Desenroladas

Categoria: Moda


08:37 · 03.04.2014 / atualizado às 23:23 · 01.04.2014 por

__desenroladas-look-festival-música-5

Calor e frio. Clima abafado e chuva. Gramado e lama, muita lama. Quem costuma ir a grandes festivais de música ao ar livre, sabe que essa montanha-russa climática pode ser vivenciada em um só dia. Para se proteger das adversidades do tempo e curtir os shows com muito conforto (e sem perder o estilo!) aí vão algumas dicas para montar o look perfeito:

Opte por tecidos leves e modelagens confortáveis

Você vai querer pular, dançar e vai passar o dia inteiro com a mesma roupa. É importante que as modelagens sejam mais soltinhas e os tecidos leves ou com stretch.

Nos pés, procure usar calçados que você não tenha medo de estragar, como os de materiais emborrachados ou aquele All Star surradíssimo de guerra. Eu, por exemplo, amo usar galochas em festivais.

__desenroladas-look-festival-música-1

Se jogue nas sobreposições e acessórios

Já que as roupas são curtinhas e levinhas, aproveite para deixar o visual ainda mais interessante com xales, lenços, várias pulseiras e colares. E, sim, podem ser vários ao mesmo tempo!

Para carregar tudo e ficar com os braços livres para dançar bastante, nada como mochilas ou modelos a tiracolo.

__desenroladas-look-festival-música-2

Esteja preparada para mudanças no clima

Para quem gosta de chegar cedinho e passar o dia sob o sol, não pode esquecer de levar bloqueador solar, óculos escuros e chapéu (de preferência os de abas mais largas). Mas não custa levar uma meia grossa na bolsa, uma jaquetinha e uma capa de chuva (guarda-chuvas são proibidos).

__desenroladas-look-festival-música-3

Esteja atenta às regras do evento

Cada festival tem seu manual de “boa conduta”, mas no geral é proibida a entrada com: alimentos (exceto os que vêm em embalagens lacradas, como barras de cereal, salgadinhos e biscoitos, ou frutas embrulhadas separadamente), bebidas (mesmo não-alcoólicas), câmeras fotográficas com lentes cambiáveis, remédios (salvo se você estiver com a prescrição médica), entre outros. É bom dar uma boa lida no site do festival para garantir que tudo ocorra na mais perfeita ordem e você não tenha que “se livrar” de um item de valor logo na entrada. Nada mais chato do que começar um dia que seria de pura curtição do que com uma “saia justa” dessa, né?

__desenroladas-look-festival-música-4

 

E para já ir entrando no clima do Lollapalooza, aí vai uma playlist com alguns dos principais nomes do primeiro dia do evento. A seleção foi feita especialmente para o blog pela nossa amiga Mari Caldas, que já foi modelo na coluna Desenroladas e não perde um festival de rock que acontece em Sampa, onde ela mora.

Bom festival!

22:33 · 01.04.2014 / atualizado às 22:35 · 01.04.2014 por

No Brasil, muitas empresas de moda elaboram o chamado “inverno tropical“. Pelo tamanho continental do nosso país, a maioria das regiões não registram uma queda significativa de temperaturas, como é o caso aqui no nordeste. Atualmente estamos no outono, mas se em Fortaleza é sempre quente, as regiões sul e sudeste já começam a ter um certo friozinho.

É para esse desafio, de vestir pessoas que vão passar por 30º a 2º, que a indústria têxtil tem que se preparar. Daí o chamado “inverno tropical”, onde as coleções ganham também leves toques de tendências de verão: seja na estamparia, nos tecidos ou na modelagem. E uma estampa que foi sinalizada como tendência para o Verão 2014/2015, mas já está invadindo as coleções de inverno, é a fofíssima estampa de flamingos!

_desenroladas-tendência-flamingo-estampa-estilo-2

As aves cor-de-rosa são o animal print da vez, colorindo inúmeras opções de roupas e deixando os looks mais descontraídos. Aqui em Fortaleza, encontramos essa referência na coleção “Passo a Passo” Inverno 2014 da Cardigan. Nós nos apaixonamos especialmente pelo shortinho jeans! <3

__desenroladas-tendência-estampa-flamingo-cardigan

 

 

Desse jeito fica fácil seguir o lema “think pink” do filme “Cinderela em Paris” (1957)! Inspire-se com nosso moodboard de flamingos e se jogue na tendência!

