Categoria: Sem categoria


12:50 · 14.02.2019 / atualizado às 12:54 · 14.02.2019 por

 

Barragem das Pedrinhas no Rio Jaguaribe, em Limoeiro do Norte. Foto: WhatsApp

As últimas chuvas que banharam o Vale do Jaguaribe favoreceram o transbordamento da barragem das Pedrinhas, no Rio Jaguaribe, no município de Limoeiro do Norte. A pequena represa – uma passagem molhada –  favorece a transferência de água para o Perímetro Irrigado Jaguaribe – Apodi.

Os moradores e produtores rurais comemoram na manhã desta quinta-feira 14 a chegada da água que começou a transpor a parede da barragem das Pedinhas.

Nas últimas 24 horas, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuvas na região: Tabuleiro do Norte (162mm); São João do Jaguaribe (65mm), Limoeiro do Norte (80mm), Quixeré (67mm), Russas, em Capim Grosso, (58mm), Alto Santo (54mm), Jaguaretama (49mm), Jaguaribara (27mm).

“Estamos sofrendo com poucas chuvas nos últimos anos, mas a gente espera que neste inverno possamos ter muitas chuvas para recarga dos açudes e para a agricultura”, disse o produtor, Manoel Pereira, que cultivou capim em uma área de um hectare próxima às várzeas do Rio Jaguaribe.

Balneário

No entorno da barragem das Pedrinhas há um balneário que é atrativo para fins de semana, feriados e Carnaval. No período de cheia do rio, o fluxo de moradores e visitantes é maior.

Um morador gravou um vídeo. Assista: 

 

11:07 · 14.02.2019 / atualizado às 11:57 · 14.02.2019 por

 

Atendimento em Icó de forma gratuita. Foto de Gustavo Veras

O Cartório de 1º Oficio de Icó realizou na manhã desta quarta-feira (13) atendimento de forma gratuita no residencial “Minha Casa Minha Vida”, conhecida por “Cidade de Deus”.

Os serviços oferecidos na comunidade foram expedição de segunda via de certidões de nascimento, casamento, atualizações de dados e nomes para casamento civil agendados. Cerca de 40 pessoas foram atendidas com os serviço.

O atendimentos foi realizado no período da manhã, na ONG Ajudador, que atende crianças e famílias carentes daquela comunidade, segundo a necessidade de cada um.

“Pra mim é mais uma conquista, uma vitória, uma sensação inexplicável, pois Deus está trabalhando de uma forma grandiosa na vida daquelas pessoas praticamente esquecidas”, disse a diretora da ONG, Márcia Gurgel. “Não fomos nós que fizemos o convite, mas tomamos conhecimento do trabalho voluntário que estava acontecendo na comunidade”.

Na próxima quarta (20), o Cartório de 1º Ofício voltará à comunidade com mais prestação de serviços. “A tabeliã, Emanuela Quintas, e a escrivã, Carla Silva, se prontificaram a nos apoiar, prestar esse serviço comunitário tão importante”, destacou Márcia Gurgel.

Com colaboração de Gustavo Veras

12:25 · 11.02.2019 / atualizado às 12:25 · 11.02.2019 por

Policiais Militares das cidades de Baixio e Umari fecharam na tarde deste domingo uma ‘Boca de Fumo’, que funcionava em uma casa no conjunto Nilton Alencar, na cidade de Baixio.

Depois de uma denúncia, os militares foram ao local e encontraram Maria Ilza Victor dos Santos Lopes, 42 anos, que seria a dona da ‘Boca de Fumo’, além de Tancredo Dantas de Sá, 33 anos, e Tiago Lopes Pereira de 36 anos, que moravam no local.

Com o trio, os policiais apreenderam R$ 460, dois celulares, quatro pinos vazios de cocaína, uma balança de precisão, sacos de dindim para embalar drogas, 12 papelotes de maconha e 239 de crack.

