Busca

Tag: rotary


16:20 · 25.12.2017 / atualizado às 16:20 · 25.12.2017 por

 

Os integrantes do Rotary Club de Iguatu estão planejando a realização do III Festival de Cerveja. O objetivo é angariar recursos para subsidiar projetos já existentes e pôr novas ideias em prática. O principal deles é o da concessão de bolsas estudantis a alunos oriundos de escolas públicas que ingressaram no ensino médio em ​dois​ colégios particulares da cidade.

“Estamos concentrando as ações somente na venda das canecas”, contou o rotariano Vagner Ferreira.

Criado com a finalidade de reunir pessoas que têm a estima por cervejas e atrair um público diferenciado, o festival marcado para o dia 20 de janeiro tornou-se uma opção, conforme o rotariano Edney Rolim. “Antecipamos de março para janeiro justamente pra aproveitar o período de férias e esperamos que com essa mudança, o evento ganhe mais participação”, disse Edney.

Cerca de 600 canecas foram confeccionadas com material em porcelana no estado de São Paulo. Assim como no ano passado, os recipientes personalizados com as logomarcas do evento e do Club de Rotary serão o ingresso do evento.

Cada caneca custa R$ 50,00. O atual presidente do club de serviço reafirmou o compromisso do valor arrecadado ser destinado inicialmente para financiar projeto de alunos bolsistas. “Os fins lucrativos serão todos destinados aos projetos sociais da entidade”, disse Vinicius Assunção Mendonça.

Bolsa Escolar

Programa implantado no ano rotário 2015/2016 teve continuidade com algumas adequações. A comissão encarregada com diretores de todas as escolas públicas municipais selecionou os alunos para a prova de seleção realizada no mês de outubro. Mais dois alunos foram contemplados com as bolsas no colégio Polos e na escola Modelo.

Para realizar o projeto de alunos bolsistas, apesar de ter a garantia das bolsas de estudos por meio das instituições de ensino particulares, o Rotary precisa reafirmar o compromisso de bancar o material de estudo e fardamento escolar de 12 alunos beneficiados, em torno de R$ 24 mil. “Com dez alunos que mantemos da edição do projeto do ano passado, com mais dois desse ano, somam-se 12 bolsistas que temos a responsabilidade de acompanhar junto às escolas. Responsabilidade que trouxemos para esse clube visando à formação de pessoas e de futuros cidadãos”, afirmou Vinicius.

11:37 · 06.12.2017 / atualizado às 11:37 · 06.12.2017 por
Luan Nogueira Duarte e Demetrius Pereira Ferreira foram apresentados aos demais rotarianos – Foto TH

Foram divulgados os nomes dos alunos do 9º ano da rede pública municipal de ensino aprovados no processo seletivo que lhes dá bolsas de estudos para começar 2018 estudando em duas escolas particulares de Iguatu.
Para a escolha dos dois novos nomes, as coordenações pedagógicas das 18 instituições ligadas ao município entregaram no mês de setembro uma lista com os nomes dos 65 melhores alunos, dois de cada turma de 9º ano.

Compareceram 47 inscritos, que se submeteram a provas de Português, Matemática e Redação no mês de outubro. A maioria dos concorrentes apresentou bom desempenho em Português, e notas regulares nas duas últimas disciplinas.

