Busca

Tag: arquitetura brasileira


00:18 · 29.08.2018 / atualizado às 00:18 · 29.08.2018 por

A Feira na Rosenbaum com uma curadoria que olha para novos nomes do design de objetos e mobiliário do país. Mais de 40 marcas compõe a lista de expositores, que apresentarão suas criações em madeira, cerâmica, têxteis e mais materiais. O evento vai ocupar o A Casa – Museu do Objeto Brasileiro e contará também com espaço de exposição, que apresentará trabalhos de designers convidados pela Feira para uma experiência inédita de cocriação.

Em parceria com Indusparquet, empresa especializada no segmento de pisos maciços, a Feira convidou um time de designers para criarem novos produtos utilizando os resíduos de pisos de madeira gerados durante o processo de usinagem. Em visita à sede da Indusparquet, os designers convidados já conheceram os materiais disponíveis e estão agora em processo de criação e desenvolvimento. É a primeira vez que a Feira na Rosenbaum promove um laboratório de imersão e pesquisa na indústria com alguns de seus artistas e designers parceiros, que resultará em uma exposição no Museu A CASA.

Serviço: Museu A CASA

Av. Pedroso de Morais, 1234 – Pinheiros São Paulo. De 29 de agosto a 02 de setembro de 2018

Horário: 11h às 20h. Vallet no local.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque  Fotos: feiranarosenbaum.com.br

12:18 · 02.08.2018 / atualizado às 12:23 · 02.08.2018 por

A memória afetiva de quase todo cearense possui referencias em pequenos detalhes de nossa cultura. Pensando assim, o espaço do estúdio de design cearense foi criado com a intenção de resgatar essa memória dos visitantes, através de uma instalação sensorial. Com o seu intuído principal de enaltecer o trabalho do artista local, o estúdio é um espaço para além da apreciação dos produtos, ele consegue fazer uma conexão com a cultura cearense. O espaço que é assinado pelo arquiteto Josafá Neto, que valorizou personalidades da terra, como Chico Anysio, Belchior, Maria da Penha, entre outros rostos expostos no painel que forra toda a parede do local. No ambiente se encontra peças autorais de designers como Rafael Sturdat e Felipe Gradhivol.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque   Fotos: Diário do Nordeste

 

 

00:43 · 31.07.2018 / atualizado às 00:49 · 31.07.2018 por

O estúdio da fotografa de moda da Mostra 100% DESIGN 2018,  leva a assinatura das arquitetas e designers, Rafaela Teixeira, Aline Diógenes e Sara Carneiro, foi inspirado no trabalho da fotógrafa de moda, Patrícia Paes, uma mulher elegante e amante das artes, que passeou pelas passarelas antes de se voltar ao outro lado das câmeras, a fotografia, o que sugere algo ousado e autêntico.

O uso de cores e padrões na pintura geométrica faz com que o espaço. O contraste entre as cores quentes e tom azul anil profundo cria um clima enigmático e aconchegante. Já a monocromia em cinza violeta como contraponto traz a forte tendência do ano. O mobiliário de designers conceituados, escolhido em tons neutros, faz o link entre o conforto e a sofisticação. Uma outra linha seguida foi encontrar novas alternativas de uso para móveis que pensava-se utilizar para determinada função, como é o caso da cadeira na parede, servindo de estante e cabideiro. A iluminação pensada de forma não convencional, faz uso somente de arandelas e de luminárias tipo coluna, focando naquilo que importa, destacando determinados espaços.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque      Fotos: Diário do Nordeste.

11:06 · 21.05.2018 / atualizado às 11:06 · 21.05.2018 por

Associação Objeto Brasil promove a oitava edição do Fresh from Brasil na Wanted Design, trazendo toda a criatividade do design brasileiro em destaque no evento na mostra New York Design Week.

De 18 a 22 de maio, acontecerá a oitava edição do Fresh from Brasil, em Nova York, organizado pela Associação Objeto Brasil, que irá expor ao mercado global o trabalho de 12 designers brasilienses. O projeto integra uma série de eventos relacionados à Rede de Cidades Criativas da Unesco que, em outubro de 2017, escolheu Brasília como Cidade Criativa do Design. Joice Joppert Leal, presidente da Associação Objeto Brasil, curadora e idealizadora do Fresh from Brasil, enfatiza a presença brasileira nos EUA: “O design brasileiro está conquistando o mundo! Este ano queremos homenagear Brasília, sua criatividade e seu maravilhoso design. Os produtos e designers candangos, como carinhosamente são chamados os brasilienses, vão surpreender pela criatividade e beleza”.  A exposição de produtos será acompanhada de outras atividades, como agenda institucional e de negócios, com encontros entre os parceiros potenciais, representantes e especificadores, com as empresas e designers brasileiros. Haverá roda de conversa, ou conversations, voltada para o fomento ao intercâmbio, sensibilização e relacionamento, neste ano pautada no tema “como é visto o design brasileiro em Nova York, destacando o design brasiliense”. Serão apresentadas vitrines de designers participantes do Fresh from Brasil, enfocando também o Turismo Criativo e o Design como um ativo turístico importante, apresentando os cases Detroit, Cidade do México, Shangai e Buenos Aires e Brasília, todas Cidades Criativas do Design da Unesco.

O Fresh from Brasil é uma plataforma de promoção do Design brasileiro a partir da Wanted Design em Nova York, divulgando sua imagem e a potencialidade criativa, destacando as capacidades competitivas do Brasil no âmbito da Economia Criativa, Design, Inovação e Sustentabilidade. Entre os seus objetivos, destacam-se posicionar o Brasil como parceiro estratégico.

Anel Moebus Largo – Joana Prudente.
Mesa eixos- vista frontal Studio mare
Cadeira Athos – Danilo Vale
Relógio fenda – Renata Brazil

 

Instalação Renata Brazil

 

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque    Fotos: Informações para a imprensa: Teresa Mattos

 

os

00:52 · 10.04.2018 / atualizado às 00:52 · 10.04.2018 por

Chega ao Brasil o conceito de “Colivign”, moradias modernas e compartilhadas com arquitetura de interiores com design assinado. O prédio em questão será construído todo em madeira certificada na cidade de São Paulo.

 A cidade de São Paulo, mais uma vez servirá de vitrine para um ícone da arquitetura contemporânea modelo para o mundo, mais precisamente na Vila Madalena, zona oeste da capital paulista, onde será construído um edifício de 13 andares todo feito de madeira certificada, sem uso de concreto ou cimento. A inovação da edificação não está só na questão do uso de materiais certificados e ecologicamente corretos e sim no uso inovador e de sua coletividade com pequenos espaços privados compartilhados com grandes áreas comum, pois a ideia não é ter vários apartamentos, mas um convívio fluído, com espaços coworking e restaurantes.

O escritório de arquitetura Triptyque assina o projeto, que será erguido em um terreno de 1.025 m² localizado na Vila Madalena e terá área total de 4.340m². Com 13 pavimentos e um conceito que prevê diversas funcionalidades. O Coliving é uma tendência de compartilhamento de moradias urbanas que crescem cada vez mais em grandes centros. Como alternativa, surge como tendência que pretende derrubar, além de paredes, a crise da falta de espaços físicos e os ideais de individualização e desperdício. Trata-se do coliving, um movimento que estimula a integração, a sustentabilidade e a colaboração conciliados a custos reduzidos. A ideia de se pagar uma área comum de uma casa como um grande living, um espaço gourmet ou mesmo home theater que em geral são usados de vez em quando, onerando em compras ou alugueis de espaços ou até mesmo em taxas de condomínio e impostos municipais desnecessariamente, se essas áreas podem ser compartilhadas por um condomínio no modelo Colinving, sem onerar maiores custos aos seus usuários.

O que diferencia o coliving, em relação a outras experiências como repúblicas ou até mesmo asilos, segundo seu manifesto, são os conceitos de Comunidade em harmonia com a individualidade, a aproximação de pessoas e troca de experiências, entre outros.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque   Fotos: cemporcentodesign.com.br

 

13:35 · 13.11.2017 / atualizado às 13:35 · 13.11.2017 por

Exposição celebra 110 anos de nascimento do genial arquiteto, reunindo seu raro trabalho como artista e designer, e ainda obras de grandes nomes como Portinari, Athos Bulcão, Bruno Giorgi, Franz Weissmann e Tomie Ohtake, que trabalharam com ele em seus emblemáticos projetos.

A Pinakotheke Cultural Rio de Janeiro apresenta a exposição “Oscar Niemeyer– Territórios da Criação”, que celebra 110 anos de nascimento do genial arquiteto com um conjunto inédito de desenhos, pinturas, esculturas e peças de mobiliário feitos por ele. Com curadoria de Marcus Lontra e Max Perlingeiro, a exposição reúne ainda obras de artistas que trabalharam junto com ele em seus emblemáticos projetos, como Alfredo Ceschiatti, Alfredo Volpi, Athos Bulcão, Bruno Giorgi, Candido Portinari, Franz Weissmann, Joaquim Tenreiro, Maria Martins, Roberto Burle Marx e Tomie Ohtake.  O arquiteto Oscar Niemeyer nasceu no Rio de Janeiro em 15 de dezembro de 1907, e morreu na mesma cidade em 2012. Ao longo de sua vida, Niemeyer produziu intensamente e afirmou-se não apenas como arquiteto, como a primeira referência estética brasileira reconhecida em todo mundo, mas também como artista e intelectual respeitado, atuando em várias frentes do conhecimento humano. A obra “Ruínas de Brasília” de 1964, uma rara pintura de Niemeyer, nunca exposta – se juntam a 25 desenhos inéditos, que retratam com seu inconfundível traço a Igreja de São Francisco de Assis, na Pampulha, em Belo Horizonte, a Oca e o Parque Ibirapuera, em São Paulo, o Palácio do Planalto, a Catedral de Brasília, o Palácio da Alvorada, o Caminho Niemeyer, em Niterói, e a Bolsa de trabalho, em Bobigny, França, entre outros. A paixão pela figura feminina e suas curvas também estão nos desenhos feitos em sua maioria em caneta hidrográfica sobre papel. A exposição terá uma sala especial com retratos do arquiteto feitos pelos reconhecidos fotógrafos Antonio Guerreiro, Bob Wolfenson entre outros, as fotografias, também constituirão uma caixa para colecionador, em tiragem limitada a trinta exemplares.  O público verá ainda desenhos, pinturas, esculturas e azulejos criados por grandes artistas para projetos arquitetônicos de Niemeyer, e que se tornaram igualmente símbolos desses espaços. Entre eles, um estudo feito por Volpi em têmpera sobre cartão para a Capela Dom Bosco, em Brasília; um estudo em aquarela e duas provas de azulejos feitos por Portinari para a Igreja de São Francisco de Assis.

Andre Arruda

Arquivo Marcus de Lontra Costa

Arquivo Soraia Cals

Direito de reprodução gentilmente cedido por João Candido Portinari

Sergio Guerini

Serviço: “Oscar Niemeyer – Territórios da Criação”

Visitação pública: 10 de novembro a 16 de dezembro de 2017

Na Rua São Clemente 300, Botafogo – Rio de Janeiro – RJ

Telefones: (21) 2537-7566

E-mail: contato@pinakotheke.com.br

A entrada é gratuita

 

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque   Fotos: CW&A Comunicação

 

12:52 · 25.10.2017 / atualizado às 12:52 · 25.10.2017 por

A primeira solução proposta para esse apartamento de 66 m2 foi a integração da sala de jantar com a sala de estar e cozinha. Com toques de cores vibrantes, estampas geométricas, quadros e objetos decorativos adquiridos pelos clientes antes da reforma, o apartamento busca transparecer o perfil deles em ambientes despojados, aconchegantes e bastante funcionais. A sala de estar ganha personalidade no tapete de estampa geométrica Domo de Salvatore Minuano para compor a decoração. Com ar industrial, masculino e moderno, o apartamento é ideal para o casal, que adora receber amigos. O projeto leva a assinatura da PKB Arquitetura.

Pesquisa  e textos: Omar de Albuquerque    Fotos: Mariana Amaral Comunicação

11:36 · 09.10.2017 / atualizado às 11:36 · 09.10.2017 por

Projeto da casa de praia se destaca por leveza, simplicidade e aconchego. Integrado a família residente do imóvel a natural exuberante do local. Esse ano, o arquiteto brasileiro Gui Mattos recebeu um dos prêmios mais disputados da arquitetura mundial. Vencedor na categoria “Residential-Private House” (Residência Privada) pelo Architizer A + Awards 2017 em NY- maior programa de prêmios focado em promover e comemorar os melhores produtos e arquitetos do ano. O projeto vencedor foi uma casa na praia de Itamambuca (Ubatuba – SP), que recebeu premiação dupla, do júri popular e do júri técnico, feito que pouquíssimos arquitetos brasileiros conseguiram no Architizer A + Awards no mundo inteiro. A casa em questão fica localizada em um terreno próximo ao mar, que – antes de ser construído, era habitado somente por uma vegetação alta e densa. O desejo do cliente era justamente algo simples, que também valorizasse e integrasse a casa a natureza, por isso, a casa possui construção leve, com elementos pré-fabricados de madeira e concreto, que se dispõe entre a natureza ao redor de todo o imóvel. O piso eleva-se ligeiramente do terreno natural, configurando-se como um degrau, e a cobertura busca a possibilidade estrutural de um térreo livre e fluído, juntamente com a vontade de ‘trazer para dentro’ a luz, o ar e a vegetação. O teto é outro detalhe que merece destaque e atenção, pois forma um prisma invertido, com apoios dispostos simetricamente, possibilitando a abertura em todas as direções, sintetizando toda essa ligação permanente com a natureza e abriga por igual toda a dimensão da casa. De forma muito simples, e ainda assim extraordinária, o projeto vencedor da casa de praia traz muito aconchego e privacidade aos moradores, mesmo sendo cercada por uma pele de vidro. Estes são alguns dos motivos que a tornaram vencedora de um prêmio tão importante para o universo da arquitetura.

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque   Fotos: Cristina Dell’Amore Assessoria de Imprensa 

11:35 · 19.06.2017 / atualizado às 11:35 · 19.06.2017 por

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros, com até 45 anos de idade, dando mais oportunidades aos novos talentos da arquitetura e urbanismo no Brasil.

O 4º prêmio de arquitetura Instituto Tomie Ohtake e Akzonobel é resultado de uma parceria entre o Instituto e a multinacional holandesa que atua nos segmentos revestimentos e especialidades químicas e se insere nas perspectivas do Instituto, enquanto instituição cultural, ao promover iniciativas no campo da arquitetura, do urbanismo e do design. O prêmio é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos, com até 45 anos de idade, esse detalhe o diferencia de outros prêmios, já que com um limite de idade, automaticamente tira do páreo uma serie de profissionais já renomados, assim como grandes escritórios de arquitetura, dando maior oportunidade para os novos talentos da arquitetura e urbanismo. Os projetos escritos podem ter sido construídos durante os últimos dez anos. Arquitetos, escritórios de arquitetura ou coletivos de arquitetos podem se inscrever com mais de um projeto, o que contribui para demonstrar um panorama da arquitetura brasileira nos seus mais variados contextos. Foram selecionais dez projetos, que serão reunidos também em publicação, participam de uma exposição, com entrada gratuita, na sede do Instituto Tomie Ohtake, de 10 de agosto a 17 de setembro de 2017. Na abertura do evento, dia 10 de agosto, serão anunciados os premiados. Os arquitetos responsáveis pelos três projetos considerados de maior destaque serão contemplados com viagens internacionais: Xangai/China, Helsinque/Finlândia e Havana/Cuba. Vejamos fotos  dos dez finalistas.

Ciclovia Avenida Paulista, São Paulo – SP – arquiteto responsável Gianpaolo Santoro Granato – Studio GGA.

Cobertura Mercado Público de Florianópolis, Florianópolis – SC – arquiteto responsável Gustavo Utrabo – Aleph Zero.

Instituto Brincante, São Paulo –SP – arquiteto responsável Dante Furlan – Bernardes Arquitetura.

Mirante 9 de Julho, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marcos Paulo Caldeira –MM18.

Moradas Infantis, Formoso do Araguaia – TO – arquiteto responsável Adriana Benguela – Rosenbaum + Aleph Zero.

Parque da Gare, passo Fundo – RS – Arquiteto responsável Pedro Paes Lira.

Casa 4 x 30, São Paulo- SP – Arquiteta responsável Clara Reynaldo da CR2 Arquitetura + FGMF Arquitetos.

  Subsolanus, Cidade do México DF – México – arquiteto responsável Henrique te Winkel.

Vazio, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marina Acayaba – AR arquitetos.

Casa Torreão, Brasília – DF – Arquiteto responsável Matheus Seco – Bloco Arquitetos.

Pesquisa e textos: Omar de Albuquerque       Fotos: Pool de Comunicação – Conteúdo à la carte.

00:25 · 22.05.2017 / atualizado às 00:25 · 22.05.2017 por

A Fresh From Brasil apresenta o design brasileiro na Design Week de Nova Iorque, com exposição e imersão no cenário norte-americano de design e inovações. A cidade de Nova Iorque celebra anualmente a semana do Design, evento que se tornou tão importante que a Prefeitura de NYC criou o Programa NYCxDesign, são trinta dias de programações ligadas ao design ao longo do mês de  maio, tendo a Semana de Design como ápice. Por seu potencial de formação de mercados a ação brasileira tem patrocínio do Ministério das Relações Exteriores através do Consulado-Geral do Brasil em Nova York e da Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos, conectados em uma agenda de produtos com uso intensivo do design e aspectos inovadores. O Fresh from Brasil é uma exposição coletiva com 22 empresas do design e da indústria brasileiras, organizado desde 2009 pela OSCIP Objeto Brasil focada na promoção de imagem e negócios do nosso design e indústria inovadora. Sempre durante a Design Week de Nova York, quando a cidade recebe mais de 400 mil pessoas de todo o mundo.  A exposição brasileira completa sete edições este ano e pela quarta vez ocorrerá dentro da Wanted Design Manhattan, plataforma internacional que é o hub oficial de informações da Prefeitura de NYC e recebe grandes marcas, designers consagrados, novos talentos e ações de diversos países como Argentina, Espanha, Finlândia, França, México entre outros. A ação brasileira será composta por exposição de produtos e vai receber cerca de 18 mil pessoas em cinco dias de evento. O público é formado principalmente por arquitetos, designers e imprensa especializada. O evento acontece nesse final de semana, mais precisamente nos dias 19 a 23 de maio, dentro da Wanted Design.

Pesquisa e Textos: Omar de Albuquerque       Fotos: Assessoria de imprensa/ Teresa Mattos