_desenroladas-tendência-flamingo-estampa-estilo-1

21:58 · 14.03.2014 / atualizado às 22:10 · 14.03.2014 por

__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-1

Do alto dos nossos vinte e alguns anos, vivemos nesse intermédio de sermos meio meninas, meio mulheres. E a Cardigan é uma marca que reflete bem esse momento. Ontem estivemos no lançamento da nova coleção, “Passo a Passo”, que explora justamente essa etapa pela qual todas passamos.

Na coleção, um passeio entre peças mais clássicas e mais descoladas, que trazem inspiração na leveza e altivez das bailarinas. Outro elemento forte que permeou a criação é o Flamingo. A ave cor de rosa longilínea e elegante aparece em diversas peças da coleção, em estampas apaixonantes. Animal print, cores intensas como o verde esmeralda e o pink, bordados e mensagens divertidas tomaram conta das araras das lojas em modelos como calças pijamas, coletes, saias rodadas, hot pants, t-shirts e vestidos longos.

Durante o encontro, o som ficou por conta da DJ Isadora Capelo, que vocês sabem que a gente ama! A Isa tem um repertório incrível que passeia pelo melhor da música brasileira, mashups divertidos e som para dançar.

__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-20__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-4__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-2__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-6__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-5__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-3__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-8

 

We <3 Melissa

Além da nova coleção da Cardigan, também amamos as rasteirinhas Melissa que estão à venda na loja. Além de confortáveis, elas dão um charme todo especial e fashionista aos looks.

__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-9__desenroladas-lançamento-inverno-cardigan-passo-a-passo-7

09:09 · 12.03.2014 / atualizado às 09:26 · 12.03.2014 por

Sob o comando de Karl Lagerfeld, a Chanel monta um supermercado na passarela durante a Semana de Moda de Paris fazendo crítica ao sistema atual de lançamentos de tendências

CHA_1243.1366x2048

Por definição, luxo significa abundância e refinamento. A palavra vem do latim, luxus, e está associada ao excesso, à pompa e à ostentação. Em seu mais recente desfile durante a Semana de Moda de Paris, a Chanel subverteu a passarela levando ao Grand Palais o mais ordinário dos cenários: um supermercado.

O filão da moda voltado para a elite mundial atravessou polêmicas e crises econômicas ao longo da história, mas a maison francesa permanece como principal nome nesse nicho. Criada por Coco Chanel em 1909, a Chanel está há mais de 30 anos sob a direção criativa de Karl Lagerfeld, que comanda a marca com mãos de ferro, olhar polivalente e muita criatividade.

1200x

Uma de suas características é a forma ímpar como bebe da fonte dos clássicos Chanel (como o conjunto de tweed,o onipresente mix de preto e branco, as camélias, o couro matelassado e as correntes, entre outros), sempre costurando-os a diversas outras referências atuais e cheias de atitude.

Para o Outono/Inverno 2014, a marca apresenta um mergulho nos anos 90, uma década que vem suscitando diversas reinterpretações da moda nas últimas temporadas. Mas a estrada com Chanel, vai sempre além. A equipe criativa opta por fugir de estilos fáceis, como o minimalismo, e se joga no futurismo clubber, na moda esportiva e no utilitarismo. Tudo embalado por uma profusão de cores e uma riqueza de texturas.