As provas foram realizadas na Escola Modelo. A instituição ainda auxiliou na elaboração e correção das provas por meio do corpo docente. O Rotary Club de Iguatu divulgou em reunião entre os associados os primeiros colocados da seleção: Luan Nogueira Duarte e Demetrius Pereira Ferreira das escolas Maria Pacífico Guedes (sede) e João Rocha Fialho (zona rural no sítio Gadelha) respectivamente, primeiro e segundo colocados. Eles farão o ensino médio em escolas particulares já no próximo ano.
Realocação
A demora no anúncio do número de aprovados se deu em decorrência de um novo estudo de realocação dos agora 11 alunos nas escolas privadas parceiras do projeto. A Escola Modelo e Colégio Polós serão as únicas a abraçarem o projeto que chega a sua terceira edição. “Foi compromisso firmado quando tomamos posse. A manutenção dos projetos do ano anterior e vamos conseguir além de pôr em prática outros novos”, afirmou o presidente do Rotary Club de Iguatu, Vinicius Mendonça.
Manutenção
Com o projeto de alunos bolsistas, apesar de ter garantido as bolsas de estudos por meio das instituições de ensino particular, o Rotary precisa reafirmar o compromisso de bancar o material de estudo e fardamento escolar dos 11 alunos beneficiados. Para isso o clube de serviço articula o III Festival de Cerveja.

11:32 · 06.12.2017 / atualizado às 11:32 · 06.12.2017 por
Atendimento foi realizado na Policlínica Regional. Foto de Thiedo Henrique

Integrantes do Rotary Club de Iguatu e associadas da Casa da Amizade, Rotaract e Interact se mobilizaram para ação filantrópica intitulada ‘Rotary Day’. Na Policlínica Regional de Saúde Dr. Manoel Carlos de Gouveia foi ofertado à população um dia inteiro de serviços gratuitos na área de saúde.

O programa ocorreu em parceria com Prefeitura de Iguatu por meio da secretária e consórcio de saúde que gerência o equipamento.

A unidade foi cedida em sua toda estrutura de equipamentos modernos para realização de exames e consultas gratuitos ofertados por quase 30 membros das entidades que compõem os quadros associativos do Rotary.

O atendimento foi em sua maioria dos profissionais em medicina e enfermagem da entidade. “Os companheiros rotarianos doaram sua manhã de trabalho para servir a comunidade. Durante toda manhã os rotarianos e vários parceiros estiveram fazendo exames e consultas especializadas”, afirmou o presidente do Rotary, Vinícius Mendonça.
Números
Mais de 315 atendimentos com clínicos gerais, ultrassonografia, ortopedia e exames de acuidade visual e de pressão ocular além de demanda livre para as pessoas que chegarem de última hora fizeram parte da programação. “Ninguém saiu sem ser atendido. O Rotary Club de Iguatu faz a diferença”, afirmou o presidente, garantindo o aperfeiçoamento do projeto para o próximo ano.

Para os atendimentos, o Rotary Club de Iguatu recorreu os cadastros de fila de espera da pasta de Saúde municipal. “Fazia tempo que aguardava uma consulta dessa. Saio daqui muito feliz, quando recebi a ligação do Rotary que seria atendida no dia de hoje”, afirmou Maria José, do Bairro COHAB, após sair da consulta com oftalmologista.

Atendimento de oftalmologia. Foto de TH
20:14 · 13.11.2017 / atualizado às 20:14 · 13.11.2017 por
Homenageados pelo Rotary Club de Iguatu.

 

​​         Quatro profissionais foram homenageados com a entrega do Certificado de Reconhecimento Profissional do Rotary Club de Iguatu. A solenidade aconteceu na sede da própria entidade. A ação tem por objetivo principal homenagear profissionais de diferentes setores que contribuem para o desenvolvimento do município.

Os próprios rotarianos indicam as categorias e profissionais do mês a quem o Rotary presta as homenagens. Desta vez foram congratulados veterinário, secretária, pintor e dentista.

Os homenageados foram a secretária Gardênia Cavalcante, que atua na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) desde 2004; o veterinário, Joaquim Alcântara; o dentista João Eudes Teixeira; e o pintor Moisés Vitoriano Rolim.

Conforme o presidente do Rotary Club de Iguatu, Vinicius Mendonça, a comenda popularizou o sentimento de ser rotariano. “O Rotary sabe ser grato aos que deram contribuição a nossa comunidade de sua maneira. O propósito maior é sem duvidas homenagear as pessoas, desde as mais humildes aos mais conhecidos”, afirmou.​

20:03 · 28.10.2017 / atualizado às 20:03 · 28.10.2017 por

O Rotary Club de Iguatu e o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) promovem ao longo deste mês de outubro, ação educativa intitulada ‘Blitz Doce’, em alusão ao período em que se comemora o Dia das Crianças. A proposta é orientar os condutores, que cometerem infrações leves, acompanhados de crianças, sejam advertidos e ao invés de punidos com multas, recebam um doce.

O projeto tem por objetivo sensibilizar os condutores, pais, que transportam crianças de forma irregular em motocicletas e carros.

“Creio que muitos não vão se recordar da última vez que violaram uma lei de trânsito. Mas garanto que quando receber de um agente um doce acompanhado de uma informação, certamente não vão esquecer essa cena. E é esse o propósito do projeto: educar de uma forma diferente e marcante”, explicou Hudson Amorim, agente idealizador do projeto.

O Rotary Club de Iguatu abraçou a inciativa custeando os doces que serão usados na intervenção.

Acidentes

Diretor do Hospital Regional de Iguatu (HRI) e rotariano, Roberto Mendonça, ressaltou o grande número de pacientes que dão entrada na unidade como vítimas de acidente de trânsito. “Nos finais de semana se acentua muito a chegada de pacientes vítimas do trânsito. Há momentos em que chegam de seis a sete pacientes de uma vez. Acredito que se trabalhando a parte educativa cada vez mais, reflita positivamente no nosso setor”, afirmou.

12:02 · 10.10.2017 / atualizado às 12:02 · 10.10.2017 por

A Escola Modelo de Iguatu recebeu a caravana do Rotary Club que promove o projeto ‘Rotary na Escola’. A ação voltada para os alunos do 3º ano do ensino médio da instituição tem por objetivo oferecer conhecimento sobre as ações da entidade e abordar outros temas que não são tratados no ensino regular.

O rotariano, Tales Teixeira, apresentou a história do clube de serviço baseada em ações sociais e os projetos desenvolvidos no município, como ‘Alunos Bolsistas’, ‘Banco de Fraldas’ e ‘Cadeiras de Rodas’, ‘Bem Viver no Parque’ e ‘EexpoIguatu’ bem como as ações de impacto mundial como a erradicação da poliomielite por meio do Rotary Internacional.

“É um momento em que esses jovens tomam decisões sérias na vida”, frisou Teixeira. “E nada melhor do que apresentar os valores rotários e nossas ferramentas de transformação de sucesso”. Tales, quando presidente, foi o primeiro a colocar em prática o projeto de aproximação entre a entidade de serviço e instituições educacionais.
A ocasião reuniu quase 60 alunos que estão prestes a participar do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

As palestras englobaram as áreas de exatas, humanas, social e da saúde respectivamente proferidas pelos rotarianos Coelho Neto (engenheiro civil), Roberto Lopes (advogado), Ramon Sena (contabilista) e Ariosto Bezerra (oftalmologista).

Pedagogia Social

Élder Costa, diretor da Escola Modelo e rotariano, afirmou que o projeto tem uma proposta de implantar uma consciência que é também fortalecida pela escola no ano letivo. “O aluno não deve somente aprender português, matemática e química. Temos que formar cidadãos por meio de uma cultura social e com Rotary aqui se torna possível”, disse.
A caravana do Rotary é realizada pela segunda vez. A primeira unidade de ensino a receber o projeto foi o Liceu de Iguatu, em outubro de 2016.

10:42 · 23.09.2017 / atualizado às 10:42 · 23.09.2017 por
Dr. Eduardo Vieira falou sobre a temática do suicídio. Foto de Thiedo Henrique 

O suicídio é um problema de saúde pública e considerado tabu ainda hoje. O número de vítimas aumentou consideravelmente nos últimos anos. Pensando em fazer com que o assunto seja discutido sem discriminação, o Rotary Club de Iguatu, recentemente, recebeu o médico psiquiatra Dr. Eduardo Freitas Vieira que esclareceu o tema no âmbito da medicina.

