Busca

11:07 · 23.06.2017 / atualizado às 11:07 · 23.06.2017 por

Essa linda escultura forma uma intrigante volumetria com cubos acoplado em uma sequência linear. Seu acabamento em textos rustica, quebra o maximalismo mínimo é o reflexo de uma simbiose harmoniosa entre diferentes conceitos de beleza escultural, seu estilo recebeu inspirações em arte desconstrutivista. Tornado os ambientes ecléticos e ao mesmo tempo minimalista, corajoso, mas sempre elegante. Sua cor metalizada em tom de cobre arremata sua elegância retilínea.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque

 

09:55 · 21.06.2017 / atualizado às 09:55 · 21.06.2017 por

Com mais de 20 anos de experiência em decoração e design – a L’oeil sempre deu oportunidade e espaço para design. Agora, a marca alia qualidade ao propósito de prestigiar grandes nomes do design nacional com uma novíssima coleção recheada de móveis e objetos assinados. Entre as novidades podem ser encontradas cadeiras, bancos, banquetas, luminárias, mesas e inúmeros objetos de decoração assinados por nomes respeitados no cenário do design brasileiro. É o caso da Luminária Tauari Tijuca Regulável Moor Naturale, e a Luminária Acali da Designer Daniela Ferro.

 

11:23 · 20.06.2017 / atualizado às 11:23 · 20.06.2017 por

O prêmio Salão Design 2017, divulga seus vencedores em diversas categorias. A grande vencedora foi a Linha Canguru, assinada pela arquiteta Isabela Vecci, para a Líder Interiores, inclui banco, mesa lateral e mini cômoda, e é inspirada no hábito, não só dos humanos, de carregar objetos junto a si, assim, todas as peças da linha vêm acompanhada de bolsas de recouro acopladas à estrutura. O Prêmio Salão Design tem como objetivo estimular a inovação tecnológica por meio do design e assim, destacar a capacidade e o talento de seus participantes que recebeu inscritos de toda a América Latina.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque

11:35 · 19.06.2017 / atualizado às 11:35 · 19.06.2017 por

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros, com até 45 anos de idade, dando mais oportunidades aos novos talentos da arquitetura e urbanismo no Brasil.

O 4º prêmio de arquitetura Instituto Tomie Ohtake e Akzonobel é resultado de uma parceria entre o Instituto e a multinacional holandesa que atua nos segmentos revestimentos e especialidades químicas e se insere nas perspectivas do Instituto, enquanto instituição cultural, ao promover iniciativas no campo da arquitetura, do urbanismo e do design. O prêmio é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos, com até 45 anos de idade, esse detalhe o diferencia de outros prêmios, já que com um limite de idade, automaticamente tira do páreo uma serie de profissionais já renomados, assim como grandes escritórios de arquitetura, dando maior oportunidade para os novos talentos da arquitetura e urbanismo. Os projetos escritos podem ter sido construídos durante os últimos dez anos. Arquitetos, escritórios de arquitetura ou coletivos de arquitetos podem se inscrever com mais de um projeto, o que contribui para demonstrar um panorama da arquitetura brasileira nos seus mais variados contextos. Foram selecionais dez projetos, que serão reunidos também em publicação, participam de uma exposição, com entrada gratuita, na sede do Instituto Tomie Ohtake, de 10 de agosto a 17 de setembro de 2017. Na abertura do evento, dia 10 de agosto, serão anunciados os premiados. Os arquitetos responsáveis pelos três projetos considerados de maior destaque serão contemplados com viagens internacionais: Xangai/China, Helsinque/Finlândia e Havana/Cuba. Vejamos fotos  dos dez finalistas.

Ciclovia Avenida Paulista, São Paulo – SP – arquiteto responsável Gianpaolo Santoro Granato – Studio GGA.

Cobertura Mercado Público de Florianópolis, Florianópolis – SC – arquiteto responsável Gustavo Utrabo – Aleph Zero.

Instituto Brincante, São Paulo –SP – arquiteto responsável Dante Furlan – Bernardes Arquitetura.

Mirante 9 de Julho, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marcos Paulo Caldeira –MM18.

Moradas Infantis, Formoso do Araguaia – TO – arquiteto responsável Adriana Benguela – Rosenbaum + Aleph Zero.

Parque da Gare, passo Fundo – RS – Arquiteto responsável Pedro Paes Lira.

Casa 4 x 30, São Paulo- SP – Arquiteta responsável Clara Reynaldo da CR2 Arquitetura + FGMF Arquitetos.

  Subsolanus, Cidade do México DF – México – arquiteto responsável Henrique te Winkel.

Vazio, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marina Acayaba – AR arquitetos.

Casa Torreão, Brasília – DF – Arquiteto responsável Matheus Seco – Bloco Arquitetos.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque       Fotos: Pool de Comunicação – Conteúdo à la carte.

09:26 · 16.06.2017 / atualizado às 09:31 · 16.06.2017 por

O paisagista Gilberto Elkis propôs uma combinação eclética: espécies tropicais e plantas típicas de regiões temperadas convivem no jardim de 4 mil m², que inclui piscina, pergolado, deck e horta de temperos. Quando se vê essa linda combinação de cenário de verdes variados também revela outros tons estrategicamente demarcados pelo piso de mármore em meio a vegetação. Elkis apostou ainda em árvores frutíferas, como limoeiros e jabuticabeiras. Apesar de monocromático o jardim passa longe da monotonia graças aos seus diferentes volumes e texturas.

 

 

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque  Foto: Renato Elkis

00:26 · 13.06.2017 / atualizado às 00:26 · 13.06.2017 por

A moda do uso de imagens de caveira, o conhecido movimento do “caveirísmo”, está em alta desde os tempos primórdios. Recebeu destaque nos movimentos punk e góticos dos anos de 1980 a 2000. Objetos e adornos de decoração com imagens de caveira voltou com toda força na moda Casa, como o copo para drinques em forma de uma caveira investida de cristal, que segundo as lendas Maias, o crânio de cristal representa fenômenos paranormais, tendo o poder de produzir milagres. Um elemento surpreendente para festas e para receber e encantar os amigos e vai deixar o seu bar muito mais divertido.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque

02:51 · 12.06.2017 / atualizado às 02:51 · 12.06.2017 por

 

A Vista Alegre, grife portuguesa centenária firma-se cada vez mais como uma referência no design internacional de louças e acessórios de mesa, formando parcerias de sucesso como a Maison Chistian Lacroix.

A Vista Alegre, Marca referência no mercado de louças e peças de decoração em porcelana, sempre trabalhando em parceria com grandes nomes do design e das artes contemporâneo universal, a empresa está aberta a firmar parcerias com arquitetos, artistas plásticos e designers que se destaquem nos seus respectivos cenários de trabalho. O personagem da vez foi o fashion designer Chistian Lacroix, a Maison Lacroix, especialista na criação de roupas de alta costura, criaram a coleção baseada em animais selvagens com itens que representam personalidades exuberantes e extraordinários, como “Mister Tiger” ou “Dona Girafa”, ilustrações únicas com visuais exóticos e lúdicos, marca registrada grife francesa. A coleção de pratos e adornos de louça da marca Portuguesa ganharam destaque e foram premiadas no prêmio German Design Award. Famosa competição para o mercado de utensílios de mesa e cozinha que distinguem a excelência do design, a nível mundial. Esta é já a segunda vez que a marca centenária tem as suas coleções premiadas. Em 2015, o prêmio entregou nove selos German Design Awards com menções honrosas a grife portuguesa. A Vista Alegre afirma-se cada vez mais, como uma referência no design internacional, através de coleções únicas de porcelanas especiais, criadas por sua equipe própria de design interno, e em parcerias com artistas oriundos dos quatro cantos do mundo. Fundada em Portugal no século XIX a marca Vista Alegre esteve à mesa de nobres e de algumas monarquias europeias seculares com seus aparelhos de jantar.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque    Fotos: https://vistaalegre.com

 

11:56 · 09.06.2017 / atualizado às 11:56 · 09.06.2017 por

Um espaço com tudo ao alcance das mãos das crianças. Essa é a ideia do quarto montessoriano, que visa, antes de tudo, a autoeducação. De acordo com o método, o quarto deve oferecer elementos – posicionados na altura da criança – que estimulem o desenvolvimento e a autonomia de forma segura para que ela se sinta à vontade para explorar o espaço.  Assim, a criança vai se tornando independente em atividades simples, como por exemplo, pegar um brinquedo que ela gosta, sem precisar do auxílio de um adulto. O projeto leva a assinatura da arquiteta Ilana Rocha, especialista em projetos no método Montessoriana.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque   Fotos: Assessoria de imprensa/ Iorrana Monteiro

12:37 · 07.06.2017 / atualizado às 12:37 · 07.06.2017 por

Este móvel gabinete é a peça ideal como mobiliário doméstico para armazenamento com estilo em uma decoração de uma casa moderna e descolada. Toda sua estrutura é feita em Madeira e Ferro, seu acabamento final recebe camadas de Verniz de alto brilho. Os pés em latão polido são um detalhe a parte, já que seu brilho dourado enriquece o visual do móvel com estilo de peça de decoração dos psicodélicos anos 1970. O fundo interno recebe espelhos e vidros fumês, finalizado seu rico acabamento.

 

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque

01:26 · 06.06.2017 / atualizado às 01:26 · 06.06.2017 por

A fachada do edifício “Beirute terraço” traz traços de linhas retas e camadas volumétricas de Lages sobrepostas e posicionas em diversa proporção, criando assim um recurso natural que ajuda a conter o excesso da demanda solar e por vez proporciona aos seus moradores um conforto térmico, já que a região, durante o dia tem altas temperaturas e a noite muito frio. O projeto do prédio localizado na cidade de Beirute no Líbano, leva a assinatura do estúdio suíço de arquitetura Herzog & de meuron dos arquitetos Jacques Herzog e por Pierre de Meuron.O projeto faz parte de um plano de recuperação do urbanismo da cidade. Isso sim, é arquitetura pura!

 

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque   Foto:   Iwan baan