O trio foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó e autuado por tráfico de drogas. O delegado titular, George Alexandre Irineu Segundo, vai presidir o inquérito.

Com colaboração de Richard Lopes

09:37 · 10.02.2019 / atualizado às 09:37 · 10.02.2019 por
Yuniel Gonzalez e namorada, Karoline Souza, no sítio Rosa, em Várzea Alegre. Fotos de HB

Os médicos cubanos que decidiram ficar no Brasil estão em duas situações distintas: há aqueles legalizados com o governo cubano (a maioria é casada) e há aqueles considerados desertores, que só poderão voltar à Cuba após oito anos. Yuniel Gonzalez, que trabalhava no programa Mais Médicos em Várzea Alegre, é um deles.

Os profissionais permaneceram no Brasil, após o rompimento do contrato com o Programa Mais Médicos, em novembro de 2018, por iniciativa do governo de Cuba, enfrentam um quadro adverso. Desempregados e sem renda, o sonho de exercer a profissão no Brasil começa a virar um pesadelo.

Dois profissionais que moram em Várzea Alegre estão preocupados e vivenciam uma realidade angustiante.
Dois motivos básicos foram decisivos para a permanência dos médicos no Brasil. O sentimento de amor, pois muitos casaram e tiveram filhos, e a esperança em uma vida melhor, financeiramente, e a possibilidade de ajudar a família em Cuba.

Há entre os profissionais de saúde a expectativa de que fossem chamados para ocuparem vagas ociosas no Programa Mais Médicos, e com um contrato de três anos pudessem fazer o exame de revalida, obter o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) e a cidadania brasileira.

O ex-deputado federal Odorico Monteiro reuniu-se recentemente com um grupo de médicos que decidiu permanecer no Brasil. “Eles me pediram apoio e vejo que muitos já enfrentam dificuldades, já trabalham em serviço burocrático, como motorista de Uber, por exemplo”, frisou. “Há de se olhar em cada município se ficaram vagas ociosas no Mais Médico/PSF, pois nos últimos anos mais profissionais médicos brasileiros chegaram ao mercado”.

Expectativa

A esperança ainda persiste, mas é um fio cada vez mais tênue. “Estou confuso, desempregado, prestes a passar fome”, disse o médico, Yuniel Reynaldo Gonzalez, 35 anos, que está morando com a família da namorada, Karoline Alves de Souza, 21 anos, no sítio Santa Rosa, zona rural de Várzea Alegre. “Não sei como vai ficar a situação, se haverá vagas para os médicos ainda sem o CRM e quando haverá prova do revalida”.

O namoro resultou na gravidez de Karoline Souza. Há dois meses, nasceu Nicole. Yuniel Gonzalez conheceu a jovem Karoline em uma consulta do Programa Saúde da Família na localidade de Santa Rosa. “Ela estava com dor de garganta e foi também renovar a receita da avó”, relembrou Yuniel. Os dois trocaram olhares e dias depois ele pegou o contato dela e após troca de mensagens começou o relacionamento amoroso.

A netinha trouxe alegria para os pais e avós. Karoline pretende concluir o curso técnico de enfermagem na cidade de Várzea Alegre. O desemprego do marido e a perda de renda mensal obrigaram o casal a entregar a casa alugada e passar a morar no sítio. Entretanto, a situação do sogro, agricultor, também é de uma família de baixa renda.

Yuniel Gonzalez recebia do governo cubano, R$ 2.975, 00 e mais R$ 3.000,00 do município. Havia a expectativa de que o trabalho permaneceria por pelo menos mais três anos. Agora os médicos cubanos que permaneceram no Brasil estão desempregados, em crise e sem expectativa, com temor de que o quadro piore ainda mais.
“Estou legalizado em relação ao Brasil, tenho visto permanente e carteira de trabalho”, frisou Yuniel Gonzalez.