CHA_0287.1366x2048

Falando em embalagens, o cenário crítico pode soar antagônico ao caleidoscópio de tendências apresentadas em Paris. E essa é a intenção. Vivemos em tempos de alta tecnologia, da confecção à comunicação. Com a rapidez da Internet, as criações são vistas imediatamente em todo o mundo e, consequentemente, copiadas. A velocidade é tamanha que, para acompanhar o ritmo, o mercado da moda parece exigir cada vez mais quantidade ao invés de qualidade, com modismos muitas vezes considerados descartáveis.

tumblr_n1xx49y5cV1r7fbd1o1_1280

Então, expor produtos de limpeza com logotipo Chanel parece realmente um absurdo? E afinal, se consome o design (o conteúdo) ou a marca (a embalagem)? A resposta veio ao fim do desfile, quando os convidados da marca resolveram “fazer a feira” e invadiram o cenário para tentar levar para casa uma caixa de pão ou de leite que estampava o duplo “C”. Todos, claro, barrados pela segurança.

chanel-fall-2014-detail-33

12:39 · 09.03.2014 / atualizado às 12:39 · 09.03.2014 por

__desenroladas-dica-livro-biblioteca-de-moda-estilo-essenciais-1

Uma boa biblioteca de moda precisa incluir certos títulos clássicos. Reunimos aqui a lista dos autores essenciais para compreender esse tema que tanto amamos em sua plenitude: enquanto tendência, consumo, antropologia e até filosofia, entre outras possibilidades. Aqui, selecionamos títulos de pensadores, estilistas, filósofos, pesquisadores, consultores e editores de moda, que exploram o assunto a partir de diferentes pontos de vista. Ainda que a internet seja uma excelente fonte de pesquisa, os livros compõem parte essencial na formação de um conhecimento mais aprofundado sobre o assunto.  Seja para um trabalho acadêmico ou apenas por curiosidade. Se esse é o seu interesse,  veja por onde começar a montar o seu acervo:

O Sistema da Moda, Roland Barthes

21548959_4

“Em O sistema da moda, Roland Barthes elabora uma análise semântica do vestuário a partir de artigos da imprensa, examinando a estrutura e o significado do discurso sobre a moda. Barthes desvenda um sistema de significações e a submete pela primeira vez a uma verdadeira análise semântica: como os seres humanos constroem sentido com o vestuário e a fala?”
Preço médio: R$84,20

O Império do Efêmero, Gilles Lipovetsky

o império do efêmero

“Como se explica que a moda seja um fenômeno essencialmente ocidental e moderno? Quais os grandes momentos históricos, as grandes estruturas que determinaram a organização social das aparências?

Elaborando uma verdadeira arqueologia do frívolo e do efêmero, uma reflexão que ultrapassa a lógica do diferenciamento social, o filósofo francês Gilles Lipovetsky confere à moda um caráter libertário, faz dela signo das transformações que anunciaram o surgimento das sociedades democráticas. Lipovetsky acaba por nos mostrar que, “no filme acelerado da História moderna, dentre todos os roteiros, o da Moda é o menos pior”.

Lançado na França em 1987, O império do efêmero provocou polêmicas acirradas: alguns críticos investiram violentamente contra ele, mas outros o consideraram um autêntico guia dos anos 80.”
Preço médio: R$46

História da Beleza, Umberto Eco

história da beleza

“Apesar de ilustrada por imagens de centenas de obras-primas de todos os tempos, esta não é como uma vasta antologia de textos desde Pitágoras até os nossos dias, que servem para reconstruir as múltiplas idéias de Beleza expressadas e discutidas desde a Grécia antiga até hoje. Este livro apresenta as diversas concepções de Beleza da natureza, das flores, dos animais, dos corpos humanos, dos astros, das relações matemáticas, da luz, das pedras preciosas, das roupas, de Deus e do Diabo. Embora apenas os textos dos filósofos, dos escritores, dos cineastas, dos místicos, dos teólogos e testemunhos dos artistas tenham chegado até nós, por meio desses documentos é possível reconstruir também a maneira como os humildes, os excluídos e os homens comuns de todos os tempos relacionam-se com a Beleza. Assim podemos sentir como, não somente em época diferentes, mas por vezes até dentro de uma mesma cultura, diversos conceitos de Beleza entraram em conflito. ”
Preço médio: R$162,90

