Busca

Categoria: Sem categoria


17:27 · 14.04.2018 / atualizado às 17:27 · 14.04.2018 por

Plantar uma árvore é uma atitude que traz muitos benefícios ao planeta. O Rotary Club de Iguatu alcançou a meta definida pelo Rotary Internacional que previa que cada associado plantasse uma árvore até o dia 22 de abril de 2018.

A meta foi superada pelo clube, hoje com 60 sócios representativos que efetuaram um plantio de 400 mudas de árvores.

A ação de impacto ambiental foi possível em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e de Agricultura e Pecuária do município de Iguatu (SEAP). “Fizemos isso com as nossas crianças. É uma forma educativa para a formação dos valores e da cidadania de cada uma delas”, disse Vinícius Mendonça, presidente da entidade de serviço.

O local escolhido foi o Parque de Exposições do Rotary Club de Iguatu Enéas de Souza Bandeira, estrutura de 89 mil m² de área, que recebeu 250 mudas. “Queremos fazer da nossa segunda casa um grande pulmão ambiental de nossa cidade. Com as secretarias destinamos mais de 400 mudas e executamos juntos o plantio em boa parte da cidade”, afirmou Vinicius.

Outro espaço que recebeu mudas foi o entorno do ‘Marco Rotário’, no obelisco da entidade que está situado no triângulo da saída do município na CE 060 (Iguatu/Acopiara). Lá foram plantados ipês, jatobá e mangueiras.

O monumento está instalado no local há 36 anos sendo facilmente reconhecido pela população. “Essa parceria nos possibilitou plantar 14 mudas, no local com certeza dará um charme especial à entrada da cidade”, disse Marcos Ageu, secretário de Meio Ambiente e também rotariano como presidente entrante (2018/2019).

Espécies nativas

Iguatu mantém um horto de mudas nativas na área da secretaria de Agricultura e Pecuária, no bairro Bugi, para serem distribuídas para população, para o plantio e arborização de praças, ruas e avenidas.

Recentemente em uma ação de SEAP, foram distribuídas mais de 8 mil plantas nativas de várias espécies e frutíferas. “Temos um custo pra produzir, mas é papel do público nosso promover ações de impacto ambiental e essa é uma das que estamos organizando e colocando em prática. A recomendação crucial é de apenas tirar a muda do saco, colocar num lugar úmido, regando sempre, o resto a natureza se encarrega”, disse Hildernando Barreto, secretário de Agricultura e Pecuária.

Receberam mudas as avenidas Fransquinha Dantas (50 ipês rosa e 20 timbaúbas); Dário Rabelo (40 ipês rosa); Campo Multi-institucional Humberto Teixeira (40 ipês, 20 mangueiras, 10 cajueiros e 05 timbaúbas); nova sede do Detran (35 ipês, 10 timbaúbas, 5 cajueiros, 3 mangueiras e 20 ornamentais), estação de tratamento do SAAE/Cocobó (15 ipês, 3 mangueiras, 2 jatobás e 2 cajueiros), CRAS V (15 ipês, 2 mangueiras e um cajueiro).

12:42 · 20.03.2018 / atualizado às 12:42 · 20.03.2018 por
Procissão de São José em Catarina. Fotos de Diomar Araújo

Pedidos de bom inverno foi o tema principal das caminhadas de São José, padroeiro de Catarina. Fieis lotaram a igreja matriz no encerramento das homenagens ao padroeiro do município e do Ceará.

O pároco de Catarina, padre Antonio Geraldo, e o bispo da Diocese de Iguatu, dom Edson de Castro Homem, celebraram a missa solene de encerramento dos festejos alusivos ao santo padroeiro na manhã desta segunda-feira, 19 de março, quando se comemora o dia do padroeiro.
Durante toda semana foram realizadas caminhadas pelas ruas, bairros e vilas de Catarina com cânticos e louvores ao santo padroeiro, São José.

Missas e leilão foram alguns dos atrativos das festividades. Catarinenses ausentes e moradores de outras cidades também visitaram Catarina durante os dias de festa.

Os festejos foram encerrados com uma grande procissão com saída da igreja percorrendo algumas ruas da cidade, com centenas de devotos. A programação incluiu quermesse e leilão. Com colaboração de Diomar Araújo.

