Busca

Tag: saúde


01:38 · 19.10.2017 / atualizado às 01:38 · 19.10.2017 por
Na sede da Secretaria de Saúde, representantes de três Pastas debateram o combate à microcefalia (Foto: Reprodução/Prefeitura Municipal)

Juazeiro do Norte. Na manhã de ontem (18), a Secretaria de Saúde recebeu representantes das Secretarias de Educação e de Desenvolvimento Social e Trabalho para debater e apresentar propostas para a elaboração do Plano Municipal de Enfrentamento à Microcefalia. A ação é uma recomendação do Ministério da Saúde, visando melhorar a assistência prestada às crianças com microcefalia e suas famílias.

O Plano permeia quatro eixos principais: saúde reprodutiva e sexual; atenção integral às crianças; atenção integral às famílias e educação permanente. Na ocasião, foi encaminhado que as secretarias envolvidas realizem um levantamento daquilo que podem ofertar como serviço para que seja utilizado na campanha.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Município, Evanusia de Lima, devem ser pensadas, por exemplo, ações que promovam o fortalecimento do vínculo familiar. “Temos que ver o que a mãe precisa em relação a deslocamento e recursos, pois quando nasce uma criança com microcefalia muda toda a rotina. Às vezes a mãe perde o emprego porque precisa dar atenção total à criança”, explicou.

Nos próximos dias 26 e 27, o Município de Juazeiro do Norte estará representado em uma oficina sobre microcefalia, evento que será promovido pelo Ministério da Saúde, em Fortaleza, onde serão apresentadas as propostas de ações discutidas pelo Município até o momento.

15:26 · 18.10.2017 / atualizado às 15:55 · 18.10.2017 por
Hospital Maternidade São Francisco de Assis receberá o recurso. (Foto: Divulgação)

Crato. O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (18), o repasse de R$ 1,39 milhão para reforçar o atendimento às crianças nascidas de parto prematuro ou que apresentam problemas ao nascer, no Hospital e Maternidade São Francisco de Assis – Sociedade Beneficente São Camilo. O recurso é destinado a dez leitos de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN).

A unidade de saúde é um hospital geral, referência para 12 municípios, além do Crato que atende Sistema Único de Saúde (SUS) e particular. Os recursos serão transferidos mensalmente via Fundo Nacional de Saúde, conforme publicado em Portaria no Diário Oficial da União.

Atualmente, o Município possui dez leitos de UTI Neonatal e seis leitos de unidade de cuidado intermediário neonatal. A Unidade Neonatal é um serviço de internação, responsável pelo cuidado integral ao recém-nascido grave ou potencialmente grave, dotado de estruturas adequadas à prestação de assistência especializada, incluindo instalações físicas, equipamentos e recursos humanos. As Unidades Neonatal devem articular uma linha de cuidados progressivos para o bebê. No início deste mês, o Hospital e Maternidade São Francisco de Assis firmou compromisso com o Ministério Público para garantir o acompanhamento das gestantes durante todo o processo de parto.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, considera fundamental o investimento na rede de saúde que atende as crianças recém-nascidas, especialmente àquelas que precisam de cuidados essenciais e diferenciados, como os oferecidos nas UTIs Neonatais. “O atendimento qualificado vai determinar o desenvolvimento da criança. Por isso, os recursos são fundamentais para garantir a assistência aos bebês que nascem prematuros e necessitam de UTIs. Com estes recursos, o município pode ampliar e qualificar os serviços e continuar proporcionando aos bebês prematuros o atendimento adequado”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O protocolo de atendimento de bebês prematuros é regulado de acordo com as condições clínicas e do estado geral do bebê após o nascimento. Fatores como o peso ao nascer, frequência cardíaca, respiração, reflexos, tônus muscular, entre outros, determinam a conduta e os protocolos que a equipe de saúde adotará.

