Busca

Tag: Di Cavalcante


10:56 · 28.08.2018 / atualizado às 10:56 · 28.08.2018 por

Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um dos primeiros pintores modernistas do Brasil. Um dos idealizadores e organizadores da Semana de Arte Moderna, em São Paulo, está esse mês em exposição em Fortaleza.

A cidade de Fortaleza está sendo presenteada nessa última semana com grandes exposições ao nível de museus e galerias internacionais, como a exposição “Retratos da Alma Brasileira ” do Mestre Di Cavalcante, que estrou na semana passada na galeria Casa D’alva. A exposição traz um apanhado de importantes obras do artista plástico que junto com outros artistas como Tarsila do Amaral, idealizou e organizou a Semana de Arte Moderna de 22 no Teatro Municipal de São Paulo. Di Cavalcante estampou em suas obras os traços típicos das feições dos brasileiros, retratando negros e mulatas, a flora brasileira, assim, rompendo com formulas das escolas belas artes Europeias que ditavam regras no começo do século vinte.

Di Cavalcanti (Rio de Janeiro, 1897 – 1976) é um dos mais sólidos nomes da arte brasileira e um dos poucos artistas plástico brasileiros que tem verdadeiramente projeção internacional. Conviveu com importantes vanguardistas históricos, como Blaise Cendrars, Henri Matisse, Jean Cocteau e Pablo Picasso e suas obras podem ser encontradas em museus e coleções particulares da América Latina, Estados Unidos e Europa, sendo um dos artistas mais concorridos em leilões de todo o mundo. Foi, junto com Mário e Oswald de Andrade idealizadores da semana de arte moderna de 22.

Além da importância histórica de ter sido um dos precursores do modernismo em nosso País, foi um dos primeiros artistas a despertar para a importância do registro de cenas genuinamente brasileiras como festas populares, favelas, cenas com músicos, sambistas e as suas célebres mulatas, e esta mostra organizada pela Casa D’Alva, que resume, com obras de significativo teor estético e indiscutível personalidade, 5 séculos de sua profícua produção, deixa este legado evidente. A Arte de Di Cavalcanti apreende o mais profundo espírito da brasilidade refletindo a cara do nosso povo. Suas obras são retratos da alma brasileira. A exposição tem a curadoria de José Guedes e Roberto Galvão.

Serviço: A exposição estará aberta ao público do dia 20 de agosto a 06 de setembro de 2018 / De segunda à sexta-feira das 10 às 19 horas. Galeria Casa D’alva fica na rua João Brígido, 934 – Fortaleza -Ceará.

]

Pesquisa, textos e fotos: Omar de Albuquerque

 

11:43 · 17.08.2018 / atualizado às 12:09 · 17.08.2018 por

A cidade de Fortaleza está sendo presenteada nessa última semana com grandes exposições ao nível de museus e galerias internacionais, como a exposição “Retratos da Alma Brasileira ” do Mestre Di Cavalcante, que estreia hoje na galeria Casa D’alva. A exposição traz um apanhado de importantes obras do artista plástico que junto com outros artistas como Tarsila do Amaral, idealizou e organizou a Semana de Arte Moderna de 22 no Teatro Municipal de São Paulo. Di Cavalcante estampou em suas obras os traços típicos das feições dos brasileiros, retratando negros e mulatas, a flora brasileira, assim rompendo com formulas das escolas belas artes Europeias que ditavam regras no começo do século vinte.

A exposição estará aberta ao público do dia 20 de agosto a 06 de setembro de 2018 / De segunda à sexta-feira das 10 às 19 horas. Galeria Casa D’alva fica na rua João Brígido, 934 – Fortaleza -Ceará.

 

Pesquisa e texto: Omar de Albuquerque  Foto: Divulgação

11:51 · 04.07.2016 / atualizado às 11:51 · 04.07.2016 por

Como reunir cinco séculos da história do Brasil através das artes? Estampadas em uma só coleção, uma coleção de arte que se tornou uma das mais importantes, se não a mais importante da história contemporânea em todo o pais. Sim, essa é a coleção de arte Airton Queiroz, onde apenas um terço dela foi selecionada e hoje exposta no Espaço Cultural que leva seu nome, na Universidade de Fortaleza. Ao entrar no espaço da exposição, já se sentir o clima fascinante que vem pela frente, uma emoção a cada obra, a cada quadro apreciado, seguindo uma sequência de datas e artistas de acordo com sua importância e colocação na história das artes. Sequência essa, cuidadosamente pensada pelos seus curadores Fábio Magalhães, José Roberto Teixeira e Max Perlingeiro, que tiveram a responsabilidade e o privilégio de assinar a curadoria dessa importante exposição. Aos visitantes caberá a interpretação e o delete de estarem diante de obras de grandes mestres das artes plásticas brasileiras, são nomes como: Di Cavalcante, Tarsila do Amaral e Cândido Portinari. Uma pequena, mas significativa viagem ao passado do século 20, quando acontecia a semana de arte de 22, importante movimento artístico da época, quando todo esse elenco participou.

Exposição Airton Queiroz.
Exposição Airton Queiroz.

 

Cândido Portinari_ Autorretrato de 1957
Cândido Portinari – Autorretrato de 1957

 

Di Cavalcante - Duas Mulheres de 1935.
Di Cavalcante – Duas Mulheres de 1935.

 

Provocação de 1962 - Tarsila do Amaral.
Provocação de 1962 – Tarsila do Amaral.

 

Cândido Portinari - Vaqueiro do Nordeste de 1943.
Cândido Portinari – Vaqueiro do Nordeste de 1943.

 

Aleijadinho - Antonio Francisco Lisboa. Santo Bispo-  1812.
Aleijadinho – Antonio Francisco Lisboa. Santo Bispo- 1812.
Mulher sentada_Fernando Botero.
Mulher sentada de Fernando Botero – 2006

A exposição transcende as fronteiras brasileira e traz artista de outras nacionalidades como os espanhóis Joan Miró e Salvador Dalí, o argentino Fernando Botero e até mesmo os franceses Renoi e Monet.

Fortaleza foi presenteada com uma oportunidade única, por ter acesso por seis meses a essa joia de exposição, onde as emoções serão constantes, um arrepio a cada obra.

Serviço: Visitação: 16 de junho a 18 de dezembro de 2016

Local: Espaço Cultural Airton Queiroz (Av. Washington Soares, 1321). Mais informações: 3477.3319

 

Pesquisa, textos e fotos: Omar de Albuquerque

 

 

00:08 · 27.02.2015 / atualizado às 00:08 · 27.02.2015 por

O artista multimídia José Guedes abri a sua galeria Casa D’arte para receber a exposição HELOISA JUAÇABA – OBRA E COLEÇÃO. Com abertura no dia 27 de Fevereiro, a exposição que tem a primorosa curadoria de Guedes, que selecionou cerca de 60 0bras entre pinturas esculturas, desenhos, gravuras, de artistas cearenses e nacionais, contando com uma seleção especial de obras de Heloisa Juaçaba. A Arte cearense terá também destaque especial na mostra, com obras de artistas plásticos cearenses de reconhecimento nacional como Raimundo Cela, Antônio Bandeira, Aldemir Martins, Vicente Leite, Sérvulo Esmeraldo, Roberto Galvão, Marcus Francisco, Gilberto Cardoso, Luiz Hermano, Batista Sena, Mauricio Coutinho, Siegbert Franklin, Mauricio Cals, Kleber Ventura, entre outros. Dos nomes nacionais, os destaques são: Volpi, Mabe, Vlavianos, Castagneto, Fayga Ostrower e Valdemar Cordeiro.

Quadro de Antonio Bandeira
Quadro de Antonio Bandeira
Di Cavalcante
Di Cavalcante
Obra de Heloísa Juaçaba
Obra de Heloísa Juaçaba
Tela de Raimundo Cela
Tela de Raimundo Cela
Quadro do Artista Plástico cearense Raimundo Cela.
Quadro do Artista Plástico cearense Vicente Leite.
Obra do Artista Plástico italiano radicado no Brasil, Alfredo  Volpi.
Obra do Artista Plástico italiano radicado no Brasil, Alfredo Volpi.

Dona Heloísa, foi a fada madrinha das artes e dos artistas no Ceará. Como integrante do Conselho de Cultura do Estado no setor de Artes Plásticas, fundou o Centro de Artes Visuais em 1967. A Casa de Cultura Raimundo Cela, acolhia jovens em busca de descobrir e desenvolver seus talentos. Também reunia artistas já reconhecidos para diálogos, armando exposições com os iniciantes. Convidava artistas e professores de outros estados para palestras, ministrar cursos. Criou e realizou Salões Nacionais. Com o seu carrão, um Gálaxi que ela mesma dirigia, saía com artistas e seus quadros na mão para realizar exposições relâmpagos em escolas públicas nos subúrbios da Região Metropolitana de Fortaleza. Assim, sem alarde, ela proporcionava encontros de estudantes com os artistas e seus quadros. Um dia, ao lhe perguntar como havia conseguido fazer tanta coisa, ela pensou em pouco e disse: “Não sei, eu ia fazendo!”. A história e a importância de Dona Heloísa para o mundo das artes no Ceará, é tão rica e ao mesmo tempo tão natural que é difícil descrevê-la. Mas precisa ser escrita para não ser esquecida. Assim define a amiga e admiradora, jornalista Lucia Helena Galvão.

 

Serviço: Exposição HELOISA JUAÇABA – OBRA E COLEÇÃO.

Abertura dia 25 de Fevereiro até o dia 10 de Abril.

Local: Galeria Casa D´Alva (rua João Brígido, 934, Aldeota)

Pesquisa e Textos: Omar de Albuquerque    Fotos: José Guedes

01:15 · 13.11.2014 / atualizado às 01:15 · 13.11.2014 por

A galeria INK que já tem arte no nome, quer dizer tinta, fazendo referência a tinta de nanquim. A nova galeria de arte que faz parte dos equipamentos culturais permanentes do Shopping RioMar, o espaço conta com acervo dos principais artistas brasileiros, como Aldemir Martins, Inimá de Paula, Caribé, Di Cavalcanti, Antônio Bandeira, Portinari e também artistas cearenses renomados como: Barrica, Afonso Lopes, Estrigas dentre outros. De propriedade do marcham Edu Oliveira e da consultora para o mercado de luxo, Cristina Vasconcelos, ambos já são habitués no mundo das artes. A galeria que já começa com cerca de 500 colecionadores catalogados, Incluindo de pequeno, médio e grande porte. A aquisição de obras de arte tem sido adotada como excelente forma de investimento financeiro, pois em pouco tempo alguns artistas atingiram altos patamares de valorização no mercado de arte que está em crescente ascensão. Algumas obras podem ser negociadas com boas condições de pagamento para os que querem começar a colecionar, dizem os diretores da INK Galeria de arte.

Os clássicos gatos do artista plástico cearense Ademir Martins.
Os clássicos gatos do artista plástico cearense Ademir Martins.
ém dos brasileiros famosos, a galeria tem no seu acervo a Pop Art Andy Warhol, com certificação de autenticidade do museu de arte de Nova Iorque.
Além dos brasileiros famosos, a galeria tem no seu acervo a Pop Art Andy Warhol, com certificação de autenticidade do museu de arte de Nova Iorque.
Obra do famoso pintor modernista Di Cavalcante, em técnica de tapeçaria.
Obra do famoso pintor modernista Di Cavalcante, em técnica de tapeçaria.
Escultura esculpida em mármore de Carrara de Mana Celane.
Escultura esculpida em mármore de Carrara de Mana Celane.
Escultura bidimensional “Os cubos” de Carlos Macedo.
Escultura bidimensional “Os cubos” de Carlos Macedo.
Arte e esculturas em cerâmica.
Arte e esculturas em cerâmica.
Galeria INK, localizada no Piso L2 do Shopping RioMar
Galeria INK, localizada no Piso L2 do Shopping RioMar
Os proprietários  da galeria INK, O marcham Edu Oliveira e da consultora para o mercado de luxo, Cristina Vasconcelos.
Os proprietários da galeria INK, O marcham Edu Oliveira e a consultora para o mercado de luxo, Cristina Vasconcelos.

A galeria de Arte INK faz parte dos equipamentos culturais do Shopping RioMar e funciona nos horários normais do Shopping.

 

Textos e Fotos: Omar de Albuquerque