Moda: Uma Filosofia, Lars Svendsen

7252477GG

“A escolha das roupas transmite uma mensagem sobre quem somos? De Coco Chanel a Rei Kawakubo, de Dior ao estilo das ruas, o fio condutor desse livro é o princípio fundamental da moda – a busca pelo novo. A moda permeia diversos níveis da nossa existência, mas foi pouco estudada pelos filósofos. Até agora. Com uma prosa ágil e irônica, o autor reúne referências que vão da música pop e da arte contemporânea a pensadores como Kant, Adorno, Barthes, Benjamin e Giddens. Concentrando-se no vestuário, faz um apanhado histórico e analisa a relação da moda com o corpo, a linguagem, a arte e o consumo. Assim, resume o que a filosofia e a sociologia têm a dizer sobre o assunto – e acrescenta muito à discussão.”
Preço médio: 39,90

Glamour, Diana Vreeland

593123_0_51

“Na década de 1980, instigada por sua editora – Jacqueline Kennedy Onassis -, a lendária expert em moda Diana Vreeland (1903 – 1989) preparou uma inspirada seleção de suas imagens favoritas, produzidas por fotógrafos como Man Ray, Elliott Erwitt e Sir Cecil Beaton, e nelas baseou os seus próprios comentários sucintos e incisivos, elementos que fizeram do livro Glamour um clássico instantâneo. Nesta apurada reedição, a obra, inédita no Brasil, é apresentada por um prefácio do estilista Marc Jacobs. Glamour reúne um precioso conjunto de fotos extraídas de revistas de moda, imagens captadas pelas lentes dos paparazzi, assim como retratos de ícones da literatura e das artes , entre outros, Maria Callas, Gertrude Stein, Eva Perón, Mick Jagger, Audrey Hepburn e o general Charles de Gaulle. Diana Vreeland foi editora de moda da Harper’s Bazaar por 26 anos e editora-chefe da Vogue entre 1963 e 1971. Seu ponto de vista surpreende até hoje pelo frescor incomparável e abertura para o futuro.”
Preço médio: R$85

A Costura do Invisível, Jum Nakao

282145g1

“O livro compõe um caleidoscópio de olhares de diferentes artistas sobre o trabalho, reunindo imagens e textos em diálogo numa trama imprevisível. Ele exige do leitor uma postura ativa e interrogativa para percorrer múltiplas trilhas de leitura. A viagem proposta é a própria aventura da linguagem, que traz à tona as inquietações inerentes a todo o processo criativo.”
Preço médio: R$193

Observatório de Sinais, Dário Caldas

livro_observatorio_de_sinais_dario_caldas_qualidade_baixa

“Neste livro, você encontrará uma análise abrangente e inovadora do tema tendências, um olhar crítico e desafiador sobre verdades tidas como absolutas e há muito sedimentadas nesse universo. O autor produziu uma obra que se destaca pelo questionamento do que existe de anacrônico, imediatista e superficial na construção das tendências. Partindo da desmistificação do conceito de tendência, desde sua origem à forma como é utilizado nas mais diferentes indústrias e setores, abre-se um proveitoso e necessário espaço para a reflexão, para o pensamento crítico – atitude imprescíndivel a todos os que se interessam em fazer avançar a prática profissional aliada à produção do conhecimento.”
Preço médio: R$55

Moda e Linguagem, Kathia Castilho

LV176654_N

“Esta obra enfatiza a importância do conhecimento da estruturação da moda como elemento de comunicação a partir dos códigos da linguagem do vestir, decorar e reconstruir por meio das roupas e seus próprios corpos. A idéia é a de que nesta reorganização estética, os indivíduos busquem externar desejos, realizações e aspirações. Segundo a autora, moda é comunicação que se inscreve no corpo pelos elementos da ordem do visual. ‘O estudo apresentado no livro, analisa o desenvolvimento da decoração corpórea, adornos e moda como organização da linguagem do corpo à medida que a sociedade se torna mais complexa’, explica a pesquisadora Kathia Castilho”
Preço médio: R$33

Chic, Gloria Kalil

Chic_Gloria_Kalil_capa

É preciso conhecer as regras, para quebrá-las.