O Ministério da Saúde instituiu o “Método Canguru” como Política Pública de Saúde e publicou a Norma de Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso (RNBP). Neste modelo busca melhorar a atenção à gestante e ao recém-nascido, promovendo um cuidado humanizado, o contato pele a pele com a mãe e pai de forma precoce e crescente, permitindo maior participação deles nos cuidados neonatais e envolvimento da família.

Alimentação

O Ministério da Saúde possui diversas ações voltadas à saúde das crianças e para também garantir que os bebês recebam leite. Existem os bancos de leite humano que fazem atendimento e orientação e apoio à amamentação. O Brasil tem a maior e mais complexa rede de bancos de leite humano do mundo. Atualmente há 221 Bancos de Leite Humano e 186 postos de coleta no Brasil. Em 2016, 149 mil mulheres doaram leite materno, beneficiando 145 mil recém-nascidos prematuros internados em UTIs neonatais. Além disso, os BLH realizaram 1,4 milhão atendimentos de mulheres com questões relacionadas a amamentação.

15:19 · 14.10.2017 / atualizado às 15:19 · 14.10.2017 por
O calor não foi obstáculo e a Praça 7 de Setembro recebeu centenas de pessoas. ( Fotos: Antonio Rodrigues)

Milagres. Nem mesmo o sol forte afastou a população, que compareceu em grande número para a Ação Verdes Mares, realizada na manhã deste sábado (14), na Praça 7 de Setembro. Mais de mil pessoas tiveram acesso aos diversos serviços gratuitos de entretenimento, saúde, beleza e educação. Ao todo, cinco tendas trabalharam na atividade que tem iniciativa da TV Verdes Mares Cariri, com patrocínios da Prefeitura Municipal e Unimed, além do apoio da Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Nesta edição, a última da região do Cariri este ano, a Ação Verdes Mares dispôs, por mais de quatro horas, os serviços de aferição de pressão, teste de glicemia, massagem, manicure, pedicure, corte de cabelo, vacinação e distribuição de kits odontológicos e preservativos. Além disso, os mascotes divertiam e educavam as crianças sobre os cuidados com o mosquito da dengue, economia de água e saúde dos dentes.

Paralelo aos serviços, uma série de atrações locais se apresentaram no palco da Ação Verdes Mares: grupo de capoeira, bandas musicais, palhaços, fanfarra, entre outros. Uma tenda também expôs o trabalho dos artesãos locais. “Como a atividade tem um cunho social, a gente tem a obrigação de está mostrando os talentos da terra. Cada município tem os seus e a gente busca valorizar”, garante o produtor da Ação Verdes Mares, Julio César Costa.

O prefeito de Milagres, Lielson Landim, esteve presente no evento e destacou o desejo da população para que a Ação Verdes Mares acontecesse no Município. “Assim que tivemos a oportunidade de trazer, nós abraçamos, imediatamente, celebrando essa parceria. O Município tem muito a ganhar, além das ações sociais, está dando visibilidade ao que Milagres tem de bonito, a arte, a cultura e a religiosidade. Além do que tem de acolhedor, a receptividade desse povo”, exalta o chefe do Executivo.

A aposentada Maritânia Leonel aproveitou a Ação Verdes Mares para verificar a pressão arterial e realizar teste de glicemia. “Minha saúde está mais ou menos (risos). Depois que verifiquei a pressão, agora vou começar a fazer exercícios”, explica. Enquanto a dona de casa Carla Giovana, grávida há sete meses, experimentou a massagem pela primeira vez. “Achei muito bom, estava com uma dor nas costas, aliviou mais”, conta a gestante. Enquanto o aposentado Manoel Lourenço levantou cedo para cortar o cabelo. “Achei que tava grande, agora fiquei mais lindo”, brinca Manoel.

