Busca

Tag: orós


19:39 · 01.06.2017 / atualizado às 19:41 · 01.06.2017 por

Na manhã desta quinta-feira (1º), por volta das 9 horas, cerca de 60 motociclistas, a maioria era mototaxistas, fizeram uma manifestação em frente à Câmara Municipal, na Avenida Fares Lopes, e no Centro comercial, com o objetivo de pedir o apoio do Poder Legislativo contra abusos que estariam sendo praticados pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).

De acordo com os manifestantes, há tratamento diferenciado entre os condutores de veículos, cidadão comum, e agentes públicos. Estes desrespeitariam as normas de trânsito e não seriam punidos.

O presidente da Câmara, vereador João Filho pediu que se organizasse uma comissão de dez manifestantes para uma audiência. Após a sessão, os manifestantes saíram pelas principais ruas da cidade fazendo um buzinaço e ao chegar em frente à Praça Luís Moreira interromperam o trânsito nas duas vias da Rua Custódio Nunes para chamar atenção da população e de autoridades.

ABORDAGEM POLICIAL

De acordo com os manifestantes, duas viaturas da Polícia Militar foram ao local, derrubando duas motos e quase atingindo participantes do protesto. “Os policiais desceram das viaturas com as armas em punho, mandando todos irem para casa, sem nenhum tipo de diálogo com os manifestantes que faziam um ato legal e ordeiro”, disse um participante que pediu para não ser identificado.

“Tomamos a rua de forma pacífica apenas para chamar a atenção das autoridades municipais para as dificuldades que estamos enfrentando e fomos abordados pelos policiais com armas nas mãos e com spray de pimenta, somos cidadãos, e não bandidos”, disse o mototaxista, Lindomar Azevedo. 

“Nós queremos apenas trabalhar, a viatura já chegou derrubando a minha moto, aqui só tem trabalhador, não tem ladrão não”, afirmou o borracheiro, identificado por Marcelo.

Após toda a confusão, uma comissão foi formada para debater as reivindicações dos mototaxistas e da população com representes do Demutram, Prefeitura e Câmara Municipal.

OAB

A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Fátima Silva, disse que nesta sexta-feira, 2, iria obter informações sobre possíveis atos de violência praticados por policiais militares contra os manifestantes.

O Blog ligou para o destacamento da PM em Orós, para obter esclarecimento, mas o telefonou chamou até desligar. A reportagem também não conseguiu contato com o Demutran de Orós, na noite desta quinta-feira,1º.

(Com informações de Amaury Alencar)

11:36 · 24.04.2017 / atualizado às 11:36 · 24.04.2017 por

Neste domingo, 23, por volta das 19 horas, no Mutirão Bom Jesus, na cidade de Orós, ocorreu um homicídio à bala. A vítima, José Adoneudo Oliveira, serralheiro, 32 anos, foi morto dentro da prória casa. Segundo o pai da vítima, Geraldo Silva, que presenciou o crime, dois indivíduos chegaram em uma motocicleta vermelha, placa não anotada, usando capacetes, perguntando por Xandim, apelido de José Adoneudo.

O pai chamou o filho, que foi alvejado ao sair de casa. Os tiros foram disparados pelo garupeiro. O corpo foi conduzido pelo rabecão para o IML de Iguatu. Policiais realizaram diligências, mas não localizaram os suspeitos.

 

 

 

10:38 · 19.04.2017 / atualizado às 10:38 · 19.04.2017 por

João Marcos Martins da Silva, 21 anos, e Jarliza Correia Lima, 22 anos, foram presos por uma equipe do BP Raio, no distrito de Guassussê, nesta terça-feira, 18, zona rural do município de Orós, por volta das 13 horas.

O  casal que seguia em uma motocicleta vermelha ao perceber a presença dos policiais militares empreendeu fuga, mas foi alcançado.  Os policiais encontraram com os dois, 530g de maconha, uma balança de precisão, além da motocicleta Honda CG 125, vermelha, sem placa e com o chassi adulterado.

Segundo o 10º Batalhão de Polícia Militar, os acusados informaram que pegaram a droga com José Vieira Cândido Pereira, 25 anos, pedreiro, residente no sítio Pedregulho, em Guassussê. Na casa do acusado, foram encontrados uma arma de pressão calibre 4,5 mm, R$ 179,00 em espécie, vários pássaros da fauna silvestre, 10 gaiolas, sete aparelhos celulares, duas munições calibre 38, embalagens para drogas e uma motocicleta Honda NXR/150 BROS, vermelha, 2011/2012, placa OIQ-1497.

Os três acusados juntamente com todo material apreendido foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Orós, onde foram autuados por receptação, tráfico, associação para o tráfico de drogas, posse ilegal de munição e crime ambiental.

19:46 · 18.04.2017 / atualizado às 22:18 · 18.04.2017 por

Nesta segunda-feira, 17, por volta das 23h, o ônibus escolar placas OCL-4615, da Prefeitura de Orós, que transportava cerca de 40 universitários da cidade de Icó para Orós foi assaltado. O crime ocorreu na CE-153 (Rodovia Padre Cícero), nas proximidades da entrada do sítio Rochedo.

O motorista Márcio Muriel Costa Silva, contou que retornava com os universitários da Faculdade Vale do Salgado em Icó, e ao passar pelo distrito Lima Campos, e percebeu que estava sendo seguido por duas motocicletas. Ao se aproximar da curva próxima a entrada do sítio Rochedo, observou quando os quatro ocupantes das motocicletas deram-lhe ordem de parada, e que ao tentar acelerar o ônibus, os indivíduos efetuaram em torno de dez disparos de arma de fogo no pára-brisa e nos pneus do veículo, fazendo com que o o ônibus parasse.

Em seguida, os assaltantes mandaram que fossem apagadas as luzes, ficando impossibilitado de ver as vestes bem como os rostos deles. Os ladrões subtraíram vários aparelhos celulares, notebook’s, entre outros pertences de cerca de 40 estudantes. Policiais realizaram diligências, mas não localizaram os suspeitos.

16:09 · 14.04.2017 / atualizado às 16:09 · 14.04.2017 por

Vital Soares da Silva, 56 anos, morreu afogado no canal do Açude Orós, na Vila Guassussê, nesta quinta-feira, 13. Os próprios familiares levaram a vítima para o Hospital Municipal de Orós.

De acordo com os parentes, a vítima sofria de epilepsia. Policiais militares constataram o fato.

 

 

16:53 · 07.02.2017 / atualizado às 17:25 · 07.02.2017 por

 

Manifestantes retiram sacos de areia de proteção da casa de máquinas. Foto de Wandemberg Belém

Na manhã desta terça-feira, 7, moradores da cidade de Orós realizaram manifestação que resultou na invasão do espaço do entorno das Casas de Máquinas, próximo à parede do açude. Os manifestantes retiraram sacos de areia que formavam um muro de contenção de água, com isso a unidade ficou alagada e o sistema de bombeamento teve de ser interrompido.

O protesto é contra a abertura em vazão máxima da válvula dispersora que libera água para o Açude Castanhão por meio do Rio Jaguaribe. O protesto foi o terceiro a ser realizado. O primeiro foi em julho passado, o segundo em novembro de 2016. Todos com a mesma motivação.

Inicialmente, os manifestantes ocuparam a ponte sobre o Rio Jaguaribe por cerca de meia hora, impedindo a passagem de veículos no trecho da Rodovia Padre Cícero. Depois caminharam pelo centro da cidade, indo até a válvula dispersora do açude.

O integrante do Comitê da Bacia do Alto Jaguaribe, Paulo Landim, disse que a liberação de 16m3/s, no Açude Orós, foi definida em reunião dos comitês em julho de 2016 com prazo de encerramento em 31 de janeiro passado. “Já se passaram mais de seis dias e até agora não houve nenhuma manifestação por parte do governo do Estado e da Cogerh (Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos)”, disse Landim. “Não sabemos quando haverá nova reunião e, pelo visto, os comitês têm apenas papel decorativo, já que todas as decisões são impostas pelo governo”.

O Açude Orós acumula atualmente 11,7% de sua capacidade. Os moradores temem o esvaziamento do açude e a escassez de água para atender a demanda dos moradores da cidade e dos sítios do entorno do açude para consumo próprio, dos animais.

Esclarecimento da Cogerh

A Cogerh informou que após o protesto a liberação de água para as sedes de Jaguaribe e Jaguaretama, comunidades ribeirinhas e transferência para RMF não foi prejudicada.

Amanhã uma equipe da Cogerh estará no local para elaboração de estudo para restabelecer o bombeamento do sistema Orós-Feiticeiro.

A Cogerh esclareceu ainda que foi aprovado pelo Comitês de Bacias Hidrográficas que o reservatório chegaria, no dia 1º de fevereiro de 2017, com o volume de 171,1 milhões de m³, no entanto, no dia 6 de fevereiro, o açude ainda encontra-se com 227,06 milhões de m³. Deste modo, ainda falta ser liberado 55,96 milhões de m³ para o Castanhão.

 

06:36 · 03.02.2017 / atualizado às 21:38 · 02.02.2017 por

 

O balanço de atividades de 2016 realizadas pelo Observatório de Licitações Municipais do Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) apontou irregularidades em 1.094 licitações, de 37 municípios, envolvendo o montante de cerca de R$ 173,7 milhões.

Os processos foram analisados e não identificaram itens importantes nas licitações como: projeto básico/termo de referência deficiente quanto à caracterização do objeto licitado; solicitação de documentos para fins de habilitação não previstos na legislação; restrição à competitividade pelo agrupamento indevido de itens em lotes; exigência injustificada de visita técnica; ausência de coleta de preços; sobrepreço; e descumprimento de normas relativas à publicação de licitações no Portal de Licitações dos Municípios.

Na região Centro-Sul, os municípios de Cedro, Orós e Quixelô ficaram fora da relação do TCM. De acordo com o prefeito de Cedro, Dr. Nilson Diniz, durante a gestão municipal (2013/2016), houve uma adequação totalmente as normas e, consequentemente, aplicar a transparência dentro da gestão pública. “Estamos mostrando que é possível aplicar os recursos de forma correta, utilizando boas práticas e total transparência nas contas públicas, principalmente nos processos licitatórios”.

Relação dos municípios

Na região Centro-Sul do Estado, os municípios de Cariús, Acopiara, Icó, Iguatu, Jucás e Lavras da Mangabeira aparecem na lista.

Após identificar os municípios, foram abertos processos que podem resultar na aplicação de multas, devolução de valores aos cofres públicos e desaprovação de contas.

Os ex-gestores informaram que não lhes foi dado espaço de defesa e que há problemas levantados pelo TCM que são de fácil correção e explicação, sem necessariamente significar desvio de recursos públicos.

18:17 · 19.01.2017 / atualizado às 18:18 · 19.01.2017 por
Pescador Samuel acusado de matar o vizinho com facadas. Foto de Richard Lopes
Pescador Samuel acusado de matar o vizinho com facadas. Foto de Richard Lopes

Policiais civis da Delegacia de Orós, na região Centro-Sul do Ceará, elucidaram em poucas horas um crime de morte ocorrido na madrugada da última terça feira, dia 17, em uma casa na Travessa Francisco Pacífico. Naquela madrugada, Cícero Teixeira de Oliveira, de 35 anos, foi morto a golpes de faca.

O corpo da vítima foi encontrado por volta das 7h da quarta-feira, 18, pelos vizinhos  que acionaram a polícia. No interior da residência da vítima, a polícia encontrou uma faca ensanguentada em cima de um colchão.

O delegado de Orós, Girlando Pereira, iniciou diligências com inspetores e descobriu o autor do crime. Foi preso na Travessa Francisco Pacífico, pelos policiais civis, o pescador Samuel José Vieira da Silva de 28 anos. Em depoimento ao delegado Girlando Pereira, o suspeito do crime disse que a vítima tentou assediá-lo amorosamente, e não concordando com as investidas resolveu praticar o crime.

Samuel já se encontra recolhido na cadeia de Orós à disposição da Justiça.

(Com informações de Richard Lopes)

09:36 · 18.01.2017 / atualizado às 09:36 · 18.01.2017 por

Cícero Teixeira de Oliveira, 35 anos, foi encontrado morto, em casa, em Orós, por volta das 7h desta terça-feira, 17, por vizinhos que comunicaram o fato à mãe da vítima e à Polícia.

No local foi encontrado um colchão ensanguentado e uma faca tipo peixeira, cabo de madeira, com marcas de sangue, que deve ser a arma do crime. O corpo da vítima apresentava várias marcas de perfurações, feitas com um objeto perfurante tipo faca.

A faca foi recolhida e entregue na Delegacia de Polícia Civil de Orós, onde foi aberto inquérito para apuração dos fatos. O corpo da vítima foi conduzido pelo Rabecão para o IML de Iguatu. Cícero Oliveira já tinha passagem pela Polícia.

10:23 · 08.01.2017 / atualizado às 10:23 · 08.01.2017 por

 

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Orós
Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Orós

Um adolescente de 14 anos foi apreendido na noite deste sábado, 7, em Orós, na região Centro-Sul do Ceará, sob a acusação de furtar dinheiro de duas urnas coletoras de doações de fiéis da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no centro da cidade.

De acordo com informações do 10º Batalhão de Polícia Militar, populares informaram que um adolescente de 14 anos havia entrado na Igreja, por meio do vitrô e abriu duas urnas, retirando a quantia de R$ 253, após a celebração da missa.

O jovem foi detido por integrantes da igreja que acionaram a Polícia Militar. O infrator foi conduzido, juntamente com duas testemunhas, à Delegacia Regional de Icó para que fossem realizado os procedimentos cabíveis.