Busca

12:05 · 08.04.2016 / atualizado às 12:05 · 08.04.2016 por

 

Prédio abandonado em Catarina. Prefeitura já pediu doação ao Estado. Foto de Diomar Araújo
Prédio abandonado em Catarina. Prefeitura já pediu doação ao Estado. Foto de Diomar Araújo

O centro comercial de Catarina, denominado Bairro Três Poderes, pois lá estão as sedes dos poderes Executivo,Legislativo e Judiciário, além de secretarias municipais, escritório da Ematerce, destacamento da Polícia Militar e residências luxuosas, mais visivelmente existe um contraste com tudo isso.

Há mais de 10 anos, um prédio público que por pouco tempo serviu como posto de atendimento da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e Coletoria do Estado do Ceará e escritório da Cagece, hoje está abandonado e em ruínas.

As últimas administrações vêm tentando conseguir a doação desse imóvel para que o governo municipal possa construir uma cadeia pública, destacamento de Policia Militar, posto de atendimento da Policia Civil ou transformá-lo em um equipamento social. Todas as tentativas foram em vão e o prédio público continua abandonado.

Existem rumores de que esse imóvel em ruínas teria sido doado para uma ONG do município de Catarina, mas até o momento a única benfeitoria que fizeram foi colocar um tapume de madeira e fiadas de tijolos para impedir a entrada de pessoas. (Com informações de Diomar Araújo).

11:58 · 08.04.2016 / atualizado às 11:58 · 08.04.2016 por

samba teatro (1)
O centenário do samba, bem imaterial do Brasil e do mundo, será homenageado neste sábado (09) e domino (10), a partir das 19, no Teatro Municipal da Ribeira dos Icós, o mais antigo teatro do Estado do Ceará.

Neste cenário secular localizado no Largo do Théberge, Centro Histórico de Icó, personalidades artísticas como Noel Rosa, Pixinguinha, dentre outros nomes que representam o samba brasileiro serão reinterpretados por artistas icoenses.

EXPOSIÇÃO COM CARICATURAS

Além da homenagem que acontecerá no palco da Ribeira dos Icós, no salão de entrada do Teatro Municipal, o público poderá conferir uma exposição do artista icoense Lourival Lima, que trará diversos cartuns com os principais nomes do samba nacional.

Com entrada gratuita, a homenagem segue uma programação nacional de homenagem ao samba e é uma realização da Banda Municipal Mestro Gonçalo Farias dos Santos e Núcleo de Música Sobrado Canela Preta, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Icó, Teatro Municipal da Ribeira dos Icós e Governo Municipal de Icó.

O SAMBA

A origem do samba está no samba de roda, declarado patrimônio imaterial nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2004 e mundial, pela Unesco em 2005.

Já o samba enredo, de terreiro e partido alto, considerados matrizes do samba carioca, foram inscritos no Livro de Registro de Formas de Expressão do Iphan, em 2007.

O ano de 2016 é considerado o Ano do Samba e o centenário do mesmo, visto que em 1916 foi registrado oficialmente, na Biblioteca Nacional, o primeiro samba, com o título “Pelo Telefone”, no Rio de Janeiro. Este samba foi gravado pelo compositor Ernesto dos Santos, conhecido como Donga.

O samba é, de acordo com o IPHAN, uma forma de expressão musical, coreográfica e festiva de matriz africana, mesclada aos traços culturais trazidos pelos portugueses, principalmente, pelo uso da viola e do pandeiro e da própria língua portuguesa nos elementos de suas formas poéticas. Seus primeiros registros, com esse nome e com as características que ainda hoje o identificam, datam dos anos 1860.
SERVIÇO:
100 ANOS DO SAMBA
LOCAL: TEATRO MUNICIPAL DA RIBEIRA DOS ICÓS
DATA: 09 E 10 DE ABRIL DE 2016
HORÁRIO: 19h
ENTRADA: GRATUITA

Teatro da Ribeira dos Icós
Teatro da Ribeira dos Icós
11:50 · 08.04.2016 / atualizado às 11:50 · 08.04.2016 por

 

Pavimentação é recuperada em Cedro.
Pavimentação é recuperada em Cedro.

A Prefeitura de Cedro, por meio da Secretaria de Infraestrutura, iniciou os trabalhos de recuperação da pavimentação das ruas do município. A primeira intervenção acontece na Rua 21 de Outubro, em seguida os demais logradouros também passarão por melhorias.

De acordo com o prefeito de Cedro, Nilson Diniz, a obra atende à reivindicação dos moradores. “Estamos iniciando os trabalhos e notamos que era um anseio de toda população, sabemos que é importante a qualidade nos materiais colocados nas pavimentações para melhoria dos transeuntes e veículos”, disse.

O morador da Rua José Pacífico, João Alexandre, destaca o progresso do município e os prazos para realização das melhorias na pavimentação das ruas. “Estamos felizes em constatar o nosso município está em pleno desenvolvimento e respeitando as licitações e prazos”, disse.

A empresa A.I.L Construtora é a responsável pela recuperação da pavimentação de ruas no município. O investimento é de R$ 334 mil. O prazo para execução das obras e serviços é de 210 dias.

11:42 · 08.04.2016 / atualizado às 11:42 · 08.04.2016 por

 

Adutora de Cedro será inaugurada neste sábado
Adutora de Cedro será inaugurada neste sábado

O governador Camilo Santana (PT) estará em Cedro neste sábado, dia 9, para inaugurar a adutora de montagem rápida que leva água do açude Ubaldinho à sede do município.

Camilo Santana será recebido às 17h, pelo prefeito Nilson Diniz (PDT), deputado estadual Odilon Aguiar (PROS), vereadores, secretários do governo local e lideranças políticas e comunitários na comunidade de Ubaldinho, distrito de São Miguel. De lá a comitiva percorrerá os 22km de extensão da adutora.

Após vistoriar a construção, Camilo Santana, juntamente com o prefeito Nilson Diniz e com o deputado Odilon Aguiar inaugurarão oficialmente a adutora em solenidade na Praça Rubens Bezerra de Albuquerque, no centro da cidade.

A adutora, que já está funcionando em fase de testes, é um antigo sonho dos cedrenses, materializado graças ao empenho do prefeito municipal e à atenção do governador do Estado.

Os primeiros contatos entre Nilson Diniz e Camilo Santana para a liberação da obra foram mantidos ainda no ano passado, em encontro ocorrido em Brasília. A obra vai evitar a falta de água no sistema de abastecimento da cidade.

Além de abastecer com água de qualidade a cidade, a adutora beneficiará também as populações dos distritos de Candeias, Lajedo, Várzea da Conceição e Santo Antônio.

IMPORTÂNCIA PARA O MOMENTO

“A implantação da adutora evitou o desabastecimento e reduziu o desperdício de água no açude”, disse o prefeito Nilson Diniz. O Açude Ubaldinho estava no chamado “volume morto” (água da reserva técnica). A água era liberada pelo riacho São Miguel, em céu aberto, até a estação de bombeamento para a unidade de tratamento. Recebia dejetos ao longo do curso e havia mais perda de água. “A adutora chegou no momento certo, permitindo a todos nós a segurança de bebermos água de melhor qualidade”, frisou o prefeito.

Com esta obra, o abastecimento de água em Cedro ganha em qualidade e volume, melhorando o fluxo de águas de forma consciente. Esta é uma ação que diminui os efeitos da estiagem e fornece aos moradores mais dignidade e saúde.

20:03 · 07.04.2016 / atualizado às 20:14 · 07.04.2016 por
Encontro discutiu programa de cisternas em Várzea Alegre
Encontro discutiu programa de cisternas em Várzea Alegre

O secretário do Desenvolvimento Agrário e Econômico de Várzea Alegre, André Fiúza de Menezes, participou na manhã desta quarta-feira, dia 6, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Várzea Alegre, de atividade com técnicos da Cáritas Diocesano do Crato.

A reunião foi coordenada pela representante da Cáritas Diocesano, Maria Angelita Marciel, e teve o objetivo de apresentar e implantar o Programa P1+2 no município, como também capacitar a comissão municipal do programa.

No encontro foi acertado o compromisso para instalação de 85 cisternas calçadão e enxurrada em Várzea Alegre, até dezembro deste ano.

Podem receber essa tecnologia, famílias que já foram atendidas pelo 1° Água (cisternas para consumo humano), cadastradas no Cadúnico e que tenha renda per capita de até meio salário mínimo.

As cisternas serão construídas na zona rural do município com recursos financeiros do BNDES e a ASA – Articulação no Semi-Árido Brasileiro.

A execução será da Cáritas Diocesano do Crato em parceria com MDS, entidades locais, comissão municipal e beneficiários.

Na execução desta ação estima-se um investimento de R$ 652.800,00 para construção das cisternas e R$ 127.500,00 de incentivos de caráter produtivo para as famílias.

A Comissão Municipal vai iniciar um trabalho de mobilização para identificar as famílias que atendam esse perfil e que tenha potencial e vocação para o programa.

Cisterna-Calçadão
Capta a água de chuva por meio de um calçadão de cimento de 200m², construído sobre o solo. Com essa área do calçadão, 300 mm de chuva são suficientes para encher a cisterna, que tem capacidade para 52 mil litros.

Por meio de canos, a chuva que cai no calçadão escoa para a cisterna, construída na parte mais baixa do terreno e próxima à área de produção. O calçadão também é usado para secagem de alguns grãos como feijão e milho, raspa de mandioca, entre outros. A água captada é utilizada para irrigar quintais produtivos, plantar fruteiras, hortaliças e plantas medicinais, e para criação de animais

A cisterna-enxurrada tem capacidade para acumular 52 mil litros e é construída dentro da terra, ficando somente a cobertura de forma cônica acima da superfície. O terreno é utilizado como área de captação. Quando chove, a água escorre pela terra e antes de cair para a cisterna passa por duas ou três pequenas caixas, uma seguida da outra, que são os decantadores.

Os canos instalados auxiliam o percurso da água que escoa para dentro do reservatório. Com a função de filtrar a areia e outros detritos que possam seguir junto com a água, os decantadores retêm esses resíduos para impedir o acúmulo no fundo da cisterna. A retirada da água da cisterna-enxurrada é feita por meio de uma bomba de repuxo manual. A água estocada serve para a criação de pequenos animais, cultivos de hortaliças e plantas medicinais e frutíferas.