Busca

Tag: orós


18:00 · 16.01.2018 / atualizado às 18:04 · 16.01.2018 por

 

Hotel do Dnocs está abandonado em Orós.

O conhecido Hotel do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) na cidade de Orós foi durante muitos anos sinônimos de boa hospedagem em época de crescimento econômico – plantio de algodão, e de atração turística. Além de acolher diretores, engenheiros e servidores do órgão, hospedava visitantes.

O tempo passou e o que era luxo, hoje transformou-se em lixo. Abandonado, cheio de morcego, mato e lixo, o hotel guarda apenas uma recordação de um passado exitoso. 

Recentemente chegou a ocorrer um convênio entre um particular e o Dnocs para exploração dos serviços de hospedagem e refeição. Passou a funcionar com limitações, mas ainda estava ativo. Por último, a Prefeitura de Orós obteve convênio para manter a unidade, que ficou abandonada.

Os moradores da cidade de Orós lamentam o abandono do hotel. “Hospedava muita gente, tinha boa movimentação e havia lotação nos anos de cheia do açude, mas agora está triste, em situação total de abandono”, disse o aposentado, Francisco Custódio. “Esperamos que o Dnocs adote uma providência ou mesmo o município”.

 

10:45 · 09.01.2018 / atualizado às 10:55 · 09.01.2018 por
Oficina de teatro realizada no distrito de Guassussê. Foto de Willian Ferreira

Com o objetivo de apresentar melhorias para comunidade através da arte como instrumento de socialização, a ONG Realeza Nordestina e o Grupo Imagens de Teatro lançaram em Orós o projeto da Escola Livre de Artes (ELA), com apoio da sociedade.

A programação inclui atividades culturais na sede da cidade de Orós e nos distritos (Guassussê, Santarém, Igarói e Palestina).

As ações são desenvolvidas semanalmente com oficinas de teatro, dança, cinema e outras linguagens artísticas. Não existe uma taxa de inscrição para fazer as aulas. Basta ter disposição e comparecer. Os espaços para realização das oficinas funcionam nas casas dos moradores, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e nas ruas.

Ocupação 

Temos como meta ocuparmos as ruas das comunidades. Levar arte para os lugares mais inóspitos e alternativos. Todos os professores são voluntariados. O grande salário é intercâmbio com artistas. Temos professores com currículo de peso como o Narcélio Grud , realizador do Festival internacional de Arte Urbana do Concreto, o professor Claúdio Ivo com formação no Teatro Bolshoi, Airan Cândido, artesã do distrito de Santarém.

“É um projeto de ocupação e apropriação dos espaços públicos que envolve o turismo cultural, e acima de tudo, economia criativa, pois o comércio local será beneficiado com abrangência do projeto com geração de renda”, frisou o idealizador do projeto, Édson Cândido. “Acreditamos na força de mudança social através da arte no sentido de ocupar os diversos adolescentes vítimas da exclusão social por escassez de políticas públicas”.

Atividades 

As atividades iniciaram-se no dia 3 passado com primeira ação de fortalecimento do patrimônio imaterial. Foi realizada uma visita guiada com os antigos moradores da “Conceição do Buraco”. Por conta do duro período de estiagem no estado do Ceará, aos poucos ruínas do vilarejo estão surgindo. Os frutos dessa ação serão um documentário com estreia prevista para dia 8 de Julho.

Também os moradores e alguns líderes comunitários de Guassussê estão em processo de pesquisa para catalogar o material ainda existente das casas dos moradores. Em continuidade será alugado um prédio para abertura de um museu alusivo aos moradores resistentes e vítimas da submersa, ainda, Vila da Conceição do Buraco.

Recentemente houve oficinas de Teatro Ritual com o professor, Abmael Henrique, em Guassussê, oficina de fotografia no Igarói e Arte Urbana no distrito de Santarém sob orientação do coletivo Cérebro da cidade de Iguatu.

Segue continuidade da programação de Janeiro

Prática de Conjunto Vocal

Ministrado: Bruno Kaos (Icó CE)

Dia: 13 – Sábado

Horário: das 08h às 17h

Vagas: livre

Local: Memorial Joaquim Cândido – Santarém

História da Arte

Ministrado: Antônio Jorge (Santarém – Orós CE)

Dia: 14 – Domingo

Horários: das 14h às 17h

Vagas: Livre

Local: Casa do Antônio Jorge – Santarém

Dança Popular

Ministrado: Sudaílson Kennedy (Grupo Garajal – Fortaleza CE )

Dias: 27 e 28 – Sábado e Domingo

Horário: das 8 às 17h e das 8h às 12h

Vagas: livre

Local: ONG Realeza Nordestina – Santarém

Realeza nordestina 

O Centro de preservação da história e cultura popular Realeza Nordestina foi fundado no ano de 2010, com a finalidade de promover a valorização e desenvolvimento da cidadania através da cultura, da assistência social, da educação, saúde, iniciação profissional e atividades socioeducativas para crianças, adolescentes, jovens e adultos. Desta forma buscando a promoção e o desenvolvimento social da comunidade com projetos nas áreas culturais e nas mais diversas expressões e linguagens culturais.

Repertórios

2010 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 50 Anos de Santarém.A50 anos de San

2011- Asa Branca Vem Canta e Encanta o Nordeste Brasileiro.

2012 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 100 Anos do Rei do Baião.

2013 – Asa Branca Vem Canta e Encanta os Vaqueiros do Sertão.

2014 – Asa Branca Vem Canta e Encanta as águas do Orós

2017 – Musical “O Quinze”

GRUPO IMAGENS DE TEATRO

Teve sua origem em janeiro de 2001, com o estudo para montagem do espetáculo “Imagens”, de Benedito Rodrigues Pinto.

O diretor Edson Cândido já havia montado um espetáculo do mesmo autor, “Meia-Sola”, no Estado de São Paulo e, a partir dessa segunda experiência, enveredou pela linha de montagem realista de autores ditos “malditos”.

Desde aquelas primeiras experiências até hoje, o Imagens de Teatro vem acumulando uma bagagem de quase quinze anos de pesquisa, montagem e apresentação de espetáculos, adaptando-se, nessa trajetória, aos mais diversos espaços, desde palcos tradicionais a galpões, bares e ambientes bem alternativos, disseminando a cultura teatral e formando plateia em todo o país.

Como reconhecimento pelo trabalho realizado, o Imagens de Teatro já foi vencedor do Prêmio Myriam Muniz/FUNARTE, em 2009, com o projeto “Plínio Marcos – Trilogia: Abajur Lilás, Navalha na Carne e Barrela” e em 2014, com o projeto “Grupo Imagens 13 anos – Indo onde o povo está”, já tendo acumulado, ao longo de sua carreira, 06 prêmios de melhor espetáculo, 09 prêmios de melhor direção, 11 prêmio de melhor atriz, 05 prêmios de melhor atriz coadjuvante, 02 prêmios de melhor ator, 04 prêmios de melhor ator coadjuvante, 04 placas de homenagem, 01 prêmio de melhor iluminação, 01 prêmio de melhor sonoplastia, 02 prêmios de melhor cenografia, 02 prêmios de melhor maquiagem e um prêmio de melhor caracterização.

14:54 · 03.01.2018 / atualizado às 15:13 · 03.01.2018 por

 

O confronto entre suspeitos de integrarem uma quadrilha de assaltantes na manhã desta quarta-feira, 3, no sítio Montante, zona rural do município de Orós, na região Centro-Sul do Ceará, com policiais militares do Comando Tático Rural (Cotar) resultou na morte de três deles. Dois foram identificados: Raimundo Nonato Rodrigues Nunes, 23 anos, e Lucas de Freitas Pereira, 23 anos, conhecido por Luquinha, moradores da cidade de Icó. 

Os policiais foram recebidos à bala quando se aproximavam da casa para verificar denúncia anônima de que o local abrigava moradores em atitude suspeita. O caso obteve ampla repercussão no município de Icó. Os três são suspeitos de integrarem uma quadrilha responsável por roubos de carro à mão armada e de pelo menos três homicídios – uma mulher e dois homens – registrados na cidade de Icó, dentre eles a execução do agropecuarista, Raimundo Pequeno Landim, 53 anos, por volta das 22 horas do último dia 31.

Os policiais militares apreenderam na casa onde estavam os suspeitos três pistolas, farta munição e um carro Astra, com placa de Feira de Santana, que foi tomado de assalto na noite desta terça-feira, 2, na ponte rodoviária Piquet Carneiro, sobre o Rio Salgado. Três mulheres que estavam na casa foram levadas para serem ouvidas na Delegacia Regional de Polícia de Icó.

O Núcleo de Perícia Forense de Iguatu confirmou a entrada na manhã desta quarta-feira, 3, de três corpos, mas somente no fim da tarde será liberada identificação com a presença de parentes.

 

 

09:57 · 02.01.2018 / atualizado às 09:57 · 02.01.2018 por

   No próximo dia 6 de janeiro, no sítio  Aroeira, zona rural de Orós, um grupo de agricultores e de incentivadores da cultura popular de observação sobre chuvas mantém viva a tradição. Reunidos sob a sombra de um pé de cajarana, os participantes do encontro trocam experiências e falam sobre a possibilidade ou não de chuva para este ano.

Cada participante traz o seu relato, a sua experiência. O sertanejo depende da chuva para plantar e para ter água de beber e matar a sede dos animais. Depois de seis anos seguidos de chuva abaixo da média, nessa época do ano, os olhos estão voltados para o céu, para as plantas e para a natureza. É tempo de observação e de troca de conhecimento popular entre os agricultores.

No sítio Aroeira, o Encontro dos Guardadores de Experiências Populares de Chuva e de Sementes no Sertão, é realizado sempre no Dia de Reis.

O autor do projeto é o poeta e músico, Zé Vicente, que avisa: “Não é uma reunião de profetas, mas de guardadores de experiências populares, para manter viva a história, o costume do sertanejo, a preservação ambiental. Aqui ninguém se preocupa se erra ou acerta”.

06:00 · 15.12.2017 / atualizado às 12:04 · 14.12.2017 por

Nesta sexta-feira, 15, a Prefeitura de Orós vai promover uma programação especial de abertura dos festejos natalinos. O Orós Natalino acontece na Praça Luiz Moreira, a partir das 19 horas. A programação inclui apresentações do coral da Fundação Raimundo Fagner, e shows artísticos.

O prefeito Simão Pedro disse que o evento resgata a cultura de festas, harmonia e paz entre as famílias do município, ao proporcionar momento de lazer e de confraternização.

19:21 · 11.12.2017 / atualizado às 19:21 · 11.12.2017 por
Prefeita em audiência com secretário Francisco Teixeira

A prefeita de Icó, Laís Nunes, esteve nesta segunda-feira(11) à tarde, na Secretaria de Recursos Hídricos do Estado do Ceará(SRH), em Fortaleza, onde foi recebida pelo secretário Francisco Teixeira.

Na pauta da audiência, a grave crise hídrica na região do Vale do Salgado e nas cidades circunvizinhas a Icó, e foram apresentadas também várias reivindicações, dentre elas a “agilidade para a ligação da parte elétrica das bombas que são responsáveis pela transposição das águas entre o açude Orós e Lima Campos”.

O secretário Francisco Teixeira, a pedido da prefeita de Icó, entrou em contato com a empresa de energia elétrica responsável pelo bombeamento, com a devida urgência, para deixar tudo funcionando adequadamente.

O bombeamento da transposição está acordado que será de 800 litros por segundo.

“No passado não muito longe a crise hídrica atingia o rebanho bovino e caprino e a nossa produção agrícola. Hoje, o medo é de falta d’água para o consumo humano”, ressaltou Laís Nunes.

 

19:18 · 07.12.2017 / atualizado às 19:28 · 07.12.2017 por

 

A Câmara Municipal de Orós aprovou nesta quinta-feira, 7, projeto de indicação de emenda à lei municipal nº037/15, alterando inciso V do artigo 4º com várias alíneas sobre temáticas ligadas à Educação, formação de crianças e adolescentes, material didático sobre ideologia de gênero, pornografia, por iniciativa da vereadora, Mara Cibely da Silva Pinheiro. 

Segundo o texto aprovado, ‘Considera-se pornográfico ou obsceno áudio, vídeo, imagem, desenho, ou texto escrito ou lido cujo conteúdo descreva ou contenha palavrões, imagem erótica ou de órgãos genitais, de relação sexual ou de ato libidinoso’.

A emenda prevê também que a apresentação científico-biológica de informações sobre o ser humano e seu sistema reprodutivo é permitido respeitada a idade apropriada’, mas não define essa idade.

Audiência polêmica 

Na terça-feira passada houve audiência pública para discutir a proposta apresentada pela parlamentar. A reunião foi marcada por momentos de tensão e segundo alguns participantes houve baixaria, discriminação e agressão por apresentação de um cartaz contra o movimento LGBT, além da impossibilidade de algumas pessoas se manifestarem.

As pessoas contrárias ao projeto de lei criticaram a falta de uma discussão mais ampla sobre a proposta e o horário de realização da audiência pública que impediu maior participação popular.

O professor César Carvalho disse que o projeto ‘apresenta cunho religioso-evangélico, sem embasamento científico, discussão por parte de pedagogos e psicólogos’. Para ele, houve manifestação preconceituosa de homofobia.

O enfermeiro e professor, David Moreira observou que o projeto seria uma cópia de um projeto apresentado no Legislativo da cidade de Crato, onde foi aprovado, e de Icó, onde está em discussão nas comissões técnicas. “Queríamos uma discussão mais ampla”, pontuou. “Esse projeto fere direitos sociais, vai na contramão de políticas públicas federais de assistência social e de Educação”.

A advogada Fátima Silva, da Comissão de Direitos Humanos da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, na região Centro-Sul, disse que iria registrar um Boletim de Ocorrência e ingressar com procedimento judicial por ação de preconceito e discriminação durante a audiência pública. Informou ainda que o projeto de lei seria inconstitucional. “Vamos arguir a inconstitucionalidade dessa lei, pois não é competência do município legislar sobre matéria que envolve crianças e jovens. “O que a Câmara decidiu e como decidiu foi inaceitável”.

O padre José Ricardo Ferreira que participou da audiência pública lamentou o desfecho da reunião e os momentos de tensão que ocorreram durante os debates. “Fui mal interpretado”, frisou. “Os ânimos estavam acirrados e pedi amor, concórdia, reconciliação”.

O sacerdote disse que a temática da ‘Infância sem pornografia’, a ideologia de gênero e polêmicas com movimentos LGBT são questões complexas que precisam ter um debate sereno e mais aprofundado. “Temos que amadurecer essas questões e não criar preconceitos”, afirmou. “Infelizmente, os professores que seriam os mais interessados não compareceram”.

O estudante Márcio Costa lembrou que livros de Ciências para alunos da 4ª série do ensino fundamental trata da questão dos órgãos de reprodução humana, mostra ilustrações. “Isso é errado? Isso é pornografia?”, questionou. “Esses temas biológicos, de anatomia humana estão presentes ao longo do ensino fundamental II”.

No fim da tarde desta quinta-feira, 7, o Blog ligou para a Câmara Municipal de Orós (3584.1480) mas não conseguiu contato.

 

 

 

12:02 · 04.12.2017 / atualizado às 12:02 · 04.12.2017 por

Na noite deste domingo, 3, uma mulher foi assassinada na localidade de Igarói, na Rua Das Flores. A vítima, Andrelina Sátiro Carlos, 40 anos, solteira, foi morta por dois homens que chegaram em uma motocicleta vermelha e desferiram vários disparos de arma de fogo.

Andrelina Carlos foi socorrida por populares até o Hospital Municipal de Orós, onde foi constatado o óbito dela. O rabecão fez a remoção do corpo para o IML de Iguatu.

10:16 · 28.11.2017 / atualizado às 10:16 · 28.11.2017 por
Arte e cultura em Orós por meio da ONG Realeza Nordestina

A Organização Não Governamental (ONG) Realeza Nordestina e o Grupo Imagens de Teatro lançam no próximo dia 15 de dezembro, a partir das 19h, no Clube Rio Seco na cidade de Orós o projeto “Escola Livre de Artes – ELA”

Na ocasião acontecerá apresentação do Musical “O Quinze” da Obra de Raquel de Queiroz com direção de Fábio Holanda e lançamento da Exposição “Caminhos da Realeza” com curadoria de Willian Ferreira.

Com intuito de apresentar melhorias para comunidade através da arte como instrumento de socialização, sociedade civil se unem em prol do bem estar dos moradores de Orós. O projeto ofertará durante seis meses oficinas culturais e de cidadania para os distritos como Santarém, Palestina e Guassussê.

 ONG REALEZA NORDESTINA

O Centro de Preservação da História e Cultura Popular Realeza Nordestina foi fundado em 2010 e tem a finalidade de promover a valorização e desenvolvimento da cidadania através da cultura, da assistência social, da educação, saúde, iniciação profissional e atividades socioeducativas para crianças, adolescentes, jovens e adultos.

A entidade busca a promoção e o desenvolvimento social da comunidade com projetos nas áreas culturais e nas mais diversas expressões e linguagens culturais.

Repertórios
2010 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 50 Anos de Santarém.A50 anos de San
2011- Asa Branca Vem Canta e Encanta o Nordeste Brasileiro.
2012 – Asa Branca Vem Canta e Encanta 100 Anos do Rei do Baião.
2013 – Asa Branca Vem Canta e Encanta os Vaqueiros do Sertão.
2014 – Asa Branca Vem Canta e Encanta as águas do Orós
2017 – Musical “O Quinze”

GRUPO IMAGENS DE TEATRO

Teve sua origem em janeiro de 2001, com o estudo para montagem do espetáculo “Imagens”, de Benedito Rodrigues Pinto. O diretor Edson Cândido já havia montado um espetáculo do mesmo autor, “Meia-Sola”, no Estado de São Paulo e, a partir dessa segunda experiência, enveredou pela linha de montagem realista de autores ditos “malditos”.

Desde aquelas primeiras experiências até hoje, o Imagens de Teatro vem acumulando uma bagagem de quase quinze anos de pesquisa, montagem e apresentação de espetáculos, adaptando-se, nessa trajetória, aos mais diversos espaços, desde palcos tradicionais a galpões, bares e ambientes bem alternativos, disseminando a cultura teatral e formando plateia em todo o país.

Premiação 

Como reconhecimento pelo trabalho realizado, o Imagens de Teatro já foi vencedor do Prêmio Myriam Muniz/FUNARTE, em 2009, com o projeto “Plínio Marcos – Trilogia: Abajur Lilás, Navalha na Carne e Barrela” e em 2014, com o projeto “Grupo Imagens 13 anos – Indo onde o povo está”, já tendo acumulado, ao longo de sua carreira, 06 prêmios de melhor espetáculo, 09 prêmios de melhor direção, 11 prêmio de melhor atriz, 05 prêmios de melhor atriz coadjuvante, 02 prêmios de melhor ator, 04 prêmios de melhor ator coadjuvante, 04 placas de homenagem, 01 prêmio de melhor iluminação, 01 prêmio de melhor sonoplastia, 02 prêmios de melhor cenografia, 02 prêmios de melhor maquiagem e um prêmio de melhor caracterização.

12:45 · 15.11.2017 / atualizado às 12:45 · 15.11.2017 por

Policiais militares perseguiram e prenderam dois homens acusados de prática de furto na cidade de Orós. Os suspeitos tentaram fugir, em uma moto, Honda CG 125 Fan, placa HYI 9062, pelas ruas da cidade, mas perderam o controle do veículo e caíram. Os policiais dispararam para o alto para conter os fugitivos.

A dupla havia momentos antes assaltado vários moradores. A dupla estava armada e jogou a arma e os celulares na via. Os policiais recuperam dois aparelhos de celulares modelo Samsung J7 prime, dois celulares LG, R$ 50,00 em dinheiro, e a arma de fogo.

Os acusados foram identificados por Giliardo J. da Silva (que já responde por três roubos), vaqueiro, 22 anos, Gilian J. da Silva (que responde por três roubos), vaqueiro, 18 anos. A dupla seguia em uma motocicleta Honda CG 125 FAN preta, inscrição de Pereiro, placa HYI 9062, adulterada com fitas isolantes.

Os acusados foram presos em flagrante e encontram-se recolhidos na Cadeia Pública de Orós.