Categoria: Polícia


18:48 · 16.01.2018 / atualizado às 18:48 · 16.01.2018 por

 

Jovem é acusado de matar três pessoas a tiro em Iguatu

Após investigações e em cumprimento a mandado judicial de prisão, policiais da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu prenderam nessa terça-feira, 16, José Wilke Arcênio de Carvalho, 20 anos. Ele é o principal suspeito de ter cometido três homicídios na cidade de Iguatu no ano passado.

O primeiro caso, apontado pela Polícia, refere-se ao homicídio de Pedro Tarcízio de Amorim, conhecido por Pelado, que foi morto com vários disparos de arma de fogo no comércio dele, denominado “Oficina do Pelado”, localizada no bairro Prado, no dia 11 de setembro de 2017.

A segunda suspeita refere-se ao duplo homicídio em que foram vítimas, Francisco Felipe Bezerra de Andrade e Pedro Júnior Domiciano (caminhoneiro). O crime ocorreu no Posto Veneza, nas proximidades da Vila Neuma, em Iguatu, no dia 21/12/2017.

 

11:42 · 15.01.2018 / atualizado às 11:42 · 15.01.2018 por
Acusado de estupro foi preso em Icozinho, zona rural de Icó. Foto de Richard Lopes

Policiais civis da Delegacia Regional de Icó prenderam no sítio São Bento, no distrito de Icozinho, zona rural de Icó, distante 50 km da sede do município, na região Centro-Sul do Ceará, o agricultor, Francisco Geraldo da Silva, de 33 anos, conhecido por ‘Pelado’. 

Geraldo da Silva tinha em seu desfavor um mandado de prisão da comarca de Uiraúna, na Paraíba, pela prática de estupro contra uma prima de apenas nove anos de idade. Segundo informações da Polícia, o fato ocorreu no distrito de Queimadas, município de Poço Dantas, em 2010. A prisão do suspeito ocorreu no sábado, 13, pela manhã.

Antes do episódio na Paraíba, ‘Pelado’ foi ainda acusado de estupro de vulnerável contra uma namorada na cidade de Venha-Ver, no Rio Grande do Norte, e esteve preso durante um ano, no presídio potiguar da cidade de Pau dos Ferros.

O delegado de Icó, Elon Leite Fernandes dos Reis, que coordenou a prisão e o cumprimento do mandado judicial, irá transferir nas próximas horas o estuprador para a cadeia de Uiraúna, no vizinho estado paraibano.

(Com colaboração de Richard Lopes)

13:48 · 10.01.2018 / atualizado às 13:49 · 10.01.2018 por
Bispo de Iguatu visitou capelas que foram alvo de ataques. Foto de Luis Sucupira

As quatro capelas que foram alvo de ataques por parte de um homem com problemas mentais foram reabertas nesta quarta-feira, 9, pelo bispo da diocese de Iguatu dom Edson de Castro Homem.

As capelas, localizadas em áreas rurais dos municípios de Acopiara e Quixelô,  estavam fechadas desde o último dia 3 de janeiro, data dos ataques, para que a Polícia Civil do Ceará realizasse o trabalho de perícia técnica nos locais onde ocorreram os crimes e só foram reabertas na manhã desta quarta-feira, por ocasião da visita de dom Edson de Castro.

As comunidades dos Paus de Leite do Faé, Carnaubinha do Faé, Santa Maria, em Quixelô, e Santo Antônio, em Acopiara, aguardaram o momento da chegada da comitiva do bispo que reabriu as capelas, conversou com os fiéis e rezou com eles pedindo que o “espírito cristão de compaixão e fé seja maior que qualquer desejo de contenda ou vingança.”

Pai pediu perdão 

Na comunidade dos Paus de Leite do Faé, o senhor Luiz, pai do autor dos ataques, emocionado, pediu perdão à Dom Edson que o abençoou.

Em todas as visitas a emoção tomou conta de todos os presentes, mas a alegria e o bom humor de dom Edson elevaram a fé das pessoas que ficaram ainda mais motivadas para a recuperação daquilo que foi perdido ou avariado.

Em todas as capelas o bispo de Iguatu prometeu retornar para realizar missa para a comunidade e, deixou claro, que toda a diocese está empenhada em restabelecer o mais rápido possível as atividades nas capelas construídas pelas comunidades.

Confraternização 

Na comunidade de Santo Antônio, a capela de São Francisco, uma das que sofreram mais danos, foi dom Edson quem recebeu carinho e mensagens de perseverança. O ato da comunidade o alegrou, o fez sorrir e até cantar com os fiéis que prepararam um farto lanche feito com alimentos produzidos pela própria comunidade local.

Em clima de grande confraternização, fé e solidariedade do bispo despediu-se da comunidade de Santo Antônio prometendo retornar dia 3 de fevereiro, às 17 horas para a missa que reabrirá oficialmente as atividades dos fiéis da capela de São Francisco.

Perícia Forense 

Cinco dias após o ataque que vandalizou e profanou as quatro capelas pertencentes à Diocese de Iguatu, peritos da Polícia Civil de Fortaleza vieram à Quixelô e Acopiara realizar a perícia nas capelas atacadas pelo homem com problemas mentais.

Em um dia de trabalho todas as igrejas foram visitadas pela equipe da Perícia Forense que avaliou o prejuízo inicialmente orçado em cerca de R$ 50 mil. O valor presumido a ser gasto na recuperação dos templos católicos não levou em consideração os valores históricos e sentimentais dos danos causados às imagens como a que foi doada por dom José Doth.

Ainda na semana em que ocorreram os ataques, a Polícia Civil de Iguatu, comandada pelo delegado Jerffison Pereira da Silva, não poupou esforços e rapidamente solicitou a vinda da Perícia e já iniciou a tomada de depoimentos das testemunhas.

Relembre o caso

As capelas situadas em Santa Maria, Carnaubinha do Faé e Paus de Leite do Faé, em Quixelô, foram vítimas de um ataque brutal cujo vandalismo envolveu um fato ainda mais grave que foi a profanação do Sacrário do Santíssimo Sacramento (Hóstia Consagrada) ocorrida na capela do distrito de Santo Antônio, em Acopiara, mas que pertence a jurisdição da Paróquia de Quixelô.

No dia 02 de janeiro de 2018, aproximadamente às 23h30min um indivíduo de 36 anos, solteiro e portador do distúrbio mental de esquizofrenia, de iniciais J.F.L, residente em Viração, Acopiara, Ceará, atacou quatro capelas pertencentes à paróquia de Quixelô. Após o ataque à capela do distrito de Santo Antônio, J.F.L. dirigiu-se à capela da comunidade de Angicos onde apenas conseguiu danificar a parte externa.

Alguns quilômetros depois J.F.L atacou a capela da Carnaubinha do Faé onde a destruição foi quase que total. A imagem de Nossa Senhora das Graças, doação de Dom Doth, bispo emérito de Iguatu, falecido em novembro de 2017, foi parcialmente danificada. Junto com ela o altar em mármore e muitas imagens de grande valor sentimental.

Por fim, J.F.L. depredou a capela dos Paus de Leite do Faé. Bancos, imagens, altar de vidro onde ficava uma imagem e o altar principal também em vidro, fogão, quadros e ventiladores foram praticamente destruídos. Em nítido surto esquizofrênico, F.J.L. ameaçou pessoas, inclusive sua mãe.

Preso logo pela manhã, F.J.L. foi encaminhado para tratamento psiquiátrico. A Diocese de Iguatu registrou Boletim de Ocorrência relatando o fato. As capelas foram lacradas e o interior preservado para perícia. A Diocese solicitou aos animadores das comunidades atingidas que relacionem as perdas totais e as parciais (que podem ser restauradas) para que se possa mensurar o tamanho do prejuízo.


13:30 · 10.01.2018 / atualizado às 13:30 · 10.01.2018 por

 

Gleilson Sabino, acusado de matar idoso foi preso em cumprimento de mandado judicial. Foto de Richard Lopes

Policiais civis da delegacia de Mombaça,  sob a coordenação do delegado Helder Beserra, prenderam na manhã desta quarta-feira, 10, Francisco Gleilson Alves Sabino, 35 anos, conhecido por ‘Turun’.

Francisco Gleilson é acusado de matar a tiros o aposentado, José Holanda Aderaldo, 80 anos, e ter ferido gravemente o filho do idoso, Sebastião Aderaldo Vieira de 45 anos.

O homicídio seguido de tentativa de morte ocorreu no dia 26 de agosto do ano passado no sítio Capivara. O crime teria sido perpetrado por três irmãos que estão foragidos e a motivação seria vingança, segundo investigações da Polícia Civil.

O crime teve larga repercussão na época. ‘Turun’ foi preso em cumprimento de mandado judicial e está na Cadeia de Mombaça à disposição da Justiça.

(Com colaboração de Richard Lopes).

14:54 · 03.01.2018 / atualizado às 15:13 · 03.01.2018 por

 

O confronto entre suspeitos de integrarem uma quadrilha de assaltantes na manhã desta quarta-feira, 3, no sítio Montante, zona rural do município de Orós, na região Centro-Sul do Ceará, com policiais militares do Comando Tático Rural (Cotar) resultou na morte de três deles. Dois foram identificados: Raimundo Nonato Rodrigues Nunes, 23 anos, e Lucas de Freitas Pereira, 23 anos, conhecido por Luquinha, moradores da cidade de Icó. 

Os policiais foram recebidos à bala quando se aproximavam da casa para verificar denúncia anônima de que o local abrigava moradores em atitude suspeita. O caso obteve ampla repercussão no município de Icó. Os três são suspeitos de integrarem uma quadrilha responsável por roubos de carro à mão armada e de pelo menos três homicídios – uma mulher e dois homens – registrados na cidade de Icó, dentre eles a execução do agropecuarista, Raimundo Pequeno Landim, 53 anos, por volta das 22 horas do último dia 31.