A Ação Verdes Mares em Milagres foi a última realizada este ano na região do Cariri. Em 2017, a atividade social também passou por Barbalha, Juazeiro do Norte e Nova Olinda. Cerca de seis mil pessoas foram atendidas. Para o ano que vem já estão sendo articuladas novas parcerias em outros municípios.

09:45 · 12.10.2017 / atualizado às 09:45 · 12.10.2017 por

Crato. Com objetivo de despertar na comunidade o resgate de valores nas famílias, os alunos, pais e professores se envolveram em diversas ações oferecidas ontem (11) na escola José do Vale, localizada no bairro Nossa Senhora de Fátima. A ação é uma realização do projeto Família na Escola e do Plantão do Bem, da Prefeitura Municipal e da rádio Som Zoom Sat.

Durante o momento, foram ofertados exames médicos de imagem, oftalmológicos, odontológicos, ginecológicos; aferição da pressão arterial; teste de glicemia; oficina de material de limpeza; corte de cabelo; maquiagem; limpeza de pele; massagem; manicure; agendamento para a emissão de RG; e para completar, alongamento, aula de zumba para toda a família, apresentações artísticas com a Banda de Música e com os artistas da terra, Clara e Joelmir.

Além destas atividades, foi realizada a abertura da campanha Outubro Rosa na escola, ofertando às senhoras estudantes das salas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), exames de prevenção contra o câncer de mama e do colo do útero.

Para Matheus Cardoso, aluno do 6º ano da escola José do Vale, poder participar e ajudar na realização do projeto Família na Escola, significa muito pois a união e o cuidado para com todos é de suma importância para o seu amadurecimento. “Essa ação é muito importante para mim porque eu estou aprendendo muito sobre união e que devemos sempre estar dispostos a ajudar o próximo”, destacou.

“Essa oportunidade deve ser aproveitada por todas as famílias da comunidade do bairro Nossa Senhora de Fátima”, ressaltou Gislene Saraiva, moradora do bairro e mãe de dois alunos da escola José do Vale. Para ela, poder participar de todas essas atividades é se sentir acolhida.

Para Cláudio Gregório, diretor da escola, receber uma ação com essa grandiosidade de serviços ofertados, é servir de ponte social, promover cidadania, cultura, e principalmente solidariedade e comunhão. “Plantamos na escola sementes que ao germinar renderão bons frutos para esta sociedade que clama por dias melhores. Nos dá a garantia de que é possível sim fazer educação pública de qualidade”, disse.

Claudio informou que a ação contou com a frequência de aproximadamente 800 pais e de 576 alunos. Foi realizado também o encontro entre pais e professores para prestarem contas do rendimento escolar dos filhos até então, e que garantiu quase 90% de participação.

Os projetos Família na Escola e Plantão do Bem contaram com o apoio das Secretarias Municipais de Educação; Saúde; Esportes; NASF, Casa do Cidadão; Senac; Sesc; e entidades particulares.

14:18 · 06.10.2017 / atualizado às 14:18 · 06.10.2017 por

 

Crato. Neste sábado (07), a partir das 8h, na Praça Siqueira Campo, a Secretaria de Saúde abre oficialmente a campanha do Outubro Rosa no Município. Serão um mês com orientações sobre cuidados com a saúde prevenção ao câncer de mama e colo de útero, bem como serviços de beleza, atividades esportivas, culturais e incentivo a autoestima serão disponibilizadas para toda a população.

A campanha tem o objetivo alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo de útero, traz como madrinha a primeira dama do município Aldalice Pinheiro e a parceria das demais secretarias municipais e outras entidades.

Com o tema “Prevenção do câncer – nesta causa, juntos somos mais fortes”, a campanha intensifica o trabalho com as mulheres durante o outubro rosa, mas já vislumbra as atividades relacionadas ao novembro azul.

Uma extensa programação, incluindo atividades noturnas, buscará fortalecer a importância da prevenção e dos cuidados contra o câncer de mama e de colo de útero. Todas as unidades básicas de saúde estarão intensificando as ações voltadas as mulheres, que deverão se dirigir a unidade mais próxima de sua residência, inclusive alguns postos já estão realizando atendimentos noturnos.