Conforme o médico, o ‘Setembro Amarelo’ foi criado visando à conscientização e prevenção do suicídio através de ampla divulgação de informações para incentivar o diálogo aberto. “Fazer com que o assunto seja discutido sem discriminação tanto na mídia quanto em nosso cotidiano, torna-se importante uma vez que o suicídio pode ser prevenido, caso a pessoa tenha a atenção dos outros a seu redor e busque ajuda”, disse.

O psiquiatra afirmou que o comportamento suicida normalmente surge como consequência de uma doença psicológica não tratada, como é o caso da depressão severa, síndrome do estresse pós-traumático ou esquizofrenia. “Quando a pessoa está frequentemente triste e perde a vontade de participar de atividades com os amigos ou familiares, são indícios de que está sofrendo de depressão, que quando não tratada é uma das principais causas do suicídio”, ressaltou.

Como ajudar?

Ao lidar com uma pessoa que está tendo pensamentos suicidas, é de suma importância demonstrar amor e empatia, não julgar e tentar entender os sentimentos daquela pessoa e o que pode estar acontecendo com ela. “A comunicação é primordial. Não se deve ter receio ou vergonha de perguntar se alguém está triste, deprimido ou até mesmo se pensa em tirar a própria vida”, afirmou.

Segundo o médico, a tentativa ocorre mais no público feminino, mas os homens continuam executando mais e de maneira mais violenta. “A cada três segundos uma pessoa tenta suicídio no mundo”, afirmou Eduardo, dizendo que em números absolutos o Brasil é o oitavo país no mundo a registrar casos.

Os rotarianos levaram os seus questionamentos, dentre eles; o por que de casos de suicídios recentes vêm ocorrendo em ambientes médicos. “Cada ser humano é único, e por isso não há um perfil certo para esses casos, mas acredito que o ambiente de cobranças e responsabilidades e convivência com o sofrimento e doenças fazem desse comportamento ocorrer com frequência nesse âmbito”, declarou.

Também é imprescindível buscar ajuda profissional, como um psicólogo ou psiquiatra, pois quem sofre com tendências suicidas deve iniciar um tratamento urgente e, caso necessário, tomar medicações específicas. “Quem estiver convivendo com a pessoa em tratamento, deve ajudá-la a não ter uma recaída, garantindo que ela esteja frequentando sessões de terapia e tomando os remédios de acordo com a prescrição dada”, finalizou.

Presidente interino na ocasião, Roberto Mendonça acrescentou a importância de levar a discussão da temática em ambiente rotário. “Infelizmente tivemos um caso de suicídio de um companheiro nosso, e trazer esse tema para a plenária faz com que mais pessoas sejam alcançadas direta e indiretamente, no intuito de receber a ajuda necessária”, afirmou.

09:25 · 10.09.2017 / atualizado às 19:14 · 11.09.2017 por
Nova rainha, Brenna Kezia, com flores e faixa ao lado da eleita em 2016.

           Após reclamação e recontagem dos votos, a estudante do 3º ano do ensino médio, Letícia Oliveira foi destronada do título de ‘Rainha Expoiguatu’, edição 2017. O nome dela foi divulgado como campeã na noite de sexta-feira, 8.

           No sábado, depois de recontagem dos votos e apuração correta da soma, o erro foi corrigido e anunciado o nome da nova rainha: Brenna Kezia, que recebeu a faixa da última campeã (2016) no evento de entrega do Troféu Roberto Costa, no sábado 09. 

        A disputa no total envolveu 35 garotas. Na final, 10 candidatas mostraram beleza em diversos desfiles e desenvoltura com pronunciamentos ao grande público presente no parque de exposições do Rotary Club de Iguatu. 