Temor

O temor dos que aqui ficaram é de que as vagas ociosas sejam preenchidas e, por isso, o clima é de desespero. Na tarde desta quinta-feira, 7, um colega de Gonzalez que permaneceu em São Paulo informou por telefone que só dispunha de R$ 120,00. Os parentes em Cuba sabem das dificuldades que os filhos estão enfrentando no Brasil e assim toda a família fica abatida e preocupada.

Uma médica cubana de 56 anos que chegou a Várzea Alegre em 2013, casou-se em 2016 e também decidiu permanecer. Um dia após conceder entrevista ao Diário do Nordeste pediu para não ser identificada. Ela deixou uma filha em Cuba. Trabalhou por dois anos em um PSF do distrito de Ibicatu, deixou muitos amigos e saudades. “Fazia um excelente trabalho, era atenciosa”, disse a dona de casa, Francisca Oliveira.
Agora, a médica, ao lado do marido brasileiro, vivencia a angústia e o risco de não ser contratada no Mais Médicos e a indefinição de quando o governo federal vai realizar a prova do revalida.
Amor

Uma história de amor ocorre no município de Catunda, a cerca de 256 km de Fortaleza, entre o músico Pedro Neto e a médica, cubana, Yudelkis Gonzalez que estavam de casamento marcado quando foram separados, em novembro passado, após o fim do contrato entre os governos cubanos e brasileiros no programa federal.
Pedro Neto fez uma campanha, bingo de uma moto e vendeu móveis, arrecadou dinheiro e conseguiu obter documentação e o retorno da noiva ao Ceará. “Foi uma alegria, porque a gente estava com medo de não dar tempo, pois ela tinha que receber documentos em Cuba e ter a liberação do trabalho”.

09:16 · 03.02.2019 / atualizado às 09:16 · 03.02.2019 por

 

Mães, irmãs e filhas de detentos pedem informações sobre situação de presos transferidos. Foto de J Guedes

Um grupo de mulheres (esposas, companheiras, mães e irmãs) esteve na sede do Ministério Público do Estado do Ceará, em Iguatu, com o objetivo de obter respostas sobre as condições dos presidiários transferidos da Cadeia Pública de Iguatu para o Complexo Penitenciário CPPL do município de Itaitinga, na Grande Fortaleza,

O encontro foi com o promotor de Justiça, Leydomar Nunes Pereira, titular da 1ª vara da Justiça da Comarca de Iguatu (Vara das Execuções Penais). As mulheres estavam acompanhadas de dois representantes da Pastoral Carcerária: Camila Machado (assistente social) e Alef Feitosa (acadêmico de Psicologia).

Elas levaram cartazes e protestaram contra a falta de informações sobre os detentos há 17 dias. As mulheres disseram que já estiveram no complexo penitenciário, mas não conseguiram entrar. Elas estavam preocupadas com a alimentação dos detentos e os produtos de higiene pessoal.

Cerca de 203 detentos foram transferidos de Iguatu, sob a responsabilidade da Secretaria da Administração Penitenciária, do Governo do Estado. “Queremos saber sobre as visitas, o envio de produtos alimentícios e de higiene pessoal, remédios e outros auxílios”, disse uma das esposas, que preferiu não ser identificada.

Regras diferentes

O promotor de Justiça, Leydomar Nunes, pediu às mulheres mais tempo para que as solicitações tenham resposta. Ele disse que os detentos estão sob a custódia do Estado e no âmbito do MPCE, todos os direitos deles estão sendo respeitados. De acordo com o promotor, nas unidades prisionais do complexo penitenciário CPPL existem regras diferentes das normas nas cadeias do interior e explicou: “As esposas têm que comprovar união estável, através de documento formal (Certidão de Casamento), para ter acesso à visita. Todos os detentos têm que estar no sistema da administração penitenciária para que possam receber visitas”.

Leydomar Nunes informou aos familiares que os detentos já recebem alimentação e vestuário fornecidos pelo Estado. Segundo ele, as audiências dos detentos estão ocorrendo normalmente, com o deslocamento deles para Iguatu, com toda a logística de segurança. Conforme o magistrado, aqueles detentos cujos processos já estão em andamento com o cumprimento de penas em curso, continuarão vindo para as audiências no Fórum de Justiça em Iguatu. As novas condenações e processos serão transferidos para as comarcas em que os detentos estão cumprindo suas penas.

Ônibus

Na quarta-feira, 30, o promotor voltou a conversar com o grupo de mulheres, após ter conseguido contato com a unidade prisional de Itaitinga. Segundo Leydomar, houve avanços principalmente na obtenção de informações. O promotor informou que conseguiu a relação atualizada dos detentos e a localização de cada um e sobre objetos e gêneros alimentícios que podem ser entregues pelos familiares.

Os detentos levados de Iguatu estão nas unidades, 01, 03 e 05 do Complexo Penitenciário CPPL. Leydomar Nunes informou também que foi possível conversar com coordenador e assistente social do Núcleo de Assistência Familiar-NUASF, que esclareceu sobre cadastramento e visitas. O promotor de Justiça disse ainda que conversou com a secretária de Assistência Social do município, Patrícia Diniz, que se prontificou em providenciar um ônibus, já a partir deste mês de fevereiro para que as mulheres e demais familiares dos detentos possam se deslocar para Itaitinga em data agendada previamente para realizar as visitas.

Com colaboração de J Guedes

Reunião com o promotor de Justiça em Iguatu. Fotos de J Guedes
20:10 · 01.02.2019 / atualizado às 20:10 · 01.02.2019 por
Secretária de Educação, Esmeraldina Bezerra e representantes da FVS. Foto de  Marcos Rodrigues

A Prefeitura  de Cedro e a Faculdade Vale do Salgado (FVS/Unileão) oferecem novas oportunidades para que os estudantes do município ingressem no ensino superior. Serão ofertadas 50 bolsas, com descontos de 50% para o vestibular 2019.1. Os cursos inclusos no desconto são: Direito, Administração, Ciências Contábeis, Serviço Social, Enfermagem, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Psicologia, Fisioterapia e Educação Física.

As inscrições podem ser feitas na Secretaria de Educação, entre os dias 30 de janeiro a 03 de fevereiro. A prova será realizada na próxima segunda-feira, 04 de fevereiro, no Centro de Educação Profissional Ivens Dias Branco (Senac/Ce).

O prefeito Dr. Nilson Diniz entende que a parceria com a Faculdade Vale do Salgado (FVS) é a oportunidade transformadora para jovens se tornarem profissionais qualificados, “A FVS colabora para o crescimento do município e da região Centro-Sul”, pontuou.

Como participar

Para se inscrever, é preciso ser brasileiro ou naturalizado, residir em Cedro, ter concluído o ensino médio e comprovar renda familiar per capita de, no máximo, R$ 1.500. O candidato não poderá ser beneficiado pelos programas federais, como FIES e PROUNI. O edital completo está disponível na Secretaria de Educação de Cedro.

Transporte Universitário

Os estudantes cedrenses contarão com transporte universitário gratuito para as faculdades da região, anunciou o prefeito Dr. Nilson Diniz.

13:14 · 30.01.2019 / atualizado às 13:14 · 30.01.2019 por

 

Chuva traz a alegria para o sertanejo. Foto de Honório Barbosa

Boas chuvas banharam a região Centro-Sul e parte do Sertão Central na madrugada desta quarta-feira, 30. Segundo informações da Funceme, a maior do dia ocorreu em Icó, na Vila Cascudo (65mm); seguida de Iguatu (59mm) e Acopiara (58mm). Umari registrou (57mm) e Cedro (48mm).

De acordo com pluviômetros particulares choveu 150mm em Irapuan Pinheiro e o riacho do Sangue que passa próximo à cidade transbordou.

Feito vídeo pelo agricultor Cléber César mostra cheia do Riacho do Sangue próximo à cidade de Irapuan Pinheiro.

