Busca

Tag: Seminário


10:29 · 09.04.2018 / atualizado às 10:39 · 09.04.2018 por
Seminário recebeu propostas para o Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos (Foto: Divulgação/URCA)

Crato. O Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA) recebeu, na última sexta-feira (6), o I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Cariri. O objetivo do evento é coletar propostas para o Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos, que pretende estruturar uma série de iniciativas promovidas pelo Governo do Estado do Ceará.

A Solenidade de abertura contou com a presença da Pró-Reitora de Assuntos Estudantis da URCA, Socorro Vieira, representando o Reitor; o Coordenador Especial dos Direitos Humanos do Estado do Ceará, Demitri Cruz, a Secretária de Educação de Crato, Otonite Cortez, e a Coordenadora Edvânia Gonçalves.

O evento foi uma parceria do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos, com a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e com a URCA.

Segundo Demitri Cruz, esse encontro, além de fazer parte de uma série de seminários que estão sendo realizados em todo o Ceará, tem entre seus objetivos constituir uma rede de apoio a projetos na área de educação em direitos humanos. “Nós, da Coordenadoria de Direitos Humanos do Gabinete do Governador, entendemos nesse momento histórico de tanta intolerância, tanto ódio, que é essencial o fortalecimento das ferramentas de educação em direitos humanos”, destacou.

Durante o evento aconteceu a investigação temática, com uma mesa composta pelos representantes dos grupos GEPAFRO, Maria Yasmim, GRUNEC, Valéria Carvalho, Juventude, Zé Antônio, Coletivo Camaradas, Alexandre Lucas, e Mulheres Cratenses, Verônica Isidoro. A abordagem esteve relacionada aos Direitos Humanos e Defesa da Democracia.

O segundo momento aconteceu com a tematização, onde houve registro das denúncias para articulação, reforçando o papel do Estado como garantia do direito. Ficou decidido propor uma agenda com ouvidoria, e realizar visitas aos locais onde são identificados violação de direitos humanos durante os meses de maio e junho. O plano é importante, pois serve como instrumento de cobrança para as organizações sociais.

09:24 · 05.04.2018 / atualizado às 09:24 · 05.04.2018 por
Juazeiro receberá Centro de Referência sobre drogas. (Foto: Helio Filho)

Juazeiro do Norte.  A Rede de Saúde Mental da Secretaria de Saúde realizou, nesta quarta-feira (04), no no auditório do Memorial Padre Cícero, o I Seminário de Políticas Sobre Drogas do Município. O evento teve como objetivo trazer para a sociedade debates relacionados às políticas da saúde mental e antidrogas.

Participaram do Seminário representantes do setor de segurança pública, através do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Guarda Civil Municipal; representantes do Conselho Municipal de Saúde e de diversos setores da Secretaria de Saúde; membros das Secretarias de Desenvolvimento Social e Trabalho e de Educação, da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, do SAMU, da UPA, além de estudantes de nível superior e sociedade em geral.

A secretária executiva de Saúde do Município, Francimones Rolim, ressaltou a importância do trabalho realizado pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas 24h (CAPS AD III) de Juazeiro do Norte, com a implementação do Sistema Acolhe Ceará, que em parceria com o Estado amplia o atendimento às pessoas com problemas decorrentes do uso de drogas.

Ela agradeceu a parceria com o Governo do Estado no processo de implantação do Centro de Referência sobre Drogas (CRD), que será instalado em Juazeiro do Norte, e  contemplará outros municípios da região do Cariri. “Estamos aqui para fortalecer as políticas da saúde mental e antidrogas no município de Juazeiro do Norte e região”, completou Francimones.

O secretário especial de políticas sobre drogas do Estado, Will Almeida, destacou a importância do evento, tendo em vista a relevância do tema e a necessidade do mesmo ser mais discutido na sociedade. “Precisamos sair daqui com esse desejo de levar a informação, prevenir nossos jovens e cidadãos com relação às drogas. Hoje, Juazeiro do Norte é um grande parceiro da nossa Secretaria”, afirmou o secretário.

Centro de Referência

Will Almeida falou ainda sobre o trabalho que vem sendo realizado nos municípios pela Secretaria Especial de Política Sobre Drogas (SPD), no que diz respeito à prevenção, acolhimento e reinserção social e profissional dos dependentes químicos. “Vamos inaugurar, até o início do próximo mês, o primeiro Centro de Referência sobre Drogas do interior do Ceará e o Prefeito Arnon Bezerra está dando todo o suporte, juntamente com a Secretaria de Saúde, para que a gente possa implementar esse grande projeto”, afirmou.

A coordenadora do Hospital Dia Elo de Vida, Sandra Coelho, palestrou sobre “manejo de pacientes em crise: dependência química e comorbidades”. A coordenadora de políticas sobre drogas, Alessandra Pimentel, e a coordenadora de interlocução interinstitucional, Lidiane Rebouças, falaram sobre as políticas sobre drogas no Ceará e os projetos desenvolvidos pela SPD.

No encerramento, a diretora da Rede de Saúde Mental de Juazeiro do Norte, Elizangela de Gouveia, agradeceu a parceria do Estado na realização deste evento e falou que, em um segundo momento, haverá a apresentação da Rede de Atenção Psicossocial de Juazeiro do Norte, onde serão explanados os fluxos de atendimento.

12:17 · 03.04.2018 / atualizado às 12:17 · 03.04.2018 por
Representantes de 50 municípios participaram do evento. (Fotos: Samuel Macedo)

Juazeiro do Norte. O auditório do Instituto Federal do Ceará (IFCE) recebeu o I Seminário Estadual sobre violação de direitos e violência contra a mulher, nesta segunda-feira (2). Promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), junto com o Governo do Estado, mais de 50 municípios participaram do evento.

O Seminário aconteceu durante todo o dia com oficinas e palestras. Para a conferência de abertura, a professora e coordenadora do observatório de violência contra a mulher do Estado, Helena Frota, falou sobre avanços e desafios em relação às políticas públicas voltadas para as mulheres. Participaram como debatedoras da mesa, a advogada do Centro de Referência da Mulher (CRM) Ana Marina Miranda, e a ex-secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho de Juazeiro do Norte, Isabela Bezerra.

Parcerias

Segundo o prefeito Arnon Bezerra, o Seminário proporciona a troca de experiências entre os profissionais de municípios vizinhos e da capital, e fortalece parceria. “A nossa preocupação é valorização das pessoas.  Entendemos que as políticas públicas voltadas para as mulheres transformam toda a sociedade e todos são beneficiados. A Sedest tem trabalhado nesse sentido, de inserir as mulheres em vários meios, o que me deixa confiante de que Juazeiro está se transformando, melhorando”, disse.

O secretário de Desenvolvimento Social e Trabalho, Sandoval Barreto, falou da importância de Juazeiro do Norte sediar evento já que o Município perde apenas para a Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza em número de registro de inquéritos instaurados. “Esse primeiro seminário regional é importante para Juazeiro do Norte porque mais de 50 cidades da região vieram, o que torna a experiência muito construtiva. Nossa ideia é fortalecer o nosso trabalho de rede no enfrentamento da violência contra a mulher”.

Inclusão produtiva

Juazeiro do Norte é a cidade com o maior número de casos de violência contra a mulher, no interior do Ceará, segundo a titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), Débora Gurgel. Uma média de 80 a 100 boletins de ocorrência (BO) são realizados por mês, mas nem todos geram inquérito policial. Atualmente, o Ceará possui nove delegacias especializadas em atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica.

A diretora de Proteção Social Especial da Sedest, Raquel Pinheiro, afirmou que o Pasta já vem trabalhando com parcerias importantes como o instituições de ensino e a Delegacia da Mulher. ” Garantir a construção de renda às mulheres, através dos grupos de fortalecimento de vínculos, desenvolvidos no Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). A mulher adolescente, a mulher adulta e a mulher idosa têm seus espaços nos equipamentos. E entendemos que um dos principais requisitos para sair desse ciclo de violência é a condição de sobreviver”, disse.

Segundo o secretário Josbertini Clementino, Juazeiro do Norte é área estratégica do Estado do Ceará, devido a sua localização e os equipamentos que a cidade dispõe no enfrentamento da violência contra a mulher.  “Queremos promover uma discussão com todos aqueles que fazem esse controle social. A melhor forma de combater é mostrar, evidenciar esses casos, promover debates e, o mais importante, trabalhar de forma integrada. Juazeiro do Norte está se tornando referência nesse sentido”, afirmou.

Empreendedoras

Durante o Seminário Estadual a Sedest promoveu exposição do artesanato produzido pelas mulheres empreendedoras dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Esta ação coloca em evidência os produtos artesanais em tipologias diferenciadas, resultado do trabalho de fomento da economia criativa que acontece nos equipamentos através do empoderamento das mulheres para a geração de trabalho e renda.

05:42 · 08.03.2018 / atualizado às 05:44 · 08.03.2018 por
A areninha é um estádio de futebol com grama sintética, conta com área total de 7.980,00m². (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Crato.  Na manhã de ontem (07), teve início a instalação da grama sintética  da Areninha, no bairro Seminário. O equipamento tem o objetivo de propagar nova dinâmica social nas cidades cearenses, com estrutura para prática esportiva e lazer da população.

A Areninha do Crato, um estádio de futebol com grama sintética, conta com área total de 7.980,00m² (sete mil, novecentos e oitenta metros quadrados). O projeto, de iniciativa do Governo do Estado, tema a contrapartida do município, que fez a doação do terreno e 20% do valor da obra. A previsão para o equipamento ser entregue é ainda neste mês.

O projeto das areninhas estão contemplando 38 cidades do interior, sendo executadas pela Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), em parceria com as prefeituras. A região do Cariri receberá o equipamento em outros três municípios: Barbalha, Brejo Santo e Juazeiro do Norte. Ao todo, serão R$ 70 milhões investidos.

As cidades receberão campos de futebol com gramado sintético, bancos de reservas, alambrados, rede de proteção, vestiários, depósito para materiais esportivos, iluminação, rampa de acesso para cadeirantes, paisagismo e pavimentação. O objetivo é promover a inclusão social, criar uma nova dinâmica de convívio nestes lugares e transformar a vida de jovens por meio do esporte.

As cidades que não receberem este equipamento serão contempladas com outro projeto com campos society, em outros 100 lugares. A seleção dos municípios se deu segundo nota técnica do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece). A base usada no processo foi o tamanho da população de 15 a 29 anos de idade da zona urbana.

11:58 · 16.10.2017 / atualizado às 12:04 · 16.10.2017 por

Crato. Estão abertas as inscrições para o Seminário Nacional de História e Contemporaneidades, que será realizado entre os dias 6 e 9 de março de 2018, na Universidade Regional do Cariri (URCA). Em sua terceira edição, o evento traz como tema “Brasil: autoritarismo, cultura política e Direitos Humanos”, que debaterá, em mesas redondas, minicursos e simpósios temáticos, os desafios de refletir o contexto político nacional e o papel da história como espaço de ponderação sobre fenômenos ligados ao tempo presente. O seminário é uma iniciativa do Laboratório de Pesquisas em História Cultural (LAPEHC) e as inscrições se encerram no dia 15 de novembro.

Desde sua primeira edição, em setembro de 2013, o Seminário Nacional de História e Contemporaneidades tem se caracterizado por debater temas pulsantes de nosso tempo. Inclusive, é um evento interdisciplinar, que convida estudantes, professores e pesquisadores de diferentes áreas. De acordo com Sonia Meneses, professora da URCA e membro do LAPEHC, o seminário reunirá pessoas de vários lugares e instituições de educação do País.

“Antropólogos, advogados, historiadores, sociólogos. A ideia é fazer um debate bastante plural sobre este momento que estamos vivendo. Inclusive, momento que estamos notando essa emergência de movimentos conservadores, discussões que estão tomando vários rumos, principalmente com a crise cultural, política e econômica”, aponta a professora.

Na próxima edição, no ano que vem, as quatro mesas principais terão o seguintes debates: movimentos conservadores no século XXI; História, memória e sensibilidades; o ensino da História; cultura política no Brasil. “O seminário propõe não apenas a reflexão de tais problemas, mas um debate que possa apontar alternativas possíveis para a crise na qual nos encontramos”, completa Sonia.