“Quem não gostaria de saber a opinião de Gloria Kalil antes de vestir a roupa para uma festa, um casamento ou na hora de fazer as malas para uma viagem? Esta nova edição servirá de personal stylist para a leitora, trazendo dicas e comentários seguros para se construir um estilo pessoal, que evidencie a individualidade de cada uma, valorizando os seus pontos fortes e usando a moda sempre a seu favor. Aprenda a ser chic sem ser esnobe, chic com pouco dinheiro e juntando o melhor da aparência com o melhor do conteúdo.”
Preço médio: R$114,90

“…ismos para entender a moda”

capa

“O livro reúne as tendências de design e os movimentos que moldaram a evolução do traje desde o século XVII, período a partir do qual se pode contar com documentação histórica confiável. De modo conciso, identifica o contexto, as características, as obras e os significados mais importantes de cada estilo. Esses ismos da moda estão classificados em ordem cronológica, ainda que, com frequência, alguns tenham ocorrido simultaneamente. A autora traça influências e conexões dos grandes criadores da moda moderna, como Paul Poiret, Coco Chanel e Christian Dior, com destaques do design contemporâneo como John Galliano e Marc Jacobs. Ao mesmo tempo, não deixa de lado nomes de personagens históricos e de celebridades que tiveram e têm papel fundamental ao consolidar e ditar estilos – da imperatriz Maria Antonieta a lady Diana Spencer, de Sarah Bernhardt a Sarah Jessica Parker.”
Preço médio: R$39,90

“100 anos de moda”, Cally Blackman

capa-100-anos-de-moda-lomb1

“Com mais de 400 imagens icônicas, este livro conta a história da moda no século XX, desde a influência das vanguardas artísticas e a entrada das mulheres no mercado de trabalho até os movimentos de grupos urbanos como criadores de tendências e a liberdade de estilo dos dias atuais. Estilistas clássicos como Coco Chanel, Jeanne Lanvin, Cristobal Balenciaga e Christian Dior estão reunidos aqui. A obra também traz o trabalho de designers contemporâneos como Karl Lagerfeld, Alexander McQueen e Marc Jacobs.”
Preço médio: R$74,90

“Moda é comunicação”, Carol Garcia e Ana Paula de Miranda

1427-imagem_0-moda comunica

“‘Moda é Comunicação’ enfoca a moda como símbolo do ‘eu’, sendo ela um instrumento de comunicação, integração, individualidade, transformação e conseqüentemente a influência no aprimoramento da auto-estima. O livro integra a coleção ‘Moda e Comunicação’, que reúne os conteúdos originalmente produzidos para as disciplinas do curso de pós-graduação em Moda e Comunicação on-line da Universidade Anhembi Morumbi”

“Moda e comunicação”, Malcom Barnad

moda-e-comunicacao

“Neste livro o autor Malcolm Barnard apresenta moda e indumentária como maneiras de comunicar identidades como maneiras de comunicar identidades de classes e gêneros sexuais e sociais.
Esta obra interdisciplinar analisa com clareza como a moda e a indumentária têm sido compreendidas como um fenômeno moderno e pós-moderno. Recorrendo às especulações teóricas sobre cultura, especialmente as de Simmer, Derrida, Baudrillard e Jameon, o autor avalia as consequências do pós-modernismo para a moda como uma forma de comunicação.”
Preço médio: R$43

 A era Chanel, Edmonde Charles-roux

Livro_Chanel

“Um dos maiores ícones da moda no século XX, Chanel (1883-1971) sempre se distinguiu por uma postura modernista e radicalmente inovadora. Em tempos de mulheres submissas, ela era a própria personificação da modernidade, relacionando-se intimamente com a vanguarda intelectual e artística de sua época.
O sucesso de Chanel foi imenso: seu reinado sobre o mundo da alta-costura durou cerca de meio século. Entender o poder da imagem foi seu maior mérito. Com um estilo incomparável, era apaixonada pelo discreto charme do guarda-roupa masculino e inovou ao usar tecidos utilitários para fazer roupas chiques, jovens e casuais.
Mais que um belo relato sobre uma vida e uma obra extraordinárias, este é um livro fascinante, que registra em cerca de quatrocentas fotografias, retratos e desenhos, a trajetória da maior personagem da moda de todos os tempos.”
Preço médio: R$170

20:50 · 07.03.2014 / atualizado às 20:50 · 07.03.2014 por

A marca Iury Costa mergulhou na história da capital cearense para produzir seu Inverno 2014. Intitulada Fortaleza/Paris, a coleção resgata a herança cultural francesa que foi marcante por aqui no início do século XX. Cartões-postais como a Praça do Ferreira e a Catedral Metropolitana são algumas das referências do intercâmbio entre as duas cidades.