        O organizador do desfile, Lelé Fantim, divulgou nota, reconhecendo o erro no somatório dos pontos e pediu desculpas ao público. Letícia Oliveira ficou em segundo lugar. 

       O ápice do desfile foi o coroamento da vencedora, prevalecendo o tema do concurso: em época de Expoiguatu, rainha usa chapéu. “Estou feliz, com muita alegria e sei da grande responsabilidade de representar esse título tão conhecido de nossa cidade, pois quero fazer muito bonito e representar bem Iguatu aonde eu for”, afirmou.

Letícia Oliveira chegou a receber faixa de rainha da Expoiguatu, e teve seu nome e foto divulgada na imprensa local.

 

Desfile

O desfile Rainha ExpoIguatu 2017 foi marcado por muito glamour, charme e beleza. O produtor do evento, Lelé Fantim, destacou a nova roupagem dada ao concurso nos últimos anos. “As candidatas ao logo desses meses tiveram uma agenda a seguir, incluindo aulas com profissionais de maquiagem, cabelo, além de palestras com, oradores, odontóloga, fisioterapeuta e psicóloga. Fizeram fotos oficiais, entrevistas, participaram de jantares e visitas ao comércio local”, afirmou.

A vencedora além da desejada faixa ganhou a quantia de R$ 800,00 e um ano de academia. O segundo lugar ficou com Brenna Coelho, 21, e o terceiro lugar com Joice Coelho, 20, estudante universitária.

17:28 · 26.08.2017 / atualizado às 17:28 · 26.08.2017 por


O rotary Club de Iguatu e representações da Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) e Agentes Penitenciários de Iguatu começaram a definir esquema de segurança para a 54ª ExpoIguatu. Nesta próxima semana  será elaborado um plano estratégico de proteção.

O comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Iguatu, tenente-coronel, Paulo Tibúrcio, disse que vai solicitar reforços da Capital. “Para não deslocar militares dos destacamentos de municípios vizinhos, vamos solicitar esse reforço que já tem experiência na atuação de eventos que reúnem multidão”, disse. “O nosso objetivo é garantir a segurança”.

A organização adiantou que camarotes, banheiros químicos, palcos, camarins e estandes serão montados especialmente para a ocasião. “A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estarão presentes, bem como serviços de saúde e uma equipe de segurança particular, 24 horas, guardando os espaços do parque. Nosso objetivo é fazer da festa um ambiente familiar e de respeito”, pontuou Breno Teixeira, coordenador geral da feira agropecuária.

O delegado Regional de Polícia Civil, Jerfirson Pereira, anunciou a formação de uma equipe exclusiva para os dias de festa. “Para não ocupar ou desguarnecer o número de militares que levarão os casos registrados na exposição à DP, vamos preparar uma equipe que dará prioridades às ocorrências oriundas do parque”, afirmou o delegado.

O constante estado de superlotação no final do ano passado dos xadrezes do departamento, acarretada pela interdição da cadeia local, conforme o delegado, não será um problema nesse período. “Um problema que diminuiu bastante, tendo em vista que a unidade civil já realiza as audiências de custódia que nos faz encaminhar os apenados para unidades prisionais vizinhas instantaneamente”, afirmou.

O sistema de monitoramento móvel através de câmeras de segurança, que veio na edição passada da exposição, pode retornar durante as festividades. “É um carro que nos dará um conforto, no sentido de inibir os crimes dentro e no entorno do parque. As câmeras têm alcance de filmagem num raio de oito quilômetros. Vamos nos articular junto ao estado para que o veículo venha novamente”, explicou Breno.

Central de gás

A novidade para esse ano será a instalação da central de gás GLP para barracas de comerciantes do setor de alimentos. Conforme o tenente-coronel Nijair Araújo, comandante do Corpo de Bombeiros de Iguatu, a medida será um grande passo para liberação dos laudos de conformidade de segurança. “Faz tempo que negociamos a construção desse equipamento visando a redução de qualquer acidente futuro que possa ocorrer. O risco muito significativo será eliminado por total. É dado um enorme passo para liberação de toda a área com o certificado de conformidade”, afirmou.

A Secretaria de Trânsito e Cidadania também será parceira da exposição realizando campanhas de prevenção de acidente em torno do parque.

07:00 · 21.08.2017 / atualizado às 10:48 · 20.08.2017 por

 

O Rotary Club de Iguatu planeja realizar mil testes para diagnóstico de hepatite durante os dias da feira agropecuária da 54ª ExpoIguatu. Com o propósito de desenvolver o programa ‘Hepatite Zero’, a secretaria de Saúde de Iguatu, por meio do Centro Microrregional Especializado de Atenção à Saúde Reprodutiva e Sexual (Cemear) e Rotary Clube de Iguatu firmaram parceria para ano rotário 2017/2018.

A parceria entre as representações ocorreu em meio a reunião na sede do clube na última quarta-feira, 16. Representantes do Cemear apresentaram as atividades e programas que são desenvolvidas. “O Cemear oferece o atendimento de especialidade de urologia ginecologia, mastologia, e obstetrícia para casos de pré-natal de alto risco e programas IST e HIV”, explicou Alexandra Araújo.

A chegada de um profissional infectologista contribuiu para uma melhor ofertar dos serviços públicos. “Com o médico infectologista realizamos serviços de testes de HIV, Sífilis, Hepatite, entre outros gratuitamente e consequentemente ser preciso for encaminhamos para o tratamento”, ressaltou enfermeira da unidade especializada, Alexandra Araújo.

Hepatite Zero

O projeto foi criado pela Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite, ação com mesmo foco é desenvolvido em escala mundial pelo Rotary Club Internacional, que há dois anos realiza ações voltadas à erradicação da Hepatite C, identificando e fornecendo suporte aos portadores da doença.

A farmacêutica Lorena Oliveira destacou como se dá a logística de distribuição de medicamentos de HIV, outras doenças sexualmente transmissíveis e Hepatite. “Os medicamento são solicitados a cada dois meses, período em que a demanda é suprida. A distribuição ocorre de maneira sigilosa respeitando o diagnóstico de cada paciente”, disse. Lorena adiantou quantos pacientes com hepatite são acompanhados pelo centro. “Temos três pacientes com hepatite crônica ou ‘Hepatite B’, como é conhecida, e outros que já foram diagnosticados e estão recebendo o acompanhamento e esperamos que evoluam em breve para cura”, destacou.

Alexandra Araújo disse como o Cemear pode ofertar os serviços ao projeto que será desenvolvido pelo Rotary. “Dispomos de testes rápidos que dão resultado para hepatites B e C de maneira instantânea. Dando um resultado positivo, vamos encaminhar ao infectologista e o tratamento no São José se preciso for. Caso o diagnóstico seja negativo para as doenças, nosso foco será o de orientar e ressaltar a importância de manter com as vacinas em dias”, afirmou.

O Rotary Club de Iguatu planeja realizar mil testes durante os dias da feira agropecuária da 54ª ExpoIguatu. “Nossa missão é dar nossa parcela de contribuição para o combate, vamos aproveitar o período de maior circulação de pessoas para desenvolver essa ação que ocorrerá em parceria também com a secretária de saúde”, adiantou. Vinicius Mendonça presidente do Rotary Club de Iguatu.

Saiba mais
A hepatite C é uma infecção causada por um vírus transmitido através do contato com sangue contaminado. Embora ataque, principalmente, o fígado – chegando a desencadear cirrose ou câncer -, a doença interfere na ação da insulina no organismo e pode causar diabetes tipo 2.
O teste é rápido e feito com apenas algumas gotas de sangue retiradas da ponta do dedo. Com o diagnóstico positivo, as pessoas serão orientadas e encaminhadas para o tratamento adequado e gratuito.