De acordo com o Secretário de Saúde, André Barreto, as ações de prevenção ocorrem durante todo o ano no município de Crato, sendo intensificadas durante o Outubro Rosa. “Com esta campanha, estamos focando o câncer de mama e de colo de útero, mas não podemos esquecer do cuidado integral que desempenhamos o ano inteiro, desde a atenção básica até os serviços especializados”. Destaca.

05:05 · 05.10.2017 / atualizado às 05:05 · 05.10.2017 por
O hospital passará por reformas (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte. Mais de 100 mil procedimentos foram realizados, no primeiro semestre deste ano, no Hospital Infantil Maria Amélia Bezerra de Menezes. O hospital, que atende crianças de 0 a 12 anos e seis meses, hoje, conta com 6 ambulatórios de pediatria geral e 1 de pediatria de distúrbios metabólicos; 16 leitos de urgência, 2 de reanimação e 25 para internamentos clínicos. São oferecidos serviços de pediatria, fonoaudiologia, fisioterapia, psicopedagogia, além dos serviços de enfermagem.

No primeiro semestre do ano foram contabilizados 676 internamentos clínicos; 59.713 atendimentos na urgência pediátrica; 13.984 consultas; 1.346 testes do pezinho; 1.451 atendimentos com a assistente social; 5.413 nebulizações; 20.198 avaliações antropométricas; 4.267 vacinas aplicadas; entre outros serviços que somam mais de 100 mil procedimentos efetivados.

São realizadas ainda atividades de educação em saúde com os pais e as crianças atendidas pelo hospital, como também eventos em alusão a datas comemorativas, que proporcionam a interação com a comunidade e promovem humanização no serviço prestado aos usuários.

O Hospital Maria Amélia é uma unidade de saúde pública que foi adquirida pela Prefeitura de Juazeiro do Norte em 2009 e presta serviços de urgência e emergência pediátrica, além do atendimento nos ambulatórios. Mesmo com toda a deficiência de atendimentos já reconhecida nos últimos anos, a Secretaria de Saúde tem envidado esforços para manter um melhor nível de atendimento.

Reforma

Anunciada pelo Prefeito Municipal, Arnon Bezerra, os procedimentos burocráticos para a tão sonhada melhoria da unidade de saúde municipal estão em andamento. O Chefe do Executivo tem acompanhado todos os trâmites para que a ordem de serviço seja dada o mais breve possível. Segundo ele, o projeto engloba ampliação e qualificação dos serviços, além de implantação de novos procedimentos, transformando o único hospital infantil da região do Cariri no mais moderno equipamento do Estado na área.

A secretária de Saúde do Município, Nizete Tavares, afirma que estão sendo observadas todas as medidas que garantam o funcionamento normal do hospital até que se inicie a reforma. De acordo com o diretor administrativo do Hospital Maria Amélia, Romualdo Lopes, na atual gestão foram realizados alguns reparos emergenciais na estrutura do local, como manutenção elétrica e desinfecção hospitalar. Foi realizado ainda levantamento e compra emergencial de insumos alimentícios, materiais de limpeza, material de expediente, médico-hospitalar e medicamentos.

09:27 · 02.10.2017 / atualizado às 09:27 · 02.10.2017 por

Crato. A Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, através do Centro de Referência da Mulher (CRM) realizará entre os dias 3 a 6 de outubro, no auditório do Largo da RFFSA, o evento “Você Tem se Olhado Com Carinho?”. O intuito é divulgar a campanha do Outubro Rosa, que faz parte do calendário anual de saúde de mulher na prevenção do câncer de mama.

Na oportunidade serão oferecidos serviços de beleza para mulheres da terceira idade, informações sobre o combate à violência contra a mulher, entre outras atividades. De acordo com a coordenadora do CRM, Audilene Fernandes, serão oferecidas orientações de prevenção ao câncer de mama e disponibilizadas informações importantes sobre a saúde da mulher, abordando o aspecto psíquico, físico, emocional e de empoderamento com oficina de turbantes, por exemplo. Na ocasião, também estarão presentes Agentes Comunitários de Saúde, atendendo a população e sanando dúvidas.

Programação

03 de outubro, às 13h
Apresentação cultural Mulheres do Coco da SCAN
Palestra: Considerações importantes sobre a saúde da mulher.
Loca: Auditório da RFFSA
Público: Mulheres

04 de outubro, às 13h
Apresentação
Tarde de Beleza
Oficina de turbantes
Local: Galeria da RFFSA
Público: Mulheres da terceira idade CRAS

05 de outubro, às 13h
Roda de conversa: Violência contra as mulheres, formas e prevenção.
Local: Auditório da RFFSA
Público: Agentes comunitários de saúde

06 de outubro, às13h
Tarde da diversidade
Apresentação cultural
Apresentação de João do Crato
Local: Auditório da RFFSA
Público: LGBT

18:39 · 29.09.2017 / atualizado às 19:41 · 29.09.2017 por
A audiência foi mediada pelo Presidente da Câmara Municipal, Glêdson Bezerra (Fotos: Antonio Rodrigues)

Juazeiro do Norte. Na tarde desta sexta-feira (29) aconteceu uma audiência pública na Câmara dos Municipal para debater o tema “Causa animal: preocupação de todos e dever do Poder Público”, requerido pela vereadora Jacqueline Gouveia (PRB). Estiverem presentes vereadores, representantes da Secretaria de Saúde, diretores de casas de abrigo de animais e estudantes universitários.

Antes do debate, alunos do curso de Farmácia da Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN) realizaram uma apresentação sobre a Leishmaniose, doença transmitida por mosquito, que ataca tanto humanos quanto animais. Segundo a Secretaria de Saúde do Município, este ano, já foram registrado 11 casos na cidade. Foram enumeradas uma ocorrência nos bairros Pio XII, Casas Populares, Jardim Gonzaga, Salesianos, João Cabral, Frei Damião, Novo Juazeiro, Vila Fátima, Aeroporto e duas no Romeirão.

A vereadora Jacqueline Gouveia utilizou o espaço para exigir do Poder Público melhores condições de trabalho para o Centro de Zoonoses e seus profissionais. “Há 9 meses, lá não tem sequer um transporte para recolher animais. É lamentável, porque a demanda de animais abandonados em Juazeiro é muito grande”, denunciou a parlamentar.

O carro que recolhe cães e gatos abandonados está, desde novembro do ano passado, na oficina, mas em maio foi consertado. Porém voltou a apresentar problema. Já o caminhão, que tem mais de 10 anos de uso na captura de animais de grande porte, apresentou dois problemas mecânicos em 2017. No entanto, a diretora do Centro de Zoonoses, Roselene Rodrigues, adiantou que o problema dos transportes está sendo resolvido.

“A carrocinha apresentou outro problema pelo tempo que ficou parado. Já foi pago o conserto, mas enviaram a peça errada. Estamos aguardando a peça correta para liberar. Enquanto o caminhão também se encontra na oficina. Foi liberado o pagamento desse conserto e dentro de três ou quatro dias ele voltará a funcionar” explicou Roselene Rodrigues.

Outro ponto discutido foi a realização de castração aos animais pelo Centro de Zoonoses. Rosilene adiantou que a unidade enviou um projeto em maio deste ano para iniciar este tipo de procedimento. “A gente compreende que é uma questão de saúde pública, mas não é fácil montar um centro cirúrgico, mas em breve teremos respostas sobre isso” completou.