Além disso, o seminário terá 12 simpósios temáticos que terão debates sobre gênero, sexualidade, cultura popular, religiosidade, literatura, patrimônio, entre outros temas. Ainda serão realizados dez minicursos durante os quatro dias de evento. Outra atração será a exposição “Memórias”, do artista plástico Pablo Manyé.

Nas edições anteriores, em 2013 e 2015, o Seminário Nacional de História e Contemporaneidades teve cerca de 700 e 500 inscritos, respectivamente. A expectativa para o ano que vem é de um número ainda maior. Para se inscrever e conferir a programação completa, os interessados podem acessar através do site.

11:55 · 17.10.2016 / atualizado às 08:50 · 18.10.2016 por

Seminário de educação popular em saúde CratoO Sistema Fecomércio-CE, por meio do Sesc, realiza o Seminário de Educação Popular em Saúde nos dias 19 e 20/10, na Unidade Juazeiro do Norte do Sesc. Nesta edição, o Seminário recebe o tema “Sem Saúde Mental não há saúde: um estado de bem-estar emocional e psicológico”.

Os interessados em participar devem se dirigir ao setor de Educação em Saúde, na Unidade, entre os dias 14 a 18/10. As inscrições são gratuitas. Podem participar do Seminário de Educação Popular em Saúde frequentadores do Sesc, monitores e professores das organizações beneficiadas pelo programa Mesa Brasil, monitores de entidades sociais, profissionais da área de saúde e estudantes. A estimativa é de que o público gire em torno de 150 pessoas.

O seminário é uma importante oportunidade para aprender sobre temas pujantes no universo da saúde mental, como a depressão e a síndrome de Burnout. A programação é complementada com oficinas sobre as terapias corporais, arte terapia, terapia holística e muito mais sobre o universo da biodança. Cada pessoa tem direito de escolher uma das oficinas oferecidas para participar.

Programação
Dia 19
Horário 8h às 17h
Período: manhã
-Credenciamento e entrega do material;
-Abertura e apresentação artística do Grupo do TSI (Trabalho Social com Idosos)
-Palestra: “Depressão, mal do século: um desafio às emoções”
-Palestra: “Saúde Mental, um direito de todos”
Período: tarde
-Palestra: “Síndrome de Burnout: uma doença do esgotamento profissional”
-Palestra: “Doenças mentais decorrentes do uso do Álcool e Drogas”
-Palestra: “Atuação do CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) no tratamento e reinserção social do indivíduo acometido pelas doenças mentais”
-Apresentação artística do Grupo Girassol (CAPS III do Crato)

Dia 20
Horários 8h às 11h30h e de 13h às 16h
-Terapias Corporais
-Arte Terapia
-Terapias Holísticas – Práticas Meditativas
-Biodança

SERVIÇO
Seminário de Educação Popular em Saúde
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Data: 19 e 20/10
Inscrições
Local: Educação e Saúde (Unidade Juazeiro do Sesc)
Horários: 8h às 12h e 14h às 18h
Período: 14 a 18/10
Informações: (88) 3512.3355 (ramal 222)
Gratuito

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

09:28 · 17.10.2016 / atualizado às 09:53 · 17.10.2016 por

Crato. O Ceará vive, nos últimos cinco anos, a maior seca de sua história. De 2012 a 2016 a média de chuvas foi de apenas 516 milímetros. Pouca água nos reservatórios, crescimento urbano, uso destinado ao agronegócio. E o Cariri, como fica? Região de reservatórios subterrâneos, o “Oásis no meio do sertão” está em risco de sofrer um colapso hídrico?

Para discutir essas questões e criar propostas, o Fórum Popular das Águas do Cariri (FOPAC) realizará, amanhã, dia 18, a partir das 8 horas, o primeiro Seminário das Águas do Cariri, que acontecerá no Auditório Papa Francisco, na Cúria Diocesana, neste município.

O objetivo do seminário é conscientizar as comunidades sobre os impactos das grandes obras no Estado do Ceará, realizar um diagnóstico da questão hídrica na região do Cariri e articularmos à luta estadual pela descentralização do uso da água e pela execução da política hídrica por parte do governo local.

Criado no final do ano passado, o Fórum Popular das Águas do Cariri veio para articular entidades, sindicatos, comunidades e movimentos sociais em volta da questão hídrica e ambiental. Um espaço aberto que discute as políticas públicas e a prioridade do uso das águas.

Serviço
Seminário das Águas do Cariri
Local: Auditório Papa Francisco na Cúria Diocesana.
Rua Teófilo Siqueira, 631, Centro, Crato
Data: 18 de outubro de 2016 (terça-feira)
Horário: 08:00

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

16:28 · 05.09.2016 / atualizado às 16:28 · 05.09.2016 por

No próximo dia 10 de setembro, às 10h, será realizado o Seminário de Muay Thai Boran no Ginásio Poliesportivo da Universidade Regional do Cariri (URCA) voltado para estudantes de Educação Física da região do Cariri. O seminário será apresentado pelo presidente da Muay Thai Boran no Brasil, o Arjan (mestre) Fabiano Kruschewisky.

 
Estudantes interessados em participar devem levar um quilo de alimento não- perecível. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (88) 9 9901. 0456. Na ocasião, o Arjan Fabiano Kruschewisky fará uma apresentação teórica e prática de alguns tipos de Muay Thai: o Muay Thai Boran, Muay Boran, Vipassana, a Thai Yoga e o Muay esportivo, que é aquele praticado nas competições. Segundo um dos organizadores do evento, Rayman Moreira, o seminário ajudará os alunos a terem um conhecimento mais aprofundado do que é o Muay Thai original da Tailândia.

 
A mesma apresentação será realizada às 16h no Ginásio Poliesportivo da URCA para todos os praticantes e interessados em conhecer o esporte. As inscrições devem ser feitas pelo telefone (88) 9 9901.0456 e custam R$40,00. O evento é organizado pelo presidente da Federação de Muay Thai Boran do Ceará (FMTBC), o Kru (professor)Wendel Nobre, e é apoiado pela URCA.

15:16 · 22.04.2016 / atualizado às 15:24 · 22.04.2016 por

De 25 de abril a 13 de maio, o Sesc recebe inscrições para o Seminário de Educação, na Secretaria do Educar Sesc do Crato. Voltado para formação de profissionais, estudantes e interessados, neste ano o encontro traz como tema o “Ensino das artes visuais: Histórias e contemporaneidade”, e acontece nos dias 20 e 21 de maio, no Auditório da Unidade Crato.

Ministradas por profissionais de educação e arte, são disponíveis 11 oficinas, com 30 vagas para cada uma. A proposta é mostrar as possibilidades de utilizar as artes, dança, música, ilustração, contação de histórias e jogos teatrais nos processos educacionais. Os inscritos participam ainda de uma palestra com Ana Mae Barbosa – referência nacional nos estudos das artes aplicadas na educação.

O Seminário de Educação tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento profissional dos educadores, além de investir para a formação continuada de estudantes, a iniciativa busca contribuir com a formação dos participantes, tornando-os multiplicadores e incentivando-os a refletirem sobre o papel do docente e das instituições de ensino.

Inscrições

Os interessados devem levar a carteirinha do Sesc e 3 quilos de arroz no ato da inscrição. Para os inscritos no Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG) – comerciário ou dependente de comerciários, e aluno matriculado ou egresso da rede pública de ensino, com renda familiar de até três salários mínimos, a inscrição é gratuita. Os participantes terão direito a um certificado com a carga horária do Seminário.

Faça o Diário Cariri conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (85) 9.8736.2018

07:49 · 05.04.2016 / atualizado às 07:49 · 05.04.2016 por

DSCN5723Em parceria com a Universidade Regional do Cariri (URCA), o Governo do Crato, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), promove nos dias 12, 13 e 14 de abril, no Salão de Atos da universidade, o seminário Caldeirão da Santa Cruz do Deserto: Um projeto para o futuro.

Durante o seminário, serão realizadas oficinas, palestras, exibição de filme, espetáculo, e ainda uma visita guiada ao Sítio Histórico do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto.

De acordo com a equipe da Secult, o evento é uma oportunidade de celebrar a memória da história do Caldeirão, de ouvir os pesquisadores e interessados na área, e também planejar uma estratégia conjunta de ação para a gestão deste grandioso patrimônio do povo brasileiro.