOCIAISJuazeiro do Norte. O artista plástico, cantor e compositor CA CAU tem como fio condutor de todos os seus trabalhos a poesia, sempre valorizando a inovação e a criatividade. Nas artes plásticas, teve destaque com as exposições O MISTERIO EM TEMPO E POESIAS, que ficou em cartaz no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, no Metrô Ipanema, no Rio de Janeiro, e no Centro Cultural Dragão do Mar, no Ceará – sendo visitada por mais de 55 mil pessoas. Com o S.O.S SÓS, esteve em Portugal, Itália e Ceará. As duas tem em comum o fato de promoverem a total acessibilidade do público.

Com instalações executadas em diversos locais como, o PROJETO ART é uma intervenção artística que transforma espaços físicos, rompendo sua rigidez. É o despertar de uma experiência sensorial, provocando a humanização dos ambientes corporativos e o desenvolvimento de novas perspectivas. Com o objetivo de ser, estar, sentir e observar o complexo processo de interpretação da realidade, CA CAU estimula a integração da comunidade consigo mesma e junto ao mundo dentro de uma nova experiência.

“DIVINA ESTÂNCIA POÉTICA DA CRIAÇÃO”
Muito mais do que uma instalação artística, CA CAU nos convida para uma reflexão sobre a origem da Criação, a construção do ser humano e a busca pelo conhecimento. Utilizando diversas referências como a filosofia, a Natureza e a literatura, o artista cria a imersão do visitante nesse universo encantado.

Os elementos que compõem a exposição vão do erudito ao popular, pontuando a identidade única desse projeto. A Sequência de Fibonacci construída em um painel cinético simboliza o movimento do que está em expansão, fazendo uma alusão ao Universo e à nossa Criação primordial. Sendo um misterioso padrão matemático da natureza, os termos da sequência compõem a chamada “medida de ouro” – muito usada na arte, principalmente por Leonardo Da Vinci.

Considerando o fato de que Juazeiro do Norte é o caldeirão cultural do Brasil, a exposição faz também um diálogo com a cultura popular. O Pavão Misterioso (referência ao folheto “Romance do Pavão Misterioso” da literatura de cordel) remete à busca do conhecimento que está dentro de cada um. É um grande pássaro mecânico criado por nós para alcançarmos os nossos sonhos. Mais do que uma simples máquina, o Pavão Misterioso é em si o pássaro dourado da Iluminação, que nos faz olhar o mundo acima. Por isso há a provocação poética ao visitante que, ao entrar e ver o pássaro, precisa olhar para cima.

A expressão do olhar artístico está no conceito das Tríades. O número 3 é um número com diversas simbologias místicas, é a partir dele que se dá a sustentação de qualquer estrutura – de uma simples cadeira à construção do ser humano. Além das três cores primárias (azul, vermelho e amarelo) das fortes texturas em três obras e em três salas, as referências de Tríades são as mais diversas: “coração, cérebro e coragem” do O Mágico de Oz, “corpo, mente e alma “, “o pai, o filho e o espírito santo”, “presente, passado e futuro”, “ser, essência e conceito”, “arte, filosofia e ciência” e tantas outras.

A cada passo e a cada toque da instalação é um despertar. É uma janela que nos traz conhecimento. Andamos no espiral do caminho dourado, renascemos na metamorfose das borboletas, somos tocados ao receber flores de mãos anônimas, nos unimos para a construção do ideal com as formigas, nos humanizamos com a alteridade e o amor ao próximo. É descobrir que cada um possui sua busca interna, mas que só juntos é que podemos voar. Afinal, a generosidade é o verdadeiro caminho da prosperidade.

SERVIÇOS
Local: WIZARD – Cariri Garden Shopping (Piso L1 – 47): Av. Padre Cícero, 2555 – Triângulo, Juazeiro do Norte – CE
Data: 22 de outubro/2016
Horário: 18h00
CA CAU fará um pocket show exclusivo para o lançamento do evento, tocando algumas músicas do seu 8º disco “IN VER S.O.S” (lançado em 2015). Um de seus grandes sucessos atuais é a música “Olho a Olho”, bastante tocada nas rádios de São Paulo.