A partir disso, Iury Costa sugere um remake usando um estilo cosmopolita e atemporal como guia, algo que já está no DNA sofisticado da marca. Musas como Betty Catroux (ex-modelo e musa de nomes como Coco Chanel, Tom Ford e Yves Saint Laurent) e a editora de moda Carine Roitfeld, também inspiram a nova coleção.

Veja o teaser em vídeo e também as fotos da campanha, clicada por Tiago Lopes:

_desenroladas-coleção-2014-iury-costa-fotos-tiago-lopes (1) _desenroladas-coleção-2014-iury-costa-fotos-tiago-lopes (2) _desenroladas-coleção-2014-iury-costa-fotos-tiago-lopes (3) _desenroladas-coleção-2014-iury-costa-fotos-tiago-lopes (4) _desenroladas-coleção-2014-iury-costa-fotos-tiago-lopes (5)

 Iury Costa Flagship Store

Rua Dona Maria Tomásia, 597 – Loja 1, Fortaleza/CE

Contato: (85) 3268.1539

http://instagram.com/iurycostabrand

13:22 · 05.03.2014 / atualizado às 13:22 · 05.03.2014 por

1907_384981_capa1

Alessandra Ambrósio é a estrela da capa da próxima edição da revista Vogue Brasil. Em um ensaio estilo “Tomboy”, a modelo que aparece de cabelo Pixie, aquele corte estilo Joãozinho que já falamos bastante sobre aqui no Desenroladas.

O editorial foi feito com a coleção da marca Prada e mostra um mix de arte figurativa, esporte e couture. Para a revista, a modelo contou que adorou ficar com um look boyish, revelando inclusive o desejo de um dia cortar o cabelo nesse estilo. O que vocês acharam?

1907_384982_alessandra1 1907_384983_alessandra2

20:37 · 01.03.2014 / atualizado às 23:18 · 01.03.2014 por

desenroladas-edith-head-oscar-figurino-hollywood-grace-kelly-audrey-hepburn (1)

A cerimônia do Academy Awards, mais conhecido como OSCAR, está chegando. Daí pipocam listas de possíveis vencedores, posts com retrospectivas sobre a premiação, melhores momentos, etc. Todo mundo lembra da apresentação incrível da Björk vestida de cisne em 2001. Assim como da Celine Dion cantando “My Heart Will Go On” em 1998, com longo preto e o colar poderoso com diamante azul (do figurino de “Titanic”). Igualmente memoráveis, foi o agradecimento de Halle Berry ao vencer em 2002 como melhor atriz coadjuvante por “A Última Ceia” (sendo a primeira negra a conquistar o prêmio) e o “na trave” da nossa sensacional Fernanda Torres (por “Central do Brasil”), que perdeu para Gwyneth Paltrow (“Shakespeare Apaixonado”) em 1999.

desenroladas-edith-head-oscar-figurino-hollywood-grace-kelly-audrey-hepburn (12)

O que pouca gente sabe, é que a mulher que mais ganhou a estatueta do Oscar na história, não foi uma atriz ou cantora. Edith Head detém o recorde, com oito ao total, por seu trabalho como figurinista. Para quem não sabe muito sobre esse ícone do cinema hollywoodiano (e que influencia a moda até hoje), ela nasceu Edith Claire Posener, em 28 de outubro de 1898, em Searchlight, Nevada, EUA.  Vamos à lista de filmes pelas quais ela já ganhou prêmio da Acadêmia:

1950 – Tarde demais (The Heiress)
1951 – Sansão e Dalila (Samson and Delilah)
1951 – A malvada (All About Eve)
1952 – Um Lugar ao Sol (A Place in the Sun)
1954 – A princesa e o plebeu (Roman Holiday)
1955 – Sabrina (Sabrina)
1961 – O Jogo Proibido do Amor (The Facts of Life)
1974 – Um Golpe de Mestre (The Sting)

Além desses, ela já concorreu pelo seu trabalho em outros 27 filmes, totalizando 35 (!!!) indicações.

