Busca

15:13 · 29.11.2017 / atualizado às 15:13 · 29.11.2017 por
Atleta Kelly Rufino foi classificada para etapa posterior da competição.

Mais uma conquista dos jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV) no humanizante objetivo de apoiá-los em competições e ações educativas no município de Cedro. Sábado passado (25/11), brilhou a delegação formada pelos atletas João Lucas, Kauã Silva e Kelly Rufino que participaram do Campeonato Cearense de Karatê, no ginásio da Escola Imaculada Conceição de Fortaleza. Organizada pela FCK (Federação Cearense de Karatê), é a maior competição do cronograma anual do esporte no estado do Ceará.

Kelly Rufino conquistou medalha de bronze e, com isso, está classificada para a etapa do Campeonato Brasileiro de Karatê – Pré-Olímpico Nacional 2017, que acontecerá na cidade de Araguaína, em Tocantins.

A delegação cedrense foi acompanhada pela Coordenadora do (SCFV), Yeline Oliveira, que emocionada reforçou o apoio para que os jovens participem das diversas competições esportivas disponíveis. “É um momento impar na vida deles, que demonstraram muita qualidade, afinal, estão competindo com atletas de carreiras. Isso retrata muito bem o esforço do apoio do governo municipal e a parceria com os familiares dos atletas”, explica.

Momento de glória

Após a luta que lhe garantiu a medalha, Kelly Rufino externou que a felicidade do momento era o maior motivo para continuar se esforçando com vistas às próximas etapas. Dizia-se orgulhosa por levar a bandeira do município a outros estados. “Estou muito feliz. Tudo isso graças ao meu esforço e força de vontade. Sempre irei agradecer o apoio da gestão municipal e a todos os parceiros”, reforça a atleta.

O presidente da Federação Cearense de Karatê (FCK), Luiz Carlos Nascimento destaca a participação da delegação de Cedro e parabeniza a preocupação da gestão municipal em garantir o apoio necessário à prática do esporte. “A parceria do governo com a sociedade, valorizando o esporte, em especial o karatê, tem um nome: prevenção de doenças e retira dos jovens da alça de mira das drogas. Cedro está sendo destaque hoje aqui”, reforça Luiz Carlos.

Na avaliação da secretária do Trabalho e Assistência Social, Luciana Vieira, os jovens estão motivados, com todo o pique para a participação em outras competições. “É importante aplicarmos esta política pública em favor dos nossos jovens, nesta busca por oportunidades de futuro por meio da prática esportiva ofertada pelo SCFV, nas diversas modalidades”, ressalta Luciana.

Demais satisfeito com o resultado o prefeito Dr. Nilson Diniz recorda que ao assumir o governo municipal sentia a necessidade de aplicar a verdadeira política pública de melhoria na vida de jovens cedrenses pela prática esportiva regular, consistente. “Essa é uma ação contínua, pois diariamente novos talentos despontam. É a gente levando o nome de Cedro a campeonatos de maior porte no país. Sabe lá se a gente não vai estar figurando entre os representantes brasileiros na Olimpíadas de Tóquio em 2020!”.

Brilhando noutras competições

O ano de 2015 marcou o primeiro exame de troca de faixa entre caratecas de Cedro, com a participação de 26 integrantes do Grupo de Karatê local, entre crianças e adolescentes. Em abril do ano passado, alguns deles participaram da seletiva para o Campeonato Brasileiro de Karatê disputado Salvador-BA. No mês de dezembro/2016, atletas cedrenses competiram na Copa Centro-sul de Karatê, ocorrido no ginásio do IFCE – Campus Iguatu. Em agosto deste ano, a delegação conquistou 12 medalhas na Copa Jaguaribe de Karatê.

15:02 · 29.11.2017 / atualizado às 15:02 · 29.11.2017 por

Com o objetivo de expandir a geração de renda, promover novos focos de desenvolvimento rural sustentável com vistas ao acesso do público às mercadorias em Cedro, será aberta no próximo domingo, dia 3 de dezembro, a I Feira da Agricultura Familiar do distrito de Santo Antônio, a partir 8 horas da manhã. O evento acontece no Ginásio Poliesportivo Maria das Neves Nascimento. Quem visitar, vai encontrar uma diversidade de frutas, verduras, hortaliças, doces e artesanato, feitos e vendidos pelos agricultores familiares locais.

