Busca

15:16 · 26.09.2016 / atualizado às 15:17 · 26.09.2016 por
Interior do veículo que sofreu atentado a bala em Icó cheio de sangue. Foto: VC Repórter
Interior do veículo que sofreu atentado a bala em Icó cheio de sangue. Foto: VC Repórter

O caso mais recente de violência ligada às eleições municipais ocorreu na noite deste domingo (25), na estrada vicinal do Conjunto Beta, no Perímetro Irrigado Icó-Lima Campos. Partidários do candidato da situação seguiam em carreata para a sede urbana em um Fiat Strada, ano 2009, cor prata e placas HLI-0238, inscrição de Icó-CE, quando foram surpreendidos com tiros que partiam de pessoas que estavam escondidas em um matagal.

Quatro tiros atingiram a carroceria do veículo e dois atingiram o maxilar do passageiro Elenildo Silva de Lima, agricultor, 37 anos, que foi socorrido até o Hospital Regional de Icó e em seguida levado para um Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte.

Após o ocorrido, as guarnições policiais compareceram ao local do fato, enquanto uma outra composição policial foi até o Hospital Regional de Icó, seguido de diligências visando identificar e prender os autores do delito, mas não obtiveram êxito.

O sangue espalhado pelo carro dimensiona a situação de crescente tensão vivida nas últimas semanas neste município, que vive uma das disputas mais acirradas das últimas décadas, com as candidaturas do prefeito Jaime Júnior (PDT) à reeleição e da deputada estadual Laís Nunes (PMB), pela oposição. Tiros a esmo, casas incendiadas, intimidações e, agora, atentados de forma direta, tornam a cidade em clima de local sitiado às vésperas do pleito eleitoral.

A cidade de Icó recebeu reforço da Polícia Federal e de unidades especiais da Polícia Militar.

19:09 · 25.09.2016 / atualizado às 19:09 · 25.09.2016 por

É crescente a onda de violência na cidade de Icó, na região Centro-Sul em decorrência do acirramento da disputa eleitoral. Casas foram incendiadas e atingidas a tiros nas últimas semanas. O caso mais recente ocorreu contra a residência do candidato a prefeito pelo PV, Gliobel Correia (Bebel), por volta das 20 horas. De acordo com testemunhas, um homem em uma moto preta efetuou disparos contra a casa do postulante à Prefeitura.

Dois horas e meia depois foi a vez da casa do cabo eleitoral e fisioterapeuta, Carlos Barreto, ser atingida a tiros por uma dupla que pilotava uma moto vermelha.

Mediante a onda de violência, a cidade de Icó já conta com uma equipe da Polícia Federal, e reforço de policiais militares do BP Raio e do Comando Tático Rural (Cotar), do Grupo Ações Táticas Especiais (Gate) e do Comando Motorizado (Cotam). Até agora nenhum suspeito foi preso.

DISPUTA ACIRRADA

A disputa é acirrada entre os grupos liderados pelo prefeito de Icó, Jaime Júnior (PDT), que tenta a reeleição, e do ex-prefeito e ex-deputado estadual, Neto Nunes, que tem a mulher, deputada estadual, Laís Nunes (PMB), como candidata à prefeita.  Há acusações mútuas de que as duas alas contrataram pistoleiros. Essa prática já teria sido utilizada no pleito municipal passado. É tensa, portanto, a campanha eleitoral em Icó.

 

18:52 · 25.09.2016 / atualizado às 18:57 · 25.09.2016 por
Vereador foi morto a tiros após participar de ato político. Foto: VC Repórter
Vereador foi morto a tiros após participar de ato político. Foto: VC Repórter

Foi sepultado no fim da tarde deste domingo, 25, na cidade de Aiuaba, na região dos Inhamuns, o corpo do vereador, José Valmir de Souza, 58 anos. Ele foi morto a tiros na noite deste sábado, 24, após participar de uma carreata seguida de comício, na localidade de São Nicolau. Segundo testemunhas, dois homens se aproximaram dele e efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a cabeça da vítima, que ainda foi levada ao hospital com vida, mas morreu em seguida. Ele era candidato à reeleição pelo PSDB.

A Polícia não localizou suspeitos do crime. O presidente da Câmara de Vereadores decretou luto oficial por três dias pela morte de José Valmir.

OUTRO HOMICÍDIO

Minutos após a morte de José Valmir, o filho dele, Alan Franklin de Souza, 27 anos, é suspeito de ter assassinado um rival na localidade de Bom Nome, zona rural de Aiuaba. Segundo informações da Polícia, baleou dois antigos rivais e um deles, Pedro Lopes,  morreu no local. A polícia investiga se os dois casos estão relacionados.

 

09:59 · 25.09.2016 / atualizado às 09:59 · 25.09.2016 por

Policiais militares voltaram a apreender entorpecentes na Cadeia Pública de Iguatu. Uma equipe que fazia vigilância externa da muralha percebeu que um homem se aproximou e jogou por sobre o muro quatro trouxas de maconha e cinco papelotes de cocaína, evadindo-se em seguida. A droga foi apreendida pelos agentes penitenciários. O fato ocorreu por volta das 9 horas da manhã deste sábado, 24.

No período da tarde, por volta das 16 horas, a ação criminosa repetiu-se. Um homem jogou para o pátio interno da Cadeia seis trouxas de maconha, fugindo em seguida a pé e depois evadiu-se em uma moto preta, placa não anotada. O material foi entregue ao diretor da Cadeia para a adoção das providências cabíveis.

 

 

20:16 · 24.09.2016 / atualizado às 20:16 · 24.09.2016 por

 

Crianças e adolescentes foram vacinados em escolas de Quixelô. Foto de Honório Barbosa
Crianças e adolescentes foram vacinados em escolas de Quixelô. Foto de Honório Barbosa

O município de Quixelô, na região Centro-Sul, realizou um amplo esquema para a campanha de multivacinação para imunizar crianças e adolescentes. O Dia D da campanha ocorreu neste sábado, 24. Desde o início da semana que técnicos se deslocaram na zona rural, nas escolas e nas casas para atualização da Caderneta de Vacinação.

A coordenadora de Imunização de Quixelô, Natali Lucena, disse que o esforço das equipes é constante para que o município se mantenha com bons índices de vacinação de crianças e adolescentes.

A enfermeira Taciana Guedes acompanhou o trabalho no distrito de Antonico, onde ocorreu vacinação na escola e também nas casas de moradores com a Caderneta em atraso. A auxiliar de enfermagem, Rosângela Lavor, participou da mobilização. “Estamos com bons índices e acompanhamos as crianças e adolescentes mensalmente nas escolas públicas”, frisou. A campanha continua até o fim deste mês.

Houve busca ativa nas casas para atualização de vacinação. Foto de Honório Barbosa
Houve busca ativa nas casas para atualização de vacinação. Foto de Honório Barbosa