Busca

Categoria: chuva


10:18 · 17.04.2017 / atualizado às 10:36 · 17.04.2017 por

 

Açude Trussu em Iguatu. Foto de Honório Barbosa

Três municípios da região Centro-Sul registraram chuva nesta segunda-feira, 17. Segundo dados da Funceme, choveu em Jucás (16mm), Cariús (15mm) e Cedro (14mm). 

No município de Iguatu choveu no último sábado, 15. Foram observados no Baú (49mm) e na cidade (19mm). 

Em Iguatu, até ontem, a Funceme registrou em média 104.5mm. O esperado para o mês são 201.8mm. Até o momento há um desvio negativo de 48%.

As chuvas têm sido boas para a produção agrícola e formação de pastagem nativa para o gado, mas fracas para armazenar água, mesmo em lagoas e pequenos açudes da região.

O açude Trussu, por exemplo, acumula apenas 13% de sua capacidade. Não houve recarga neste ano. As lagoas de Iguatu, Baú, Saco e Barro Alto permanecem secas.

Na localidade de Água Fria, na região do Baú, o produtor rural, Francisco Ribeiro disse que até mesmo os pequenos açudes não receberam água. “A chuva é fina, boa para a agricultura, para o pasto, mas não faz água”, frisou.

12:07 · 22.03.2017 / atualizado às 12:07 · 22.03.2017 por

 

Chuva banhou a cidade de Iguatu nesta quarta-feira, 22. Foto de Honório Barbosa

Uma chuva forte banhou a cidade de Iguatu na manhã desta quarta-feira, 22. A precipitação começou por volta das 11 horas e se estendeu até às 11h40. De acordo com o pluviômetro da Coiguatu, no bairro Prado, foram registrados 20mm. 

A chuva veio acompanhada de relâmpagos e trovões. No centro da cidade houve pontos tradicionais de alagamentos.

Funceme 

De acordo com a Funceme entre as 7 horas da manhã desta terça-feira, 21, e 7 horas da manhã desta quarta-feira, 22, choveu em 74 municípios. As cinco maiores chuvas do dia foram em Barro (70mm), Itaitinga (54mm), Cascavel (47mm), Guaiuba (44mm) e Pacajus (40mm).

16:49 · 15.03.2017 / atualizado às 16:49 · 15.03.2017 por
Açude Velho começa a transbordar em Cedro.

 

Um dos reservatórios de água mais antigos do perímetro urbano de Cedro sangrou na manhã desta quarta-feira (15). Os moradores comemoraram, além da sangria do Açude Velho, a ausência de alagamentos na região, tudo graças a obras de drenagem e construção de um canal no local.

Pluviômetros instalados em diversos locais registraram chuvas acima de 60mm. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações no posto da Ematerce (35.3mm) e no Distrito de Várzea da Conceição (15mm).

O prefeito de Cedro, Dr. Nilson Diniz, enfatizou que a obra no sangradouro é significativa para os moradores que residem nas proximidades. “Fizemos esta obra para que esse transtorno fosse solucionado de vez”. Sobre as chuvas, o gestor demonstrou otimismo, principalmente para os homens e mulheres do campo. “Estamos recebendo bom volume de chuvas e isso deixa nossos agricultores bastante animados”.

Nível Açude Ubaldinho

O Açude Ubaldinho, que abastece o município por meio de adutora, tem capacidade de 31 milhões de m³, e segundo dados divulgados pelo portal da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), encontra-se atualmente com 25,45% do seu volume. Com as chuvas que banham a região o açude tem grande possibilidade de aumentar o volume de água nos próximos dias.

 

História – 54 anos da enchente em Cedro

Um dos episódios marcantes na história de Cedro foi registrado no dia 15 de março de 1963, por volta das 9h30 a cidade foi surpreendida por uma inundação após o rompimento da barragem de um açude de propriedade de Chico Ferreira, localizado no Distrito de Assunção.

O açude não suportou as águas das intensas chuvas daquele ano e o rompimento da parede do reservatório trouxe muita água e pânico à comunidade. Com o desastre, 223 casas foram danificadas e 191 famílias, somando 1.085 pessoas, foram deslocadas para as áreas mais altas da cidade.

09:56 · 10.03.2017 / atualizado às 09:56 · 10.03.2017 por

 

Açude Trussu em Iguatu apresenta menor volume desde quando foi construído

Voltou a chover na região Centro-Sul do Ceará. Apesar de precipitações reduzidas, a chuva renova a esperança dos agricultores. De acordo com a Funceme, foram registradas chuvas em Iguatu (21mm), Cariús (16mm), Orós (12mm), Icó (9mm), Várzea Alegre (15mm), Umari (10mm).

Previsão da Funceme preocupa os produtores rurais, pois há risco de que as chuvas permaneçam abaixo da média na região Centro-Sul e Sul do Ceará, sem recarga nos principais reservatórios. Se o prognóstico for confirmado, a crise hídrica irá se agravar na região a partir do segundo semestre.

Em janeiro, fevereiro e março as chuvas permanecem abaixo da média, na região Centro-Sul.

Os principais reservatórios acumulam reduzida quantidade de água: Trussu, em Iguatu (13,2%); Ubaldinho, em Cedro (7,9%); Muquém, em Cariús (12,3%), Orós, em Orós (9,8%); Olho D’Água, em Várzea Alegre (26%); Rosário, em Lavras da Mangabeira (21%); Quincoê, em Acopiara (0,5%) e Faé, em Quixelô, está seco.

14:25 · 05.03.2017 / atualizado às 14:25 · 05.03.2017 por

 

Chuva muda paisagem no sertão. Foto de Honório Barbosa

A Funceme registrou neste sábado para domingo chuva de 45mm na cidade de Iguatu e de 7mm no sítio Baú. Além de Iguatu, foram registradas chuvas em Cedro (60mm), Cariús (38mm), Orós (11mm) e Várzea Alegre (14mm).

No campo, os agricultores fazem o plantio dos grãos (feijão, milho) e estão esperançosos com a possibilidade de um bom inverno.

No Ceará, a Funceme anotou chuva em 64 municípios. As dez maiores foram as seguintes:

Milagres (Posto: Serra Brava) : 95.2 mm

Missão Velha (Posto: Jamacaru) : 64.4 mm

Cedro (Posto: Varzea Da Conceicao) : 60.0 mm

Barro (Posto: Brejinho) : 59.0 mm

Milagres (Posto: Comunidade Valdivino) : 55.3 mm

Iguatu (Posto: Iguatu) : 45.0 mm

Ipaumirim (Posto: Ipaumirim) : 44.0 mm

Abaiara (Posto: Abaiara) : 43.0 mm

Cariús (Posto: Sao Sebastiao) : 38.0 mm

Baixio (Posto: Baixio) : 37.0 mm