Cedro vem realizando importantes parcerias com entidades e associações comunitárias na perspectiva de ofertar novos cursos para os produtores rurais. “São os primeiros frutos que colhemos dos investimentos feitos pela Prefeitura junto aos produtores de Cedro, que estão adquirindo novos conhecimentos, entendendo de tecnologia, colocando em prática o que até então era teoria”, disse o prefeito, Dr. Nilson Diniz.

O gestor municipal enfatiza que o seu governo dá o suporte necessário para que exposições como esta sejam realizadas e assim conhecer-se melhor as potencialidades de cada localidade. Especificamente sobre a I Feira da Agricultura Familiar, ele anuncia: “É um excelente empreendimento, momento de expandir para outras localidades a experiência. E fortalecermos cada vez mais os produtores rurais cedrenses, para que garantam renda extra e movimentem suas comunidades financeiramente”, ressalta.

A realização do evento é da Prefeitura de Cedro, por intermédio da Secretaria de Agricultura, com apoio das Associações Comunitárias Vicente Batista de Oliveira e Manoel Barbosa do Vale. A I Feira do Santo Antônio conta ainda com as parcerias do Instituo Zuza Laureno, Ematerce, secretaria do Trabalho e Assistência Social e secretaria do Meio Ambiente, além de empresários e produtores rurais locais.

Na avaliação do vereador Gilberto Barbosa, trata-se de uma demanda apresentada pelos moradores do distrito. Conta mais: “Para o sucesso da ação, foram feitas reuniões de viabilidade. Contamos com diversos apoiadores para mostrar que o Distrito de Santo Antônio tem muitas potencialidades”, reforça o parlamentar.

O secretário de Agricultura Manoel Bezerra esclarece que o evento terá comidas típicas, música ao vivo e orientações sobre os novos produtos inseridos na merenda escolar. “Nesse momento, além do que veremos exposto, iremos orientar sobre vendas para os programas que levam merenda às escolas municipais e movimentam a economia, promovendo progresso”, ressalta.

14:07 · 28.11.2017 / atualizado às 14:07 · 28.11.2017 por

 

Encontro discutiu estratégias para obtenção do Selo Unicef. Foto de Augusto Cesár

Na tarde desta segunda-feira, 27, no Centro Social Urbano – CSU, sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, aconteceu o Encontro de Mobilização e Formação da Comissão Intersetorial para acompanhamento das ações que serão desenvolvidas no município para alcançar êxito no desenvolvimento de políticas públicas de qualidade para crianças e adolescentes.

Esse encontro tratou ainda do acompanhamento das ações da metodologia da Edição do Selo Unicef 2017-2020.

Os trabalhos com vistas ao Selo Unicef 2017-2020 têm como articulador os psicólogos Francisco CostaLissandra Lima.

Integram a comissão membros de órgão governamentais da Assistência Social, Saúde, Educação, Cultura, Coordenação de Esporte e não governamentais com as ONGs ACOMVA e Pastoral da Criança. O acompanhamento é feito pelos Conselho de Direitos da Criança e Adolescente, Conselho Tutelar, CMAS e NUCA.

O prefeito Zé Hélder participou do encontro e pediu empenho à equipe para melhoria dos indicadores avaliados pelo Selo Unicef.

10:46 · 28.11.2017 / atualizado às 10:46 · 28.11.2017 por

 

Vacinação tem de chegar a 90% que é a meta do governo do Estado

O prazo final de vacinação da segunda etapa contra a febre aftosa está terminando no próximo dia 2 e apenas 25% dos criadores vacinaram o rebanho (bovino e bubalino), até ontem. A reduzida taxa de adesão preocupa a coordenação estadual da campanha, que fez um apelo para que os produtores rurais não deixem de aderir à mobilização.

O Ceará precisa alcançar a meta de 90% de vacinação definida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Pela primeira vez, nesta segunda etapa a vacinação é obrigatório apenas para os animais de ate 24 meses. “Sabemos das dificuldades no campo por causa da seca, crise econômica, mas os criadores precisam comprar a vacina e imunizar os animais”, disse o coordenador estadual da campanha, Joaquim Sampaio.

O esforço do governo do Estado é para que o Ceará consiga o status de zona livre de aftosa sem vacinação, em 2020. Para isso, é preciso que a atual etapa e as campanhas de 2018 e 2019 alcancem as metas. São duas fases de imunização (maio e novembro). “Se houver um esforço geral a partir de 2020 ficaremos livres da vacinação contra aftosa”, reforçou Sampaio.

De acordo com dados da Agência de Defesa Agropecuária (Adagri), há no Ceará, 929 mil animais para vacinação. Até ontem, cerca de 232 mil haviam sido vacinados. Do total geral do rebanho, 37% têm até 24 meses. A campanha começou no último dia 3 e prossegue até o próximo sábado, 2. Os criadores têm até 17 de dezembro, ou seja, 15 dias, após a aquisição de vacinação, para fazer a declaração em escritórios da Ematerce ou da Adagri.
Ainda segundo Sampaio, a maioria dos criadores deixa para a última hora a compra das doses e a vacinação do rebanho. “O histórico mostra que há um pico de imunização nos últimos três dias”, frisou Joaquim Sampaio. “Mas estamos preocupados e o baixo índice é assustador”.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) iniciou os trabalhos do Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), que prevê a retirada total da vacinação no país até 2023. Para o Ceará, o governo quer antecipar em dois anos esse prazo.

O Ceará precisa, portanto, cumprir pelo menos cinco fases até alcançar a condição de área livre de aftosa, sem vacinação. Para cada edição, a meta de vacinação é 90% para os animais e de 80% de unidades criadoras. Na campanha anterior, o Ceará alcançou 92% de vacinação do rebanho de bovinos estimado em 2,5 milhões de cabeça em 143 mil propriedades rurais.

 

Bovinos devem ser vacinados até o fim deste mês. ;Foto de Honório Barbosa
10:41 · 28.11.2017 / atualizado às 10:42 · 28.11.2017 por

 

Caatinga, mata branca, bioma único do sertão nordestino

O Estado do Ceará agora conta com 175 municípios, equivalente a 98.7% de seu território, incluídos na região do Semiárido brasileiro. A ampliação é fruto de um esforço do governo estadual por meio de um estudo da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), desde 2005. Segundo técnicos do órgão, havia necessidade de inclusão de mais territórios para serem beneficiados por políticas públicas de investimento e desenvolvimento regional.

O anúncio de inclusão de mais dez municípios cearenses (Bela Cruz, Camocim, Chaval, Cruz, Itarema, Barroquinha, Guaiuba, Jijoca de Jericoacoara, São Gonçalo do Amarante Amarante e Trairi) foi feito recentemente (na última quinta-feira, 23) por ocasião da XXII Reunião do Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste da (Sudene) realizada na sede do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza.

“Nós sempre defendemos a ampliação do número de municípios”, disse a supervisora do Núcleo de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (NURHA) da Funceme, Margareth Benício. “Não se pode observar apenas a pluviometria. Além do mais, o clima não vai até o limite geográfico de cada município, que é definido politicamente”.

Benefícios

Com estudo da Funceme aceito, as localidades poderão contar com apoio federal em diversas frentes que estimulam o desenvolvimento regional, entre elas o acesso a investimentos em condições mais favoráveis para geração de emprego e renda, além de apoio em ações emergenciais para convívio com a seca, distribuição de água por caminhão pipa, além de recursos de Fundos de Desenvolvimento Regionais.

“Esse trabalho, além da importância técnica, tem grande importância social, pois foram incluídos na região semiárida municípios onde se concentram uma população bastante carente, que não pode ser abandonada pelas políticas governamentais que visam minimizar os impactos das secas recorrentes, da grande vulnerabilidade e degradação ambiental e da escassez hídrica e alimentar”, finaliza Margareth Benício.

10:39 · 28.11.2017 / atualizado às 10:39 · 28.11.2017 por

Nesta terça-feira, 28, pela manhã, acontece no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) em Fortaleza, a reunião quinzenal do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense – AGROPACTO, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceara (Faec) com o apoio da FIEC que mobilizou os representantes da indústria para o evento.

Serão discutidos dois temas. O primeiro sobre a “Evolução da cadeia do algodão no Brasil e perspectivas para o semiárido”, ministrado pelo presidente da Associação Brasileira de Produtores de Algodão, Arlindo de Azevedo Moura. Já o segundo tema destaca o “Programa de modernização da cultura do algodão no Ceará” que terá como palestrante o gestor da ATeG, Assistência Técnica e Gerencial no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Eduardo Queiroz de Miranda.

10:31 · 28.11.2017 / atualizado às 10:32 · 28.11.2017 por

 

Estudo tenta definir perde de água por evaporação em açudes no Ceará. Foto de HB

Comitiva formada por professores da Universidade Federal do Ceará (UFC), da Universidade de Leipzig (Alemanha) e da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) visitaram açudes que compõem o chamado Sistema Metropolitano (Pacajus, Pacoti, Riachão e Gavião).

A visita fez parte dos primeiros entendimentos entre as três instituições no sentido de firmar parceria para o estudo da evaporação nos reservatórios cearenses.

Na última terça-feira (21), os professores visitaram as instalações da Cogerh, onde conheceram a Sala de Monitoramento. “Existem hoje demandas para que se conheça melhor esse fenômeno (evaporação). É muito difícil separar, num grande lago (açude), o que é infiltração, o que é uso, o que é evaporação”, explica o professor José Carlos Araújo, do Departamento de Engenharia Agrícola da UFC.

“Sabemos que nosso maior usuário de água é o Sol. Com esses estudos, pretendemos chegar mais próximos da realidade e, com isso, aperfeiçoar ainda mais a gestão de águas”, avalia o presidente da Cogerh, João Lúcio Farias. “A parceria com universidades como a UFC e Leipzig, ao tempo que nos envaidece como instituição, nos fortalece e incentiva a prestar sempre um melhor serviço à sociedade cearense”.

 Segundo José Carlos Araújo, a Universidade de Leipzig – uma das parceiras do projeto em construção – tem expertise no uso de equipamentos para aferição de evaporação. “Eles têm uma competência muito maior do que a brasileira na parte de instrumentação, de equipamentos”, garante. “Gostei muito do que vi aqui na Cogerh, tenho certeza de que podemos desenvolver um grande trabalho de parceria”, comentou o professor Armin Raabe, do Leipzig Institute of Meteorology (LIM).

Visita de técnicos à sala de monitoramento da Cogerh

Materialização 

Ainda segundo Araújo, os próximos passos compreendem a materialização do projeto. “Com o projeto pronto nós vamos submetê-lo aos órgãos de fomento, tanto na Alemanha, quanto aqui no Brasil”, detalha. “A concepção geral do projeto está pronta, estamos na fase de sintonia fina com a Cogerh”.

Uma vez definido o volume de recursos captados para o projeto, será decidida a quantidade de reservatórios a serem estudados.

10:16 · 28.11.2017 / atualizado às 10:16 · 28.11.2017 por
Arte e cultura em Orós por meio da ONG Realeza Nordestina

A Organização Não Governamental (ONG) Realeza Nordestina e o Grupo Imagens de Teatro lançam no próximo dia 15 de dezembro, a partir das 19h, no Clube Rio Seco na cidade de Orós o projeto “Escola Livre de Artes – ELA”

Na ocasião acontecerá apresentação do Musical “O Quinze” da Obra de Raquel de Queiroz com direção de Fábio Holanda e lançamento da Exposição “Caminhos da Realeza” com curadoria de Willian Ferreira.

Com intuito de apresentar melhorias para comunidade através da arte como instrumento de socialização, sociedade civil se unem em prol do bem estar dos moradores de Orós. O projeto ofertará durante seis meses oficinas culturais e de cidadania para os distritos como Santarém, Palestina e Guassussê.

 ONG REALEZA NORDESTINA

O Centro de Preservação da História e Cultura Popular Realeza Nordestina foi fundado em 2010 e tem a finalidade de promover a valorização e desenvolvimento da cidadania através da cultura, da assistência social, da educação, saúde, iniciação profissional e atividades socioeducativas para crianças, adolescentes, jovens e adultos.

A entidade busca a promoção e o desenvolvimento social da comunidade com projetos nas áreas culturais e nas mais diversas expressões e linguagens culturais.

Repertórios
2010 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 50 Anos de Santarém.A50 anos de San
2011- Asa Branca Vem Canta e Encanta o Nordeste Brasileiro.
2012 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 100 Anos do Rei do Baião.
2013 – Asa Branca Vem Canta e Encanta os Vaqueiros do Sertão.
2014 – Asa Branca Vem Canta e Encanta as águas do Orós
2017 – Musical “O Quinze”

GRUPO IMAGENS DE TEATRO

Teve sua origem em janeiro de 2001, com o estudo para montagem do espetáculo “Imagens”, de Benedito Rodrigues Pinto. O diretor Edson Cândido já havia montado um espetáculo do mesmo autor, “Meia-Sola”, no Estado de São Paulo e, a partir dessa segunda experiência, enveredou pela linha de montagem realista de autores ditos “malditos”.

Desde aquelas primeiras experiências até hoje, o Imagens de Teatro vem acumulando uma bagagem de quase quinze anos de pesquisa, montagem e apresentação de espetáculos, adaptando-se, nessa trajetória, aos mais diversos espaços, desde palcos tradicionais a galpões, bares e ambientes bem alternativos, disseminando a cultura teatral e formando plateia em todo o país.

Premiação 

Como reconhecimento pelo trabalho realizado, o Imagens de Teatro já foi vencedor do Prêmio Myriam Muniz/FUNARTE, em 2009, com o projeto “Plínio Marcos – Trilogia: Abajur Lilás, Navalha na Carne e Barrela” e em 2014, com o projeto “Grupo Imagens 13 anos – Indo onde o povo está”, já tendo acumulado, ao longo de sua carreira, 06 prêmios de melhor espetáculo, 09 prêmios de melhor direção, 11 prêmio de melhor atriz, 05 prêmios de melhor atriz coadjuvante, 02 prêmios de melhor ator, 04 prêmios de melhor ator coadjuvante, 04 placas de homenagem, 01 prêmio de melhor iluminação, 01 prêmio de melhor sonoplastia, 02 prêmios de melhor cenografia, 02 prêmios de melhor maquiagem e um prêmio de melhor caracterização.

09:59 · 28.11.2017 / atualizado às 09:59 · 28.11.2017 por

O empresário e advogado, Brian O’Neal Rocha registrou boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu contra o empresário Adalberto Júnior que teria dado calote contra comerciantes de Iguatu.

Brian Rocha foi proprietário do bar Maloca até junho de 2017, quando repassou o estabelecimento para Adalberto Junior. “Depois dessa transferência, soube de vários golpes aplicados aqui cidade de Iguatu, causando prejuízo aos vendedores de uma cervejaria em torno sete mil reais, além de despesas de água, aluguel, energia, sendo que esses dois últimos estavam em meu nome”, explicou Rocha.

De acordo com Brian Rocha, vários pessoas teriam sido enganadas no comércio local. “Alguns estão fazendo até bingo pra tentarem pagar alguma coisa”, frisou. “Registrei um B.O e vou ingressar com uma ação judicial, uma representação criminal, por crime de estelionato. O meu temor é que outras pessoas sejam enganadas por ele”.

O Blog não conseguiu contato com Adalberto Júnior para ouvir esclarecimentos dele.

 

09:44 · 28.11.2017 / atualizado às 09:44 · 28.11.2017 por

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Russas, entrou com uma Ação Civil Pública (ACP) requerendo, dentre diversos pedidos, o ressarcimento do dinheiro público investido no Russas Fest 2017, que ocorreu entre os dias 24 a 26 de novembro.

Segundo o promotor de Justiça, João Batista Sales Rocha Filho, o município de Russas financiou a contratação de trio elétrico no valor de 30 mil reais, mesmo com dificuldades financeiras.

“A postura adotada pelo Município, de realizar gastos com festas e espetáculos em meio à grave crise financeira e escassez de recursos por ele vivida, além de representar manifesta violação ao dever constitucional de conservação do patrimônio público, configura verdadeiro escárnio e deboche com seus numerosos credores, sobretudo os servidores municipais, que quase sempre tem nos seus vencimentos a sua única fonte de renda e aguardam ansiosamente o seu reajuste referente ao ano de 2017, ainda em aberto”, consta na ação.

O pedido do MPCE cita a secretária municipal de Cultura e Turismo, Cláudia Maria de Lima, como a responsável pelo ressarcimento integral dos valores pagos ilicitamente pelo Poder Público.

O evento é privado, com vendas de abadás e, neste ano, trouxe reclamações de consumidores, após o cancelamento de atrações artísticas anunciadas anteriormente.

O Blog não conseguiu contato com a secretária de Cultura e Turismo e a Prefeitura, bem como com os promotores do evento. Os telefones disponibilizados em página de rede social não atenderam os chamados.