Busca

Tag: sesc


06:57 · 14.09.2018 / atualizado às 22:15 · 13.09.2018 por
Banda faz apresentação em cinco cidades do Ceará

 

No coreto da cidade, em datas comemorativas como aniversário do município e dos padroeiros não podia faltar a ilustre apresentação da banda marcial da cidade, um dos momentos mais esperados da programação. Essa memória nostálgica para muitos pode ser reavivada com as apresentações do Sonora Brasil, projeto do Sesc de circulação musical e que traz ao Ceará a Corporação Musical Cemadipe, de Goiânia.

A banda é formada por jovens de Aparecida de Goiânia, cidade localizada na região metropolitana de Goiânia, capital do estado de Goiás e faz apresentações gratuitas nas cidades de Fortaleza (14/9), Sobral (15/9), Iguatu (17/9), Crato (18/9) e Juazeiro do Norte (19/9). O público confere repertórios originais, históricos e recentemente compostos, inspirados na sonoridade das bandas de música.

A história musical do conjunto tem origem no Centro de Educação Infantil Marista Divino Pai Eterno (Cemadipe), que desde 2001 atua com projetos de cunho social, atendendo famílias do bairro Madre Germana com vistas à atenção a seus direitos no campo da Educação. O Centro reúne alunos com perfil de profissionalização na área da música. Destes, os que não estão cursando faculdade de música, estão buscando esta oportunidade e estão em circulação nacional pelo projeto Sonora Brasil.

O grupo é formado por Bruno Bernardes (Trompete), Hyago Tocach (Trompete), Ismael Trindade (Trompete), Lourrainy Cabral (Trompete), Jordânia Silva (Trompa), David Souza (Trombone), Alinne Sousa (Flugelhorn), Amanda Batista (Flugelhorn), Wellington Lemos (Eufônio), Cailton Silva (Tuba), Bruno Augusto (Percussão), Mauricio Silva (Percussão), Rivenilson Silva (Percussão), Matheus Cardoso (Percussão), e regido pelo maestro Rogério Francisco.

Sobre o Sonora Brasil

Desde sua criação, em 1998, o projeto busca desenvolver a formação de novos ouvintes musicais, modificando a cada dois anos a temática das apresentações. A iniciativa já promoveu 5.319 apresentações de 80 grupos, alcançando cerca de 520 mil espectadores em todo o país. No biênio 2017/2018 foram escolhidos os temas: “Na pisada dos cocos” e “Bandas de Música: formações e repertórios”, desenvolvidos com a participação de quatro grupos cada um. No ano de 2017 o Ceará recebeu o circuito “Na pisada dos cocos” e em 2018, passam pelo estado os grupos que integram o tema “Bandas de Música: formações e repertórios”.

Programação:

Fortaleza

Local: Estoril

Endereço: Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema – Fortaleza-CE.

Data: 14/9 (sexta-feira)

Horário: 18h

Informações: (85) 3464.9326

Sobral

Local: Centro de Arte e Cultura Francisco Antonio Pires Ferreira

Endereço: Avenida Presidente Castelo Branco, 2648 – Centro – Varjota-CE.

Data: 15/9 (sábado)

Horário: 19h30

Informações: (88) 3611.0954

Iguatu

Local: Teatro Sesc Iguatu

Endereço: Rua 13 de maio, 1130 – Centro.

Data: 17/9 (segunda-feira)

Horário: 19h

Informações: (88) 3581.1130

Crato

Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi

Endereço: Rua André Cartaxo, 443, Centro.

Data: 18/9 (terça-feira)

Horário: 19h

Informações: (88) 3523.4444

Juazeiro do Norte

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré

Endereço: Rua da Matriz, 227 – Centro

Data: 19/9 (quarta-feira)

Horário: 19h

Informações: (88) 3587.1065

Serviço

Projeto Sesc – Sonora Brasil

Cidades: Fortaleza (14/09), Sobral (15/9), Iguatu (17/9), Crato (18/9), Juazeiro do Norte (19/9).

Acesso Gratuito

 

10:51 · 10.09.2018 / atualizado às 10:51 · 10.09.2018 por
Monólogo será apresentado em Iguatu e Icó. Foto: divulgação

Dias 11 e 12 de setembro, o Sesc traz ao Ceará a peça “Nos Tempos de Gungunhana”, criada e protagonizada pelo ator moçambicano Klemente Tsamba. Na próxima terça-feira (11), a unidade do Sesc em Iguatu recebe o espetáculo às 19h. No dia seguinte (12) é apresentado em Icó, no Teatro da Ribeira dos Icós, também às 19h.

 

Tsamba é ator, músico e artista plástico, licenciado pela Escola Superior de Educação de Beja, em Portugal. Para criar o monólogo, ele pesquisou a oralidade no teatro antropológico africano e os relatos do livro “Ualalapi”, do escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa, que inspiraram sua dramaturgia.

Ao narrar os kariganas, contos tradicionais encenados em sua apresentação, Tsamba revive a África Antiga do final do século 19, quando Império de Gaza, atual Moçambique, resistia à invasão lusitana, sob a liderança pelo rei Gungunhana.

O ator recorda que, ainda criança, ouvia as histórias dos anciãos moçambicanos sobre o antigo rei, por isso reconstruiu as histórias das pessoas que viveram este período. Encadeando histórias, provérbios, cantos e advinhações, Tsamba incorpora, desde personagens da realeza, até guerreiros e pessoas comuns, dando à plateia a experiência de conhecer a cultura e a história moçambicana.

Nos Tempos de Gungunhana já foi encenado em Cabo Verde, Portugal, Brasil, onde foi assistido em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Piauí. Na cidade de Iguatu, o espetáculo integra o Arte Encena Sesc, ação permanente de estímulo cultural e formação de plateia que a instituição realiza em todo o estado e também dialoga com o tema do circuito de incentivo à leitura, que neste ano, é dedicado à África. Em Icó, o Sesc firmou parceria com a Secretaria de Cultura e leva a peça ao Teatro da Ribeira dos Icós, patrimônio histórico e artístico do estado, construído em 1860.

Serviço

Espetáculos Nos Tempos de Gungunhana

11/9
Local: Unidade Iguatu do Sesc (Rua 13 de maio, 1130 – Centro)

Horário: 19h

Entrada gratuita

12/9

Local: Teatro da Ribeira dos Icós (Rua 7 de setembro, s/n)

Horário:19h
Entrada gratuita

21:08 · 22.08.2018 / atualizado às 21:08 · 22.08.2018 por

 

Arte em Cedro anima crianças

A Ação do Sesc artes cênicas aconteceu no Centro Social Urbano (CSU), na terça-feira (21), com apresentações para estudantes da rede pública de ensino. Foram show de mágica, rodas de conversas e palestra sobre a importância da leitura no cotidiano da população.

O prefeito Dr. Nilson Diniz ressalta a valorização e o incentivo aos aspectos educacionais e artísticos, por trazerem o lúdico como recurso metodológico para o ensino na escola fundamental. A parceria com o Serviço Social do Comércio (SESC) tem sido decisiva para o desenvolvimento de atividades na área social. “A gente só tem a ganhar. Vimos a enorme alegria dos estudantes nesse encontro”, ressalta.

Lá estiveram alunos da creche Leopoldo da Costa e das Escola Francisca de Jesus Cavalcanti, Celso Alves de Araújo e Arakém Sedrim de Aguiar.

Na avaliação da secretaria de Educação Esmeraldina Bezerra, o encontro serviu para despertar o interesse pela oratória e pela arte de escrever. “Que no futuro eles sejam bons na redação, leitura, língua portuguesa, e assim apreciarem o caminho da arte e da cultura em suas vidas”, destaca a Secretária. Ela faz um parêntese para lembrar que estão acontecendo os ensaios do desfile cívico de 7 de setembro com estudantes do município. “Este ano ocorrerão também desfile nas sedes dos distritos”.

Para o artista Philipe Danton, que abrilhantou o encontro com show de mágicas, a iniciativa da temporada de artes cênicas é levar a mensagem de quem um mundo melhor é possível, e está nas mãos de todos. “O que o SESC vem fazendo nas cidades por onde passa é um algo maravilhoso. Proporcionamos momentos de lazer e aprendizado com espetáculos de magia e de artes cênicas, despertando o interesse pelo meio ambiente e cidadania. A informação é repassada de forma que as crianças bem compreendam”, explica.

A temporada de artes cênicas do SESC já percorreu diversas cidades e o encerramento acontecerá em Jaguaretama. “Alcançar o maior público possível com esse tipo de apresentação é a nossa meta. Estamos levando a arte e a cultura a todos, proporcionando momentos lúdicos no ambiente escolar e mesmo fora da escola”, reforça Sara Rodrigues, auxiliar de biblioteca do setor de Cultura da Unidade do SESC de Iguatu.

Na avaliação de estudantes, diretores, professores e coordenadores das escolas participantes, o encontro foi essencial, com uma aula diferenciada. “Nossos alunos do 3º e 4º anos ficaram encantados com as mágicas, os olhos brilhavam de tanta alegria. Foi um belo show para alegrar a vida das crianças”, reforçou Cilene Nogueira, diretora da Escola Francisca de Jesus Cavalcanti.

13:33 · 02.08.2018 / atualizado às 13:33 · 02.08.2018 por
Show da Youtuber Dinah Moraes abriu o XV FHC no Sesc em Iguatu. Foto de HB

 

Começou nesta quarta-feira, 1º, mais uma edição do Festival de Humor Cearense (FHC), que acontece na Unidade Iguatu do Sesc até o próximo sábado, 4.

A mostra, idealizada pelo escritor Giovani de Oliveira, aconteceu pela primeira vez no ano de 2004, estando em sua 15ª edição. De lá para cá, já foram realizados mais de 200 (duzentos) shows, reunindo artistas de todo o Brasil que arrancam sorrisos da plateia.

Neste ano, todos os humoristas participantes são convidados, não havendo mostra competitiva. Serão dois espetáculos por noite, começando sempre às 20h e para ter acesso, basta doar 1Kg de alimento não perecível, que será destinado a instituições beneficiadas pelo Programa Mesa Brasil Sesc.

Durante o FHC, a cidade de Iguatu se transforma na terra do humor e recebe: Alex Nogueira, Dinah Moraes, Lailtinho Brega, Marmita, Luana do Crato, Cleber Fernandes (Nas Garras da Patrulha), Manguaça, Paçoca e Fubá.

O criador do projeto e conselheiro do Sesc no Ceará, , Giovani de Oliveira, diz que hoje esse festival já é o maior do Ceará. “A idealização do primeiro FHC surgiu no final de 2003 e em 2004, acreditando nesse trabalho, o Sesc fez o primeiro evento na cidade de Iguatu. Muitos dos humoristas que fazem parte do cenário regional e nacional surgiram no FHC e isso mostra sua fundamental importância e contribuição para o cenário do humor cearense”, comenta.

O humorista, apresentador do evento e presidente da Associação dos Humoristas Cearenses, Jáder Soares, mais conhecido como “Zebrinha”, destacou a relevância do acontecimento para a expansão do humor pelo Estado. “O FHC é o Festival de Humor mais tradicional do Ceará. Afinal, são 15 anos ininterruptos de apresentações. A importância deste evento está, não só na sua permanência no calendário do Sesc Iguatu desde 2004, mas também na interiorização do Humor Cearense, que normalmente é mais pulsante em Fortaleza”, reforça.

Assim, o Serviço Social do Comércio incentiva a produção artística para o desenvolvimento da sensibilidade humana, o que contribui com o fortalecimento da cultura cearense, além de promover entretenimento e diversão para o público em geral.

Para ter acesso aos serviços do Sesc na cidade de Iguatu, nas áreas de cultura, educação, atividades esportivas, saúde preventiva e promoção social, basta possuir o Cartão Sesc. Saiba como ter o seu no link: http://www.sesc-ce.com.br/servicos/faca-seu-cartao-sesc/.

Alex Nogueira

PROGRAMAÇÃO:

Dia 1º/8 – (quarta-feira)

Alex Nogueira e Dinah Moraes (Youtuber)

Dia 2/8 – (quinta-feira)

Lailtinho Brega e Marmita

Dia 3/8 – (sexta-feira)

Luana do Crato com o Espetáculo “Branca de Neve – A história que a sua mãe não contou” e Cleber Fernandes do programa “Nas Garras da Patrulha” da TV Diário.

Dia 4/8 – (Sábado)

Manguaça e Paçoca e Fubá

Serviço

15 Anos do Festival de Humor Cearense (FHC)

Local: Unidade Iguatu do Sesc (Rua Treze de Maio, 1130 – Centro)
Dias: 1º, 2, 3 e 4/8
Horário: 20h
Informações: (88) 3581.1130

Entrada: 1Kg de alimento não perecível destinado ao Programa Mesa Brasil Sesc

Zebrinha, Giovani Oliveira e Raimundo Neto, coordenador do Sesc Iguatu.
16:59 · 19.07.2018 / atualizado às 16:59 · 19.07.2018 por

           

       O Sonora Brasil é o maior projeto de circulação musical do país e faz parte do conjunto de ações desenvolvidas pelo Sesc para contribuir com o enriquecimento cultural da população. Neste circuito, a ação promovida pelo Sesc visa resgatar a memória histórica da música marcial brasileira e traz para o Ceará, a banda Sociedade Musical União Josefense de Santa Catarina. As apresentações são gratuitas e acontecem entre os dias 18 e 23 de julho nas cidades de Fortaleza, Viçosa do Ceará, Iguatu, Crato e Juazeiro do Norte.

Sobre União Josefense de Santa Catarina

 Em sua 21ª edição, o projeto Sonora Brasil traz ao Ceará a banda Sociedade Musical União Josefense de Santa Catarina. O conjunto apresenta um repertório variado, que vai desde a música popular brasileira até a erudita. Também realiza uma incursão na tradição cultural tocando marchas, hinos e músicas ligadas às festividades religiosas, atraindo o interesse de diversos públicos. Instrumentos de sopro, como saxofones, flautas, clarinetes e trompetes, guiados por ritmos populares, dão um toque especial aos arranjos musicais do grupo.

Fundada em 22 de novembro de 1876, por meio da fusão de três antigas bandas do município de São José/SC, a sociedade é uma das pioneiras no estado catarinense. Além de abrilhantar solenidades cívicas, festas religiosas e eventos culturais, ao longo de mais de um centenário de história, vem desempenhando um importante papel social, através de sua escola de música, que contribui para a formação cultural dos alunos, afastando-os da ociosidade e das mazelas sociais.

A banda já recebeu diversos prêmios locais e nacionais.  Somente pelo projeto Sonora Brasil, no ano de 2017, os músicos realizaram um total de 47 apresentações, percorrendo mais de 10 estados brasileiros. Em 2018 se expandem pelas regiões norte e nordeste.

Sobre o Sonora Brasil

Desde sua criação, em 1998, o projeto busca desenvolver a formação de novos ouvintes musicais, modificando a cada dois anos a temática das apresentações. A iniciativa já promoveu 5.319 apresentações de 80 grupos, alcançando cerca de 520 mil espectadores em todo o país. No biênio 2017/2018 foram escolhidos os temas: “Na pisada dos cocos” e “Bandas de Música: formações e repertórios”, desenvolvidos com a participação de quatro grupos cada um. No ano de 2017 o Ceará recebeu o circuito “Na pisada dos cocos” e em 2018, passam pelo estado os grupos que integram o tema “Bandas de Música: formações e repertórios”.

 

Programação:

Iguatu

Local: Abrigo Metálico (Centro Comercial de Iguatu)

Data: 21/7

Horário: 9h

Informações: (88) 3581.1130

Serviço

Projeto Sonora Brasil

Cidades: Fortaleza (18/7), Viçosa do Ceará (19/7), Iguatu (21/7), Crato (22/7), Juazeiro do Norte (23/7).

11:43 · 12.07.2018 / atualizado às 11:43 · 12.07.2018 por

 

Humorista Luana do Crato

A ExpoJaguar acontece no Parque de Exposições de Jaguaribe entre os dias 10 e 14 de julho. Com o intuito de fortalecer a agropecuária local e regional, a programação também conta com atividades culturais realizadas pelo Serviço Social do Comércio (Sesc*), a partir da Unidade Iguatu.

Durante o evento, a instituição que leva suas ações cada vez mais longe das Unidades fixas, participa da ExpoJaguar ofertando cursos e oficinas durante o dia e, à noite, promove apresentações culturais, com destaque ao show de humor da artista Luana do Crato.

Em entrevista ao Sesc, Luciano Lopes, mais conhecido como Luana do Crato, conta qual é a sua expectativa para o evento e a importância em poder contribuir para essa grande festa:

“Ter o Sesc como uma instituição que agrega várias linguagens e as recoloca nas mais variadas formas de suas programações é simplesmente gratificante para o artista e enriquecedor para as artes. Cada show é sempre uma nova experiência. Sempre fico nervoso antes de entrar em cena, principalmente em eventos abertos. Só posso falar que vou subir ao palco e dar o melhor de mim. Está dentro de um evento de grande relevância cultural para o Vale do Jaguaribe é uma honra para qualquer artista. Fico muito feliz em ver o humor sendo atração principal de grandes eventos”.

Serviço:

Sesc na ExpoJaguar

Local: Parque de Exposições de Jaguaribe

Data: 10 a 14/7

Horário: Manhã e Noite

Acesso: Gratuito

17:31 · 09.07.2018 / atualizado às 17:31 · 09.07.2018 por

 

 

 

Novenário atrai centenas de devotos

Com o tema “Leigos e leigas, cristãos e membros do Corpo de Cristo e sujeitos na igreja”, o novenário dedicado à padroeira da cidade de Jucás, Nossa Senhora do Carmo, começou neste sábado (7) e segue até o próximo dia 16 de julho.

O Serviço Social do Comércio (Sesc), a partir da Unidade Iguatu, em parceria com a paróquia Nossa Senhora do Carmo, há 20 anos leva ações culturais por meio da música às programações que acontecem depois das novenas. Na terça-feira (10), acontece a apresentação do sanfoneiro de pé-de-serra Tota de Várzea Alegre e a cantora Cibele Voz e Violão sobre ao palco na sexta-feira (13), a partir das 19h.

O gerente da Unidade do Sesc em Iguatu, Raimundo Neto de Carvalho, diz que “essa programação tem como objetivo mostrar a cultura popular e os artistas locais no momento de confraternização com as famílias que estão presentes na festa da igreja”, ressaltando a importância desse trabalho para as comunidades vizinhas que não têm acesso aos serviços do Sesc promovidos em Iguatu.

O município de Jucás

A cidade de Jucás está localizada na região Centro-Sul do Estado do Ceará, à distância de 407 km de Fortaleza, possuindo cerca de 25 mil habitantes em uma área de 869 km2. O município é movimentado essencialmente pela agricultura, pecuária, comércio, extração de minérios, pesca e pequenas indústrias.

Seu principal ponto turístico é a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo, construída na década de 1700. Outros lugares muito visitados são: a Serra de São Matheus; as Grutas de Nossa Senhora de Lourdes e do Padre Cícero; o Balneário Barragem dos Padres; a barragem Crebilon Lima Verde na sede e as barragens do Sítio Volta, Poço Grande e Pilões.

Dentre as festividades locais, o principal destaque é a Festa da Padroeira Nossa Senhora do Carmo, realizada anualmente desde 1755 no período de 7 a 16 de julho. É nesta época do ano que a cidade recebe mais visitantes de outros estados brasileiros, da capital e do interior cearense.

Serviço:

Programação Cultural Sesc em Jucás

Local: Igreja Nossa senhora do Carmo (Praça da Matriz, s/n. Centro)

Data: 10 e 13\7

Horário: 19h

Acesso: Gratuito

10:58 · 06.07.2018 / atualizado às 10:59 · 06.07.2018 por

 

Neste final de semana, 7 e 8 de julho, o Circuito de Quadrilhas Juninas Sesc Ativo chega até a cidade de Aracati com a Etapa Litoral Leste. A seletiva é disputada por nove equipes e acontece na Quadra de Esportes do Colégio Marista no município. O acesso é gratuito.

Os grupos participantes são: Arrasta Pé de Jaguaruana, Compasso da Maré de Icapuí, Canoa Veloz de Icapuí, Junina Tradição de Pindoretama, Arraiá da Liberdade de Redenção, Expressão Junina de Itaiçaba, Grupo Junino Pegando Fogo de Beberibe, Fiapo de Trapo de Cascavel e a anfitriã, Grupo Cultural Paixão Junina, de Aracati.

A supervisora administrativa do Centro Educacional Sesc Ler Aracati, Liana Giló, diz que “os festejos juninos, através do Circuito de Quadrilhas Sesc Ativo, vem crescendo a cada ano na ‘Terra dos Bons Ventos’ proporcionando uma vivência cultural rica e intensa aos jovens da cidade, pois além de fortalecer em seus corações os valores das raízes nordestinas, os torna empreendedores no campo da cultura”.

Sobre o Circuito de Quadrilhas Sesc Ativo

O São João é uma das festas mais antigas do Brasil. A arte da dança em poesia que mantém viva a tradição nordestina faz das quadrilhas juninas um espetáculo de cores, sabores, sons e muita alegria. Com a finalidade de valorizar, reconhecer a nossa cultura e perpetuar esse festejo regional, há 10 o Sesc Ceará promove o Circuito de Quadrilhas Juninas Sesc Ativo.

Para difundir as festas tradicionais e incentivar o trabalho das quadrilhas que se preparam o ano inteiro para essas apresentações, no período de 16 de junho a 15 de julho o Sesc realiza seletivas em 13 municípios cearenses, levando por onde passa o que há de melhor na música, dança e trajes típicos do Estado. A final acontece de 20 a 22 de julho, em Jaguaribe.

Cada seletiva do interior indica uma campeã para concorrer na final. Fortaleza é a exceção: a campeã e a vice concorrem. A disputa se completa com a vencedora do festival de quadrilhas promovido pela Unidade Juazeiro do Norte e com a quadrilha convidada de Jaguaribe. No total, 16 equipes disputam a final.

SELETIVA

Litoral Leste

Sede: Aracati

7 e 8 de julho

Local: Quadra de Esportes Colégio Marista de Aracati

Acesso Gratuito

Serviço:

Circuito de Quadrilhas Juninas Sesc Ativo

Período das seletivas: 16/6 a 15/7

Final: 20 a 22/7

16:35 · 25.06.2018 / atualizado às 07:26 · 26.06.2018 por

 

 

Toquinho vai se apresentar no Sesc em Iguatu

      Toquinho é o artista que sobe ao palco do Projeto Estacionamento da Música em julho. Acompanhado por seu inseparável violão, o cantor e compositor de 72 anos foi convidado pelo Sesc para uma turnê pelo Ceará, dando início às comemorações de 70 anos de atuação do Sistema Fecomércio no estado.

Nos shows, que acontecem dia 5 de julho em Iguatu, 6 de julho em Juazeiro e 7 de julho em Fortaleza, em unidades do Sesc (ver serviço) os fãs encontram o artista para ouvir as histórias de sua carreira cinquentenária e cantar junto os principais sucessos de seus 90 discos com mais de 450 composições cantadas em cerca de 9.000 shows no Brasil e exterior.

O artista recorda o carinho que recebe do público sempre que vem ao Ceará e, no Estacionamento da Música, os fãs cantam junto o repertório de sucessos, como a música “Aquarela”, composta em 1983 que popularizou a poesia singela e os dedilhados harmoniosos de Toquinho. A famosa parceria com Vinicius de Moraes será lembrada em composições como “Tarde em Itapuã” e “Regra Três“. A cantora goiana Camilla Faustino faz participação em alguns momentos do show, cantando em dueto “Samba em prelúdio” e “O velho e a flor”.

Para o cantor, as músicas tão queridas do público brasileiro há várias décadas se renovam a cada interpretação e sua carreira vai transformando com o passar do tempo. “Não somos hoje o que fomos ontem, nada perdura como começou. Não sou nostálgico para nada. Tem uma frase do Paulinho da Viola muito bonita. Ele fala: ‘Eu não vivo no passado, o passado vive em mim’. É diferente. Eu canto as canções de uma forma nova, não nostálgica. A minha carreira está começando hoje”, diz Toquinho.

Shows populares

Projeto Estacionamento da Música leva os principais artistas da música popular brasileira para apresentações pelas unidades do Sesc em todas as regiões do Ceará com ingressos a preços populares. Nas últimas edições, os convidados foram Fafá de Belém, a banda The Fevers e o cantor Byafra. Com o cartão Sesc, os trabalhadores e empresários do comércio têm descontos em todos os shows, saiba como fazer o seu no site http://www.sesc-ce.com.br/servicos/faca-seu-cartao-sesc/

Sobre os 70 anos do Sistema Fecomércio

Após o período da Segunda Guerra o Brasil passou por grandes desafios. O Estado não conseguia atender a crescente demanda por serviços sociais, nem acompanhar o novo contexto do mercado de trabalho. Deste modo, em maio de 1945, representantes empresariais da indústria, comércio e agricultura, realizam em Teresópolis, a primeira Conferência das Classes Produtoras (CONCLAP). Nesse encontro elaboram uma proposta ousada de custeio dos serviços sociais e da educação profissional para os trabalhadores com recursos das classes patronais. A Carta da Paz Social foi o documento que formalizou as diretrizes para o desenvolvimento econômico com justiça social. Nascia assim, a partir da iniciativa do empresariado, o Sistema S, o maior Sistema de desenvolvimento social do mundo.

No Ceará, em 16 de março de 1948, o empresário Clóvis Arrais Maia fundou a Federação do Comércio com a finalidade de unir lideranças do setor para colaborarem com a educação profissional e a qualidade de vida dos trabalhadores. No mesmo ano, a Fecomércio implanta o Sesc e o Senac instituições mantidas pelos empresários do comércio que ofertam serviços sociais e educam para o comércio de bens, serviços e turismo.

Serviço:

Estacionamento da Música com Toquinho

5/7 (quinta-feira)

Iguatu
Local: Ginásio da Unidade Iguatu do Sesc (Rua 13 de Maio, 1130, Centro)
Horário: 21h

Ingressos: R$ 20 (comerciário); R$ 30 (conveniado); R$ 40 (público geral). À venda no Setor de Relacionamento com Clientes (Rua 13 de maio, 1130, Centro)

16:49 · 15.05.2018 / atualizado às 16:49 · 15.05.2018 por

 

Neste domingo (20), o Sesc reúne cerca de 140 judocas mirins e amadores no Festival Sesc Iguatu de Judô. Meninos e meninas de seis a oito anos de idade e pré-adolescentes até onze anos participam das lutas recreativas. Já os atletas amadores inscritos, categorias 13, 15, 18 e 20 anos, duelam no campeonato e recebem medalhas de participação.

Aos interessados, ainda dá tempo se inscrever até o dia 16/5, no Departamento Físico Esportivo da Unidade do Sesc em Iguatu, das 8h às 20h.

O Festival acontece no ginásio coberto da Unidade Iguatu do Sesc, a partir de 8h30, com o credenciamento dos participantes inscritos. Alunos do Projeto gratuito de Judô Sesc de Iguatu e também das turmas particulares, assim como os demais praticantes da arte marcial na cidade serão avaliados pelos árbitros da Associação W Judô do município, instituição vinculada à Federação Cearense de Judô (FECJU).

A campeã cearense da categoria Dangai (iniciantes), Danielly da Silva Costa, participa do Festival. A atleta faixa laranja pratica judô há quatro anos no Projeto Judô Sesc Ativo de Iguatu. Ao todo, cinco judocas amadores formados por este projeto conseguiram classificação para a etapa regional dos Jogos Escolares 2018. Há mais de vinte anos, o Sesc, instituição integrante do Sistema Fecomércio, incentiva a prática do judô na cidade.