Blog Cidade

Categoria: Estoril


10:45 · 02.11.2013 / atualizado às 12:21 · 02.11.2013 por

Terça-feira (5) é o Dia Nacional da Cultura. Para comemorar, a Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria de Cultura, preparou uma programação gratuita voltada para diversos públicos. Três lugares foram escolhidos para a ocasião. No Mercado dos Pinhões, adultos e crianças são convidados a aprender como reutilizar brinquedos ou dar nova vida a eles. À noite, também terá contação de histórias com Marcos Melo. No estoril, o destaque vai para um cortejo da Caravana Cultural. O trajeto começa no Largo do Mincharia e termina em frente ao Estoril. Já no Teatro Antonieta Noronha, acontece uma edição especial do projeto de esquetes Cenas Curtas.

Programação

Quando: terça-feira (5)
Onde: Mercado dos Pinhões (Praça Visconde de Pelotas, entre as ruas Nogueira Acioli e Gonçalves Lêdo)
Atrações: Oficina de Brinquedos Reciclados, com Carlos Careca, às 17h30, e Contação de Histórias, com Marcos Melo, às 18h30.

Onde: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Atrações: Apresentação do Coral da Coelce, às 17h30, e Cortejo da Caravana Cultural (Saída: Largo do Mincharia), às18h.

Onde: Teatro Antonieta Noronha (rua Pereira Filgueiras, 4 – Centro), às 18h30
Atrações: “SouFria SofriaSofia”/ “KentPelota” /“Na Página54”
Mediador: Ricardo Guilherme, ator, diretor, professor e pesquisador em teatro.

17:06 · 23.10.2013 / atualizado às 17:07 · 23.10.2013 por
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A exposição “Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70”, do fotógrafo Nelson Bezerra, foi feita com o intuito de retratar a Capital cearense nos anos de 1970, período acentuado pela reestruturação urbana. A amostra terá inicio amanhã, as 19h30min, no Estoril, localizado na Rua Tabajaras,397.

A apresentação conta com fotografias de vistas aéreas de bairros da capital, patrimônios edificados, personagens conhecidos e anônimos. O acervo traz desde a construção do Ginásio Paulo Sarasate, do Castelão, do Centro de Convenções, da abertura de grandes avenidas como a Aguanambi, Santos Dumont e a Leste Oeste. Também pode-se encontrar retratado na exposição a vida econômica e cultural da cidade. As imagens transparecem a mudança de Fortaleza, Nelson Bezerra memorizou a verticalização arquitetônica e a intensificação dos fluxos cotidianos.

Mais que apenas a Capital, a apresentação contempla um recorte do trabalho autoral do fotógrafo. Grafismo das jangadas do Mucuripe, composições que ressaltam o domínio da luz, instantâneos de rara beleza e simplicidade são alguns dos elementos representados.

O espaço escolhido para abrigar a exposição é um ambiente propicio para o público conseguir captar os ares de Fortaleza da década de 1970. O Estoril é marco representativo da efervescência cultural e intelectual do período.

Pesquisar
Posts Recentes

08h08mSimpósio Internacional de Terreiro Capoeira

08h08mRio Ceará recebe aula em barcos

07h08mCCV abre oportunidade para novos voluntários

06h08mInscrição para consurso foi prorrogada até hoje

07h08mAterro e Praia do Futuro recebem celebraçõe de Iemanjá

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs