Busca

Tag: iguatu


13:19 · 20.08.2016 / atualizado às 18:00 · 20.08.2016 por

 

Governador e autoridades descerram placa de instalação do BP Raio em Iguatu. Foto de Honório Barbosa
Governador e autoridades descerram placa de instalação do BP Raio em Iguatu. Foto de Honório Barbosa

O governador Camilo Santana lançou na manhã deste sábado, em Iguatu, na Praça Gonçalves de Carvalho (Caixa Econômica), o Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BP Raio). O efetivo será formado por 52 profissionais, divididos em seis equipes, com auxílio de duas viaturas e 24 motocicletas.

O BP Raio vai atender a 15 municípios da região: Acopiara, Baixio, Cariús, Cedro, Icó, Iguatu, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Orós, Quixelô, Saboeiro, Tarrafas, Umari e Várzea Alegre.

A solenidade foi marcada por momentos de tensão. Um grupo aliado à administração municipal, que é oposição ao governador, vaiou Camilo Santana, o deputado federal Odorico Monteiro e a deputada estadual, Miriam Sobreira. Em resposta, os que discursaram indagavam se a manifestação era contra a vinda do Raio. Quem era a favor do governo, aplaudiu. Outros lamentaram o ocorrido.

PROTESTO E SPRAY DE PIMENTA

Polícia fez isolamento para evitar acesso de manifestantes. Foto: VC Repórter
Polícia fez isolamento para evitar acesso de manifestantes. Foto: VC Repórter

Antes da solenidade houve protesto. Um grupo de moradores reivindicava com cartazes e faixas mais recursos para o Hospital Regional de Iguatu e a construção de fossa e obras sanitárias na Cadeia Pública, que está interditada.

A Polícia fez um cerco na Praça da Caixa Econômica e tentou evitar o acesso dos manifestantes. Alguns policiais jogaram spray de pimenta contra alguns que protestavam.

Polícia usou spray de pimenta contra manifestantes. Foto: VC Repórter
Polícia usou spray de pimenta contra manifestantes. Foto: VC Repórter

Vaias

Durante a solenidade, o governador Camilo Santana pediu respeito e esclareceu que o momento não era político, mas de ação de governo. “Estou cumprindo um compromisso de campanha, mas depois venho aqui nas eleições”, frisou. “Se o grupo tem alguma reivindicação pode vir a mim”. O governador apresentou um resumo das ações na área de segurança.

O secretário de Segurança, Delci Teixeira, evitou polêmica, e frisou que as ações do Raio vão ocorrer no combate à criminalidade, mas de forma lenta. “Os resultados virão, mas não é na quantidade e velocidade que a gente tanto espera”, disse.

Camilo Santana anunciou que vai transformar a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu em uma unidade aberta 24 horas e para isso vai nomear mais quatro delegados, quatro escrivães e oito inspetores. Entretanto, não apresentou nenhum prazo para concretizar o anúncio.

O BP Raio já foi instalado em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral, Russas, Quixadá e Iguatu. 

POLÊMICA

Na terça-feira passada, o secretário de Segurança Pública afirmou em entrevista coletiva que um deputado (referindo-se ao parlamentar Agenor Neto) seria contra o Raio e isso teria causado surpresa para ele. Na solenidade deste sábado, o secretário preferiu não abordar o tema novamente.

Policiais do Raio fazem demonstração em desfile. Foto de Honório Barbosa
Policiais do Raio fazem demonstração em desfile. Foto de Honório Barbosa

 

12:25 · 20.08.2016 / atualizado às 16:17 · 20.08.2016 por

 

Caçambeiros realizaram protesto em Iguatu. Foto de Honório Barbosa
Caçambeiros realizaram protesto em Iguatu. Foto de Honório Barbosa

Os proprietários e motoristas de caçambas, conhecidos por caçambeiros, que retiram areia no leito do Rio Jaguaribe para obras de construção civil, em Iguatu, realizaram na manhã deste sábado, uma manifestação pelas ruas da cidade. “Nós queremos trabalhar, somos 38 pais de família”, disse Fernando Lavor, presidente da Associação dos Extratores Minerais do Rio Jaguaribe. A partir desta segunda-feira, 22, o trabalho de retirada de areia será suspenso. “Vamos paralisar até que se resolva o nosso problema”.

De acordo com Fernando Lavor, a licença de extração da Associação no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) venceu-se em 11 de junho passado. “Nós procuramos a secretária de Meio Ambiente do Município e solicitou plano de lavras, não nos esclareceu corretamente e o tempo foi passando”, disse. “Quando nós procuramos o DNPM, outra empresa já havia obtido a licença, no nosso lugar”. Os caçambeiros suspeitam que houve manobra. “Nós temos essa licença desde 2003”, frisou Fernando.

Os caçambeiros temem serem punidos, caso continuem retirando areia no Rio, e se houver a instalação da empresa que solicitou licença de lavra, eles terão que pagar uma taxa em torno de R$ 100,00, elevando o preço da matéria-prima. Uma carrada de areia é vendida em média por R$ 140,00. A área de lavra reivindicada é de 31 hectares. Antes, por ser licenciada para a Associação, os caçambeiros não pagavam nenhuma taxa para retirada da areia.

Na manhã deste sábado, os caçambeiros aproveitaram a vinda do governador Camilo Santana e reivindicaram apoio para a luta deles. “Nós queremos que o governador interceda para que a Semace não conceda licença ambiental para essa empresa, pois nós temos licença da Semace até 2019”, disse Fernando Lavor.

Os caçambeiros estão preocupados e dizem que precisam trabalhar. “Esse é o nosso ganha-pão”, disse Marcos Souza.  O presidente da Associação dos Construtores da Região Centro-Sul, Elenilton Lopes, mostrou preocupação, pois o setor da construção civil já enfrenta crise e dificuldades. “Esperamos uma solução rápida, a bom termo”, frisou.

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, disse que vai avaliar a reivindicação dos caçambeiros e tentar resolver o problema da categoria.

Caçambeiros percorreram ruas da cidade.
Caçambeiros percorreram ruas da cidade.

 

Protesto ocorreu na manhã deste sábado em Iguatu. Foto de Honório Barbosa
Protesto ocorreu na manhã deste sábado em Iguatu. Foto de Honório Barbosa
18:57 · 19.08.2016 / atualizado às 18:57 · 19.08.2016 por

A Universidade Regional do Cariri (Urca), através da Unidade Descentralizada de Iguatu, realiza
​nesta sexta-feira​, dia 19, solenidade de Colação de Grau 2016.1 das turmas concludentes dos cursos de Ciências Econômicas, Direito e Enfermagem e de Educação Física​.

A s​solenidade será presidida pelo reitor da Urca, José Patrício Pereira Melo, com participação do diretor geral da URCA em Iguatu, Ivo Ferreira. A cerimônia será destinada a ​109​ formandos da Urca, com abrangência no Centro-Sul do Estado.

O Campus Multi-Institucional de Iguatu, as recentes aprovações significativas nos Exames de Ordem, nos diversos concursos, a plena inserção dos egressos no mercado de trabalho, a recepção do Selo OAB Recomenda são conquistas a serem ressaltadas com contribuição reconhecida da Comunidade Acadêmica da Unidade da URCA em Iguatu.

A Solenidade será realizada na Quadra Coberta do Campus Multi-institucional Humberto Teixeira, a partir das 19h30.

10:48 · 19.08.2016 / atualizado às 10:48 · 19.08.2016 por

 

Batalhão Raio
Batalhão Raio será sediado em Iguatu. 

O Batalhão de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), da Polícia Militar do Ceará, vai começar a funcionar a partir deste sábado (20) em Iguatu e em toda a região Centro Sul do Estado. A solenidade está prevista para 9 horas e vai contar com a presença do governador Camilo Santana. O evento será realizada na Praça da Matriz de Senhora Sant’Ana.

O BPRaio de Iguatu integra a Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) e teve investimento superior a 1,5 milhão de reais, contando com 24 motos, duas viaturas e a atuação de 52 policiais capacitados em policiamento motorizado. Além de Iguatu, as seis equipes especializadas vão reforçar o policiamento em outros 14 municípios da região.

A unidade especializada chega a Iguatu em meio a polêmicas. O secretário de Segurança do Estado, Delci Teixeira, afirmou em entrevista a uma emissora de rádio local que na manhã de terça-feira passada recebeu em audiência uma comitiva de representantes de Iguatu, dentre eles, o prefeito, Aderilo Alcântara, e o deputado estadual, Agenor Neto.

Teixeira disse que estranhou e ficou surpreso pelo fato do parlamentar ‘ser contrário à vinda do Raio para Iguatu’. As declarações do secretário repercutiram no município. 

O deputado Agenor Neto rebateu afirmando que o secretário está faltando com a verdade e agiu com interesses eleitoreiros. “O que nós afirmamos foi a nossa preocupação com a vinda do Raio que deve prender mais pessoas e a Delegacia Regional que está superlotada, com inícios de motins e revolta constantes, e a interdição da Cadeia Pública pela Justiça porque o Estado não realiza obras de instalações sanitárias”, disse.

 O prefeito Aderilo Alcântara disse que repudia a declaração do secretário. “Isso mostra o oportunismo político -eleitoral, a distorção dos fatos, o despreparo para compreender a relação democrática e republicana que deve ocorrer entre representantes de entes federativos e poderes constituídos”, disse. “Lamentamos a falta de verdade na declaração do secretário”. Alcântara reforçou que a preocupação é em prevenir mais problemas para o sistema de segurança. “Estivemos reforçando demandas que já foram apresentadas até pelo bispo da Diocese de Iguatu”.

 

11:42 · 18.08.2016 / atualizado às 11:42 · 18.08.2016 por

 

Irmãos Luiz Luziano e Antônio Araújo (Totonho de Zilma) acompanham fogo destruir mata nativa na propriedade. Foto de Honório Barbosa
Irmãos Luiz Luziano e Antônio Araújo (Totonho de Zilma) acompanham fogo destruir mata nativa na propriedade. Foto de Honório Barbosa

A brigada Prevfogo, com base em Quixeramobim, tem atuação definida para combater incêndios florestais em unidades de conservação federal e dar apoio para combate em unidades de conservação estadual. Não há, em princípio, autorização, para o trabalho em propriedades particulares, conforme explicou a gerente da unidade do prevfogo, Henry Pereira.

Sobre o fogo que atinge há uma semana, a Serra do Alencar, na zona rural de Iguatu, Henry Pereira explicou que poderia ser traçada uma estratégia para descolocamento de uma brigada, mas antes é preciso ocorrer uma reunião de planejamento, entre proprietários, secretaria de Agricultura, Ibama e viabilizar o pagamento de combustível, estadia e alimentação dos brigadistas. “Nós não temos combustível e nem condições de arcar com as despesas por conta própria”, salientou. 

Antes, havia um projeto do Prevfogo, com base em Acopiara, mas o trabalho foi suspenso.

A partir do próximo mês, devem aumentar os focos de incêndios e queimadas em áreas rurais. Baixa umidade, tempo quente, mato seco e muitos agricultores ainda mantêm o hábito de fazer brocas para o preparo de área para o plantio.

O chefe do escritório do Ibama em Iguatu, Fábio Bandeira, disse que já foi duas vezes na região de Alencar, mas não havia identificado o autor do fogo e que também já teria solicitado a vinda de brigadistas do Prevfogo de Quixeramobim. “Infelizmente, eles disseram que não têm condições de vir”, frisou.

Enquanto isso, pequenos agricultores sofrem com a falta de assistência. Os irmãos, Luis Luziano de Araújo e Antônio de Araújo (Totonho de Zilma), no sítio Catolé dos Beneditos, em Alencar, já sofreram prejuízo com a perda de cerca, arame e área de pastagem.

09:36 · 18.08.2016 / atualizado às 09:55 · 18.08.2016 por

 

Os moradores do distrito de Alencar, zona rural de Iguatu, estão assustados com a ocorrência de assaltos seguidos contra comerciantes e moradores. Geralmente, os bandidos estão em motos, armados, e praticam os crimes.

Nesta terça-feira, 16, à noite, a série de assaltos começou no Bar das Primas. Segundo a vítima, Nilson Moreira da Silva, 70 anos, comerciante, quatro indivíduos chegaram em duas motos. Dois estavam armados de revólver e anunciaram o roubo. Os ladrões levaram a quantia de R$ 2.200,00 e aparelhos celulares do dono e dos clientes.

No sítio Atoleiro, assaltaram Francisca Nilma Holanda, 46 anos, que estava sentada na calçada de casa, quando foi abordada por quatro indivíduos em duas motos. Dela, roubaram um celular modelo Moto G.

Em seguida, no sítio Carrapicho, roubaram uma moto Honda 150 Fan, cor prata, placa OCS-9574, de José Neco Lavor, 57 anos. Os ladrões fugiram, policiais realizaram diligências, mas em vão.

 

19:15 · 17.08.2016 / atualizado às 19:19 · 17.08.2016 por
Fogo vem destruindo mata nativa na Serra de Alencar, em Iguatu. Foto de Honório Barbosa
Fogo vem destruindo mata nativa na Serra de Alencar, em Iguatu. Foto de Honório Barbosa

Há seis dias que um fogo destrói vegetação nativa na Serra de Alencar, na zona rural do município de Iguatu. Os produtores rurais estão apreensivos. Os irmãos, Luís Luziano e Antônio de Araújo, com ajuda de alguns trabalhadores, tentaram debelar as chamas, mas o trabalho foi em vão. “A gente trouxe água no ombro, em máquina costal de aplicação de veneno, mas não conseguiu”, contou Luziano. Eles já contabilizaram perda de pastagem, cerca e arame farpado. “Já tivemos prejuízo e não sabemos para quem apelar”, disse.

Na manhã de ontem, um helicóptero da Polícia Militar sobrevoo a área, mas os pilotos acreditaram que o fogo teria se apagado. Um policial bombeiro chegou a ir ao local, mas disse que não há acesso para viatura e não há o que fazer. No meio da tarde, as chamas com o vento e o calor se espalharam. “Já retiramos o gado, mas o risco permanece”, disse Antônio de Araújo. Existe suspeita de que o fogo começou em uma propriedade onde foi feito roço e uma broca e o vento espalhou a chama.

07:30 · 16.08.2016 / atualizado às 20:26 · 15.08.2016 por

No período de 1º a 4 de setembro próximo, o setor comercial de Iguatu será representado por uma caravana de 60 empresários na Convenção Nacional do Comércio. O evento será realizado na Praia do Forte, na Bahia. A participação dos lojistas foi debatida em reunião da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iguatu.

Durante o encontro, representantes do Sebrae apresentaram para os lojistas o projeto ‘Diagnóstico de Loja‘, que oferece ferramentas de controle de despesas, investimentos e informações para o crescimento das empresas, a partir de um diagnóstico detalhado que inclui aspectos físicos, de gestão e de atendimento aos clientes.

 

 

07:00 · 16.08.2016 / atualizado às 16:19 · 15.08.2016 por

A realização de um seminário de introdução à Universidade, visita de calouros às instalações do Campus Multi-Institucional Humberto Teixeira e um jantar comemorativo ao Dia do Estudante no Restaurante Universitário assinalou a abertura do semestre letivo da Unidade Descentralizada de Ensino (UDE) da Universidade Regional do Cariri (Urca) em Iguatu.

O evento foi realizado no último dia 11 e contou também com uma reunião entre diretores e integrantes de Centros Acadêmicos. Nesta segunda-feira, 15, o semestre começou para os veteranos.

O pró-reitor de Ensino e Graduação, professor Egberto Melo representou o reitor da urca, professor Patrício Melo. O professor geral da UDE, Ivo Ferreira, destacou a importância da oferta de cursos da Urca para o crescimento da região, bem como a estrutura da campus. Outros professores e co

Visita ao campus fez parte da programação de acolhida aos alunos da Urca e, Iguatu. Foto: divulgação
Visita ao campus fez parte da programação de acolhida aos alunos da Urca e, Iguatu. Foto: divulgação

ordenadores participaram da acolhida aos alunos novatos.

12:38 · 15.08.2016 / atualizado às 12:38 · 15.08.2016 por

 

Galpão colocado em leilão em Iguatu tem maior valor de avaliação dos imóveis no Estado, R$ 915 mil.
Galpão, na Rua Alzira Bandeira, colocado em leilão em Iguatu tem maior valor de avaliação dos imóveis no Estado, R$ 915 mil.

O governo do Estado vai leiloar 45 imóveis na Capital e no Interior do Estado, avaliados em R$ 9 milhões, no próximo dia 13 de setembro.

Na cidade de Iguatu, há quatro imóveis, inclusive um deles tem o maior valor de avaliação do Estado: um galpão, na Rua Alzira Bandeira, 162, no bairro Santo Antonio, avaliado em R$ 915 mil; uma casa na Avenida Agenor Araújo, 62, avaliada em R$ 200 mil; uma casa na Rua Monsenhor Coelho, 75, avaliada em R$ 320 mil e dois lotes na Rua Evaldo Gouveia, avaliados em R$ 130 mil.

O certame era para ter ocorrido na última quinta-feira, 11, mas foi adiado. Os imóveis serão arrematados pelo maior lance.