14:41 · 29.01.2019 / atualizado às 14:41 · 29.01.2019 por

A Copa Juazeiro de Taekwondo realizada no Ginásio Poliesportivo de Juazeiro do Norte reuniu atletas de toda a região do Cariri e uma equipe do estado de Pernambuco.

O Projeto Tatame Cidadão, da Secretaria de Assistência Social de Várzea Alegre, participou do evento levando 32 jovens alunos da Oficineira de Taekwondo, Maria Ribeiro. Todos os participantes receberam medalhas – 10 medalhas de ouro, 12 medalhas de prata e 15 medalhas de bronze.

Na competição se destacou a participação de José Conrado, atual campeão da Copa do Brasil de Taekwondo em sua categoria adulto peso pesado. O evento é realizado pelas equipes CTCL e Strike Combat.

14:58 · 24.01.2019 / atualizado às 14:58 · 24.01.2019 por
Apicultor retira de forma adequada colmeia em árvore de avenida em Várzea Alegre

Abelhas do tipo italiana que instalam suas colmeias no ambiente urbano se tornaram preocupação por parte de moradores da cidade de Várzea Alegre. Nesses locais onde as colmeias são localizadas, por vezes, pessoas desavisadas que passam nas proximidades podem ser atacadas pelas abelhas.

Com o objetivo de retirar de forma adequada as colmeias, o secretário de Meio Ambiente do município, J. Marcílio, firmou convênio com a Associação dos Produtores de Mel de Várzea Alegre (ASSAPIVA).

O apicultor Cícero Soares Adorno, da comunidade do Graiado – distrito de Calabaça, e membro da associação, retirou duas colmeias que estavam instaladas nas mangueiras do canteiro central da Rua Figueiredo Correia, local de intensa movimentação devido a existência naquela área da Escola Figueiredo Correia e do Centro de Assistência Integrado à Saúde da Família – CAIS Dr. José Iran Costa.

J. Marcílio pediu à comunidade que evite tirar as abelhas de forma inadequada e que em caso de envenenamento da colmeia, a pessoa poderá responsável poderá se enquadrada por crime ambiental. “Nos avisem para que a gente possa procurar o apicultor e tirar. Não queime e nem envenene porque aí você está cometendo um crime ambiental”, declarou.

Cícero Adorno explicou que as abelhas capturadas são levadas para os locais adequados à reprodução do mel. Em caso de identificação de colmeias próximo à sua residência, procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

16:46 · 22.01.2019 / atualizado às 16:46 · 22.01.2019 por

 

Moradores participam do programa de apoio às famílias das Vilas Neuma e Moura

Nesta terça-feira, (22) foi realizada mais uma roda de Terapia Comunitária Integrativa nos bairros Vila Neuma e Moura, conduzida pelo psicólogo e padre João Batista Moreira e as co-terapeutas Maroni e Arlete.  O grupo contou com a participação de 16 pessoas. O programa de assistência aos moradores é uma iniciativa da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Prado, em Iguatu.

Além da dinâmica integrativa e relaxante feita no início, a sessão prosseguiu com os participantes falando dos seus problemas, sobre o que incomoda e faz sofrer.

“Este é um espaço terapêutico onde a própria comunidade acessa seus recursos e sua sabedoria, a memória de seus aprendizados e se empodera buscando autonomia, saúde e bem-estar”, frisou o padre, João Batista.

Os participantes se sentem apoiados e ajudados mutuamente em suas dificuldades e se lançam na tarefa de construírem hábitos saudáveis de convívio social e familiar, curando suas feridas e assimilando as lições que a vida oferece.

A Roda de Terapia Comunitária acontece às terças-feiras a partir das 7h30, numa sala do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da Vila Moura. O grupo é aberto à adesão de todos e tem participação gratuita.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Centro Sul

Fatos diários das regiões Centro-Sul, Vale do Jaguaribe e Inhamuns em infraestrutura, polícia, economia, política, esporte e cultura. Por Honório Barbosa.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags