Busca

Tag: violência


13:49 · 10.07.2018 / atualizado às 13:49 · 10.07.2018 por

 

Enfrentamento da violência contra idoso é tema de evento. Foto de Marciel Bezerra

 

Ao chegar na terceira idade, o idoso fica vulnerável. Em muitos casos ocorre prática da violência por conta da perda da juventude e da sua fragilidade adquirida no percurso da vida . Pensando em desfazer qualquer ato violento contra eles, a administração municipal de Cedro, juntamente com a Secretaria do Trabalho e Assistência Social,  promoveu na manhã desta terça-feira, 10, o 5º Fórum de enfrentamento da violência contra a pessoa idosa.

Na programação, uma roda de conversa para debater um tema muito necessário: “Exploração financeira”. Entre os presentes, o promotor de Justiça, Dr. Leydomar Nunes Pereira e a gerente da agência da Previdência Social do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Carliana Tavares. O objetivo é conscientizar a sociedade acerca desse problema, mostrando a atuação da Lei na proteção dos direitos dos idosos.

O gestor do município Dr. explica que está otimista em relação à participação efetiva da comunidade no que diz respeito ao conhecimento. “Este é um momento único para divulgarmos os direitos da pessoa idosa, com base no Estatuto do Idoso. O nosso intuito é abordar a qualidade de vida na terceira idade, é promover o cuidado necessário a quem tanto precisa e destacar a importância da denúncia nos casos de violação dos direitos humanos”,afirma Dr. Nilson Diniz.

Esse evento faz parte do cronograma de atividades do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centro de Referência da Assistência Social (CRAS I e II), que realiza diversas ações com dinâmicas, palestras, passeios e convívio social para os idosos cedrenses. O encontro contou ainda, com a parceria do Senac, Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos e Secretaria de Saúde.

Faça sua parte!

Qualquer tipo de violência deve ser denunciada. Para isso, Secretaria do Trabalho e Assistência Social conta com o serviço do Disque 100 para acolher denúncias. Trata-se de um serviço gratuito, que funciona 24 horas por dia.

19:45 · 07.07.2018 / atualizado às 10:16 · 08.07.2018 por

Na manhã desta sexta-feira, 6, a Policial Militar registrou em Jucás, na região Centro-Sul do Ceará, mais um caso de homicídio. O crime foi praticado no sítio Paixão, na zona rural do município.

Francisco Weudes Vieira da Silva, conhecido por ‘Paizinho’, 19 anos, estava na sala de sua casa, assistindo televisão, quando dois homens encapuzados e com uso de armas de fogo, chegaram em uma motocicleta, arrombaram a porta da frente, invadiram o imóvel e o executaram. Os tiros atingiram o rosto, cabeça e tórax.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima já respondia por tráfico de drogas e há 11 dias havia saído da Cadeia de Icó. Os criminosos não foram localizados.

Tentativa

No fim da tarde desta sexta-feira, houve uma tentativa de homicídio na cidade de Jucás, no bairro Alto do Thor. Cícero Januário da Silva, 45 anos desferiu duas facadas, uma no peito esquerdo e outra na axila esquerda do seu irmão, Antônio Ivanildo Januário da Silva, 32 anos.

A vítima foi socorrida para o Hospital Municipal de Jucás e de lá foi transferido para o Hospital Regional de Iguatu em estado grave.

07:57 · 01.07.2018 / atualizado às 07:57 · 01.07.2018 por

Na madrugada deste domingo, 1º, por volta das 4h, o agricultor, Francisco Siqueira de Freitas, 36 anos, foi vítima de lesão corporal a faca – sofreu duas perfurações na região lombar direita e uma na torácica. O crime ocorreu no Centro da cidade de Saboeiro.

Freitas foi atendido no hospital local e transferido para o Hospital Regional de Iguatu. Segundo informações prestadas pela vítima, as lesões sofridas teriam sido em decorrência de um roubo, quando trafegava no Centro de Saboeiro em sua motocicleta, Honda CG 150cc, de cor preta, de placa POP 3280. Ele foi abordado por um elemento a pé, que subtraiu sua carteira, contendo documentos e uma quantia de R$ 300,00.

Os policiais realizaram diligências no sentido de identificar e prender o suspeito.

09:27 · 30.06.2018 / atualizado às 09:27 · 30.06.2018 por

Nesta sexta-feira, 29, por volta das 6h30, quatro estudantes universitários foram assaltados e tiveram seus celulares roubados por uma dupla que fez ameaças e estava em uma motocicleta.

O crime ocorreu na Avenida Dário Rabelo em frente ao Campus Multi-institucional Humberto Teixeira, onde funcionam cursos ofertados pela UECE e pela URCA.

As vítimas foram identificadas pela Polícia Militar como Vinícios da Costa, um adolescente S.E de L; G. Costa Oliveira; e J. E. Pereira Filho.  Segundo as vítimas, dois indivíduos em uma motocicleta Honda Bros, preta com detalhe laranja, placa não informada, ambos armados, se aproximaram do local e através de ameaças subtraíram celulares de cada um dos alunos e em seguida fugiram. Policias realizaram diligências, mas não localizaram os infratores.

00:15 · 22.06.2018 / atualizado às 00:29 · 22.06.2018 por
Reunião na Câmara debateu violência em Jucás. Foto de Honório Barbosa

Comerciantes da cidade de Jucás, na região Centro-Sul do Ceará, denunciam o aumento da violência com constante onda de assaltos contra moradores e lojistas. As lojas deixaram de funcionar à noite, por temor de novos roubos contra os empresários.

Na noite desta quinta-feira, 21, um grupo de empresários participou da sessão na Câmara Municipal de Jucás com o objetivo de chamar a atenção das autoridades locais e estaduais.

O lojista Wallace Pereira apresentou uma série de reivindicações: aumento do efetivo que é de cinco policiais militares por dia; aquisição de duas viaturas; instalação de câmeras e sistema de  videomonitoramento; guarda municipal armada; presença de policiais do BP Raio; melhorar iluminação pública e maior participação da Prefeitura no setor em parceria com o governo do Estado.

“Os moradores e comerciantes estão assustados”, disse Wallace Pereira. “As pessoas têm medo de sair de casa, os jovens não podem andar porque têm os celulares roubados”.

O debate se estendeu por quase três  horas. Outros comerciantes pediram maior repressão contra os assaltantes que em sua maioria são jovens. “Algo precisa ser feito de concreto e com urgência”, disse a comerciante, Iraídes Oliveira. “Eu vim embora de São Paulo para uma cidade pequena onde todos se conhecem, fugindo da violência, mas agora sou vítima dessa mesma violência”, frisou.

A presidente da Câmara de Vereadores, Maria das Dores Cunha, disse que o legislativo apoia a luta dos comerciantes e que a Câmara já realizou uma audiência pública e encaminhou reivindicações ao secretário de Segurança Pública, em dezembro passado, sobre a questão da violência. “Infelizmente, as ações não foram adotadas, mas vamos apresentar novo documento e solicitar uma nova audiência”, disse. Ernaldo de Carvalho disse que o problema é complexo e que é preciso o uso da inteligência policial.

A vereadora Marconeide Pedrosa disse que em 2015 apresentou requerimento solicitando uma audiência pública que debateu na Câmara o problema da violência. “Já estávamos preocupados com a violência crescente, mas as propostas apresentadas não saíram do papel”. Já a vereadora Aparecida Lavor apresentou uma série de ações realizadas pela Prefeitura que teriam efeito no combate à criminalidade e que passam por programas de assistência social, educação, esporte e lazer.

 

 

21:48 · 21.06.2018 / atualizado às 21:48 · 21.06.2018 por

Um adolescente foi executado na cidade de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, nesta quinta-feira, 21. O crime ocorreu por volta do meio dia e meia. De acordo com testemunhas, que relataram aos policiais militares, dois homens chegaram em uma casa no bairro Fomento, perguntando sobre um jovem de 16 anos, que estava ao lado de seus familiares.

A dupla pediu para que os familiares se afastassem e executaram o menor com mais de dez tiros. Os criminosos fugiram em seguida. Moradores socorreram a vítima ao Hospital Regional de Iguatu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A vítima não possuía passagem pela polícia.

10:24 · 06.06.2018 / atualizado às 10:24 · 06.06.2018 por

Um homicídio foi registrado na rua A, loteamento Verdes Park, bairro Novo Iguatu na madrugada desta terça-feira, 5. A vítima, Jeferson de Freitas Neves, 19 anos, foi atingida por vários tiros de arma de fogo.  O rabecão fez a remoção do corpo para o IML de Iguatu. Não há informações sobre os autores do crime.

Acopiara

Em Acopiara, a Polícia Militar também registrou um homicídio à bala, nesta terça-feira, 5, por volta das 18 horas. O crime ocorreu na Avenida Paulino Félix, Centro. A vítima, João Víctor Alves Paiva, 18 anos, vendedor, foi morto, segundo testemunhas, por dois indivíduos que estavam em uma moto preta.

Os autores se aproximaram da vítima, que correu, mas foi perseguida e alcançada, atingida e caiu na garagem de uma residência.
De acordo com o 10º Batalhão de Polícia Militar, a vítima já respondia por roubo e receptação. A perícia indicou dois disparos, sendo um na região lombar e outro na altura do tórax peito esquerdo. O corpo foi removido para o IML de Iguatu. Os suspeitos não foram identificados e nem presos.

10:26 · 25.05.2018 / atualizado às 10:26 · 25.05.2018 por

 

Evento debateu a violência urbana em várias perspectivas

O curso de Direito da Universidade Regional do Cariri (Urca), unidade de Ensino de Iguatu, e a Pastoral Universitária da Diocese de Iguatu realizaram simpósio sobre os desafios para a superação da violência urbana. O evento aconteceu no auditório do Campus Multi-institucional Humberto Teixeira.

A mesa de debates foi presidida pelo coordenador do curso de Direito, professor Matheus Lôbo Cavalcante, e a abertura do evento foi proferida pelo diretor geral da URCA em Iguatu, professor José Ivo Ferreira.

O bispo da Diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, foi um dos debatedores, do evento, que relacionou o problema das drogas ilícitas com o crescimento da violência, a necessidade de investimentos em projetos sociais, geração de emprego e na educação.

Participaram do evento como debatedores, o delegado da Polícia Civil, Wesley Alves; o promotor de Justiça, Leydomar Nunes, o secretário-geral da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Iguatu, advogado Orlando Oliveira; a professora Iasmine Saraiva, do Observatório da Violência, a delegada de Defesa e Proteção da Mulher, Monique Teixeira; a juíza de Direito, Yanne Alencar e, representando a Polícia Militar, o tenente Josimar Oliveira.

“Todos os membros da mesa destacaram a problemática das drogas ilícitas como algo que precisa ser combatido, porém é uma luta extremamente complexa por permear vários segmentos da sociedade”, pontuou Ivo Ferreira. “Hoje a maior causa de mortes por assassinatos e latrocínios está relacionada à venda ou ao consumo de drogas e os mais atingidos, diretamente, são os jovens”.

Apesar dos investimentos realizados pelo Governo do Ceará nas polícias estaduais, de reconhecido protagonismo, existem outras frentes que precisam ser impulsionadas e que já tem tido significativo investimento: educação e a assistência social, e a Universidade pode contribuir ainda mais.

Todos concordaram que a educação atrelada às políticas de resgate e de redução das diferenças sociais são a base que precisa ser construída para que seja freado fluxo de pessoas que superlotam a malha carcerária; a qual, se transformou em um depósito desumano de pessoas que acabam padecendo de baixa capacidade de recuperação ou de reintegração à sociedade.

O trabalho de polícia e de inteligência atrelado às ações humanitárias e o resgate pela educação e justiça social mostraram aos presentes que essas saídas também passam pela luta contra a corrupção em todos as esferas, desde a que é cometida em um suborno para se livrar de uma multa de trânsito até aos escândalos que levaram o país a operação Lava Jato.

Serão realizados outros Diálogos Jurídicos pelo Curso de Direito, na perspectiva multidisciplinar, buscando efetivar a contribuição acadêmica para a superação da violência.

Promotor de Justiça, Leydomar Nunes, foi um dos debatedores

 

12:50 · 04.05.2018 / atualizado às 12:50 · 04.05.2018 por

Uma mulher foi assassinada durante a madrugada desta quinta-feira, 3, na cidade de Cariús. De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu no bairro Vila Nova. A vítima foi identificada como sendo Angélica Maria Viana da Silva, 35 anos, que sofreu um tiro na testa.

Segundo informações prestadas por populares, foi ouvido um disparo de arma de fogo na residência da vítima por volta das 3h da madrugada, mas ninguém saiu do interior das casas para averiguar o fato. Pela manhã, visualizaram a porta da residência aberta e o corpo da vítima caído ao solo. O rabecão conduziu o corpo ao IML de Iguatu.

20:52 · 05.03.2018 / atualizado às 20:52 · 05.03.2018 por

A Polícia Militar registrou homicídio na cidade de Saboeiro. O crime ocorreu neste sábado, 3, por volta das 21h no bairro Vila Nocrato. A vítima, Miguel Cosmo de Oliveira, 68 anos, estava sentado na calçada de sua casa, quando um elemento encapuzado, a pé, o alvejou com um disparo de arma de fogo na cabeça.

O idoso teve morte imediata. A vítima já respondia aos crimes de tentativa de homicídio e posse ilegal de arma de fogo.