09:21 · 06.10.2016 / atualizado às 10:06 · 06.10.2016 por

As brincadeiras infantis, o incentivo à convivência em coletivo, a valorização da amizade, o universo da informática, o cinema, a música e o incentivo à leitura estarão presentes no espetáculo “Brincadeiras Perdidas” realizado, no mês de outubro, para crianças de escolas da rede pública de ensino na cidade de Juazeiro do Norte.

Com o apoio da Coelce e viabilizado pelo Sistema Estadual de Cultura, o espetáculo de teatro faz parte de um projeto de arte e educação que beneficia cerca de duas mil crianças na faixa de 5 a 10 anos de idade nos meses de setembro e outubro de 2016, na cidade de Juazeiro do Norte.

Além da fruição do espetáculo também serão realizadas as ações de formação com as atividades de workshop para os professores com o tema: “Sensibilização para questões entre arte e amizade” e oficinas de construção de brinquedo popular para as crianças. O incentivo à leitura será provocado com o livro “Manual das Brincadeiras Perdidas” de autoria de Beth Fernandes que será distribuído para todas as crianças atendidas pelo projeto.

O projeto é inspirado no espetáculo de teatro que traz em seu currículo mais de 400 apresentações e um público estimado de 40 mil crianças em 12 anos ininterruptos de exibição. Nesta nova temporada, o espetáculo será direcionado para escolas públicas localizadas em bairros periféricos da cidade de Juazeiro do Norte, que dificilmente têm acesso a bens e produtos culturais, e terão a oportunidade de participar e prestigiar o projeto que contribuirá para a integração social e formação cultural.

O Espetáculo
Em 2004 o espetáculo foi eleito o melhor espetáculo de teatro infantil em Fortaleza. Além disso, paralelo ao projeto Brincadeiras Perdidas, foi publicado o livro infantil “Manual das Brincadeiras Perdidas”, de autoria de Beth Fernandes, com ilustrações do cearense Yuri Yamamoto, hoje em sua 5º edição.

O espetáculo envolve as áreas artísticas do teatro, audiovisual, arte digital, música, literatura, leitura e livro e fazendo um resgate das brincadeiras antigas e um paralelo com a informática, mostrando as vantagens e desvantagens da tecnologia na vida da criança. O espetáculo busca abordar uma interatividade entre dois brinquedos de panos, a Mel e o Pitoco, personagens principais, que foram abandonados numa caixa por uma criança que os considera velhos, chatos e feios e agora só pensa em brincar com o seu computador.

Por sua vez, o enredo mostra cenas lúdicas relacionando o mundo virtual e suas várias possibilidades de diálogo com o mundo real, no intuito de captar a atenção e permitir a capacidade da criatividade e participação ativa do público infantil. Aborda tanto a importância das brincadeiras antigas no desenvolvimento social, cognitivo e motor da criança quanto o mundo fantástico da informática. Ambos participam da aprendizagem educacional e aliados permitem a formação de personalidade, diversão e interatividade social. A história traz uma relação de coletividade, estabelecendo vínculos de amizade.

O projeto “Brincadeiras Perdidas” é realizado pela Associação Movimentos, uma entidade cultural que atua há mais de cinco anos na realização de projetos culturais no Ceará e no Brasil; e reforça o compromisso da Coelce com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável.

Ao todo são 17 objetivos e 169 metas úteis para o desenvolvimento sustentável, desafios que requerem uma parceria global com a participação ativa de todos, incluindo governos, sociedade civil, setor privado, academia, mídia, e Nações Unidas. Mais informações em: http://www.pnud.org.br/.

Escolas Participantes do Mês de Outubro
01. Professora Francisca Pereira
02. Helena Vieira dos Santos
03. Ana Amélia Bezerra de Menezes Sousa
04. Professor Assunção Gonçalves
05. Maria Francisca de Souza
06. Irmã Ana Terezinha
07. CAIC
08. Padre Jacinto

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018