20:02 · 06.03.2018 / atualizado às 20:26 · 06.03.2018 por

 

Guarda Municipal de Icó jogou spray de pimenta contra professores durante protestos. Foto: Fetamce

Os professores da rede municipal de ensino da cidade de Icó, na região Centro-Sul do Ceará, comemoram a decisão do juiz Bruno Gomes Benigno Sobral, titular da comarca local, que concedeu liminar nesta terça-feira, 6, em que declara nulo os efeitos de decreto da prefeita, Laís Nunes, que reduz 50% da carga-horária e salários de 362 professores.

O juiz considerou o forte impacto da medida, que modificava legislação de 2014 que havia concedido a ampliação de horas de trabalho da categoria. O argumento é de que a ação administrativa não poderia agir para retroagir direitos.

Os trabalhadores vinham se manifestando contra a medida, sendo agredidos com balas de borracha e spray de pimenta em dois episódios, nos dias 19 e 22 de fevereiro, quando protestavam contra a medida administrativa e votação do projeto de lei na Câmara Municipal.

O caso é acompanhado pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), que convocou debate nesta quinta-feira, 8 de março, às 14 horas, na Assembleia Legislativa do Ceará.

A presidente da Fetamce, Enedina Soares da Silva, considerou a medida administrativa um desrespeito à categoria e um equívoco. O presidente do Sindicato dos Professores de Icó, José Ednaldo Angelim, considerou uma vitória da categoria a concessão da liminar.

Os docentes esperam que quando ocorrer o julgamento do mérito seja mantida a decisão favorável à categoria.

Divergência 

Foi sancionada no município uma lei que reduz a carga horária, além do decreto da prefeita. Para o assessor jurídico da Prefeitura, Fabrício Moreira, a liminar concedida nesta terça-feira, 6, atinge apenas o decreto, e dessa forma a lei estaria em vigor e a redução da carga horária.

A assessoria do Sindicato dos Professores entende que a lei não pode retroagir e afetar mudança na carga horária.

Debate na Assembleia 

Nesta quinta-feira, dia 8, haverá debate na Assembleia Legislativa sobre as propostas administrativas em curso em Icó que retiram direitos dos professores.

Professores acompanham votação na Câmara de Icó
13:16 · 02.03.2018 / atualizado às 13:16 · 02.03.2018 por

O município de Várzea Alegre obteve destaque durante o I Fórum Estadual de Mulheres da Administração (Fema), realizado no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), neste dia 1º de março, com o tema “Mulher: Trabalho, Desenvolvimento e Empreendedorismo”.

O fórum reuniu mulheres administradoras, empreendedoras, líderes, além de gestoras de entidades civis e públicas com promoção do Conselho Regional de Administração do Ceará, por meio do CRA Mulher.

De Várzea Alegre, estiveram presentes a primeira-dama, Sônia Fortaleza, acompanhada do prefeito Zé Helder, as empresárias do segmento de redes de dormir, Rosinha Miguel, Francisca Ceilda e Cinete Oliveira.

Rosinha e Ceilda foram homenageadas pelo empreendedorismo a partir do trabalho que desenvolvem na Associação Comunitária de Mocotó, conhecido no Brasil e no exterior.

O encontro contou ainda com a presença da primeira-dama do Estado, Onélia Leita, da primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, da secretária de Justiça do Estado, Socorro França e da presidente da ADECE, Nicole Barbosa.

Prefeito Zé Hélder, empreendedoras e primeira-dama de Várzea Alegre
15:03 · 08.02.2018 / atualizado às 15:04 · 08.02.2018 por

 

Estrutura de palco e camarotes já começou a ser montada em Várzea Alegre. Foto de Fábio Oliveira. 

Operários contratados pela empresa Pop Eventos que vai realizar o Carnaval em Várzea Alegre por meio de uma parceria público-privado já trabalham desde terça-feira passada na montagem de palco, estrutura de som, banheiros químicos, camarotes. O serviço deve estar concluído no próximo sábado à tarde.

A empresa obteve o direito por meio de licitação para realizar o evento, explorar a venda de camarotes, obter patrocínios de bebidas e alimentação, deixando amplo o espaço do Parque Cívico São Raimundo para acesso gratuito dos foliões.

A FESTA

O Carnaval 2018 começa oficialmente neste sábado, 10, e já tem atrações no Parque Cívico São Raimundo Nonato – Praça da Lagoa, dando início à programação da festa no espaço público.

Para a abertura, os foliões contarão com Prabalá, Namoro Novo e Guto Ribeiro. No domingo, Forró Real, Forró Dinivo, Os Nanas e Diogo Duarte. Na segunda-feira, tem Italo & Renno, JP Cantor e Sonho de Verão e na terça-feira, último dia de folia, tem Guilherme Dantas, Irmãos de Farra e Anizio Jr.

A Pop Eventos pagou R$ 15 mil para ter direito a usar o espaço do Parque Cívico para realizar a festa.

 

21:58 · 23.01.2018 / atualizado às 20:56 · 24.01.2018 por
Visita às obras de reforma da escola. foto de Augusto César

O governo de Várzea Alegre, aliado à direção e integrantes da Escola Maria Anésia Ferreira Lima, do bairro Grossos, iniciou melhorias na infraestrutura daquela unidade de ensino.

A escola está sob nova direção, com Lisiana Costa Bitu à frente. O prefeito Zé Helder (MDB) visitou a escola e acompanhou os serviços em execução.

Lisiana Bitu também tem contado com apoio da comunidade, que em forma de mutirão, realizou alguns serviços como conserto de calçada e retelhamento da escola.

Os melhoramentos na Escola Maria Anésia Ferreira Lima passam por retelhamento de salas, pintura, conserto de calhas, recuperação da iluminação interna e externa, conserto do contrapiso, manutenção de ventiladores, conserto de calçada, restauração de fossa e melhorias na quadra de esportes, reforma e pintura dos portões, podagem de árvores e aquisição de novos quadros brancos para as salas de aula.

 

15:41 · 23.11.2017 / atualizado às 15:41 · 23.11.2017 por
Obra de construção do matadouro foi retomada em Várzea Alegre. Foto de Augusto César

O prefeito de Várzea Alegre, Zé Hélder, tenta resolver um dos problemas que afetam a população, os criadores e marchantes: a conclusão da construção do matadouro público, cujos serviços estão paralisados.

Na semana passada, foi iniciada a construção da estação de tratamento de esgoto do matadouro. “Não há mais obra física pendente e a aquisição de equipamentos, já conta com recursos reservados e garantidos pelo governo do Estado”, disse o prefeito Zé Hélder.

Na próxima segunda-feira, 27, às 16h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, o prefeito se reunirá com os marchantes e criadores de animais que serão beneficiados com os serviços do equipamento. O objetivo da reunião é explicar todo o andamento da obra e sua fase de finalização.

A empresa José Urias Filho – ME venceu a licitação da obra com a proposta R$ 189.930, 09, com prazo de 90 dias para a execução do serviço. A obra faz parte do Programa de Retomada de Obras do Governo de Várzea Alegre.

06:34 · 17.11.2017 / atualizado às 12:42 · 16.11.2017 por


Nesta sexta-feira, 17, o prefeito de Várzea Alegre, Zé Helder, o vice-prefeito, Fabrício Rolim, o secretário de Saúde, Ivo Leal, assinam ordens de serviços para construção de duas obras – um Centro de Atenção Psicossocial, no bairro Riachinho, e uma Unidade Básica de Saúde (UBS), no distrito Riacho Verde.

Primeiramente, será assinada a ordem de serviço para a construção de uma moderna UBS, no Riacho Verde, às 16h, na Capela de São João Batista. Depois, no bairro Riachinho, será a vez da autorização para a obra do Caps, no bairro Riachinho, com solenidade na UBS Dr. Aluísio Máximo de Menezes, a partir das 19h.

Serão investidos R$ 488 mil na obra da UBS e R$ 810 mil no Caps do Riachinho. “Os recursos são oriundos de emendas parlamentar do deputado federal Adail Carneiro junto ao Ministério da Saúde”, pontuou Zé Hélder.

O prefeito argumentou que esses dois equipamentos fazem parte do programa de Retomada de Obras do Governo Municipal. “Essas duas unidades atendem a demandas das comunidades, melhorando o acesso aos serviços de saúde e a qualidade de vida dos moradores”, frisou.

