Busca

Tag: educação


10:03 · 01.08.2018 / atualizado às 10:03 · 01.08.2018 por

 

Unidade ampliou oferta de ensino infantil em Várzea Alegre. Foto de Augusto César

A educação infantil em Várzea Alegre ganha neste segundo semestre do ano letivo de 2018 o reforço do CEI – Centro de Educação Infantil Luíza Alves Ferreira Grigório (Tia Luizinha). A unidade atende a 98 crianças dos bairros Juremal, Vazante, Lagoa do Arroz, Alto do Tenente e Praça Santo Antônio.

De acordo com Fábia Oliveira, diretora do CEI, nesta quarta-feira, 1º de agosto, início do segundo período letivo do ano, foram iniciadas as atividades educacionais do equipamento, com a recepção das crianças. O CEI foi inaugurado no dia 9 de junho, passado.

Fábia Oliveira informou que estão matriculadas no CEI Tia Luizinha 98 crianças, com idades de 6 meses a 4 anos e já há uma lista de espera. São cinco turmas, sendo, uma de berçário, duas de maternal (1 e 2) e duas de infantil (2 e 3).

Em 2019 já estão previstas duas mudanças para o CEI que são o funcionamento em tempo integral e a implantação de uma turma de infantil 4 que receberá crianças com idades de 4 a 5 anos. A diretora da unidade destacou a qualidade dos profissionais que atuam no CEI, afirmando que são professores com formação em pedagogia, especialistas na área e que estão em constante atualização.

O equipamento tem a colaboração de quinze professores, uma diretora, um secretário, um coordenador pedagógico, cinco auxiliares de serviços gerais e quatro vigias.

Mudando a realidade

O Centro de Educação Infantil do Juremal foi obra iniciada durante a segunda gestão do prefeito Zé Helder em junho de 2012 com orçamento de R$ 978 mil. Quando assumiu o governo no ano passado para o terceiro mandato, com o programa de Retomada de Obras e de Novas Obras, a conclusão do CEI foi colocada na pauta de prioridades, porém, muitos problemas cercavam a obra.

Segundo Zé Helder, foi necessário esforço do Governo e de toda a equipe para destravar a obra. Desses entraves, por exemplo, o prefeito citou que o Município teve que devolver da obra R$ 146.518,83, em razão de bloqueio dos recursos por conta das dívidas municipais com precatórios e R$ 38.493,23, referente às correções financeiras.

Depois de resolvidas as pendências, a Prefeitura teve que abrir um novo processo licitatório, em março de 2017, retomando a construção com investimento de R$ 317.202,47, recursos Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e do Tesouro Municipal.

18:01 · 17.07.2018 / atualizado às 18:01 · 17.07.2018 por

 

 

Para ampliar a constante busca pela melhora da educação no município, a Prefeitura de Cedro promoveu a III Conferência Municipal de Educação nesta terça-feira (17). O encontro abordou temáticas seguintes: consolidação do Sistema Nacional de Educação (SNE) e o Plano Nacional de Educação (PNE), com ênfase sobre monitoramento, avaliação e proposição de políticas para garantia do Direito à Educação de qualidade social, pública, gratuita e laica, no contexto do Plano Municipal de Educação (PME).

O evento contou com a participação de professores, gestores, funcionários do setor público e privado de todas as etapas e modalidades de ensino, estudantes, mães, pais e responsáveis pelos alunos. “É importante colocarmos em pauta discussões que construam melhorias nessa área tão relevante para a sociedade. É preciso capacitação e novas ideias para que possamos avançar na educação, melhorando os índices e, principalmente, cuidando do bem comum” ressaltou Dr. Nilson Diniz.

De acordo com a secretária de Educação de Cedro, Esmeraldina Bezerra, o objetivo é mobilizar toda a sociedade para analisar e discutir o Documento de Referência da 3ª Conferência Nacional de Educação (CONAE), buscando melhorias na educação de Cedro. “Será um momento de reflexão e construção, onde poderemos discutir uma educação de qualidade para o nosso município e também elencar nossas reivindicações para a Conferência Nacional”.

 

13:02 · 10.07.2018 / atualizado às 13:04 · 10.07.2018 por
Evento discutiu problemas da Educação. Foto de Augusto César

A Prefeitura de Várzea Alegre realizou nesta segunda-feira, 9, das 9h às 13h, a II Conferência do Plano Municipal de Educação, na Secretaria Municipal de Educação.

O coordenador pedagógico de Várzea Alegre, Dagoberto Diniz, disse que os temas da conferência foram os que mais tocam a educação interna, como por exemplo, financiamento, desenvolvido pelo contador Flávio Salviano, educação infantil, tema abordado pela primeira-dama Sônia Fortaleza e Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que teve como palestrante Renato Alcântara.

Após as palestras foram formados os grupos de discussão para formação de propostas que serão levadas para a conferência estadual. Também foram escolhidos os delegados que irão à conferência estadual e depois para a conferência nacional que acontecerá em Brasília.

Renato Alcântara destacou que os indicadores da educação são importantes para avaliar como os fluxos de desenvolvimentos dos alunos são compostos com foco na aprendizagem e rendimentos dos estudantes.

Sônia Fortaleza, que falou sobre os avanços da educação infantil no município, disse que ficou feliz e lembrou que recentemente o Governo de Várzea Alegre inaugurou uma unidade do CEI – Centro de Educação Infantil, no bairro Juremal. “Esse era um sonho do prefeito Zé Helder para agraciar a população, especialmente as nossas crianças”, disse.

Várzea Alegre tem 1.271 crianças atendidas por 209 professores de educação infantil. Sônia Fortaleza considerou esse fato como um grande avanço do município. Para Sônia Fortaleza, a oferta de creches e agora do CEI do Juremal são o resultado da preocupação de Zé Helder com a inserção da mulher no mercado de trabalho, tendo um lugar adequado para deixar seus filhos pequenos. Ela também fez referência à Brinquedopraça, inaugurada no bairro Varjota recentemente, como importante equipamento para a comunidade porque vai garantir para as crianças um ambiente adequado para elas poderem se socializar, interagir, brincar e desenvolver suas capacidades.

Paulo Danúbio explicou que o momento da II Conferência do Plano Municipal de Educação é significativo para a análise de como se encontra a educação de Várzea Alegre, e acima de tudo, buscar solução para os problemas existentes.

Paulo destacou que os professores e técnicos da Secretaria Municipal de Educação são pessoas de alto nível. “Falar do problema todos nós sabemos, mas o mérito está em buscar a solução”, disse.

O prefeito Zé Helder comentou que a educação é a base da formação do cidadão e que investir, preparar os profissionais e garantir a qualidade do que se ensina nas escolas é priorizar o futuro da população local.

20:14 · 28.06.2018 / atualizado às 20:14 · 28.06.2018 por

A final do projeto Soletrando, promovido pela secretaria de Educação do município de Cedro, começa às 8h desta sexta-feira, 29/6, no Centro Social Urbano (CSU). Nesta edição, os estudantes puderam realizar leitura das obras do escritor cearense José de Alencar e do cedrense Zé Amorim, da comunidade de Vaca Morta, no distrito de Santo Antônio. Os alunos garantem que estão preparados, com as palavras na ponta da língua. Como incentivo, os finalistas receberão um prêmio de participação, além de medalhas para marcar o momento. O evento é realizado pela Prefeitura de Cedro, por meio da Secretaria de Educação.

O principal objetivo do projeto é sanar dificuldades ortográficas, ampliar vocabulários, despertar o interesse pela leitura e pela escrita correta, compreender o significado das palavras, criar facilidades na grafia correta, conhecer o novo acordo ortográfico e desenvolver o espírito competitivo.

Os finalistas do 3º ao 5º (Fundamental I) vão receber tabletes e o primeiro lugar, um notebook; os estudantes do 6º ao 9º ano também vão receber tabletes e o primeiro lugar, um notebook.

A secretária de Educação de Cedro, Esmeraldina Bezerra, afirma que o projeto é aguardado com muita ansiedade e expectativas pelos alunos, direção escolar e pais. “Estamos preparando uma grande festa. Estamos no caminho certo. Com a realização deste projeto, já alçamos resultados que nos projetam para um futuro melhor de nossas crianças e adolescentes”, ressalta.

A novidade neste ano para os estudantes do ensino fundamental II é a viagem a Fortaleza, onde irão conhecer pontos turísticos como o Theatro José de Alencar e a casa do escritor José de Alencar em Messejana; a Seara da Ciência; a Avenida Beira Mar; a Praia de Iracema; a Academia Cearense de Letras e outros locais de interesse cultural. Já as crianças do Ensino Fundamental I irão à cidade de Santana do Cariri, onde conhecerão o Museu de Paleontologia e outros pontos turísticos de Juazeiro do Norte.

11:26 · 25.06.2018 / atualizado às 11:33 · 25.06.2018 por

 

Grupo de servidores da Educação fez protesto em Orós devido aos salários atrasados. Foto: divulgação do Sindicato dos Servidores de Orós

Em Orós, os servidores da rede municipal de Educação que fazem parte dos 40% do Fundeb decidiram paralisar atividades na manhã desta segunda-feira, 25, por conta dos constantes atrasos de pagamento. O último pagamento recebido pela categoria foi do mês de abril.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Orós, desde novembro de 2017 que ocorrem atrasos constantes no pagamento do funcionalismo. Os servidores relatam dificuldades para pagar as despesas pessoais, alugueis e conta de luz.

A administração teria informado sobre a impossibilidade de pagamento por conta de quitação de dívida com a Previdência Social e anunciou a liberação do desembolso salarial para o próximo dia 30.

 

O chamado grupo de 40% do Fundeb são os vigias, secretários escolares, agentes administrativos lotados nas escolas e Secretaria de Educação, merendeiras, pessoal da limpeza, motoristas de ônibus. 

Alguns professores participaram  da paralisação desta segunda-feira por causa de rodízio no pagamento salarial. “Houve caminhada pelas ruas, conduzimos cartazes e fizemos o protesto por conta do atraso salarial e depois fomos recebidos em comissão na Prefeitura”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores Municipal de Orós, Nelço Rodrigues, que também é vereador. “A administração alegou falta de recursos, mas sabemos que é falta de gerenciamento”.

Ainda de acordo com o sindicato parte da folha de abril deverá ser liberada nesta terça-feira, 26, e o restante no próximo dia 29. O Blog não conseguiu contato com a secretaria de Educação de Orós na manhã desta segunda-feira.

Ação Judicial 

Em Orós, O Sindicato dos professores já ingressou com ação judicial para que o pagamento ficasse em dia. A Justiça deferiu o pedido e determinou que a Prefeitura deveria pagar os salários até o 5º dia útil do mês seguinte ao trabalhado, mas na prática a administração do prefeito Simão Pedro não obedece a decisão judicial. A gestão também se nega a progressão salarial.

Os docentes também temem ficar sem o terço das férias em julho vindouro.

 

14:05 · 05.06.2018 / atualizado às 14:05 · 05.06.2018 por

Unidade será entregue à população. Foto de Augusto César

        O Governo de Várzea Alegre inaugurará no próximo sábado, dia 9 de junho, às 19h, na Vila Confiança, bairro Juremal, o CEI – Centro de Educação Infantil Luíza Alves Ferreira Gregório (Tia Luizinha). A solenidade contará com a presença do governador, Camilo Santana.

        De acordo com o prefeito Zé Helder, as presenças de Camilo Santana e do deputado estadual Dr. Sarto na cidade também representam um momento para o anúncio de novas e importantes obras para o município. Serão assinadas ordens de serviço para construção do asfalto do Riacho Verde e do Projeto Sinalize.

        A inauguração do CEI contará com shows de Fábio Carneirinho e Banda Patrulha, além de atrações locais.  A unidade atenderá as crianças dos bairros Juremal, Vazante, Lagoa do Arroz, Alto do Tenente e Praça Santo Antônio.

CEI do Juremal

        O Centro de Educação Infantil do Juremal foi obra iniciada durante a segunda gestão do prefeito Zé Helder em junho de 2012 com orçamento de R$ 978 mil. Quando assumiu o governo no ano passado para o terceiro mandato, com o programa de Retomada de Obras e de Novas Obras, a conclusão do CEI foi colocada na pauta de prioridades, porém, muitos problemas cercavam a obra.

        Segundo Zé Helder, foi necessário esforço do Governo e de toda a equipe para destravar a obra. Desses entraves, por exemplo, o prefeito citou que o Município teve que devolver da obra R$ 146.518,83, em razão de bloqueio dos recursos por conta das dívidas municipais com precatórios e R$ 38.493,23, referente às correções financeiras.

         Depois de resolvidas as pendências, a Prefeitura teve que abrir um novo processo licitatório, em março de 2017, retomando a construção com investimento de R$ 317.202,47, recursos Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e do Tesouro Municipal.

12:25 · 21.05.2018 / atualizado às 12:25 · 21.05.2018 por

  As escolas de Iguatu alcançaram os melhores resultados dos últimos anos nos índices do SPAECE 2017. Das 29 escolas que foram avaliadas pelo IDE-Alfa (Índice de Desempenho Escolar no 2º Ano), 25 ficaram no verde escuro e 04 no verde claro. Já as turmas do IDE-5 (Índice de Desempenho Escolar do 5º Ano) pontuaram em língua portuguesa 217,5 pontos, sendo que a pontuação média do Estado é de 223,7 pontos. A nota de matemática
do 5º ano também cresceu comparada aos outros anos.

Esse rendimento são frutos do compromisso da atual gestão municipal, juntamente com todo o trabalho e dedicação da Secretaria de Educação, dos professores e de todos os profissionais que trabalham diariamente
para manter o funcionamento das escolas. “Podemos notar claramente o crescimento nos índices de proficiência do município. Não temos mais nenhuma escola abaixo da média e nem em situação crítica em Iguatu”, destacou a Secretária de Educação Municipal, Eliza Medeiros.

Segundo o prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, quando ele assumiu a prefeitura o nível da educação estava muito abaixo das expectativas em todas as escolas do município. “Tem sido um trabalho árduo, mas nós estamos conseguindo proporcionar uma educação de melhor qualidade para os alunos do Ensino Infantil e Fundamental I e II, aumentando assim, gradativamente o aprendizado das nossas crianças”, comentou o gestor.

16:38 · 19.05.2018 / atualizado às 17:38 · 23.05.2018 por
Professores e gestores participaram da premiação, em Fortaleza

O município de Granjeiro obteve destaque na edição do Prêmio Escola Nota 10. O prefeito, João do Povo, destacou o compromisso dos professores para a melhoria dos indicadores e do processo de ensino e aprendizagem. “O nosso compromisso é em melhorar cada vez mais a Educação”, pontuou.

O gestor juntamente com o vereador Zuíto, o secretário Municipal de Educação, Cicero Felipe, e professores da rede pública de ensino estiveram presentes em Fortaleza na solenidade de entrega da 10ª edição do Prêmio Escola Nota 10. O Governo do Ceará premiou as 332 escolas cearenses com melhores desempenhos em alfabetização e no Ensino Fundamental ao longo do ano de 2017.

A educação do Granjeiro torna-se referência estadual, pois se manteve na categoria verde escuro no SPAECE, além de ter o segundo melhor desempenho da Crede 19 nesta avaliação.

“A presença dos professores mostra a valorização e compromisso da gestão com a categoria”, frisou o prefeito, João do Povo.

O secretário de Educação, Cícero Felipe, explicou que mesmo Granjeiro sendo um município de porte pequeno, a educação vem sendo valorizada e a luta da secretaria é pela melhoria do setor. “O objetivo agora é avançar cada vez mais na melhoria da educação visando conquistar Escola Nota 10”, pontuou.

16:40 · 18.05.2018 / atualizado às 16:40 · 18.05.2018 por
Oficinas de prática de educação ambiental

Com ações consolidadas envolvendo desde a comunidade escolar, o poder público, até Associação de Catadores, o Instituto Brasil Solidário, participará do evento apresentando as práticas de educação ambiental que vem sendo multiplicadas no Estado e em outras regiões do Brasil.

Nos próximos dias 21 e 22 de maio, a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza recebe o 5º Seminário Política Nacional de Resíduos Sólidos, com palestras, mesas redondas, participação de órgãos municipais. O evento vai ressaltar o importante do papel da educação ambiental, junto à comunidade escolar, como uma ferramenta fundamental para a construção de uma sociedade mais consciente e ativa dentro das responsabilidades que envolvem a preservação e os cuidados com o meio ambiente.

Com uma longa trajetória de práticas exitosas de educação ambiental, não só dentro das escolas, mas envolvendo criação de tecnologias socioambientais consolidadas como política pública e gestão integrada de resíduos, aqui mesmo no Ceará, o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, estará no evento mediando a Mesa “Como fazer a gestão integrada dos Resíduos Sólidos”, que contará com participação da Secretaria das Cidades, além do Secretário de Meio Ambiente do Estado do Ceará, Artur Bruno e o secretário de Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal de Jijoca de Jericoacoara, Ricardo Gusso Wagner.

No município de Crateús, o Instituto Brasil Solidário conseguiu idealizar uma proposta que possibilitou fazer da escola um ponto de interação e mobilização com a comunidade por uma cidade mais limpa e sustentável, com o projeto LEVE (Local de Entrega Voluntária Escolar). A iniciativa, pioneira no Brasil e que hoje, é uma referência em tecnologia social de sustentabilidade no município, atualmente, é responsável por reciclar 100% dos resíduos da área urbana de Crateús através da colocação de coletores nas escolas.

O projeto se tornou política pública em Crateús, envolvendo toda a comunidade escolar, poder público, a sociedade e a Associação de Catadores do Município, que já coleta 30 toneladas de papel e garrafas PET por ano, através desse sistema do projeto. 20% da renda da venda dos recicláveis é revertida em compra de material esportivo, passeios para os alunos das escolas e em trabalho de inclusão social junto aos catadores. Em 2013 a Presidência da República reconheceu a proposta como uma das 4 melhores experiências de inclusão e coleta do Brasil.

Oficina com alunos sobre prática ambiental

Curso de Educação Ambiental – 22/05 de 08h às 17h

Levando um material inédito, em lançamento pelo Instituto Brasil Solidário – Kit Práticas de Educação Ambiental, que reúne anos de formações e práticas exitosas em escolas públicas de várias regiões do Brasil, o Instituto Brasil Solidário, estará no dia 22 de maio, ministrando um curso de Educação Ambiental, com várias orientações para inserção da temática no currículo pedagógico de forma contextualizada e que permita o protagonismo da comunidade escolar dentro e fora de sala de aula.

Para além da ideia de retirar o lixo das ruas e ter um sistema eficaz de coleta seletiva, o campo educacional abre portas para a utilização de ferramentas didáticas, que contribuem para a conscientização e mudança de hábitos na sociedade como um todo e na gestão integrada dos resíduos. Acreditando na proposta da educação ambiental como um tema transversal, as escolas que recebem ações do IBS, trabalham a sustentabilidade nas mais variadas vertentes, envolvendo desde o campo da arte, cultura, educomunicação, incentivo à leitura e até a área de saúde, com construção de Escovódromos sustentáveis dentro das escolas, e feito pelas mãos dos próprios alunos e educadores.

Alinhada as diretrizes da Nova Base Comum Curricular desenvolvida pelo MEC, que incentiva a adoção de práticas escolares aplicando o conhecimento científico para promover a sustentabilidade socioambiental, o novo material que será apresentado pelo IBS, durante o curso, envolve um vasto conteúdo que já foi aplicado em muitas escolas, com um passo a passo de atividades práticas de Educação Ambiental, como a construção de fornos solares e lâmpadas solares com materiais reutilizáveis, desenvolvimento de maquetes de casas sustentáveis dentro dos conceitos da Bioconstrução, o Teatro de Bonecos montado com materiais recicláveis, além da construção de espaços literários utilizando paletes, cortes de tecido, pneus velhos e restos de materiais que seriam descartados na escola e que podem se tornar cantinhos de leitura e grandes árvores literárias.

Os participantes terão acesso a um conteúdo exclusivo com um material que agrega 4 sequências didáticas, 18 exemplos de práticas de Educação Ambiental e 4 cadernos temáticos, que foram divididos em temas como: Água, o líquido precioso; Energias que movem o mundo; Atmosfera, o tesouro invisível e o Sistemas de Produção que transformam o mundo. Nesse material, o educador encontra fundamentos teóricos e dados para aprofundar o conhecimento sobre as temáticas, proporcionando subsídios para a preparação de aulas baseadas nas atividades práticas que serão apresentadas durante o curso.

Segundo o Diretor Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, o material que será apresentado no curso permite uma visão ampla de atividades dinâmicas e interativas que podem ser desenvolvidas dentro da escola e também junto à comunidade. “Estamos com 20 anos de estrada, sempre levando essa mensagem de preservação do meio ambiente em todas as atividades que desenvolvemos nas escolas que contam com projetos do IBS, e sabemos sobre a importância de se debater mais sobre o assunto, seja com a população ou com nossos representantes, por isso, preparamos um material que mostra ações práticas, fáceis e que possuem viabilidade de ser replicado, sem precisar de grandes recursos”, ressalta Luis.

SERVIÇO

5º Seminário Política Nacional de Resíduos Sólidos

Mesa Redonda – “Como fazer a gestão integrada dos Resíduos Sólidos”

Mediação: Luis Salvatore (Instituto Brasil Solidário)

Data: 21 de maio

Horário: 16h às 18h

Local: Câmara dos Dirigentes Lojistas

Curso Educação Ambiental

Data: 22 de maio

Horário: 08h às 17h

Local: Câmara dos Dirigentes Lojistas

Inscrições: praticaeventos.com/resíduos 2018

12:10 · 17.05.2018 / atualizado às 12:10 · 17.05.2018 por

As escolas de Iguatu alcançaram os melhores resultados dos últimos anos nos índices do SPAECE 2017. Das 29 escolas que foram avaliadas pelo IDE-Alfa (Índice de Desempenho Escolar no 2º Ano), 25 ficaram no verde escuro e 04 no verde claro. Já as turmas do IDE-5 (Índice de Desempenho Escolar do 5º Ano) pontuaram em língua portuguesa 217,5 pontos, sendo que a pontuação média do Estado é de 223,7 pontos. A nota de matemática do 5º ano também cresceu comparada aos outros anos.

Esse rendimento é fruto do compromisso da atual gestão municipal, juntamente com todo o trabalho e dedicação da Secretaria de Educação, dos professores e de todos os profissionais que trabalham diariamente para manter o funcionamento das escolas. “Podemos notar claramente o crescimento nos índices de proficiência do município. Não temos mais nenhuma escola abaixo da média e nem em situação crítica em Iguatu”, destacou a secretária de Educação Municipal, Eliza Medeiros.

Segundo o refeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, quando ele assumiu a prefeitura o nível da educação estava abaixo das expectativas em todas as escolas do município. “Estamos conseguindo proporcionar uma educação de melhor qualidade para os alunos do Ensino Infantil e Fundamental I e II, aumentando assim, gradativamente o aprendizado das nossas crianças”, comentou o gestor.