desenroladas-edith-head-oscar-figurino-hollywood-grace-kelly-audrey-hepburn (6)
Audrey Hepburn e Edith Head no set de “Sabrina” (1954)

Alguns figurinos inesquecíveis e que entraram para a história do cinema, sob o desenho original de Edith Head:

desenroladas-edith-head-oscar-figurino-hollywood-grace-kelly-audrey-hepburn (13)

11:34 · 28.02.2014 / atualizado às 11:34 · 28.02.2014 por

Foi em clima de paz e  amor que a Love Luxo reuniu quatro times de moda da cidade numa tarde linda e ensolarada por Fortaleza. Nós nos unimos às meninas do 12 Horas, do Take The Trend e do Profissão Moda para o catálogo da nova coleção da marca. As fotos incríveis ficaram com por conta da Rafa Eleutério e da equipe Voir Image.

O cenário escolhido foi nossa querida Praia de Iracema, uma região que vem ganhando cada vez mais ocupação por parte da população, após uma década um tanto obscura. Novos espaços gastronômicos e culturais, resgate de locais históricos, as cores do graffiti e toda a beleza do mar, fazem da Praia de Iracema um canto com charme ímpar em Fortaleza. Tanto para os locais, como para os turistas.

Nós amamos essa experiência e nos divertimos muito com o processo. O resultado, foram registros cheios de energia positiva e muitos sorrisos! Esperamos que vocês gostem:

_desenroladas-love-luxo-love-peace-3_desenroladas-love-luxo-love-peace-9_desenroladas-love-luxo-love-peace-7_desenroladas-love-luxo-love-peace--1_desenroladas-love-luxo-love-peace-5_desenroladas-love-luxo-love-peace-6_desenroladas-love-luxo-love-peace-2_desenroladas-love-luxo-love-peace-8_desenroladas-love-luxo-love-peace-4

 

Saiba mais sobre a Love Luxo seguindo o Instagram da marca (@adoroloveluxo) e veja todas as fotos do catálogo no Pinterest da Love Luxo.

08:00 · 24.02.2014 / atualizado às 18:55 · 23.02.2014 por

Uma das maiores belezas de Paris é a arquitetura da cidade, que carrega desde construções clássicas até prédios hiper modernos com estilo futurista. Quando estive na cidade, me hospedei no Golden Tulip Hotel Washington Opera, um quatro estrelas localizado no 1º arrondissement. Fica pertinho de alguns dos principais atrativos da cidade: Louvre, Jardin des Tuileries, Palais Garnier, Musée de l’Orangerie e Musée d’Orsay. <3

Além dessa vizinhança maravilhosa e super charmosa (que também era dominada por restaurantes, galerias de arte contemporânea e até um Toni & Guy), eu fiquei encantada com a vista de Paris que a gente tinha do quarto. Correspondia a todos os clichês e ia muito além. E foi num dos cantinhos que mais aproveitei no hotel, a janela, que fotografei alguns dos acessórios que se tornaram meus “melhores amigos” nessa viagem. Alguns comprei em Fortaleza, outros já garimpei na viagem pela Europa. Foram os meus essenciais durante a primavera em Paris e espero que possam inspirá-las também.

__blog-desenroladas-acessórios-bolsa-bota-mala-paris-2

__blog-desenroladas-acessórios-bolsa-bota-mala-paris-1
Carteira: coleção Andy Warhol da Pepe Jeans London (comprei em Lisboa) | Bolsa preta: Mango (comprei em Barcelona)
__blog-desenroladas-acessórios-bolsa-bota-mala-paris-3
Botas: Esdra para Meia Sola
__blog-desenroladas-acessórios-bolsa-bota-mala-paris-4
Lenço: Fórum | Colar: presente da minha mãe | Caixa porta-jóias (também usada como clutch): Etna

 

Pesquisar
Posts Recentes

02h04mFestival Varilux de Cinema Francês começa hoje

08h04mEstilo de festival: dicas para montar o look perfeito

10h04mTendência: os flamingos invadem a moda

10h03mMudança de ares

03h03mLooks Desenrolados – Lançamento Couro & Cia

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs