Busca

Categoria: Entrevista


13:51 · 12.04.2014 / atualizado às 12:16 · 16.04.2014 por

Já pensou conversar com alguém que escreveu mais de noventa livros? Pois o Diarinho entrevistou Alexandre Azevedo, escritor desde os 18 anos e com 92 livros publicados. Ele conversou com os participantes da Feira do Livro Infantil na manhã de sábado e respondeu às perguntas dos professores e crianças. Assim como ele, eu tive pouquíssimas oportunidades de conversar com um escritor. Só mesmo no Ensino Médio, quando falei com o Adriano Espínola, autor do livro de poesias Beira-Sol, indicado para o vestibular.

Para quem quiser curtir um pouquinho da feira, hoje é o último dia, mas ainda tem contação de histórias, a partir das 14 horas, com o Baú de Leitura da Endesa Fortaleza Criança e no Centro Cultural Banco do Nordeste, com oficina, contação de histórias e show de encerramento com Adelson Viana, às 18 horas. Tudo gratuito.

Vamos à entrevista:

1. Como você sentiu o desejo de se tornar um escritor?

Minha formação é em Filosofia, mas desde criança eu era um ‘devorador de livros’. Comecei escrevendo crônicas e depois, parti para a literatura infantil, mas escrevi para adultos e adolescentes também.

2. Como você vê o mercado de livros infantis?

Na década de 1970, aconteceu um boom da literatura infanto-juvenil no Brasil. Esse surgimento de novas histórias e autores facilitou, por exemplo, o contato entre leitores e autores, algo que não existia no meu tempo de esctudante. Para nós, naquele tempo, os escritores eram inacessíveis, pessoas muito diferentes de nós. Hoje, nós podemos mostrar que escritores são pessoas “normais”, como qualquer outra.

3. Quais livros mais marcaram a sua infância?

Eu tinha uma coleção com as obras do Monteiro Lobato, mas também gostei muito da A Revolução dos Bichos, de George Orwell.

4. E na idade adulta?

Além de escritor, também sou professor de literatura e fã confesso de Machado de Assis. Todas as obras dele são ótimas.

5. O que você diria sobre o livro “Bicho do Mato e outros bichos”, que veio lançar na Feira do Livro Infantil?

Esse é um livro de poesia, que fala do bicho do mato no sentido figurado, no sentido de ser envergonhado, tímido. O verdadeiro bicho do mato é o Lobo Guará, que está sempre desconfiado, mas temos poemas sobre a tartaruga e outros animais também. Ele é indicado para as crianças do terceiro e quarto ano do ensino fundamental.

Índice

Bicho do Mato e outros bichos
Autor: Alexandre Azevedo
Editora: Bagaço
Indicação: a partir dos sete anos

11:32 · 20.12.2013 / atualizado às 11:32 · 20.12.2013 por

Entrevista concedida à repórter Kelly Garcia

mino
Mino e o boneco do Capitão Rapadura (Foto: Agência Diário/ Érica Fonseca)

Para festejar a estreia do capitão Rapadura no rol dos super-heróis de meia idade, o Diarinho entrevista o seu criador, o cartunista Mino Castelo Branco. O pai de Rapadura começou na arte dos desenhos que nem a maioria das crianças, por volta dos quatro anos. Mas, dos cinco irmãos do herói cearense, os filhos de Mino: Magno, Maria Cecília, João Eduardo e José Eduardo, nenhum quis seguir a profissão do pai e nem a do irmão mais famoso, mas o pai garante que eles levavam jeito.

Em novembro, o Fórum de Quadrinhos do Ceará lançou uma edição especial das historinhas do herói que tudo atura, reunindo vários quadrinistas e resgatando um pouco da trajetória do capitão Rapadura nos últimos 40 anos.

No evento, Mino leu um bilhete dele, que não pôde prestigiar a festa por estar em uma missão ultrasecreta. Saiba mais sobre o personagem e o seu criador na nossa entrevista!

Diarinho: Como e quando você resolveu criar o capitão Rapadura? Qual foi a sua principal inspiração?
Mino: O Capitão Rapadura era um desejo que eu tinha de ter um personagem de histórias em quadrinhos. Minha inspiração maior creio ter sido o Mickey do Walt Disney.

Tira_capitão rapadura 003_cor

Diarinho: Por que escolheu esse nome?
Mino: Foi o nome que veio, inspirado.

Diarinho: Quais eram os seus super-heróis preferidos, quando criança? Você lia revistinhas, assistia filmes?
Mino: Lia quase todas as revistas em quadrinhos que eram publicadas no meu tempo de menino e adolescente. Nos filmes, gostava muito do Pica-pau, do Walter Lantz.

Diarinho: Na época em que o capitão nasceu, como era a vida das crianças de Fortaleza?  Elas podiam brincar mais na rua?
Mino: Podiam ainda brincar nas ruas, em algumas ruas. A cidade cresceu e fez todo mundo voltar para o tempo das cavernas. As praças foram abandonadas.

Livro "Capitão Rapadura 40 anos", organizado pelo Fórum de Quadrinhos do Ceará
Livro “Capitão Rapadura 40 anos”, organizado pelo Fórum de Quadrinhos do Ceará

Diarinho: Nas histórias, o único parente do Rapadura é o seu sobrinho. Por que só ele? Qual a história do Brinquedo? Onde estão os seus pais?
Mino: Brinquedo não é o único parente do Capitão. Foi o primeiro que foi criado. Os personagens por enquanto estão sozinhos, sem pai, sem mãe, sem irmãos. Mas a seu tempo irão aparecendo com a criação das historinhas.

Diarinho: Nesses 40 anos, você já deve ter levado o capitão Rapadura para conhecer muitas crianças. O super-herói cearense conhece outros Estados? Suas histórias já foram divulgadas em outros países?
Mino: Cap. Rapadura precisa primeiro conquistar Fortaleza, depois o Ceará, depois o Nordeste e se possível o Brasil. Mas tudo a seu tempo.

Diarinho: Qual é o maior sonho do capitão Rapadura? E o seu?
Mino: O maior sonho do Cap. Rapadura é pertencer a vida de muitas crianças, levando pra elas belas histórias e lições. O meu também é esse.

Diarinho: O capitão não pensa em conhecer um grande amor, tipo a Louis Lane do Superman? Ele é um solteirão convicto?
Mino: O capitão tem uma namoradinha chamada Rosinha, a flor do sertão. Não é um solteirão convicto, mas um romântico incorrigível.

Diarinho: Mino, você já pode falar sobre essa missão ultrasecreta que fez com que o Rapa não fosse para a festa dos seus 40 anos na Livraria Cultura? Nós vimos o bilhete que você leu para as crianças que estavam lá…
Mino: As missões secretas do Capitão são tão secretas que as vezes nem ele sabe. Acho que ele estava presente na Livraria Cultura naquela comemoração dos quarenta anos, só que usando um dos seus disfarces.

Veja mais no site: capitaorapadurabrasil.blogspot.com.br

11:06 · 01.11.2013 / atualizado às 14:02 · 05.11.2013 por
Foto: Agência Diário/ Marília Camelo
Foto: Agência Diário/ Marília Camelo

Sons de apitos, piruetas desengonçadas, palhaçadas e brincadeiras irreverentes são elementos que consagraram a banda Dona Zefinha como opção certa de diversão para papais, mamães e criançada.

Com mais de 20 anos de estrada, o grupo, natural de Itapipoca (CE), passou mais de uma década elaborando um álbum infantil. Antes, lançou dois discos para o público adulto, mas que também já agradavam os pequenos pelo humor e irreverência.

Em “O circo sem teto da lona furada dos Bufões”, lançado em 2012, Orlângelo Leal, Ângelo Márcio, Paulo Orlando, Joélia Braga, Vanildo Franco e Iranilson de Sousa, além dos músicos convidados, apresentam canções criativas sobre o universo da garotada, como a faixa que dá nome ao álbum, “Sapo Cururu”, “A Folha”, “Marimbondo Azul”, “Palhaço da Perna de Pau”, “Comilão” e “Pinóquio e Emília”.

Confiram entrevista no vídeo abaixo:

O mais bacana é que a trupe costuma construir os seus próprios instrumentos musicais. O banjo usado por Orlângelo Leal, um dos integrantes e criadores do grupo, recebe uma panela de pressão na parte inferior. O resultado é de encher os olhos da molecada e ainda ensina sobre a importância de se reutilizar velhos materiais.

Serviço:

O disco físico está à venda no endereço www.donazefinha.com.br. Já o CD virtual encontra-se na loja online www.cdba by.com/cd/dona zefinha.

 

13:52 · 11.09.2013 / atualizado às 15:53 · 13.09.2013 por

capalivroResponder as principais dúvidas de papais, mamães e crianças quanto à higiene e aos hábitos alimentares são os objetivos do Inspetor Saúde, como é mais conhecido o professor Cláudio Lima, no livro “A menina e a bactéria”, sua primeira investida junto ao público infantil.

Com uma linguagem bem didática e ilustrações de Émerson Melo, o engenheiro de alimentos – que também tem um quadro de saúde na TV Verdes Mares – convida a criançada a conhecer o mundo invisível dos microrganismos, que convivem conosco e contra quem, muitas vezes, não sabemos nos defender.

Inspetor Saúde e a filha Brena apresentam o livro "A menina e a bactéria" (Foto: Agência Diário/ JL Rosa)
Inspetor Saúde e a filha Brena apresentam o livro “A menina e a bactéria” (Foto: Agência Diário/ JL Rosa)

Confira entrevista do Inspetor Saúde conferida ao Diarinho. Sua filha, Brena, que inspirou a obra, participa do bate-papo:

Para adquirir o livro “A menina e a bactéria”, é só entrar em contato com o Inspetor Saúde pelo seu Facebook, nos Mercadinhos São Luiz ou nas livrarias Saraiva de Fortaleza.

14:53 · 18.07.2013 / atualizado às 14:55 · 18.07.2013 por

vitorhugoO ilusionista Vitor Hugo está em Fortaleza para três apresentações super bacanas.

Antes, ele visitou a Redação do Diário do Nordeste para conversar com o Diarinho na TV DN sobre o amor que possui pela mágica.

Contou que começou a se interessar pelo assunto com 12 anos e, a partir do primeiro contato com um truque, só fez se aprofundar e se aperfeiçoar.

Vitor é amigo de famosos, como Neymar e Thiaguinho, e faz apresentações tanto em eventos públicos como em corporativos e festas. Ele já fez até desaparecer um helicóptero, acreditam?

Na entrevista, o ilusionista demonstra alguns truques bacanas e ainda diverte jornalistas na Redação.

Confiram!

As apresentações de Vitor Hugo acontecem de hoje a sábado, a partir das 19 horas, na praça de eventos do Via Sul Shopping. Atração para toda a família que contará, ainda, com distribuição de pipoca e chocolates personalizados.

14:33 · 03.05.2013 / atualizado às 14:33 · 03.05.2013 por

Amanhã começa a 4ª edição do Festival de Gastronomia do iPark e, entre as atrações, estão uma palestra para os pais sobre “Nutrição infantil – hábitos saudáveis” com a nutricionista Luisa Ellery (dia 5) e Teatro de Fantoches com a temática “Educação Alimentar”, com dedoches imitando legumes, verduras e frutas (em todos os dias do evento).

Para saber mais acerca do Festival, suas atrações para pais e garotada, além de oficinas de culinária regional, conversamos com a nutricionista Luisa Ellery na TV DN. Confiram o bate-papo!