O diretor de Vigilância em Saúde David Antônius complementou as informações, acrescentando que a Secretaria de Saúde tem realizado campanhas e atendimento veterinário às famílias de baixa renda do Município. Segundo ele, a ideia é expandir o debate firmando parcerias entre a Prefeitura e as universidades locais .

08:06 · 29.09.2017 / atualizado às 10:07 · 29.09.2017 por
( Foto: Samuel Macedo)

Juazeiro do Norte. A Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte, através do Centro de Dermatologia Sanitária e Doenças Infectocontagiosas, entregou na última quarta feira (27) os primeiros calçados adaptados para quatro pacientes com algum tipo de dificuldade motora causada pela hanseníase.

De acordo com o coordenador do Centro de Dermatologia, Luis Evandro de Freitas, a sapataria de Juazeiro do Norte é uma das três desse tipo existentes em todo o País e foi reativada no mês de agosto deste ano, com o apoio do Ministério da Saúde e do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan).

Os pacientes que necessitam deste tipo de calçado adaptado são acompanhados por uma equipe composta por enfermeiro, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e médico dermatologista. Após avaliação do caso e sendo detectada incapacidade dos nervos, a pessoa é encaminhada para a sapataria onde é feita a moldagem e confecção do produto. Ainda de acordo com Luis Evandro, em média 15 pacientes estão aguardando o calçado.

 Diferencial dos calçados adaptados

O paciente com hanseníase pode apresentar feridas na parte inferior do pé ou até mesmo perda do movimento dos dedos, causando dificuldades na sua locomoção. Por isso, os calçados adaptados são feitos com palmilhas que possibilitam que o local da lesão fique livre de compressão e possa cicatrizar normalmente.

Já para os que não conseguem levantar o pé, é confeccionada a Férula de Harris, que é um dispositivo de couro com uma tração que possibilita a movimentação normal deste membro. O calçado tem duração de seis meses a um ano.

06:52 · 25.09.2017 / atualizado às 08:53 · 25.09.2017 por

Juazeiro do Norte. Na manhã do último sábado (23) cerca de 160 profissionais da Educação Infantil, entre professores e gestores do Município, participaram de uma formação sobre saúde preventiva. O evento aconteceu no auditório da Faculdade de Juazeiro do Norte e foi realizada em parceria daquela instituição e a Secretaria de Educação (Seduc).

Ministrada pelos acadêmicos e professores de Enfermagem, sob supervisão da coordenação do curso, a formação com o tema Saúde do Trabalhador foi direcionada para os “Apoio de Sala” – profissionais que, como o nome já diz, dão suporte para que o professor da Educação Infantil realize seu trabalho.

Antes das palestras terem início, os profissionais da Seduc passaram por aferições de pressão e do nível de glicose no sangue, medidas de altura e peso. O professor da Disciplina Saúde do Adulto, Emanuel Monte, disse que a equipe de alunos verificou que, entre aquele público, vários profissionais estão propensos a desenvolverem algumas doenças cardiovasculares.

A partir disso, a formação trouxe orientações sobre cuidados necessários com a saúde, como hábitos saudáveis de vida e cuidados com a alimentação, além de como se identificar sintomas de AVC, infarto e os primeiros cuidados que devem ser tomados, caso esses eles sejam verificados. “Nós queremos sensibilizar esse público para que eles não tenham problemas cardiovasculares e não precisem faltar tanto ao trabalho para ir ao médico e, consequentemente, tenham uma qualidade de vida melhor”, ressalta o professor.

A Gerente da Educação Infantil da Seduc, Lucélia Sampaio afirmou que formações como essa são momentos para a construção de saberes e ampliação de conhecimentos. “Precisamos sempre passar por esse processo, buscando enriquecer nossa prática dentro da escola. Sabemos da importância desse tema, porque o profissional precisa cuidar de sua saúde física, emocional e psíquica para que possa desenvolver um bom trabalho”, comenta Lucélia.