17:16 · 21.10.2017 / atualizado às 17:16 · 21.10.2017 por
Famílias são beneficiadas com projeto de reúso de água. Foto de Honório Barbosa

Projetos da IFCE IGUATU, Leão Sampaio, UFCA e UVA são voltados para agricultura familiar, combate ao desperdício, educação e empreendedorismo

 

A Fundação Cargill e Enactus divulgaram os times semifinalistas do Prêmio Alimentação em Foco 2018 e cinco equipes de instituições cearenses foram selecionadas para receberem orientação e apoio financeiro destinado ao desenvolvimento de projetos com foco em agricultura familiar, combate ao desperdício de alimentos, educação alimentar e/ou empreendedorismo na cadeia de valor da alimentação.

Entre os selecionados, está a equipe do Campus Iguatu da Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Vencedores da edição anterior do prêmio, a equipe formada por 21 estudantes desenvolveu tecnologias inovadoras para auxiliar a irrigação e o controle do uso eficiente da água, um modelo de chocadeira quatro vezes mais barato que as convencionais e tecnologia de barreiros para aumentar a eficiência da pesca.

Este é o terceiro ano que a Fundação Cargill desenvolve a premiação para escolher projetos inovadores na alimentação e reconhece o primeiro e segundo lugar com 7 mil reais e cinco 5 mil reais, respectivamente. Em junho de 2018 serão selecionados os cinco finalistas e em julho do mesmo ano, durante o Campeonato Nacional Enactus Brasil 2018, serão eleitos os dois vencedores do prêmio Alimentação em Foco.

Projeto Mudas apoia a agricultura familiar. Foto de HB

IFCE IGUATU

Projeto Mudas:

O Time desenvolveu um sistema de irrigação de microaspersão, com emissor alternativo (PIROTEC), que custa R$ 0,07 centavos. Foi desenvolvido também o IRRIGAS, que possui um custo de R$ 8,00 a R$ 10,00. Essas duas tecnologias inovadoras auxiliam na irrigação e no controle do uso eficiente da água, otimizando os recursos disponíveis nas comunidades trabalhadas.

Em parceria com o Instituto Elo Amigo, o time está usando o sistema de reúso de água, reaproveitando a água doméstica que era desperdiçada. Com isso, cultivam nas comunidades o plantio de frutíferas que vai fornecer alimentos para fábrica de polpas. Além disso, as criações de peixes e de aves estão presentes no projeto, propiciando aos agricultores um aumento de renda de acordo com seus objetivos de vida.

Para a criação de aves, o time desenvolveu um modelo de chocadeira quatro vezes mais barato que as convencionais, assegurando renda e possibilitando progresso para as famílias. Já para criação de peixes, é utilizada a tecnologia de barreiros que são pequenos reservatórios, onde a criação de peixe é muito eficaz.

O time também expande o projeto em campanhas educativas por colégios e zonas rurais da região, impactando três escolas da cidade.

Pirotec – haste de pirulito vira aspersor. Foto de HB
10:51 · 14.10.2017 / atualizado às 10:51 · 14.10.2017 por

 

Neudo Matos é marceneiro, especializado em recuperação de móveis antigos. Foto de Honório Barbosa

Um serviço típico de centros urbanos – restauração de móveis antigos e conserto de instrumentos musicais de corda – funciona no distrito de José de Alencar, zona rural deste município. A Lyrius Arts, movelaria e luthieria, vem atraindo clientes de cidades da região Centro-Sul do Ceará, que encontram a oportunidade de preservar e manter em funcionamento as suas peças raras, algumas herdadas da família.

A Lyrius Arts é tocada pelo pai e filho, marceneiro, Neudo Matos, 54 anos, e Bertolino Matos (Beto), 29 anos, luthier. Os dois trabalham com muita dedicação e mostram amor pela arte da restauração. Habilidades não lhes faltam. Os equipamentos de ferro e madeira deslizam entre os dedos firmes e por mãos ágeis para dar vida às peças que no passado mais longínquo tiveram serventia.

“Somos da família Bertoldo da Costa, dotada para as artes que tem origem na cidade de Rio do Peixe, na Paraíba, e migrou para o Ceará”, apressa-se em contar Neudo Matos. “Sempre houve muitos carpinteiros, ferreiros”. Matos lembra dos pais e tios e cita Tomé e Bertolino, como exemplos e diz que a origem é italiana.