O Festival:

Chefs e restaurantes convidados apresentam o melhor da gastronomia local. Serão 11 participantes: Cantinho do Frango, Paulinho Grill, Alpendre da Vila, Chico do Caranguejo, Faustino, Hotel Brasil Tropical, Maria Chica, Delícias do Mar e Churrasco, Picanha do Jonas, Hotel Oasis e Didi Rei dos Mares.

Além dos pratos, durante os quatro dias de evento acontecerão aulas-show e oficinas sobre a preparação de doces como macarons, brownies, cupcakes e biscoitos decorados.

 Serviço:
4º Festival de Gastronomia do iPark
Dias 4 e 5; 11 e 12 de maio. Das 9h às 17h
Entrada: R$ 28,00 e R$ 14,00
Endereço: Sítio Ypióca, em Maranguape – Região Metropolitana de Fortaleza
Informações: (85) 3341.0407 ou www.ipark.tur.br
10:30 · 03.05.2013 / atualizado às 10:30 · 03.05.2013 por

patati

A dupla de palhaços mais querida do momento, Patati Patatá, já está em Fortaleza, se preparando para apresentação, sábado e domingo, no Siará Hall.

O espetáculo é baseado nas canções do DVD homônimo e conta com sucessos que marcam a carreira da dupla. O cenário é composto por pontos turísticos de várias partes do mundo, como a Torre Eiffel, a Estátua da Liberdade, a Torre de Pisa e o Cristo Redentor.

O Diarinho teve o prazer de conversar com os palhaços, que fazem um convite para os nossos leitores. Confiram!

Serviço:
Turnê “Volta do Mundo”
Data e horários: 04/5 (sábado), às 18h, e 5/5 (domingo), às 15h.
Local: Siará Hall (Av. Washington Soares, 3199)
Ingressos: Camarote 1º Piso: R$ 100,00 (R$ 50,00 – meia entrada para estudantes, idosos e portadores de necessidades especiais); Camarote 2º Piso: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia). Área VIP: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia); Cadeiras: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia);
Vendas: Bilheteria do Siará Hall, Casa dos Relojoeiros (North Shopping) e www.bilheteriavirtual.com.br
Informações: (85) 3278-8400 e 3046-3947
15:32 · 03.04.2013 / atualizado às 15:32 · 03.04.2013 por

andrea

Recebemos hoje, para um bate-papo super bacana sobre o universo das festas infantis, a decoradora Andréa Guimarães. Ela estará, logo mais, no Imperium Buffet, para um workshop bacana sobre esse universo mágico, mas que requer dicas e cuidados.

Confiram o vídeo da entrevista, realizada na TV DN, abaixo:

Para mais informações, é só acessar o nosso post “Mamães festeiras”.

16:32 · 15.01.2013 / atualizado às 16:49 · 15.01.2013 por

Gente!!! Recebemos na Redação do Diário do Nordeste uma visita super ilustre: a Galinha Pintadinha! Isso mesmo! A Galinha mais famosa do Brasil conversou conosco, na TV DN, sobre o espetáculo “As férias da Galinha Pintadinha”, que entra em cartaz próximo domingo, dia 20 de janeiro, a partir das 17 horas, no Teatro da Praia.

Galinha Pintadinha, em entrevista à TV DN. Ela é uma fofura! (foto: Alex Costa)

Ela também falou sobre como lida com a fama, disse que ama as crianças e ainda dançou exclusivamente para a nossa câmera – inclusive fez passinhos da famosa música “Gangnam Style”.

Durante a visita, a Pintadinha também fez o maior sucesso com os jornalistas do Diário do Nordeste. Todos quiseram tirar uma foto com ela.

 Confiram a entrevista na íntegra abaixo:

Serviço:
As férias da Galinha Pintadinha
Aos domingos, a partir das 17h, no Teatro da Praia (Rua José Avelino, 662, Praia de Iracema).
(3219.9493)