Busca

Categoria: Poluição


11:28 · 07.08.2012 / atualizado às 11:32 · 07.08.2012 por
Promotor eleitoral de Iguatu, Francisco das Chagas: rigor na fiscalização da poluição sonora

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iguatu promove hoje, dia 7, à noite, reunião com o juiz eleitoral, Josué de Souza Jr, o promotor eleitoral, Francisco das Chagas, candidatos a prefeito ou representantes das coligações. O objetivo é discutir a poluição sonora no centro da cidade, que vem incomodando os comerciantes, provocada pela propaganda eleitoral volante.

            A reunião vai acontecer no auditório da CDL. Outra questão será discutida: a realização de carreatas ou caminhadas nas manhãs de sábado, no centro da cidade. Esses eventos, segundo os comerciantes, reduzem as vendas.

Controle

Recentemente, a CDL entregou à Justiça Eleitoral dois aparelhos que medem a intensidade do som (decibelímetro) para o controle e fiscalização da propaganda eleitoral feita por carros de som.

O promotor eleitoral de Iguatu, Francisco das Chagas, disse que os carros estão registrados e que há rigor na fiscalização.   

 

14:44 · 30.09.2011 / atualizado às 14:44 · 30.09.2011 por
Lixo é depositado próximo ao Açude Lima Campos, no distrito de mesmo nome. Em segundo plano observa-se as águas do reservatório. Foto: Honório Barbosa.

Há lixo, papelão, papéis, plásticos e até animais mortos e resto de comida jogados em uma área que fica na bacia do Açude Lima Campos, próximo ao distrito de mesmo nome. O local fica às margens de uma estrada carroçável que dá acesso às localidades de Pedregulho e Vila Guassussê, logo após a rodovia CE 153.

            Os moradores do Distrito Lima Campos, em Icó, reclamam da colocação de lixo por alguns moradores em área próxima ao Açude Lima Campos. O crime ambiental é praticado quase que diariamente.

            O reservatório é responsável pelo abastecimento de água da localidade e da cidade de Icó. “Nós apelamos para que a Prefeitura de Icó faça a limpeza do local e proíba a colocação de lixo nessa área porque quando chove, os dejetos escorrem para o açude”, reclamou a dona de casa, Francisca Rosa de Souza.