Neudo Matos e os irmãos (Regineudo, Reginaldo, Assis e Afonso) começaram as atividades de carpintaria no sítio Gado Bravo. Naquele tempo, o trabalho era mais voltado para a montagem de peças domésticas das casas rurais: cadeira de couro, pé de pote e cantareira. Em 1988, Reginaldo veio para esta cidade onde desenvolveu a habilidade no atelier de Mauro Artesão e depois trabalhou com outros marceneiros, Tadeu e Antônio Lopes. Hoje dedica-se à produção de móveis planejado.

No sítio, a família dividia o trabalho no roçado, a limpa do mato, o plantio de feijão, milho, melancia e de outras culturas de subsistências. O trabalho na agricultura é feito com mais intensidade durante o primeiro semestre de cada ano, quando transcorre a quadra chuvosa. No tempo de escassez das chuvas, os irmãos dedicavam ao corte de madeira para fornecer lenha para as cerâmicas de produção de telhas e tijolos. Há também a criação de ovinos para consumo próprio e o excedente é comercializado na localidade.

Fortaleza 

Em 1992, Neudo Matos resolve ir para Fortaleza, na companhia dos quatro irmãos. Deixou para trás o sertão e procurou melhores condições de vida na cidade litorânea. “Ficamos mais de dez anos, trabalhando com móveis projetados, em um galpão em Messejana”, contou. “Depois fizemos o caminho de volta”.
A justificativa para o retorno foi o crescimento da violência na Capital cearense e o aumento da concorrência, além do elevado custo de vida. “Trouxemos experiência, foi um período de aprendizado e nos especializamos”, disse Matos. Inicialmente, instalaram-se na cidade de Iguatu e depois houve a divisão entre os irmãos, cada um seguindo o seu caminho.

DE VOLTA A IGUATU 

No distrito de Alencar, há três irmãos. Além de Neudo, Reginaldo e Afonso. “Viemos para cá porque o aluguel é mais barato e estamos mais perto de casa, dos nossos pais, que já estão idosos, e que moram no sítio Gado Bravo”, disse Neudo Matos. Diariamente, ele e a mulher, que está em um curso de corte e costura oferecido pelo Senac, fazem o percurso a pé entre a oficina e a moradia na área rural. “É uma caminhada de quatro quilômetros, pela manhã e tarde”, explicou. “Faz bem para o coração e evitar a gente ficar gordo”.
Reginaldo e Afonso mantiveram o trabalho na produção de móveis planejados e Neudo dedicou-se à arte de restaurar mobiliário antigo. A propaganda é feita boca em boca e por meio de redes sociais. “As pessoas trazem móveis lá de Iguatu e de outras cidades”, contou Matos. Cristaleira, bancada, arca, cômodas, mesas, petisqueiro, oratório e outras peças já foram restaurados pelas mãos do artista.
Luthier

Beto Matos é estudante de mecatrônica e luthier. Foto de Honório Barbosa

ESTUDANTE MECATRÕNICA 

Beto Matos é estudante do curso Mecatrônica, no campus do Instituto Federal de Educação (IFCE) da cidade de Cedro. Diariamente, faz o caminho entre o distrito de Alencar e a faculdade, cerca de 40 km. No período da tarde dedica-se à arte da luthieria na oficina que divide com o pai. “Quero seguir na profissão de luthier e aproveitar a aprendizagem da parte elétrica para aplicar no conserto de guitarras, baixo, pedais e violão”, explicou.

O jovem luthier é autodidata e graças às aulas à distância por meio da internet, já fez três cursos ‘on line’ na área. “Aprendiz só e hoje está mais fácil o acesso às informações, ao conhecimento técnico”, pontuou. Além da habilidade de consertar os instrumentos, é músico. Toca violão e guitarra e integra a Banda Lyrius que apresenta repertório de pop rock e MPB.

O próximo passado, sonhado por Beto Matos é a fabricação de instrumentos. “Estou no caminho e pretendo fazer curso em outra cidade de especialização”, disse. “Quero investir na área que eu gosto”. Por enquanto, não tem faltado instrumentos para o artista consertar. O tempo médio de reparo é de uma semana. “Aqui, eu e meu pai estamos satisfeitos e somos felizes com a vida simples que levamos no campo”.