Os policiais militares apreenderam na casa onde estavam os suspeitos três pistolas, farta munição e um carro Astra, com placa de Feira de Santana, que foi tomado de assalto na noite desta terça-feira, 2, na ponte rodoviária Piquet Carneiro, sobre o Rio Salgado. Três mulheres que estavam na casa foram levadas para serem ouvidas na Delegacia Regional de Polícia de Icó.

O Núcleo de Perícia Forense de Iguatu confirmou a entrada na manhã desta quarta-feira, 3, de três corpos, mas somente no fim da tarde será liberada identificação com a presença de parentes.

 

 

15:33 · 29.11.2017 / atualizado às 15:33 · 29.11.2017 por

Policiais militares do 10º Batalhão de Polícia Militar após verificar uma denúncia, no sítio Cavaco, distante 15 km de Iguatu, apreenderam material explosivo em uma propriedade rural, em uma casa abandonada.

Segundo a Polícia, a propriedade pertence a Francisco Neves, 59 anos, agricultor. Foram apreendidos os seguintes materiais: 97 unidades de explosivos de marca Pentex CD-150 e 56 espoletas estopim, marca Espoletim, medindo 1,20m.

O agricultor informou que o material pertencia ao filho dele, que havia falecido recentemente. Diante do fato, o proprietário do terreno foi conduzido juntamente com o material apreendido até a Delegacia de Polícia Civil de Iguatu para prestar esclarecimentos.

11:01 · 27.11.2017 / atualizado às 11:01 · 27.11.2017 por

Um homem foi morto a tiros e teve parte do corpo queimada, na cidade de Jucás, neste domingo, 26, por volta das 9h45, no bairro Alto do Thor. A vítima foi identificada por Eliézio Freitas que já tem passagem na Polícia por prática de crimes.

A Polícia não obteve mais informações e o rabecão do Núcleo de Perícia Forense de Iguatu se deslocou até o local e realizou a remoção do corpo para o IML.

11:38 · 25.11.2017 / atualizado às 11:38 · 25.11.2017 por

Nesta sexta-feira, 24, no sítio Penha, zona rural de Cariús, Mariane Freire Marques, 2o anos, denunciou à Polícia Militar que era mantida em cárcere privado, sob ameaça de seu companheiro que também teria lhe agredido.

Os policiais que foram ao local, efetuaram a prisão do acusado, Felipe Henrique de Paula Silva, 25 anos. Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, onde foi autuado por violência doméstica e cárcere privado.

10:09 · 23.11.2017 / atualizado às 10:09 · 23.11.2017 por

Nas imediações do Conjunto Novo Iguatu houve disparos de arma de fogo por volta das 18h30 desta quarta-feira, 22. Equipes do Raio e da Força Tática constatara que as paredes de três residências haviam sido atingidas por vários disparos efetuados por arma de fogo.

Em diligências pela cidade, meia hora depois, no bairro João Paulo II, policiais do Raio localizaram e abordaram o veículo VW/GOL 1.0, de cor branca, placas clonadas, “HYB-2225”, sendo que suas verdadeiras placas são: HXQ-5575, e que possuía no sistema da Secretaria de Segurança Pública registro como veículo roubado.

O veículo era conduzido por Hítalo Nascimento. No carro, os policiais encontraram 33 munições deflagradas, além de uma munição intacta de calibre .40mm. O condutor mencionado foi conduzido e apresentado na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, onde foi realizado um procedimento que resultou na autuação do acusado pelos crimes de “receptação”, “porte ilegal de munições de uso restrito” e “disparo de arma de fogo em via pública”. 

23:04 · 05.10.2017 / atualizado às 23:10 · 05.10.2017 por
Máquinas de caça níquel foram apreendidas em Icó. Foto de Richard Lopes

A Polícia Civil de Icó apreendeu máquinas de caça níquel, mesas e dados, na manhã desta quinta-feira. A ação foi resultado da ‘Operação Jogo Sujo’ que contou com a participação dos inspetores da Polícia Civil, Júnior Pernambucano, Jéssica, Pinheiro, Ésio, Wander e Nogueira, coordenados pelo delegado regional de Polícia Civil, Erlon Leite Fernandes dos Reis.

O objetivo da operação foi coibir a prática de jogos de azar na cidade. De acordo com o delegado Erlon dos Reis, foram apreendidas seis máquinas caça níqueis, além de material usado para a prática da contravenção, como mesas,  dados e dinheiro.

Pelo menos 16 pessoas foram conduzidas par a Delegacia Regional de Icó onde prestaram depoimento. Quatro foram conduzidas em flagrante prática de contravenção penal.

O grupo foi indiciado no artigo 50 da Lei de Contravenções Penais pelo delegado Erlon Leite Fernandes dos Reis. Como a pena é inferior a dois anos de reclusão, ocorreu a lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por ser delito de menor potencial ofensivo.

Os acusados foram postos em liberdade e o procedimento seguirá na Justiça local.

(Com colaboração de Richard Lopes)

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Centro Sul

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região Centro Sul, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags