Busca

Tag: orós


14:30 · 07.07.2014 / atualizado às 14:30 · 07.07.2014 por
Tradicional plantio de arroz irrigado movimenta economia agrícola local
Tradicional plantio de arroz irrigado movimenta economia agrícola local

Neste ano, começou mais cedo o tradicional cultivo de arroz irrigado nas várzeas do Açude Orós e do Rio Jaguaribe, na região Centro-Sul do Ceará. As terras agricultáveis ficam localizadas neste município e em Quixelô. Em comparação com o ano passado, haverá uma redução de 50% da área. A estimativa é de plantio de 150 hectares. O trabalho inclui 300 pequenos produtores rurais.

O açude Orós é o segundo maior do Ceará com capacidade para armazenar 2 bilhões de metros cúbicos de água. Atualmente, reservatório acumula 61% de sua capacidade, segundo dados da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). O cultivo de arroz irrigado nas várzeas do Orós começou na década de 1960, após a construção do açude. Com o passar do tempo a atividade foi se expandindo e atingiu o auge na década de 1990.

Os agricultores do entorno perceberam que no segundo semestre de cada ano, depois da quadra invernosa, há disponibilidade de terras férteis, que ficam descobertas. À medida que a água vai baixando, os agricultores avançam com o plantio, nos meses de junho, julho e agosto. O ciclo produtivo termina com a colheita, em dezembro e janeiro, antes da chegada novamente das chuvas.

As áreas de cultivo variam segundo o nível do reservatório. Neste ano, beneficiam as localidades de Serrote e Várzea Grande, em Iguatu e outros sítios em Quixelô. “O melhor seria se o açude estivesse com pelo menos 70% da capacidade”, disse o produtor rural, Francisco José Braz. “A área de cultivo seria ampliada, beneficiando mais agricultores”.

No verão de 2013, o cultivo atrasou por causa da dificuldade de transferência de água para as áreas de produção. Na época, a Prefeitura de Iguatu atendeu a solicitação dos produtores rurais e contratou uma máquina retro escavadeira que fez a reabertura e ampliação de um canal de terra, possibilitando a irrigação de cerca de 300 hectares de arroz.

“O plantio começou no fim de junho e vai até agosto”, disse o pequeno produtor rural, Marconi Chagas da Silva. Neste ano, o trabalho começou mais cedo porque o canal feito em 2013, facilitou a irrigação, a transferência de água do Rio Jaguaribe para as áreas de cultivo. Centenas de produtores rurais fazem o serviço de preparo de terra e alguns já plantaram e começaram a irrigar.

14:44 · 23.05.2014 / atualizado às 14:44 · 23.05.2014 por

A Câmara Municipal de Orós, na região Centro-Sul do Ceará manteve o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), nesta sexta-feira, 23, por desaprovação das contas por irregularidades com notas de improbidades administrativas, da ex-prefeita de Orós.

O presidente da Câmara, vereador José Rubens (PROS), disse que foi assegurada a convocação da ex-prefeita Fátima Maciel para apresentar sua defesa em plenário, escrita, pessoalmente ou por advogado, como faculta a legislação.

Seis vereadores votaram a favor do parecer do TCM que desaprova as contas da ex-gestora e três da bancada de oposição ao atual gestor, se abstiveram na hora do julgamento. Outros dois vereadores não compareceram ao plenário e nem justificaram suas ausências.

O plenário da Câmara ficou lotado. Após o julgamento, houve passeata e queima de fogos de artifício nas ruas da cidade.

12:19 · 06.05.2014 / atualizado às 12:19 · 06.05.2014 por
Morte de tilápias em gaiolas traz prejuízo aos piscicultores. Foto: Honório Barbosa
Morte de tilápias em gaiolas traz prejuízo aos piscicultores. Foto: Honório Barbosa

Nas localidades de Jurema e de Pereiro dos Pedros, na Bacia do Açude Orós, na região Centro-Sul do Ceará, a mortandade de tilápias atingiu cerca de três mil gaiolas, deixando prejuízo para mais de cem famílias. Os produtores trabalharam nos últimos três dias na retirada do pescado morto, que foi enterrado em valas próximas ao reservatório.

A Associação Comunitária de Jurema ainda não tem um balanço do prejuízo financeiro e nem da quantidade de pescado morto, mas estima-se em torno de R$ 300 mil. O prejuízo somente não foi maior porque 80% dos peixes foram comercializados durante a Semana Santa e somente estavam nos tanques-redes os pescados abaixo de 400 gramas, com quatro meses de vida.

A mortandade foi generalizada na localidade de Pereiro dos Pedros e cerca de 90% em Jurema. “Morreu todo o pescado do nosso grupo de produção”, disse o piscicultor, Fausto Lima. “Essa é a segunda vez que ocorre, trazendo prejuízo para as famílias”.

O produtor Luciano Rodrigues Braz trabalhou por dois dias seguidos na retirada do pescado morto, em meio ao mau cheiro. “Temos de enfrentar o prejuízo e fazer a retirada do pescado”, lamentou. Alguns operários foram contratados pelos piscicultores para o serviço de condução do peixe apodrecido até as valas, por meio de carro de mão.

Essa não é a primeira vez que o fenômeno ocorre. Nos últimos quatro anos tem se repetido com maior ou menor incidência nos meses de junho e julho, quando se verifica o fenômeno da inversão térmica e aumento dos índices de poluição, retirando o oxigênio da água.

Os piscicultores parecem acostumados e não adotam as medidas técnicas sugeridas: evitar alimentar o pescado, reduzir a quantidade por gaiolas, e retirar o peixe quando há sinais de que o fenômeno vai se verificar. Um deles é a mudança de coloração da água para verde escuro. A morte ocorre rapidamente, da noite para a manhã.

Nos últimos quatro dias, houve queda de temperatura e incidência de ventos fortes. As algas O Açude Orós recebe dejetos e esgotos de mais de 10 cidades, da Bacia do Alto Jaguaribe.

projetos de criação de tilápias atendem a 750 famílias e tem produção média mensal de 750 toneladas. Foto de HB
projetos de criação de tilápias atendem a 750 famílias e tem produção média mensal de 750 toneladas. Foto de HB
15:49 · 11.04.2014 / atualizado às 15:49 · 11.04.2014 por

Policiais da Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó investigam o duplo homicídio ocorrido nesta quinta-feira, dia 10, por volta das 16h, na Vila de Guassussê, zona rural de Orós.

De acordo com o 10º Batalhão Militar, quatro homens mataram o motorista de caminhão, Erasmo Batista dos Santos, 51 anos,  e o ajudante dele, José Weverton Lima, 25 anos. O caminhão foi atacado e os dois morreram no local. As vítimas foram fuziladas. Os dois residiam no distrito de Igarói, em Orós.

Erasmo transportava gado de Orós para Icó. No momento do crime, seis cabeças de gado estavam no veículo. Entretanto, nenhum animal foi atingido. Diversas cápsulas de pistola e um revólver foram apreendidos para perícia. O crime tem característica de pistolagem e na hora do ataque chovia no local.

 

11:57 · 29.03.2014 / atualizado às 11:57 · 29.03.2014 por

 

Campanha foi lançada com êxito em Orós.
Campanha foi lançada com êxito em Orós.

A primeira aula do projeto Educando Para o Trânsito, na cidade de Orós, na região Centro-Sul, reuniu cerca de 2.500 pessoas que lotaram o Ginásio Aécio de Borba, nesta sexta-feira, 28, pela manhã.

O prefeito Simão Pedro (PROS), que promoveu o evento, agradeceu a parceria do Governo Estadual, que além do incentivo a regularidade do trânsito, liberou cerca de 2300 carteiras de motoristas, no chamado projeto de CNH Popular, pelo qual o cidadão não terá custo algum quando de sua expedição de “carteira de motorista”.

A aula inaugural foi proferida pelo vice-governador do estado do Ceará, Domingos Filho, que abordou de forma sociológica, pela visão do direito e da legislação de trânsito, toda a preocupação do governo com acidentes automobilístico, principalmente, pela falta do uso de capacete e do dever de cumprir as regras de trânsito.

“A nossa preocupação com a vida, com a boa ordem, nos trás a esta simpática Orós. A ideia deste projeto nos motivou enquanto presidente da assembleia, pelas constantes reclamações contra realização de blitz. Agora, o próprio governo educa e entrega, sem custos, carteiras de motoristas a muitas pessoas que não tinham como pagar”, disse Domingos Filho.

A aula inaugural, uma das maiores ocorridas no Estado do Ceará até o presente momento, teve a participação de milhares de alunos que buscam sua CNH popular, sem custo financeiro, bem como de centenas de lideranças políticas e comunitárias de toda a região do Centro-Sul.

08:09 · 03.12.2013 / atualizado às 23:22 · 02.12.2013 por
Colheita vai até o fim deste mês. Foto: Honório Barbosa
Colheita vai até o fim deste mês. Foto: Honório Barbosa

Começou a colheita de arroz irrigado nas várzeas do Açude Orós, no município de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará. Três máquinas fazem o trabalho em uma área estimada de 300 hectares.

A colheita mecânica deve se estender até o fim deste mês. A produção estimada é de 1800 toneladas.

Os produtores rurais disseram que a produção superou a expectativa inicial, mas reclamam da queda de preço do produto. A saca de 60 quilos de arroz em casca era vendida até o mês passado por R$ 50,00, mas agora caiu para R$ 40,00. “O custo de produção é elevado”, disse o agricultor, Marconi Chagas da Silva.

O produtor rural, César Lucas, plantou 30 hectares em parceria com quatro rendeiros. Desde 2002 que está na atividade. “Quando a colheita começa o preço do produto cai e isso prejudica todos os produtores”, disse.

O plantio começou em agosto passado, com apoio da Prefeitura de Iguatu que abriu um canal de terra e permitiu a transferência de água do Rio Jaguaribe para as áreas de produção.

 

Produtores reclamam do baixo preço do produto. Foto: Honório Barbosa
Produtores reclamam do baixo preço do produto. Foto: Honório Barbosa

 

 

09:28 · 09.11.2013 / atualizado às 09:28 · 09.11.2013 por
Largo do Thebérge em Icó, centro histórico
Largo do Thebérge em Icó, centro histórico

O Largo do Thebérge, centro histórico de Icó, na região Centro-Sul do Ceará, recebe, neste sábado, dia 09, o I Programa de Integração Cultural Icó-Orós (PICIO). Realizado por produtores das duas cidades, a ocupação cultural integra diversas linguagens e ocupa três prédios históricos de Icó. A programação inicia às 8h com oficinas e às 17h com programação artística.

O I PICIO visa estabelecer um circuito cultural entre as cidades de Icó e Orós e ainda fomentar a utilização e ressignificação dos equipamentos culturais localizados em prédios seculares. O tema ‘Seja, Esteja e Viva’, vem do significado, em Tupi Guarani, do nome Icó e foi escolhido para mobilizar a população e atrair o público.

O evento elaborado no Projeto EntrePontos – Programa Integrado de Formação Livre para agentes culturais do Ceará – faz parte do laboratório prático de produção, técnica, comunicação e gestão de empreendimentos culturais realizado em Icó.

A ação é idealizada por produtores locais e tem o objetivo de despertar uma política cultural aberta para os artista e produtores das cidades e fomentar a formação de plateia para as diferentes linguagens.

  Atrações musicais, artesanato, comidas típicas, oficinas, programação infantil, exposição e audiovisual integram a programação. Participam artistas de Icó e Orós, ressaltando a diversidade regional, e ainda o músico Caio Castelo, de Fortaleza. Quatro espaços históricos serão ocupados em Icó: Núcleo do Sobrado Canela Preta, Centro de Arte e Cultura Aldo Marcozzi Monteiro (Casa de Câmara e Cadeia), o Teatro da Ribeira e Largo do Théberge.

 

PROGRAMAÇÃO

Teatro da Ribeiras do Icós

8h às 11h – Oficinas de Passarela e Manequim, Danças Folclóricas e Balé Moderno

19h30 – Apresentação Resultado da oficina de Dança Folclórica

19h50 – Peça infantil “A Balada do Doido”

20h – Companhia de Dança Sinceratos

20h10 – Resultado da oficina de Balé Moderno

20h30 – Peça teatral “Histórias do Meu Orós”

21h – Companhia de Dança Ritmos e Movimento

 

Sobrado Canela Preta

14h às 17h – Oficina de Bonecos

 

Largo do Théberge

17h – Maquiagem lúdica para crianças e palhaço

18h – Curtas metragens infantis e exposição e feira permanente com artes integradas

18h30 – Cortejo Brincante com a Banda de Música

19h  – Coral do Núcleo de Música Sobrado Canela Preta

21h20 – Rízia Kadja e Banda

21h55 – Banda do Núcleo de Música Sobrado Canela Preta

22h50 – Caio Castelo

 

Centro de Arte de Cultura Aldo Marcozzi MonteiroCasa de Câmara e Cadeia

23h50 – DJ

00h00 – Desfile – resultado das oficinas de passarela e manequim

00h25 – Dança de Rua – Grupo Ritmo do Corpo – RDC

00h35 – DJ

 

23:21 · 20.10.2013 / atualizado às 23:21 · 20.10.2013 por

Na CE 153 (Rodovia Padre Cícero) no trecho que liga Orós a Solonópole a um quilômetro da cidade de Orós, na região Centro-Sul acidente de trânsito deixou dois jovens mortos. Por volta das 22h45 de ontem, morreram Germano Matheus Teixeira Cuistódio, 26, e Álvaro Batista de Lucena Neto, 22, após o carro, um Fiat Uno de cor prata de placas NUX-5166 com inscrição de Milhã-CE, sair da estrada e capotar várias vezes.

Segundo a PM, o motorista do veículo Álvaro Batista de Lucena Neto perdeu o controle do veículo em uma curva.

Ângelo Márcio Nunes Bento, 40 anos, que também vinha no veículo foi transferido para Fortaleza com dores nas costas e escoriações.

 

 

 

19:28 · 12.10.2013 / atualizado às 19:28 · 12.10.2013 por
Bar da Paz foi palco de violência em Orós. Foto: Josemberg Vieira
Bar da Paz foi palco de violência em Orós. Foto: Josemberg Vieira

Mais um assassinato abala a cidade de Orós, cidade distante 352 km de Fortaleza, na região Centro-Sul do Ceará. José Sergio Vaqueiro de Lima, 27 anos, conhecido por Zezinho, foi morto a tiros, neste sábado, 12, por volta das 11 horas.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava na entrada do Bar da Paz, no bairro São Geraldo, área da periferia da cidade, quando dois homens usando capuz  chegaram em um Fiat vermelho de vidros fumê, e efetuaram vários disparos contra Zezinho. O nome do estabelecimento comercial não condiz com a violência.

Ainda segundo a PM, um cliente do bar também foi atingindo com um tiro de raspão, mas sem gravidade. A dupla fugiu no veículo. Policiais realizam diligência, mas não conseguiram prender os acusados de praticar o crime de morte. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Iguatu.

A Polícia não soube informar o motivo do crime.

20:03 · 06.09.2013 / atualizado às 20:21 · 06.09.2013 por
Vítima fatal ficou estendida no chão. Foto: divulgação da PMCE
Vítima fatal ficou estendida no chão. Foto: divulgação da PMCE

 O produtor rural, Francisco César Cavalcante, 35 anos, foi assassinado na manhã desta sexta-feira, dia 6, no sítio Rochedo, na zona rural do município de Orós, na região Centro-Sul. O crime ocorreu por volta das 8 horas.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma moto, usando capacetes, mataram a tiros Francisco César Cavalcante. Na ação criminosa, o primo de Francisco César, Ismael Cavalcante, 20 anos, que seguia em outro moto, ficou ferido, e foi socorrido para o Hospital Regional de Icó.

A Polícia não tem pistas dos assassinos.

O crime foi praticado com características de execução, mas o destacamento local da PM, não relacionou esse homicídio com outro ocorrido na semana passada na cidade de Orós.

Em menos de 48 horas, foram registrados dois homicídios em Orós. Na última quarta-feira, dia 4, Adriano Faustino Mariano pilotava uma motocicleta Honda Fan de placa NUX – 5292, quando foi alvejado por disparos por outro motociclista. Juntamente com a vítima,  seguia uma tia. Os iam para o sítio Estreito, próximo ao distrito de Igarói.

É crescente a onda de violência no Ceará, tanto na Capital, quanto no Interior.